Anda di halaman 1dari 44

BOA VONTADE

A REVISTA DA ESPIRITUALIDADE ECUMÊNICA • ANO XXII • NO 189 • 15 DE JUNHO DE 2004

Paiva Netto
Fé e Ciência
Momento P oético
Poético

VIAGEM DE LULA À CHINA:


IAGEM
Evento sem precedentes

NIETZSCHE E O ECUMENISMO
Análise do professor Mauro de Souza

TEMPLO DA BOA VONT


EMPLO ADE
ONTADE
“A Casa de Todos Nós”
Todos

DESTAQUES
ESTA
Carlos Heitor Cony
José Sarney
Valmir Campelo

SAÚDE
Abaixo o sedentarismo!
Abaixo
Os benefícios da hidroginástica
Fumo — Combata essa idéia.

Wanderléa
A eterna “Ternurinha” fala de sua
Alex Salim

vida, de sua obra e de Deus.

DESENVOL
ESENVOLVIMENT
OLVIMENTO
VIMENTO BRASILEIRO
O Vice
Vice--Governador de São Paulo, Doutor Cláudio Lembo, analisa implicações históricas
Paulo, históricas..
Av Cristiano Machado 4001
Belo Horizonte - Minas Gerais
Brasil - CEP: 31910-810

Reservas:
55 31 3429-4000

2 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


PAIV
PAIVAA NETTO
NETTO
www.paivanetto.com

MENSAGEM

A lógica não concebe barreiras


Desintegrar preconceitos

N
ada, em Ciência, se encontra em sua for-
ma derradeira.
Foge à lógica conceber barreiras in- Albert Einstein (1879-1955), em 1940, dirigindo-
transponíveis para uma especialidade es- se à Conferência sobre Ciência, Filosofia e Religião,
sencial ao desenvolvimento humano, em que pes- no Seminário Teológico Judaico da América, em Nova
quisar, analisar, concluir — pesquisar de novo, York, declarou: “A Ciência só pode ser criada por
aqueles que estão totalmente imbuídos de aspiração à
mais uma vez analisar para concluir em ampli-
verdade e à compreensão. A fonte deste sentimento,
tude de reflexão ad infinitum — é a base de sua
no entanto, emana da esfera da Religião. A ela tam-
luminosa lide. Mormente agora, quando o mun-
bém pertence a fé na possibilidade de que as regras
do está se transformando muito depressa. válidas para o mundo da existência sejam racionais,
No livro A loucura sob novo prisma, escre- isto é, compreensíveis à Razão. Eu não posso conce-
veu o Dr. Adolfo Bezerra de Menezes*1 (1831- ber um cientista genuíno sem essa fé profunda”.
1900), que foi médico, professor, orador, políti- Ademais, como observou o ilustre professor Wal-
co, Presidente da Câmara Municipal do Rio de ter Bagehot (1826-1877): “Uma das maiores aflições
Janeiro, cargo equivalente, hoje, ao de Prefeito para a natureza humana é a angústia que lhe causa
Municipal: “A prova de que nada sabemos do uma idéia nova”.
Infinito Saber, que é nosso destino conquistar, O velho Einstein estaria de pleno acordo com o
José de Paiva Netto, jornalista, encontra-se no fato de que a Ciência caminha economista britânico, porque no século seguinte, o
radialista e escritor, é Presidente das sempre, sem que possa afirmar: toquei o marco vigésimo, que está se findando, viria a dizer: “(...) é
IBVs. mais fácil desintegrar um átomo que um preconcei-
terminal”.
Isso significa dizer, para argumentar, que a to”.
Ciência, com destaque para o seu ramo chama- O criador do Instituto Brasileiro de Pesquisas Psi-
do Sociologia, não pode ser aprisionada numa cobiofísicas, engenheiro Hernani Guimarães Andra-
Em 18 de outubro de 2000, a cidade de
torre de marfim. Sua área de influência, numa de, nome conceituado entre investigadores científicos
Brasília/DF serviu de cenário para um
aliança com a Religião, abrange tudo que repre- de várias nacionalidades, destaca em seu livro A trans-
dos maiores feitos à integração entre Fé e
sente o exame apurado do fenômeno humano, comunicação através dos tempos um parecer apreci-
Ciência. Naquele ano, sob os auspícios do
social e espiritual na Terra, como na concepção ável do Nobel de Medicina, fisiologista e pensador
entendimento, a Legião da Boa Vontade francês Charles Richet (1850-1935), fundador da
realizava, no Parlamento Mundial da do físico norte-americano Brian Swimme, cita-
Revista de Metapsíquica, que também teve de arros-
Fraternidade Ecumênica (o ParlaMundi do pelo escritor Eduardo Castor Borgonovi *2:
tar a convenção: “Sei demasiadamente bem (por mi-
da LBV), o I Fórum Mundial Espírito e “Estou convencido de que qualquer visão do Uni-
nha própria experiência) quanto é difícil crer naquilo
Ciência. Um dos objetivos do evento foi o verso que não nos deixa chocados não tem im- que se viu, quando o que foi visto não está de acordo
de promover o intercâmbio entre o portância para nós. Não precisamos de visões com as idéias gerais, vulgares, que formam o fundo
conhecimento científico e as várias sensatas. Precisamos das mais chocantes e fan- dos nossos conhecimentos”. (...)
tradições religiosas e espiritualistas, além tásticas visões do Universo que pudermos encon-
de estruturar novos paradigmas para o trar”. Além do saber convencional
desenvolvimento sustentável de uma
sociedade fraterna, solidária e equânime, Ciência e pesquisa incansável O célebre enunciador da Teoria da Relatividade,
a partir de uma perspectiva espiritual e que costumava advertir que “Deus não joga dados
ecológica que garanta a Paz Mundial. O renomado astrônomo e físico Ronaldo Ro- com o Universo”, não escondia sua aptidão para a
Por oportuno, apresentamos aos gério de Freitas Mourão foi o primeiro brasilei- necessidade de libertar a mente, de forma que ela possa
leitores de BOA VONTADE trechos da ro a ter um asteróide com o seu nome. Em entre- alçar vôos infinitamente mais altos: “Penso noventa e
revista Ciência e Fé na Trilha do vista à Rede Boa Vontade de Rádio, em março nove vezes e nada descubro; deixo de pensar, mergu-
Equilíbrio, especialmente escrita por de 2000, assim se expressou: “A Ciência é um lho em profundo silêncio e eis que a verdade se me
Paiva Netto para o encontro. O material é processo de conhecimento da Natureza que uti- revela”.
fruto de seus improvisos, ao longo de Ora, os silêncios de Einstein foram de suprema
liza uma série de métodos. O científico é exata-
décadas, no rádio, na TV e em palestras. valia para a evolução da Humanidade.
mente o da comprovação. Levantamos uma hi-
Boa leitura! pótese, submetendo-a a experiências que com-
provam ou não a hipótese anterior. O principal *¹ Dr. Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti —
objetivo da Ciência é sempre estar colocando em Conhecido também como o Médico dos Pobres, por
dúvida aquilo que afirmamos. Não há uma Ci- causa de sua extrema dedicação aos menos favorecidos.
ência absoluta (...). Não acreditamos em algu- Presidiu a Federação Espírita Brasileira (FEB).
ma coisa porque simplesmente acreditamos, mas, *² Jornalista Eduardo Castor Borgonovi, que voltou à
sim, sempre questionando a probabilidade de Pátria Espiritual em 29/12/2000, cita o físico norte-americano
existir ou não o que foi analisado”. Brian Swimme na sua obra O Livro das Revelações.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 3


BOA VONTADE
VONTADE
www.boavontade.com
AO LEITOR
LEITOR OPINIÃO
Especialmente preparada para você, leitor, esta
edição da revista BOA VONTADE traz um artigo
publicado em Crônicas e Entrevistas (2000), obra
do escritor Paiva Netto, com lançamento pela Edi-
O Messianismo de Aquário Haroldo Rocha
tora Elevação. Em destaque, apresentamos entre- correspondente na Europa
vista com a cantora Wanderléa, que abre o coração

E
cumenismo Irrestrito ideário de Paz de toda a saneadoras da lei podem querer indicar a busca de uma
e fala sobre a importância de Deus em sua vida, Humanidade, esperança cantada há milênios no ordem mundial, mas, infelizmente, são firmadas nas
além de reportagem com os escritores José Sarney
Mundo Espiritual e aguardada ansiosamente no esteiras dos tanques e sobre multidões de cadáveres,
e Carlos Heitor Cony.
Falando sobre desenvolvimento brasileiro, o campo físico. Não deixa de ser viúvas e órfãos, como afirma
Vice-Governador do Estado de São Paulo, Cláudio o espírito da chegada do Messias, nes- Paiva Netto. Os que aguardam
Lembo, analisa as implicações históricas da colo- te fim de ciclo, às multidões ainda es- a chegada do Messias devem
nização do País. Ainda há matérias sobre saúde, cravas da ignorância espiritual que observar que ela é, de fato, di-
Ecumenismo, ação jovem, Melhor Idade, Educa- aguardam Seu retorno. Mas o Cristo nâmica e que seu desdobra-
ção e muito, muito mais — inclusive seções dedi- manifesta-se de muitas formas: na ação mento se dá em várias frentes.
cadas ao público infantil. dos santos; na reflexão elevada de sá- Educação Espiritual das men-
Esperamos que você goste e, sobretudo, que nos bios, filósofos, intelectuais; no sacrifí- tes e corações, mesmo pelo so-
envie suas opiniões, sugestões ou críticas, para que cio da Ciência. Mas veio também, pes- frimento, é uma delas. Acredi-
possamos trazer-lhe sempre o melhor. Boa leitura! soalmente, para um momento históri- tar que o aparecimento Dele
Os editores co, trazendo a base psicológica de com- traria plenitude de felicidade e
preensão da Sua Volta Triunfal. Sua solução fácil aos problemas da
REFLEXÕES D
DAA ALMA vinda estabeleceu o ponto de virada, o Humanidade seria cômodo,
alicerce no futuro para um novo Céu e mas desprovido de conteúdo
Toda organização vitoriosa uma nova Terra, erguidos por meio do real. A visão do Cristo Esta-
desfruta a presença marcante entendimento e da Fraternidade univer- dista exige uma reavaliação
de mulheres espiritualmente sais. Falar em Paz Mundial será com- dos padrões gerais de compor-
preensível quando os povos levanta- tamento, um novo estudo, pelo
esclarecidas. A intuição, rem a cabeça a mirar maneiras concre- prisma da Espiritualidade, da
competência do Criador tas de compreensão entre as criaturas, Política, da Religião, da Filo-
manifesta na criatura, é um dos suas culturas e crenças. Isso não ocorrerá sem que haja sofia e, principalmente, da Ciência, sobre a reforma
um princípio psíquico que os faça refletir e julgar re- profunda nos valores conducentes da Raça Humana.
poderosos instrumentais sultados. O fato de o Cristo vir e tomar a condição humana —
femininos. Muito se teoriza e canta a beleza da Paz. Porém, a daí Ele se intitular “Filho do Homem” — estabeleceu
Paiva Netto dura realidade mostra no campo humano que, só à custa os fundamentos dessa reforma. E, sendo a mais impor-
de muitas dores, desilusão e destruição, se tem conse- tante a do próprio interior humano, trouxe-nos um Novo
EXPEDIENTE guido ensaios, reflexões e o mínimo de ação onde o
Mandamento: Amai-vos uns aos outros como Eu vos
amei. Como diz Paiva Netto, Jesus regulamentou a
Jornalista responsável: interesse ainda é o moto disparador dos fatos na cons-
Francisco de Assis Periotto Nova Lei, completando: Nisto reconhecerão todos que
(RMT nº 19.229/RJ)
trução dessa Paz tão almejada. Exemplo mais gritante sois realmente meus discípulos. Para conferir, é só ir
Editora: está no atual conceito de globalização, assentado nos ao Evangelho de Jesus, segundo João, no capítulo 13,
Débora Verdan (MTB no 27870) moldes predominantemente oportunista e exploratório. versículos 34 e 35.
Supervisor de texto: Mas o que esperar de mentes e corações até agora afas- O Ecumenismo Irrestrito tem sua alma no Templo
Paulo Alziro Schnor tados do verdadeiro poder do Amor, sinônimo de Fra-
Produção editorial:
da Boa Vontade e ação concreta, prática e incontestá-
ternidade e Caridade, essência de Deus, como dizia o vel no Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumêni-
Equipe Elevação
Projeto gráfico: saudoso jornalista Alziro Zarur. ca, em Brasília/DF, Brasil. Filhos diletos da audácia e
Equipe Elevação As discutidíssimas ações humanitárias que, com competência de Paiva Netto, são como disparadores
Revisão: Equipe Elevação abuso da força, obrigam a intervenções militares ditas dessa era messiânica.
BOA VONTADE é uma publicação quinzenal das
Instituições da Boa Vontade, IBVs (Legião da Boa
Vontade, Fundação José de Paiva Netto e Religião
ÍNDICE
de Deus), editada pela Editora Elevação. Mensagem de Paiva Netto.................................. 3 Legião da Boa Vontade....................................... 24
Endereço para Atualidade........................................................... 5
Cursos.................................................................. 32
correspondência: Ecumenismo....................................................... 6
R. Doraci, 90 — Bom Retiro Brasil Democrático......................................8 Bolo com Pudim................................................ 33
CEP 01134-050 — São Paulo/SP Abrindo o Coração..............................................10 Soldadinhos de Deus......................................... 34
Tel.: (11) 3358-6868 Viver é Melhor...................................................13
Caixa Postal 13.833-9
Ação Jovem LBV............................................... 35
CEP 01216-970 Vida Plena...........................................................14 Rede Mundial.................................................. 38
Internet: www.boavontade.com Melhor Idade...................................................... 17
Rede Boa Vontade de Rádio ............................ 39
ParlaMundi e TBV........................................... 18
Fórum Mundial Espírito e Ciência.................... 20 Clube Cultura de Paz ........................................ 41
A revista BOA VONTADE não se responsabi-
liza por conceitos emitidos em seus artigos assi- Crônicas e Entrevistas........................................ 22 Pedagogia do Cidadão
nados. ONU na LBV.................................................... 24 Ecumênico......................................................... 42

4 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


BOA VONTADE
VONTADE
www.boavontade.com

ATUALIDADE
TUALIDADE
Viagem de Lula à China:
ONU em junho Evento sem precedentes
Ecosoc aprecia agenda de ONGs Débora Verdan
da América Latina em apoio à
Acompanhado de Ministros, Governadores
África

Antônio Cruz (Agência Brasil)


e Empresários, o Presidente Luiz Inácio Lula
A realização, em mar- da Silva esteve na China, entre os dias 23 e 27
ço, do seminário “Amé- de maio, para impulsionar as relações comerci-
rica Latina–África: Pro- ais entre os dois países, com ênfase para os se-
Gervásio Baptista (Agência Brasil)

movendo a erradicação tores considerados prioritários, como infra-es-


da pobreza nos países trutura, mineração, móveis, logística e agrone-
menos desenvolvidos”, gócios. Para o encontro, o Itamaraty programou
no Parlamento Mundial seminários e workshops em Pequim e em Xan-
da Fraternidade Ecumê- gai sobre oportunidades de negócios e investi-
nica, o ParlaMundi da mentos com o Brasil.
LBV, em parceria com o Uma dessas reuniões ocorreu no dia 24,
Conselho Econômico e quando foi realizado o seminário “Brasil–Chi- comerciais, com a presença do Presidente Lula,
Social das Nações Uni- na: Comércio e Investimentos. Perspectivas para que discursou no fim do evento.
das (Ecosoc), originou uma agenda de ações co- o século XXI”, com a participação de diversos Outro destaque da programação foi o semi-
ordenadas, que será apresentada na reunião do ministros. Na ocasião, foi instalado o Conselho nário “Brasil–China: Uma parceria de sucesso”,
Alto Segmento desse conselho, a ocorrer em ju- Empresarial Brasil–China e ratificados acordos realizado em Xangai, no dia 26.
nho deste ano, na sede da ONU, em Nova York,

Brasil contemporâneo nas crônicas de Sarney


Estados Unidos.
O Ministro-Presidente do Tribunal de Contas
da União, Doutor Valmir Campelo, é um dos que Membro da Academia Brasileira de Letras (ABL),

João Areis
vêem com bons olhos a presença de instituições Sarney retrata, em diversos textos, a síntese da con-
brasileiras como agentes da sociedade civil na temporaneidade brasileira, nos quais mostra o pano-
solução desses problemas, a exemplo da Legião rama real do País de 1998 a 2002, esmiuçando fatos
da Boa Vontade, que possui status consultivo ge- e tendências que culminaram em grandes mudanças
ral no Ecosoc e coordenou o evento no Brasil. em todos os âmbitos do cotidiano nacional.
Por ocasião do lançamento, ele autografou um
Diz ele: “É um momento importantíssimo, que
dos exemplares do título ao Diretor-Presidente da
abre a oportunidade de fazer um debate sério, de- Legião da Boa Vontade: “Ao Paiva Netto, com os
mocrático (...). A LBV faz um trabalho sério e parabéns pela sua obra”.
produtivo para o nosso país. (...) É uma institui- No mesmo dia, o Senador, que é membro do
ção séria e que realiza em vários lugares do nos- José Sarney, acompanhado de Conselho da Ordem do Mérito da Fraternidade
sua esposa, Dona Marly.
so país um trabalho transparente. O que Paiva Ecumênica, do ParlaMundi da LBV, havia agra-
Netto consegue fazer com tanto sacrifício repre- Um dos grandes nomes da política e que se ser- decido ao dirigente da Legião da Boa Vontade as
viu da nossa recente história para trazer ao leitor congratulações pela passagem de seu aniversário,
senta muito para os menos favorecidos, aqueles um pouco de sua lide como escritor, o Presidente em 24 de abril: “Agradeço, de coração reconheci-
que mais sofrem, e serve principalmente como do Senado Federal, José Sarney, lançou no dia 11 do, a mensagem que recebi do estimado amigo.
exemplo de humanização para um país como o de maio, em Brasília/DF, dois volumes de Crôni- Abraços. José Sarney”.
nosso. Parabéns!”. cas do Brasil Contemporâneo. (por Sônia Sabatine — Brasília/DF)

