Anda di halaman 1dari 1605

1

ser humano. Os seres humanos se


Gênesis tornaram tão malvados que Deus
decidiu destruir com um dilúvio a
Gênesis é o primeiro livro da maior parte da sua criação. Deus es-
Torá. O nome Torá quer dizer “in- colheu um homem bom chamado
strução” ou “lei”, e faz referên- Noé para que ele se protegesse
cia aos cinco primeiros livros do do dilúvio. Deus mostrou a Noé a
Antigo Testamento. Gênesis é o livro maneira de salvar a sua família, as-
que fala como tudo começou. Conta sim como todas as formas de vida.
como Deus criou todas as coisas, in- Depois do dilúvio, Deus abençoou
cluindo os seres humanos. Descreve a terra e os seres humanos. De-
o problema que os seres humanos cidiu nunca mais destruí-los com um
têm com o pecado. Gênesis tam- dilúvio. No entanto, mesmo após
bém conta como Deus planejou en- o dilúvio, as pessoas continuaram
frentar o pecado dos seres humanos fazendo o mal.
e abençoar o mundo todo. É uma Deus apresentou uma solução
série de histórias a respeito das pes- para este problema: ele escolheu um
soas que Deus escolheu para levar a casal fiel junto com as suas famílias.
cabo os seus propósitos. Esse casal era Abrão (ou mais tarde,
Gênesis começa com a criação do Abraão) e Sara. Deus prometeu dar a
mundo. Conta como Deus mudou o Abraão e a sua família uma terra só
que era confusão em um universo para eles. Porém, o mais importante
ordenado. Primeiro Deus criou as é que Deus prometeu abençoar a to-
águas, os céus e a terra. Depois ele das as pessoas através de Abraão, do
os encheu com plantas e árvores; seu filho Isaque e do seu neto Jacó.
com animais, aves e peixes; e com Foi assim como Deus planejou reno-
os seres humanos. No segundo capí- var e abençoar o mundo todo.
tulo Deus é chamado de Yavé Deus. A história de Gênesis continua
Este capítulo fala da intenção que com a família de Abraão. Conta
Deus tinha ao criar o ser humano. como chegaram a parar no Egito
Ele os criou para que governassem conforme o plano de Deus. O filho
a sua criação e a cuidassem: são os de Jacó, José, foi o primeiro de-
representantes de Deus para com o les a chegar. Acabou no Egito de-
resto da criação. vido a uma série de eventos sur-
Mas os seres humanos perderam preendentes. José passou por exper-
o mundo ideal que Deus tinha cri- iências maravilhosas no Egito, in-
ado para eles. Eles desobedeceram a cluindo grande vitórias assim como
Deus e por isso foram obrigados a ir problemas que lhe trouxeram muita
embora do paraíso que Deus tinha dor. Mas em todos os seus êxitos e
criado. Isso fez com que o bom rela- sofrimentos, Deus teve fé nele e na
cionamento entre Deus e os seres sua família. José é um exemplo de
humanos mudasse. como Deus usou a família de Abraão
Gênesis conta como os seres hu- para abençoar o mundo todo.
manos caíram cada vez mais e mais Em todo o livro de Gênesis pode-
no pecado. Deus amaldiçoou a terra, mos observar como Deus se pre-
a serpente e a vida familiar do ocupa muito com os seres humanos
Gênesis 1:1 2 Gênesis 1:17

e é fiel às suas promessas. Também Veio a noite e veio a manhã,


podemos ver como Deus lida com os e assim passou o segundo dia.
erros dos seres humanos. 9 Então Deus disse: “Que as águas que es-

No livro de Gênesis, Deus começa a… tão abaixo do céu


Criar um mundo ordenado e belo (1.1- se juntem num só lugar,
2.3) e que apareça a terra seca”.
Relacionar-se com os seres humanos E assim foi.
(2.4-25) 10 Deus chamou a terra seca de “terra”

Lidar com os pecados dos seres hu- e ao conjunto das águas de “mares”.
manos (3.1-11.32) E Deus viu que o que tinha feito
Entregar suas bênçãos ao mundo todo era bom.
através de uma família (12.1-36.40) 11 Depois Deus disse: “Que a terra pro-

Preparar o seu povo para assim com- duza todos os diferentes tipos de
pletar o seu plano de fazer com que vegetação:
eles vivessem em uma nova terra (37.1- plantas que deem sementes,
50.26) e árvores que deem frutos com as suas
próprias sementes”.
A criação do mundo E assim foi.

1 No princípio Deus criou* 12 A terra produziu toda tipo de

o céu e a terra. vegetação:


2 A terra não tinha forma e não tinha plantas que dão sementes
nada nela, e árvores que dão frutos com as suas
a escuridão cobria o mar profundo, próprias sementes.
e o Espírito de Deus† circulava E Deus viu que o que tinha feito
sobre as águas. era bom.
3 E Deus disse: “Que exista a luz”, 13 Veio a noite e veio a manhã,

e a luz passou a existir. e assim passou o terceiro dia.


4 Deus viu que a luz era boa, 14 E Deus disse: “Que existam luzes no

e separou a luz da escuridão. espaço do céu


5 E Deus chamou a luz de “dia” para separarem o dia da noite
e a escuridão de “noite”. e para marcarem
Veio a noite e veio a manhã, os dias, os anos e as estações do ano.
e assim passou o primeiro dia. 15 Que as luzes do céu
6 Depois Deus disse: “Que exista uma iluminem a terra”.
abóbada‡ no meio das águas, E assim foi.
para dividir as águas em duas partes”. 16 Deus fez duas grandes luzes:
7 Assim Deus fez a abóbada. a maior, o sol, para dar luz durante o dia
Uma parte da água ficou abaixo da e a menor, a lua, para dar luz durante a
abóbada, noite.
e a outra ficou acima da abóbada. Ele também fez as estrelas.
8 Deus chamou a abóbada de “céu”. 17 Deus colocou as luzes no céu

*1:1 No princípio Deus criou ou “No princípio, quando Deus criou”.


†1:2 Espírito de Deus ou “um vento de Deus”. Ver Jr 10.12-13.
‡1:6 abóbada Tradicionalmente traduzido como “firmamento”. A ideia daquele
tempo era de que havia uma cobertura (como um vidro ou espelho), separando
as águas dos céus (nuvens) das águas da terra (rios, mares). Ver também vv14,20.
Gênesis 1:18 3 Gênesis 2:3

para iluminarem a terra, e sobre todas as criaturas que rastejam


18 uma durante o dia e a outra durante a pelo chão”.
noite; 27 Deus criou os seres humanos à sua

e para separarem a luz da escuridão. imagem;


E Deus viu que o que tinha feito à imagem de Deus, ele os criou;
era bom. homem e mulher, ele os criou.
19 Veio a noite e veio a manhã, 28 E Deus os abençoou com estas

e assim passou o quarto dia. palavras:


20 Depois Deus disse: “Que as águas se “Tenham muitos filhos, multipliquem-
encham de seres vivos se, encham a terra e
e que aves voem no céu acima da terra”. tenham domínio sobre ela.
21 Assim Deus criou os grandes monstros E tenham domínio sobre os peixes do
do mar mar, as aves do céu
e os diferentes tipos de seres que vivem e toda criatura que rasteja no chão”.
nas águas e enchem os mares. 29 E Deus disse: “Comam de todas as

Deus também criou todos os diferentes plantas que produzem sementes


tipos de aves. e de todas as árvores que têm fruto com
E Deus viu que o que tinha feito sementes.
era bom. As plantas e os frutos são para vocês
22 Então Deus lhes deu esta bênção: comerem.
“Sejam férteis e encham as águas do 30 E aos animais da terra,

mar! e às aves do céu


E que as aves também sejam muitas na e a todas as criaturas que rastejam pelo
terra!” chão,
23 Veio a noite e veio a manhã, a tudo o que tem vida,
e assim passou o quinto dia. também dou as plantas para comerem”.
24 Depois Deus disse: “Que a terra pro- E assim foi.
duza todo tipo de ser vivo: 31 Deus viu que tudo o que tinha feito

animais domésticos, animais selvagens era muito bom.


e animais que rastejam pelo chão”. Veio a noite e veio a manhã,
E assim foi. e assim passou o sexto dia.

2
25 Deus fez todos os diferentes tipos de Assim acabou a criação do céu e da
animais: terra,
animais domésticos, animais selvagens e de tudo o que neles existe.
e animais que rastejam pelo chão. 2 No sétimo dia Deus terminou

E Deus viu que o que tinha feito todo o seu trabalho;


era bom. ele descansou nesse dia
26 Então Deus disse: “Façamos os seres de todas as obras que ele tinha feito.
humanos 3 Deus abençoou o sétimo dia

à nossa imagem, como nós somos.* e fez dele um dia santo,


Que dominem sobre os peixes do mar, porque foi nesse dia que Deus completou
sobre as aves do céu, todo o seu trabalho de criação.
sobre todos os animais da terra,

*1:26 como nós somos ou “à nossa semelhança”.


Gênesis 2:4 4 Gênesis 2:22

chamava Tigre e passava ao leste da As-


O primeiro homem e o jardim do Éden síria. O quarto rio era o Eufrates.)‡‡
4 Esta é a história da criação* do céu 15 O SENHOR Deus colocou o homem

e da terra. Quando o SENHOR Deus fez no jardim do Éden. O homem teria que
a terra e o céu, 5 o SENHOR Deus ainda cultivar e cuidar do jardim. 16 E o SEN-
não tinha feito chover sobre a terra e não HOR Deus deu esta ordem ao homem:
tinha ninguém para cultivar o campo. — Você pode comer de todo fruto das
Por isso, a terra não tinha produzido árvores do jardim, 17 mas não coma do
ainda nenhuma planta nem erva. 6 Mas fruto da árvore do conhecimento do bem
uma corrente de água saía da terra e re- e do mal; pois, no momento em que você
gava toda a superfície do campo. comer desse fruto, certamente morrerá.
7 Então o SENHOR Deus formou o

homem† do pó da terra. Deus soprou no Uma boa companhia


nariz do homem o fôlego de vida e ele 18 O SENHOR Deus disse:
começou a respirar e a viver. E assim o — Não é bom que o homem fique soz-
homem se tornou um ser vivo. inho. Vou fazer alguém que lhe servirá
8 A seguir, o SENHOR Deus plantou de companhia e trabalhará com ele. Será
um jardim no Éden,‡ no leste,¶ e nele alguém igual a ele.
colocou o homem que tinha criado. 9 E 19 E o SENHOR Deus formou da terra

o SENHOR Deus fez nascer da terra toda todos os animais do campo e todas as
espécie de árvores, as quais eram belas e aves do céu e os levou ao homem para
com bons frutos para comer. No meio do ver que nome ele iria dar aos animais.
jardim estava a árvore da vida e a árvore E cada ser vivo ficou com o nome que o
do conhecimento do bem e do mal. homem lhe deu. 20 O homem deu nome
10 (Do Éden saía um rio que regava o a todos os animais domésticos, a todas
jardim e depois se dividia em quatro out- as aves do céu e a todos os animais sel-
ros rios. 11 O primeiro se chamava Pisom vagens; mas nenhum deles era a ajuda
e passava por toda a região de Havilá§, que faltava a Adão. 21 Então o SENHOR
onde havia ouro. 12 O ouro dessa região Deus fez o homem cair num sono pro-
era de boa qualidade; também lá havia o fundo. Enquanto ele dormia, tirou uma
bdélio** e a pedra de ônix. 13 O segundo das costelas de Adão e fechou o lugar
rio se chamava Giom e passava por toda com carne. 22 Da costela que tinha tirado
a região de Cuxe††. 14 O terceiro rio se do homem, o SENHOR Deus fez a mulher

*2:4 história da criação Literalmente, “Esta é a descendência”. A expressão faz


parte da organização do texto do Gênesis e encontra-se também em Gn 5.1; 6.9;
10.1; 11.10,27; 25.12,19; 36.1,9 e 37.2.
†2:7 homem Em hebraico, a pronúncia da palavra “homem” e “terra” é semelhante.
‡2:8 Éden Palavra hebraica que significa “prazer” (ver Is 51.3; Ez 31.8-9).
¶2:8 leste Geralmente se refere à região entre os rios Tigre e Eufrates.
§2:11 Havilá Nome que tinha a região situada na costa ocidental da península
arábica.
**2:12 bdélio Resina muito cara e de aroma suave utilizada em perfumes.
††2:13 Cuxe Geralmente se refere à Etiópia, mas aqui se refere a uma região da
Mesopotâmia (hoje, Iraque) ou perto dela.
‡‡2:14 Tigre, Eufrates Os dois maiores rios da Babilônia e da Assíria.
Gênesis 2:23 5 Gênesis 3:15

e a levou ao homem. 23 Então o homem dos dois se abrissem, e eles passaram a


disse: ver tudo de maneira diferente. Eles vi-
“Finalmente! Ela é osso dos meus ossos ram que estavam nus. Então costuraram
e carne da minha carne! algumas folhas de figueira para cobrir a
Será chamada de ‘mulher’*, sua nudez.
porque foi tirada do homem”. 8 Nisso, ouviram o SENHOR Deus
24 (Por isso, o homem deixa o seu pai passeando pelo jardim, na brisa da tarde,
e a sua mãe e se une à sua mulher, e os e se esconderam dele, entre as árvores
dois se tornam um só ser.) do jardim. 9 E o SENHOR Deus chamou
25 O homem e a mulher estavam nus, o homem e lhe perguntou:
mas não sentiam vergonha um do outro. — Onde você está?
10 O homem respondeu:
O pecado de Adão e Eva — Ouvi os seus passos no jardim e

3 A cobra, que era a mais esperta de


todos os animais selvagens que o
SENHOR Deus tinha feito, perguntou à
tive medo porque estava nu, então me
escondi.
11 E Deus lhe perguntou de novo:

mulher: — Quem foi que lhe disse que você es-


— É verdade que Deus disse para tava nu? Por acaso comeu do fruto da
vocês não comerem do fruto de nen- árvore que eu tinha lhe ordenado não
huma das árvores do jardim? comer?
2 E a mulher respondeu: 12 O homem disse:

— Podemos comer do fruto das ár- — Foi a mulher que o Senhor me deu!
vores do jardim, 3 porém Deus nos disse: Ela me deu do fruto dessa árvore e eu
“Não comam do fruto da árvore que está comi.
no meio do jardim, nem toquem nele, 13 Então o SENHOR Deus perguntou à

senão morrerão”. mulher:


4 E a cobra disse à mulher: — O que é que você fez?
— Com certeza vocês não morrerão! A mulher disse:
5 Deus disse isso porque ele sabe que — Foi a cobra que me enganou! Então
após comerem desse fruto vocês serão eu comi.
capazes de entender coisas que agora se- 14 Então o SENHOR Deus disse à cobra:

quer imaginam. Vocês serão como Deus, — Por ter feito isso,
já que poderão decidir por si mesmos o maldita seja você entre todos os animais.
que é bom e o que é mau. Sobre o seu ventre terá que rastejar
6 A mulher viu que o fruto da árvore e comerá do pó da terra durante toda a
tinha boa aparência. Ela notou que o sua vida.
fruto parecia ser apetitoso. Ela também 15 Farei com que você e a mulher sejam

gostou da ideia de que teria sabedoria inimigas,


quando comesse dele. Então ela apan- e que a sua descendência e a dela tam-
hou o fruto e comeu dele. Depois o bém sejam inimigas.
deu ao seu marido, que estava ao seu A descendência da mulher ferirá a sua
lado, e ele também comeu do fruto. cabeça
7 Nesse momento, foi como se os olhos

*2:23mulher Em hebraico a palavra “mulher” forma-se da palavra “homem”, assim


como em português a palavra “varoa” se forma da palavra “varão”.
Gênesis 3:16 6 Gênesis 4:6

e você ferirá o calcanhar da descendên- — O homem e a mulher tornaram-se


cia dela. como um de nós, já que agora podem de-
16 E à mulher Deus disse: cidir por si mesmos o que é bom e o que
— O seu trabalho será muito duro, é mau. Por isso, nós não podemos deixar
e também a sua gravidez;* que eles comam do fruto da árvore da
com dores, dará à luz filhos. vida e vivam para sempre.
O seu desejo será o de dominar o seu 23 Então o SENHOR Deus os expulsou

marido, do jardim do Éden. O homem teve que


mas será ele quem a dominará.† começar a cultivar a terra da qual tinha
17 E Deus disse ao homem: sido formado. 24 Depois de tê-los expul-
— Já que obedeceu à sua mulher sado, Deus colocou querubins à frente
e comeu da árvore que eu tinha lhe or- do jardim do Éden e uma espada de
denado não comer, fogo que se virava para todos os lados,
o solo será amaldiçoado por sua causa. guardando assim o caminho que levava
Para você conseguir qualquer tipo de al- à árvore da vida.
imento que provém do solo,
terá que trabalhar duramente todos os Caim e Abel
dias da sua vida.
18 O solo produzirá espinhos e cardos,

mas se quiser comer do fruto do campo,


4 Adão teve relações com a sua mul-
her Eva e ela ficou grávida e deu à
§
luz um filho chamado Caim . Ela lhe deu
terá que plantar.‡ esse nome porque disse:
19 Só trabalhando com muito esforço — Consegui ter um filho com a ajuda
é que você irá conseguir comida para do SENHOR.
comer. 2 Depois teve outro filho, chamado

Terá que trabalhar até o dia de você Abel, irmão de Caim. Abel era pastor de
morrer ovelhas e Caim era agricultor.
e, então, você irá voltar para a terra, da 3 Passado algum tempo, Caim trouxe

qual você foi feito. ao SENHOR uma oferta do fruto da


Você foi feito do pó da terra terra. 4 Abel também trouxe a sua oferta,
e ao pó da terra irá voltar. ele ofereceu as melhores partes das
20 O homem deu à sua mulher o nome primeiras crias do seu rebanho.** E o
de Eva¶, porque ela é a mãe de todos os SENHOR aceitou Abel e a sua oferta com
que têm vida. prazer, 5 mas não ficou satisfeito com
21 O SENHOR Deus fez roupas de pele Caim, nem com a oferta que ele fez. En-
de animal e vestiu o homem e a mulher. tão Caim ficou furioso e com cara de in-
22 O SENHOR Deus disse então: satisfeito. 6 O SENHOR lhe perguntou:

*3:16 O seu trabalho (…) gravidez ou “Aumentarei as suas dores de parto”.


†3:16 O seu desejo (…) dominará ou “O seu desejo será estar com o seu marido, mas
ele a dominará”. Tradução difícil. Ver a mesma expressão, num contexto diferente,
em Gn 4.7.
‡3:18 Ver Gn 1.29-30.
¶3:20 Eva O nome significa “que tem vida” ou “que dá vida”.
§4:1 Caim Em hebraico, o nome “Caim” é semelhante à palavra “obter” ou “con-
seguir ter”.
**4:4 Abel (…) do seu rebanho Literalmente, “Abel ofereceu as primeiras ovelhas
nascidas do seu rebanho, especialmente as partes gordas”.
Gênesis 4:7 7 Gênesis 4:24

— Porque está furioso? Porque está E o SENHOR pôs um sinal em


com cara de insatisfeito? 7 Não será Caim para que ninguém o matasse ao
abençoado se fizer o que é certo? Mas encontrá-lo.
se fizer o que é errado, o pecado está na
porta pronto para atacar você*. O pecado A família de Caim
deseja dominar você, mas é você quem 16 Assim Caim saiu da presença do
tem que dominar o pecado. SENHOR e foi viver numa terra chamada
8 Caim, porém, disse ao seu irmão Node,‡ que fica ao leste do Éden. 17 Caim
Abel: teve relações com a sua mulher, ela ficou
— Vamos para o campo.† grávida e deu à luz um filho chamado
Enquanto estavam no campo, Caim at- Enoque. E Caim construiu uma cidade
acou ao seu irmão Abel e o matou. 9 En- e lhe deu o mesmo nome que ele tinha
tão o SENHOR perguntou a Caim: dado ao seu filho: Enoque. 18 Enoque
— Onde está Abel, o seu irmão? foi o pai de Irade, Irade foi o pai
Caim respondeu: de Meujael, Meujael foi o pai de Me-
— Não sei, eu não sou o guarda do tusael, e Metusael foi o pai de Lameque.
meu irmão! 19 Lameque casou-se com duas mulheres:
10 O SENHOR lhe disse: uma chamada Ada e a outra, Zilá. 20 Ada
— O que você fez? O sangue do seu ir- deu à luz um filho chamado Jabal, que
mão grita desde a terra me pedindo que foi o primeiro homem a viver em tendas
faça justiça. 11 De agora em diante, você e a criar gado. 21 O seu irmão se chamava
será amaldiçoado e expulso da terra, que Jubal e ele foi o primeiro homem a to-
bebeu o sangue do seu irmão que você car a harpa e a flauta. 22 Zilá deu à luz
mesmo derramou. 12 Quando você culti- um filho chamado Tubal-Caim e ele foi
var a terra, esta já não lhe dará o seu o primeiro homem a trabalhar com co-
fruto. Andará fugindo de um lado para o bre e com ferro. A irmã de Tubal-Caim
outro. foi Naamá.
13 Caim disse ao SENHOR: 23 Um dia Lameque disse às suas

— O meu castigo é pesado demais, não mulheres:


o posso suportar. 14 Hoje mesmo você “Ada e Zilá, ouçam-me,
está me expulsando desta terra e a par- mulheres de Lameque, escutem o que eu
tir de agora terei que me esconder de digo:
você. Andarei fugindo de um lado para eu matarei qualquer um que me ferir;
o outro, e quem me encontrar vai querer ainda que seja um jovem, eu o matarei
me matar. se só me bater.
15 Então o SENHOR lhe disse: 24 Se qualquer um que matasse Caim se-

— Não será assim, pois quem matar ria castigado


Caim será castigado com a morte de sete com a morte de sete pessoas da sua
pessoas da sua própria família. família,
então qualquer um que matar Lameque
será castigado

*4:7 pronto para atacar você ou “como um demônio”.


†4:8 Vamos para o campo Segundo algumas versões antigas. O TM não tem estas
palavras.
‡4:16 Node Significa “andar de um lado para o outro”.
Gênesis 4:25 8 Gênesis 5:27

com a morte de setenta e sete pessoas da mento de Cainã, Enos viveu mais 815
sua família!” anos e, durante esse tempo, teve outros
filhos e filhas. 11 Enos morreu com 905
Adão e Eva têm outro filho anos.
25 Adão voltou a ter relações com a sua 12 Quando Cainã tinha 70 anos, teve

mulher e ela deu à luz um filho, a quem um filho chamado Maalalel. 13 Depois
deu o nome de Sete, pois disse: do nascimento de Maalalel, Cainã viveu
— Deus me deu* outro filho no lugar mais 840 anos e, durante esse tempo,
de Abel, que Caim matou. teve outros filhos e filhas. 14 Cainã mor-
26 Sete também teve um filho, a quem reu com 910 anos.
deu o nome de Enos. Foi naquele tempo 15 Quando Maalalel tinha 65 anos,

que as pessoas começaram a adorar o teve um filho chamado Jarede. 16 Depois


SENHOR.† do nascimento de Jarede, Maalalel viveu
mais 830 anos e, durante esse tempo,
Os descendentes de Adão teve outros filhos e filhas. 17 Maalalel

5 Este é o livro da história de Adão‡.


No dia em que Deus criou os seres
humanos,
morreu com 895 anos.
18 Aos 162 anos de idade, Jarede teve

um filho chamado Enoque. 19 Depois


ele os fez à imagem de Deus. do nascimento de Enoque, Jarede viveu
2 Ele os fez homem e mulher. mais 800 anos e, durante esse tempo,
E quando os fez, teve outros filhos e filhas. 20 Jarede mor-
ele os abençoou, reu com 962 anos.
e lhes deu o nome de “seres humanos¶”. 21 Quando Enoque tinha 65 anos,
3 Quando Adão tinha 130 anos, teve teve um filho chamado Matusalém.
um filho com a sua aparência, segundo 22 Depois do nascimento de Matusalém,

a sua imagem. Adão lhe deu o nome de Enoque viveu mais 300 anos e sempre
Sete. viveu em comunhão com Deus. Durante
4 Depois do nascimento de Sete, Adão esse tempo, teve outros filhos e filhas.
viveu mais 800 anos e, durante esse 23 Enoque viveu 365 anos. 24 Enoque

tempo, teve outros filhos e filhas. 5 Adão sempre viveu em comunhão com Deus.
morreu com 930 anos. Um dia ele desapareceu, porque Deus o
6 Quando Sete tinha 105 anos, teve um levou.
filho chamado Enos. 7 Depois do nasci- 25 Aos 187 anos de idade, Matusalém

mento de Enos, Sete viveu mais 807 anos teve um filho chamado Lameque. 26 De-
e, durante esse tempo, teve outros filhos pois do nascimento de Lameque, Ma-
e filhas. 8 Sete morreu com 912 anos. tusalém viveu mais 782 anos e, durante
9 Aos 90 anos de idade, Enos teve um esse tempo, teve outros filhos e filhas.
filho chamado Cainã. 10 Depois do nasci- 27 Matusalém morreu com 969 anos.

*4:25 deu O verbo “dar” em hebraico é semelhante ao nome “Sete”.


