Anda di halaman 1dari 2

GEO CONCURSOS / POLÍCIA MILITAR a) os presidentes das províncias indicavam o primeiro ministro no parlamentarismo

HISTÓRIA DO BRASIL brasileiro e os estados eram administrados por interventores nomeados pelo
presidente.
PROF. Francildo Andrade b) os governantes das províncias eram membros das famílias tradicionais da
sociedade local e os presidentes dos estados atendiam aos interesses gerais da
01 - (ADVISE) Leia atentamente o texto abaixo: nação.
A troca de favores governava todas as relações. Sem patrono, político não fazia c) os presidentes das províncias exerciam um mandato de quatro anos, enquanto
carreira, magistrado não permanecia no cargo, funcionário público não conseguia na presidência dos estados havia grande rotatividade política provocada por lutas
emprego, escritor não ficava famoso, empresário não conseguia criar empresa, partidárias.
banco não obtinha permissão para funcionar. Essa situação ficou bem caracterizada d) as províncias substituíam o poder central na manutenção da integridade territorial
no ditado popular: “Quem não tem padrinho morre pagão”. (COSTA. Emília Viotti do país, enquanto os estados delegavam essa função ao presidente da república.
da. O legado do império: Governo oligárquico e aspirações democráticas. In: Nossa e) os presidentes das províncias eram indicados pelo poder central, enquanto os
história: a construção do Brasil. Rio de Janeiro, 2006, p. 163). presidentes dos estados eram eleitos pelas situações políticas e sociais regionais.
O Brasil adentra no hall das nações republicanas em 1889. Sobre este momento é
INCORRETO afirmar: 04 - Em relação às eleições da República Velha, a alternativa que melhor expressa
a) Quem fez a República no Brasil foi uma parcela da elite que estava descontente esse momento é:
com os rumos tomados pelo império. a) Os coronéis eram, muitas vezes, acusados de falsificação das atas eleitorais, de
b) A principal característica do Império foi a descentralização do poder político, já alistamento de defuntos ou de comprar os componentes da mesa eleitoral.
a Primeira República é marcada pela ultra centralização do poder na esfera federal. b) Pelo "voto de cabresto", o coronel garantia para seus candidatos o apoio dos que
Com esta mudança, o presidente tornou-se um ditador eleito. lhe deviam favores, pois o voto não era secreto.
c) A situação social no país não muda muito com o advento da República. c) Era prática comum, capangas ou jagunços, para servir a seus patrões, matar os
d) As questões sociais são tratadas como caso de polícia, basta ver os exemplos adversários políticos, expulsar os indesejáveis ou ameaçar eleitores indecisos.
de Canudos e da Guerra do Contestado. d) Para votar, o cidadão dirigia-se à mesa eleitoral, composta por indicação, que
e) A política do “café com leite” é uma expressão simplista e enganadora, já que controlava as listas de presença e votação.
Minas Gerais também era um importante produtor de café. Nesse sentido, a e) A estrutura de poder incluía coronéis, oligarquias estaduais e governo federal,
expressão mais correta seria: “café com café”. estabelecendo-se no topo dessa pirâmide a "política do café com leite
02 - Caracterizou-se por "encilhamento" a política econômica que: 05 - Com base nos conhecimentos sobre a chamada República Velha, conclui-se:
a) levou o país a uma crise inflacionária pela emissão de moeda, sem lastro-ouro e (01) Com a Proclamação da República e consequente desenvolvimento industrial,
com escassos empréstimos estrangeiros, gerando inúmeras falências; o Brasil conseguiu desvincular-se das amarras do capitalismo internacional.
b) pôde acomodar os primeiros anos da República à estabilização e ao investimento (02) Apesar de o regime republicano ser juridicamente representativo, o poder era
em políticas públicas, principalmente educacionais; controlado pelos grandes proprietários rurais, que, através dos coronéis,
c) levou o país a pedir empréstimos para a reorganização do parque industrial e manipulavam a máquina eleitoral.
para a exploração da borracha na região amazônica; (04) Esse período caracterizou-se pelo equilíbrio entre o poder central e os estados
d) pôde acomodar, por aproximadamente 50 anos, uma economia ainda da federação.
dependente, permitindo a aplicação de recursos em serviços públicos; (08) A existência de um mercado interno dinâmico, resultante do crescimento da
e) levou o país a receber apoio de todas as nações industrializadas para produção agrícola e industrial nas diferentes regiões do país, resultou na melhor
desenvolvimento de parcerias, apesar da crescente inflação decorrente dos distribuição de rendas, nesse período.
inúmeros empréstimos pedidos. (16) As divisões e disputas pelo poder, entre as próprias oligarquias dominantes,
foram fatores decisivos para a derrocada dessa fase republicana. Soma (
03- (Unesp) Com a proclamação da República no Brasil, as antigas províncias
receberam a denominação de estados. A mudança de província no Império para 06 - Durante a Primeira República, em cidades como o Rio de Janeiro e São Paulo,
estado na primeira República não foi somente questão de nomenclatura, o movimento operário tornou-se um dos principais críticos às exclusões da
considerando que sociedade brasileira. Podemos perceber isto na organização de greves como 1907
e 1910. Uma das ideologias que se fez presente no movimento operário brasileiro, d) frágil base política em que se assentava o governo republicano foi incapaz de
nestes momentos, foi: reconhecer a questão social e cultural suscitada por Canudos.
a) socialismo e) resistência política dos monarquistas organizados no arraial de Canudos era uma
b) anarquismo ameaça à ordem republicana.
c) liberalismo
d) cooperativismo 10 – (Uerj) A questão da qualidade de vida já aparecia, no início do século XX, na
reforma urbana realizada pelo prefeito Pereira Passos na cidade do Rio de Janeiro.
