Anda di halaman 1dari 27

AULA 14 – 18/09/2018

RECALQUES DE FUNDAÇÕES SUPERFICIAIS -

AULA DE EXERCÍCIOS

PROF. RAIMUNDO LEIDIMAR BEZERRA


DEC/CCTS/UEPB
leidimarbezerra@gmail.com
1
Exercício 1
Determinar o recalque para uma sapata quadrada rígida ( 3m x 3m), assente em uma camada de
areia medianamente compacta e submetida a uma carga de 700 kN.

Como o meio é considerado infinito (não foi dado a profundidade da camada resistente)
utilizou-se a Eq. 5.12, pg 123 do livro Velloso & Lopes:

w = . B . [( 1-2)/E] . Is . Id. Ih

Pelos dados do problema pode-se considerar que a sapata está assente na superfície, ou seja:
Id= 1,0 ; Ih = 1,0 (espessura infinita) ; Is = 0,99 (sapata quadrada e rígida)
 = 0,3 ( areia )
E = 50 MPa --> livro da PINI --> areia medianamente compacta
 = P / A = 700 / (3 . 3) = 78 kPa
Logo:

w = (78) (3) [ (1 - 0,32) / 50000 ] (0,99) (1) (1) = 0,004216m = 4,2 mm


MÉTODOS TEÓRICOS (RACIONAIS)

3
MÉTODOS TEÓRICOS (RACIONAIS)

4
Exercício 2
Uma estrutura é suportada por um radier flexível (20 m x 50 m) . A tensão aplicada é de 65 kPa. A
placa está assente em um depósito profundo de argila saturada com E= 40 MPa. Determinar o
recalque da placa.

w = . B . [( 1-2)/E] . Is . Id. Ih
Como o depósito é profundo, considera-se o meio de espessura infinita,
(Ih=1,0), e o carregamento ocorre na superfície (Id = 1,0)
Logo: L/B = 50/20 = 2,5, por interpolação, temos que: Is = 1,41
argila saturada -->  = 0,45

Portanto,

w = (65) (20) [ (1 - 0,452) / 40000 ] (1,41) (1) (1) = 0,0365m = 36,5 mm


Sapata flexível Sapata
Rígida
Forma Centro Canto Médio

Circular 1,00 0,64 (borda) 0,85 0,79

Quadrada 1,12 0,56 0,95 0,99

L/B=1,5 1,36 0,67 1,15 –

L/B=2,0 1,52 0,76 1,30 –

L/B=3,0 1,78 0,88 1,52 –

L/B=5,0 2,10 1,05 1,83 –


L/B=10,0 2,53 1,26 2,25 –

L/B=100 4,00 2,00 3,70 –

O fator Iρ para sapatas rígidas é apenas 7% menor do que os


das sapatas flexíveis, o que permite usar, a favor da
segurança, os valores correspondentes às sapatas flexíveis.
Exercício 3
Determinar o recalque de uma fundação quadrada (6 m x 6 m) flexível, submetida à uma tensão
de 200 kPa e assente em uma camada compressível de 3 m. E= 10 MPa e  = 0,5.

w = . B . [( 1-2)/E] . Is . Id. Ih
a = B/2 = 6/2 = 3
h/a = 3/ 3 = 1
m=L/B=6/6=1
Como o meio é de espessura finita, Is. Ih = 0,403 e o carregamento ocorre na
superfície (Id = 1,0)

Portanto,

w = (200) (6) [ (1 - 0,52) / 10000 ] (0,403) (1) = 0,0365m = 36,3 mm


MÉTODOS TEÓRICOS (RACIONAIS)

8
Exercício 4
Determinar o recalque de uma fundação flexível (20m x 50m) , submetida à uma tensão de 65 kPa
Com  = 0,5.
Exercício 4
Determinar o recalque de uma fundação flexível (20m x 50m) , submetida à uma tensão de 65 kPa
Com  = 0,5.

w = . B . [( 1-2)/E] . Is . Id. Ih
a = B/2 = 20/2 = 10
h/a = 15 / 10 = 1,5
m = 50 /20 = 2,5
Como o meio é de espessura finita, interpolando, temos Is. Ih = 0,770 e o
carregamento ocorre na superfície (Id = 1,0)

Eeq = [5 (40000) + 10 (12500)] / 15 = 21666 kPa

Portanto,
w = (65) (20) [ (1 - 0,52) / 21666 ] (0,770) (1) = 0,0346m =
w = 34,6 mm
Exercício 5
Determinar o recalque de uma fundação (2,60 m x 28,00 m), assente à 2 m de profundidade, em
um depósito de areia pouco compacta. O perfil do subsolo e o resultado do ensaio de CPT se
encontram abaixo. Utilize o método de Schmertmann.
Exercício 5
Determinar o recalque de uma fundação (2,60 m x 28,00 m), assente à 2 m de profundidade, em um
depósito de areia pouco compacta. O perfil do subsolo e o resultado do ensaio de CPT se encontram
abaixo. Utilize o método de Schmertmann.