†4:26 adorar o SENHOR Literalmente, “a invocar o nome de YAVÉ”. Nas religiões
primitivas daquele tempo, eram os deuses quem precisavam da adoração dos seres
humanos e, por isso, ordenavam que fossem adorados. No livro do Gênesis, é o ser
humano quem precisa de Deus e o procura.
‡5:1 de Adão ou “do ser humano” ou “do homem”.
¶5:2 seres humanos Literalmente, “Adão”.
Gênesis 5:28 9 Gênesis 6:14

28 Quando Lameque tinha 182 anos, pensavam em fazer o mal. 6 Então o


teve um filho. 29 Deu-lhe o nome de Noé* SENHOR ficou ferido no seu coração e
e disse: lamentou ter criado o ser humano. 7 E o
— Ele nos dará descanso do trabalho SENHOR disse:
duro que nós temos por causa do SEN- — Apagarei da face da terra o ser hu-
HOR ter amaldiçoado a terra. mano que criei. Destruirei as pessoas,
30 Depois do nascimento de Noé, os animais domésticos, os animais que
Lameque viveu mais 595 anos e, durante rastejam pelo chão e as aves do céu,
esse tempo, teve outros filhos e filhas. porque me arrependo de tê-los feito.
31 Lameque morreu com 777 anos. 8 Mas o SENHOR olhou com prazer
32 Noé tinha 500 anos quando teve os para um homem chamado Noé.
seus filhos: Sem, Cam e Jafé.
Noé e o grande dilúvio
A corrupção do ser humano 9 Esta é a história da família de Noé:

6 As pessoas aumentaram em número


e foram se espalhando por toda a
terra à medida que iam tendo filhos e fil-
Noé era um homem justo. Ele vivia
honestamente entre as pessoas do seu
tempo. Ele vivia em comunhão com
has. 2 Então os filhos de Deus† viram que Deus. 10 Ele teve três filhos: Sem, Cam
as mulheres dos homens eram bonitas. e Jafé.
Eles escolheram as mulheres que quis- 11 Em contraste com Noé, Deus via que

eram e casaram-se com elas. 3 E o SEN- todas as outras pessoas só faziam o mal
HOR disse: umas às outras. Todas as pessoas tinham
— O meu Espírito‡ não ficará no ser se afastado de Deus, tornando-se perver-
humano por muito tempo. Ele é mortal sas. 12 Quando Deus viu que ninguém
e irá morrer. Só terá cento e vinte anos fazia o que era certo, e que as pessoas
de vida.¶ tinham se tornado perversas, 13 ele disse
4 Nesse tempo os filhos de Deus a Noé:
tiveram filhos com as filhas dos homens. — Em todo lugar, as pessoas só fazem
Esses filhos se tornaram os grandes o mal umas às outras. Por isso, decidi
heróis dos tempos antigos. Eles foram pôr um fim a todos os seres vivos. Eu
homens de muito poder§ que viveram na também irei destruir a terra. 14 Mas você
terra naquele tempo e também depois. deverá fazer uma barca** de madeira de
5 O SENHOR viu que a maldade das cipreste††, com vários compartimentos e
pessoas era cada vez maior e que só cobri-la com betume por dentro e por

*5:29 Noé Este nome significa “descanso, consolação, alívio”.


†6:2 filhos de Deus Esta frase pode referir-se a anjos (como em Sl 29.1; Jó 1.6; 2.1)
ou aos filhos de Sete, que viviam na presença de Deus (Gn 4.25-26; 5.1-32).
‡6:3 Espírito ou “sopro de vida”.
¶6:3 cento e vinte anos de vida ou “mais cento e vinte anos de vida”. Isso seria o
total de anos até acontecer o dilúvio.
§6:4 homens de muito poder Literalmente “nefilins”. Existem também depois do
dilúvio e são chamados “guerreiros de grande estatura”. Ver Nm 13.32-33.
**6:14 barca Tradicionalmente “arca”. Era uma enorme caixa flutuante feita para
flutuar e não para navegar.
††6:14 madeira de cipreste Literalmente, “madeira de gofer”. Não se sabe ao certo
que tipo de madeira era essa.
Gênesis 6:15 10 Gênesis 7:20

fora. 15 A barca deverá ter cento e trinta 5 Noé fez tudo o que o SENHOR tinha

e três metros de comprimento por vinte e lhe ordenado.


dois metros de largura por treze metros e 6 Noé tinha 600 anos quando o dilúvio

meio de altura.* 16 Faça com que a barca inundou a terra. 7 E Noé, os seus filhos,
tenha três andares, um sobre o outro, e a sua mulher e as mulheres dos seus fil-
faça uma janela meio metro abaixo do hos entraram na barca, para escaparem
teto. Faça também uma porta num dos das águas do dilúvio. 8 Todos os casais
lados. de animais puros e impuros, de aves e de
17 — Enviarei um dilúvio sobre a terra bichos que rastejam pelo chão, 9 vieram
para destruir todos os seres vivos que até Noé e entraram na barca. Eles en-
existem debaixo do céu. Tudo o que traram em pares, macho e fêmea, tal
há na terra morrerá. 18 Mas com você como Deus tinha ordenado. 10 Sete dias
farei uma aliança. Você deverá entrar na depois, as águas do dilúvio começaram
barca com os seus filhos, a sua esposa a cair sobre a terra.
e as suas noras. 19 Deverá também levar 11 Quando Noé tinha 600 anos, no

para a barca um casal de cada espécie dia dezessete do segundo mês, todas
de animal, um macho e uma fêmea, para as fontes do grande abismo se arreben-
poderem sobreviver: 20 um casal de to- taram e as janelas do céu se abriram.
das as espécies de aves, de todas as es- 12 E a chuva caiu sobre a terra durante

pécies de animais e de todas as espécies quarenta dias e quarenta noites. 13 Nesse


de bichos que rastejam. Dois animais de mesmo dia, Noé entrou na barca com
cada espécie virão até você para sobre- a sua esposa, os seus filhos e as suas
viverem. 21 Você deverá também levar três noras. 14 Com eles também entraram
e armazenar todo tipo de comida para cada uma das espécies dos animais sel-
você, a sua família e os animais terem o vagens e domésticos, cada uma das es-
que comer. pécies dos bichos que rastejam pelo chão
22 Noé fez tudo exatamente como Deus e cada uma das espécies das aves. 15 En-
tinha lhe ordenado. traram na barca, com Noé, casais de to-

7 Depois o SENHOR disse a Noé:


— Entrem você e a sua família
na barca, pois tenho visto que você é o
das as espécies de animais que têm res-
piração e vida. 16 Entraram um macho e
uma fêmea de cada espécie, como Deus
único homem justo desta geração. 2 Leve tinha mandado. Depois o SENHOR fe-
com você sete pares, macho e fêmea, chou a porta.
de todos os animais puros† e um só 17 As águas do dilúvio continuaram

par, macho e fêmea, de cada animal im- caindo sobre a terra durante quarenta
puro. 3 Leve também sete pares, macho dias. As águas subiram e levantaram a
e fêmea, de cada ave do céu para que a barca acima da terra. 18 As águas con-
sua espécie possa continuar vivendo na tinuaram subindo até cobrirem a terra.
terra. 4 Daqui a sete dias farei chover du- E a barca flutuava sobre as águas. 19 As
rante quarenta dias e quarenta noites, e águas subiram tanto que cubriram as
apagarei da face da terra todos os seres montanhas mais altas. 20 As águas subi-
vivos que criei. ram até ficarem sete metros acima das
*6:15 No texto hebraico, as medidas são dadas em “côvados”. Ver a tabela de pesos
e medidas.
†7:2 animais puros Animais que reuniam os requisitos de Deus para serem utilizados
nos sacrifícios.
Gênesis 7:21 11 Gênesis 8:21

montanhas. 21 Morreram todos os seres na barca. Noé estendeu a mão, apanhou


vivos que viviam na terra: as aves, os a pomba e trouxe-a de volta para den-
animais selvagens e domésticos, os an- tro da barca. 10 Esperou mais sete dias
imais que rastejam pelo chão e todos os e voltou a soltar a pomba. 11 Quando a
seres humanos. 22 Morreu tudo que vivia pomba regressou de tarde, trazia no bico
e que respirava em terra firme. 23 As- uma folha nova de oliveira. Então Noé
sim Deus destruiu todos os seres vivos ficou sabendo que as águas já tinham
que havia na terra: os seres humanos, os baixado bastante. 12 Esperou mais sete
animais, as criaturas que rastejam e as dias e voltou a soltar a pomba, e ela não
aves. Todos foram destruídos, só ficando voltou mais.
Noé e aqueles que estavam com ele na 13 Quando Noé completou 601 anos de

barca. 24 As águas cobriram a terra du- idade, no primeiro dia do primeiro mês,
rante cento e cinquenta dias. a superfície da terra foi ficando cada vez
mais seca. E Noé abriu a porta† da barca
O fim do dilúvio e viu que a terra estava quase seca. 14 No

8 Mas Deus não se esqueceu de Noé


e de todos os animais selvagens e
domésticos que estavam com ele na
dia vinte e sete do segundo mês, a terra
ficou completamente seca. 15 Então Deus
disse a Noé:
barca. Deus fez soprar um vento sobre 16 — Podem sair da barca, você e a sua

a terra, e as águas começaram a baixar. esposa, os seus filhos e as suas noras.


2 As fontes da terra e as janelas do céu 17 Faça também sair da barca todos os

fecharam-se e parou de chover. 3 Pouco a seres vivos que estão com você, as aves,
pouco as águas começaram a baixar. Ao os animais e toda criatura que rasteja
fim dos cento e cinquenta dias, as águas pelo chão. Que saiam e sejam férteis, au-
já tinham diminuído 4 e, no dia dezessete mentem em número e encham a terra.
do sétimo mês, a barca parou numa das 18 Então Noé saiu da barca com os seus

montanhas do Ararate*. 5 As águas con- filhos, a sua esposa e as suas noras. 19 To-
tinuaram baixando até o décimo mês. No dos os animais domésticos e selvagens,
primeiro dia desse mês apareceram os todos os que rastejam pelo chão e todas
topos das montanhas. as aves, saíram da barca, um casal de
6 Após quarenta dias mais, Noé abriu cada vez.
a janela que tinha feito na barca 7 e 20 Então Noé fez um altar para o

soltou um corvo. O corvo ficou voando SENHOR e ali sacrificou alguns an-
de um lado para o outro até as águas imais puros e algumas aves puras‡,
sobre a terra terem secado. 8 Noé tam- queimando-as completamente no altar.
bém soltou uma pomba para ver se as 21 O SENHOR sentiu o aroma agradável

águas já tinham diminuído na super- dos sacrifícios e disse a si mesmo:


fície da terra. 9 Mas a pomba não en- “Nunca mais voltarei a amaldiçoar a
controu lugar onde descansar porque as terra por causa da maldade do ser hu-
águas ainda cobriam toda a terra. A mano. Os seus pensamentos são maus
pomba então voltou para junto de Noé, desde a sua juventude. E nunca mais

*8:4Ararate ou “Urartu”, ao leste da Turquia.


†8:13 abriu a porta Literalmente, “tirou a cobertura”.
‡8:20 alguns animais puros e algumas aves puras Animais que reuniam os requisitos
de Deus para serem utilizados nos sacrifícios.
Gênesis 8:22 12 Gênesis 9:23

voltarei a destruir todos os seres vivos, 9 — Vou fazer uma aliança com vocês

como fiz desta vez. e com todos aqueles que vierem a nascer
22 “Enquanto o mundo existir, sempre de vocês. 10 E também com os animais
haverá: que saíram da barca com vocês: as
um tempo para lançar sementes na terra aves, os animais selvagens e os animais
e um tempo para a colheita, domésticos. 11 Esta é a minha aliança:
um tempo que fará frio nunca mais os seres vivos serão destruí-
e um tempo que fará calor, dos por um dilúvio. Nunca mais haverá
um tempo que será verão um dilúvio para destruir a terra.
e um tempo que será inverno, 12 E Deus disse:

um tempo que será dia — Este é o sinal da aliança que faço


e um tempo que será noite”. com vocês e com todos os seres vivos,
por todas as gerações: 13 colocarei o meu
Um novo começo arco-íris* nas nuvens, para que sirva

9 —
Deus abençoou Noé e os seus filhos,
dizendo:
Tenham muitos filhos,
como o sinal da aliança que faço com o
mundo. 14 Quando eu trouxer nuvens so-
bre a terra e aparecer o arco-íris nas nu-
multipliquem-se e encham toda a terra. vens, 15 então me lembrarei da aliança
2 Todos os animais da terra terão medo que tenho com vocês e com todos os
de vocês: as aves do céu, os animais que seres vivos. As águas nunca mais se
rastejam pelo chão e os peixes do mar. tornarão num dilúvio que mate todos
Todos se submeterão a vocês. os seres vivos. 16 Sempre que o arco-íris
3 — Vocês podem comer qualquer an- aparecer nas nuvens, vou vê-lo e me lem-
imal a partir de agora. Assim como lhes brar da aliança eterna que fiz com todos
dei permissão antes para comerem as os seres vivos da terra.
plantas verdes, agora podem comer de 17 Por fim Deus disse a Noé:

tudo. 4 Só não comam carne que ainda — O arco-íris é o sinal da aliança que
tenha sangue, pois o sangue é a vida. 5 O fiz com todos na terra.
sangue é a vida de vocês, e pedirei contas
a quem o derramar. Condenarei a pes- Noé e os seus filhos
soa, ou o animal, que derramar o sangue 18 Os filhos de Noé, que saíram da

de qualquer ser humano. barca, foram Sem, Cam e Jafé. Cam foi
6 — Quem derramar o sangue de uma o pai de Canaã. 19 Estes foram os três fil-
pessoa, hos de Noé, e todas as pessoas da terra
o seu sangue será derramado por outra se originaram deles.
pessoa; 20 Noé era agricultor, ele foi o primeiro

porque Deus fez o ser humano agricultor a plantar uma vinha. 21 Um


segundo a sua imagem. dia bebeu vinho e ficou embriagado; de-
7 — Quanto a vocês, tenham muitos pois tirou toda a sua roupa e ficou nu
filhos e multipliquem-se. Sejam muitos dentro da sua tenda. 22 Cam, o pai de
e espalhem-se por toda a terra. Canaã, viu que o seu pai estava nu e
8 Depois Deus disse a Noé e aos seus foi contar aos seus dois irmãos, que es-
filhos: tavam fora da tenda. 23 Mas Sem e Jafé
pegaram uma manta e a colocaram sobre

*9:13 arco-íris Literalmente, “arco”.


Gênesis 9:24 13 Gênesis 10:21

os ombros. Depois, andaram de costas 7 Os filhos de Cuxe foram Sebá, Havilá,


e cobriram o seu pai. Dessa forma evi- Sabtá, Raamá, e Sabtecá.
taram ver a nudez dele. Os filhos de Raamá foram Sabá e Dedã.
24 Quando Noé acordou da sua bebe- 8 Cuxe foi o pai de Nimrode, que foi

deira e soube o que o seu filho mais novo o primeiro homem poderoso** na terra.
tinha feito, 25 disse: 9 Nimrode foi considerado um caçador

“Maldito seja o seu filho Canaã*! valente pelo SENHOR. Por isso, as pes-
Que seja escravo dos escravos dos seus soas diziam:
irmãos”. — Que seja como Nimrode, consider-
26 Depois disse a Sem e a Jafé: ado um caçador valente pelo SENHOR.
“Bendito seja o SENHOR, Deus de Sem! 10 Estas foram as primeiras cidades do

Que Canaã seja seu escravo. reino de Nimrode: Babel, Ereque, Acade
27 “Que Deus aumente† o território de e Calné, na Suméria. 11 Da Suméria,
Jafé. ele partiu para a Assíria onde fundou
Que viva nas tendas de Sem,‡ as cidades de Nínive, Reobote-Ir, Calá
e que Canaã seja seu escravo”. 12 e Resem, que ficava entre Nínive e a
28 Depois do dilúvio Noé viveu mais grande cidade de Calá.
350 anos. 29 Ele morreu com 950 anos. 13 Egito foi o antepassado das tribos

dos luditas, anamitas, leabitas, naftuí-


As nações aumentam e se espalham tas, 14 os patrusitas, os casluítas (deles

10 Esta é a história da família dos fil-


hos de Noé: Sem, Cam e Jafé. De-
pois do dilúvio cada um deles teve filhos.
vieram os filisteus) e os caftoritas.
15 Canaã foi o pai de Sidom, seu primeiro

filho, e de Hete. 16 Canaã também foi


2 Os filhos de Jafé foram Gômer, Ma- o antepassado dos jebuseus, amorreus,
gogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e girgaseus, 17 heveus, arquitas, sineus,
Tirás. 18 arvadeus, zemareus e os hamateus.
3 Os filhos de Gômer foram Asquenaz, Mais tarde os cananeus se espalharam.
Rifate e Togarma. 19 O seu território estendia-se desde
4 Os filhos de Javã foram Elisá, Társis, Sidom (em direção a Gerar) até chegar
Quitim, e Rodanim¶. a Gaza e, de lá, ia até Sodoma, Gomorra,
5 Os descendentes de Jafé são os povos Admá e Zeboim, até chegar a Lasa.
que foram viver junto à costa do mar§. 20 Estes foram os filhos de Cam; cada

Cada nação e tribo, descendente de Jafé, nação e tribo que saiu dele tinha o seu
se separou das outras nações e tribos, próprio território e a sua própria língua.
vindo a ter o seu próprio território e a 21 Sem, o irmão mais velho de Jafé,

sua própria língua. também teve filhos. Sem foi o antepas-


6 Os filhos de Cam foram Cuxe, Egito, sado de todos os filhos de Héber.
Pute e Canaã.
*9:25 Canaã O povo de Canaã vivia na costa da Palestina, do Líbano e da Síria.
Mais tarde, Deus daria esta terra ao povo de Israel.
†9:27 aumente A palavra hebraica para “aumentar” é semelhante ao nome de Jafé.
‡9:27 Que viva (…) de Sem ou “Que Deus viva nas tendas de Sem”.
¶10:4 Rodanim Segundo a LXX e alguns manuscritos hebraicos. A maioria de
manuscritos hebraicos tem: “Dodanim”.
§10:5 mar ou seja, o mar Mediterrâneo.
**10:8 homem poderoso ou “guerreiro” ou “chefe”.
Gênesis 10:22 14 Gênesis 11:15

22 Os filhos de Sem foram Elão, Assur, — Vamos construir uma cidade, com
Arfaxade, Lude e Arã. um templo e uma torre† que chegue até
23 Os filhos de Arã foram: Uz, Hul, Géter o céu. Dessa maneira seremos famosos
e Más. e não seremos espalhados pelo mundo
24 Arfaxade foi o pai de Salá, inteiro.
e Salá foi o pai de Héber. 5 O SENHOR desceu para ver a cidade
25 Héber teve dois filhos. Um se chamou e a torre que os seres humanos estavam
Pelegue, que quer dizer “divisão”. construindo 6 e o SENHOR disse:
Deram-lhe esse nome porque no seu — Eles são um só povo, todos falam
tempo os habitantes da terra se espal- a mesma língua, e isto é só o princí-
haram por muitos lugares. O irmão de pio do que podem fazer. Logo eles serão
Pelegue se chamava Joctã. capazes de fazer tudo o que quiserem.
26 Joctã foi o pai de Almodá, Salefe, 7 Portanto, vamos descer e confundir a

Hazar-Mavé, Jerá, 27 Adorão, Uzal, Di- sua língua para que um não entenda o
cla, 28 Obal, Abimael, Sabá, 29 Ofir, que o outro fala.
Havilá e Jobabe. Todos estes foram 8 Assim o SENHOR dispersou as pes-

filhos de Joctã. 30 Todos viviam nas soas por toda a terra e elas pararam de
montanhas ao leste, desde Messa até construir a cidade. 9 Por isso, a cidade
Sefar. foi chamada Babel‡, porque foi ali que
31 Estes foram os filhos de Sem, cada o SENHOR confundiu a língua das pes-
nação e tribo que saiu dele tinha o seu soas e foi dali que o SENHOR dispersou
próprio território e a sua própria língua. as pessoas pelo mundo inteiro.
32 Estas são as famílias dos filhos de

Noé e os seus descendentes, nação por A família de Sem


nação. Estas nações se espalharam pela 10 Esta é a história da família de Sem:
terra depois do dilúvio. Depois do dilúvio, quando Sem tinha
100 anos de idade, nasceu o seu filho
A dispersão dos povos Arfaxade. 11 Depois do nascimento de

11 Naquele tempo, todas as pessoas


falavam uma só língua. 2 Mas al-
gumas pessoas que saíram do Oriente* e
Arfaxade, Sem viveu mais 500 anos, e
durante esse tempo teve mais filhos e
filhas.
foram viver numa planície na Suméria, 12 Quando Arfaxade tinha 35 anos de
3 disseram umas às outras: idade, nasceu o seu filho Salá. 13 Depois
— Vamos fazer tijolos e queimá-los no do nascimento de Salá, Arfaxade viveu
fogo para ficarem duros. mais 403 anos, e durante esse tempo
E começaram a utilizar tijolos em vez teve mais filhos e filhas.
de pedras e betume em vez de arga- 14 Quando Salá tinha 30 anos de idade,

massa. 4 Depois disseram: nasceu o seu filho Héber. 15 Depois do


nascimento de Héber, Salá viveu mais

*11:2 Oriente Geralmente se refere à área entre os rios Tigre e Eufrates, perto do
Golfo da Pérsia.
†11:4 uma cidade (…) uma torre Literalmente, “uma cidade com uma torre”. A
“torre” se refere aos altos templos (zigurates) que eram feitos naquele tempo para
mostrar o poder do homem e facilitar a adoração dos deuses.
‡11:9 Babel ou “Babilônia”. Em hebraico esta palavra é semelhante à palavra
“confusão”.
Gênesis 11:16 15 Gênesis 12:7

403 anos, e durante esse tempo teve 30 Sarai não podia ter filhos porque era
mais filhos e filhas. estéril.
16 Quando Héber tinha 34 anos, 31 Tera tomou o seu filho Abrão, o seu

nasceu o seu filho Pelegue. 17 Depois do neto Ló, que era filho de Harã, e a sua
nascimento de Pelegue, Héber viveu nora Sarai, esposa do seu filho Abrão,
mais 430 anos, e durante esse tempo para saírem juntos de Ur e irem viver
teve mais filhos e filhas. em Canaã. Mas, quando chegaram numa
18 Quando Pelegue tinha 30 anos de cidade chamada Harã, ficaram vivendo
idade, nasceu o seu filho Reú. 19 Depois lá. 32 Tera viveu 205 anos e morreu em
do nascimento de Reú, Pelegue viveu Harã.
mais 209 anos, e durante esse tempo
teve mais filhos e filhas. O chamado de Abrão

12
20 Quando Reú tinha 32 anos de idade, O SENHOR disse a Abrão:
nasceu o seu filho Serugue. 21 Depois do — Deixe o seu país, os seus par-
nascimento de Serugue, Reú viveu mais entes e a família do seu pai, e vá para a
207 anos, e durante esse tempo teve terra que eu vou lhe mostrar.
mais filhos e filhas. 2 — Farei de você uma grande nação
22 Quando Serugue tinha 30 anos de e abençoarei você.
idade, nasceu o seu filho Naor. 23 Depois Farei o seu nome famoso
do nascimento de Naor, Serugue viveu e será uma bênção para todos.*
mais 200 anos, e durante esse tempo 3 Abençoarei os que o abençoarem

teve mais filhos e filhas. e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem.


24 Quando Naor tinha 29 anos de Através de você serão abençoadas
idade, nasceu o seu filho Tera. 25 De- todas as famílias da terra.†
pois do nascimento de Tera, Naor viveu
mais 119 anos, e durante esse tempo Abrão vai para Canaã
teve mais filhos e filhas. 4 Então Abrão partiu, como o SEN-
26 Depois de ter 70 anos de idade, Tera HOR havia lhe ordenado, e levou Ló com
teve os seus três filhos: Abrão, Naor e ele. Abrão tinha setenta e cinco anos
Harã. quando partiu de Harã. 5 Abrão levou
a sua esposa Sarai, o seu sobrinho Ló,
A família de Tera todos os bens que tinham acumulado
27 Esta é a história da família de Tera, e os escravos que tinham obtido em
o pai de Abrão, de Naor e de Harã: Harã. Partiram e chegaram à terra de
Harã foi o pai de Ló. 28 Harã morreu Canaã. 6 Abrão foi atravessando Canaã
em Ur, na cidade onde também tinha até chegar a Siquém, onde fica a ár-
nascido, na terra onde viviam os caldeus. vore sagrada de Moré. Naquele tempo,
Quando ele morreu, o seu pai ainda os cananeus viviam naquela terra. 7 E o
vivia. 29 Abrão e Naor casaram-se. Abrão SENHOR apareceu a Abrão e lhe disse:
casou-se com Sarai, e Naor casou-se com — Vou dar esta terra aos seus
Milca. Harã era o pai de Milca e de Iscá. descendentes.