Cony reedita livro de sucesso


Para marcar os 40 anos do movimento que im- com a seguinte mensagem: “A José de Paiva Netto,
plantou o regime militar no Brasil, o jornalista e com o abraço de Carlos Heitor Cony”.
escritor Carlos Heitor Cony, outro membro da O jornalista ainda fez comentários sobre o tra-
Arquivo LBV

ABL e que viveu de perto os acontecimentos de balho pioneiro da Obra, durante entrevista à Rede
1964, está realizando diversas palestras. Uma de- Boa Vontade de Rádio (AM 940 kHz): “A LBV é
las ocorreu em 10 de maio, no Rio de Janeiro/ uma instituição muito bem estruturada, profissio-
RJ, e foi promovida pela Fundação de Serviço nal. Já é antiga, tradicional, cheia de boas realiza-
Público, em parceria com a Secretaria Estadual ções; é uma antecessora das ONGs, uma anteces-
de Cultura. sora do programa Fome Zero, com o lema Educa-
Na ocasião, o autor apresentou mais um traba- ção e Cultura, Alimentação, Saúde e Trabalho com
lho, o livro O Ato e o Fato, que reúne crônicas Espiritualidade. São dados positivos de tudo o que O casal Dona Beatriz e o acadêmico
Carlos Heitor Cony, em memorável posse
reeditadas. Ele aproveitou para autografar um nós sonhamos”. na ABL. Representando o escritor Paiva
exemplar ao dirigente da Legião da Boa Vontade, (por Simone Barreto — Rio de Janeiro/RJ) Netto, seu filho Dr. Pedro Paulote de Paiva.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 5


ECUMENISMO
www.boavontade.com

ENTREVIST
ENTREVISTAA

Nietzsche e o
Ecumenismo
Radiografia do pensamento do
polêmico filósofo alemão feita pelo
professor Mauro de Souza
Paulo Alziro Schnor
apresentador do programa Ecumenismo (RMTV)
Reprodução RMTV

BOA VONTADE — O senhor poderia comentar a tão BV — O pensamento de Nietzsche, segundo seu
divulgada frase de Nietzsche “Deus está morto”? estudo, propõe o fim desse dualismo?
Mauro de Souza — É uma satisfação estar Mauro de Souza — Exatamente. Esse dualis-
aqui com vocês. Falar sobre Nietzsche, para mim, mo começou essencialmente com Sócrates e foi
é muito importante, até mesmo para desfazer al- solidificado por um dos seus discípulos, Platão,
guns equívocos com relação a esse filósofo ale- que lançou e consagrou a famosa teoria das idéi-
mão do século XIX. O Anticristo é um livro de as, estabelecendo o dualismo, ou seja, o antago-
Nietzsche que faz parte de um projeto do filósofo, nismo entre o mundo sensível — que seria o nos-
para o que ele chamava de “a transvaloração de so, um mundo imperfeito, um mundo das cópias
Há mais de meio século, as Instituições todos os valores”. Ele considerava que os valores — e um mundo perfeito — o mundo das idéias.
da Boa Vontade desenvolvem uma aborda- metafísicos estavam desgastados; portanto, ao fa- Alguns pensadores do Cristianismo misturaram
gem ecumênica do conhecimento, colabo- lar em transvaloração, está anunciando o porvir filosofia grega com a tradição hebraica, dando ao
rando para a Cultura de Paz. O escritor Pai- de uma nova sociedade, de um novo cidadão. (...) dualismo platônico um caminho religioso.
va Netto afirma que, na edificação da socie- Nietzsche acredita que o reino dos céus está em
dade solidária, “não se pode perder uma nosso coração. BV — Por que Nietzsche deu a um de seus livros o
vírgula que seja do conhecimento e da Fra- título O Anticristo?
ternidade que os povos, a duras penas, con- BV — No entanto, muitos consideram Nietzsche um Mauro de Souza — São muitas as interpreta-
quistaram”. Conhecer as múltiplas visões e ateu. ções a respeito de Nietzsche. Utilizam-no em busca
buscar com elas um aprendizado que a to- Mauro de Souza — Na realidade, Nietzsche é de justificativas: religiosos, socialistas, anarquis-
dos beneficie é um exercício permanente tratado por muitos como ateu e, em alguns mo- tas, etc., de forma que os seus escritos muitas ve-
daqueles que, vencendo o preconceito, bus- mentos, ele se coloca assim também. Por outro zes se tornam úteis para vários segmentos da so-
cam identificar as contribuições de todos. lado, ao interpretá-lo, comparando seus diversos ciedade. Mas nós precisamos tomar cuidado, por-
Um bom exemplo para ilustrar os bene- escritos, verificamos o seu profundo conhecimento que aí mora também um grande perigo, que é a
fícios que o conhecimento ecumênico pode não só do Evangelho, mas de toda a Sagrada Es- distorção de seus escritos. Quando falo de cosmo-
trazer é a seguinte entrevista com o profes- critura. Ele era filho de um pastor luterano e qua- visão em Nietzsche, quero apresentar o olhar do
sor Mauro Araújo de Souza, doutor em Fi- se trilhou os mesmos caminhos do pai. Tinha um filósofo sobre aquilo que nós chamamos de Uni-
losofia pela Pontifícia Universidade Católi- vasto conhecimento de idiomas clássicos antigos, verso. Cosmo vem do grego, quer dizer ordem.
ca de São Paulo (PUC-SP) e autor, entre como o grego, o hebraico e o latim. Ia às origens Que espécie de ordem nos rege? Ela é feita de quê?
outros livros, de Cosmovisão em Nietzsche desses textos para fazer suas análises. Então, quan- A partir desse contexto, retomo o tema de O Anti-
— Leituras de Gilles Deleuze, Scarlett Mar- do ele fala a respeito de Deus, sobre o reino dos cristo. Vamos analisar a palavra “anticristo”. Ge-
ton e outra leitura. céus, apresenta uma perspectiva com a qual nós ralmente, adotamos o prefixo “anti” para indicar
O conceituado professor, pesquisador, es- não estamos acostumados, porque já cristalizamos uma ação contrária. No caso da vacina para com-
critor e filósofo participou do programa Ecu- nossas reflexões sob valores que a tradição consa- bater a raiva, por exemplo, dizemos vacina anti-
menismo, da Rede Mundial — A TV da Edu- grou. No entanto, Nietzsche considera que esses rábica. No livro, no entanto, a expressão “anti”
cação com Espiritualidade! (RMTV), e, neste valores, muitas vezes mal-entendidos, acabam deve ser compreendida como “no lugar de Cristo”.
bate-papo, podemos observar quanto é en- desvalorizando este mundo, porque reforçam aque- Como assim? Seria outro Cristo? Não, mas outra
riquecedor ultrapassar os limites que sepa- la divisão, bastante conhecida, que separa o sa- possibilidade de leitura sobre o Cristo, diferente
ram as pessoas e os saberes e conhecer-nos grado e o profano, como a define o autor romeno daquela que estamos acostumados a ver, segundo
um pouco mais. Mircea Eliade. a ótica dos diversos segmentos do Cristianismo.

6 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


ECUMENISMO
www.boavontade.com
Assim, Nietzsche consegue tornar-se, senão uni- mental na obra de Nietzsche é o valor da vida.
versal, pelo menos pluralista. Ao colocar-se no Eis aí um sentido religioso em seu pensamento.
lugar de Cristo, segundo os estudos de interpreta- Porque, apesar de toda essa pluralidade, apesar
ção bíblica por ele realizados, entende que a ins- desse devir, há uma possibilidade de um sentido
titucionalização do Cristianismo ocorre com Paulo, de existência, que é o valor máximo, a vida, ou a
e não com Jesus. vida como referência para todo e qualquer valor.
Isso é Nietzsche, seja em Deleuze, seja na pers-
BV — A crítica apresentada por Nietzsche é com pectiva de Scarlett Marton. Esse é o meu livro. E,
relação à instituição paulina do Cristianismo? a partir dessa reflexão, eu gostaria de falar sobre a
Mauro de Souza — Exatamente, porque, na palavra “ecumenismo”. Vem do grego oicos e quer
sua perspectiva, São Paulo teria adotado uma vi- dizer “casa”, “uma habitação em comum”. Como
são dualista de mundo. Nietzsche diz o seguinte: o pensamento de Nietzsche pode promover ecu-
“O Evangelho tem um problema, pois deve ser lido menismo? Justamente pela idéia do perspectivis-
em suas metáforas, e não ao pé-da-letra”. Primei-
mo, pela idéia das diferenças, pela idéia da plura-
ro, porque o Evangelho não foi escrito por Jesus;
lidade, pelo respeito às diferenças. Coisa que mui-
segundo, porque esses escritos vieram à tona a
tas vezes nós não vemos em nosso dia-a-dia é esse Casa natal de Nietzsche, em Röcken,
certa distância, posterior ao homem Jesus. Tudo
oicos em nossa sociedade, uma casa comum onde próximo a Leipzig.
isso gera dúvidas, mil interpretações. Nietzsche
os diferentes possam conviver.
colocou em foco questionando realmente como a
institucionalização fez uso daquilo que poderia ser
o Cristianismo. E vou citar, aqui, uma frase lapi- Deus vivo, num Deus que se movimenta, num
dar do livro O Anticristo, que pode auxiliar-nos a Deus que está conosco. E, aí, eu lembro a pa-
ter outra visão de mundo, outra cosmovisão: lavra “Emanuel”, um Deus que está em
“O Evangelho morreu na cruz”. É forte essa nosso coração. Uso as palavras do
frase; eu sei que é forte. Mas, por outro Evangelho tão caras ao filósofo: “O
lado, diz: “O Reino dos Céus está den- Reino dos Céus está em nosso co-
tro de nosso coração”. Nietzsche ração”.
gostava muito da frase “Onde es-
tiver o teu tesouro, lá estará o teu BV — E, por falar no Deus
coração”. É uma filosofia dos vivo, recordo São Francisco
valores, porque os nossos va- de Assis, que louvava Deus
lores são os nossos tesouros. por meio da dança e do
canto.
BV — Por que Nietzsche, com Mauro de Souza —
sua proposta do super-homem, é São Francisco de Assis,
considerado um precursor do até mesmo, é citado por
nazismo? Nietzsche na obra O Anti-
Mauro de Souza — Eu fa- cristo — claro que de forma
ria, aqui, um breve resumo a res- bastante crítica. Mas São
peito disso. A palavra alemã über- Francisco de Assis seria o san-
macht pode ser traduzida por super- to que daria essa abertura que Ni-
homem. Mas adotaremos a tradução etzsche também possibilita, em ou-
“além do homem”, que é melhor por se tra- tro viés. Não estou misturando São
tar da superação deste Homem que somos nós, Francisco com Nietzsche, mas São Francis-
com valores viciados, que muitas vezes são me- co está presente no Espiritualismo; é o padroei-
ras ideologias. No meu livro Cosmovisão em Ni- Nietzsche (terceiro de pé da esquerda para a
direita) na Associação Filosófica de Leipzig ro da ecologia, é um santo realmente plural. É um
etzsche, apresento a visão de Gilles Deleuze, que
cidadão do mundo, como ele mesmo dizia aos seus
fez uma leitura apresentando como inexistente em
frades: “Frades meus, sede cidadãos do mundo”.
Nietzsche a questão do ser e do não-ser, mas, sim,
a transformação contínua chamada devir, que de-
E, assim, finalizamos a conversa com um dos
senvolvo propondo que esse devir é uma espé- BV — Nem Deus morreu, nem Nietzsche morreu?
cie de quase-ser. E completo a leitura do filósofo mais promissores filósofos da nova geração,
Mauro de Souza — Exatamente. Ele (Nietzs- Mauro de Souza, sob as bênçãos de São Francis-
francês com uma leitura que destoa em algumas
che) é um extemporâneo, assumiu essa condição. co de Assis, Patrono da Legião da Boa Vontade,
partes, mas o complementa em outras, que é a da
Provocou polêmica em sua época e continua pro- e às luzes que encontramos no Espírito sempre
filósofa brasileira e professora da USP Scarlett
vocando nos dias de hoje. O Deus de Nietzsche, combativo de Friedrich Nietzsche. Compreende-
Marton, que diz o seguinte: “O devir existe real-
ele diz numa frase, num livro famoso, Assim fala- mos, uma vez mais, o quão adequadas são as
mente como uma constante. Esse devir não gera o
va Zaratustra: “Eu só poderia acreditar num Deus palavras do escritor Paiva Netto, especialmente
ser”. Embora a professora Scarlett não deixe o
que soubesse dançar”. Então, Nietzsche não quer neste momento de tanta violência: “Precisamos
mesmo espaço do primeiro autor, ela apresenta
uma coisa interessante: “Sagrada é esta vida, aqui um Deus estático, congelado, um Deus do além. viver a unidade na diversidade para suplantar-
e agora, como nós a vivemos”. Então, o funda- Se ele tivesse de acreditar num Deus, seria num mos a adversidade”.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 7


BRASIL DEMOCRÁTICO
www.boavontade.com

ENTREVIST
ENTREVISTAA

Desenvolvimento brasileiro
O Doutor Cláudio Lembo analisa implicações históricas
Paulo Alziro Schnor
apresentador do programa Ecumenismo ( RMTV)

BOA VONTADE — Quais as razões para que o Brasil, cação. É o trabalho da LBV. Vocês sempre trabalha-
Eliana R. – Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

com essa pujança natural que possui, tenha um déficit ram buscando a educação do Povo, educação que
de desenvolvimento tão significativo em relação aos sempre foi marginalizada no Brasil. As elites eram
Estados Unidos da América do Norte? bem-educadas, iam para os colégios fechados, o que
Cláudio Lembo — Acho que foram as formas de as isolava. Isso criou uma sociedade extremamente
colonização totalmente diferentes. Nós tivemos uma desigual. O que precisa? Educação, em primeiro lu-
colonização com qualidades, porém voltada para a gar. Em segundo lugar, eu acredito sempre na pre-
busca de pedras preciosas e de madeira, ou seja, uma sença do Estado ainda como indutor de desenvolvi-
colonização predatória. Os Estados Unidos não. mento. Acho que o Estado pode ser um bom instru-
Quando os primeiros ingleses lá chegaram, tinham mento de desenvolvimento. (...) Para a Educação,
uma visão muito nítida: a de criar uma nova nação, temos um exemplo notável: a LBV, que sempre se
uma nova forma de civilização. Traziam um conteú- preocupou com isso, sempre ofereceu os seus espa-
do evangélico muito forte. Isso fez a diferença. (...) ços para educar. Hoje em dia, fala-se muito em So-
Lá, o colonizador ou o colono foi para ficar e criar
uma nova pátria. No Brasil, o colo-
O Vice-Governador do Estado de nizador queria sempre retirar o que
Reprodução RMTV

São Paulo, Doutor Cláudio Lembo, vi- pudesse e retornar para a metrópole.
sitou, em abril, a Fundação José de É uma diferença básica que estrutu-
Paiva Netto. Na oportunidade, foi re- rou um valor cultural que nos marca
cebido pelo canto de alunos do Insti- até hoje.
tuto de Educação da Legião da Boa
Vontade. Posteriormente, em entrevis- BV — Há uma avaliação que o
ta ao programa Ecumenismo, exibido jornalista Paiva Netto sempre faz: o
pela Rede Mundial — A TV da Educa- fato de a descoberta do ouro no Brasil
ção com Espiritualidade! (RMTV), fez dar-se antes da Independência. Nos
considerações quanto às influências Estados Unidos isso ocorreu depois.
históricas no atual estágio de desen- Cláudio Lembo — Muito bem
volvimento do Brasil. A seguir, trans- colocado, pois no Brasil, primeiro, foi
crevemos os principais trechos dessa a conquista do território, a coloniza-
entrevista. ção dos índios como escravos, e, de-
pois, chega-se às minas de ouro. Nos
Estados Unidos, a busca por pedras
preciosas aconteceu no século XIX, Cláudio Lembo foi recebido pelo canto de alunos do Instituto
bem depois. Portanto, o nosso jorna- de Educação da LBV
lista Paiva Netto está certíssimo nes-
sa visão, que eu nunca tinha reconhe- lidariedade, em responsabilidade social. Nós esta-
cido e tido a sensibilidade de perceber. É uma verda- mos numa casa em que sempre se pensou nisso. E foi
de. tão ativa que muitas vezes despertou a inveja contra
uma instituição que sempre procurou educar.
BV — Quais são os principais entraves para a
distribuição mais adequada de renda no Brasil? BV — Analisando que os investidores internacionais
Cláudio Lembo — É complexo. Eu acho que é precisam do balizamento do FMI, que estrangula os
impossível permanecermos com o atual nível de con- investimentos em expansão, parece-nos que a demanda
centração de renda que vemos no Brasil. Agora, como da sociedade brasileira por crescimento não poderá ser
fazer a distribuição? O primeiro instrumento é a Edu- atendida de imediato.

