Anda di halaman 1dari 2

29/01/2019 Texto-base - Resolução da situação-problema - Semana 1: FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL II - SFI002

TEXTO-BASE

Resolução da situação-problema

Vamos agora retomar a situação-problema inicial. As frases da cultura popular expressam as três
concepções estudadas. Assim, em síntese:

A concepção inatista considera cruciais os fatores genéticos e biológicos, ou seja, aquilo que é
hereditário, inato. Por isso o nome inatismo: consideram-se características e dons que a criança traz
quando nasce. Para os inatistas, cada ser humano já traz consigo características básicas, definidas
desde o nascimento, só precisando que essas características sejam desenvolvidas ao longo do tempo
com a maturação. Assim, para o Inatismo, o ambiente em que a criança vive não interfere naquilo que
ela vai aprender, já que suas características inatas vão se desenvolver naturalmente em várias etapas
predeterminadas de sua vida. Se concordarmos com esta concepção, a escola não tem muito o que
fazer, já que o aprendizado da criança vai depender dos traços de comportamento que ela traz quando
nasce. Quando dizemos que Maria é igualzinha à sua mãe, que “filho de peixe, peixinho é”,
expressamos esta visão de mundo, esta concepção de conhecimento, o que inevitavelmente nos
acompanhará em nossa prática pedagógica.

Para os ambientalistas, o mais importante são os fatores exógenos, aquilo que está fora do indivíduo. A
criança nasce sem características psicológicas: seria como uma massa a ser modelada, um papel em
branco, uma tábula rasa, estimulada e corrigida pelo meio em que vive. O papel da escola seria o de
estimular a criança com novas aprendizagens. O saber está com o(a) professor(a) e, portanto, ele(a)

https://cursos.univesp.br/courses/1847/pages/texto-base-resolucao-da-situacao-problema-semana-1?module_item_id=156941 1/2
29/01/2019 Texto-base - Resolução da situação-problema - Semana 1: FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL II - SFI002

precisa transmitir o conhecimento para a criança, que o recebe de forma passiva. Neste sentido, educar
alguém seria como que modelar, ou melhor, moldar o seu comportamento, sua conduta, seu caráter,
seus conhecimentos. Talvez não queiramos agir e pensar assim, mas quando nos damos conta,
dizemos: “é de pequenino que se torce o pepino”, ou seja, é de pequena que a criança deve ser
moldada e corrigida pelo adulto.

Por fim, os interacionistas não concordam com os inatistas porque estes recusam o papel do ambiente.
Também não concordam com os ambientalistas porque estes ignoram fatores maturacionais. Os
interacionistas levam em conta tanto os aspectos inatos quanto influências do ambiente no
desenvolvimento humano. Para os interacionistas, é através da interação com pessoas mais
experientes, e entre as próprias crianças, que características, modos de ser, pensar e conhecer o mundo
vão sendo construídos. O papel do professor é fundamental, já que é ele quem estimula as crianças a
fantasiar, a imaginar, a pesquisar com diferentes materiais, a fazer perguntas, a encontrar soluções,
através da literatura infantil, das dramatizações, da música, da dança, das fantasias, dos filmes e
poesias com versos e rimas que exploram a sonoridade das palavras.

https://cursos.univesp.br/courses/1847/pages/texto-base-resolucao-da-situacao-problema-semana-1?module_item_id=156941 2/2