*12:2 será (…) todos ou “o seu nome será uma bênção” ou “o seu nome será usado
como exemplo de alguém que Deus abençoa”.
†12:3 Através de você (…) famílias da terra ou “Todas as famílias da terra vão
querer que eu as abençoe como abençoei você”.
Gênesis 12:8 16 Gênesis 13:13

Então Abrão construiu ali um altar


dedicado ao SENHOR, que tinha lhe Abrão e Ló se separam
aparecido. 8 Dali partiu em direção às
montanhas, ao leste de Betel, e acampou
entre Betel e Ai. Betel ficava ao oeste e
13 Abrão e a sua esposa saíram do
Egito levando tudo o que tinham
e foram para o sul de Canaã. Eles tam-
Ai ficava ao leste do seu acampamento. bém levaram Ló junto. 2 Abrão tinha se
E ali edificou um altar dedicado ao SEN- tornado um homem rico em gado, prata
HOR e adorou o nome do SENHOR. 9 De- e ouro. 3 Depois saiu do sul de Canaã em
pois partiu em direção ao sul de Canaã. direção a Betel até chegar ao lugar onde
tinha acampado antes, entre Betel e Ai,
Abrão e Sarai no Egito 4 e onde tinha construído um altar. E ali
10 Houve um tempo de seca e de fome Abrão adorou ao SENHOR.
naquela terra e, porque a fome era 5 Ló acompanhava Abrão em todas es-

muita, Abrão foi viver por algum tempo sas viagens. E levava com ele muitas
no Egito. 11 Mas antes de entrar no Egito, ovelhas e vacas e tendas para toda a sua
Abrão disse à sua esposa Sarai: família e os seus servos. 6 Abrão e Ló tin-
— Sarai, sei que você é uma mulher ham tantos animais que a terra não pro-
muito bonita. 12 E que quando os egíp- duzia comida suficiente para todos. 7 En-
cios a virem, e souberem que você é a tão os pastores de Abrão começaram a
minha mulher, eles vão me matar para discutir com os pastores de Ló. Além de-
ficarem com você. 13 Portanto, fale para les, também viviam naquelas terras os
eles que é a minha irmã. Assim eles vão cananeus e os ferezeus.
me tratar bem e não vão me matar. 8 Então Abrão disse a Ló:
14 Quando Abrão entrou no Egito, os — Nós somos da mesma família, por
egípcios notaram que Sarai era uma mul- isso não deve haver disputas entre nós,
her muito bonita. 15 Ao vê-la, os ofici- ou entre os nossos pastores. 9 Este país
ais do faraó foram dizer ao rei que ela é muito grande. Peço que se separe de
era muito bonita. E Sarai foi levada para mim. Escolha o lugar que quiser. Se for
o palácio do faraó. 16 E, por causa dela, para a esquerda, eu irei para a dire-
o rei tratou Abrão muito bem, dando- ita; se for para a direita, eu irei para a
lhe ovelhas e cabras, gado, jumentos, es- esquerda.
cravos, escravas, burras e camelos. 10 Ló olhou em volta e viu que para o
17 Mas o SENHOR mandou terríveis sul do vale do Jordão, até Zoar, havia
doenças sobre o rei e a sua família por muita água. Era como o jardim do SEN-
ele ter levado Sarai, mulher de Abrão. HOR, como a terra do Egito. Isto foi
18 Então o faraó chamou Abrão e lhe antes do SENHOR ter destruído Sodoma
disse: e Gomorra. 11 Ló escolheu todo o vale do
— Porque você fez comigo uma coisa Jordão e partiu em direção ao leste. As-
dessas? Porque não me disse que ela era sim se separaram um do outro. 12 Abrão
sua esposa? 19 Eu a tomei para ser minha ficou na terra de Canaã e Ló foi viver
esposa porque você disse que ela era entre as cidades do vale do Jordão.
sua irmã. Agora, aqui está a sua mulher, Ló montou o seu acampamento perto
leve-a e vá embora! de Sodoma. 13 Os habitantes de Sodoma
20 Em seguida o rei deu ordens para eram muito maus e pecavam contra o
que expulsassem Abrão e a sua esposa SENHOR.
com tudo o que tinham.
Gênesis 13:14 17 Gênesis 14:16

14 Depois de Ló ter se separado de na terra dos amalequitas. Eles também


Abrão, o SENHOR disse a Abrão: derrotaram os amorreus que viviam em
— Do lugar onde está, olhe ao seu re- Hazazom-Tamar.
dor: olhe para o norte, para o sul, para o 8 Então estes cinco reis: o rei de

leste e para o oeste. 15 Toda a terra que Sodoma, o rei de Gomorra, o rei de
vê vou dá-la a você e à sua descendência Admá, o rei de Zeboim e o rei de
para sempre. 16 A sua descendência será Bela (também chamada Zoar), foram e
tão numerosa como o pó da terra. As- prepararam as suas forças para a batalha
sim como ninguém pode contar o pó da no vale de Sidim 9 contra estes quatro
terra, também ninguém poderá contar a reis: o rei Quedorlaomer de Elam, o
sua descendência. 17 Agora caminhe por rei Tidal de Goim, o rei Amerafel da
toda esta terra, percorra todo o seu com- Suméria e o rei Arioque de Elasar.
primento e a sua largura, porque é a você 10 Nesse tempo, o vale de Sidim es-

que eu a darei. tava cheio de poços de betume. Quando


18 Então Abrão levantou o seu acampa- os reis de Sodoma e Gomorra fugiram
mento e foi viver perto dos grandes car- com os seus exércitos, alguns dos seus
valhos de Mamré, em Hebrom. Ali con- homens caíram nesses poços, mas out-
struiu um altar e o dedicou ao SENHOR. ros escaparam para os montes. 11 Então
Quedorlaomer e os seus aliados levaram
A captura e o resgate de Ló toda a comida e os bens de Sodoma e

14 Naquele tempo os reis Anrafael


da Suméria, Arioque de Elasar,
Quedorlaomer de Elam e Tidal de Goim,
Gomorra, e foram embora dali. 12 Ló, o
sobrinho de Abrão, também vivia em
Sodoma. Por isso, ele foi apanhado e lev-
2 fizeram guerra contra os reis Bera de ado preso. Levaram também o que ele
Sodoma, Birsa de Gomorra, Sinabe de possuía. 13 Mas um homem que tinha es-
Admá, Semeber de Zeboim e o rei de capado foi contar tudo a Abrão, o he-
Bela (também chamada Zoar). breu, que vivia perto dos grandes car-
3 Estes últimos cinco juntaram as suas valhos de Mamré, o amorreu. Mamré era
forças no vale de Sidim, que agora se irmão de Escol e de Aner, e eles eram ali-
chama mar Morto. 4 Durante doze anos ados de Abrão.
eles estiveram sujeitos a Quedorlaomer, 14 Quando Abrão ouviu que o seu so-

mas no décimo terceiro ano, eles se re- brinho tinha sido capturado, ele reuniu
voltaram. 5 No décimo quarto ano, Que- trezentos e dezoito homens bem treina-
dorlaomer e os reis que estavam com dos, que tinham nascido na sua casa, e
ele, vieram e derrotaram os refains em saiu em perseguição dos inimigos até Dã.
Asterote-Carnaim, os zuzins em Ham, 15 Durante a noite, Abrão e os seus ser-

os emins em Shavé-Quiriataim 6 e os vos atacaram e derrotaram os seus in-


horeus nas montanhas de Edom. Eles os imigos e os perseguiram até Hobá, que
perseguiram até El-Parã*, que fica perto fica ao norte de Damasco. 16 Abrão re-
do deserto. 7 Quando regressavam, Que- cuperou tudo o que o inimigo tinha lev-
dorlaomer e os seus aliados chegaram ado, e libertou o seu sobrinho Ló e tudo
a En-Mispate (também chamada Cades) o que ele tinha, assim como também as
e destruíram tudo o que encontraram mulheres e todos os outros prisioneiros.

*14:6 El-Parã Possível referência à população de Elate, ao extremo sul de Israel,


perto do mar Vermelho.
Gênesis 14:17 18 Gênesis 15:13

17 Quando Abrão regressava, depois de — Ó Senhor DEUS, nada que me possa


ter derrotado Quedorlaomer e os seus dar me dará alegria, pois não tenho fil-
aliados, o rei de Sodoma foi ao seu en- hos. Quando eu morrer, o herdeiro de
contro no vale de Savé, que agora se tudo o que tenho será o meu escravo
chama “vale do Rei”. Eliézer, de Damasco. 3 O Senhor não me
deu nenhum filho; por isso o meu es-
Melquisedeque cravo será quem herdará tudo o que
18 Também Melquisedeque, rei de tenho!
Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, 4 Mas o SENHOR lhe disse:

trouxe vinho e pão e 19 abençoou Abrão — O seu herdeiro não vai ser ele. Você
dizendo: terá um filho e será ele quem herdará
— Abrão, que o Deus Altíssimo, tudo o que você tem.
Criador do céu e da terra, abençoe você. 5 E Deus saiu com Abrão para fora da
20 E louvado seja o Deus Altíssimo, tenda e lhe disse:
que lhe deu esta vitória sobre os seus — Olhe para o céu e conte as estrelas,
inimigos. se puder. Os seus descendentes serão tão
E Abrão deu a Melquisedeque a numerosos como as estrelas.
décima parte de tudo o que tinha obtido 6 Abrão acreditou no SENHOR e, por

na batalha. 21 Depois disso, o rei de causa da sua fé, Deus o aceitou como
Sodoma disse a Abrão: justo*. 7 E Deus lhe disse:
— Você pode ficar com todos os bens. — Eu sou o SENHOR, que tirou você
Só me entregue as pessoas que libertou da cidade de Ur, da terra dos caldeus,
do inimigo. para lhe dar esta terra como herança.
22 Mas Abrão disse ao rei de Sodoma: 8 Então Abrão perguntou:

— Jurei ao SENHOR, o Deus Altíssimo, — Ó Senhor DEUS, como posso ter


o Criador do céu e da terra, 23 que não certeza de que esta terra será minha?
aceitarei nada do que é seu, nem se- 9 E Deus lhe respondeu:

quer um só fio de um cordão das suas — Você deverá me trazer uma bezerra,
sandálias, para que não diga: “Fui eu que uma cabra, e um carneiro. Todos de três
fiz Abrão rico”. 24 Só levarei os homens anos de idade. Traga também uma rola
com quem vim e só aceitarei o que eles e um pombinho.
já comeram. Quanto a Aner, Escol e 10 Abrão trouxe os animais, os cortou

Mamre, eles sim devem receber a parte ao meio e colocou cada metade uma
deles. na frente da outra. Mas ele não cor-
tou as aves. 11 Mais tarde vieram alguns
A aliança de Deus com Abrão abutres para comerem a carne dos ani-

15
disse:
Depois disto, o SENHOR falou
com Abrão numa visão e lhe
mais mortos, mas Abrão os afastou.
12 Ao anoitecer, Abrão ficou com

muito sono e veio sobre ele uma es-


— Abrão, não tenha medo. curidão terrível que o encheu de medo.
Eu sou o seu protetor, 13 E Deus lhe disse:

a sua recompensa será muito grande. — Pode ter certeza de que os seus
2 Mas Abrão lhe disse: descendentes serão imigrantes num país

*15:6Deus (…) justo ou “Deus atribuiu-lhe justiça” ou “Deus considerou a sua fé


como prova de que ele era fiel”.
Gênesis 15:14 19 Gênesis 16:11

que não é deles. Nesse país, eles serão de Canaã, quando Sarai, a sua esposa,
feitos escravos e maltratados durante lhe deu Agar, a sua escrava, para ser
quatrocentos anos. 14 Mas eu castigarei sua mulher. 4 Abrão teve relações com
a nação que os irá escravizar, e os Agar e ela ficou grávida. E quando Agar
seus descendentes sairão de lá livres e viu que estava grávida, começou a ol-
com grandes riquezas. 15 Quanto a você, har com desprezo para a sua senhora. 5 E
viverá muitos anos e depois se juntará Sarai disse a Abrão:
aos seus antepassados em paz. 16 De- — É por sua causa que eu estou
pois de quatro gerações, os seus descen- sofrendo. Fui eu que lhe entreguei a
dentes retornarão aqui, pois a maldade minha escrava nos seus braços. Mas
dos amorreus ainda não chegou ao ponto agora que ela está grávida, ela olha
de serem castigados. para mim com desprezo. Que o SENHOR
17 Quando se fez noite e estava tudo es- julgue quem de nós dois é o culpado.
curo, apareceu um braseiro fumegante e 6 E Abrão disse a Sarai:

uma tocha acesa passando entre os ani- — Ela é a sua escrava. Faça com ela o
mais cortados ao meio.* que achar melhor.
18 Nesse dia o SENHOR fez a seguinte Então Sarai tratou tão mal a sua es-
aliança com Abrão: crava, que Agar teve que fugir dela.
— Darei esta terra aos seus de-
scendentes, desde o ribeiro do Egito† Agar e Ismael
até o grande rio Eufrates, 19 a terra 7O anjo do SENHOR a encontrou no
dos queneus, dos quenezeus, dos cad- deserto, perto de uma fonte de água, que
moneus, 20 dos heteus, dos ferezeus, dos fica no caminho de Sur, 8 e lhe disse:
refains, 21 dos amorreus, dos cananeus, — Agar, escrava de Sarai, de onde vem
dos girgaseus e dos jebuseus. e para onde vai?
E ela lhe respondeu:
Sarai e Agar — Estou fugindo da minha senhora

16 Sarai, a mulher de Abrão, não


tinha dado nenhum filho a
Abrão, mas tinha uma escrava egípcia
Sarai.
9 Depois o anjo do SENHOR disse:

— Volte para a sua senhora e obedeça


chamada Agar. 2 Então ela disse a a ela.
Abrão: 10 O anjo do SENHOR disse também:

— Olhe, o SENHOR não me permitiu — Farei com que tenha muitos filhos.
ter filhos. Portanto, tenha relações sexu- Os seus descendentes serão tantos que
ais com a minha escrava, talvez eu possa ninguém os poderá contar.
ter filhos por meio dela. 11 O anjo do SENHOR lhe disse ainda:

Então Abrão fez o que Sarai lhe disse. — Você está grávida
3 Abrão já tinha vivido dez anos na terra e vai dar à luz um menino.

*15:17 uma tocha (…) ao meio Isso confirmava e selava a aliança que Deus tinha
feito com Abrão já que essa era a maneira como as pessoas faziam um pacto naquela
época. Eles caminhavam pelo meio dos pedaços dos animais que tinham sido corta-
dos em duas metades. Depois eles faziam um juramento. Eles falavam algo parecido
como isto: “Que aconteça comigo o mesmo se eu não cumprir o nosso acordo”. Ver
Jr 34.17-20.
†15:18 ribeiro do Egito Não é o rio Nilo, mas se refere ao “ribeiro de El-Arish”.
Gênesis 16:12 20 Gênesis 17:15

Você irá chamá-lo de Ismael,* 6 Eu lhe darei muitos filhos; de você

pois o SENHOR ouviu o seu sofrimento. nascerão reis e grandes nações. 7 Esta-
12 Ele viverá livre como um jumento belecerei a minha aliança com você e
selvagem, com os seus descendentes, por todas as
mas ele não estará longe dos seus irmãos. gerações. Será uma aliança que não terá
Ele lutará contra eles fim. Prometo ser o seu Deus e o Deus
e eles contra ele.† dos seus descendentes. 8 Darei a você e
13 E Agar deu este nome ao SENHOR, aos seus descendentes a terra onde está
que tinha falado com ela: “O Deus que agora vivendo como estrangeiro. Você e
me vꔇ, pois ela disse: “Aqui eu vi os seus descendentes possuirão toda a
aquele que me vê”. 14 Por isso, esse poço terra de Canaã para sempre. E eu serei
foi chamado “Poço de aquele que vive e o seu Deus.
que me vꔶ. O poço encontra-se entre 9 Depois Deus disse a Abraão:

Cades e Berede. — Mas você deverá cumprir a sua


15 Assim Agar deu à luz um filho de parte da minha aliança, você e os seus
Abrão, e Abrão lhe deu o nome de Is- descendentes, por todas as gerações. 10 E
mael. 16 Abrão tinha oitenta e seis anos esta é a aliança que devem cumprir, a
de idade quando Agar deu à luz o seu aliança que faço com você e com os seus
filho Ismael. descendentes: todos os seus homens dev-
erão ser circuncidados. 11 A circuncisão
A circuncisão, sinal da aliança será o sinal da aliança que existe entre

17 Quando Abrão tinha noventa e


nove anos, o SENHOR apareceu-
lhe e disse:
mim e vocês.
12 — De agora em diante, todo menino

que nascer na sua casa deverá ser cir-


— Eu sou o Deus Todo-Poderoso.§ cuncidado oito dias depois do seu nasci-
Viva em comunhão comigo, sendo sem- mento. E todo o escravo comprado a um
pre fiel. 2 Se você fizer isso, eu confir- estrangeiro deverá também ser circunci-
marei a minha aliança com você e lhe dado, mesmo que não seja seu descen-
darei muitos descendentes. dente. 13 Tanto o escravo nascido na sua
3 Abrão inclinou-se diante de Deus, e casa, como o escravo comprado deverá
Deus lhe disse: ser circuncidado. Desta forma, o corpo
4 — Esta é a aliança que faço com você: de vocês será marcado com o sinal da
você será o pai de muitas nações. 5 A par- minha aliança eterna. 14 O homem que
tir de agora, o seu nome já não será mais não for circuncidado deverá ser elimi-
Abrão,** mas sim Abraão,†† pois eu lhe nado‡‡ do meio do seu povo, já que que-
farei pai de muitas nações. brou a minha aliança.
15 Deus disse também a Abraão:

*16:11 Ismael Ismael significa “Deus ouve”.


†16:12 Ele lutará (…) ele ou “Ele os ajudará e eles o ajudarão”.
‡16:13 O Deus que me vê Literalmente, “El-Roi”.
¶16:14 Poço de aquele que vive e que me vê Literalmente, “Beer-Lahai-Roi”.
§17:1 Deus Todo-Poderoso Literalmente, “El-Shadai”.
**17:5 Abrão Significa “Pai grande”.
††17:5 Abraão Significa “Pai de multidões”.
‡‡17:14 eliminado Isto significava que esse homem seria expulso da sua família e
perderia a sua herança.
Gênesis 17:16 21 Gênesis 18:10

— Quanto à sua esposa, já não a


chame de Sarai. O seu nome de agora em Os três visitantes
diante será Sara*. 16 Eu a abençoarei e
lhe darei um filho por meio dela. Ela será
mãe de muitas nações e dela nascerão
18 O SENHOR apareceu a Abraão
perto dos carvalhos de Mamre.
Abraão estava sentado na entrada da sua
reis para as nações. tenda porque era a hora mais quente
17 Então Abraão inclinou-se diante de do dia. 2 Abraão levantou os olhos e viu
Deus e riu dizendo para si mesmo: “Pode três homens em pé, a pouca distância
um homem de cem anos ter um filho? dele. Quando os viu, correu desde a en-
Pode Sara, com noventa anos, dar à luz trada da sua tenda até onde eles es-
um menino?” tavam. Chegando diante deles, se incli-
18 E Abraão disse a Deus: nou e 3 disse:
— Que Ismael receba a sua bênção. — Senhor, se mereço o seu favor, peço
19 Mas Deus respondeu: que fique um pouco com este seu servo.
— Não! Será Sara, a sua mulher, que 4 Mandarei buscar um pouco de água

vai lhe dar um filho. E você lhe dará para lavarem os pés e, depois, poderão
o nome de Isaque†. Eu estabelecerei a descansar debaixo da sombra desta ár-
minha aliança com ele e com a sua de- vore. 5 Irei também trazer um pouco de
scendência depois dele. 20 Também ouvi pão para poderem recuperar as forças
o seu pedido a favor de Ismael e tam- antes de partirem. Deixem que eu, o seu
bém o abençoarei. Ele terá muitos fil- servo, faça isso, já que me visitaram.
hos e será pai de doze chefes. Eu farei Então eles disseram:
dele uma grande nação. 21 Mas a minha — Está bem, faça como disse.
aliança será feita com Isaque, o filho que 6 Abraão correu para a tenda onde es-

Sara vai lhe dar daqui a um ano. tava Sara e lhe disse:
22 Quando acabou de falar com — Depressa! Amasse três medidas da
Abraão, Deus subiu e se afastou de melhor farinha e faça pão.
Abraão. 23 Naquele mesmo dia, Abraão 7 Depois correu para o curral, escolheu

fez o que Deus tinha lhe mandado fazer. um vitelo bom e gordo e o deu ao seu
Ele circuncidou o seu filho Ismael, todos servo, que o cozinhou rapidamente. 8 En-
os escravos que tinham nascido na sua tão Abraão serviu aos homens o vitelo
casa ou que tinham sido comprados e que tinha preparado e também lhes ofer-
todos os outros homens da sua casa. eceu manteiga e leite. Abraão ficou de
24 Abraão tinha noventa e nove anos pé ao lado deles, pronto para servir, en-
quando foi circuncidado. 25 E o seu quanto eles comiam debaixo da árvore.
filho Ismael tinha treze anos quando foi 9 E eles lhe perguntaram:

circuncidado. 26 Abraão e o seu filho — Onde está a sua esposa Sara?


Ismael foram circuncidados naquele E ele respondeu:
mesmo dia. 27 E todos os escravos, — Está ali, na tenda.
nascidos na sua casa ou comprados com 10 Um deles lhe disse:

o seu dinheiro a um estrangeiro, foram — Pode ter certeza de que quando eu


também circuncidados com ele. voltar na próxima primavera, a sua es-
posa, Sara, terá um filho.

*17:15 Sara Palavra hebraica que significa “princesa”.


†17:19 Isaque Este nome significa “aquele que ri”.
Gênesis 18:11 22 Gênesis 18:30

Sara estava ouvindo a conversa na ao SENHOR. 23 Abraão se aproximou


entrada da tenda, atrás de Abraão. dele e perguntou:
11 Abraão e Sara eram velhos e Sara já — O Senhor está pensando em de-
tinha passado da idade de ter filhos. struir tanto as pessoas boas como as pes-
12 Então ela riu para si mesma e pensou: soas más? 24 E se na cidade viverem cin-
“Até parece que vou ter essa alegria es- quenta pessoas boas? O Senhor iria de-
tando eu e o meu marido velhos”. 13 En- struir toda a cidade? Tenho certeza de
tão o SENHOR disse a Abraão: que o Senhor iria perdoar a cidade por
— Sara riu e disse não acreditar que causa daquelas cinquenta pessoas que
ela venha a ter um filho por já estar vivem lá. 25 Não posso imaginar o Sen-
muito velha. Por que é que Sara riu e hor matando tanto as pessoas boas como
disse isso? 14 Será que há alguma coisa as pessoas más. Se isso chegasse a acon-
impossível para o SENHOR? Voltarei a tecer, tanto as pessoas boas (que não
você na próxima primavera e Sara terá merecem ser castigadas) como as pes-
um filho. soas más (que merecem ser castigadas)
15 Mas Sara teve medo e mentiu, seriam tratadas da mesma maneira: to-
dizendo: das elas seriam castigadas. Já que o Sen-
— Eu não ri. hor é o Juiz do mundo inteiro, o Senhor
E o Senhor lhe disse: não pode fazer tal injustiça!
— Sim, você riu. 26 Então o SENHOR disse:
16 Então os três homens se levantaram — Se eu encontrar cinquenta pes-
para partir. Olharam para Sodoma e soas boas em Sodoma, perdoarei toda a
caminharam nessa direção. E Abraão os cidade por causa delas.
acompanhou para se despedir. 27 E Abraão disse:

— Já que me atrevi a falar assim com


Abraão intercede por Sodoma o Senhor, embora eu não seja mais do
17 O SENHOR disse: que pó e cinza, 28 deixe-me perguntar, o
— Não vou esconder de Abraão o que acontecerá se faltarem cinco pessoas
que vou fazer. 18 Ele vai dar origem a para completar as cinquenta? O Sen-
uma grande e poderosa nação. Além hor destruirá a cidade só porque faltam
disso, todas as nações do mundo serão cinco?
abençoadas por meio dele. 19 Eu o es- E o Senhor disse:
colhi para que ensine aos seus filhos e — Não destruirei a cidade se eu encon-
aos seus descendentes a fazerem a von- trar lá quarenta e cinco pessoas boas.
tade do SENHOR. Eles deverão praticar 29 E Abraão voltou a perguntar:

o que é justo e bom. Assim eu, o SEN- — O que acontecerá se só encontrar


HOR, darei a ele tudo o que lhe prometi. quarenta pessoas boas?
20 Então o SENHOR disse: E o Senhor disse:
— São tantas as acusações contra — Não destruirei a cidade se eu encon-
Sodoma e Gomorra, e os seus pecados trar lá quarenta pessoas boas.
são tão graves, 21 que decidi descer para 30 Abraão voltou a falar:

ver se realmente foi feito todo o mal que — Senhor, por favor, não se irrite
tenho ouvido. comigo por falar de novo. Mas se só en-
22 Dois dos homens partiram em di- contrar lá trinta pessoas boas?
reção a Sodoma. Mas Abraão ficou junto E o Senhor respondeu:
Gênesis 18:31 23 Gênesis 19:13

— Não destruirei a cidade se eu encon- novos e velhos, cercaram a casa.


trar lá trinta pessoas boas. 5 Chamaram Ló e lhe disseram:
31 Abraão continuou: — Onde estão os homens que
— Sou demasiado atrevido ao falar chegaram aqui esta noite? Mande-os
com o Senhor, mas o que acontecerá se sair para podermos ter relações sexuais
só encontrar lá vinte pessoas boas? com eles.
E o Senhor respondeu: 6 E Ló saiu para fora da casa, fechou a

— Se eu encontrar lá vinte pessoas porta atrás de si 7 e lhes disse:


boas, não destruirei a cidade. — Meus amigos, por favor, não façam
32 Finalmente Abraão disse: uma coisa tão má! 8 Tenho duas fil-
— Senhor, por favor, não se irrite has que nunca tiverem relações sexuais
comigo, pois vou falar mais uma vez. O com nenhum homem. Vou trazê-las e
que acontecerá se encontrar lá só dez poderão fazer com elas o que desejarem,
pessoas boas? mas não façam nada a estes senhores.
E o Senhor lhe disse: Eles são meus hóspedes e estão debaixo
— Não destruirei a cidade se eu encon- da minha proteção.*
trar lá dez pessoas boas. 9 Mas eles responderam:
33 Quando acabou de falar com — Saia da nossa frente!
Abraão, o SENHOR partiu. E Abraão E falaram entre eles:
voltou para a sua casa. — Este homem chegou aqui como es-
trangeiro e agora quer nos dizer o que
A visita dos anjos a Ló devemos fazer!