8 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


BRASIL DEMOCRÁTICO
www.boavontade.com
Museu do Ipiranga

Cláudio Lembo — Claro! Estamos num con- segundo ponto — esse me parece extremamente im-
flito incrível e amargo. De um lado, o FMI, com portante e que tem de ser sempre registrado — é
as suas normas, que são normas contábeis. O um princípio constitucional brasileiro de 1988: o
FMI não tem poderes de intervenção. Ele fixa princípio do Ecumenismo. A grande qualidade bra-
as normas, e os países que são signatários do sileira é ter essa capacidade de ver o direito dos
famoso acordo do pós-guer- diferentes, o direito dos diver-
ra têm de segui-las. Porém, sos. Todos podem ter suas cren-
o esgarçamento social está se Hoje em dia, fala-se ças, suas convicções, e são res-
tornando intenso. O dramá- muito em peitados. Esse é um traço cul-
tico índice que a ONU levan- tural brasileiro que nós temos
tou (de que os latino-ameri- Solidariedade, em
de preservar, não permitir que
canos estão mais interessa- responsabilidade social. se rompa, porque é extrema-
dos em desenvolvimento do Nós estamos numa mente importante que todos
que em democracia) é amar-
go. Eu acho que sem demo-
casa em que sempre se possam ter suas crenças, sua re-
ligião, suas convicções políticas
cracia não haverá desenvol- pensou nisso. E a LBV e doutrinárias, e que um não pos-
vimento. Os países mais de- foi tão ativa que muitas sa violentar o espaço do outro.
senvolvidos são os países de- vezes despertou a Isso é importante na cultura
mocráticos, aqueles onde o brasileira, e creio que é uma
cidadão, a pessoa, tem valor inveja contra uma
herança vinda do colonizador
efetivo. Portanto, nós temos instituição que sempre português, que é positiva, e do
de repensar e ter cuidado. procurou educar. próprio autóctone, ou seja, do
indígena e das demais raças:
BV — Neste momento de o negro, por exemplo, que per-
reflexão nacional, qual a importância do espírito mitiu que nós fizéssemos, no Brasil, uma inte-
empreendedor e da vivência ecumênica, estimulados gração muito positiva, que não há em outros pa-
pelas Instituições da Boa Vontade há mais de meio íses. (...) No Brasil somos todos iguais. (...) Eu
século? agradeço por terem me oferecido essa oportuni-
Cláudio Lembo — Temos, aqui, dois pontos. dade e quero cumprimentar a LBV pelo seu tra-
Primeiro, devemos ter efetiva consciência de que o balho. É uma obra extremamente meritória.
Brasil é bom (...). Eu tenho consciência disso. E o

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 9


ABRINDO O CORAÇÃO
www.boavontade.com

ENTREVIST
ENTREVISTAA

Wanderléa:
lembranças e
inspiração em Deus.
Texto: Angélica Beck
Fotos: Alex Salim

Na década de 1960, quando um grande movimento mu- também. Eu tive a alegria de, por intermédio do programa, fazer
sical tomou conta da juventude do País, Wanderléa tor- a minha parte, que foi a contribuição feminina do movimento.
nou-se uma das cantoras mais queridas do Povo. Ao lado Fico feliz de essa marca e de todas essas lembranças estarem tão
dos amigos Roberto e Erasmo Carlos, sua marca não se fortes no coração de todo o público que nos acompanhou.
deteve a um acervo de sucessos musicais, como Capela do
amor, É pena, Eu já nem sei, Exército do surf e Foi assim. BV — Como a Jovem Guarda ocorreu na sua vida?
E é ela mesma quem diz: “A Jovem Guarda foi uma gran- Wanderléa — Não houve
de família, que criou laços profundos dentro da sociedade um mentor: “Ah, vamos fazer
brasileira. Pessoas de todas as idades gostavam e ainda isso”. As coisas foram aconte-
gostam do nosso trabalho”. cendo. Todo adolescente tem
Para todas as gerações, vale a pena conhecer mais a essa necessidade, essa vontade
respeito da Jovem Guarda — marco na história da música de transformar. E, para mim, era
nacional — e também do carisma de Wanderléa. muito forte. A transformação
sempre foi no sentido da criati-
BOA VONTADE — A que você atribui essa perenidade que a Jovem vidade, da criação artística.
Guarda assume quando novos artistas passam a regravar as
músicas que foram sucesso nesse movimento? BV — Houve grande influência no
Arquivo pessoal

Wanderléa — A Jovem Guarda não foi somente um movi- comportamento e, de certa forma,
mento musical; ela marcou uma época de transformação. Nós na relação familiar com a Jovem
tivemos a oportunidade, por meio de um programa na televi- Guarda. Como era a sua situação
são e da trilha sonora que se fez ali, de trazer uma identidade dentro de casa?
nova, completamente nova, um modo de vestir, um modo de Wanderléa — Meu pai ti-
atuar. Foi um marco muito forte no sentido comportamental nha um pouco de receio com relação à carreira. Foi difícil

10 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


ABRINDO O CORAÇÃO
no começo, mas fui rompendo as barreiras. À medida que se
fortaleciam os laços com o público, o carinho do público, o res-
peito das pessoas, ele foi ficando mais acessível. Mamãe já via
tudo de forma diferente. A parte de música, de arte, ela aceitava
de maneira mais doce.

BV — O que você acha que falta entre pais e filhos?


Wanderléa — O que falta é mesmo proximidade, amorosi-
dade, tolerância, educação. Eu acho que falta uma proximidade
amorosa, porque, independente do que seja, acho que os pais
têm de estar próximos; tem de existir verdade, tem de ser uma
relação verdadeira. Viver é delicado, mas a gente tem de estar
atento e ter predisposição para as coisas acontecerem certas,
serem de maneira mais bonita e com menos conflito. Todo mun-
do tem de colaborar um pouco.

BV — Um momento difícil da sua vida e como você venceu essa


dificuldade.
Wanderléa — Tive muitos momentos difíceis. Todo Ser Hu-
mano tem. Um deles foi quando perdi o meu filho Leonardo,
um mestre de aprendizado para mim. Ele me trouxe um posici-
onamento cósmico, me fez reconhecer todo o amor que o públi-
co tinha por mim. Além de Deus, além dos Espíritos de Luz, eu
tive todas essas pessoas que acompanharam a minha carreira,
me carregaram no colo. Todos oraram por mim. Foi uma união
muito linda que meu filho trouxe.

BV — E quanto ao trabalho?
Wanderléa — Eu vou trabalhar enquanto estiver forte, bem
e, principalmente, enquanto o público estiver me aceitando. O
meu trabalho só me dá alegrias. Quando você está no início da
carreira, está com insegurança: “Ah, será que é, ou que não é?”.
O mais importante na minha vida é o meu posicionamento cós-
mico, é a inteireza do meu ser, principalmente no meu trabalho,
na hora em que vou apresentar-me. Para mim, é um momento
sagrado.

BV — Já que falou em momento sagrado, qual a importância de


Deus na sua vida?
Wanderléa — Ah, Deus é tudo. É a Luz Maior, a Sabedoria
Maior, a nossa conexão com a Luz, a nossa Inspiração Maior.

BV — Você já esteve no Templo da Boa Vontade, em Brasília. Pode-


nos dizer como foi essa visita?
Wanderléa — Foi maravilhosa. Digo para todo mundo que
é uma experiência que todos deveriam vivenciar. Foi muito bo-
nita. Eu fiz a espiral, e, quando você chega ao centro, recebe
aquela luz advinda do cristal, imenso, maravilhoso, energético,
que projeta aquela luz em você. E, ali, você é energizado. Ali,
você volta pelo lado claro daquela espiral, dissolvendo tudo
aquilo e trazendo boas energias, bons pensamentos, um novo
estado de visão, de vida. Adorei! Toda vez que eu passar por
Brasília quero ir lá. Eu acho muito linda essa filosofia toda da
LBV, porque é ecumênica. Tenho um carinho muito especial
pela LBV. Ainda no início da minha carreira, tive a honra de
conhecer pessoalmente Alziro Zarur e fico muito feliz com o
trabalho que Paiva Netto desenvolve já há tantos anos. Pude
perceber quanto cresceu a LBV. Acho muito bonito e reveren-
cio a energia de Paiva Netto, a sua sabedoria, o seu poder de
realização. Reverencio e mando um beijo e um agradecimento
especial.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 11


Mais de
100 mil livros
vendidos

12 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


VIVER É MELHOR
www.boavontade.com

SAÚDE

Fumo — Combata essa idéia.

Três milhões de pessoas morrem por ano no chados de trabalho e de lazer, além de colocar aler-
mundo em conseqüência do uso do cigarro. De acor- tas sobre os malefícios do fumo em todos os maços
do com a Organização Mundial da Saúde (OMS), de cigarro.
se a tendência atual permanecer, esse número pas-
sará, em 2020, para dez milhões. Motivação
O fumo está relacionado a diversas doenças,
sendo uma das principais causas de morte que po- Por muito tempo, entendeu-se motivação como
dem ser evitadas. Dessas, o câncer de pulmão lide- a vontade ou não de a pessoa parar de fumar. Se
ra entre os fumantes. ela quisesse, o médico seria capaz de ajudar; do
Em locais fechados, a ação nociva das substân- contrário, nada poderia ser feito. Hoje, já se com-
cias químicas e tóxicas do tabaco é ainda maior. preende motivação como um processo psicológico
Nesses locais, o nível de monóxido de carbono che- que pode ser acelerado ou não pela intervenção do
ga a atingir, depois de algumas horas, concentra- médico.
ções de 100 a 200 partes por milhão, quando o Essas mudanças podem ser as mais variadas: o
padrão do bom ar é de apenas nove partes por mi- paciente pode tentar diminuir o consumo por si mes-
lhão. A atmosfera fica carregada de nicotina, mo- mo, conversar com alguém importante sobre o pro-
nóxido de carbono, substâncias cancerígenas e ou- blema ou procurar um médico para cessar o fumo.
tras lesivas aos aparelhos res- O próximo estágio seria o da
piratório e cardiovascular, as manutenção, no qual mudanças
quais se dispersam de forma significativas no estilo de vida
Atualmente, deveriam ser feitas para conso-
homogênea pelo ambiente, afe-
tando também as áreas reser-
identificam-se 4.720 lidar a nova forma de compor-
vadas aos não-fumantes. componentes do tamento sem a substância.
Pessoas que param de fumar
cigarro. Todos, sem aos 50 anos diminuem pela me-
Fumante passivo
exceção, são tade a probabilidade de morrer
nos próximos quinze anos, com-
PhotoDisc

A exposição contínua a essa altamente nocivos paradas àquelas que não inter-
poluição, vinda de cigarros
alheios, dobra o risco de doen-
ao organismo, tanto rompem o hábito: apenas um
ano depois da parada, o risco
ças cardíacas. Um estudo en- para o fumante ativo de problemas cardíacos reduz
volvendo 32 mil enfermeiras, como para o passivo. 50%. Grávidas que deixam de
realizado por pesquisadores de fumar no primeiro trimestre evi-
Harvard, nos Estados Unidos, tam que o feto tenha baixo peso.
apresentou resultados alar- Também é importante discu-
mantes para os fumantes passivos: as enfermei- tir com o paciente sobre barreiras para essa inter-
ras expostas constantemente à poluição do taba- rupção e mitos que se contam, como, por exemplo,
co, seja no trabalho, seja em casa, mostraram mais o de que a pessoa não vai concentrar-se no trabalho,
riscos (91%) de sofrer problemas cardíacos, con- o de que vai engordar muito, etc. Deve-se lembrar
tra 58% das que tiveram exposição ocasional. que a peça mais importante no processo de acabar
Os poluentes provocam também reações ime- com o vício do fumo é o pensamento positivo e cons-
diatas nas pessoas mais sensíveis, como dor de trutivo.
cabeça, irritação ocular, lacrimejamento, cocei-
ra, ardência, espirro, pigarro, tosse irritativa, di- (por Elaine Ruivo — São Paulo/SP)
ficuldade respiratória, dor no peito e mal-estar.
Em vista disso, a OMS lançou uma campanha
pedindo mais restrições ao fumo em ambientes fe-

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 13


VID
VIDAA PLENA
www.boavontade.com

PhotoDisc
ESPECIAL

Amamentação
sem mistérios
As crianças que mamam no peito recebem
inúmeros benefícios. Destaca-se, entre eles,
melhor desenvolvimento do organismo, o que
os torna mais inteligentes, com menos riscos
de ter alergias e obesidade na fase adulta.
Já na mulher o processo de cicatrização é
acelerado, a hemorragia pós-parto é evitada
e a probabilidade de ter osteoporose na vida
madura é bem menor.
A consciência de uma boa amamentação
começa na gravidez. É importante que a
futura mamãe saiba que o leite materno é o
alimento exclusivo ao bebê até os seis meses.
Participar de palestras, ler orientações
médicas e fazer cursos sobre amamentação a
orientarão sobre as vantagens de amamentar
e as desvantagens do desmame precoce.

DICAS
Logo no primeiro dia do nascimento do bebê, a produção de leite
é pequena. Esse leite, chamado colostro, é transparente e amarela-
do, tem alto valor nutritivo e é suficiente para as necessidades do
recém-nascido, agindo como uma verdadeira vacina. A “descida”
desse leite é estimulada em cada mamada: quanto mais a criança
mamar, mais leite a mãe produzirá.
Na hora de amamentar, é fundamental colocar o bebê na posição
correta: a barriga dele deve estar virada para a barriga da mãe. As-
sim, ele consegue pegar o peito corretamente e, para a mulher, é
mais cômodo, além de ela não ter rachaduras nem sentir dores na
mama.
Para evitar rachaduras, a mãe não deve lavar os mamilos depois Composição do leite materno
de cada mamada. Basta o banho diário sem o uso de qualquer tipo
de sabonete. O próprio leite protege a pele, evitando infecções. Tam- 1. Água em quantidade suficiente, mesmo nos dias quentes e secos.
bém não se deve usar pomadas ou cremes. 2. Proteína e gordura adequadas e na quantidade certa.
Se a mama ficar muito cheia, deve-se seguir este procedimento: 3. Mais lactose (nível de açúcar) do que os outros leites.
ferver um frasco de vidro com tampa, prender os cabelos, lavar bem 4. Vitaminas, ferro, sais, cálcio e fósforo em quantidades suficientes.
as mãos, colocar os dedos no local onde termina a auréola e apertar
Não há necessidade de suplementos vitamínicos.
várias vezes até o leite sair. Pôr o leite no frasco esterilizado, tam-
par e guardar na geladeira (12 horas) ou no congelador (15 dias), ou 5. Lipase (uma enzima especial), que digere as gorduras. Por isso, o
doar a um banco de leite humano. Deve ser aquecido em banho- leite não é “pesado” como os outros, sendo, assim, mais bem digerido e
maria. absorvido. A criança em aleitamento materno pode mamar em interva-
Vale ressaltar que, se por algum motivo a mãe não puder ama-
lo menor do que a que toma mamadeira.
mentar, ela deve procurar um banco de leite humano ou um profissi-
onal de saúde para orientá-la. E não se deve esquecer de dar as va- 6. Fatores antiinfecciosos, sendo estéril e isento de bactérias.
cinas em dia e, é claro, muito Amor para o bebê! 7. Constante temperatura ideal, não azedando ou estragando.

14 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


VID
VIDAA PLENA
www.boavontade.com

ESPECIAL

Leis que protegem a amamentação


A Constituição Federal, a Consolidação das Leis te convênios, com outras entidades públicas, priva-
do Trabalho (CLT) e o Estatuto da Criança e do das ou de entidades sindicais” (CLT, art. 389, pará-
Adolescente (ECA) asseguram direitos a mães e cri- grafos 1o e 2o).
anças em relação à amamentação. As garantias ofe- • Pausas para amamentar — “Para amamen-
recidas colocam a legislação brasileira em posição tar o próprio filho, até que este complete seis meses
de destaque, como uma das mais avançadas na pro- de idade, a mulher terá direito, durante a jornada de
teção ao aleitamento materno nos seis primeiros me- trabalho, a dois descansos especiais, de meia hora
ses de vida do bebê. cada um. Quando exigir a saúde do filho, o período
Em resumo, temos: de seis meses poderá ser ampliado a critério da au-
• Licença-maternidade — “À gestante é asse- toridade competente” (CLT, art. 396, parágrafo úni-
gurada a licença de 120 dias consecutivos, sem pre- co).
juízo do emprego e da remuneração, podendo ter
início no primeiro dia do nono mês da gravidez, sal- Leite humano também se doa
vo por prescrição médica” (Constituição Federal,
art. 7o, inc. XVIII). O Ministério da Saúde registra, em todo o País,
• Direito de garantia no emprego — “É proi- o funcionamento de mais de 160 Bancos de Leite
PhotoDisc

bido demitir, com ou sem justa causa, a mulher tra- Humano (BLHs), que são centros especializados em
balhadora durante o período em que estiver grávida informar, educar e incentivar o aleitamento mater-
(desde a confirmação) ou amamentando (até cinco no, dando amplo apoio à mulher e executando ativi-
meses após o parto)” (Ato das Disposições Consti- dades de coleta, processamento e controle da quali-
tucionais Transitórias, art. 10, inc. II, letra “b”). mitido às empregadas guardar, sob vigilância e as- dade do leite humano. As mães podem cadastrar-se
• Direito à creche — “Todo estabelecimento que sistência, os seus filhos no período de amamenta- para triagem e doação, pois o uso do leite pasteuri-
empregue mais de 30 mulheres com mais de 16 anos ção. Essa exigência poderá ser suprida por meio de zado tem contribuído para a sobrevida e recupera-
de idade deverá ter local apropriado onde seja per- creches distritais mantidas, diretamente ou median- ção de bebês de parto prematuro.