07 – (Unesp 2012) A Coluna Prestes, que percorreu cerca de 25 mil quilômetros no Identifique a opção que revela características dessa reforma.
interior do Brasil entre 1924 e 1927, associa-se a) Possibilitou que os grupos monarquistas fizessem da capital uma cidade-corte,
a) ao florianismo, do qual se originou, e ao repúdio às fraudes eleitorais da Primeira privilegiando o embelezamento em detrimento da utilidade econômica e política da
República. cidade do Rio de Janeiro.
b) à tentativa de implantação de um poder popular, expressa na defesa de b) Imitou as reformas de Paris realizadas pelo Barão Haussmann em 1850, trazendo
pressupostos marxistas. para o Rio de Janeiro um modo de vida europeu. Entretanto, os vestígios da
c) ao movimento tenentista, do qual foi oriunda, e à tentativa de derrubar o arquitetura colonial permaneceram no centro da cidade devido à força política dos
presidente Artur Bernardes. proprietários dos cortiços.
d) à crítica ao caráter oligárquico da Primeira República e ao apoio à candidatura c) Associou beleza e saneamento ao considerar que, em uma cidade moderna,
presidencial de Getúlio Vargas. além de se construírem avenidas e jardins, devia-se cuidar, também, das
e) ao esforço de implantação de um regime militar e à primeira mobilização política instalações de água e esgoto, eliminando-se os odores fétidos e combatendo-se a
de massas na história brasileira. falta de asseio de seus habitantes.
d) Transformou a cidade-capital em cidade moderna, o que representou o avanço
08 – (PUC – MG) Em fins do século XIX e princípio do atual, a expansão do brasileiro em direção ao modelo europeu. Pereira Passos manteve o centro como
capitalismo provocou importantes transformações no mundo, ocorrendo reajustes cidade portuguesa e atuou, apenas, nas áreas periféricas.
sociais, que reforçaram a adaptação e modificaram as antigas formas de convívio e) Atendeu às reivindicações de engenheiros e médicos que queriam uma cidade
social. Eclodiram vários movimentos populares de resistência, como a guerra de limpa, saneada, com características exclusivamente brasileiras e sem nenhuma
Canudos e Contestado, ocorridos no Brasil. Sobre esses movimentos, é correto semelhança com Paris.
afirmar, EXCETO:
a) Foram movimentos isolados que fracassaram ante as forças repressivas dos 11 - Em que consistiu a Revolta dos 18 do Forte de Copacabana no contexto da
poderes constituídos. República Velha?
b) Foram rebeliões de protesto contra a opressão e miséria, porém sem um projeto a) Consistiu na revolta dos tenentes em Copacabana, Rio de Janeiro. Revolta que
claro e definido. saiu vitoriosa, já que os tenentes conseguiram vencer as tropas do governo.
c) As aspirações dos revoltosos mesclavam-se à profunda religiosidade sem b) Consistiu na primeira manifestação revoltosa dos tenentes, em 5 de julho de
orientação política. 1922, fato que inaugurou o movimento tenentista.
d) Defendiam a permanência das tradicionais formas de dominação, embora c) Consistiu na junção de forças tenentistas e integralistas para a derrubada do
exaltassem o progresso trazido pela modernização. governo Vargas.
d) Consistiu no primeiro levante fascista brasileiro, organizado em Copacabana, Rio
09 - (Ufg) A Guerra de Canudos (1896-1897) é emblemática no debate sobre a de Janeiro
formação da nação no período republicano. A República recém-proclamada
enfrentou um Brasil desconhecido: o sertão e os sertanejos. A guerra, tragicamente, 12 - Os participantes da Revolta da Chibata (1910-1911) exigiam direitos de
significou um aprendizado para os brasileiros demonstrando que a cidadania garantidos pela Constituição da época. As limitações ao pleno exercício
a) fragmentação e as grandes distâncias das regiões litorâneas impediram a desses direitos, na Primeira República, foram causadas pela permanência de:
organização e o crescimento das comunidades sertanejas. a) hierarquias sociais herdadas do escravismo.
b) unidade cultural do país é fruto de um longo processo de gestação iniciado com b) privilégios econômicos mantidos pelo Exército.
a ocupação do litoral e o fabrico do açúcar. c) dissidências políticas relacionadas ao federalismo.
c) presença da Igreja Católica no sertão representava um elo entre a comunidade d) preconceitos étnicos justificados pelas teorias científicas.
e as autoridades republicanas.