19 Os dois anjos chegaram à cidade


de Sodoma no fim da tarde e
Ló estava sentado perto da entrada da
Depois, virando-se para Ló, disseram:
— Vamos fazer com você algo pior do
que a eles!
cidade. Quando os viu, Ló se levantou e Então empurraram Ló e se aproxi-
foi ao seu encontro. Inclinando-se diante maram da porta para arrombá-la.
deles, 2 disse: 10 Mas os dois anjos agarraram Ló

— Senhores, por favor, venham ficar e o puxaram para dentro da casa, e


na minha casa, passem lá a noite e fecharam a porta. 11 Depois fizeram com
lavem os pés. Eu serei como o seu servo. que todos os homens, tanto os jovens
Amanhã poderão se levantar cedo e con- como os velhos, que estavam lá fora, fi-
tinuar a viagem. cassem cegos e não pudessem encontrar
Os anjos responderam: a porta.
— Não é preciso. Passaremos a noite
na rua. Destruição de Sodoma e Gomorra
3 Mas Ló insistiu tanto, que os anjos 12 Os dois anjos então perguntaram a
aceitaram e foram com ele para a sua Ló:
casa. Então Ló mandou preparar um bom — Há mais alguém da sua família na
jantar e assar pães sem fermento. Logo cidade? Saia deste lugar e leve com você
os anjos comeram. os seus filhos, as suas filhas, os maridos
4 Mais tarde, antes dos anjos se das suas filhas e todos os seus parentes,
deitarem, todos os homens de Sodoma, 13 porque vamos destruir esta cidade. A

*19:8 debaixo da minha proteção A tradição da época exigia que o hóspede fosse
protegido a todo custo.
Gênesis 19:14 24 Gênesis 19:34

maldade que há nela é tanta que já enxofre sobre Sodoma e Gomorra. 25 As-
chegou até o SENHOR, e ele nos enviou sim ele destruiu essas cidades, o vale, to-
para destruí-la. dos os habitantes e tudo o que crescia no
14 Então Ló saiu e foi falar com os solo.
maridos das suas filhas: 26 Aconteceu também que a esposa de

— Depressa, saiam deste lugar, porque Ló olhou para trás e ficou transformada
o SENHOR vai destruir esta cidade. numa estátua de sal.
Mas os seus genros pensavam que ele 27 Abraão levantou-se de manhã cedo

estava brincando. 15 Ao amanhecer, os e foi ao lugar onde tinha se encontrado


anjos insistiram com Ló, dizendo: com o SENHOR. 28 Olhou para Sodoma,
— Depressa, leve a sua esposa e as suas Gomorra e todo o vale, e só viu nuvens
duas filhas que estão aqui! Se você não de fumaça que subiam da terra, como a
sair, será destruído quando esta cidade fumaça que sai de uma fornalha.
for castigada. 29 Quando Deus destruiu as cidades do
16 Mesmo assim, Ló demorava em par- vale, lembrou-se de Abraão e salvou Ló
tir. Então os anjos o agarraram pela mão, daquela destruição.
e também a sua mulher e as suas fil-
has, porque o SENHOR teve compaixão As filhas de Ló
de Ló, e os levaram para fora da cidade. 30 Ló partiu de Zoar e foi viver nas
17 Depois um deles disse: montanhas com as suas duas filhas,
— Fuja, salve a sua vida! Não olhe porque tinha medo de viver em Zoar. Ele
para trás, nem pare em nenhum vale. e as suas duas filhas foram viver numa
Corra para as montanhas, senão será caverna. 31 E a filha mais velha disse à
destruído. outra:
18 Mas Ló disse: — Nosso pai está velho e não há aqui
— Por favor, meu senhor, 19 tem sido nenhum homem para nos dar filhos,
muito bom comigo, o seu servo, e salvou como é costume em todo lugar. 32 Vamos
a minha vida. Mas se eu correr até as dar vinho ao nosso pai até ele ficar em-
montanhas esta destruição irá me al- briagado, depois deitemo-nos com ele.
cançar e matar antes de eu chegar lá. Assim poderemos ter filhos do nosso pai
20 Olhe, aquela cidade fica mais perto. e a nossa família continuará existindo.
Deixe-me escapar para lá e não a de- 33 Nessa noite elas deram vinho ao seu

strua. Não é mesmo uma cidade pe- pai e ele ficou embriagado. Então a filha
quena? Assim poderei salvar a minha mais velha teve relações com o pai, sem
vida. que ele se desse conta dela ter se deitado
21 Então o anjo lhe disse: ou levantado da cama.
— Está bem, vou fazer o que acaba de 34 No dia seguinte, a filha mais velha

me pedir, não destruirei aquela cidade. disse à outra:


22 Fuja! Vá depressa, porque não posso — Ontem à noite me deitei com o
fazer nada até você chegar lá. nosso pai. Vamos também embriagá-
Por isso, essa cidade foi chamada lo esta noite e você irá se deitar com
Zoar*. ele. Assim nós poderemos ter filhos do
23 Ló chegou a Zoar ao amanhecer. nosso pai e a nossa família continuará
24 Então o SENHOR fez chover fogo e existindo.

*19:22 Zoar Este nome significa “pequena”.


Gênesis 19:35 25 Gênesis 20:18

35 Nessa noite elas deram vinho ao seu ter certeza de que você e toda a sua
pai e ele ficou embriagado. Então a filha família morrerão.
mais nova teve relações com o pai, sem 8 Abimeleque se levantou cedo no dia

que ele se desse conta dela ter se deitado seguinte, chamou os seus servos e lhes
ou levantado da cama. contou o sonho que teve. Eles ficaram
36 As duas filhas de Ló ficaram grávi- cheios de medo. 9 Então Abimeleque
das do próprio pai. 37 E a filha mais chamou Abraão e lhe disse:
velha deu à luz um filho, a quem deu o — Por que você nos fez isso? Que mal
nome de Moabe*. Ele é o pai de todos eu lhe fiz para você fazer cair um pecado
os moabitas que existem no dia de hoje. tão grande sobre mim e sobre o meu
38 E a filha mais nova também deu à luz reino? O que você me fez não se faz a
um filho, a quem deu o nome de Ben- ninguém.
Ami†. Ele é o pai de todos os amonitas 10 E Abimeleque perguntou a Abraão:

que existem no dia de hoje. — O que foi que levou você a fazer
uma coisa dessas?
Abraão em Gerar 11 Abraão respondeu:

20 Abraão partiu dali para o sul de


Canaã. Ficou por algum tempo
vivendo entre Cades e Sur. Enquanto
— É que eu pensei: “Neste lugar,
ninguém respeita a Deus. E são capazes
de me matar para ficarem com a minha
vivia como estrangeiro em Gerar, 2 dizia mulher”. 12 E também é verdade que
que Sara, sua esposa, era sua irmã. E Sara é minha irmã. Ela é filha do meu
Abimeleque, rei de Gerar, mandou bus- pai, mas não é filha da minha mãe; por
car Sara e ficou com ela. 3 Certa noite isso eu me casei com ela. 13 Quando Deus
Deus falou com Abimeleque num sonho me fez sair da casa do meu pai, eu disse
e lhe disse: à minha mulher: “Por favor, em todos os
— Você vai morrer porque foi buscar lugares para onde formos, diga que eu
uma mulher que já é casada. sou seu irmão”.
4 Mas Abimeleque ainda não tinha se 14 Então Abimeleque deu a Abraão

deitado com ela e por isso disse: ovelhas, bois, escravos e escravas e tam-
— Senhor, você vai matar um povo in- bém lhe devolveu a sua esposa Sara.
ocente? 5 Não foi o homem que me disse: 15 Abimeleque também lhe disse:

“Ela é minha irmã”? E até ela mesma me — As minhas terras estão à sua dis-
disse: “Ele é meu irmão”. Eu fiz isto de posição, pode viver onde quiser.
boa consciência e inocentemente. 16 E disse a Sara:
6 Então Deus lhe disse no sonho: — Dei mil peças de prata ao seu irmão.
— Sei que você agiu de boa consciên- Fiz isso para proteger a sua reputação,
cia. Por isso, não deixei você pecar con- para que todos os que conhecem você
tra mim e o impedi de tocar nela. 7 Agora saibam que não é culpada de nada.
devolva a mulher ao seu marido. Ele é 17 Depois Abraão orou a Deus, e Deus

um profeta e vai orar por você para que curou a Abimeleque, à sua esposa e às
não morra. Mas se não a devolver, pode suas servas. E elas voltaram a ter filhos.
18 Pois o SENHOR tinha feito com que

*19:37 Moabe Em hebraico este nome é parecido com a expressão “pelo meu pai”.
†19:38 Ben-Ami Em hebraico este nome é parecido com a expressão “filho do meu
parente”.
Gênesis 21:1 26 Gênesis 21:22

nenhuma mulher da casa de Abimeleque — Não fique preocupado por causa do


pudesse ter filhos, por causa do que menino e da escrava. Faça o que Sara lhe
tinha acontecido com Sara, mulher de pediu, pois os descendentes que eu lhe
Abraão. prometi virão por meio de Isaque. 13 Mas
farei de Ismael, o filho da escrava, uma
Sara tem um filho grande nação porque ele é seu filho.

21 O SENHOR veio abençoar Sara, 14 No dia seguinte, Abraão se levantou

como disse antes. O SENHOR cedo e foi buscar comida e uma vasilha
cumpriu o que tinha prometido a Sara. com água para dá-los a Agar. Ele a aju-
2E ela ficou grávida e deu um filho a dou a colocar tudo sobre os ombros, en-
Abraão quando ele já era velho. O seu tregou o menino a ela e a mandou em-
filho nasceu no tempo exato prometido bora. Então Agar saiu e ficou andando
por Deus. 3 E Abraão deu o nome de pelo deserto de Berseba, sem saber para
Isaque* ao seu filho. 4 Oito dias depois onde ir.
de ele ter nascido, Abraão circuncidou 15 Quando acabou a água da vasilha,

o seu filho Isaque, conforme Deus tinha Agar deixou o menino debaixo da som-
lhe ordenado. bra de um arbusto. 16 E se afastou um
5 Abraão tinha cem anos de idade pouco para não vê-lo, porque não que-
quando Isaque, o seu filho, nasceu. 6 E ria ver o seu filho morrer. Sentou-se e
Sara disse: começou a chorar dando altos gritos.
— Deus me fez rir e todos os que sou- 17 Mas Deus ouviu o menino chorando,

berem disso vão rir comigo. e o anjo de Deus perguntou do céu:


7 E acrescentou: — O que aconteceu, Agar? Não tenha
— Quem iria dizer a Abraão que eu medo, Deus ouviu o menino chorando no
ainda iria amamentar filhos? No en- lugar onde o deixou. 18 Levante-se! Vá
tanto, eu lhe dei um filho sendo ele já buscá-lo e não o deixe, pois eu farei dele
velho. uma grande nação.
8 O menino foi crescendo até que 19 Depois Deus fez com que ela visse

chegou a idade de deixar de mamar. En- uma fonte de água. E ela encheu a sua
tão Abraão fez uma grande festa. 9 E Sara vasilha e foi dar água ao menino.
viu que Ismael, o filho de Agar, a egíp- 20 Deus esteve com o menino. Ele

cia, estava rindo† de Isaque.‡ 10 Então ela cresceu e viveu no deserto e se tornou
disse a Abraão: num atirador de flechas. 21 Ele ficou
— Você tem que mandar embora essa morando no deserto de Parã. E a sua mãe
escrava e o seu filho, porque de maneira o casou com uma mulher do Egito.
nenhuma o filho dessa escrava vai ser
herdeiro com o meu filho Isaque. Aliança entre Abraão e Abimeleque
11 Para Abraão este pedido era uma 22 Nesse tempo, Abimeleque acompan-

coisa muito má, porque Ismael também hado de Ficol, chefe do seu exército,
era seu filho. 12 Mas Deus disse a Abraão: disse a Abraão:

*21:3 Isaque Este nome significa “aquele que ri” ou “ele é feliz”.
†21:9 estava rindo A palavra “rir” em hebraico forma um trocadilho com o nome
Isaque. Também significa, “zombar de alguém”.
‡21:9 de Isaque Segundo a LXX. O texto hebraico não tem o nome.
Gênesis 21:23 27 Gênesis 22:8

— Deus está com você em tudo o que


faz. 23 Portanto, prometa diante de Deus Deus prova a fé de Abraão
que não vai me trair, nem a mim nem
aos meus filhos, nem aos meus descen-
dentes. Que assim como eu sempre tenho
22
o:
Algum tempo depois Deus pôs à
prova a fé de Abraão, chamando-

lhe feito bem, você também fará bem a — Abraão!


mim e à minha terra, a terra onde foi E ele respondeu:
bem recebido. — Estou aqui!
24 Então Abraão lhe disse: 2 E Deus lhe disse:

— Prometo. — Leve com você o seu filho, o


25 No entanto Abraão se queixou a seu único filho, o seu filho amado,
Abimeleque por causa de um poço Isaque, e vá para a região de Moriá.
de água que os servos de Abimeleque Quando chegar lá, ofereça-o como sacri-
tinham tirado dele. 26 Abimeleque lhe fício queimado num dos montes que eu
respondeu: lhe indicar.
— Não sabia que alguém tinha feito 3 Na manhã seguinte Abraão levantou-

isso. Você não me disse nada e só agora se cedo e preparou o seu jumento. De-
fiquei sabendo. pois de cortar a lenha para o sacrifício,
27 Então Abraão foi buscar ovelhas e partiu para o lugar que Deus tinha lhe
bois, deu os animais a Abimeleque, e os indicado, levando com ele dois dos seus
dois fizeram uma aliança. 28 Abraão sep- servos e Isaque. 4 No terceiro dia, Abraão
arou sete* ovelhas do resto do rebanho. viu de longe o lugar para onde iam. 5 E
29 E Abimeleque lhe perguntou: Abraão disse aos seus servos:
— Que significam estas sete ovelhas — Fiquem aqui com o jumento. Eu e
que separou das outras? o meu filho vamos um pouco mais adi-
30 Abraão respondeu: ante para adorar a Deus. Depois disso,
— Aceite estas sete ovelhas que lhe voltaremos aqui.
dou como prova de que fui eu quem 6 Abraão então pegou na lenha que

cavei este poço. tinha para o sacrifício e a colocou nos


31 Foi por isso que o poço foi chamado ombros do seu filho Isaque. Ele mesmo
de Berseba†, porque foi ali que am- levava o fogo e a faca, e os dois foram
bos fizeram um juramento. 32 Depois caminhando juntos. 7 Enquanto camin-
de concluírem a aliança em Berseba, havam, Isaque disse ao seu pai Abraão:
Abimeleque e Ficol, o chefe do seu — Pai!
exército, voltaram para a terra dos Abraão respondeu:
filisteus. — Sim, meu filho.
33 Abraão plantou uma árvore, uma Isaque perguntou:
tamargueira, em Berseba e ali adorou ao — Temos aqui a lenha e o fogo,
SENHOR, o Deus eterno. 34 Abraão viveu mas onde está o cordeiro que vamos
como imigrante na terra dos filisteus du- sacrificar?
rante muito tempo. 8 Abraão respondeu:

*21:28 sete Este número em hebraico é semelhante à palavra hebraica “juramento”


ou “promessa” e, à segunda parte da palavra Berseba (seba). Os sete animais eram
uma prova da promessa.
†21:31 Berseba Este nome significa “Poço do Juramento”.
Gênesis 22:9 28 Gênesis 23:10

— É o próprio Deus quem vai nos dar ram para Berseba, onde Abraão ficou
o cordeiro para o sacrifício, meu filho. vivendo.
Então os dois continuaram no seu 20 Algum tempo depois, alguém disse

caminho. 9 Quando chegaram ao lugar a Abraão:


que Deus tinha indicado, Abraão fez um — Milca também deu filhos ao seu ir-
altar e colocou a lenha sobre ele. Depois mão Naor: 21 Uz é o mais velho, Buz é
amarrou o seu filho e o colocou em cima o seu irmão. Depois ainda há: Quemuel
da lenha do altar. 10 Então Abraão esten- (o pai de Aram), 22 Quésede, Hazo, Pil-
deu a mão e agarrou a faca para matar das, Jidlaf e Betuel. 23 Betuel foi pai de
o seu filho. 11 Mas o anjo do SENHOR o Rebeca. Milca teve esses oito filhos de
chamou do céu: Naor, o irmão de Abraão. 24 Naor tam-
— Abraão! Abraão! bém teve outros filhos pela sua concu-
E Abraão respondeu: bina Reumá: Tebá, Gaã, Taás e Maaca.
— Estou aqui.
12 E o anjo disse: A morte de Sara
— Não levante a mão contra o seu
filho, não lhe faça mal. Agora eu sei que
você honra a Deus,* pois não poupou o
23 Sara viveu cento e vinte e sete
anos. 2 Ela morreu em Quiriate-
Arbá, que é Hebrom, na terra de Canaã.
seu filho, o seu único filho. Abraão lamentou e chorou a sua morte.
13 Abraão levantou os olhos e viu um 3 Depois Abraão saiu do lugar onde es-

carneiro preso pelos chifres num ar- tava o corpo da sua esposa e foi falar com
busto. Então foi apanhá-lo e ofereceu- os heteus. Ele lhes disse:
o em sacrifício, no lugar do seu filho. 4 — Eu sou um imigrante que vive
14 Abraão chamou a esse lugar: “O SEN- entre vocês, peço que me vendam um
HOR é quem vai providenciar”. Por isso, terreno onde possa enterrar a minha
ainda hoje se diz: “No monte o SENHOR esposa.
vai providenciar”. 5 Os heteus disseram a Abraão:
15 Pela segunda vez o anjo do SENHOR 6 — Ouça-nos, senhor, você é um

chamou do céu a Abraão 16 e disse: príncipe de Deus que vive entre nós. En-
— Eu, o SENHOR, juro por mim terre a sua esposa no melhor dos nossos
mesmo que por você ter feito isto, não sepulcros. Nenhum de nós recusará dar-
me negando o seu filho, o seu único lhe um lugar para enterrar a sua esposa.
filho, 17 eu certamente abençoarei você 7 Então Abraão se levantou e inclinou-

e lhe darei muitos descendentes. Os seus se diante dos heteus, 8 e lhes disse:
descendentes serão tantos como as es- — Já que permitem que eu enterre
trelas do céu e como a areia da praia aqui a minha esposa, falem por mim
do mar. Eles irão possuir as cidades dos a Efrom, filho de Zoar, 9 para que me
seus inimigos. 18 Também juro que todas venda a caverna de Macpela, que fica no
as nações do mundo serão abençoadas fim do seu campo. Eu comprarei a cav-
através da sua descendência, porque erna por um preço justo e ficarei sendo
você me obedeceu. dono do sepulcro.
19 Abraão voltou ao lugar onde es- 10 Efrom estava sentado entre os

tavam os seus servos e juntos parti- heteus, perto da porta da cidade. En-

*22:12 honra a Deus ou “teme a Deus”.


Gênesis 23:11 29 Gênesis 24:11

tão ele disse a Abraão diante dos outros tudo. 2 Então chamou o seu servo mais
heteus e de todos os que passavam: antigo, o servo responsável por tudo o
11 — Não, meu senhor, eu lhe ofereço que ele possuía, e lhe disse:
a caverna e todo o campo. Digo isto na — Coloque a sua mão debaixo da
frente de todo o meu povo. Pode enterrar minha coxa.† 3 Quero que me prometa,
a sua esposa. diante do SENHOR, Deus do céu e da
12 Abraão se inclinou diante dos terra, que você não vai escolher para ser
heteus 13 e disse a Efrom diante de esposa do meu filho nenhuma das mul-
todos: heres dos cananeus, no meio dos quais
— Ouça o que eu vou dizer, por favor. estou vivendo. 4 Mas irá à minha terra e
Aceite que eu pague o preço do campo. lá escolherá uma esposa para o meu filho
Aceite o dinheiro para que eu possa en- Isaque. Uma esposa que seja da minha
terrar a minha esposa. família.
14 Efrom respondeu a Abraão: 5 Então o servo lhe disse:
15 — Senhor, ouça o que eu digo. — E se a mulher não quiser deixar a
Essa terra vale quatrocentas moedas* de sua terra e vir comigo para aqui? Devo
prata. Mas não é isso que é importante. então fazer com que o seu filho volte
Portanto, vá enterrar a sua esposa. para a terra de onde veio?
16 Assim Abraão chegou a um acordo 6 Abraão respondeu:

com Efrom e lhe entregou o montante de — Nunca faça isso! Não leve o meu
prata que os dois tinham concordado di- filho para esse lugar! 7 O SENHOR, Deus
ante dos heteus; comprou o campo por do céu, me tirou da casa do meu pai e
quatrocentas moedas de prata. da minha terra e me trouxe para aqui.
17 Então o campo de Efrom em E jurou que ele iria dar esta nova terra
Macpela, perto de Mamre, o próprio à minha família. Deus vai enviar o seu
campo e a caverna, todas as árvores anjo para estar com você, para que possa
do campo e toda a área em volta trazer daquela terra uma esposa para
da caverna, passaram a pertencer o meu filho. 8 Se a mulher falar que
legalmente a Abraão. 18 Isso foi feito não quer vir, você ficará livre desta
na presença dos heteus e de todos os promessa. Mas não leve o meu filho para
que estavam presentes perto da entrada lá.
da cidade. 19 E Abraão enterrou a sua 9 O servo colocou a sua mão debaixo

esposa Sara na caverna do campo da coxa do seu senhor Abraão e prome-


de Macpela, perto de Mamre, que é teu fazer assim.
Hebrom, na terra de Canaã. 20 Assim, o 10 O servo levou consigo dez dos

campo e a caverna dos heteus passaram camelos do seu senhor e do melhor


a pertencer legalmente a Abraão, para que Abraão tinha e partiu para a
ali poder sepultar os seus mortos. Mesopotâmia, em direção à cidade onde
Naor tinha vivido.
Uma esposa para Isaque 11 Chegou lá de tarde, na hora em que

24 Abraão tinha muitos anos e o


SENHOR tinha o abençoado em
as mulheres costumam ir buscar água. E
fez com que os camelos se ajoelhassem

*23:15moedas Literalmente, “siclos”. Ver a tabela de pesos e medidas.


†24:2Coloque (…) coxa Era o costume fazer isso quando alguém fazia uma
promessa muito importante. Também mostrava que Abraão confiava nesse servo.
Gênesis 24:12 30 Gênesis 24:31

perto do poço que ficava fora da cidade. ria ter certeza de que o SENHOR tinha
12 Então o servo fez esta oração: respondido ao seu pedido e feito com
— Ó SENHOR, Deus do meu senhor que a sua viagem tivesse bom resul-
Abraão, peço-lhe que tudo dê certo hoje. tado. 22 Quando os camelos acabaram de
Que seja bondoso com o meu senhor beber, o servo ofereceu a Rebeca para
Abraão. 13 Vou ficar aqui, perto deste pôr no nariz um brinco de ouro que
poço, esperando que as jovens desta pesava seis gramas e duas pulseiras de
cidade venham buscar água. 14 E vou ouro que pesavam cem gramas.* 23 E lhe
pedir a uma delas: “Por favor, incline perguntou:
um pouco o seu cântaro para eu beber — Quem é o seu pai? Será que há lugar
água”. Faça com que aquela que me re- na casa do seu pai para mim e para os
sponder: “Beba, e também vou dar água homens que estão comigo? Precisamos
aos seus camelos”, seja a mulher que de um lugar para ficar esta noite e alo-
escolheu para o seu servo Isaque. As- jarmos os animais.
sim saberei que foi bondoso com o meu 24 Rebeca respondeu:

senhor. — Meu pai é Betuel, ele é filho de


15 E antes que ele terminasse a oração, Milca e Naor.
chegou ali uma jovem chamada Re- 25 E disse também:

beca. Ela era filha de Betuel, filho de — Sim, temos muita palha e forragem
Milca, esposa de Naor, o irmão de para os camelos e também temos lugar
Abraão. Ela trazia o seu cântaro no onde vocês podem dormir.
ombro. 16 A jovem era muito linda e 26 O servo se inclinou em adoração ao

era virgem, nunca tendo dormido com SENHOR, 27 e disse:


nenhum homem. Ela desceu ao poço e — Bendito seja o SENHOR, Deus do
encheu o seu cântaro. Quando ela subia meu senhor Abraão, que lhe mostrou o
para ir embora, 17 o servo correu ao seu seu amor e a sua bondade e me trouxe
encontro e lhe disse: até à casa da família do meu amo.
— Por favor, dê-me um pouco da água 28 Rebeca correu para a sua casa e

do seu cântaro. contou à sua família tudo o que tinha


18 Rebeca disse: acontecido. 29 Então o seu irmão, Labão,
— Beba, meu senhor. saiu correndo para se encontrar com o
E rapidamente baixou o seu cântaro e homem que estava junto ao poço. 30 Pois
agarrando-o com as mãos lhe deu água ele ouviu Rebeca contando tudo o que
para ele beber. 19 Depois de ter lhe dado o homem lhe disse. Também ele viu o
água, ela lhe disse: brinco e as pulseiras que a sua irmã tinha
— Também vou dar de beber aos seus nos braços. Labão encontrou o homem
camelos até eles ficarem satisfeitos. de pé, junto ao poço, ao lado dos seus
20 Então, rapidamente, ela esvaziou o camelos, 31 e lhe disse:
seu cântaro no bebedouro e correu até o — Venha comigo, abençoado do SEN-
poço para buscar mais água para todos HOR, não fique aqui fora. Já tenho tudo
os camelos. preparado em casa e um lugar para os
21 Entretanto, o servo de Abraão obser- seus camelos.
vava o que ela fazia em silêncio. Que-

*24:22 Literalmente, as medidas são dadas em “becas” e “siclos”. Ver a tabela de


pesos e medidas.
Gênesis 24:32 31 Gênesis 24:54

32 Então o servo de Abraão entrou em vier buscar água, eu pedirei a ela que
casa. Labão descarregou os camelos e me dê de beber um pouco do seu cân-
lhes deu palha e forragem. E deu água taro. 44 Se ela me responder que sim e
ao servo de Abraão e aos homens que também se oferecer para dar água aos
estavam com ele para lavarem os pés. meus camelos, que seja ela a mulher que
33 Depois disso Labão quis servir a co- o SENHOR escolheu para ser esposa do
mida ao servo de Abraão, mas ele disse: filho do meu senhor”.
— Não vou comer até falar o que devo 45 — Antes de eu terminar esta oração,

dizer. apareceu Rebeca com o cântaro ao om-


Então Labão lhe disse: bro, e tirou água do poço. Então eu lhe
— Então pode falar. disse: “Por favor, dê-me água”. 46 Ela
34 O servo disse: tirou imediatamente o cântaro do ombro
— Eu sou servo de Abraão. 35 O SEN- e me disse: “Beba, e eu também darei
HOR abençoou o meu senhor em tudo água aos seus camelos”. Eu bebi e ela
e ele se tornou um homem muito rico. deu água aos camelos. 47 E eu lhe per-
Deus lhe deu ovelhas, bois, ouro, prata, guntei: “Quem é o seu pai?”, e ela re-
escravos, escravas, camelos e burros. spondeu: “O meu pai é Betuel, o filho de
36 Sara, a mulher do meu senhor, deu à Milca e Naor”. Então coloquei o brinco
luz um filho quando já era muito velha. no seu nariz e as pulseiras nos seus
E Abraão fez com que o seu filho fosse braços. 48 Depois me inclinei em ado-
herdeiro de tudo o que ele tem. 37 E ração ao SENHOR, e louvei o SENHOR,
o meu senhor me obrigou a fazer uma o Deus do meu senhor Abraão. Deus me
promessa. Ele me disse: “Não procure guiou pelo caminho certo para buscar
uma esposa para o meu filho entre as para o filho do meu senhor uma filha do
mulheres do Canaã. Nós vivemos entre seu próprio irmão. 49 Agora digam-me,
esse povo, mas não deixe que ele se se vão ou não mostrar amor e bondade
case com uma das filhas dos cananeus. para com o meu senhor. Digam-me para
38 Deve ir à minha terra, onde vive a que eu saiba o que devo fazer.
minha família, e é lá que deve procu- 50 Labão e Betuel responderam:

rar uma esposa para o meu filho”. 39 En- — Vemos que isto vem do SENHOR,
tão eu perguntei ao meu senhor: “Que por isso não temos nada a dizer. 51 Aqui
vou fazer se a mulher não quiser vir está Rebeca, que ela vá com você e que
comigo?” 40 E ele respondeu: “O SEN- se case com o filho do seu senhor, assim
HOR, a quem eu sigo, vai enviar o seu como o SENHOR disse.
anjo para acompanhar você e para que 52 Quando o servo de Abraão ouviu

a sua viagem tenha êxito e possa trazer eles dizerem isto, ajoelhou-se no chão
uma esposa da minha família para o meu diante do SENHOR. 53 Depois foi bus-
filho. 41 Mas se for à terra da minha car joias de ouro e de prata e vesti-
família e eles recusarem lhe dar uma es- dos e deu tudo a Rebeca. Também deu
posa para o meu filho, então você ficará presentes valiosos ao irmão e à mãe
livre da sua promessa”. dela. 54 Depois ele e os homens que es-
42 — Hoje, quando cheguei ao poço, tavam com ele comeram e passaram ali a
fiz esta oração: “Ó SENHOR, Deus do noite. Na manhã seguinte se levantaram
meu senhor Abraão, faça com que a e disseram:
minha viagem tenha êxito. 43 Estou aqui, — Agora temos que voltar para o
junto deste poço. Quando uma jovem nosso senhor.
Gênesis 24:55 32 Gênesis 25:13