DECORAÇÃO

Serenidade nas
folhas do bonsai
Originá- do pensamen-
Reprodução RMTV

rio da China to, e princípi-


antiga, o os como equi-
bonsai é a arte líbrio e har-
de miniaturi- monia são
zar árvores fundamentais.
que podem É impor-
produzir flo- tante que o
res e frutos bonsai tenha
naturalmen- forma defini-
te. Quanto da, com ga-
mais antigo lhos bem de-
ele for, maio- senvolvidos e
res serão o desenho acen-
valor e a beleza, dentro do conceito tuado, e que esse trabalho seja realiza-
filosófico oriental de exaltação à ve- do por mãos sensíveis de quem com-
lhice e à sabedoria. A finalidade é preende que as técnicas estão a servi-
oferecer a possibilidade do autoco- ço de algo maior: transmitir serenida-
nhecimento por meio da observação de.
(Seção Vida Plena - por Elaine Ruivo)

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 15


16 BOA VONTADE 15 de junho de 2004
MELHOR IDADE
IDADE
ENDEREÇOS
www.boavontade.com

QUALIDADE DE VID
QUALIDADE VIDAA CANTINHO D
DAA SAUDADE
SAUDADE
Doce olhar de Maria
Música e letra: Eva Reis

Combatendo o sedentarismo Uma estrela apareceu


Na Manjedoura um dia,
E os anjos em coro cantaram
Falta de tempo, comodismo ou preguiça? Para
Aquela canção, que dizia:
definir qual a principal causa de uma vida sedentá-
Ave, Maria!
ria, normalmente a relacionamos à modernidade,
Ave, Maria!
que nos oferece muitas facilidades. Com a evolu-

PhotoDisc
ção da tecnologia e a diminuição de atividades ocu-
No mundo tudo foi Luz,
pacionais que demandam gasto energético, adota-
Nos corações, grande alegria!
mos a lei do menor esforço, agora a lei da “infor-
Hoje ainda rezamos
matização”.
Quando louvamos Maria:
Segundo estudo divulgado pela Organização
Ave, Maria!
Mundial da Saúde (OMS), o sedentarismo é res-
Ave, Maria!
ponsável por 60% das mortes prematuras todos os
anos, motivadas, sobretudo, pela falta ou grande re-
Chegava ao mundo Jesus,
dução da atividade física.
Trazendo para a eternidade
Para deixar de fazer parte do grupo dos sedentári-
A bela Mensagem de Luz,
os, o indivíduo precisa gastar, no mínimo, 2.200 ca- cos não só para a saúde, mas também para a vida
De Amor e Boa Vontade.
lorias por semana, o que pode ser conseguido com a socioeconômica.
prática de diversas atividades, entre elas caminhada, Ao começar uma atividade física, é aconselhá-
Com o Evangelho de Deus,
natação, hidroginástica e exercícios com pesos. vel fazê-la com intensidade moderada de 40 a 60
A nova Era surgia!
A OMS recomenda um mínimo de 30 minutos minutos, de três a cinco vezes por semana, sempre
Tudo isso acontecia
diários de exercícios moderados, que são benéfi- com acompanhamento médico.
Sob o doce olhar de Maria.

Ave, Maria! (4 vezes)

Hidrossaúde
Marcelo Jr.

Para as pessoas que não podem relação ao corpo. O ideal é que


realizar exercícios no solo, a hi- ela fique no nível do ombro,
droginástica é a atividade mais in- quando o peso do corpo passa a
dicada, principalmente para a Me- ser apenas 10% do valor real.
lhor Idade, pois melhora o condi- Isso praticamente elimina os im-
cionamento físico e a qualidade de pactos musculares e das articu-
vida como um todo. lações. Os especialistas na área
O primeiro passo é fazer avali- afirmam que, quanto mais bai-
ação médica. Em seguida, preci- xo o nível da água, maior o im-
sa-se observar a altura da água em pacto.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 17


PARLAMUNDI E TEMPLO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.tbv.com.br

NOTÍCIAS
NOTÍCIAS

TBV na mídia Da Redação

“ Templo da
Boa Vontade
“ TBV: a maior
construção
“ Templo da
Boa Vontade
detém recorde piramidal do – A Casa de
de visitas.

Jornal de Brasília (Brasília/DF)
século XX.

Diário de Notícias (Porto,Portugal)
Todos Nós.

Correio Braziliense (Brasília/DF)

Nilton Preda

Quem vai ao Distrito Federal não mo Irrestrito são alguns dos atrati- lançamento, quase uma página intei- em forma de pirâmide de sete lados,
pode deixar de conhecer o Templo vos que fazem do Templo da LBV o ra para divulgar o Templo da Paz, tem 21 metros de altura. Uma das
da Boa Vontade (TBV), a Pirâmide monumento mais visitado da capital como também é chamado. Além da atrações é o cristal no salão princi-
dos Espíritos Luminosos (SGAS do País. Tudo isso chama a atenção bela foto, na qual se pode ver o con- pal, que pesa 21 quilos e tem 40 cen-
915, Lotes 75/76, tel. (61) 245- da mídia, que constantemente dá des- junto ecumênico da Legião da Boa tímetros de altura e está depositado
1070), que, segundo o jornal portu- taque ao local. Vontade — composto do TBV e do no ápice da pirâmide. Sob o cristal,
guês Diário de Notícias, “é a maior No dia 30 de abril, a revista Bem- Parlamento Mundial da Fraternida- os visitantes percorrem um caminho
construção piramidal do século XX”. Vindo, que é editada em português e de Ecumênica (ParlaMundi) —, a em espiral em busca de energização,
A beleza e a força de seu Ecumenis- inglês, reservou, em sua edição de publicação ressaltou: “Construído rezando ou meditando”.

18 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


PARLAMUNDI E TEMPLO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.tbv.com.br

Bem-Vindo é uma realização do Brasília tam, caminham, relaxam e se tranqüilizam nos da pirâmide de sete faces, no pináculo, está co-
Convention & Visitors Bureau, em parceria com 2 mil m 2 do Templo da Boa Vontade (...). É pa- locada a maior pedra de cristal puro do mundo
a Secretaria de Turismo do Distrito Federal, di- rada obrigatória para os turistas da cidade”. (...)”.
recionada aos visitantes da capital brasileira. Já a segunda legenda fala da energia pode- O poder de atração do Templo foi valoriza-
Para comemorar os 44 anos de fundação de rosa do cristal e do expressivo número de pere- do também pela TeleLista do Distrito Federal
Brasília, em 21 de abril, o jornal Correio Bra- grinos que por lá passam. 2004, que, em 14 de abril, fez o lançamento
ziliense encartou, no dia 14, a revista Olhar Outro que registrou o grande número de vi- de seu produto na Galeria de Arte do TBV, em
Brasília. A edição, que tem como proposta fa- sitantes do TBV foi o Jornal de Brasília. Com conjunto com a abertura da exposição da ar-
zer o cidadão observar a sua cidade com outros o título “Todos ao Templo”, o periódico abre a tista plástica Marlene Godoy, “Tarô de Brasí-
olhos, traz em destaque o TBV. matéria publicada na edição de 21 de abril. Diz lia” — ambas as atividades em homenagem ao
A publicação apresenta uma foto da pirâmi- a reportagem: “É como se toda a população de aniversário da capital federal. A foto da Pirâ-
de da Legião da Boa Vontade com duas legen- Goiânia passasse por ali no período de um ano. mide da Paz aparece no índice geral do guia,
das. A seguir, o texto da primeira: O Templo da Boa Vontade detém o recorde de na página 1, em fusão com três outros impor-
“Templo da Boa Vontade — A Casa de To- visitas a monumentos e prédios. De acordo com tantes pontos turísticos locais: a Esplanada dos
dos Nós — Um altar sem santos nem divinda- a Secretaria de Turismo, o espaço ecumênico Ministérios, o Mastro da Bandeira com o Pa-
des, um átrio sem cânticos ou orações. Aben- atraiu, em 2003, um total de 1.261.970 pesso- vilhão Nacional e a Catedral Metropolitana.
çoados pelos quatro elementos da natureza — as. Inaugurado em 21 de outubro de 1989, o
ar, água, terra e fogo —, os visitantes medi- Templo detém outra expressiva marca. No topo

EVENTO
EVENTO
Estudo revela surgimento de religiosidade ecumênica
Científico e Tecnológico escolheram o local: “O Templo foi evidentemente
(CNPq). Foram entrevista- uma dessas novas religiosidades que nós aprofun-
dos milhares de pessoas a damos. Primeiro pelo fato de ser o mais visitado
respeito da busca da religi- da cidade; segundo, porque ele é um exemplo con-
osidade na capital federal. creto de nova religiosidade, porque tem a marca
O título apresenta o perfil do ecumênico. No Templo você tem o ecumênico
dos novos adeptos e religi- plasmado”.
ões e os aspectos sociode- A antropóloga Patrícia Trindade Maranhão Cos-
mográficos, de sexo e es- ta, que participou também da pesquisa, esteve no
colaridade. lançamento do título e teceu algumas considerações:
Na obra os autores “O Templo sintetiza toda essa busca por uma reli-
aprofundam análise feita ao gião que seja significativa para a vida das pessoas.
Templo da Boa Vontade Todo parente, amigo que vem a Brasília, tem a mes-
(TBV), o Templo da Le- ma opinião, fica encantado com a beleza, a Paz que
gião da Boa Vontade lá dentro é transmitida, com todo o significado reli-
João Preda

(LBV). O trabalho contou gioso que está em cada pedra, em cada sala, detalhe
com a participação de alu- daquele lugar”.
nos de Sociologia e Antro- Pesquisadores e autores da obra ainda deixaram,
Da esquerda para a direita, Marcos Silveira, Patrícia Maranhão, a pologia da UnB, além de por escrito, suas mensagens ao idealizador e constru-
professora de Sociologia Deis Siqueira, Paulo Medeiros (responsável colaboradores de universi- tor da Pirâmide da Paz em um dos exemplares do li-
pelo TBV) e o professor Ricardo Lima. vro:
dades do Exterior. Para tan-
— “Querido Paiva Netto, espero que este livro nos
to, utilizaram o livro de vi-
O livro Sociologia das Adesões: Novas religiosi- sitas do TBV a fim de coletar os dados, e entrevista- ajude a todos, a construir um mundo com mais Paz.
Com carinho, Deis Siqueira”;
dades e a busca místico-esotérica na capital do Bra- ram peregrinos e visitantes. As páginas 116 e 117
— “Caro Paiva Netto, é com carinho e admiração
sil, lançado em 5 de maio, em Brasília/DF, é resultado trazem duas fotos do Templo da Paz; nas páginas
que lhe dedico este livro. Espero que seu olhar e sua
de uma importante pesquisa, coordenada por Deis Si- 140 e 141, mais citações, com demonstrações grá-
ótica possam enriquecê-lo. (...) Ricardo Barbosa de
queira, professora de Sociologia da Universidade de ficas. Lima”;
Brasília (UnB). Na obra literária, ela contou com a De acordo com Deis Siqueira, o resultado de — “Caro Paiva Netto, que este livro te inspire, ain-
parceria do também professor Ricardo Barbosa de todo esse exame foi encaminhado para um banco da mais, a desvendar alguns mistérios desta nossa ci-
Lima, da Universidade Federal de Goiás (UFG). de dados da UnB, e só do TBV foram registrados dade linda. Patrícia Maranhão”;
O estudo, que deu origem à publicação, levou dez aproximadamente oito mil depoimentos. — “Prezado Paiva Netto, que estas leituras pos-
anos (de 1994 a 2004) para ser concluído e contou Em entrevista à Rede Mundial — A TV da Edu- sam contribuir para sua trajetória. Respeitosamente,
com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento cação com Espiritualidade!, ela explicou por que Marcos Silva Silveira”.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 19


FÓRUM MUNDIAL ESPÍRITO E CIÊNCIA
ESPÍRITO
www.forumespiritoeciencia.org.br

PhotoDisc
CONFERÊNCIA

Descobrindo a Alma
na Ciência (PARTE I)

Tenho muito prazer de estar aqui


hoje.
Gostaria de começar dizendo que
o objetivo dos cientistas e dos místi-
cos é o mesmo: compreender a reali-
dade. A diferença entre eles está no fato
de que os místicos têm buscado essa
compreensão há milhares de anos, por
meio de pesquisas sobre o interior dos
Seres Humanos. Já os cientistas, bem
mais jovens em seus estudos, têm tido
muito sucesso nos últimos quatrocen-
tos anos, mas são recém-chegados e
consideram apenas os aspectos físicos,
João Preda

ignorando o observador, ou seja, o Ser


Humano que observa o mundo exteri-
Edgar Mitchell or.
Quando falamos em conciliar Ci-
Com uma extraordinária e ência e Espírito, queremos dizer que a
diversificada carreira — cien- Ciência, pela primeira vez, faz as per-
tista, piloto de provas, oficial da guntas sobre o observador: “Quem é
Marinha norte-americana, o observador? Como ele interage com
astronauta, quinto homem a o mundo externo?”. Esse é o tema da
pisar a Lua, empresário, escri- palestra.
tor e conferencista —, Edgar Vamos lembrar-nos de que há ape-
Mitchell é exemplo dos esforços nas 45 anos nenhum Ser Humano ha-
da Humanidade por ampliar os via estado no espaço. A atmosfera, o
horizontes e explorar a Alma. cosmos, as estrelas, as galáxias, as
A partir desta edição, publicare- constelações galácticas eram, até en-
mos sua palestra apresentada na tão, totalmente desconhecidos; estáva-
Primeira Seção Plenária do mos apenas começando a ver o que
Fórum Mundial Espírito e tudo isso significava. Em 1957, na Ma-
Ciência (FMEC), em outubro de rinha norte-americana, meu trabalho
2000. Nela, o famoso astronauta era testar aviões. Nesse mesmo ano, a
discorre sobre a mudança dos União Soviética enviou ao espaço o
paradigmas científicos, para que primeiro satélite não-tripulado, o Spu- quinhentos anos, Copérnico libertou- por uma questão de fé, sabe que va-
a Ciência passe a considerar, tinik. Então, percebi que os Seres Hu- nos da idéia de que éramos o centro mos encontrar essa interconexão.
com maior atenção, em seus manos iriam em seguida, e era isso que geométrico do Universo, mas ainda in- Fred Hoyle disse outra coisa mui-
trabalhos o ponto de vista eu queria fazer. Eu tinha apenas 27 sistimos na idéia de que somos o cen- to importante: “Se algum dia, do es-
espiritual — ponto de vista esse anos e empenhei-me, nos anos seguin- tro biológico do Universo”. Quando fui paço, tirarmos uma fotografia da Ter-
que vem ao encontro de tese tes, na qualificação e no credenciamen- à Lua, há quase trinta anos, ainda se ra, nossa vida nunca mais será a mes-
defendida há décadas pelo to necessários para que a Nasa me se- tinha essa noção, na Ciência e na Teo- ma”. E ele tinha razão. Desde que trou-
escritor Paiva Netto: “A Ciên- lecionasse. Em 1966, fui escolhido logia, de que somos, sozinhos, o cen- xemos as primeiras fotografias da Ter-
cia, iluminada pelo Amor, eleva para o programa Apollo. tro biológico. Nos últimos trinta anos, ra, tiradas da Apollo 8 e das outras
o Ser Humano à conquista da Vamos também nos lembrar um isso mudou radicalmente, e acho que missões, há 32 anos, não houve um
Verdade”. dia, nas cidades mais importantes do
pouco daquele período. O grande as- as pessoas já não acreditam mais nis-
trônomo britânico Fred Hoyle disse em so. Muito embora não tenhamos pro- mundo, em que em alguma página dos
1957, no começo da era espacial: “Há vas públicas oficiais, a maioria de nós, jornais ou na programação da TV não

20 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


FÓRUM MUNDIAL ESPIRÍTO E CIÊNCIA
ESPIRÍTO
www.forumespiritoeciencia.org.br

se tenha divulgado uma foto da Terra. mos?” oferecidas pela Ciência são in- chegamos aqui? Para onde vamos?”, fisicidade e Espiritualidade, eram coi-
É a foto mais publicada na história da completas, imperfeitas. Em algum mo- para ter respostas mais claras. sas diferentes, ou seja, a dualidade car-
Humanidade. Por quê? Porque ela fala mento da existência, todo Ser Huma- Há dois grandes pilares: o da Reli- tesiana permitiu que os intelectuais da
a nós de maneira extremamente pro- no já se fez essas perguntas. As res- gião, baseada na mística, sob uma pers- época começassem a investigar um
funda. postas que vêm da pectiva interna; e novo método, chamado Ciência, e des-
O que significa este Planeta? nossa cosmologia o da Ciência, que cobrissem a natureza da realidade fí-
Essa pergunta me ocorreu quando cultural, especial- tem sido o grande sica. Tudo muito bem, desde que se
eu voltava da Lua. Havia sido trei- mente das diferen- protocolo da des- mantivessem longe do aspecto espiri-
nado como cientista e engenheiro tes religiões, são Quando fui à Lua, há coberta sobre a tual.
no Massachussetts Institute of insatisfatórias, ar- quase trinta anos, ainda realidade que nós, Assim continuamos durante qua-
caicas. humanos, inven- trocentos anos e seguimos esse cami-
Technology, nos Estados Unidos,
Assim como
se tinha essa noção, na nho. A fisicidade e a Espiritualidade
onde obtive meu doutorado. Sem- tamos. Há dife-
os povos antigos Ciência e na Teologia, rentes histórias e mantiveram-se como domínios com-
pre me considerei bastante culto nas
ciências da nossa era, mas, voltando
não tinham a me- de que somos, pontos de vista. pletamente separados. E sobre essas
nor idéia para Agora, chegou o idéias construímos grande parte da ci-
da Lua, não pude evitar a sensação onde iam e o que sozinhos, o centro
momento de os vilização ocidental. Um resultado mui-
de fascínio com a visão deste cosmos encontrariam do biológico. Nos últimos conciliarmos. to infeliz é que vamos à igreja aos do-
magnífico, irresistível e maravilhoso; outro lado na vas- trinta anos, isso mudou mingos, pedimos perdão e podemos,
Teremos de res-
começar a entender sua vastidão, as tidão dos oceanos, de novo, começar a destruir o mundo
imensas distâncias envolvidas, a imen- atualmente explo- radicalmente. ponder às mes-
mas perguntas no restante da semana. Não podemos
sa quantidade de energia e de matéria ramos cada vez mais tolerar isso!
mais o espaço e aqui apresenta-
e, ao mesmo tempo, a sensação de co- das, de um ponto
continuaremos a
nexão de sentimentos, de que a místi- de vista totalmen- Na próxima edição, publicaremos
explorar. Precisa-
ca havia estado lá desde sempre, e, de mos entender o mundo sob um novo te espiritual, e não mecânico, ou robóti- a continuidade da palestra de Edgar
certa forma, tudo isso em intercone- ângulo, sob nova perspectiva. Agora co, como temos feito na Ciência. É des- Mitchell na Reunião Plenária do Fó-
xão, fazendo-me perceber que as ex- que já sabemos mais sobre o cosmos, te momento que estamos falando: o de rum Mundial Espírito e Ciência.
plicações às perguntas “Quem somos? precisamos também compreender me- combinar as duas verdades.
Como chegamos aqui? Para onde va- lhor as perguntas “Quem somos? Como No fim do século XVII, René Des-
cartes sugeriu que o corpo e a mente,

