Anda di halaman 1dari 11

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS

05. Resolvendo a inequação


PROVA OBJETIVA sen x + sen 2 x − cos 2 x ≥ 0 , temos, como solução:

A) S = { x ∈ R / x = 3π / 2 + 2 k π ou
MATEMÁTICA π / 6 + 2 k π ≤ x ≤ 5π / 6 + 2 k π , k ∈ Z }

01. Determine o número máximo das possíveis formas B) S = { x ∈ R / π / 6 + 2 k π ≤ x ≤ 5π / 6 + 2 k π , k ∈ Z }


canônicas de Jordan para um operador linear
T:V  V, cujo polinômio característico é C) S = { x ∈ R / x ≥ 5π / 6 + 2 kπ ou x ≤ π / 6 + 2 kπ , k ∈ Z }
P (t ) = (t − 2) 3 (t − 5) 2 .
D) S = { x ∈ R / x = 3π / 2 + 2 k π ou
A) 3 x ≥ 5 π / 6 + 2 k π ou x ≤ π / 6 + 2 k π , k ∈ Z }
B) 2
E) NDA
C) 5
D) 6 3
06. No espaço vetorial R , seja W o plano xy e seja U
E) 9 o plano yz, isto é, W = {( a, b,0) : a, b ∈ R} e
U = {(0, b, c) : b, c ∈ R} , é verdade afirmar que:
02. Qual das afirmações abaixo é verdadeira?
3
A) Qualquer matriz com uma linha ou coluna nula A) todo vetor de R é a soma de um vetor em W e
não é inversível. um vetor em U.
B) Se A tem uma linha nula, então AB tem uma co- B) R 3 é a soma direta de W e U.
luna nula. 3
C) qualquer vetor em R pode ser escrito como a
C) Se B tem uma coluna nula, então AB tem uma
linha nula. soma de um vetor em W e um vetor em U de uma
D) Qualquer matriz com uma linha ou coluna nula é e somente uma maneira.
inversível. D) a intersecção dos subespaços W e U é nula.
E) NDA
E) NDA

03. O valor de k para que o vetor u = (1,−2, k ) em 07. Seja V o conjunto de todas as matrizes mxn sobre
3
R seja uma combinação linear dos vetores um corpo K. Então, para quaisquer matrizes
v = (3,0,−2) e w = (2,−1,−5) é: A, B, C ∈ V , é verdadeiro afirmar que:

A) -7 A) (A+B).C = AC+BC
B) 3 B) A+(-A) = I
C) 2 C) k(A+B) = kA+B
D) -1 D) A – B = B - A
E) -8 E) NDA

04. Simplificando a expressão


08. Seja F : R → R a transformação “projeção” no
3 3
sen(2a )
, reduz-se a. plano xy : F ( x, y , 0) = ( x, y, 0) . É verdade afirmar
1 + sen 2 a − cos 2 a que:

A) -1
A) F (v + w) = F (v) + F ( w) e F (kv ) = 1 / kF (v )
B) tg a
B) F (v − w) = F (v ) − F ( w) e F (kv ) = 1 / kF (v )
C) sec a
C) F (v.w) = F (v ).F ( w) e F (kv ) = kF (v)
D) cot g a
D) F (v / w) = F (v ).F ( w) e F ( kv) = 1 / kF (v )
E) cos sec a
E) F é uma transformação linear

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 1
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
09. Suponhamos que F : V → U e G : V → U são 13. V, A e F são, nesta ordem, os números de vérti-
transformações lineares de espaços vetoriais sobre ces, arestas e faces do poliedro. Sejam n1 , n2 , K , n F
um corpo K. Então, é verdade afirmar que: os números de arestas das faces 1, 2, 3, ...., F, orde-
nadamente. A soma dos ângulos de uma face é:
A) ( F + G )(v ) = F (G (v )), v ∈ V .
A) (n - 1).180º
B) ( F .G )(v ) = F (v ).G (v ), v ∈ V .
B) (n - 2).90º
C) ( F / G )(v ) = F (v ) / G (v ), v ∈ V . C) (n - 1).90º
D) (kF )(v) = kF (v ), v ∈V , k ∈ K . D) (n - 2).180º
E) NDA E) (V - 2).180º