55 Mas o irmão e a mãe de Rebeca Então Rebeca pegou o seu véu e cobriu
disseram: o rosto.
— Deixem que a jovem fique aqui mais 66 O servo contou a Isaque tudo o que

dez dias e depois poderá partir. tinha feito. 67 Então Isaque levou a Re-
56 O servo disse de novo: beca para a tenda da sua mãe Sara e
— Não me façam esperar pois o SEN- casou-se com ela. Isaque amou a Rebeca
HOR fez com que a minha viagem tivesse e assim se conformou com a morte da
êxito. Permitam que eu volte para a casa sua mãe.
do meu senhor.
57 Então eles disseram: A família de Abraão
— Vamos chamar a jovem e perguntar
a ela o que quer fazer.
58 Então chamaram a Rebeca e lhe
25
2
Abraão voltou a se casar com
outra mulher, chamada Quetura.
Ela lhe deu os seguintes filhos: Zinrã,
perguntaram: Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá.
— Quer ir com este homem? 3 Jocsã foi o pai de Sabá e Dedã. Os de-

Ela respondeu: scendentes de Dedã foram os povos de


— Sim, quero ir. Assur†, de Letus e de Leum. 4 Os filhos
59 Então deixaram que Rebeca e a mul- de Midiã foram Efá, Éfer, Enoque, Abida
her que sempre tinha tomado conta dela e Elda. Todos estes foram descendentes
partissem com o servo de Abraão e os de Quetura. 5 Abraão deu tudo o que
seus homens. 60 A família de Rebeca a tinha a Isaque. 6 Mas antes da sua morte,
abençoou assim: Abraão deu alguns presentes aos filhos
“Nossa irmã, que você possa ter muitos das suas outras mulheres e, para que fi-
filhos, cassem longe do seu filho Isaque, enviou
ao ponto que ninguém consiga contá-los. todos eles para lugares mais ao leste.
Que os descendentes da sua família 7 Abraão viveu cento e setenta e cinco

conquistem anos 8 e morreu com uma idade bastante


as cidades dos seus inimigos!” avançada. Depois de uma vida longa e
61 Então Rebeca e as suas servas se feliz, ele se juntou aos seus antepassa-
levantaram, montaram nos camelos e dos. 9 Os seus filhos Isaque e Ismael o
seguiram o homem. E assim o servo par- enterraram na caverna de Macpela, no
tiu com Rebeca. campo de Efrom, filho do heteu Zoar,
62 Isaque tinha voltado de Beer-Laai- em frente de Mamre. 10 Este era o campo
Roi pois estava vivendo no sul de Canaã. que Abraão tinha comprado dos heteus.
63 Um dia Isaque estava caminhando* Foi ali que Abraão e a sua esposa Sara
no campo e viu que se aproximavam foram enterrados. 11 Depois da morte
camelos. 64 Rebeca também olhou e viu de Abraão, Deus abençoou o seu filho
Isaque. Então desceu do camelo 65 e per- Isaque, o qual vivia em Beer-Laai-Roi.
guntou ao servo:
— Quem é aquele homem que vem Descendentes de Ismael
pelo campo ao nosso encontro? 12 Estes
são os descendentes de Is-
O servo respondeu: mael, filho de Abraão e da egípcia
— É o meu senhor. Agar, escrava de Sara. 13 E estes são

*24:63 caminhando ou “meditando”.


†25:3 Assur ou “Assíria”.
Gênesis 25:14 33 Gênesis 25:33

os nomes dos filhos de Ismael na or- 24 Quando chegou o tempo, Rebeca

dem em que nasceram: Nebaiote, foi o teve dois gêmeos. 25 O que nasceu
primeiro filho de Ismael; depois nasce- primeiro era ruivo e coberto de pelo. Por
ram Quedar, Adbeel, Mibsão, 14 Misma, isso lhe deram o nome de Esaú†. 26 De-
Dumá, Massá, 15 Hadade, Temã, Jetur, pois nasceu o seu irmão, com uma das
Nafis e Quedemá. 16 Estes foram os filhos mãos agarrada ao calcanhar de Esaú. Por
de Ismael, todos os seus acampamentos isso lhe deram o nome de Jacó‡. Isaque
e povoados tinham os seus nomes. Cada tinha sessenta anos de idade quando eles
um dos seus doze filhos se tornou chefe nasceram.
da sua própria tribo. 17 Ismael viveu 27 Os meninos cresceram. Esaú se

cento e trinta e sete anos, morreu e se tornou um bom caçador e gostava de


juntou aos seus antepassados. 18 Os seus passar o tempo fora no campo. Mas
descendentes viveram na região que vai Jacó era um homem muito calado,
de Havilá até Sur, perto do Egito, ao que gostava de ficar no acampamento.
longo do caminho que vai para a Assíria. 28 Isaque gostava mais de Esaú porque

Os descendentes de Ismael se estabelece- gostava de comer os animais que ele


ram defronte de todos os seus irmãos.* trazia da caça, mas Rebeca gostava mais
de Jacó.
A família de Isaque 29 Certo dia, quando Jacó estava
19 Estes são os descendentes de Isaque, fazendo um cozido, Esaú chegou do
filho de Abraão. 20 Isaque tinha quarenta campo com fome 30 e disse a Jacó:
anos de idade quando se casou com Re- — Estou com fome, deixe que eu coma
beca, filha de Betuel e irmã de Labão. um pouco desse cozido vermelho que
Betuel e Labão eram arameus de Padã- tem aí.
Arã. 21 A esposa de Isaque não podia ter Por isso também foi chamado de
filhos, então ele orou ao SENHOR por Edom¶.
ela. O SENHOR ouviu as suas orações 31 Mas Jacó lhe disse:

e Rebeca ficou grávida. 22 Dois gêmeos — Venda para mim, primeiro, os dire-
lutavam dentro do seu ventre e Rebeca itos que tem por ser o filho mais velho§
pensou: “Por que isto está acontecendo do nosso pai.
comigo?” Então foi consultar o SENHOR. 32 Esaú lhe disse:
23 O SENHOR lhe disse: — Estou morrendo de fome, e se mor-
“Tem duas nações dentro do seu ventre. rer, de nada me servirá toda a herança
Do seu ventre nascerão dois povos que do meu pai.
não se darão bem. 33 Jacó disse:

Um dos seus filhos será mais forte do que — Jure primeiro que me dará os seus
o outro, direitos de filho mais velho.
e o mais velho servirá o mais novo”. Esaú jurou e vendeu a Jacó os dire-
itos que tinha como filho mais velho.
*25:18 defronte (…) os seus irmãos ou “em conflito contra todos os seus irmãos”.
†25:25 Esaú Esta palavra quer dizer “peludo”.
‡25:26 Jacó Este nome é semelhante à palavra hebraica que significa “calcanhar”.
Também significa “ultrapassar” ou “enganar”.
¶25:30 Edom O nome significa “vermelho”.
§25:31 o filho mais velho O filho mais velho geralmente recebia metade da herança
do seu pai, e era o futuro chefe da família.
Gênesis 25:34 34 Gênesis 26:20

34 Então Jacó lhe deu pão e cozido de Isaque respondeu:


lentilhas. Esaú, comeu e bebeu, e depois — Porque pensei que vocês me
se levantou e foi embora. Assim Esaú matariam para ficarem com ela.
mostrou desprezo pelos seus direitos de 10 Abimeleque disse:

ser o filho mais velho. — Por que você fez isso? Qualquer
homem poderia ter dormido com a sua
Isaque mente para Abimeleque mulher, e seria culpado de nos fazer

26 Houve muita fome naquela


região, como tinha acontecido
no tempo de Abraão. Por isso Isaque foi
pecar.
11 Depois Abimeleque deu a seguinte

ordem ao seu povo:


para Gerar, onde vivia Abimeleque, rei — Quem tocar neste homem ou na sua
dos filisteus. 2 Ali o SENHOR apareceu a esposa, será morto.
Isaque e lhe disse:
— Não vá para o Egito, mas fique na Isaque fica rico
terra que eu vou dizer para você ir. 3 Por 12 Isaque semeou um campo e, nesse
enquanto permaneça nesta terra como mesmo ano, a colheita lhe rendeu cem
imigrante. Eu irei ajudar e abençoar vezes mais do que plantou. O SENHOR o
você. Vou dar todas estas terras a você abençoou 13 e ele se tornou um homem
e aos seus descendentes. Assim vou rico. A sua riqueza continuou aumen-
cumprir a aliança que fiz com Abraão, tando, até ficar riquíssimo. 14 Possuía
o seu pai. 4 Os seus filhos serão tão nu- tantas ovelhas, bois e escravos que os
merosos, como as estrelas do céu. A eles filisteus começaram a ter inveja dele.
darei estas terras, e todas as nações do 15 Eles taparam todos os poços que os

mundo serão abençoadas através da sua servos de Abraão, pai de Isaque, tin-
descendência. 5 Faço isto porque o seu ham cavado naquele tempo. Os filis-
pai Abraão me obedeceu e fez tudo o que teus taparam esses poços enchendo-os
eu lhe ordenei. Abraão obedeceu às min- de terra. 16 Então Abimeleque disse a
has ordens, mandamentos, regras e leis. Isaque:
6 Isaque ficou vivendo em Gerar 7 e, — Saia desta terra, é poderoso demais
quando os homens desse lugar faziam para ficar conosco.
perguntas a Isaque sobre a sua esposa, 17 Então Isaque saiu dali e foi acam-

ele respondia: par no vale de Gerar e ficou vivendo


— Ela é minha irmã. ali. 18 Isaque reabriu todos os poços
(Ele tinha medo de dizer que ela era que o seu pai tinha construído quando
sua esposa porque pensava: “Se disser ainda estava vivo, pois os filisteus tin-
que é minha esposa, os homens deste lu- ham enchido os poços de terra depois
gar podem me matar para ficarem com de Abraão ter morrido. Aos seus poços,
Rebeca, porque ela é muito linda”.) ele deu os mesmos nomes que o seu pai,
8 Isaque viveu nesse lugar durante Abraão, tinha lhes dado. 19 Os escravos
muito tempo. Um dia Abimeleque, rei de Isaque abriram outro buraco no vale
dos filisteus, estava na janela e viu e encontraram uma nascente de água
Isaque acariciando a sua esposa Rebeca. fresca. 20 Mas os pastores de Gerar en-
9 Então Abimeleque chamou Isaque e traram em conflito com os pastores de
disse: Isaque. Eles diziam:
— Essa mulher é sua esposa! Porque é — Esta água nos pertence.
que disse que era sua irmã?
Gênesis 26:21 35 Gênesis 27:4

Por isso Isaque chamou aquela fonte mos que você saísse das nossas terras,
de “Conflito”*. Deu-lhe esse nome mas deixamos que fosse em paz. Agora
porque foi nesse lugar que entraram em sabemos que é abençoado pelo SENHOR.
conflito com ele. 21 Depois os servos 30 Então Isaque fez um banquete para

de Isaque abriram outro poço, mas eles e todos comeram e beberam. 31 Na


eles também discutiram por causa manhã seguinte se levantaram cedo e
dele. Por isso, Isaque lhe deu o nome fizeram promessas entre eles. Depois
de “Discussão”†. 22 Isaque saiu dali e Isaque se despediu deles e eles partiram
voltou a abrir outro poço e desta vez em paz.
ninguém discutiu com ele. Por isso, a 32 Nesse dia, os escravos de Isaque

esse poço, ele deu o nome de “Lugar vieram e lhe contaram que tinham con-
Espaçoso”‡. E disse também: struído um poço. Disseram-lhe:
— Agora o SENHOR nos deu espaço — Encontramos água!
para crescer. Aqui iremos prosperar. 33 Isaque chamou esse poço de Seba¶
23 Dali Isaque foi para Berseba. e, por isso, essa cidade ainda se chama
24 Naquela noite, o SENHOR apareceu a Berseba§.
ele e disse: 34 Quando Esaú tinha quarenta anos

— Eu sou o Deus do seu pai Abraão. de idade, casou-se com duas mulheres.
Não tenha medo porque estou com Uma era Judite, filha do heteu Beeri, e a
você. Por causa do meu servo Abraão, outra era Basemate, filha do heteu Elom.
irei abençoá-lo e dar a você muitos 35 Essas mulheres amarguraram a vida

descendentes. de Isaque e Rebeca.


25 Isaque construiu ali um altar e

adorou o SENHOR. Também estabeleceu Isaque abençoa Jacó e Esaú


ali o seu acampamento e os seus servos
abriram um poço.
26 Um dia Abimeleque chegou de
27 Quando Isaque já era velho e
praticamente cego, chamou o seu
filho mais velho Esaú, e disse:
Gerar para ver Isaque. Trazia com ele — Meu filho!
Auzate, o seu conselheiro, e Ficol, o Esaú respondeu:
chefe do seu exército. — Estou aqui.
27 Isaque lhes perguntou: 2 Então Isaque lhe disse:

— Por que é que vieram me ver? Vocês — Olhe, já estou velho e não sei
não gostam de mim e me expulsaram das quando vou morrer. 3 Portanto, vá bus-
suas terras. car as suas armas, o seu arco e as suas
28 Eles responderam: flechas e vá ao campo caçar um ani-
— Agora estamos convencidos de que mal para mim. 4 Depois prepare a co-
o SENHOR está com você. Por isso mida que eu mais gosto, traga a comida
queremos fazer uma aliança com você. aqui para que eu a coma e o abençoe
29 Prometa que não nos fará mal, assim antes de morrer.
como nós sempre o tratamos bem. Fize-

*26:20 Conflito Literalmente, “Eseque”.


†26:21 Discussão Literalmente, “Sitna”.
‡26:22 Lugar Espaçoso Literalmente, “Rehobot”.
¶26:33 Seba Palavra hebraica que significa “juramento” ou “sete”.
§26:33 Berseba Esse nome significa “Poço do Juramento”.
Gênesis 27:5 36 Gênesis 27:29

5 Então Esaú foi caçar um animal para 20 Mas Isaque perguntou ao seu filho:
o seu pai. Mas Rebeca ouviu o que Isaque — Como foi capaz de apanhar a caça
disse ao seu filho Esaú, 6 e foi contar ao tão depressa?
seu filho Jacó: Jacó respondeu:
— Ouvi o seu pai falando com o seu — Porque o SENHOR, seu Deus, me
irmão Esaú. 7 O seu pai estava dizendo: ajudou.
“Vá caçar um animal e prepare-me uma 21 Então Isaque disse a Jacó:

comida saborosa, e eu o abençoarei na — Meu filho, chegue aqui perto de


presença do SENHOR antes de morrer”. mim para que eu possa tocá-lo. Assim fi-
8 Meu filho, ouça e faça o que lhe digo. carei sabendo se é realmente o meu filho
9 Vá ao rebanho e traga dois cabritinhos Esaú.
dos melhores, e eu vou prepará-los bem, 22 Jacó se aproximou do seu pai, e o

do jeito que o seu pai mais gosta. 10 De- seu pai tocou nele e disse:
pois, leve a comida ao seu pai, e ele lhe — A sua voz parece com a voz de
dará a sua bênção antes de morrer. Jacó, mas os seus braços parecem com
11 Então Jacó disse a Rebeca, sua mãe: os braços do Esaú.
— Veja, o meu irmão Esaú é um 23 Isaque não o reconheceu porque os

homem muito peludo e eu não. 12 E se braços eram peludos como os do seu ir-
o meu pai me tocar, ele vai saber que eu mão Esaú, por isso o abençoou.
quero enganá-lo e vai me amaldiçoar em 24 Mas ainda perguntou:

vez de me abençoar. — Você é mesmo o meu filho Esaú?


13 Então a sua mãe lhe disse: Jacó respondeu:
— Que essa maldição caia sobre mim — Sim, sou.
em vez de cair sobre você. Faça o que lhe
pedi, e traga para mim os cabritos. Jacó recebe a bênção
14 Então Jacó foi, apanhou os cabri- 25 Então Isaque disse:
tos e os levou à sua mãe. Ela preparou — Traga para mim um pouco da caça
uma comida deliciosa, exatamente como para eu comer e o abençoar.
Isaque gostava. 15 Depois Rebeca foi bus- Jacó lhe deu a comida e ele comeu.
car as melhores roupas de Esaú, o seu Também lhe deu vinho e ele bebeu.
filho mais velho, e vestiu com elas Jacó, 26 Depois o seu pai, Isaque, lhe disse:

o seu filho mais novo. 16 Também foi — Venha aqui, meu filho, e dê-me um
buscar as peles dos cabritos e as colocou beijo.
nos braços e no pescoço de Jacó. 17 Tam- 27 Jacó aproximou-se e lhe deu um

bém entregou ao seu filho Jacó a comida beijo. Isaque sentiu o cheiro das suas
deliciosa e o pão que tinha preparado. roupas e o abençoou. Isaque disse:
18 Jacó foi até o seu pai e lhe disse: “Ó meu filho, cheira como o cheiro de
— Pai. um campo
Isaque respondeu: abençoado pelo SENHOR.
— Estou aqui. Qual dos meus filhos é 28 Que Deus lhe dê a chuva do céu em

você? abundância, campos férteis,


19 Jacó respondeu: ricas colheitas e muito vinho.
— Sou Esaú, o seu filho mais velho. Fiz 29 Que muitos povos o sirvam,

o que me pediu, sente-se e coma a carne e nações se inclinem diante de você.


que preparei para você, e dê-me a sua Que seja senhor dos seus irmãos,
bênção.
Gênesis 27:30 37 Gênesis 27:46

e que os filhos da sua mãe se ajoelhem — Dei-lhe autoridade sobre você e so-
diante de você. bre os seus irmãos: vocês serão servos
Que quem amaldiçoar você, seja dele. Também o abençoei com grandes
maldito, colheitas e muito vinho. Que lhe posso
e quem abençoar você, seja bendito”. dar agora, meu filho?
30 Assim que Isaque acabou de 38 Então Esaú disse ao seu pai:

abençoar Jacó e este tinha ido embora, — Não tem nem uma única bênção
chegou Esaú da caçada. 31 Também ele para mim, pai? Abençoe-me também.
preparou uma comida deliciosa e a Depois Esaú começou a chorar alto.
levou ao seu pai. Esaú disse ao seu pai: 39 Então Isaque lhe disse:

— Pai, venha e coma um pouco da “Não viverá em terra fértil,


caça que apanhei para você, para que me e não receberá muita chuva.
dê a sua bênção. 40 Viverá lutando com a sua espada,
32 Mas Isaque perguntou: e será escravo do seu irmão.
— Quem é você? Mas quando estiver pronto,
Esaú respondeu: ficará livre do seu domínio”.
— Sou Esaú, o seu filho mais velho. 41 Esaú ficou odiando o seu irmão
33 Então Isaque ficou muito abalado e Jacó por causa do seu pai ter lhe dado
disse: a bênção, e pensou: “O meu pai está
— Mas quem foi então que caçou um prestes a morrer e haverá um tempo de
animal e me trouxe a comida? Eu já comi luto por ele. Mas depois desse tempo,
e já lhe dei a minha bênção antes de matarei o meu irmão Jacó”.
você chegar. Agora ele será quem terá 42 Rebeca soube dos planos de Esaú,

a bênção. o seu filho mais velho. Então mandou


34 Quando Esaú ouviu isto, ficou muito chamar Jacó e lhe disse:
aflito e, chorando alto, disse ao seu pai: — Olhe, o seu irmão Esaú está fazendo
— Pai, dê também para mim a sua planos para matá-lo, pois ele quer se vin-
bênção. gar de você. 43 Meu filho, faça o que
35 Isaque lhe disse: lhe digo. Fuja agora mesmo para Harã,
— O seu irmão veio, me enganou e re- onde vive o meu irmão Labão. 44 Fique
cebeu a sua bênção. com ele por algum tempo até que acabe
36 Então Esaú disse: a fúria do seu irmão. 45 Depois desse
— Tinham razão quando lhe deram o tempo, o seu irmão vai se esquecer do
nome de Jacó*. Esta é a segunda vez que que você fez. Quando isso acontecer, irei
ele me engana. Primeiro me tirou os di- mandar um servo para trazê-lo de volta.
reitos de ser o filho mais velho† e agora Não quero perder vocês dois no mesmo
me tirou a bênção. dia.
Depois lhe disse: 46 Então Rebeca disse a Isaque:

— Não tem nenhuma bênção para me — A minha vida é um desgosto por


dar? causa das mulheres dos heteus com
37 Isaque respondeu a Esaú: quem Esaú se casou. E eu morreria se

*27:36 Jacó Este nome é semelhante à palavra hebraica “calcanhar”. Significa tam-
bém “ultrapassar” ou “enganar”.
†27:36 direitos (…) filho mais velho Geralmente o filho mais velho recebia metade
da herança e era o futuro chefe da família.
Gênesis 28:1 38 Gênesis 28:22

Jacó também se casasse com uma dessas havia ali e, utilizando-a como traves-
mulheres. seiro, deitou-se para dormir. 12 E sonhou

28
ordem:
Então Isaque chamou Jacó e, de-
pois de o abençoar, deu a ele esta
que viu uma escada apoiada na terra e
que ia até o céu, e que havia anjos de
Deus subindo e descendo pela escada.
— Não se case com uma mulher 13 Viu também que o SENHOR estava ao

dos cananeus. 2 Vá imediatamente para seu lado.† O SENHOR lhe disse:


Padã-Arã, onde vive Betuel, o seu avô — Eu sou o SENHOR, o Deus do seu
materno. Também lá vive o irmão da sua pai Abraão e o Deus de Isaque. A você
mãe, Labão. Case-se com uma das suas e aos seus filhos, darei esta terra onde
filhas. 3 E que o Deus Todo-Poderoso* o agora está deitado. 14 Os seus descen-
abençoe e lhe dê muitos filhos e que seja dentes serão mais numerosos do que o
o pai de muitas nações. 4 Que Deus o pó que há sobre a terra. Eles vão ir para
abençoe e abençoe também os seus fil- o norte, para o sul, para o leste e para o
hos com a bênção de Abraão. E que seja o oeste, e todas as famílias do mundo serão
senhor da terra onde agora vive como es- abençoadas através de você e da sua de-
trangeiro, a terra que Deus deu a Abraão. scendência. 15 Lembre-se que estou com
5 Então Isaque enviou Jacó para Padã- você onde quer que esteja. Eu o prote-
Arã, onde vivia Labão, filho de Betuel, gerei e o trarei de volta para esta terra.
o arameu. Labão era irmão de Rebeca, a Nunca vou abandonar você e cumprirei
mãe de Jacó e Esaú. tudo o que lhe prometi.
6 Esaú soube que Isaque tinha 16 Quando Jacó acordou, disse:

abençoado Jacó e que o tinha enviado — Este é o lugar onde o SENHOR está
para Padã-Arã para se casar com uma e eu não sabia.
mulher daquele lugar. Soube também 17 E, cheio de medo, disse:

que Isaque tinha lhe dito para não — Este é um lugar assustador! Esta é
se casar com uma mulher de Canaã. a casa de Deus e a porta do céu.
7 Também ficou sabendo que Jacó 18 Na manhã seguinte, Jacó levantou-

tinha obedecido aos seus pais e que se cedo e, pegando a pedra que tinha us-
tinha partido para Padã-Arã. 8 Então ado como travesseiro, ergueu um monu-
Esaú percebeu que o seu pai, Isaque, mento a Deus e derramou óleo sobre ele.
não gostava das mulheres de Canaã. 19 Aquela cidade se chamava Luz, mas
9 Embora Esaú já tivesse duas mulheres, Jacó mudou o nome dela para Betel‡.
ele foi ao lugar onde vivia Ismael, filho 20 E Jacó fez a seguinte promessa: “Se

de Abraão e casou-se com a filha dele, Deus estiver comigo e me proteger nesta
Maalate, irmã de Nebaiote. viagem; se me der comida, roupa 21 e me
trouxer são e salvo de regresso à casa do
Betel, a casa de Deus meu pai, então o SENHOR será o meu
10 Jacó partiu de Berseba e foi para Deus. 22 Esta pedra que ergui como mon-
Harã. 11 Chegou a um certo lugar e umento será a casa de Deus e darei a
passou ali a noite porque já tinha es- Deus uma décima parte de tudo o que
curecido. Pegou numa das pedras que ele me der”.

*28:3Deus Todo-Poderoso Literalmente, “El-Shadai”.