FÓRUM D
DAA JUVENTUDE

Por que Fórum da Juventude? Equipe de Estudos Ecumênicos

A velocidade da informação (po- tema aplicados e de intervenção no


PhotoDisc

lítica, econômica, acadêmica, cultu- ambiente em que se vive. Por isso a


ral) pelo poder globalizante da mí- idéia de criar um meio de comunicação
dia não pode ser prejudicial ao en- que aproxime os jovens.
volvimento dos jovens no coletivo Fóruns são importantes pela idéia
(pela idéia de que o esforço do indi- de participação coletiva, de olhar social
víduo é nulo no contexto maior — o em conjunto (não necessariamente igual
da vida em sociedade). A tecnologia, ou semelhante, mas com o objetivo co-
impulsionando os recursos de comu- mum de construir com o outro, de me-
nicação que permitem a vida social lhorar a vida do coletivo).
(em gestos, diálogos, signos e tantos Interagindo com o Fórum Perma-
elementos que organizam as civiliza- nente Espírito e Ciência, o Fórum da
ções nos mais diversos tipos de com- Juventude Ecumênica da Boa Vontade
plexidade), pode aproximar ou dis- existe para dar voz ao jovem, que, na
tanciar os seres. Os instrumentos de- sua região, tem a oportunidade de dia-
senvolvidos pela tecnologia podem, logar e encontrar soluções para proble-
por exemplo, facilitar a formação de mas humanos e sociais que o prejudi-
redes em que o indivíduo se perceba tricos e insuficientes que hoje vigo- é normalmente tardio. Ocorre muitas cam e ameaçam a vida em todas as par-
como parte (impossível de ser sepa- ram na tentativa de organizarmos o vezes apenas na idade adulta, quan- tes do mundo.
rada) do todo. trabalho, a produção, a qualidade de do a pessoa já não tem mais o tempo Para mais informações, acesse
A percepção do que somos um é vida, a formação dos cidadãos. e a disposição da adolescência, que, www.acaojovemlbv.com. Faça parte
fundamental para desenvolvermos al- Mesmo o auto-reconhecimento do por ser fase de formação, é o momento desse movimento.
ternativas para os caminhos egocên- indivíduo-cidadão (quando acontece) de questionamento da ordem e do sis-

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 21


CRÔNICAS E ENTREVISTAS
ENTREVISTAS
www.paivanetto.com.br

PAIVA NETTO
Momento poético
brisa que acariciava a praia, num Deus

A alegre entardecer de 1955, testemu-


nhou a cena inusitada. Na verdade,
o vento suave foi cúmplice do fato,
que, mesmo sem versos, já seria
uma autêntica poesia, transcrita na alma de um
não fez o mundo
para nos negar a alegria
de adorar a Natureza,
Sua cria.
Só não deseja
jovem. Na oportunidade, grafei, na forma de que a maculemos.
um poeminha, a rica emoção de haver sido ar- Pelo contrário,
rebatado, num relance, pela encantadora visão. Que a respeitemos,
Minha doce namorada de adolescência teve a porque a Vida...
alça do vestido deslocada pelo sopro do mar... A Vida!
foi feita para se viver!
Ah!
Teu colo, Era um tempo diferente...
lindo!
No meu deslumbramento Era um tempo diferente: para contemplar
de criança, um simples joelho, tinha-se de vencer uma
assomou guerra de Tróia, com Homero; Helena; Páris;
como perene lembrança Heitor; Menelau; Agamenon; Ulisses; Aquiles,
para toda a minha vida.
Mesmo quando velho,
não o esquecerei.
João Ruiz Lopes
Jamais!
Ah!
A maldade?!
Está nos olhos
de quem a vê.
E, logo,
lanço o repto
que antevê
que o mal do mundo
está na alma Bruno Simões de Paiva e Idalina Cecília de
do furibundo. Paiva
Não no coração
de quem me lê...
Nas dobras da existência, aquele do calcanhar frágil; Cassandra, a viden-
o canto da Esperança: te desprezada; o inefável “presente de grego”,
é bom viver!... ou seja, o colossal cavalo de madeira, e tudo o
Amar a beleza, mais...
do Amor, Depois do momento poético, corri para a va-
a fortaleza randa da casa dela, peguei de um lápis, umas
de quem ama e crê. folhas de papel de pão e, deslumbradíssimo,
ousei esses versinhos, que aí estão com alguns

22 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


pequenos ajustes. A extasiante musa que publiquei em Reflexões e

Delfin Vieira/AE
nunca os chegou a ler... A minha timi- Pensamentos — Dialética da Boa
dez era demasiada. Mostrei-os, porém, Vontade, lançado em 1987:
naquele mesmo dia, ao meu pai, Bruno “Assim como o sangue, circulan-
Simões de Paiva, dedicado mentor de mi- do pelo corpo, oxigeniza e ali- Vênus de Milo
nha juventude. A gente, às vezes, discu- menta as células humanas, o Museu do Louvre
tia, é verdade. Mas como fomos amigos! Amor, percorrendo os mais recôn- (Paris, França)
Hoje, ele está com 88 anos , bem vivi-
*1
ditos pontos de nossa Alma, fer-
dos e sofridos. tiliza-a e a torna plena de vida.
Crítico severo dos meus arroubos (...) Ao final de tudo, ele — que
“literários” juvenis, era romântico se expressa das mais surpreen-
de carteirinha também. Foi compla- Dorival Caymmi dentes formas na grande tare-
cente no seu veredicto... Ainda bem fa de conduzir os homens à
que o meu velho sempre foi meu bom compa- sobrevivência — vencerá! Continuamos
nheiro. Tinha igualmente o coração enamora- acreditando na vitória final do Ser Huma-
do. Basta lembrar que se apaixonou por minha no e seu Espírito eterno, a Obra Máxima
mãe aos nove anos de idade... Ela estava com do Criador”.
sete. Uniram-se em 1940, duas décadas depois Ei, Você aí! Pensou que fosse ler uma
de se encontrarem em Camaçari pela primeira página pornográfica? Quebrou a cara, hein?!
vez. A família foi contra. Eles eram primos.
O padrinho do casamento foi o grande Dori- Gandhi e o bom humor
val Caymmi , conhecido deles desde a infân-
*2

cia na Bahia, com suas tradições e costumes Não quero perder o ensejo de reiterar uma
praianos, que o privilegiado marido de Dona coisa: amadurecer não significa tornar-se amar-
Stella Maris e ditoso pai de Nana, Dori e Da- go, perder o humor. Dizia Mohandas Kara-
nilo continua cantando tão bem: mchandi Gandhi que, se não sustentasse o jú-
bilo no seu Espírito, não poderia suportar as
O Vento suas lutas e já teria morrido há muito tem-
po. Guardemos a elucidativa lição do
Vamos chamar o vento Mahatma.
Vamos chamar o vento
Reprodução LBV

Vento que dá na vela


Vela que leva o barco
Barco que leva a gente
Gente que leva o peixe
Peixe que dá dinheiro, Curimã

Curimã ê, Curimã lambaio


Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã
Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã ê, Curimã lambaio
Curimã
Gandhi (que nasceu em 1869 e foi morto a
Vamos chamar o vento bala, em janeiro de 1948) aparece nesta foto
Vamos chamar o vento com o Pandit Jawaharlal Nehru (1889-1964),
seu principal discípulo. Nehru, pai de Indira
Gandhi (1917-1984), foi o primeiro dirigente
Vento que dá na vela
da Índia libertada. Indira também governou o
Vela que vira o barco país de Krishna, como primeira-ministra, até
Barco que leva a gente ser assassinada pelos seus guarda-costas.
Gente que leva o peixe
Peixe que dá dinheiro, Curimã *1 Este artigo foi publicado em 2000. Em 24 de junho
do mesmo ano, Bruno Simões de Paiva voltou à Pátria
Vamos chamar o vento Espiritual.
Vamos chamar o vento *2 Dorival Caymmi — Em 30 de abril, esse grande can-
tor, compositor e poeta completou seu nonagésimo aniver-
A nossa existência é para ser respeitada e sário. Dorival, Bahia e Brasil são três palavras que se con-
amada realmente, jamais destruída por exces- fundem, se misturam, em sentido, magia e música. O
sos esmagadores. Observando o feliz exemplo País reverencia um de seus mais conceituados no-
mes da MPB. Da mesma forma, a Legião da Boa
de meus queridos pais, Bruno e Idalina, relem-
Vontade e seu dirigente, Paiva Netto, dão-lhe
bro, com Lícia, minha irmã, algumas palavras os parabéns por data tão especial.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 23


LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org

ONU NA LBV

Metas para o milênio da redação

Depois de quatro anos de as Na-

A. Brizzi
ções Unidas estabelecerem as oito me-
tas de desenvolvimento do milênio
(MDMs), que devem ser cumpridas
até 2015, ainda há muito que fazer.
Com base nessa declaração é que o
Conselho Econômico e Social das Na-
ções Unidas
(Ecosoc), no
qual a Legião
da Boa Vonta-
de (LBV) tem
status consul-
tivo geral, su-
geriu a reali-
zação, entre
João Preda

os dias 10 e
11 de março,
do seminário
Maria das Graças
“América
Carvalho
Latina–Áfri-
ca: Promovendo a erradicação da po-
breza nos países menos desenvolvi-
dos”, no Parlamento Mundial da Fra-
ternidade Ecumênica, o ParlaMundi da
LBV, localizado no SGAS 915, Lotes Prédio da
75/76, em Brasília/DF. Em junho, a Organização
Instituição estará apresentando os re- das Nações
Unidas (ONU)
sultados desse encontro em reunião do em Nova York
Alto Segmento do Ecosoc, na sede da
ONU, em Nova York, EUA.
O Senador
Mozarildo
Cavalcanti
(PPS/RR),
palestrante no
primeiro dia,
enfatizou logo
no início de
seu discurso:
João Preda

“Quero para-
benizar a
LBV por es-
tar fazendo Mozarildo Cavalcanti
este evento,
sob a coordenação da ONU. Esta
iniciativa é o caminho que nós de-
vemos buscar para resolver algo
tão aflitivo, que atinge as regiões
mais pobres do mundo, que são jus-

24 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org

tamente a África e a América Latina e que têm e, como nessas localidades não há disponibili- da Igualdade Racial (Seppir), que salientou o
laços profundos, tanto históricos quanto as se- dade de medicamentos, de anti-retro- valor da realização desse seminá-
melhanças nos seus problemas. Só uma forte virais, as pessoas adoecem ou mor- rio para que surja uma nova cons-
parceria entre governo e socieda- rem. “O número de indi- ciência universalista: “Esse tipo de
de civil pode, realmente, reverter víduos incapacitados evento é extremamente importan-
esse processo. A própria ação da para o trabalho na Amé- te. Primeiro porque institui uma
LBV demonstra como uma orga- rica Latina, no Caribe e nova cultura, como bem foi dito
nização não-governamental, con- na África é muito grande, pelo representante da LBV. É pre-

João Preda
duzida com seriedade, com espíri- e isso compromete o de- ciso que derrubemos uma cultura
to efetivamente de tentar mudar as senvolvimento desses po- hierarquizada por raça, por gêne-
coisas, de maneira ecumênica, sem vos, na medida em que ro e por condição social, mesmo
ter uma verdade pronta e acabada, não existe, e vai existir porque é necessário ter noção de

João Preda
pode mudar os acontecimentos em menos ainda, recursos hu- que a Humanidade é composta da
Maria Inês Barbosa
diversos setores, na Educação, na manos e força de trabalho diversidade e que todos nós temos
assistência às crianças”. para o desenvolvimento do país nos o que contribuir. A riqueza de um
O Embaixador de Moçambique, Amadeu Conceição vários campos, seja na produção de significa a pobreza do outro, e isso precisa ser
Amadeu Conceição — que também alimentos, na saúde, na Educa- desfeito”.
apresentou sua experiência no mesmo painel do ção...”, alertou.
Senador Cavalcanti —, falou da grande vergo- Por tudo isso, ele ainda ressaltou: “A aids,
nha que é, apesar do alto nível de tecnologia a hoje, é um problema sem fronteiras, é de toda a
que o Homem já chegou, o fato de populações Humanidade. Quando a gente assiste aos países
inteiras viverem em situação de extrema pobre- mais pobres se acabando, sendo dizimados pela
za. Segundo o Embaixador, o ParlaMundi da epidemia, se vê que é preciso pensar em solu-
LBV, ao encetar tal iniciativa, dá uma grande ções mundiais. E é nesse sentido que
contribuição à Humanidade. “Este a LBV e o ParlaMundi estão contri-
Parlamento e esta Organização buindo: articulando melhor esse mo- ENDEREÇOS
ecumênica (LBV) têm um papel vimento internacional na luta contra
muito grande na união, na Solida- essa doença; juntando forças, idéi- Argentina: Calle José Mármol,
riedade entre as pessoas. Por isso as, para que se possa, de fato, inter- 964 • Caballito • Buenos Aires •
Reprodução RMTV

nossa presença aqui, hoje”, disse. vir nessas situações de maneira mais CP 1236 • Tel.: (00xx5411)
Igualmente esteve presente a eficaz e ecumênica. Porque cada 4925-5000
representante da Secretaria Espe- povo possui sua cultura, tradição,
cial de Políticas para as Mulhe- Espiritualidade, e qualquer política Portugal: Rua Alexandre
res, ligada à Presidência da Re- social e de saúde precisa levar em Herculano, 355 • CEP 4000-055
pública, Maria das Graças Carva- conta os aspectos locais. Essa visão Porto • Tel.: (00xx35122)
lho. Para ela, as propostas deba- global que vocês trouxeram para o 208-6494
tidas no seminário vinham ao en- Mário Ângelo Silva evento foi fundamental para pensar
contro das metas desse órgão go- nas soluções”.
vernamental. “Gostaria de agradecer o convi- A exemplo de outras autoridades, o Secretá-
te. Estamos muito felizes de estar participando rio de Gestão do Ministério da Saúde, Rosem- Bolívia: Calle de Cuba, 1.905
deste evento. Quero dizer também que todas as bergue Pinheiro, destacou na iniciativa da LBV Miraflores • La Paz • Casilla de
políticas hoje desenvolvidas na Secretaria le- um princípio a ser vivido urgentemente por to- Correo 5951 • Tel.: (00xx5912)
vam à questão da inclusão das mulheres e, por- dos: o da Fraternidade Universal. “É 222-5749
tanto, da superação da pobreza.” fundamental este momento que vive-
mos, e estou radiante de estar parti-
Aids e pobreza cipando dele, pois cria uma nova vi- Estados Unidos da América:
são da questão da Solidariedade in- 20 Calumet Street, 1st floor
Outro que participou do en- ternacional e mobiliza os vários seg- Newark/NJ • Zip Code 07105
contro foi o professor de Políti- mentos da sociedade a pensar, em Tel.: (00xx1973) 344-5338
cas Sociais da Universidade de conjunto, alternativas para enfrentar
Brasília, Mário Ângelo Silva, que esses problemas. A LBV, com este Paraguai: Rua Mariscal
enalteceu a iniciativa da LBV: belo monumento à Humanidade (Par- Estigarribia, 1.534 • Fernando
João Preda

“Gostaria de parabenizar a orga- laMundi), mostra todo o seu compro- de la Mora • Tel.:
nização do evento por ter incluí- misso na transformação e na concep- (00xx59521) 520-630
do o tema HIV–aids numa dis- ção ecumênica de Solidariedade hu-
cussão sobre erradicação da po- Rosembergue Pinheiro mana para todos. Isso é, realmente,
breza. Sabemos que, hoje, esse um acontecimento fantástico! É uma Uruguai: Av. Agraciada, 2.328,
problema está intimamente associado a essa Obra imprescindível e que vai marcar, com cer- esquina San Martín • Aguada
questão”. teza, o Brasil!” Montevidéu • CP 11800 • Tel.:
De acordo com o professor, a epidemia já Por fim, vale lembrar a palavra de Maria (00xx5982) 924-2790
atingiu 30% da população de algumas nações, Inês Barbosa, Secretária Adjunta de Promoção

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 25


26 BOA VONTADE 15 de junho de 2004
LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org

ESPECIAL

Educação, amparo e Amor: sinônimos de


um Lar notável. da redação
Arquivo LBV

Conhecido como Templo da Na- por serem órfãos, ou porque seus res- Os guris freqüentam escolas da primento do artigo 227 do Estatuto
tureza e da Criança, o Lar e Parque ponsáveis perderam momentanea- comunidade, visando à sua integra- da Criança e do Adolescente.
Alziro Zarur, mantido pela Legião da mente a guarda deles na Justiça, ou ção e socialização. Na LBV, rece- A casa é também um espaço
Boa Vontade no município de Glori- bem reforço escolar diário de pro- aberto à comunidade. Há jardins in-
ainda em conseqüência de seus fami-
nha, a 40 km de Porto Alegre/RS, fessores; alimentação balanceada; ternos, ginásio poliesportivo, qua-
liares estarem na faixa de exclusão dras de futebol (sendo sete de areia)
completou, em 23 de maio, 44 anos socioeconômica. vestuário; atendimento médico,
e um quiosque com produtos natu-
de atividades dedicadas ao bem-estar odontológico, fonoaudiológico e
A obra — que atua sob o lema rais, os quais a população pode vi-
de milhares de meninos em situação psicológico; além do apoio de pro-
Educação e Cultura, Alimentação, sitar, dessa forma conhecendo de
de risco social. fissionais de diversas áreas. Tudo perto o trabalho que a LBV realiza
Saúde e Trabalho com Espirituali-
Desde a década de 1960, quando isso lhes garante a convivência so- e interagindo socialmente com os
foi inaugurado, o Lar mudou a vida dade — ocupa uma área com mais cial e o estímulo a uma consciência meninos.
de muitos guris, como eles são cari- de um milhão de metros quadrados. crítica de seus direitos e deveres O Lar e Parque da Legião da Boa
nhosamente chamados. Atualmente, o A Natureza é predominante no local, para com a sociedade, bem como o Vontade está localizado na Rodovia
lugar atende, em regime residencial, decorado com flores e a presença de despertar da cidadania, o amparo fí- RS 030, km 19, Parada 119, tel.
mais de cem garotos entre 6 e 18 anos animais e pássaros. Sem dúvida, um sico-psicológico e, acima de tudo, (51) 487-1033.
que estão afastados de seus pais, ou presente para o Rio Grande do Sul. muito Amor, fazendo valer o cum-