2
10. Seja R o corpo dos números reais e seja x um 14. A área total do paralelepípedo é 352cm . As
número real fixo. A inversa da matriz dimensões de um paralelepípedo retângulo, sabendo-
cos x − senx  se que são proporcionais aos números 1, 2 e 3, res-
P=  é: pectivamente, são:
 senx cos x 
A) 4cm, 8cm e 12cm
A)  − cos x − senx 
 senx B) 5cm, 7cm e 11cm
 cos x 
C) 8cm, 11cm e 4cm

B)  cos x senx  D) 4cm, 8cm e 11cm


 − senx cos x  E) NDA

 cos x senx  15. Uma caixa d’água, de base retangular, com di-
C)  senx cos x 
mensões a e b, está cheia de água até a altura h. Um
 galão de tinta de forma cilíndrica, vedado, com diâme-
tro da base medindo d e altura h/12, cai nessa caixa e
D)  cos x senx  submerge completamente. Então, é verdade afirmar
 − senx cos x  que o nível de água da caixa se elevará de:

E)  cos x senx   πd 2 
 senx − cos x  A)  ab + h

 48 
11. A diferença entre a área da base e a área lateral  ab + πd 2 
de um cilindro eqüilátero de raio R e altura h é igual a B)  h
área de um circulo de raio h. O raio em função de h é  48 
dado por: πd 2
C) ab + h
48
A) R = (1 + 2 )h h
πd 2
B) R = (1 − 2 ) h D) a
48ab
C) R = h b
D) R = h / 2
πd 2
E) h
E) NDA
48

12. Seja C um cone eqüilátero de raio da base R. A


f ( x) = x x , então f ' ( 2 ) é:
2
expressão que representa o volume (V) desse cone é 16. Sendo
dada por:
A) 2 2 ln 2
A) V = πR 3 / 3
B) 2 2 ln (2e)
B) V = 2 .πR 3 / 3
C) 2 ln 2
C) V = 3.πR / 3
3

D) 2 ln (2e)
D) V = 2πR / 3
3

E) NDA
E) NDA

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 2
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
1− x 1
∫ e t −e dt
t
17. A área da região sob a curva e acima do
1+ x 21. O valor da integral
0
é:
eixo X é igual a:
A) e −1 + e − e
A) π B) ee
B) 0 C) e −1 − e − e
C) −π D) e −e
D) π E) 0
E) − π
22. Marque a opção verdadeira.
18. .Dado a>0, defina indutivamente a seqüência
( x n ) , pondo x1 = a e x n +1 = a + xn . Então, o A) Existe um subgrupo de um grupo cíclico que não é
limite desta seqüência é: cíclico.
B) Sendo f : G → H um homomorfismo de grupos,
A) 0 então seu kern (f) é um subgrupo de H.

1− 4a + 1 C) Considere G um grupo e fixado a ∈ G . Então,


B)
2 {x ∈ G / xa = ax} é um subgrupo de G.
C) 1+ 4a + 1
D) Existem pelo menos dois subgrupos H 1 e H 2 de
2
um grupo G, tal que H 1 / H 2 deixa de ser sub-
D) 2
grupo de G.
E) Não existe
E) NDA

19. Dada a função f ( x) = x . Então, para x ≠ 0 é: 23. Marque a opção verdadeira.

A) A soma de duas funções descontínuas num ponto


A) maior do que zero. c sempre é descontínua em c.
B) zero.
B) A diferença de duas funções descontínuas num
C) menor que zero. ponto c sempre é descontínua em c.
x C) O produto de duas funções descontínuas num
D)
x ponto c sempre é descontínua em c.
E) não existe. D) Toda função f que é descontínua, implica que
f também é descontínua.
20. .O valor de dx / dy no ponto (1, 1), quando x e y E) NDA

bem dadas pela equação x + y = 3x − y 2 , é:


24. Marque a opção verdadeira.

A) Faltam dados para encontrar o valor pedido


B) - 1 4x2 + 3 1
A) lim = −
C) 0 x → −∞ 8x − 1 4
D) Impossível encontrar o valor senx
B) lim =0
E) NDA x→0 x
1
C) lim xsen ( x ) = 1
x→0

senx
D) lim x =1
x→0
3
−x
E) NDA

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 3
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
25. Marque a opção falsa. a−b c−d
C) =
d b

1
A) A série ∑
k =1
5
k
é divergente.
D) se c ≠ 0 , então
a b
=
c d

1
B) A série ∑k
k =1
3
é convergente. E) NDA

∞ 29. A série de Taylor, gerada por


1
C) A série ∑ k sen
k =1 k
é convergente. f ( x) = x 4 − 2 x 3 − 5 x + 4 em x = 0 , é:


senk 1 + x + x 2 + L + x n + L;
D) A série ∑
k =1 k3 + 4
é convergente.
A)

x3 x5 x7 x 2 n +1
E) NDA B) x− + − + L + (−1) n
+ L;
3! 5! 7! (2n + 1)!
x2 x3 xn
26. Marque a opção falsa. C) 1+ x − + +L+ + L;
2! 3! n!
A) Sendo p um número primo, segue-se que o poli-
nômio f ( x ) = x
p −1
+ x p − 2 + L + x + 1 é irredutí- D) 1 − x + x 2 − x 3 + L + (−1) n x n + L;
vel em Q[x]. E) f (x)
B) x + 6 x + 7 é irredutível em Q[x].
3 2

30. O Teorema Fundamental da Álgebra diz que:


C) x 3 + 6 x + 12 é irredutível em Q[x].
A) todo inteiro maior do que 1 pode ser representado
D) x 4 + 50 x 2 + 30 x + 20 é irredutível em Q[x] e de maneira única (a menos da ordem) como um
Z[x]. produto de fatores primos.
E) NDA B) em Z existem infinitos números primos.
C) todo subconjunto não vazio, limitado inferiormen-
te, possui um menor elemento.
27. Se 4 x − 1 ≤ f ( x) ≤ x 2 + 2 x , para todo x num D) todo polinômio complexo, de grau maior ou igual a
intervalo contendo 1. Então, f ' (1) é: 1, possui pelo menos uma raiz complexa.
E) NDA
A) -1/4
B) 1/4
C) -4
FUNDAMENTOS EM EDUCAÇÃO
D) 4
E) NDA
31. Segundo Manfredi (2003), o imaginário social en-
tende a escola como uma instituição que tem por
28. Sejam a, b, c e d elementos de um corpo de nú- função preparar os jovens para o ingresso no
mercado de trabalho. Quanto a essa questão, po-
a c
meros com b, d ≠ 0 . Se = , marque a opção demos afirmar que:
b d
falsa. I. institucionalmente, a escola foi criada para
preparar grupos seletos de pessoas para o
exercício do comando do poder e da direção
a+c a
A) = social.
b+d b II. a educação escolar sempre manteve um es-
treito vínculo com as práticas sociais, possibi-
a+b c+d
B) = litando a integração, ascensão e mobilidade
b d social.