†28:13 ao seu lado ou “sobre ela”.
‡28:19 Betel Em hebraico esta palavra significa “Casa de Deus”.
Gênesis 29:1 39 Gênesis 29:22

Jacó viu Raquel, ele foi e retirou a pedra


Jacó e Raquel de cima do poço, e deu de beber às ovel-

29 Depois Jacó continuou a sua vi-


agem em direção ao país do povo
2
do Oriente. Ao chegar lá, olhou em sua
has. 11 Depois saudou Raquel com um
beijo e começou a chorar. 12 Jacó contou
a Raquel que ele era parente do pai dela
volta e viu um poço no campo. Junto e que era filho de Rebeca. Então Raquel
ao poço havia três rebanhos de ovelhas foi correndo contar tudo ao seu pai.
que descansavam, pois era daquele poço 13 Quando Labão ouviu as notícias ac-

que davam de beber às ovelhas. Uma pe- erca de Jacó, o filho da sua irmã, correu
dra grande cobria a boca do poço. 3 Por ao seu encontro. Ele o abraçou e o beijou
isso, quando todos os rebanhos se jun- no rosto, e o levou para sua casa. Depois
tavam ali, os pastores retiravam a pe- Jacó lhe contou tudo o que tinha acon-
dra e davam de beber às ovelhas. Depois tecido. 14 Então Labão lhe disse:
voltavam a colocar a pedra no seu lugar, — Realmente, você é meu filho*!
sobre o poço. 4 Jacó lhes perguntou: Jacó ficou um mês na casa dele.
— Irmãos, de onde são vocês?
Eles responderam: Labão engana Jacó
— Somos de Harã. 15 Mais tarde, Labão disse a Jacó:
5 Então Jacó lhes perguntou: — Você é meu parente, não está bem
— Conhecem Labão, o filho de Naor? que trabalhe para mim sem ser pago.
Eles responderam: Quanto devo lhe pagar?
— Sim, conhecemos. 16 Labão tinha duas filhas. A mais
6 Então Jacó perguntou: velha se chamava Lia e a mais nova
— Ele está bem? Raquel. 17 Lia tinha olhos meigos† mas
Eles responderam: Raquel era linda e tinha um corpo ele-
— Está bem. Olhe, ali vem Raquel, a gante. 18 Jacó gostava muito de Raquel,
filha dele, com as suas ovelhas. e disse:
7 Depois ele disse: — Trabalharei sete anos para você se
— Olhem, ainda é de dia e falta muito me deixar casar com Raquel, a sua filha
para escurecer. Ainda não é hora de mais nova.
recolher os rebanhos para passarem a 19 Labão disse:

noite. Deem a eles água para beber e — É melhor que ela se case com você
levem-nos de novo a pastar nos campos. do que com qualquer outro homem. Por
8 Mas eles disseram: isso fique aqui comigo.
— Não podemos fazer isso até que to- 20 Então Jacó ficou sete anos trabal-

dos os rebanhos estejam juntos. Só então hando para Labão. No entanto, esse
podemos tirar a pedra da boca do poço tempo passou depressa pelo grande
e dar água às ovelhas. amor que tinha por Raquel. 21 Depois
9 Enquanto Jacó falava com eles, Jacó disse a Labão:
chegou Raquel com as ovelhas do seu — Dê-me a Raquel, já acabou o tempo
pai, pois era ela quem tomava conta das combinado e quero me casar com ela.
ovelhas. 10 Raquel era filha de Labão, ir- 22 Então Labão convidou toda a gente

mão de Rebeca, a mãe de Jacó. Quando daquele lugar e fez uma festa para cele-

*29:14 meu filho Literalmente, “meu osso e minha carne” (ver Gn 2.24).
†29:17 meigos ou “fracos”.
Gênesis 29:23 40 Gênesis 30:8

brar o casamento. 23 Mas, naquela noite, — O SENHOR ouviu dizer que o meu
Labão levou a sua filha Lia a Jacó em marido me despreza, e me deu mais um
vez de Raquel, e ele teve relações sex- filho.
uais com ela. 24 Labão também deu a Por isso lhe deu o nome de Simeão†.
sua serva Zilpa à sua filha Lia para a 34 De novo, ela voltou a ficar grávida

servir. 25 Na manhã seguinte Jacó desco- e deu à luz outro filho. Então disse:
briu que tinha se deitado com Lia e disse — Com certeza agora o meu marido
a Labão: vai ficar junto a mim porque lhe dei três
— Por que você fez isto comigo? Tra- filhos.
balhei muito para me casar com Raquel. Por isso lhe deu o nome de Levi‡.
Por que me enganou? 35 Lia voltou a ficar grávida e deu à luz
26 Labão respondeu: outro filho. Então ela disse:
— Neste país não é costume casar a — Desta vez vou louvar o SENHOR.
filha mais nova antes da filha mais velha. Por isso lhe deu o nome de Judá¶. De-
27 Mas depois dos sete dias de núpcias, pois Lia parou de ter filhos.
eu também lhe darei a Raquel para que
se case com ela, se trabalhar mais sete
anos para mim.
30 Quando Raquel viu que não po-
dia dar filhos a Jacó, teve inveja
da sua irmã. Então disse a Jacó:
28 Jacó concordou. Depois dos sete — Se não me der filhos, eu morro.
dias de núpcias, Labão lhe entregou 2 Jacó ficou muito irritado com Raquel

Raquel para que se casasse com ela. e lhe disse:


29 Labão deu a sua serva Bila à sua filha — Eu não sou Deus. É Deus quem não
Raquel para a servir. 30 E Jacó teve re- deixa você ter filhos.
lações sexuais também com Raquel. Ele 3 Então Raquel lhe disse:

amava Raquel mais de que Lia e trabal- — Dou a minha serva Bila para ser sua
hou para Labão outros sete anos. concubina. Tenha relações com ela e o
filho que ela tiver será meu. Assim terei
Os filhos de Jacó família por meio dela.
31 O SENHOR viu que Jacó desprezava 4 Assim Raquel deu a sua serva Bila a

a Lia, e fez com que ela pudesse ter fil- Jacó. Jacó teve relações com Bila, 5 ela
hos e Raquel não pudesse. 32 Lia ficou ficou grávida e deu a Jacó um filho.
grávida e deu à luz um filho, a quem deu 6 Raquel disse:

o nome de Rúben*. Deu-lhe esse nome — Deus ouviu as minhas orações e de-
porque disse: cidiu me dar um filho.
— O SENHOR viu a minha humil- Por isso Raquel deu a seu filho o nome
hação. Agora, certamente o meu marido de Dã.§
me amará! 7 Bila, a serva de Raquel, voltou a ficar
33 Depois Lia voltou a ficar grávida e grávida e deu a Jacó um segundo filho.
deu à luz outro filho. Então ela disse: 8 Raquel disse:

*29:32 Rúben Em hebraico esta palavra é semelhante à expressão “Olhem, um


filho”.
†29:33 Simeão Em hebraico este nome é semelhante à expressão “Ele ouve”.
‡29:34 Levi Em hebraico este nome é parecido à palavra que significa “unir-se, ficar
junto”.
¶29:35 Judá Em hebraico este nome é semelhante à palavra “louvor”.
§30:6 Dã Em hebraico este nome é semelhante à palavra “julgar, decidir”.
Gênesis 30:9 41 Gênesis 30:28

— Lutei poderosamente contra a 17 Deus ouviu as orações de Lia, ela fi-

minha irmã, e venci. cou grávida e deu à luz o quinto filho de


Então lhe deu o nome de Naftali*. Jacó. 18 Lia disse:
9 Quando Lia viu que não podia ter — Deus me recompensou por eu ter
mais filhos, levou a sua serva Zilpa e dado a minha serva ao meu marido.
a deu a Jacó como concubina. 10 Então Por isso deu ao seu filho o nome de
Zilpa, a serva de Lia, deu um filho a Jacó. Issacar§.
11 Lia disse: 19 Lia voltou a engravidar e deu a Jacó

— Tenho sorte. o sexto filho. 20 Ela disse:


Por isso lhe deu o nome de Gade†. 12 A — Deus me deu um grande presente.
serva de Lia, Zilpa, lhe deu a Jacó um Certamente que agora Jacó vai me hon-
segundo filho. 13 Lia disse: rar porque lhe dei seis filhos.
— Sou feliz! Agora as mulheres dirão Então lhe deu o nome de Zabulom**.
que sou feliz. 21 Depois Lia deu à luz uma filha a

Por isso lhe deu o nome de Asser‡. quem chamou Dina.


14 Durante a colheita do trigo, Rúben 22 Então Deus lembrou-se de Raquel,

foi ao campo, encontrou algumas plantas ouviu os seus pedidos e permitiu que ela
chamadas mandrágoras¶ e as levou à sua tivesse filhos. 23 Raquel ficou grávida,
mãe, Lia. Então Raquel disse a Lia: deu à luz um filho e disse:
— Peço a você que me dê algumas das — Deus tirou a minha vergonha.
mandrágoras do seu filho. 24 Ela deu ao seu filho o nome de
15 Mas Lia respondeu: Jos醆. Ela disse:
— Tirou de mim o meu marido. Agora — Que o SENHOR me acrescente
quer também tirar as mandrágoras do outro filho.
meu filho?
Então Raquel lhe disse: Jacó engana Labão
— Se me der as mandrágoras do seu 25 Depois de Raquel ter dado à luz
filho, poderá dormir com Jacó esta noite. José, Jacó disse a Labão:
16 Quando Jacó regressou do campo — Deixe-me regressar para a minha
nessa tarde, Lia saiu ao seu encontro e terra. 26 Dê-me as minhas esposas e os
lhe disse: meus filhos e partirei; são a recompensa
— Esta noite dormirá comigo. Paguei do meu trabalho. Sabe que trabalhei
para isso com as mandrágoras do meu muito por isso.
filho. 27 Labão respondeu:

Então Jacó dormiu essa noite com ela. — Ouça-me, por favor! Por meio de
adivinhação soube que o SENHOR tem
me abençoado por causa de você. 28 Por-
*30:8 Naftali Em hebraico este nome é semelhante à expressão “eu luto ou pelejo”.
†30:11 Gade Em hebraico este nome é semelhante à expressão “Boa sorte”.
‡30:13 Asser Em hebraico este nome é semelhante à palavra “feliz”.
¶30:14 mandrágoras Acreditava-se que esta planta fazia as mulheres férteis.
§30:18 Issacar Em hebraico este nome é semelhante à palavra “recompensa” ou
“salário”.
**30:20 Zabulom É semelhante à palavra que significa “honrar”.
††30:24 José Em hebraico este nome é semelhante à palavra “aumentar”, “acrescen-
tar” ou “juntar”.
Gênesis 30:29 42 Gênesis 31:7

tanto, me fale o salário que quer e eu lhe beber água. As ovelhas se acasalavam
pagarei. quando iam beber água. 39 E quando as
29 Jacó respondeu: ovelhas se acasalavam diante dos ramos,
— Você mesmo sabe quanto trabalhei as crias nasciam com manchas, com lis-
para você e como tenho cuidado dos seus tras ou negras. 40 Então Jacó as sepa-
rebanhos. 30 Quando cheguei aqui, você rou e as juntou aos animais listrados
tinha muito pouco, agora tem muitís- e negros do rebanho de Labão. Assim
simo mais. Em tudo o que fiz para você, Jacó foi formando o seu próprio re-
o SENHOR o abençoou. Agora é tempo banho, separado do rebanho de Labão.
de eu também fazer algo pela minha 41 Sempre que os animais mais fortes

família. do rebanho se acasalavam, Jacó colo-


31 Labão perguntou: cava os ramos listrados diante deles para
— O que quer que eu lhe dê? que vissem os ramos listrados quando
Jacó respondeu: se acasalavam. 42 Mas Jacó não colo-
— Não tem que me dar nada, só cava os ramos diante das ovelhas mais
tem que fazer o seguinte: vou continuar fracas. Desse modo, as ovelhas fortes
dando comida e tomando conta das suas eram as de Jacó e as fracas eram as
ovelhas, 32 se hoje me deixar passar pelo de Labão. 43 Assim, Jacó se tornou um
meio dos seus rebanhos e me der todas as homem muito rico. Ele tinha muitos re-
ovelhas, machos e fêmeas, que tenham banhos, escravos, escravas, camelos e
manchas ou listras, e todos os cordeiros jumentos.
negros. Eles serão o meu salário. 33 As-
sim será fácil ver se sou honesto com Jacó foge de Labão
você. Poderá ir ver os meus rebanhos e
se encontrar alguma ovelha, macho ou
fêmea, que não seja manchada ou algum
31
diziam:
Um dia Jacó ouviu os filhos
de Labão se lamentarem. Eles

cordeiro que não seja negro, saberá que — Jacó ficou com tudo o que pertencia
os roubei. ao nosso pai. Tornou-se rico às custas do
34 Labão respondeu: nosso pai.
— Aceito! Que seja como diz. 2 Também notou que Labão já não o
35 Mas nesse mesmo dia, Labão foi es- tratava como antes. 3 E o SENHOR disse
conder todas as ovelhas manchadas, ma- a Jacó:
chos e fêmeas, e todos os cordeiros ne- — Volte para a terra dos seus pais,
gros, e disse aos filhos para tomarem para a terra onde nasceu. Eu estarei com
conta deles. 36 Depois Labão lhes disse você.
para levarem os animais para longe de 4 Então Jacó mandou chamar a Raquel

Jacó, a uma distância de três dias de e Lia ao campo onde estavam os seus re-
caminho. Jacó ficou tomando conta do banhos 5 e lhes disse:
resto dos rebanhos de Labão. — Tenho notado que o pai de vocês já
37 Então Jacó cortou alguns ramos não me trata como me tratava antes, mas
verdes de choupo, amendoeira e cas- o Deus do meu pai tem estado comigo.
tanheiro, e fez listras nos ramos, cor- 6 Vocês sabem que trabalhei com todas

tando parte da casca para se ver a as minhas forças para o pai de vocês.
parte branca interior. 38 Depois espetou 7 Mesmo assim, ele me enganou e mu-

os ramos com as listras brancas diante dou o meu salário dez vezes, mas Deus
das ovelhas perto do lugar onde elas iam não deixou que me acontecesse nada de
Gênesis 31:8 43 Gênesis 31:33

mal. 8 Se ele dizia: “As ovelhas man- o rio Eufrates e foram para as montanhas
chadas serão o seu pagamento, então to- de Gileade.
dos os rebanhos tinham crias com man-
chas”. Mas se dizia: “As listradas serão o Labão persegue Jacó
seu pagamento”, então todos os reban- 22 No terceiro dia contaram a Labão
hos tinham crias com listras. 9 Foi as- que Jacó tinha fugido. 23 Então Labão
sim que Deus tirou os animais do pai de juntou os seus homens e saiu atrás de
vocês e os deu a mim. Jacó. Depois de sete dias, Labão al-
10 — Uma vez tive um sonho no cançou Jacó nas montanhas de Gileade.
tempo dos animais se acasalarem. Vi 24 Nessa noite, Deus apareceu num

que os machos que estavam acasalando sonho a Labão, o arameu, e lhe disse:
eram listrados, manchados e pontilha- — Cuidado! Não faça nenhum mal a
dos. 11 Depois um anjo do Senhor me Jacó.
chamou no sonho: “Jacó!” E eu respondi: 25 Na manhã seguinte, Labão alcançou

“Estou aqui”. 12 E, depois, ele me disse: a Jacó, o qual tinha o seu acampamento
“Olhe bem e veja que todos os ma- no monte de Gileade, e Labão acam-
chos que estão se acasalando são listra- pou também nesse mesmo lugar. 26 En-
dos, manchados, e pontilhados. É assim tão Labão disse a Jacó:
porque eu vi tudo o que Labão tem feito — Por que você fugiu e me enganou?
com você. 13 Eu sou o Deus de Betel, Levou as minhas filhas como se fossem
onde você fez um altar e onde você me prisioneiras de guerra. 27 Por que fugiu
fez uma promessa. Agora, levante-se e sem me dizer nada? Se tivesse me falado,
saia desta terra e volte para a terra onde eu teria me despedido de você com ale-
nasceu”. gria e com música de tambores e harpas.
14 Então Raquel e Lia disseram: 28 Nem sequer me deixou dar um beijo

— O nosso pai não tem nada para nos de despedida aos meus netos e netas.
dar quando morrer. 15 Ele nos trata como Você foi muito insensato ao fazer isso!
se fôssemos estranhas. Além de ter nos 29 Eu poderia fazer muito mal a vocês,

vendido, já gastou o dinheiro que rece- mas o Deus do seu pai me apareceu
beu por nós. 16 Mas toda a riqueza que ontem à noite num sonho e me disse:
Deus tirou do nosso pai é de nós e dos “Cuidado! Não faça nada de mal a Jacó”.
nossos filhos. Por isso, faça tudo o que 30 Eu sei que foi embora porque queria

Deus disse para você fazer. regressar à casa do seu pai. Mas, porque
17 Então Jacó juntou tudo para a vi- roubou as imagens dos deuses da minha
agem, ajudou as suas mulheres e os seus família?
filhos a montarem nos camelos, e parti- 31 Jacó respondeu a Labão:

ram. 18 Levava todos os seus animais e os — Fui embora sem lhe dizer nada
bens que tinha adquirido em Padã-Arã, e porque tive medo, pensei que fosse tirar
foi para a terra de Canaã. Ali vivia o seu as suas filhas de mim. 32 Mas se encon-
pai, Isaque. trar aqui alguém que tenha as imagens
19 Enquanto Labão tinha ido cortar a lã dos seus deuses, essa pessoa será morta.
das suas ovelhas, Raquel roubou as im- Aqui, na presença dos nossos parentes,
agens dos deuses da família do seu pai. veja se tenho algo que lhe pertença e, se
20 Assim Jacó enganou Labão, o arameu, tiver, pode levá-lo.
fugindo depressa sem lhe dizer nada, 21 e Jacó não sabia que Raquel tinha
levando tudo o que tinha. Atravessaram roubado os deuses de Labão. 33 Então
Gênesis 31:34 44 Gênesis 31:50

Labão procurou na tenda de Jacó, na Deus dos meus pais, o Deus de Abraão
tenda de Lia e na tenda das duas ser- e o Temor de Isaque* não tivesse estado
vas, mas não encontrou as imagens comigo, você teria me deixado de mãos
dos deuses. Depois foi para a tenda vazias. Mas Deus viu a minha tristeza e
de Raquel. 34 Raquel tinha pegado os o resultado do meu trabalho, e ontem à
deuses da família e os tinha escondido noite repreendeu você.
debaixo da sela do camelo, e tinha se
sentado em cima. Labão procurou por A aliança entre Jacó e Labão
toda a tenda mas não os encontrou. 43 Labão respondeu então a Jacó:
35 Raquel disse ao seu pai: — Estas mulheres são minhas filhas.
— Ó pai, meu senhor, não se irrite Estas crianças são minhas. Estes reban-
comigo por não me levantar, mas é que hos são meus. Tudo o que você vê é
estou no período de menstruação. meu. No entanto, não há nada que possa
Assim Labão procurou mas não en- fazer pelas minhas filhas ou pelos filhos
controu as imagens dos deuses da sua que delas nasceram. 44 Por isso, façamos
família. 36 E Jacó ficou irritado e lhe agora uma aliança entre nós dois, para
disse: servir de testemunho entre nós.
— Que crime cometi? Qual foi o meu 45 Então Jacó pegou uma pedra e a

pecado para você me perseguir dessa colocou em pé como prova de que tin-
maneira? 37 Já procurou entre todas as ham feito uma aliança. 46 Depois disse
minhas coisas e não encontrou nada aos seus homens:
que fosse seu. Se encontrou alguma — Vão buscar mais pedras!
coisa, apresente-a aqui para que os nos- Então eles assim fizeram e juntaram
sos parentes decidam quem é que tem todas as pedras num monte. Depois com-
razão. 38 Nos vinte anos que trabalhei eram ali, ao lado do monte de pedras.
para você, as ovelhas e as cabras nunca 47 Labão chamou esse lugar de Jegar-

abortaram, e eu nunca comi nenhum Saduta†, e Jacó chamou de Galeede‡.


carneiro dos seus rebanhos. 39 Quando 48 Labão disse:

um animal selvagem matava alguma das — Este monte de pedras serve para nos
suas ovelhas, eu mesmo pagava pela ajudar a lembrar da aliança que fizemos.
ovelha. Nunca levei para você um ani- Por isso Jacó deu o nome de Galeede
mal morto que eu mesmo não repusesse. a este lugar. 49 Depois disse:
Roubavam-me de dia e de noite. 40 Du- — Que o SENHOR veja o que estamos
rante o dia, o sol me enfraquecia e fazendo durante o tempo que estivermos
durante a noite, o frio não me deix- separados.
ava dormir. 41 Trabalhei vinte anos para Por isso o lugar também foi chamado
você. Os primeiros catorze anos trabal- de Mispá¶. 50 Depois Labão disse:
hei pelas suas duas filhas, e os últimos — Se você tratar mal as minhas fil-
seis anos, pelos seus rebanhos. E você has ou se você se casar com outras mul-
mudou o meu salário dez vezes. 42 Se o heres, mesmo que mais ninguém o esteja

*31:42 Temor de Isaque Um dos nomes de Deus.


†31:47 Jegar-Saduta Palavra aramaica que significa “Monte de Pedras do
Testemunho”.
‡31:47 Galeede Palavra hebraica que significa “Monte de Pedras do Testemunho”.
¶31:49 Mispá Este nome significa “Torre de Vigia”.
Gênesis 31:51 45 Gênesis 32:16

vendo, lembre-se que Deus é testemunha — Fomos falar com o seu irmão Esaú.
entre nós. 51 Aqui estão o monte de pe- Ele vem ao seu encontro com quatrocen-
dras e a pedra da aliança que coloquei tos homens.
entre nós. 52 Eles servem como teste- 7 Jacó ficou com muito medo e preocu-

munhas de que eu nunca passarei deste pado. Então dividiu as pessoas que es-
lado para seu lado para lhe fazer mal, tavam com ele, os rebanhos, o gado e os
e de que você nunca passará desse lado camelos em dois grupos. 8 Pois pensou:
para o meu lado para me fazer mal. “Se Esaú vier e atacar o primeiro grupo
53 Que o Deus de Abraão e o Deus de e o destruir, então o segundo grupo
Naor sejam os nossos juízes, e também poderá escapar”.
o Deus do pai deles. 9 E Jacó fez esta oração:

Então Jacó fez a promessa em nome — Ó SENHOR, Deus do meu avô


do Temor* do seu pai Isaque. 54 Então Abraão e Deus do meu pai Isaque, foi o
Jacó ofereceu um sacrifício na mon- Senhor que me disse: “Regresse ao seu
tanha e convidou os seus parentes para país, ao lugar onde você nasceu, e tudo
a refeição. Naquela noite comeram e correrá bem”. 10 Não sou digno de todo
dormiram no monte. 55 E de manhã o bem que me fez, nem da dedicação
cedo, Labão se levantou e foi se despedir que tem me mostrado, a mim, ao seu
das suas filhas e dos seus netos com um servo. A primeira vez que atravessei o
beijo e, depois de os abençoar, voltou rio Jordão só levava o meu cajado, mas
para casa. agora tenho tantas coisas que até posso
formar dois grupos de pessoas e animais.
O encontro com Esaú 11 Por favor, salve-me do poder do meu

32 Jacó continuou a sua viagem e os


anjos de Deus foram ao seu en-
2
contro. Quando Jacó viu os anjos, ele
irmão, Esaú. Tenho medo de que ele
venha e nos mate a todos, inclusive as
mulheres e as crianças. 12 Lembre-se de
disse: ter prometido: “Vou fazer com que tudo
— Este é o exército de Deus! corra bem e que os seus descendentes se-
Por isso chamou aquele lugar jam tão numerosos como a areia do mar.
Maanaim†. Eles serão tantos que ninguém os poderá
3 Esaú, o irmão de Jacó, estava contar”.
vivendo na região de Seir, que ficava nas 13 Jacó passou ali a noite. De manhã

montanhas de Edom. Jacó enviou men- decidiu mandar um presente ao seu ir-
sageiros a Esaú 4 e lhes disse: mão Esaú. Escolheu do gado que ali
— Digam isto ao meu senhor Esaú: tinha 14 duzentas cabras, vinte bodes,
“Eu, seu servo Jacó, tenho vivido com duzentas ovelhas e vinte carneiros,
Labão todos estes anos. 5 Tenho gado, 15 trinta camelas com os seus filhotes,

jumentos, ovelhas, escravos e escravas. quarenta vacas, dez bois, vinte burras e
Meu senhor, mando esta mensagem para dez burros. 16 E entregou cada rebanho a
pedir que nos receba bem”. um dos seus escravos. Depois lhes disse:
6 Os mensageiros voltaram a Jacó e — Vão na minha frente e deixem um
disseram: espaço entre cada um dos rebanhos.

*31:53 Temor Um dos nomes de Deus. Ver Gn 31.42.


