Anda di halaman 1dari 2

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE 3.

Assim, levando em consideração que os


DIREITO DA __ VARA CÌVEL DA COMARCA DE títulos portados pela autora não se prestam mais à ação executiva, mas
UBERLÂNDIA/MINAS GERAIS sim à ação monitória, em virtude da prescrição ocorrida , só restou à
autora a via judicial para forçar o devedor ao pagamento de seu débito,
via esta da qual faz uso por meio da presente ação.

SUZANA RIBEIRO, brasileira, (estado civil), Diante do exposto, requer que Vossa Excelência
(profissão), portadora do RG n.º XXXXXXXXX, CPF/MF digne-se de:
XXXXXXXXX, residente e domiciliada na (endereço e complemento), a) determinar a citação do Réu para pagar o valor
por seu procurador que esta subscreve (mandato incluso), com de R$6.350,00 (seis mil e trezentos e cinqüenta reais) no prazo de 15
escritório profissional na (endereço e comlemento), onde recebe (quinze) dias e não o pagando, caso queira, oferecer embargos;
intimações, vem respeitosamente à digna presença de Vossa Excelência, b) em não sendo opostos os embargos ou sendo
propor AÇÃO MONITÓRIA em face de MÁRCIO PAULO estes rejeitados, determinar a constituição do título executivo judicial,
RODRIGUES, brasileiro, (estado civil), (profissão), portador do RG n.º prosseguindo-se a presente ação na forma prevista no Livro II, Título II,
XXXXXXXXX e do CPF/MF XXXXXXXXX-XX, residente e Capítulos II e IV do CPC;
domiciliado na (endereço e complemento), pelas razões a seguir c) condenar o Réu ao pagamento das custas
expostas: processuais, honorários advocatícios e demais despesas processuais ou
consectários jurídicos.
1. Autora é credora do Réu, pelo valor de R$ d) ao final, julgar procedente a presente ação.
6.350,00 (seis e trezentos e cinqüenta reais). Referente aos seguintes
cheques: Dá-se à causa o valor de R$ 6.350,00 (seis mil e
 000 – no valor de R$ 3.150,00, procedente trezentos e cinqüenta reais).
da conta n.º ... do Banco ... S/A, datado de
22/01/01; Nestes termos,
 000 – no valor de R$ 3.200,00, procedente Pede deferimento.
da conta n.º ..., o Banco ... S/A, datado de
22/01/01. (nome da cidade), (data)
2. Referidos cheques não chegaram a ser
apresentados ao Banco sacado e encontram-se prescritos, razão pela (nome e assinatura do advogado)
qual perderam sua executividade na condição de títulos de crédito. OAB______________
EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE MÉRITO
DIREITO DA 2ª VARA CÌVEL DA COMARCA DE
UBERLÂNDIA/MINAS GERAIS Ultrapassada a preliminar, no mérito, melhor
sorte não assiste à autora . Os débitos apresentados são de valores
ínfimos, cujo prazo prescricional é de dois anos ao teor do artigo 178, §
Processo n.º: 702.000.000 7º, inciso II. O prazo precricional é contado da data em que foi
contraída. O requerido, desde 1988, não tem negócios com a autora, de
tal sorte que, qualquer débito que lhe possa ser apresentado só pode ser
antecedente àquele ano.
MÁRCIO PAULO RODRIGUES, brasileiro, De outro lado, se ultrapassada a preliminar de
(estado civil), (profissão), portador do RG n.º XXXXXXXXX e do mérito antes argüida, à autora, ainda sim, não assiste razão absurda na
CPF/MF XXXXXXXXX-XX, residente e domiciliado na (endereço e cobrança que faz.
complemento) nos autos em epígrafe da ação monitória movida em seu Demonstrando que apenas os títulos que têm
desfavor por SUZANA RIBEIRO, brasileira, (estado civil), (profissão), liquidez, certeza e exigibilidade, mas sem força executiva, legitimam o
portadora do RG n.º XXXXXXXXX, CPF/MF XXXXXXXXX, manejo da ação monitória, tem-se a conclusão de que, no mérito, a
residente e domiciliada na (endereço e complemento), por seu improcedência do pedido é manifesta.
procurador que esta subscreve (mandato incluso), com escritório A prova escrita que, necessariamente tem de
profissional na (endereço e comlemento), onde recebe intimações, instruir o pedido monitório , deve mostrar, de plano, a certeza e a
vem respeitosamente à digna presença de Vossa Excelência, a tempo e liquidez do débito, pois a obrigação deve portar, de início, esses
modo apresentar EMBARGOS AO MANDADO DE PAGAMENTO na atributos, pois um possível acertamento não é possível em sede de
forma das razões adiante aduzidas: Embargos.
A inexistência de autorização desautoriza
PRELIMINARMENTE qualquer lançamento em sua conta corrente e não legitima nenhum dos
Impossibilidade jurídica do pedido valores apresentados à cobrança.

Os autos cuidam de ação monitória fundada em DOS PEDIDOS


débitos realizados aleatoriamente na conta corrente do requerido, sem a
menor comprovação e sem a sua autorização. Diante do exposto, requer o Réu o acolhimento
A impropriedade da ação monitória para o caso é das razões retro expostas, para o fim de julgar procedente os embargos
evidente. O pedido monitório exige uma dívida certa e líquida, mas que e determinar a EXTINÇÃO do feito, nos termos do artigo 267, inciso
não enseje ação executiva . Não é, portanto, qualquer dívida que VI, do CPC, com as condenações de estilo.
legitima o pedido monitório. A certeza e a liquidez são requisitos No mérito, se a tanto se chegar, sejam acolhidos
imprescindíveis. Os débitos apresentados pela autora são unilaterais e a os EMBARGOS para julgar improcedente o pedido monitório, tudo
sua comprovação depende de prova , pelo que só poderão ser com as condenações de praxe, inclusive honorários de advogado.
reclamados através do procedimento ordinário em que a cognição se faz
presente.
A carência da ação deve ser decretada, com a Nestes termos,
conseqüente extinção do processo, pois não há, nos autos título hábil Pede deferimento.
para o procedimento monitório. Os extratos de conta corrente, cujos
lançamentos contábeis são inexplicáveis e infundados, não atestam a (nome da cidade), (data- 17 de agosto de 2000)
correção desses lançamentos, dependendo, portanto, de dilação
probatória para verificação da certeza e liquidez da obrigação. (nome e assinatura do advogado)
OAB______________