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 4
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
III. a formação para o trabalho, durante alguns 33. A inclusão social é um desafio que, ao ser devi-
séculos, efetivou-se na própria dinâmica da damente enfrentado pela Escola, provoca a me-
vida social e comunitária, concomitantemente lhoria da qualidade da Educação Básica e Superi-
à própria atividade do trabalho. or. Para tanto, mudar a Escola é enfrentar uma ta-
IV. o processo de aprendizagem informal que a- refa que exige trabalho e transformações visando
brangia o domínio dos métodos, técnicas e a um ensino de qualidade e, conseqüentemente,
rotinas das tarefas dos diferentes ofícios, inclusivo. Para isso, necessário se faz:
constituiu, durante alguns séculos, a única
escola de que homens e mulheres, jovens e I. colocar a aprendizagem como o eixo das es-
adultos de todas as classes sociais dispu- colas, porque a escola foi feita para fazer com
nham. que todos os alunos aprendam.
V. a expansão do capitalismo industrial, durante II. assegurar tempo e condições para que todos
os últimos séculos, criou a necessidade da possam aprender de acordo com o perfil de
universalização da escola como agência so-
cada um e reprovando a repetência.
cial de preparação para a inserção no mundo
do trabalho. III. garantir o atendimento educacional especiali-
zado, preferencialmente em ambientes espe-
cíficos e não necessariamente na escola.
Estão corretas as alternativas:
IV. abrir espaço para que a cooperação, o diálo-
go, a solidariedade, a criatividade e o espírito
A) I, III e V crítico sejam exercitados nas escolas por pro-
B) III e IV fessores, administradores, funcionários e alu-
C) II, IV e V nos, pois são habilidades mínimas para o e-
xercício da verdadeira cidadania.
D) III, IV e V
V. estimular, formando continuamente e valori-
E) I e II zando o coordenador pedagógico e o psicó-
logo, que são os responsáveis pela tarefa
32. Diante da perspectiva de implementação de um fundamental da escola - a aprendizagem dos
projeto educacional, que tenha como fim a forma- alunos.
ção ampla e multilateral do indivíduo, urge que se
entenda o trabalho como princípio educativo. Estão corretas as afirmativas:
Nesse sentido, podemos afirmar que o trabalho,
como princípio educativo, busca: A) I, II e III
B) I, II e IV
I. a organização da escola contemporânea, em
suas relações com a dinâmica do processo C) II, III e IV
de constituição da sociedade e do mercado
de trabalho. D) I, II, IV, e V
II. a compreensão sobre as questões que favo- E) II, III e V
recem o avanço na construção de um projeto
pedagógico mais articulado às necessidades
da classe trabalhadora.
34. Um conjunto de saberes sobre as questões princi-
III. nortear o desenvolvimento da interação entre pais da Pedagogia caracteriza-se como uma teo-
a escola e o processo produtivo, articulando ria pedagógica: para que educar? O que significa
ciência, cultura e tecnologia, superando a ci- ensinar e aprender? Como fazê-lo? Com esse
são entre o pensar e o agir. entendimento, podemos dizer que uma pedagogia
IV. pressupõe uma formação entre a teoria e a crítica caracteriza-se pela:
prática, que está relacionada ao homem que
se quer formar, determinado por um tipo de I. problematização dos pressupostos filosóficos
sociedade pretendida. e sociopolíticos do fazer pedagógico.
II. visão ingênua da escola e do papel sociocul-
Estão corretas as alternativas: tural que ela desempenha na sociedade.
III. rejeição aos métodos didáticos que simplifi-
A) I, II e III cam a capacidade de alunos e professores.
B) II, III e IV
IV. técnicas eficientes para ensinar e aprender
C) I e III
V. aceitação de diferentes propostas sobre o
D) II e IV significado do ensinar e aprender.
E) II e III