†32:2 Maanaim Este nome significa “exércitos”.
Gênesis 32:17 46 Gênesis 33:5

17 E Jacó deu a seguinte ordem ao 27 O homem lhe perguntou:


primeiro escravo: — Como se chama?
— Quando se encontrar com o meu ir- E Jacó respondeu:
mão Esaú e ele lhe perguntar: “A quem — Me chamo Jacó.
você pertence? Para onde você vai? 28 Então o homem disse:

De quem são os animais que leva com — De agora em diante já não se


você?”, 18 então você responderá: “Per- chamará Jacó, o seu nome será Israel*,
tencem ao seu servo Jacó, são um pre- pois você lutou contra Deus e contra
sente que ele lhe manda. Ele próprio vem homens e venceu.
atrás de mim”. 29 Então Jacó lhe disse:
19 Depois deu a seguinte ordem ao se- — Por favor, me diga o seu nome.
gundo, ao terceiro e a todos os escravos Mas o homem lhe perguntou:
que levavam os rebanhos: — Por que quer saber o meu nome?
— Digam também vocês a mesma E nesse momento o homem abençoou
coisa quando se encontrarem com Esaú. Jacó.
20 Digam-lhe também: “O seu servo Jacó 30 Jacó chamou aquele lugar Penuel† e

vem aí atrás de nós”. disse:


Pois Jacó pensava: “Vou acalmar o — Foi aqui que vi Deus face a face e
meu irmão com os presentes que lhe consegui viver.
mando. E assim serei bem recebido 31 Jacó ia mancando quando passava

quando me encontrar com ele”. 21 Então por Penuel, ao nascer do sol. 32 (Ainda
Jacó enviou os presentes na sua frente e hoje o povo de Israel não come o nervo
passou a noite ali no seu acampamento. que faz a ligação da coxa, porque foi
22 Naquela noite Jacó se levantou, nesse nervo que Jacó foi ferido.)
levou as suas duas mulheres, as suas ser-
vas e os seus onze filhos e lhes disse para Jacó mostra a sua coragem
irem para o outro lado do rio Jaboque
pela travessia. 23 Depois de tê-los feito
atravessar o rio, fez também passar tudo
33 Jacó levantou os olhos e viu que
Esaú estava chegando com qua-
trocentos homens. Então dividiu os fil-
o que possuía. hos entre Lia, Raquel e as duas servas.
2 Na frente colocou as servas e os seus
A luta com Deus filhos, depois Lia e os seus filhos, e por
24 Jacó ficou sozinho. E veio um último colocou Raquel e José. 3 Logo
homem que lutou com ele até o aman- Jacó passou à frente de todos. À medida
hecer. 25 Quando o homem viu que não que chegava perto do seu irmão, Jacó
podia vencer Jacó, tocou na anca dele e inclinou-se até encostar o rosto no chão
deslocou a sua coxa. sete vezes. 4 Mas Esaú correu ao seu en-
26 Então o homem disse: contro e lhe deu um abraço muito forte.
— Deixe-me ir embora, pois já está Então o beijou e os dois choraram. 5 De-
amanhecendo. pois Esaú viu as mulheres e as crianças
Mas Jacó respondeu: e perguntou:
— Não deixarei o senhor ir embora, se — Quem são estes que estão com
não me der a sua bênção. você?

*32:28 Israel Pode significar: “O que luta com Deus” ou “Deus luta”.
†32:30 Penuel ou “Peniel”. Este nome significa, “o rosto de Deus”.
Gênesis 33:6 47 Gênesis 34:8

Jacó respondeu: Mas Jacó disse:


— Estes são os filhos que Deus me deu, — Não é preciso, meu senhor. Foi su-
a mim, o seu servo. ficiente ter sido bem recebido.
6 Então as servas e os seus filhos 16 Assim, nesse dia, Esaú regressou a

se aproximaram e inclinaram diante Seir. 17 Mas Jacó foi para Sucote* e ali
de Esaú. 7 Lia e os seus filhos tam- construiu uma casa para si e abrigos para
bém se aproximaram e inclinaram. Por os seus animais. Foi por isso que chamou
fim vieram Raquel e José e ambos se aquele lugar de Sucote.
inclinaram. 18 Assim Jacó terminou bem a viagem
8 Esaú perguntou: que fez de Padã-Arã. E ao chegar a
— Por que enviou todos os rebanhos Siquém, na terra de Canaã, acampou
que encontrei pelo caminho? perto da cidade. 19 Comprou o terreno
Jacó respondeu: da família de Hamor, pai de Siquém, por
— Para que me recebesse bem, meu cem moedas de prata. 20 Ali construiu
senhor. um altar e lhe deu o nome de El Elohe
9 Então Esaú disse: Israel.†
— Irmão, eu já tenho o suficiente!
Fique com as suas coisas. Dina é violada

34
10 Mas Jacó insistiu: Um dia Dina, filha de Jacó e Lia,
— Por favor, não recuse isto. Se na saiu para conhecer as mulheres
verdade me aceita, receba a oferta que 2
daquela terra. E foi vista por Siquém,
lhe dou. Para mim, ver o seu rosto foi filho de Hamor, o heveu, chefe daquela
como ver o rosto de Deus. Estou feliz por região. E ele a agarrou e dormiu com ela
ter me recebido tão bem. 11 Peço-lhe que à força. 3 Mas ele ficou apaixonado por
aceite esta oferta que eu lhe dou. Deus Dina, filha de Jacó. Ele a amou e falou-
tem sido muito bom comigo, e não me lhe com carinho. 4 Depois Siquém disse
falta nada. ao seu pai, Hamor:
Jacó insistiu tanto que Esaú aceitou. — Fale com a família daquela jovem
12 Depois Esaú disse: que eu quero me casar com ela.
— Continue no seu caminho e eu irei 5 Quando Jacó soube que Siquém

com você. tinha desonrado a sua filha Dina, ficou


13 Mas Jacó lhe disse: esperando que os seus filhos regressas-
— Meu senhor, sabe que os meus fil- sem do campo onde estavam cuidando
hos estão fracos e que devo cuidar dos dos rebanhos. 6 Nesse mesmo tempo,
meus animais e das suas crias. Se os fizer Hamor, pai de Siquém, foi procurar Jacó
andar muito, nem que seja por um só para falar com ele. 7 Os filhos de Jacó
dia, eles poderão morrer. 14 Vá na frente, voltaram do campo e souberam do que
meu senhor. Eu irei mais devagar, ao tinha acontecido. Então ficaram furiosos
passo dos animais e das crianças, até porque Siquém, ao se deitar com a filha
alcançá-lo em Seir. de Jacó, tinha feito algo vergonhoso con-
15 Então Esaú disse: tra Israel. Eles diziam que isso não devia
— Então vou deixar alguns dos meus ter sido feito. 8 Hamor falou com eles:
homens para ajudá-lo.

*33:17 Sucote Este nome significa “abrigos”.


†33:20 El Elohe Israel Este nome significa, “Deus, o Deus de Israel”.
Gênesis 34:9 48 Gênesis 34:31

— O meu filho Siquém está apaixon- 21 — Estes homens são homens de paz.

ado por Dina, peço-lhes que o deixem Deixem que eles vivam nesta terra e
casar com a sua filha. 9 Vamos fazer um façam negócios aqui. Temos muito es-
acordo: que os nossos homens possam paço para eles. Casemo-nos com as filhas
se casar com as suas jovens, e que os deles e que eles se casem com as nossas
seus homens possam se casar com as nos- filhas. 22 Mas eles só aceitam viver aqui
sas jovens. 10 Fiquem vivendo aqui nesta conosco e formar um só povo com esta
terra conosco. A nossa terra está à sua condição: que todos os nossos homens
disposição. Vivam nela, façam negócios sejam circuncidados, pois eles são todos
e comprem propriedades. circuncidados. 23 As suas terras, o seu
11 Então Siquém disse ao pai e aos ir- gado e todos os seus animais serão nos-
mãos de Dina: sos. Aceitemos, portanto, o que nos pe-
— Façam-me este favor e eu lhes darei dem para que fiquem vivendo conosco.
tudo o que me pedirem. 12 Peçam um 24 Todos os habitantes da cidade con-

preço muito alto e muitos presentes, eu cordaram com Hamor e com o seu filho
pagarei o que pedirem, mas deixem-me Siquém. Então todos os homens foram
casar com ela. circuncidados.
13 Mas os filhos de Jacó decidiram en- 25 Três dias depois, quando os homens

ganar Siquém e o seu pai, por causa de da cidade estavam cheios de dores,
Siquém ter violado Dina, a irmã deles. Simeão e Levi, filhos de Jacó e irmãos de
14 Então lhe disseram: Dina, pegaram as suas espadas, entraram
— Não podemos deixar que a nossa na cidade desprotegida e mataram todos
irmã se case com um homem que não os homens. 26 Mataram à espada tam-
é circuncidado. Isso seria uma vergonha bém Hamor e o seu filho Siquém. De-
para nós. 15 A nossa única condição é pois tiraram Dina da casa de Siquém e
que vocês se tornem como nós, que to- foram embora. 27 Depois vieram os out-
dos os seus homens sejam circuncidados. ros filhos de Jacó, passaram por cima
16 Só assim os seus homens poderão se dos corpos e roubaram tudo o que havia
casar com as nossas mulheres e os nos- na cidade, porque Siquém tinha deson-
sos homens com as suas mulheres. Assim rado a sua irmã. 28 Levaram as ovelhas,
ficaremos vivendo com vocês e seremos os bois, os seus jumentos e tudo o que
um só povo. 17 Se, porém, não concor- havia na cidade e nos campos. 29 Cap-
darem e não se circuncidarem, partire- turaram todos os seus bens, as suas mul-
mos com Dina*. heres, os seus filhos e tudo o que tinham
18 Hamor e o seu filho Siquém consid- nas suas casas.
eraram razoável o pedido. 19 Siquém não 30 Então Jacó disse a Simeão e Levi:

demorou em fazer o que tinham lhe pe- — Vocês me arruinaram. Os cananeus


dido porque amava a filha de Jacó. e os ferezeus, que vivem nestas terras,
vão me odiar. Nós não somos muitos e
A vingança se os povos destas terras se unirem e nos
Siquém era o homem mais respeitado atacarem, seremos todos destruídos.
da sua família. 20 Hamor e o seu filho, 31 Mas os filhos de Jacó lhe disseram:

Siquém, foram à entrada da cidade e dis- — Ele não devia ter tratado a nossa
seram aos homens da cidade: irmã como se fosse uma prostituta.

*34:17 Dina Literalmente, “nossa filha”. Algumas versões antigas têm: “filhas”.
Gênesis 35:1 49 Gênesis 35:18

Jacó em Betel O novo nome de Jacó

35 Deus disse a Jacó: 9 Quando Jacó regressou de Padã-Arã,


*
— Vá para Betel e fique Deus voltou a lhe aparecer e o abençoou.
vivendo lá. Faça lá um altar ao Deus que 10 Deus lhe disse:

lhe apareceu† quando você estava fug- — O seu nome é Jacó, mas de agora
indo do seu irmão Esaú. em diante o seu nome não será mais
2 Então Jacó disse à sua família e a to- Jacó, senão Israel§.
dos os que estavam com ele: Foi assim que Deus lhe deu o nome de
— Destruam todos os deuses estranhos Israel.
que vocês têm, purifiquem-se e mudem 11 E Deus também lhe disse:

de roupa. 3 Vamos sair daqui e ir para — Eu sou o Deus Todo-Poderoso.


Betel. Em Betel vou edificar um altar ao Tenha muitos filhos e que eles se tornem
Deus que me ouviu quando eu tive prob- uma nação. Que você dê origem a uma
lemas. Ele tem estado sempre comigo em multidão de nações. Dos seus descen-
todos os lugares. dentes, alguns chegarão a ser reis. 12 A
4 Então entregaram a Jacó todos os terra que dei a Abraão e a Isaque, tam-
deuses estranhos que tinham e todos os bém a darei a você, e aos seus descen-
brincos que usavam nas orelhas. E Jacó dentes depois de você.
enterrou tudo ao lado de uma grande 13 Depois Deus subiu e foi embora do

árvore que fica perto de Siquém. 5 En- lugar de onde tinha falado com ele.
tão se puseram a caminho, passando 14 Então Jacó levantou ali uma pedra

por várias cidades. Deus fez com que os para comemorar o lugar onde Deus tinha
habitantes dessas cidades tivessem um lhe falado e derramou sobre ela vinho e
medo terrível deles. Por isso, ninguém azeite para consagrá-la. 15 Jacó chamou
os perseguiu. 6 Jacó e todas as pessoas Betel ao lugar onde Deus tinha lhe
que estavam com ele chegaram a Luz, falado.
que agora se chama Betel e fica na terra
de Canaã. 7 Ali Jacó edificou um al- Raquel morre ao dar à luz
tar e chamou aquele lugar de El-Betel‡, 16 Depois saíram de Betel. Quando
porque foi ali que Deus tinha lhe apare- ainda estavam longe de Efrata, Raquel
cido quando ele estava fugindo do seu começou a dar à luz e a sofrer dores
irmão. de parto terríveis. 17 Ao vê-la sofrendo
8 Débora, serva de Rebeca, morreu ali tanto, a parteira lhe disse:
e foi enterrada ao lado do carvalho que — Não tenha medo, você vai dar à luz
ficava perto de Betel. Jacó chamou essa outro filho.
árvore de “Carvalho das Lágrimas”¶. 18 Raquel morreu dando à luz. Antes

de morrer, deu ao filho o nome de

*35:1 Betel Este nome significa “Casa de Deus”.


†35:1 Deus que lhe apareceu Deus aparecia de várias formas: como um ser humano,
um anjo, um fogo ou uma luz brilhante.
‡35:7 El-Betel Em hebraico significa “Deus de Betel”.
¶35:8 Carvalho das Lágrimas Literalmente, “Alom-Bacute”.
§35:10 Israel Pode significar “O que luta com Deus” ou “Deus luta”.
Gênesis 35:19 50 Gênesis 36:12

Benoni*, mas o seu pai o chamou de Ben-


jamim†. Os descendentes de Esaú

36
19 Assim morreu Raquel e foi enter- São estes os descendentes de
rada no caminho para Efrata, que é tam- Esaú, que também se chama
bém Belém. 20 Jacó levantou uma pedra Edom.
sobre seu túmulo. Até o dia de hoje ainda 2 Esaú se casou com mulheres da terra
é conhecida como a “Pedra do Túmulo de Canaã. As suas esposas eram Ada,
de Raquel”. 21 Depois Israel continuou filha do heteu Elom; Aolibama, filha de
no seu caminho e foi acampar ao sul da Aná que era filho de Zibeão, o heveu;
“Torre do Rebanho”‡. 3 e Basemate, filha de Ismael, irmã de
22 Enquanto Israel estava vivendo Nebaiote.
naquela região, Rúben se deitou com 4 Ada e Esaú tiveram um filho

Bila, a concubina de seu pai. Quando chamado Elifaz. Basemate deu à luz
Israel soube disso, ficou furioso.¶ Reuel. 5 Aolibama deu à luz Jeús, Jalam
e Corá. Estes foram os filhos de Esaú
A família de Israel que nasceram na terra do Canaã.
Jacó teve doze filhos. 6 Depois disto, Esaú, levou as suas es-
23 Estes foram os filhos que ele teve com posas, os seus filhos, as suas filhas, e
Lia: Rúben, o filho mais velho; Simeão, todas as pessoas que viviam com ele.
Levi, Judá, Issacar e Zebulom. Levou também o seu gado, todos os seus
24 Estes foram os filhos que teve com outros animais e tudo o que tinha obtido
Raquel: José e Benjamim. em Canaã. E foi viver em outra terra,
25 Estes foram os filhos que teve com longe do seu irmão Jacó. 7 Pois o gado
Bila, a serva de Raquel: Dã e Naftali. de Jacó e o gado de Esaú tinha aumen-
26 Estes foram os filhos que teve com tado tanto que não era possível viverem
Zilpa, a serva de Lia: Gade e Aser. juntos na terra de Canaã. 8 Por isso, Esaú
Estes foram os filhos de Jacó que nasce- foi viver na região montanhosa de Seir§.
ram em Padã-Arã. Esaú também é chamado Edom.
9 São estes os descendentes de Esaú, o
A morte de Isaque antepassado dos habitantes de Edom, na
27 Depois Jacó foi ver o seu pai, Isaque, região montanhosa de Seir.
em Mamre, de Quiriate-Arbá, que é tam- 10 Estes são os nomes dos filhos de Esaú:

bém chamado de Hebrom, onde Abraão Elifaz, filho de Ada, uma das esposas de
e Isaque tinham vivido. 28 Aos cento e Esaú; e Reuel, filho de Basemate, outra
oitenta anos, 29 Isaque deu o seu último das esposas de Esaú.
suspiro, morreu e juntou-se aos seus an- 11 Os filhos de Elifaz foram: Temã, Omar,

tepassados. Era já velho e tinha vivido Zefô, Gaetã e Quenaz.


uma vida cheia. Os seus filhos, Esaú e 12 Elifaz também tinha uma concubina

Jacó, o enterraram. chamada Timna. Ela e Elifaz tiveram


um filho chamado Amaleque.

*35:18 Benoni Este nome significa “filho da minha dor”.


†35:18 Benjamim Este nome significa “filho mais querido”.
‡35:21 Rebanho ou “Migdal-Éder”.
¶35:22 Quando Israel (…) furioso Segundo a LXX. O TM tem: “E Israel soube disso”.
§36:8 Seir Outro nome para a terra de Edom.
Gênesis 36:13 51 Gênesis 36:39

Eles todos foram netos de Ada, uma das 24 Estes foram os filhos de Zibeão: Aia e
esposas de Esaú. Ana. Ana foi quem encontrou a fonte
13 Os filhos de Reuel foram: Naate, Zerá, termal no deserto quando cuidava dos
Samá e Mizá. Todos eles foram netos jumentos do seu pai, Zibeão.
de Basemate, a outra esposa de Esaú. 25 Ana teve um filho chamado Disom, e
14 A terceira esposa de Esaú foi uma filha chamada Aolibama.
Aolibama, filha de Aná e neta de 26 Os filhos de Disom foram Hendã, Esbã,

Zibeão. Os seus filhos foram: Jeús, Itrã e Querã.


Jalão e Corá. 27 Estes foram os filhos de Ézer: Bilã, Za-
15 Foram estes os chefes dos descen- avã e Acã.
dentes de Esaú: 28 Os filhos de Disã foram Uz e Arã.

De Elifaz, filho mais velho de Esaú, 29 São estes os nomes dos chefes dos

os chefes foram: Teman, Omar, Zefô, horeus: Lotan, Shobal, Zibeão, Ana,
Quenaz, 16 Corá, Gatam e Amaleque. 30 Disom, Ezer e Dishan. Estes homens

Eles foram os chefes dos descendentes eram os chefes das tribos que viviam
de Elifaz na terra de Edom, todos eles na terra de Seir.
eram netos de Ada, uma das esposas 31 Foram estes os reis que reinaram na

de Esaú. terra de Edom antes dos israelitas terem


17 De Reuel, filho de Esaú, os chefes reis*:
foram: Naate, Zera, Shama e Mizá. 32 Belá, filho de Beor, foi rei de Edom, a

Eles foram os chefes dos descendentes sua cidade† se chamava Dinabá.


de Reuel na terra de Edom, todos eles 33 Belá morreu e Jobabe, filho de Zera,

eram netos de Basemate, uma das es- de Bosra, reinou no seu lugar.
posas de Esaú. 34 Jobabe morreu e Husã, da terra dos te-
18 Os descendentes da outra esposa de manitas, reinou no seu lugar.
Esaú, Aolibama, filha de Aná, foram 35 Husã morreu e Hadade, filho de Be-

os chefes: Jeús, Jalam e Corá. Estes dade, reinou no seu lugar. Hadade
três homens foram os chefes das suas foi quem derrotou Madiã na terra de
famílias. Moabe. O nome da sua cidade era
19 Todos estes homens eram os chefes Avite.
dos descendentes de Esaú, as tribos de 36 Hadade morreu e Samlá de Masreca,

Edom. reinou no seu lugar.


20 Seir, o horeu, vivia em Edom. Foram 37 Samlá morreu e Saul reinou no seu

estes os seus filhos: lugar. Saul era de Reobote, que fica


Lotã, Sobal, Zibeão, Aná, 21 Disom, Ézer perto do rio Eufrates.
e Disã. Todos estes homens eram os 38 Saul morreu e Baal-Hanã, filho de Ac-

chefes dos horeus, descendentes de bor, reinou no seu lugar.


Seir, em Edom. 39 Baal-Hanã, filho de Acbor, morreu e
22 Os filhos de Lotã foram Hori e Homã. Hadade reinou no seu lugar. O nome
A irmã de Lotã foi Timna. da sua cidade era Paú e a esposa dele
23 Estes foram os filhos de Sobal: Alvã, era Meetabel, filha de Matrede e neta
Manaate, Ebal, Sefô e Onã. de Mezaabe.*

*36:31 antes dos (…) reis ou “antes de um rei israelita reinar sobre Edom”.
†36:32 a sua cidade Refere-se à sua cidade capital ou ao seu lugar de nascimento.
*36:39 neta de Mezaabe ou “uma mulher de Mezaabe”.
Gênesis 36:40 52 Gênesis 37:18

40 Estessão os nomes dos chefes descen- — Ouçam, tive outro sonho: sonhei
dentes de Esaú, nomeados segundo as que o sol, a lua e onze estrelas se cur-
suas famílias e os lugares onde viveram: vavam diante de mim.
Timna, Alva, Jetete, 41 Oolibama, Elá, 10 Quando contou este sonho ao seu

Pinom, 42 Quenaz, Temã, Mibzar, pai e aos seus irmãos, o seu pai o
43 Magdiel e Irã. Estes foram os repreendeu e disse:
chefes de Edom, que viviam na terra — Que tipo de sonho é esse? Será pos-
herdada por Esaú, o pai dos edomitas. sível que eu, a sua mãe e os seus irmãos
vamos nos prostrar diante de você?
José, o sonhador 11 Os seus irmãos ficaram com inveja

37 Jacó ficou vivendo na terra de


Canaã, a terra onde o seu pai tam-
2
bém tinha morado. Esta é a história da
dele, mas o seu pai ficou pensando muito
neste assunto.
12 Um dia, os irmãos de José foram

família de Jacó. apascentar os rebanhos do seu pai na


José tinha dezessete anos e tomava região de Siquém. 13 Então Israel disse a
conta dos rebanhos com os seus irmãos. José:
Ajudava os filhos de Bila e de Zilpa, — Os seus irmãos estão cuidando dos
esposas do seu pai. E José contava ao rebanhos em Siquém, quero que vá até
seu pai todo o mal que os seus irmãos eles.
faziam. 3 Israel gostava mais de José José respondeu:
do que de qualquer outro filho por ter — Estou pronto para ir.
nascido quando ele já era velho. Por isso 14 Então Israel disse a José:

Israel fez para José uma túnica muito — Vá ver se está tudo bem com os seus
especial.† 4 Quando os seus irmãos vi- irmãos e com os rebanhos. Depois volte
ram que o seu pai amava José mais do e me conte.
que a eles, começaram a odiá-lo e não o Então Jacó o enviou e ele foi, desde
cumprimentavam. o vale de Hebrom até Siquém. 15 Um
5 José teve um sonho, e contou aos homem encontrou José perdido no
seus irmãos e eles passaram a odiá-lo campo, e lhe perguntou:
ainda mais. 6 José lhes disse: — O que você está procurando?
— Ouçam o sonho que tive. 7 Estava- 16 José respondeu:

mos todos amarrando feixes de trigo no — Estou procurando os meus irmãos.


meio do campo. De repente o meu feixe Diga-me, por favor, onde é que eles estão
se levantou e ficou de pé. E os feixes de cuidando os rebanhos.
vocês rodearam o meu e se curvaram di- 17 O homem disse:

ante dele. — Eles já saíram daqui. Eu os ouvi


8 Então os seus irmãos lhe disseram: dizer que iam para Dotã.
— Isso quer dizer que você vai ser o Então José foi procurar os seus irmãos
nosso rei? Que vai mandar em nós? e os encontrou em Dotã.
Assim os seus irmãos passaram a odiá-
lo ainda mais, por causa dos seus son- José é vendido como escravo
hos e do jeito como ele os contava. 9 De- 18 Os irmãos de José o viram quando
pois José teve outro sonho e também foi ele ainda estava longe. Então, antes dele
contá-lo aos seus irmãos. Disse-lhes:

†37:3 túnica muito especial ou “túnica longa com mangas compridas”.