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 27


LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org

NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
MANAUS/AM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO/SP

I Semana da Família Complemento escolar


Centenas de famílias A Legião da Boa

Cida Linares
atendidas pelo Centro Co- Vontade deu início, no
munitário e Educacional da dia 3 de maio, em São
LBV em Manaus/AM reu- José do Rio Preto/SP, ao
niram-se, recentemente, programa Criança: Fu-
para participar da I Sema- turo no Presente!, que já
na da Família, organizada é desenvolvido, com su-
pela Instituição. cesso, em diversas cida-
O objetivo do evento foi des do País. A iniciativa
o de abrir um espaço para atende 40 crianças da Es-
discutir temas como a vio- cola Municipal Professor

Arquivo LBV
lência física e sexual con- Oscar Arantes Pires que
tra a mulher; formas de estão na faixa etária en-
acesso à rede de proteção tre 7 e 12 anos e que vi-
às crianças e adolescentes vítimas de abandono e violência física, sexual ou vem em situação de ris-
psicológica; e estratégias de prevenção ao uso indevido de drogas, de forma a co social.
melhorar a qualidade de vida destas pessoas. Além da complementação escolar — o ponto alto do programa —, a
A iniciativa contou com a presença de representantes do Serviço de Atendi- garotada beneficia-se com atividades educativas, lúdicas, esportivas e de la-
mento às Vítimas de Agressão Sexual (Savas), da Delegacia da Mulher, da Se- zer. Os alunos recebem ainda reforço alimentar e atendimento psicológico e
cretaria Municipal da Infância e da Juventude (Seminf) e do Conselho Estadual fonoaudiológico. As famílias das crianças também são favorecidas com o
de Entorpecentes (Conen), que palestraram sobre assuntos relacionados ao bem- programa. O Centro Comunitário da LBV na cidade está localizado na Rua
estar da família. Saldanha Marinho, 2.850, Centro, tel. (17) 235-4234.
(por Raquel F. de Souza) (por Dalva Gimenes)

Venha participar do maior


evento do Agronegócio da
América Latina, no
município que mais cresce
no Brasil.
As melhores
PUBLICIDADE oportunidades de negócios
estão aqui!
Prefeitura Municipal de
Luís Eduardo Magalhães
Oziel Oliveira — Prefeito Municipal

Fone: (77) 628-9000


E-mail: pmgab@uol.com.br

Secretaria Municipal de Agricultura,


Meio Ambiente e Fomento Econômico

Rua Paraíba — Quadra 71


Lotes 13 e 14 — Centro
CEP 47850-000
Luís Eduardo Magalhães — Bahia
28 BOA VONTADE 15 de junho de 2004 Fone: (77) 628-9030
E-mail: seagrilem@uol.com.br
LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org

REPERCUSSÃO
CURITIBA/PR

Um trabalho que forma cidadãos


“Centro de Educação Infantil José de Paiva Netto: à formação para a cidadania e à cultura da Paz. “O que não esperávamos é que nossa visita fos-
Um trabalho nota mil!” Com este título os jornais Tri- “(...) Na visita ao organizadíssimo Centro (...), se registrada no site www.boavontade.com, com di-
buna do Bairro e Cidade Notícias, de Curitiba/PR, ficamos encantados com as instalações e com o tra- reito também às nossas declarações quanto às im-
abrem matéria especial sobre a LBV. A reportagem balho baseado na Pedagogia do Cidadão Ecumêni- pressões que tivemos do trabalho desenvolvido (...).
traz as impressões do Diretor-Geral dos periódicos, co, do Diretor-Presidente da LBV, José de Paiva Entre outras: ‘é um trabalho maravilhoso. Fiquei
Mauro Ignácio, e da jornalista Rosangela Schellin, que Netto, que defende uma educação firmada no cére- impressionado com a estrutura e com o atendimen-
trabalha também nos dois veículos, após conhecerem, bro e coração, através da solidariedade, e que me- to. Esperamos que a LBV multiplique este traba-
recentemente, a unidade educacional da Legião da Boa rece o slogan: Você ajuda, a LBV faz!. lho em outras regiões e que ele possa ser conheci-
Vontade na capital paranaense. do pelos nossos governantes, para
No texto pode-se ler: “Por esta não que dêem o apoio que vocês merecem
contávamos, quando tiramos a tarde (...)’ — Mauro Ignácio, diretor da Tri-
do dia 7 de abril, para conhecer de buna do Bairro — e ‘realmente é uma
perto o trabalho desenvolvido há 22 estrutura que vale a pena a comunida-
anos pelo Centro de Educação Infan- de auxiliar com contribuições, para
til José de Paiva Netto, da Legião da que a LBV tenha condições de aten-
Boa Vontade, no Boqueirão, e onde der a um maior número de crianças!’
acontecia a festa de Páscoa das 110 — Rosangela Schellin (...).
crianças, de 2 a 6 anos — de famílias Por falar nisso, as doações para o
carentes e em situação de risco so- Centro de Educação Infantil José de
cial —, que aquele Centro atende Paiva Netto podem ser feitas na Rua
em período integral, diariamente, ofe- Padre Estanislau Trzebiatówski, 180,
recendo atividades lúdico-pedagógi- Boqueirão. Mais informações pelo

Vinícius Ramão
cas, interativas e recreativas; e alfabe- 286-9193”.
tização; paralelamente a valores de res-
gate à vida, à moral e à ética, visando (por Vinícius Ramão)

Tel.: (11) 222-2633


15 de junho de 2004 BOA VONTADE 29
LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org
BELO HORIZONTE/MG
NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
educativas, que visam, principalmen- de conforto também. Aqui me de-
Apoio profissional te, ao resgate da auto-estima dos mi-
lhares de pessoas socorridas pela
ram dicas de como procurar traba-
lho, entre outras coisas.”
Obra. Rosana ainda ressalta outras

J. Parmegiani
Rosana Maria Starling Sobrei- qualidades dos serviços prestados
ra, 46 anos, aluna do curso de in- pela Organização: “É um curso
formática, sempre fez doações para muito sério, bom; a gente aprende
a LBV. Em dado momento, houve mesmo. O professor tem toda Boa
uma mudança drástica no seu dia- Vontade para ensinar”.
a-dia. Problemas sérios, de ordem Vale lembrar que a Legião da
financeira, obrigaram-na a se des- Boa Vontade ainda oferece à popu-
fazer de muitos bens e a procurar lação cursos em várias especiali-
uma nova fonte de renda. Foi nes- dades, como auxiliar administrati-
sa fase difícil de sua vida que en- vo, cabeleireiro, manicure e pedi-
controu o apoio que precisava na curo, e corte e costura. Para que
Instituição. “Nesse período, fiquei essas ações possam ser ampliadas
deprimida e lembrei-me da LBV. cada vez mais, a Instituição solici-
Foi Deus que me guiou. Liguei, e, ta o auxílio de Voluntários e doa-
Todos os meses, a Legião da Boa Muitos são os benefícios propor- na mesma hora, pediram que eu ções em geral. O Centro Comuni-
Vontade em Belo Horizonte/MG qua- cionados pela LBV na área de capa- fosse até o Centro Comunitário tário e Educacional da LBV na ca-
lifica cerca de 80 pessoas para o mer- citação profissional. Além das aulas conversar com a assistente social”, pital mineira está localizado na Av.
cado de trabalho por meio do curso de na área, ela oferece módulos de habi- destaca Rosana. “Por isso, agrade- Cristiano Machado, 10.727, Pla-
informática, que é oferecido, diaria- lidades e gestão, orientações sobre Es- ço a Deus, à LBV e ao Paiva Net- nalto, tel. (31) 3494-3232.
mente, a moradores de comunidades piritualidade no serviço e atuação vo- to, porque a ajuda não foi apenas
em situação de risco social. luntária nas empresas, e palestras material. Eu precisava de palavras (por Stella Souza)

FORTALEZA/CE CAMPO GRANDE/MS

Parceria reforça Campanha de Força voluntária vence


Vacinação do Idoso desemprego
Tendo em vista o fim da sexta Campanha Desde o princípio de
Nacional de Vacinação do Idoso, em 30 de abril, suas atividades, a Legião da
o Centro Comunitário e Educacional da Legião Boa Vontade sempre contou
João Areis
da Boa Vontade em Fortaleza/CE, em parceria com o apoio voluntário para
com o posto de saúde Luciano Torres de Melo, a construção de uma socie-
realizou, no dia 28 de maio, um atendimento dade mais justa e solidária.
especial aos maiores de 60 anos que ainda não Maria Eunice de Lima, ins-
tinham sido vacinados. trutora do curso de manicu-
Além desse serviço, a equipe da Unidade Bá- re no Centro Comunitário e
sica de Assistência à Saúde da Família (Ubasf) Educacional da LBV em
— formada pela dra. Maria de Lurdes Vascon- Campo Grande/MS, é um
celos Queiroz, pela enfermeira Kátia Liana exemplo dessa afirmativa.
Freitas Batalha e pela auxiliar de enfermagem Algum tempo atrás, passava por dificuldades e encontrou nas aulas na área
Marta Antônia Nascimento Mariano (com o da beleza oferecidas pela Instituição a oportunidade para superar o momento
apoio de voluntários da LBV) — verificou a difícil. Inscreveu-se para participar e concluiu as sete etapas do curso de
pressão arterial das pessoas atendidas. cabeleireiro, manicure e pedicuro, conhecendo, assim, de perto o trabalho
O objetivo dessa iniciativa da Instituição foi o de incentivar os cidadãos da desenvolvido. A partir de então, tornou-se voluntária.
Terceira Idade a participar da campanha lançada pelo governo federal. A Há três meses, Maria Eunice montou o seu próprio salão. Ela ressalta que
gripe é especialmente perigosa para os mais velhos, já que o organismo deles o apoio da Obra foi fundamental para o seu sucesso: “A qualidade do ensino
é mais vulnerável a essa doença, podendo levá-los à morte se houver compli- da LBV é igual ao de locais pagos. Os instrutores são qualificados, prestati-
cações respiratórias, sobretudo os casos de pneumonia. vos e comunicativos. Tudo o que aprendi foi aqui. Então, senti vontade de
Quem quiser obter mais informações a respeito das atividades realizadas devolver meu aprendizado. Agradeço a Deus e à LBV”.
pela LBV em Fortaleza pode dirigir-se à Rua Alziro Zarur, 275, Vila Manoel Em Campo Grande, a LBV está situada na Av. General Nepomuceno Cos-
Sátiro, ou entrar em contato pelo tel. (85) 484-3533. ta, 637, Vila Alba, tel. (67) 314-7300.
(por Ivonizia Vieira) (por Analice Barcelá)

30 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


LEGIÃO D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
www.lbv.org

HOMENAGEM

Uberlândia saúda a Solidariedade


da redação

ENDEREÇOS
A Câmara Municipal de Uberlân-
Site: CONCRAFRAS-PSE

dia, no Estado de Minas Gerais, rea-


lizou, em 6 de maio, uma sessão so- Eis alguns endereços em
lene para saudar o Diretor-Presiden- que você pode conhecer
te da Legião da Boa Vontade, José de de perto o trabalho da
Paiva Netto.
A iniciativa da homenagem foi da Legião da Boa VVontade.
ontade.
Vereadora Liza Prado (PSB/MG) e Outras informações no
do radialista e ex-Vereador Misac
Lacerda, tendo em vista os relevan-
site www .lbv
www.lbv .org
.org..
.lbv.org
tes serviços prestados pelo dirigente
da LBV na área socioeducacional às Aracaju/SE: R. Rafael de
populações menos favorecidas, em Aguiar, 1.336 – Pereira Lobo
particular aos idosos atendidos no Lar CEP 49050-660
Alziro Zarur, que, em 31 de agosto, Tel.: (79) 214-2757.
completa seu 43o aniversário de fun-
dação.
Centenas de pessoas prestigiaram Belo Horizonte/MG: Av.
o evento, que ocorreu no Plenário Ho- Cristiano Machado, 10.727
mero Santos. Na oportunidade, o Planalto – CEP 31765-000
agraciado recebeu o Diploma de Hon- Tel.: (31) 3494-3232.
ra ao Mérito e o título de “Cidadão
Honorário”, tendo sido representado Por sua vez, a Vereadora emocio- das pessoas que foram abandonadas
por seu filho Dr. Pedro Paulote de Pai- nou os presentes ao falar da Institui- pelas famílias. Ninguém está sozinho Brasília/DF: SGAS 915, Lotes
va. Durante pronunciamento, este ção: “A LBV e Paiva Netto têm rea- neste mundo. A gente tem Deus e a
75/76 – Asa Sul
destacou um trecho do artigo “É ur- lizado um trabalho maravilhoso, por LBV para nos ajudar. Temos de mos-
trar para o mundo inteiro essa ação”.
CEP 70390-150
gente educar!”, redigido por Paiva pessoas que realmente acreditam que Tels.: (61) 245-1070/
Netto especialmente para a revista So- é possível ter um mundo melhor. Por- Da mesma forma, o radialista fa-
lou de seu carinho à Obra: 245-2342.
ciedade Solidária: “(...)
gente educada, instruída “Esse é um trabalho que emo-
Reprodução RMTV

e espiritualizada é Povo ciona e nos motiva a estar jun-


to, a dar as mãos, para fazer Goiânia/GO: R. Jamil Abraão,
que rebenta os grilhões
mais e mais pelo Ser Huma- 645 – Setor Rodoviário
da miséria e os lança
fora. Por isso, há tanto no”. CEP 74430-290
tempo dizemos que, en- Outro que compareceu à Tel.: (62) 531-5000.
quanto não prevalecer o solenidade foi o jornalista Sil-
ensino eficaz por todos va Dantas, que parabenizou o
os de bom senso almeja- líder da Boa Vontade: “Deus Fortaleza/CE: R. Alziro Zarur,
do, qualquer nação pade- iluminou a mente da Vereado- 275 – Vila Manoel Sátiro
cerá o cativeiro das limi- ra Liza Prado e do meu ami- CEP 60713-030
tações que o despreparo go Misac Lacerda, quando Tel.: (85) 484-3533.
lhe impõe. ambos concederam esta home-
Da esquerda para a direita: Misac Lacerda,
Precisamos ter Educa- Dr. Pedro Paulote de Paiva e Liza Prado. nagem muito justa a José de
ção e Cultura, mas tam- Paiva Netto. Só um homem
bém muita Espiritualida- iluminado para prestar os ser-
viços que ele já fez e continua
Florianópolis/SC: R. General
de. Sem fanatismo, é claro! Eurico Gaspar Dutra, 226
Portanto, cuida do Espírito, re- tanto, ao abandono, à miséria, a LBV fazendo. Peço a Deus que ilumine,
cada dia mais, o seu caminho”. Estreito – CEP 88075-100
forma o Homem. E tudo se trans- dá, em troca, Amor. Ela cuida não só
do idoso, mas também das crianças, Tel.: (48) 244-8500.
formará”.

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 31


CURSOS
www.boavontade.com

tuguês; b e v: para pronunciá-las os


ESPERANTO
ESPERANTO h, j, s, que têm sons diferentes das mes- ESPANHOL
ESPANHOL lábios devem estar fechados, como

1ª Lição
mas letras quando escritas sem esse
“acento”. Da mesma forma o u (u com 1ª Lição b em português. Exemplo: viento
(vento), pronuncia-se biento; c: 1o)
braquia), não se deve confundir com o em algumas regiões da Espanha tem
(Unua Leciono) conhecido u. Exemplos de palavras com
essas letras “acentuadas” serão dadas
(Primera som interdental diante de e/i (como
th em inglês), mas a maioria dos que
nas próximas aulas.
As vogais são pronunciadas as-
Lección) falam espanhol a pronunciam como
em português. Ex.: cebolla (cebo-
Estudaremos em nossa 1a aula o sim: a, i, u: como em português. la), hacer (fazer); 2o) tem som de k
alfabeto do esperanto. Ele se compõe Exemplos: ago (ação); idiomo (idio- Nesta 1a aula, estudaremos o al- diante das vogais a/o/u, como em
de 28 letras: a, b, c, c, d, ^e, f, g, g, h, ma); unu (um, número um). As vo- fabeto da língua espanhola. Ele é português. Ex.: coche (automóvel).
^h, i, j,^ j, k, l,^ m, n, o, p, r, s, s, t, u,
^ u gais e e o são fechadas em esperan- composto de 27 letras, que são: a, b, O dígrafo ch tem o mesmo som que
(u com braquia, isto é, com meia-lua to, isto é, pronunciam-se “ê”, “ô”. c, d, e, f, g, h, i, j, k, l, m, n, ñ, o, p, na interjeição che! do gaúcho (Rio
de pontas voltadas para cima) e ain- Exemplos: espero (esperança; pro- q, r, s, t, u, v, w, x, y, z. As letras em Grande do Sul). Ex.: muchacho (ra-
da as letras v, z. nuncie “esspêro”); pomo (maçã; espanhol são femininas, então: la a paz), pron.: mutchatcho.
Há em esperanto cinco letras (con- pron. “pômo”). (a “a”); la b (a “b”); ... Na próxima aula, prosseguiremos
soantes), com a marca de um sinal se- Estudaremos na próxima aula Agora, atenção, para as respec- nosso estudo do alfabeto espanhol.
melhante ao acento circunflexo: c, g, as letras b, c,^ c, d, f. tivas pronúncias: a, como a em por-

PORTUGUÊS
Uso correto do verbo “haver”
Erros ortográficos e gramaticais Como ocorre com certos verbos nos”: “Existem muitos alunos nas vimos, este é sempre pessoal. Seu
devem sempre ser evitados, tanto na língua portuguesa, o “haver” escolas da LBV”. auxiliar é regido da mesma forma que
na linguagem escrita quanto na possui diversos sentidos. Entre eles E como devemos proceder em lo- ele: “Para todo problema hão de exis-
oral. Alguns deles ocorrem com está o de “existir”. Os dois verbos cuções verbais que usam o verbo “ha- tir soluções melhores”.
freqüência. Por isso, procurare- são sinônimos, mas não podem ser ver”? Qual é o plural de “Para todo Por isso, ao usarmos o verbo “ha-
mos, aqui, enfocar as situações que usados da mesma maneira. Nesse problema há de haver sempre a solu- ver” no sentido de “existir”, não deve-
exigem maior atenção. sentido, “haver” é impessoal (o ver- ção”? mos esquecer que ele é invariável. Não
É comum ouvirmos alguém di- bo fica sempre na terceira pessoa Em uma locução verbal, a regên- se pode flexioná-lo e dizer “houveram”.
zer: “Há décadas atrás”. Contudo, do singular e não tem sujeito). Já o cia é feita com o verbo principal, en- Para melhor fixação, vamos a mais um
“há” e “atrás” já indicam que a fra- verbo “existir” é sempre pessoal, quanto o verbo auxiliar segue fielmen- exemplo, que se encontra no Evangelho
se está no passado. Assim, deve-se isto é, deve ser conjugado de acor- te aquele. Assim, na frase acima, o de Jesus, segundo Lucas, 10:8 e 9:
usar apenas “Há décadas” ou “Dé- do com o seu sujeito, concorda com verbo principal é “haver”, que, por
cadas atrás”. Para deixar mais cla- este. ser empregado com o sentido de “exis- Quando entrardes numa cidade e
ro, empreguemos, como exemplo, Quando afirmamos “Há muitos tir”, é impessoal. Seu auxiliar tam- ali vos receberem, comei do que vos
a seguinte afirmação do escritor alunos nas escolas da LBV”, não fa- bém é impessoal e, portanto, fica no for oferecido.
Paiva Netto: “A LBV, pregando e zemos a concordância entre “há” (ter- singular: “Para todo problema há de Curai os enfermos que nela hou-
realizando o Natal Permanente, há ceira pessoa do singular) e “alunos” haver sempre a solução”. ver, e anunciai-lhes: A vós outros está
décadas, luta para que se firme, na (plural). Mas, se substituirmos “ha- Se a frase for “Para todo proble- próximo o Reino de Deus.
Terra, a Sociedade Solidária”. ver” por “existir”, precisaremos es- ma há de existir sempre a solução”,
tabelecer a concordância com “alu- o verbo principal é “existir”. Como Até a próxima aula!