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 5
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
Estão corretas as alternativas: mantidas as identidades curriculares próprias,
preservando-se a necessária articulação.
A) I, III e V IV. A proposta pedagógica é uma espécie de
B) I, III e IV “marca registrada” da escola, que configura
sua identidade e seu diferencial no âmbito de
C) II, III e IV um projeto de educação profissional, que se
D) Apenas a questão I constitui à luz das Diretrizes Curriculares Na-
cionais e de um processo de avaliação, nos
E) Apenas a questão II
termos do que dispõe a legislação educacio-
nal vigente.
35. Ao adolescente empregado, aprendiz, em regime V. A duração da educação profissional de nível
familiar de trabalho, aluno de escola técnica, as- técnico, para o aluno, dependerá: a) do perfil
sistido em entidade governamental ou não- profissional de conclusão que se pretende e
governamental, é vedado o trabalho: das competências exigidas, segundo projeto
pedagógico da escola; b) das competências
I. noturno, realizado entre as vinte duas horas constituídas no Ensino Médio; c) das compe-
de um dia e as cinco horas do dia seguinte. tências adquiridas por outras formas, inclusi-
II. noturno, independente do horário. ve no trabalho. Assim, a duração do curso
deverá ser a mesma para todos, respeitando-
III. realizado em horários e locais que não permi-
se integralmente a carga horária mínima defi-
tam a freqüência à escola.
nida para cada qualificação ou habilitação,
IV. realizados em locais prejudiciais à sua forma- por área profissional.
ção e ao seu desenvolvimento físico, psíqui-
co, moral e social. Assinale a alternativa na qual só haja afirmativas
V. remunerado, seja pelo trabalho efetuado, seja verdadeiras:
pela participação na venda dos produtos de A) II e V
seu trabalho.
B) II, III e V
Estão corretas: C) I, II e IV
A) II, III e IV D) I, III e IV
B) III, IV e V E) II e IV
C) I, III e IV
37. Em sintonia com as Diretrizes Curriculares Nacio-
D) II, IV e V nais para a Educação Profissional do Ensino Téc-
E) I, IV e V nico, as instituições de educação profissional de-
verão observar, na organização curricular, na prá-
36. Leia as afirmativas que se seguem. tica educativa e na gestão, os seguintes princípios
específicos:
I. As Diretrizes Curriculares Nacionais para a
Educação Profissional do Ensino Técnico ca- I. Estética da sensibilidade, política da igualda-
racterizam-se como um conjunto articulado de e a ética da identidade.
de princípios, critérios, definição de compe- II. Flexibilidade, interdisciplinaridade e contextu-
tências profissionais gerais do técnico por á- alização.
rea profissional e procedimentos a serem ob-
III. Competências para a laborabilidade e auto-
servados pelos sistemas de ensino e pelas
nomia da escola.
escolas, na organização e no planejamento
da educação profissional de nível técnico. IV. Movimento de aproximação entre as deman-
das do trabalho e as da vida pessoal, cultural
II. A concepção curricular dos cursos de educa-
e social.
ção profissional de nível técnico, consubstan-
ciada no plano de curso, a emissão dos certi- V. Identidade dos perfis profissionais e atualiza-
ficados e diplomas, bem como dos corres- ção permanente dos cursos e currículos.
pondentes históricos escolares, são prerroga-
tivas e responsabilidades exclusivas do Minis- Assinale a alternativa correta em relação às proposi-
tério da Educação. ções acima.
III. A iniciativa de articulação entre a educação
básica e técnica é de responsabilidade das A) I e II
próprias escolas na formulação de seus pro-
B) II, III e V
jetos pedagógicos, objetivando a uma passa-
gem fluente e ajustada da educação básica C) IV e III
para a educação profissional. Com isso, ficam D) I, II e V
E) II e IV

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 6
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
38. A primeira geração de softwares educativos pode 40. A avaliação é um processo abrangente da exis-
ser classificada como behaviorista. Identifique, tência humana. Implica uma reflexão crítica sobre
abaixo, qual das afirmações não corresponde a a prática, no sentido de captar seus avanços, su-
essa geração: as resistências, suas dificuldades e possibilitar
uma tomada de decisão sobre o que fazer para
I. O comportamento do aluno pode ser razoa- superar os obstáculos.
velmente previsto, se forem bem conhecidos Quanto à avaliação da aprendizagem, podemos
os objetivos pretendidos. afirmar:

II. Não existem dois alunos psicologicamente


I. Ela é um instrumento que terá utilidade tanto
iguais, e tal fato deve ser utilizado na cons-
para o aluno, no acompanhamento de sua
trução dos softwares. aprendizagem, como para o professor, na a-
III. Os aprendizes constroem sua própria reali- valiação do seu trabalho, trazendo indicativos
dade, ou pelo menos sua interpretação é ba- para mudanças no seu planejamento original
seada nas suas percepções, sendo o conhe- de ensino e nas escolhas de suas estratégias
cimento resultado destas percepções. de aprendizagem.
II. Apesar de a avaliação poder ser qualitativa,
A) As três afirmativas segundo a LDBEN-9394/96, sempre devemos
ter como alvo a quantificação dos resultados,
B) Somente a afirmação I ou seja, a avaliação quantitativa deve ser al-
C) Somente as afirmações I e II mejada para poder atender às demandas bu-
D) Somente as afirmativas I e III rocráticas.
E) Nenhuma afirmativa III. A avaliação deve ter critérios claros e bem
definidos, inclusive bem estabelecidos os dias
e os momentos em que os alunos são avalia-
39. Para Libâneo, o planejamento é um meio para se dos, evitando que seja vista como algo per-
programar as ações docentes, mas é também um manente ou mesmo contínuo e, assim, evi-
momento de pesquisa e reflexão intimamente li- tando uma constante tensão entre os alunos.
gado à avaliação. Para o autor o planejamento ca-
racteriza-se como: Podemos afirmar que:

I. um processo de tomada de decisões; A) as três afirmativas são verdadeiras.


II. um plano de atividades;
B) somente a afirmação I é verdadeira.
III. um processo de prever necessidades;
C) somente as afirmações I e II são verdadeiras.
IV. um processo de racionalização dos meios e
dos recursos humanos e materiais; D) somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
V. um processo que visa ao alcance de objetivos E) todas são falsas.
em prazos e etapas definidas; processo que
requer conhecimento e avaliação científica da
situação original.

Estão corretas as assertivas:

A) II, III e IV
B) III, IV e V
C) I, III , IV e V
D) II, IV e V
E) I, IV e V

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 7
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS

PROVA SUBJETIVA

01. Resolva cada item;

 − x 2 − 2a, se x < 1;

a) Sendo f ( x ) = ax + bx, se 1 ≤ x < 3;
 bx 2 − ax, se x ≥ 3

Encontre os valores de a e b para que a função f (x) seja contínua no conjunto dos Reais.
π
tan ( x + 2 )
2
b) Calcule lim x .
x →1

02. Determine se cada uma das seguintes séries é absolutamente convergente, condicionalmente convergente
ou divergente (use qualquer teste ou teorema que ache mais apropriado para justificar sua resposta):


( k!) 2
a) ∑
k =1 ( 2 k )!
;


(−1) k
b) ∑
k =1 k + 1
2
;


kk
c) ∑
k =1 k !
;

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 8
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS

RASCUNHO PARA A PROVA SUBJETIVA


NÃO TEM VALIDADE
TRANSCREVA SEU RASCUNHO PARA AS FOLHAS DE RESPOSTAS

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
RASCUNHO
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 9
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS

RASCUNHO PARA A PROVA SUBJETIVA


NÃO TEM VALIDADE
TRANSCREVA SEU RASCUNHO PARA AS FOLHAS DE RESPOSTAS

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
RASCUNHO
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

CONCURSO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - 2008 – COPEMA -- CEFET/AL – PÁG. 10
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE ALAGOAS
Diretoria de Ensino
COPEMA - Comissão Permanente do Magistério

CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E


TECNOLÓGICO - 2008

ÁREA: MATEMÁTICA

GABARITO

1–D 11 – D 21 – C 31 – A
2–A 12 – C 22 – C 32 – E
3–E 13 – D 23 – E 33 – B
4–D 14 – A 24 – A 34 – D
5–A 15 – E 25 – C 35 – C
6–A 16 – B 26 – E 36 – D
7–E 17 – A 27 – D 37 – B
8–E 18 – C 28 – C 38 – B
9–D 19 – NULA 29 – E 39 – C
10 – NULA 20 – E 30 – D 40 - B