1) determina-se o valor de L/B


L / B = 28,00 / 2,60 = 10,77 --> gráfico de fundação corrida (L / B 10)

2) determina-se o valor de IPiCO


IPiCO= 0,5 + 0,1 ( / `VP)0,5
 = q - `V0 = q - (.h) = 178 - 15,7 (2) = 147 kPa
`VP = .h + .B = 15,7 (2) + (15,7 - 9,8). (2,6) = 47,6 kPa
Logo:
IPiCO= 0,5 + 0,1 (147 / 47,6)0,5

IPiCO= 0,68 , e este valor ocorre na profundidade B =2,6 m e o triângulo termina no


ponto 4B = 10,4 m
Exercício 5

3)plota-se o gráfico de I x z
4) baseado no resultado do ensaio do CPT
divide-se a profundidade 4B em várias
camadas
5) determina-se a média do qc de cada
camada e calcula-se o correspondente valor
de E, sendo E = 3,5 . qc
6) para a profundidade média de cada
camada, encontra-se o respectivo valor de I
7) determina-se o valor de C1
C1 = 1 - 0,5 (`V0 /  ) = 1 - 0,5 (31/147)
C1 = 0,89
Exercício 5

8) soma-se as parcelas relativas a ( Iz / Es ) z


9) calcula-se o recalque
w = C1 .  .  ( Iz/ Es)i zi = 0,89 (147) (0,237) = 31 mm
Exercício 6
Calcule o recalque de uma fundação quadrada assente em areia siltosa pelos métodos de
Schmertmann, Burland & Burbidge e Terzaghi & Peck, com os dados abaixo e sabendo-se que o
nível de água está localizado 1m abaixo do terreno natural. Assuma que a areia está saturada acima
do nível de água.  = 100 kPa; B= 10m; D=1m; sat= 20 kN/m2.

Burland & Burbidge


w = . B0,7 . ( 1,71 / N1,4 ) . fs . fl
Para B = 10,0 m --> z1 = 5,0 m , logo:
H = 21,0 m > z1 = 5,0 m --> fl = 1,0
fundação quadrada --> fs = 1,0
areia siltosa submersa --> NMEDIO > 15 ---> N =15 + 0,5 (N-15) = 17,5
Logo:
w = (100) (10)0,7 ( 1,71 / 17,51,4 ) (1) (1) = 15,60 mm
Exercício 6
Burland & Burbidge
Exercício 6

Schmertmann
3)plota-se o gráfico de I x z
1) determina-se o valor de L/B
4) baseado no resultado do ensaio do CPT divide-se
L / B = 1 --> gráfico de fundação quadrada a profundidade 2B em 3 camadas
2) determina-se o valor de IPiCO 5) determina-se a média do qc de cada camada e
IPiCO= 0,5 + 0,1 ( / `VP)0,5 calcula-se o correspondente valor de E, sendo E =
2,5 . qc
 = q - `V0 = q - (.h) = 100 - 20 (1) = 80 kPa
6) para a profundidade média de cada camada,
`VP = .h + .(B/2) = 20 (1) + (20-10). (5) = 70 kPa encontra-se o respectivo valor de I
Logo: 7) determina-se o valor de C1
IPiCO= 0,5 + 0,1 (147 / 47,6)0,5 C1 = 1 - 0,5 (`V0 /  ) = 1 - 0,5 (20/80)
IPiCO= 0,607 , e este valor ocorre na profundidade C1 = 0,875
B/2=5m e o triângulo termina no ponto 2B = 20
Perfil de índice de deformação específica ( Ix z)

0 0,1 0,2 0,3 0,4 0,5 0,6 0,7


0
-1
-2
-3
-4
-5
-6
-7
-8
-9
z(m)

-10
-11
-12
-13
-14
-15
-16
-17
-18
-19
-20
I

8) soma-se as parcelas relativas a


camada qc(kPa) espessura E(MPa) I (Iz/E) esp ( Iz / Es ) z
1 8000 6 20 0,4 0,120
2 10000 5 25 0,5 0,100 9) calcula-se o recalque
3 7000 10 17,5 0,168 0,096 w = C1 .  .  ( Iz/ Es)i zi
0,316
= 0,875 (80) (0,316) = 22,12 mm
b) TERZAGHI & PECK
b) TERZAGHI & PECK
EXERCÍCIO 8

Os resultados de uma prova de carga sobre


placa são mostrados na figura abaixo. As
dimensões da placa são 0,305 m x 0,305 m.
Determine quais as dimensões de uma
fundação quadrada que deverá suportar
uma carga de 2.500 kN com um recalque
máximo de 25 mm.
EXERCÍCIO 8
EXERCÍCIO 8
9.
9. SOLUÇÃO
9. SOLUÇÃO

Minat Terkait