INGLÊS
VERB TO BE
Forma abreviada comum
Forma por extenso na conversação
I am (Eu sou, eu estou) I’m
You are (Você é, você está) You’re
He is (Ele é, ele está) He’s
She is (Ela é, ela está) She’s
It is (Neutro: ele ou ela é ou está) It’s
We are (Nós somos, nós estamos) We’re
You are (Vocês são, vocês estão) You’re
They are (Eles ou elas são, eles ou elas estão) They’re

32 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


BOLO COM PUDIM
www.bolocompudim.com.br

Bolo com LANÇAMENTO


LANÇAMENTO
Os moradores aquáticos do pe-
Pudim queno lago onde vivia o Peixinho
Vermelho não acreditaram quando
Editorial ele, voltando de uma viagem que
fizera, lhes contou que existiam ma-

apresenta a res e oceanos enormes, plenamente


habitados, diante dos quais o “lagui-
nho” em que eles moravam era uma
coleção imunda e lamacenta poça d’água.
A continuação da história pode-
Fábulas da rá ser encontrada no próximo lança-
mento do Bolo com Pudim Editori-

Natureza al: O Peixinho Vermelho, da cole-


ção Fábulas da Natureza.

ACERTE O CAMINHO PINTE


Leve o gatinho até o novelo de lã.

HISTÓRIA EM QUADRINHOS ENIGMA


Descubra a mensagem secreta.
Resp.: Confia em Jesus!

Crie você também uma tirinha ou deixe seu recado. Envie para Bolo com Pudim Editorial: Av. Rudge, 938 — Bom Retiro — São Paulo/SP — CEP 01134-000

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 33


SOLDADINHOS DE DEUS
SOLDADINHOS
www.soldadinhodedeus.com.br

FÓRUM DOS SOLDADINHOS DE DEUS


SOLDADINHOS DIREITOS ESPIRITUAIS D
DIREITOS AS CRIANÇAS
DAS

“Quem pensa que criança é boba é Toda criança tem o


que é bobo!” direito de...
1º – Receber a bênção da ora- 6º – Aprender, desde cedo, a ter
O Fórum Permanente dos Solda- var o ensinamento, desde já, às cri- bons pensamentos e boas palavras,
ção diária, mesmo antes do seu nas-
dinhos de Deus é um espaço dedicado anças, que são “o futuro no presen- para praticar boas ações.
às crianças. É uma discussão, um bate- te”. cimento, para a formação do Ser
papo, em que elas trocam idéias sobre Como diz o escritor Paiva Netto, integrado em Deus. 7º – Saber que foi criada à ima-
os temas da atualidade que realmente “Quem pensa que criança é boba é gem e semelhança de Deus em Espí-
as preocupam, sempre buscando as que é bobo!”, e elas comprovam esse 2º – Receber as lições do Evan- rito.
soluções. pensamento, quando tratam daquilo gelho de Jesus, que formará toda a
Esse Fórum não se resume ape- que as interessa com tanto amor e in- sua estrutura moral e espiritual. 8º – Saber que Jesus é o Supre-
nas a uma data, mas, sim, a todos os teligência, participando ativamente da mo Governante do Planeta Terra e
dias, porque as crianças dão seqüên- produção e apresentação de progra- 3º – Saber que a morte não que podemos falar com Ele por
cia a essa atividade nas Aulas de mas de rádio e TV. existe e que ela (a criança) é um meio da oração, quando quisermos.
Moral Ecumênica (AMEs), nos pro- As crianças sabem o que querem, Ser eterno.
gramas infantis da Rede Boa Vonta- sim! Prova disso são os Soldadinhos 9º – Conviver em um ambiente
de de Rádio (RBV) e da Rede Mun- de Deus de Santo André/SP, que enu- de Paz, tranqüilidade, onde possa in-
4º – Saber que Deus é nosso Pai, teriorizar os bons exemplos dos
dial — A TV da Educação com Es- meraram os “Direitos Espirituais das
que Jesus é o Cristo de Deus. adultos.
piritualidade! (RMTV), que, por sua Crianças”, que toda a garotada tem e
vez, reconhecem a importância de le- que devem ser respeitados.
5º – Saber que possui um ou 10º – Freqüentar aulas de reli-
mais Anjos da Guarda, que a pro- gião, despertando, desde cedo, o es-
NOTÍCIA
NOTÍCIA tegem sempre.
pírito de religiosidade, que já nasce
com ela.
Crianças pela Paz Mundial
te da Associação de
JOGO DOS 7 ERROS
Moradores do Bairro
Castelar, Jacira Olivei-

Boa
ra, comentou: “Quan-
do a LBV traz esse
projeto de Paz, ela é a

sorte!
própria Paz. Se traba-
lharmos com a crian-
ça, desde cedo, para
Ivan Souza

promover a Paz, cons-


cientizá-la sobre a im-
portância da Natureza,
ela será uma verdadei-
Semear entendimento universal e ra cidadã. Fico muito feliz por a Ins-
cuidado com o meio ambiente por meio tituição estar sempre em nossa comu-
de iniciativas educativas é a meta do nidade, desenvolvendo programas,
projeto “Jardim da Paz”, promovido ajudando a nossa creche, que, em tem-
pela LBV em todo o Brasil e no Exte- pos passados, quase fechou. Graças
rior. à LBV, ela está funcionando. A LBV
Engajado nessa proposta, em 20 de acredita no nosso trabalho; nunca nos
abril (quando se comemorou o Dia do abandonou, traz sempre alegria para
Planeta Terra), o programa Criança: nós. Mande um abraço para o Irmão
Futuro no Presente! em Belford Roxo/ José de Paiva Netto, e obrigada por a
RJ, que beneficia crianças atendidas LBV existir!”.
pela Creche Comunitária Pedacinho do
Céu, desenvolveu atividades sobre o (por Simone Barreto — Rio de
tema. A diretora da creche e Presiden- Janeiro/RJ)

34 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


AÇÃO JOVEM LBV
www.acaojovemlbv.com

NOTÍCIAS
NOTÍCIAS AO JOVEM D
DAA BOA VONTADE
VONTADE
SÃO PAULO/SP
Quem é o jovem da Boa Vontade?
Ações para o Bem
Equipe de Estudos Ecumênicos
Para entender a ideologia da Ju- agradar a Deus que aos homens
ventude Ecumênica da Boa Vontade (Atos dos Apóstolos de Jesus, 4:20)”.
de Deus, é importante conhecer a Abraçar esses ideais significa ado-
“Carta ao Jovem de Boa Vontade”, tar valores espirituais para viver em
escrita por Paiva Netto, propositor da sociedade, ou seja, perceber que o Ser
criação de um movimento jovem a Humano não vive apenas de recursos
partir da causa Boa Vontade. materiais, que os elementos da maté-
Neste espaço, a cada edição o lei- ria são instrumentos para a evolução
tor vai conhecer aspectos da identi- humana, mas em si mesmos não sa-
dade do jovem de Boa Vontade. Co- tisfazem todas as necessidades do ser.
meçamos com o primeiro item da re- Assim, os jovens da Boa Vontade são
ferida carta: aqueles que buscam a coerência de
“I — Jovem: quando você abraça pensamento e atitude, se comprome-
os ideais da Religião de Deus, está tem com a Verdade e com a preserva-
assinando a sua carta espiritual de al- ção do outro, expressando pelas suas
forria e convictamente dizendo: ‘Pre- obras o Amor (síntese e sinônimo de
firo Deus, Jesus e o Paráclito (Espí- Deus, a força criadora e provedora
rito Santo ou Espírito da Verdade) à de todas as formas de vida). Portan-
insensatez humana’. Afirmando tam- to, todo aquele que, independente-
bém está, como fizeram Pedro e João mente de tradição religiosa, cientí-
A Juventude Ecumênica da Boa Von- espectadores — o famoso incentivo so- respondendo aos sinedritas, que que- fica, cultural, econômica, política, etc.,
tade de Deus, em reunião no dia 2 de cial que o jovem está acostumado a re- riam calar as suas vozes: Não pode- age com responsabilidade na vida so-
maio, fez um planejamento das ativida- ceber. Ele quer ser tratado como é: agente mos deixar de falar daquilo que vi- cial é um ativista da Boa Vontade de
des para o mês, a fim de reafirmar o com- capaz de promover e realizar ações para mos e ouvimos. (...) Importa antes Deus.
promisso de militantes do Cristo nas Ins- o bem comum. E nas IBVs isso ocorre,
tituições da Boa Vontade (IBVs). porque se reconhecem nos jovens Espí-
Vários foram os assuntos da pauta ritos eternos.
do encontro, e entre eles destacam-se a Quem quiser tomar parte das ativi- CARTAS
CARTAS
agenda de ações para a expansão da re- dades da Juventude Ecumênica na capi-
vista BOA VONTADE, visitas em lares,
hospitais e orfanatos.
tal paulista ou ficar por dentro da pro- Marcha pela Paz
gramação do mês pode ligar para o tel.
Essas atividades foram pensadas (11) 3358-6805. Gostaria, inicialmente, de voltar Boa Vontade, José de Paiva Netto,
para que todos possam participar ativa- um pouco no tempo para ressaltar um mais ferramentas de trabalho, pois,
mente, interagir, e não ficar apenas como (por Paula Schnor) fato ocorrido no retorno da caravana como ele mesmo nos ensina, a Reli-
nordestina, criada para o Congresso gião de Deus quer unir todas as filo-
Natal de Jesus — O Pão-Nosso de sofias e opiniões para a fixação do
MARINGÁ/PR cada dia, quando nós começamos a Amor Universal, o Amor entre todos.
elaborar idéias para a expansão do mo- Escolhemos o tema “Jovens pela

Vá sem pressa, faça uma prece! vimento da Mocidade Legionária em


nossa região. A proposta de criarmos
Paz” pela situação atual em nossa re-
gião e também da sociedade mundial.
um fórum estava entre as idéias ex- Não nos limitaremos ao evento que
postas. Nos dias 24 e 25 de abril, rea- realizamos. A partir do mês de agosto,
No dia 8 de maio, a Legião da Boa panha, que está na primeira etapa e lizamos o 1o Fórum da Juventude no realizaremos a “Marcha pela Paz”, em
Vontade, em parceria com a Juventu- conta com o apoio da Polícia Rodovi- Nordeste, com o tema “Jovens pela conjunto (no mesmo dia e hora) em
de Ecumênica da Boa Vontade de ária Estadual e de jovens voluntári- Paz”, que reuniu jovens de religiões todos os pontos do Nordeste onde atue
Deus, distribuiu panfletos educativos os, os quais distribuirão os panfletos. diversas de todo o Nordeste. Houve re- a Mocidade Legionária. A manifesta-
da Campanha de Valorização da Vida Para saber mais sobre esta ou ou- percussão na imprensa local. A Juven- ção é derivada do Fórum da Juventu-
no trânsito, cujo título é “Vá sem pres- tras atividades, basta ligar para o tel. tude Ecumênica da Boa Vontade de de no Nordeste (V edição do Fórum
sa, faça uma prece!”, no posto da Po- (44) 226-3836. Deus ganhou espaço no dia 25 de abril da Juventude). Nossa intenção é tor-
lícia Rodoviária em Marialva/PR. na capa do Jornal do Commercio. A ná-la permanente e todos os anos rea-
A conscientização de motoristas e (por Paulo Araújo) partir daí, a Juventude quer apresen- lizá-la em prol da Paz Mundial.
pedestres foi o principal foco da cam- tar ao Presidente das Instituições da Raphael Rocha — Recife/PE

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 35


AÇÃO JOVEM LBV
www.acaojovemlbv.com

NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
CUIABÁ/MT

Da discussão à prática
Dentro das atividades da Juventude Ecumênica da reu às 8 horas, em frente
Boa Vontade de Deus, ressaltamos o que ocorre em do núcleo da Legião da
Cuiabá/MT. Os jovens da capital mato-grossense con- Boa Vontade em Cuiabá
vidam os leitores de BOA VONTADE a participar, to- (Rua Dr. Fernando Ferra-
dos os sábados, às 15 horas (horário local), do Encon- ri, 496, Dom Aquino).
tro Jovem Alto-Astral. As doações foram
Esse trabalho foi uma forma encontrada pela ju- reunidas e destinadas
ventude para reunir os militantes e debater os mais aos programas de
variados temas, sob a ótica do Evangelho-Apocalipse
atendimento e inclu-
de Jesus para os Simples de Coração. Estudos e dis-
são social das comuni-
cussões, além de atividades lúdicas e culturais, com-
dades que vivem em
põem a programação, que se renova a cada sábado.

Reprodução LBV
situação de risco na
Campanha cidade.
A Juventude Ecumênica realizou, no dia 16 de maio,
o
o 2 Mutirão do Quilo da Boa Vontade. A saída ocor- (por Aline Cândida)

Ficha de cadastro
Informações pessoais
EU QUERO
Nome: Ser militante da Juventude
E-mail: Ecumênica da Boa Vontade

Endereço: Número: Ser um Soldadinho de


Deus (menor de 12 anos)
Complemento: Bairro: CEP: -
Ser correspondente da
Cidade: UF: País: revista BOA VONTADE
Tel. residencial: - - Tel. comercial: - -
Receber informações sobre
Profissão: CPF: o Movimento Jovem da
LBV
Sexo: Masculino Feminino Grau de escolaridade: Fundamental Médio Superior
Receber a visita da
Instituição de ensino: Religião de Deus em
minha casa
Curso:
Inscrever crianças nas
Estado civil: Data de nascimento: / / Aulas de Moral
Ecumênica (menor
Voluntário em quais IBVs: de 12 anos)
LBV Religião de Deus FJPN Receber informações sobre
cursos doutrinários
De qual Espaço Ecumênico participa? UF:

36Mandar
BOA VONTADE
a ficha15 para a deCaixa
de junho 2004 Postal 13.833-9 — São Paulo/SP — CEP 01216-970
AÇÃO JOVEM LBV
www.acaojovemlbv.com

CONGRESSO
Luz, câmera e Ação Jovem LBV!
As primeiras cenas do clipe da música-tema do
29o Congresso Internacional do Jovem da Boa Von- ETAP
ETAPAS DE GRA
APAS VAÇÃO
GRAV
tade de Deus, Ação Jovem LBV, foram gravadas
no dia 1o de maio, no pátio da Fundação José de
Paiva Netto, em São Paulo/SP.
O vídeo foi montado para ilustrar a performan-
ce do jovem nos meios de comunicação. Isso se
explica pelo fato de os 17 dançarinos e a equipe de
produção serem militantes da Juventude Ecumêni-
ca da Boa Vontade de Deus. “A idéia é mostrar que
o jovem pode fazer comunicação. Por isso, o clipe 1. Antes de iniciar as gravações, 4. Enquanto isso, uma equipe está
com o monitor, analisando a
deverá mostrar imagens dos bastidores e dos jo- os jovens formam uma grande
roda para fazer a prece Pai- expressão dos que estão na frente
vens trabalhando na mídia”, afirmou Tamara Na- das câmeras, para ninguém sair de
tach, uma das oito pessoas envolvidas na produ- Nosso.
cara feia.
ção do videoclipe.
Com passos rápidos, característicos da dança
de rua, o clipe tem, no cenário, dez grandes caixas
de som e, ao fundo delas, imensas “cortinas”, com
panos nas cores preta e bege. Os dançarinos ves-
tem roupa social (calça preta e camisa branca) e
usam distintivo da Religião de Deus.
O clipe estreou na telinha da Rede Mundial —
2. Logo depois, entra em cena a 3. Cumpridas as etapas anteriores, 5. Quando os produtores apro-
A TV da Educação com Espiritualidade! no fim de
maio. maquiagem, para cuidar do visual e com todos em seu devido lugar, vam a cena, nada de descanso...
dos dançarinos. começam as várias tomadas da É hora de se preparar para a
(por Rodrigo Oliveira — São Paulo/SP) câmera. próxima gravação. Fotos: RMTV

Cante a música do Congresso AGEND


AGENDAA
A música-tema do 29 o Congresso Interna- Nele há devoção.
cional do Jovem da Boa Vontade de Deus está Comunicação Jesus
pronta. A letra foi feita por Leonardo Rous- Vem do nosso coração!
taing e José Nilton Tonin, ambos integrantes
do movimento. Vale destacar que, para ouvir Boa Vontade para mudar:
a composição, basta acompanhar os progra- Essa é a vontade que vai transformar
mas da Rede Boa Vontade de Rádio (RBV) e Todo pensamento em ação,
da Rede Mundial — A TV da Educação com O sentimento a renovar.
Espiritualidade! (RMTV) ou, então, baixá-la Quando desafiada,
no computador, pelo site A Juventude se levanta,
www.acaojovemlbv.com. Veja a letra a seguir: Esclarecendo Almas aflitas,
Comunicando a Verdade.
Ação Jovem LBV
Verdade que é de Deus SÃO PAULO/SP
Um novo exército surge, Conseguiremos buscar,
Mesmo em tempos difíceis. Para termos a segurança CAMPANHAS DE ENTRONIZAÇÃO
Militantes da Paz Que nos leva a marchar. SÁBADOS, ÀS 9 HORAS
São todos invencíveis.
A certeza da união
INFORMAÇÕES: (11) 3358-6805
(Refrão) _________________
Os leva a marchar.
É uma nova consciência O evento, que ocorrerá em 3 de julho deste ano,
A iluminar. em Goiânia/GO, contará com a participação de jo- OFICINA INTERNACIONAL TEXTO,
vens do Brasil e do Exterior, que debaterão o tema POESIA E IMAGEM
Ação Jovem a comunicar:
Nossa força e coragem
“Ação Jovem LBV e o poder da Comunicação”. PRAZO PARA ENTREGA DOS
Para obter mais informações sobre este evento,
É Jesus que nos dá! entre em contato pelo tel. (11) 3358-6805. TRABALHOS: 15/6/2004
(Refrão) INFORMAÇÕES: (11) 3358-6805
O jovem é a criação.
15 de junho de 2004 BOA VONTADE 37
REDE MUNDIAL
www.redemundial.com.br

NOTÍCIAS
NOTÍCIAS

Futebol: a paixão nacional na TV. Angélica Beck


Se está no sangue ou na mento Esportivo*, que só essa pauta
cultura, ninguém pode preci- renderia horas e horas de conversa.
sar. De qualquer maneira, to- Aqui, páginas e páginas de destaque.
das as explicações se calariam Certamente, voltaremos ao assunto.
diante da arte dos grandes cra- Por ora, fica registrada a emoção
ques, que conseguem lances do ex-goleiro Tobias, protagonista da
de suspender a respiração de vitória corintiana em 1976, no giná-
uma arquibancada de mais de sio do Maracanã, e do campeonato
100 mil corações. Esse misto paulista conquistado um ano mais
de garra e paixão fez com que tarde. O eterno craque, que já repre-
o futebol brasileiro corresse o sentou o Brasil em duas Copas do
mundo. Mundo (1982 e 1986), ficou com os
O dia 26 de abril é dedica- olhos marejados ao receber a estam-
do a um dos personagens des- pa de Jesus, o Cristo Estadista, e abriu
se esporte: o goleiro. Na seu coração: “Ganhei uma dessas
RMTV, o programa Vida Ple- quando estive na escola da LBV, na
na aproveitou a data e home- cidade de São Paulo. Fico muitíssi-
nageou não só esse tipo de jo- mo feliz com essa homenagem”.
gador, mas todo o time e todas as posições. Afi- lista Paiva Netto foi eleito, por duas vezes, o “Cra-
nal, a educativa e premiada campanha da Legião que da Paz”, recebendo o troféu Bola de Ouro, * Programa Momento Esportivo — No ar de segunda
da Boa Vontade ensina que Esporte é Vida, não das mãos do então presidente da FIFA, João Ha- a sexta-feira, às 13h30 e às 18h35, pela Rede Mundial
violência!. Ao abrir fileiras nesse brado, o jorna- velange. Diria Roberto Soares, do programa Mo- — A TV da Educação com Espiritualidade!.

ABRANGÊNCIA DESTAQUE D
DESTAQUE DAA PROGRAMAÇÃO
ABERTA

• São José dos Campos/SP


Especialmente para as crianças
Rede Mundial de Televisão — canal 11
• Mococa/SP Uma pergunta toma conta dos debates sobre
Sociedade Direta de Comunicação — canal 18 comunicação social e educação infantil: o que a
mídia tem apresentado às crianças? Diversas res-
ASSINATURA postas foram encontradas na 4ª Cúpula Mundial
de Mídia para Crianças e Adolescentes, realizada
• Manaus/AM no Rio de Janeiro/RJ. O evento, do qual participa-
Horizon Cable — canal 63 ram jovens atuantes na Rede Mundial — A TV da
• São Luís/MA Educação com Espiritualidade! (RMTV), chamou
TV a Cabo Nordeste — canal 24 a atenção para vários dados, como o revelado pela
• João Pessoa/PB Pesquisa de Mídia 2000, do Ibope, que enumera
Big TV — canal 6 mais de 12 milhões de telespectadores na faixa
• Araraquara/SP etária dos 2 aos 14 anos no Brasil.
Super TV — canal 42 Para esse público, a Rede Boa Vontade de Co-
• Catanduva/SP municação fala de maneira especial. Na Rede PhotoDisc

NET Catanduva — canal 96 Mundial, o jornalista Paiva Netto concedeu à ga-


• Hortolândia/SP rotada ampla área de manifestação por meio dos
Horizon Cable — canal 63 programas Geração 2000 (exibido de segunda a
• Peruíbe/SP sexta, às 8h30 e 15 horas), Jornal da Criança (de uma das formas mais dinâmicas de propagar a cul-
SAT TV — canal 62 segunda a sexta, às 15h30) e Bolo com Pudim (de tura de Paz, respeitando também o direito consti-
• Governador Valadares/MG segunda a sexta, às 14 horas). tucional — confirmado pelo artigo 17 da Conven-
Ibituruna TV a Cabo — canal 58 O mais importante de toda essa experiência é a ção das Nações Unidas sobre os Direitos da Cri-
• Teófilo Otoni/MG possibilidade criada para que jovens e crianças se- ança e do Adolescente —, que assegura à garota-
Viacabo TV — canal 69 jam autores dos conteúdos que são transmitidos da e à juventude acesso a informações e dados “es-
• Petrópolis/RJ nos programas, refletindo os valores da formação pecialmente voltados à promoção de seu bem-es-
Zeisat TV a Cabo — canal 63 ecumênica e solidária que recebem nas Institui- tar social, espiritual e moral, e saúde física e men-
ções da Boa Vontade (IBVs). É, definitivamente, tal”.

38 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


REDE BOA VONTADE DE RÁDIO
VONTADE
www.redeboavontade.com

DESTAQUE D
DESTAQUE DAA PROGRAMAÇÃO EMISSORAS

Aulas sobre o Apocalipse pelo rádio Acompanhe a


programação da Rede
A Juventude Ecumênica da Boa Vontade de Deus mostrando a vigilância que devemos ter para me-
recer tamanho júbilo”.
Boa Vontade de Rádio
está atenta à série O Apocalipse de Jesus para os
Simples de Coração, do escritor Paiva Netto, trans- Teresa Afonso, 19 anos
Estudante de Publicidade e Propaganda —
em todo o País:
mitida pela Rede Boa Vontade de Rádio (RBV). De
olho nessa verdadeira aula da Política de Deus, a Santos/SP
• Belo Horizonte/MG — 570 AM
política para o Homem e para o Espírito do Homem, • Brasília/DF — 1.210 AM
“É interessante que os jovens aprendam sobre
o Ação Jovem LBV (www.acaojovemlbv.com) per- o livro das Revelações, porque, em um tempo atri-
guntou: “Por que é interessante que as novas ge-
• Manaus/AM — 610 AM
bulado no qual vivemos, saber a respeito das coi-
rações aprendam sobre o Apocalipse, o último li- • Montes Claros/MG — 550 AM
sas que acontecem e acontecerão, decorrentes das
vro da Bíblia Sagrada?”. Em resposta a essa ques- ações humanas, nos leva a pensar e a refletir mais • Porto Alegre/RS — 1.300 AM
tão, diversos e-mails foram remetidos à redação sobre as conseqüências de nossos atos, fazendo, • Rio de Janeiro/RJ — 940 AM
do site. Eis alguns deles: assim, que menos ações impensadas, que acarre- • Salvador/BA — 1.350 AM
tam problemas à sociedade, sejam praticadas”.
Alexandre Rueda, 18 anos
• São Paulo/SP — 1.370 AM
“Porque Apocalipse, como o próprio nome já
Estudante — Brasília/DF • Sertãozinho/SP — 550 AM
diz, é Revelação. E, nesse livro, não só estão pre-
vistas em profecias as conseqüências das atitudes • Santo Antônio do
humanas, como também a melhor Boa Nova de Descoberto/GO — 88,9 FM
A série O Apocalipse de Jesus para os Simples
todas: a Volta Triunfal de Jesus (...), que é o Mes- de Coração é exibida diariamente em vários ho-
tre dos mestres, o maior exemplo de Fraternidade rários: à meia-noite e às 9, 18 e 21 horas pela RBV. Pela internet, acesse o site
e equilíbrio que o mundo já conheceu. Daí a im- Para saber como sintonizar a emissora, acesse o www.redeboavontade.com.
portância do Apocalipse, o esclarecimento do fu- site www.redeboavontade.com ou ligue para o tel.
turo trazido por Aquele que mais nos amou, (11) 3358-6800.

Ficha de cadastro de sócio do Clube Cultura de Paz e kit Boa Vontade SAT
Informações pessoais
Nome:
EU QUERO
Ser sócio do Clube
E-mail: Cultura de Paz (CCP)

Endereço: Número: Bronze R$ 20,00


Prata R$ 30,00
Complemento: Bairro: CEP: -
Ouro R$ 50,00
Cidade: UF: País: Diamante R$ 100,00
Tel. residencial: - - Tel. comercial: - - Comprar o kit Boa Vontade
SAT (sinal de satélite para
Profissão: CPF: -
rádio e TV)
Sexo: Masculino Feminino Grau de escolaridade: Fundamental Médio Superior
À vista R$ 600,00
Instituição de ensino: Parcelado:
2 vezes R$ 300,00
Curso:
4 vezes R$ 150,00
Estado civil: Data de nascimento: / /
Kit Boa Vontade SAT — Endereço para instalação Instalação e frete por conta do cliente.

Endereço: Número:
Complemento: Bairro: CEP: Mandar a ficha e-
cheques de
Cidade: UF: O mesmo endereço do cadastro
pagamento para a
Informações para pagamento do Clube Cultura de Paz Caixa Postal 13.833-9
São Paulo/SP
15 de junho de 2004 BOA VONTADE 39
Débito: Bradesco — Agência _____ Conta __________-_____ Boleto bancário
CEP 01216-970
40 BOA VONTADE 15 de junho de 2004
CLUBE CULTURA DE PPAZ
CULTURA AZ
www.boavontade.com

NOTÍCIA
NOTÍCIA
Clube Cultura de Paz: atitude de quem acredita no
Cristo.
“O importante é, e já é tempo, for- Dentro desse contexto nasce o Clube
talecer essa mentalidade de comu- Cultura de Paz, originado de uma ne-
nicação do Bem para todo o nosso es- cessidade de integração direta dos lei-
quema de trabalho.” Nessa afirma- tores, ouvintes, telespectadores e in-
ção, o escritor Paiva Netto destaca ternautas com essa comunicação do
esse tipo de comunicação e comple- Bem e para o Bem, no auxílio da ex-
menta o seu significado de informar, pansão desta, com total foco em Jesus,
pensando na libertação das mentes, que é a maior referência do Amor Uni-
além de preparar cidadãos pensan- versal.
tes, críticos e, mais do que isso, es- Quem deseja a construção de um
piritualizados. mundo melhor pode entrar nessa corren-
É por isso que o líder da Boa Von- te. É só ligar para o tel. 0800-7733221 e
tade faz questão de ampliar, diaria- ajudar. Além de contribuir, o leitor po-
mente, as ferramentas da comunica- derá obter vários benefícios, como o re-

PhotoDisc
ção e sua capacidade de formar cé- cebimento de todas as edições de BOA
rebro e coração, baseando-se no VONTADE em sua residência e de livros
Novo Mandamento de Jesus: Amai- infantis do selo Bolo com Pudim Edito-
vos uns aos outros como Eu vos amei. rial, descontos nas lojas filiadas ao Clu-
E anuncia que é preciso haver Educação e Cultura, Aqueles que entendem essa mensagem li- be Boa Vontade de Anunciantes e muito mais.
Alimentação, Saúde e Trabalho com Espiritualidade bertária já fazem parte da construção de um O Clube Cultura de paz é uma atitude de quem
para todas as pessoas. futuro melhor e de uma sociedade mais feliz. acredita no Cristo. Faça parte!

PUBLICIDADE

15 de junho de 2004 BOA VONTADE 41


PEDAGOGIA DO CID
PEDAGOGIA ADÃO ECUMÊNICO
CIDADÃO
www.boavontade.com

Paradigma: o que é?

Podemos constatar
que todo conhecimento
organizado obedece a um
paradigma. O que nele

PhotoDisc
não se enquadra é rejei-
tado. Conclui-se, daí, que
as informações são pro-
duzidas a partir de uma
intencionalidade e obser-
vam um modelo domi-
nante.
Considerando a abran-
gência do Universo e do
Ser, o pesquisador vê-se
na contingência de buscar
parâmetros e estabelecer
focos, de maneira que não
se perca. Assim, uma hie-
rarquia de prioridades ne-
cessita ser estabelecida.
Do contrário, o tempo e os
recursos envolvidos para
ampliar o saber seriam
dissipados, e a disponibi-
lização das informações
seria bastante complexa; quando não, impossível.
No livro Estrutura das revoluções científicas

Introdução à Pedagogia do (Perspectiva, p. 60), Thomas S. Kuhn explica:


“(...) uma comunidade científica, ao adquirir
um paradigma, adquire igualmente um critério

Cidadão Ecumênico para a escolha de problemas que, enquanto o pa-


radigma for aceito, poderemos considerar como
dotados de uma solução possível. Numa larga
(PARTE I) medida, esses são os únicos problemas que a co-
Equipe de Estudos Ecumênicos munidade admitirá como científicos ou encoraja-
rá seus membros a resolver. Outros problemas,
Nesta e nas próximas edições de BOA VON- Ao longo desta exposição introdutória, preten- mesmo muitos dos que eram anteriormente acei-
TADE o leitor acompanhará o conteúdo e o de- demos oferecer ao leitor algumas reflexões de- tos, passam a ser rejeitados como metafísicos ou
senvolvimento da notável proposta do escritor monstrativas da necessidade de uma educação para como sendo parte de outra disciplina. Podem ain-
Paiva Netto para a Educação: a Pedagogia do Ci- a cidadania ecumênica. da ser rejeitados como demasiado problemáticos
dadão Ecumênico (PCE). Levando em conta que a Educação não é um para merecerem o dispêndio de tempo. Assim, um
É certo afirmar que essa pedagogia é aplicada fenômeno isolado e descontextualizado na socie- paradigma pode até mesmo afastar uma comu-
com reconhecido êxito em todos os espaços das Ins- dade humana, forçoso é compreender em que am- nidade daqueles problemas sociais relevantes
tituições da Boa Vontade, localizados em várias biente se modelou a educação vigente e, ao mes- que não são redutíveis à forma de quebra-cabeça,
regiões do Brasil e em diversas cidades da Améri- mo tempo, considerar a sua alteração de forma pois não podem ser enunciados nos termos com-
ca Latina, América do Norte e Europa, em especial que se justifique o surgimento da educação ecu- patíveis com os instrumentos e conceitos pro-
nas escolas e pré-escolas da Legião da Boa Von- mênica. porcionados pelo paradigma” (grifos nossos).
tade. Correto também é reconhecermos que, para Para atingirmos esse objetivo, reunimos infor-
compreensão ampla e plena, os estudos devem ser mações que apresentam o que é paradigma, assim Nas próximas edições, continuaremos a estu-
permanentes. Por isso, publicaremos nesta seção como as características do modelo materialista dar o conceito de paradigma.
resultados desses estudos, além de palestras, en- vigente e a necessidade de alcançar um novo pa-
contros, enfim, tudo que se refira à PCE. drão, o que é perceptível, especialmente, no que
A seguir, apresentamos trecho extraído da In- tange à Ciência. Esperamos que o leitor tenha gostado da ma-
trodução do livro Pedagogia do Cidadão Ecumê- Por fim, mostramos uma visão geral do para- téria e que faça parte da Equipe de Estudos Ecu-
nico — Estudo sobre um paradigma educacional digma ecumênico e da educação formulada a par- mênicos por meio de sua opinião, sugestão e/ou
emergente, a ser lançado pela Editora Elevação. tir dele. testemunhos. Escreva para info@boavontade.com.

42 BOA VONTADE 15 de junho de 2004


SEGURO É AFIRMAÇÃO DE RESPONSABILIDADE PESSOAL

ANTES DE DECIDIR, CONSULTE A SOLITEC SEGUROS.

SEGUROS: AUTOMÓVEL – VIDA – SAÚDE – RESIDENCIAL – EMPRESARIAL –


TRANSPORTES – PREVIDÊNCIA PRIVADA – SEGURO GARANTIA –
RESPONSABILIDADE CIVIL – ETC.

TEL/FAX.: (OXX11) 4688-2087


E-MAIL: SOLITEC@SOLITEC.COM.BR
SITE: SOLITEC.COM.BR
ENDEREÇO: PRAÇA DAS ROSAS, 62 – 2º ANDAR
CENTRO COMERCIAL DE ALPHAVILLE – BARUERI – SP – CEP 06453-030

SER CLIENTE SOLITEC É SEGURO! 15 de junho de 2004 BOA VONTADE 43