Gênesis 37:19 53 Gênesis 38:7

chegar, fizeram planos para matá-lo. — O jovem já não está lá! Para onde é
19 Diziam uns aos outros: que vou agora?
— Olhem, lá vem o sonhador! 20 Va- 31 Os irmãos então mataram um

mos matá-lo e atirar o seu corpo num cabrito, pegaram a túnica de José e a
poço seco, depois falemos que foi co- mancharam com o sangue do cabrito.
mido por um animal selvagem. Assim 32 Depois levaram aquela túnica ao seu

veremos o que vai acontecer com os seus pai e lhe disseram:


sonhos. — Encontramos isso. Veja se é a túnica
21 Quando Rúben ouviu isto, tentou do seu filho.
livrá-lo dos seus irmãos e disse: 33 Jacó reconheceu a túnica e disse:

— Não o matemos. 22 Não derramem — Sim, é a túnica do meu filho.


sangue! Atirem-no naquele poço que Ele deve ter sido devorado por um
está no deserto, mas não lhe façam mal. animal selvagem. Certamente José foi
Rúben disse isto porque queria salvar despedaçado.
José e mandá-lo de volta ao seu pai. 34 Então Jacó rasgou a sua roupa, se
23 Quando José chegou onde estavam vestiu com roupa de luto e durante
os seus irmãos, eles arrancaram-lhe a sua muito tempo esteve de luto pelo seu
túnica especial. 24 Logo o agarraram e o filho. 35 Todos os seus filhos e filhas ten-
atiraram para dentro do poço. O poço es- taram consolá-lo, mas ele recusava ser
tava vazio e sem nenhuma água. consolado e dizia:
25 Então os seus irmãos se sentaram — Vou ficar de luto pelo meu filho até
para comer e viram um grupo de ismaeli- o dia que eu morrer.*
tas que vinha de Gileade. Os seus came- E continuou chorando pelo seu filho.
los traziam especiarias, bálsamo e mirra 36 Entretanto, os midianitas venderam

que levavam para o Egito. 26 Judá disse José no Egito. Potifar, o capitão da
então aos seus irmãos: guarda do faraó, foi quem o comprou.
— Que vamos ganhar se matarmos e
escondermos o corpo do nosso irmão? Judá e Tamar

38
27 É melhor vendê-lo aos ismaelitas. Não Nesse tempo, Judá separou-se
lhe façamos nenhum mal, pois é nosso dos seus irmãos e foi viver na
irmão e temos o mesmo sangue. casa de um homem adulamita chamado
E todos os irmãos concordaram. Hirá. 2 Ali Judá conheceu a filha de
28 Quando os negociantes midianitas um cananeu chamado Suá e se casou
passaram por ali, eles tiraram José do com ela. 3 Ela ficou grávida e deu à luz
poço e o venderam por vinte moedas de um filho, ao qual Judá deu o nome de
prata aos ismaelitas, os quais o levaram Er. 4 Ela voltou a ficar grávida e deu
para o Egito. à luz outro filho e lhe deu o nome de
29 Quando Rúben regressou ao poço e Onã. 5 Depois teve outro filho, a quem
viu que José já não estava lá, rasgou chamou de Selá, ele nasceu quando Judá
a sua roupa em sinal de tristeza. 30 De- estava vivendo em Quezibe.
pois voltou para junto dos seus irmãos e 6 Judá escolheu uma esposa para Er,

disse: o seu filho mais velho. Ela se chamava


Tamar. 7 Mas o SENHOR não gostava do

*37:35 Vou ficar (…) morrer Literalmente, “Irei para o Sheol chorando, para onde
está o meu filho”.
Gênesis 38:8 54 Gênesis 38:23

mau comportamento de Er, o primeiro que ela era a sua nora, pediu-lhe que
filho de Judá, e por isso fez com que ele tivessem relações sexuais. Então ela lhe
morresse. 8 Então Judá disse a Onã: perguntou:
— Vá ter relações sexuais com a viúva — O que vai me dar para ter relações
do seu irmão, para cumprir o seu de- sexuais com você?
ver de cunhado* e o seu irmão ter um 17 Judá lhe respondeu:

descendente. — Vou lhe mandar um cabrito do meu


9 Onã sabia que o filho que nascesse rebanho.
não ia ser seu. Por isso, cada vez que E ela disse:
tinha relações sexuais com a viúva do — Está bem, mas tem que me dar al-
seu irmão, ele derramava no chão o guma coisa como garantia de que vai en-
seu esperma, para que o seu irmão não viar o cabrito.
tivesse descendentes. 10 O que ele fazia 18 Ele lhe perguntou:

não agradou ao SENHOR, e por isso tam- — O que você quer que lhe dê como
bém fez com que ele morresse. 11 Então garantia?
Judá disse à sua nora Tamar: Ela respondeu:
— Volte para a casa do seu pai e con- — Dê-me o seu selo com o cordão† e o
tinue viúva até que o meu filho Selá cajado que tem na mão.
cresça. Então ele lhe deu essas coisas, teve
Judá tinha medo que Selá também relações sexuais com ela e ela ficou
morresse como os seus irmãos. Tamar foi grávida. 19 Depois disso, ela foi para
viver na casa do seu pai. casa, tirou o véu, e tornou a vestir a
12 Depois de muito tempo, a mulher roupa de viúva.
de Judá, a filha de Suá, morreu. Depois 20 Judá mandou o cabrito pelo seu

do tempo de luto ter terminado, Judá e amigo Hirá, o adulamita, para que a mul-
o seu amigo Hirá, o adulamita, foram a her lhe devolvesse o seu selo e cajado,
Timna onde estavam os homens que cor- mas ele não a encontrou. 21 Hirá então
tavam a lã das suas ovelhas. 13 E alguém perguntou aos homens daquele lugar:
disse a Tamar: — Onde posso encontrar a prostituta
— Olhe, o seu sogro está a caminho de consagrada que costuma estar em Enaim
Timna para tosquiar as suas ovelhas. sentada à beira do caminho?
14 Então ela tirou a sua roupa de viúva, Mas eles responderam:
cobriu-se com um véu e sentou-se à en- — Aqui não há nenhuma prostituta
trada de Enaim, que ficava no caminho consagrada.
para Timna. Tamar sabia que Selá já 22 Então ele voltou e disse a Judá:

tinha crescido e que ainda não a tinham — Não a consegui encontrar. E os


casado com ele. homens daquele lugar me disseram:
15 Quando Judá a viu, pensou que ela “Aqui não há nenhuma prostituta
fosse uma prostituta porque ela tinha en- consagrada”.
coberto o rosto. 16 Judá se aproximou 23 Judá respondeu:

dela ao lado do caminho e, sem saber


*38:8 para cumprir o seu dever de cunhado Se um homem morresse sem ter deixado
filhos, um dos seus irmãos deveria se casar com a viúva, e o filho que ela tivesse era
considerado filho do irmão falecido.
†38:18 selo com o cordão O selo com o cordão era uma espécie de documento de
identidade, usava-se para marcar documentos legais ou oficiais.
Gênesis 38:24 55 Gênesis 39:12

— Que fique com as minhas coisas, guarda do faraó. 2 O SENHOR estava


não quero que ninguém se ria de mim. com José e ele se tornou num homem
Tentei lhe entregar o seu cabrito, mas muito próspero. José vivia em casa do
você não a encontrou. seu senhor egípcio, 3 e ele começou a ver
24 Após três meses, alguém disse a que o SENHOR estava com José e que
Judá: o SENHOR fazia prosperar tudo o que
— A sua nora Tamar se compor- José fazia. 4 Potifar estava muito con-
tou como uma prostituta, e agora está tente com José que o tornou seu as-
grávida. sistente pessoal. Ele lhe deu a respons-
Então Judá disse: abilidade de tomar conta da sua casa e
— Tragam essa mulher aqui fora e que de todos os seus bens. 5 Desse momento
seja queimada! em diante, o SENHOR abençoou a casa
25 Quando foram buscá-la, ela mandou do egípcio. O SENHOR abençoou Poti-
dizer ao seu sogro: far em tudo o que ele tinha na sua casa
— Foi o dono destas coisas que me en- e no seu campo. 6 Então entregou tudo
gravidou. Diga-me, por favor, de quem é ao encargo de José e não se preocupava
este selo, este cordão e este cajado? com nada a não ser com a sua própria
26 Judá reconheceu as coisas e disse: comida.
— Eu sou mais culpado do que ela; não José era um homem de bom aspecto e
a casei com o meu filho Selá como tinha de boa aparência. 7 Por isso algum tempo
lhe prometido. depois, a esposa do seu senhor começou
Judá nunca mais voltou a ter relações a reparar em José e lhe disse:
sexuais com Tamar. — Venha se deitar comigo.
27 Quando chegou o tempo dela dar à 8 Mas José recusou e disse à esposa do

luz, teve gêmeos. 28 Ao nascerem, um de- seu senhor:


les estendeu a mão para fora e a parteira — Olhe, comigo aqui, o meu senhor
atou uma fita vermelha no pulso dele. não tem nada que o preocupe aqui em
Ela disse: casa. Ele me entregou todos os seus bens
— Foi este quem nasceu primeiro. para eu cuidar deles. 9 Não há ninguém
29 Mas ele voltou a recolher a mão e nesta casa acima de mim. Está tudo de-
foi o seu irmão que saiu primeiro. Então baixo do meu poder, menos a senhora,
a parteira disse: por ser mulher dele. Como é que eu
— Conseguiu fazer uma abertura para poderia agora fazer uma coisa tão má e
sair! pecar contra Deus?
Por isso deram-lhe o nome de Perez*. 10 Todos os dias ela insistia para ele se
30 Depois saiu o seu irmão, o que tinha a deitar com ela, mas ele recusava até ficar
fita vermelha. Por isso lhe deram o nome junto dela. 11 Um dia, quando José en-
de Zera†. trou em casa para trabalhar, não estava
nenhum dos escravos lá dentro. 12 Então
José no Egito ela o agarrou pela roupa e disse:

39 Os ismaelitas levaram José para


o Egito, onde foi comprado por
um egípcio chamado Potifar, capitão da
— Venha dormir comigo!
Mas ele deixou o seu manto nas mãos
dela e saiu fugindo.

*38:29 Perez Em hebraico este nome é semelhante à palavra “abertura”.


†38:30 Zera Em hebraico este nome é semelhante à palavra “brilhante”.
Gênesis 39:13 56 Gênesis 40:15

13 Quando ela viu que ele, ao fugir, guarda, no mesmo lugar onde também
tinha deixado o manto nas suas mãos, José estava preso. 4 O capitão deu a José
14 chamou os servos da sua casa e lhes o encargo de cuidar e servir os dois
disse: presos. Os dois permaneceram muitos
— Vejam, o meu marido trouxe aqui dias na prisão. 5 Certa noite, o chefe
este hebreu para nos insultar. Ele entrou das bebidas e o chefe dos padeiros, que
onde eu estava e tentou dormir comigo, estavam na prisão por ordem do rei,
mas eu gritei com toda a minha força. tiveram um sonho. Cada um teve um
15 Quando ele me ouviu gritar, fugiu cor- sonho e cada sonho tinha o seu próprio
rendo e deixou aqui o seu manto. significado. 6 E na manhã seguinte, José
16 E ela guardou consigo a roupa de foi vê-los e viu que estavam preocu-
José até chegar o seu marido. 17 E pados. 7 Então perguntou aos servos do
contou-lhe a mesma história: faraó que estavam com ele na prisão:
— O servo hebreu que trouxe en- — Porque estão tão tristes hoje?
trou aqui e quis abusar de mim. 18 Mas, 8 Eles lhe disseram:

quando eu gritei, ele fugiu e deixou aqui — Cada um de nós teve um sonho e
a sua roupa. não há ninguém que possa nos explicar
19 O senhor de José ouviu o que a sua o seu significado.
esposa lhe disse e ficou furioso. 20 En- E José lhes disse:
tão mandou buscar José e o prendeu na — Só Deus pode dar a interpretação
prisão onde costumavam ficar as pessoas dos sonhos. Contem-me os sonhos.
presas por ordem do rei. Assim José fi- 9 Então o chefe das bebidas lhe contou

cou na prisão. o seu sonho:


21 Mas o SENHOR estava com José — No meu sonho, vi uma videira. 10 A
e o abençoou. Deus fez com que o videira tinha três ramos. Vi os ramos
carcereiro simpatizasse com ele. 22 Por brotarem flores e as flores darem uvas
isso o carcereiro encarregou José de e amadurecerem. 11 Na minha mão, eu
tomar conta de todos os presos, e era ele tinha o copo do faraó. Então peguei nas
quem decidia tudo o que ali era feito. uvas e exprimi o seu sumo para den-
23 O carcereiro não precisava se preocu- tro do copo. Depois entreguei o copo ao
par com nada do que José fizesse, pois faraó.
o SENHOR estava com José e fazia com 12 Disse-lhe José:

que tudo o que ele fizesse saísse bem — É esta a interpretação do seu sonho:
feito. os três ramos são três dias. 13 Daqui a três
dias o faraó vai perdoá-lo*. E vai lhe dar
José interpreta dois sonhos de novo o seu emprego e você vai servir

40 Algum tempo depois, o chefe das


bebidas para o rei e o chefe dos
padeiros ofenderam o seu senhor, o rei
vinho ao rei como fazia antes, quando
era o chefe das bebidas. 14 Ouça, quando
estiver livre, lembre-se de mim, por fa-
do Egito. 2 O faraó ficou muito irritado vor. Fale de mim ao faraó para que eu
com os seus dois servos: o chefe das be- possa sair desta prisão. 15 Fui trazido à
bidas e o chefe dos padeiros. 3 E man- força da terra dos hebreus, e não fiz nada
dou prendê-los na prisão do capitão da para estar neste poço*.

*40:13 perdoá-lo Literalmente, “levantar a sua cabeça”.


*40:15 poço Era comum naquele tempo transformar uma cisterna numa prisão.
Gênesis 40:16 57 Gênesis 41:22

16 Quando o chefe dos padeiros viu ele estava preocupado e por isso mandou
que a interpretação era boa, disse a José: chamar os adivinhos e os sábios do Egito,
— Eu também tive um sonho: tinha e lhes contou o seu sonho. Mas nenhum
três cestos de pão branco sobre a minha deles conseguia interpretar o sonho.
cabeça. 17 No cesto de cima havia todo 9 Então o chefe das bebidas disse ao

tipo de pães e doces feitos para o faraó, faraó:


mas vinham as aves e comiam do cesto — Lembro-me hoje do mal que fiz.
que tinha na cabeça. 10 Um dia o faraó estava irritado comigo,
18 José lhe disse: o seu servo, e me mandou prender
— É esta a interpretação do seu sonho: juntamente com o chefe dos padeiros.
os três cestos são três dias. 19 Daqui a três 11 Cada um de nós teve um sonho na

dias o faraó vai cortar a sua cabeça. E mesma noite, e cada sonho tinha o seu
vai empalar o seu corpo numa árvore e próprio significado. 12 Estava lá conosco
as aves vão comer a sua carne. um jovem hebreu, que era servo do
20 Três dias depois era o aniversário capitão da guarda. Contamos os nossos
do faraó. Ele ofereceu uma festa para to- sonhos a ele e nos explicou o significado
dos os seus servos e, diante deles, tirou de cada sonho. 13 Tudo aconteceu exata-
da prisão o chefe das bebidas e o chefe mente como ele tinha falado. Eu recu-
dos padeiros. 21 O faraó deu ao chefe perei o meu antigo emprego mas o outro
das bebidas o seu antigo emprego, e ele foi empalado.
voltou a servir o vinho ao faraó. 22 Mas o 14 Então o faraó mandou chamar José

faraó ordenou que o corpo do chefe dos e rapidamente o tiraram da cadeia. José
padeiros fosse empalado, tal como José fez a barba, mudou de roupa e se apre-
tinha dito. 23 Entretanto, o chefe das be- sentou diante do rei. 15 O faraó lhe disse:
bidas não se lembrou de José; pelo con- — Tive um sonho e ninguém foi capaz
trário, se esqueceu dele. de interpretá-lo. Ouvi falar que você é
capaz de dizer o significado dos sonhos.
Os sonhos do faraó 16 José respondeu ao faraó:

41 Dois anos depois, o faraó sonhou


que estava em pé ao lado do rio
Nilo. 2 Do rio saíram sete vacas belas e
— Eu não posso! Mas Deus pode dar o
significado ao faraó.
17 Então o faraó contou a José:

gordas que começaram a pastar entre os — Sonhei que estava em pé ao lado do


juncos. 3 Logo saíram do rio outras sete rio Nilo. 18 De repente, saíram do rio sete
vacas, feias e fracas, que se juntaram às vacas gordas e belas que começaram a
primeiras na margem do Nilo. 4 Então as pastar entre os juncos. 19 Depois saíram
vacas feias e fracas comeram as vacas be- do rio mais sete vacas que tinham muito
las e gordas. Nisso o faraó acordou. mau aspecto, feias e fracas. Nunca tinha
5 Depois o faraó voltou a adormecer visto vacas tão feias em todo o Egito.
e teve um segundo sonho: viu sete es- 20 A seguir, as vacas fracas e feias com-

pigas de trigo, gordas e boas, que cres- eram as primeiras sete vacas, as gordas.
ciam no mesmo pé. 6 Depois cresceram 21 Mas não se notava que as vacas fracas

outras sete espigas, fracas e queimadas tivessem comido as outras vacas, pois
pelo vento leste. 7 Em seguida, as espi- continuavam fracas e feias como antes.
gas fracas engoliram as espigas gordas e Nesse momento eu acordei.
cheias. Então o rei acordou de novo e viu 22 — Depois tive outro sonho. Vi sete

que era um sonho. 8 Na manhã seguinte espigas de trigo, cheias e bonitas, que
Gênesis 41:23 58 Gênesis 41:48

cresciam num só pé de trigo. 23 Mas sete anos de fome que vão vir sobre o
também cresceram sete espigas secas e Egito. Assim o país não morrerá de fome.
queimadas pelo vento do leste. 24 E as es- 37 O faraó e todos os seus oficiais

pigas secas engoliram as espigas cheias aprovaram o plano. 38 Então o faraó


e bonitas. Contei isto aos meus adivin- disse aos seus ministros:
hos mas ninguém pode me falar o seu — Não poderíamos encontrar outro
significado. homem como este, um homem em quem
25 Então José disse ao rei: está o Espírito de Deus.
— Os dois sonhos referem-se à mesma 39 Então, o faraó disse a José:

coisa. Deus está querendo falar ao faraó — Visto que Deus lhe revelou todas es-
o que ele vai fazer pronto. 26 As sete va- tas coisas, não há ninguém tão sábio e
cas boas e as sete espigas boas são sete inteligente como você. 40 Ficará encar-
anos bons. É o mesmo sonho. 27 As sete regado do meu palácio e todos obede-
vacas fracas e feias, que saíram do rio cerão às suas ordens. Só eu, que sou rei,
depois das outras, são sete anos maus. terei mais poder do que você.
As sete espigas queimadas e secas têm 41 Depois o faraó disse a José:

o mesmo significado: elas representam — Olhe, concedo a você autoridade so-


sete anos de fome. 28 Deus está querendo bre toda a terra do Egito.
mostrar ao faraó o que ele vai fazer. 42 A seguir, o faraó tirou o anel real
29 Virão sete anos de muita comida em da sua mão e o colocou na mão de José.
todo o Egito. 30 Depois desses sete anos, Mandou que lhe dessem roupas de linho
virão sete anos de fome, e todos no Egito fino para ele se vestir e colocou uma cor-
se esquecerão dos anos em que havia rente de ouro no seu pescoço. 43 Depois
grande fartura. A fome vai arruinar o lhe disse que subisse para a segunda car-
país. 31 Ninguém se lembrará da fartura ruagem real e pessoas fossem na frente
que havia antes, por causa da grande dele, gritando: “Abram caminho!”
fome que virá a seguir. Assim, José foi nomeado governador
32 — A razão dos sonhos serem dois é de toda a terra do Egito. 44 O faraó disse
esta: Deus já decidiu fazer isto e tudo ainda a José:
vai acontecer muito depressa. 33 Por- — Eu sou o faraó, mas sem a sua autor-
tanto, o faraó deve agora procurar um ização, ninguém poderá fazer nada em
homem sábio e inteligente e dar-lhe o todo o Egito.
cargo de dirigir o país. 34 O faraó deve 45 Depois o faraó deu o nome de

também nomear supervisores para recol- Zafenate-Panea* a José. Também lhe deu
herem uma quinta parte do que se pro- por esposa Asenate, a filha de Potífera,
duz no Egito durante os sete anos de far- sacerdote da cidade de Om. Assim José
tura. 35 Eles devem recolher toda a co- ficou governando todo o Egito. 46 José
mida que puderem durante os anos bons tinha trinta anos quando começou a
que estão para vir, e armazenar o trigo, servir o faraó, o rei do Egito. Ele saiu da
sob o controle do faraó, em cidades de- presença do faraó e foi percorrer toda a
terminadas, e guardá-lo. 36 A comida vai terra do Egito. 47 Durante os sete anos
servir de reserva para a terra durante os de fartura, a terra produziu muita co-
mida. 48 Então ele ajuntou toda a comida
*41:45 Zafenate-Panea Este nome egípcio provavelmente significa, “conservador
da vida”, mas também é semelhante à palavra hebraica que significa, “aquele que
revela coisas”.
Gênesis 41:49 59 Gênesis 42:13

que sobrou durante os sete anos em que — Por que vocês estão olhando uns
houve fartura na terra do Egito, e a ar- para os outros sem fazer nada? 2 Ouvi
mazenou nas cidades. Em cada cidade, dizer que há trigo no Egito. Vão até lá
ele armazenava a comida que recol- e comprem trigo para podermos sobre-
hia dos campos daquela região. 49 Então viver e não morrer de fome.
José armazenou muito trigo, tanto como 3 Então dez dos irmãos de José foram

a areia do mar. Havia tanto trigo que ao Egito para comprar trigo. 4 Mas Jacó
José deixou de medi-lo, pois era muito. não deixou Benjamim, o irmão de José,
50 Antes de chegarem os anos de fome, ir com os outros irmãos, porque tinha
José teve dois filhos com Asenate, filha medo que lhe acontecesse alguma des-
de Potífera, o sacerdote da cidade de graça. 5 Os filhos de Israel foram com-
Om. 51 José chamou ao seu primeiro prar trigo, na companhia de muitos out-
filho, Manassés* porque disse ele: “Deus ros, pois a fome era geral na terra de
me fez esquecer todos os meus sofrimen- Canaã.
tos e a família do meu pai”. 52 Ao seu se- 6 José era o governador do país e

gundo filho deu o nome de Efraim† pois era ele quem vendia o trigo a todas as
disse: “Deus me deu filhos na terra onde pessoas. Os irmãos de José chegaram
tenho sofrido”. e, inclinando-se diante dele, tocaram o
53 Os sete anos de fartura na terra do chão com o rosto. 7 José reconheceu os
Egito acabaram. 54 E começaram os sete seus irmãos assim que os viu, mas agiu
anos de fome, tal como José tinha dito. como se não os conhecesse. E lhes per-
Havia fome em todos os países, mas guntou de maneira áspera:
em toda a terra do Egito havia comida. — De onde vocês vêm?
55 Quando começou a faltar comida em Eles responderam:
todo o Egito, as pessoas começaram — Nós viemos da terra de Canaã para
a pedir trigo ao faraó. O faraó lhes comprar comida.
respondia: 8 José reconheceu os seus irmãos, mas

— Vão falar com José, façam o que ele eles não o reconheceram. 9 José também
falar. se lembrou dos sonhos que tinha tido a
56 Quando a fome se espalhou por respeito deles e lhes disse:
todo o país, José abriu os armazéns e — Vocês são espiões! Vieram ver quais
começou a vender trigo aos egípcios, são os nossos pontos fracos.
pois cada vez mais havia fome em todo 10 Mas os seus irmãos responderam:

o Egito. 57 Pessoas de todo lugar vin- — Não, senhor. Nós somos seus servos.
ham ao Egito para comprar trigo de José, Viemos aqui só para comprar comida.
porque havia muita fome em toda parte. 11 Nós somos todos filhos do mesmo

pai. Somos pessoas honestas. Não somos


Os irmãos de José vão ao Egito espiões.

42 Quando Jacó soube que havia 12 Mas José insistiu:

trigo no Egito, disse aos seus — Não! Vocês vieram ver quais são os
filhos: nossos pontos fracos.
13 E eles disseram:

*41:51 Manassés Este nome é semelhante à palavra hebraica que significa


“esquecer”.
†41:52 Efraim Este nome é semelhante à palavra hebraica que significa “dar fruto”.
Gênesis 42:14 60 Gênesis 42:34

— Não! Nós somos seus servos. Somos chorou de emoção. Quando voltou de
doze irmãos, filhos do mesmo pai, que novo, falou com eles, e escolheu Simeão
vive na terra de Canaã. O nosso irmão para ser preso. Mandou que ele fosse
mais novo ficou com o nosso pai, e o amarrado diante deles. 25 Depois deu or-
nosso outro irmão já morreu. dens para que enchessem os seus sacos
14 Mas José disse de novo: de trigo e pusessem em cada saco o din-
— É como eu disse: vocês são espiões! heiro com que eles tinham pago pelo
15 Mas vou deixar que provem que es- trigo. Por fim, mandou lhes dar as pro-
tão dizendo a verdade: juro pela vida visões necessárias para a viagem. E as-
do faraó que vocês não sairão daqui, en- sim fizeram.
quanto o seu irmão mais novo não vier 26 Eles carregaram os jumentos com

até aqui. 16 Um de vocês poderá ir buscar o trigo e foram embora. 27 Quando


o seu irmão mas os outros ficarão presos. chegaram ao lugar onde iam passar a
Assim ficará provado se o que disseram noite, um deles abriu um dos sacos para
é verdade ou não. Se não, juro pela vida dar de comer ao seu jumento e encon-
do faraó, que vocês são espiões! trou lá o dinheiro. Estava mesmo na
17 Depois mandou prendê-los durante boca do saco. 28 Então disse aos seus
três dias. 18 No terceiro dia José lhes irmãos:
disse: — O meu dinheiro foi devolvido. Ve-
— Eu tenho temor a Deus! Façam jam, está aqui, no meu saco!
o que vou dizer se quiserem salvar as Todos eles ficaram muito assustados e
suas vidas. 19 Se vocês são homens hon- tremendo de medo. Olhavam uns para os
estos, deixem um dos seus irmãos aqui outros e diziam:
na prisão, enquanto os outros podem — O que foi que Deus nos fez?
levar o trigo às suas famílias. 20 Mas, de- 29 Quando chegaram à casa do seu pai

pois, tragam aqui o seu irmão mais novo, Jacó, na terra de Canaã, contaram-lhe o
para eu saber que estão dizendo a ver- que tinha acontecido:
dade. Assim não morrerão. 30 — O homem que é o governador

Eles concordaram e 21 disseram uns daquela terra falou conosco de maneira


aos outros: áspera. Prendeu-nos como se fôsse-
— Estamos pagando pelo que fizemos mos espiões. 31 Nós dissemos: “Somos
ao nosso irmão. Vimos como ele estava homens honestos. Não somos espiões.
aflito e nos pedia que tivéssemos com- 32 Somos doze irmãos, filhos do mesmo

paixão, mas nós não nos importamos. É pai. Um já morreu e o mais novo fi-
por isso que agora estamos sofrendo. cou com o nosso pai na terra de Canaã”.
22 E Rúben disse: 33 Então o governador daquele país nos

— Eu não lhes disse que não fizésse- disse: “Para saber se vocês são pes-
mos mal ao nosso irmão? Mas vocês não soas honestas, um de vocês vai ficar
quiseram me ouvir. Por isso agora esta- aqui comigo, enquanto os outros levam
mos pagando pelo seu sangue. o trigo às suas famílias. 34 Mas depois
23 José sempre utilizava um intérprete vocês têm que me trazer o seu irmão
para falar com os seus irmãos e, por mais novo. Só assim ficarei sabendo que
isso, eles não sabiam que José enten- vocês não são espiões, mas sim, pessoas
dia a sua língua. Mas José estava ou- honestas. Então lhes entregarei de novo
vindo e entendendo tudo o que eles o seu irmão e poderão andar à vontade
diziam. 24 José então se afastou deles e por este país”.
Gênesis 42:35 61 Gênesis 43:16

35 Quando foram esvaziar os seus Ele perguntou: “O pai de vocês ainda


sacos, cada irmão encontrou dentro do está vivo? Vocês têm mais algum ir-
seu saco, a bolsa com o dinheiro do trigo. mão?” Nós só respondemos às suas per-
Quando eles, e o seu pai, viram as bol- guntas. Como é que poderíamos saber
sas com o dinheiro, ficaram com muito que ele nos ia dizer para trazermos o
medo. 36 Jacó, o pai, lhes disse: nosso irmão?
— Vocês vão me deixar sem filhos. 8 Então Judá disse ao seu pai, Israel:

José já se foi, e Simeão também. Agora — Mande Benjamim comigo e deixe-


querem também levar Benjamim. Tudo nos partir imediatamente, para poder-
está contra mim. mos sobreviver: você, nós, e os nossos
37 Então Rúben disse ao seu pai: filhos. 9 Eu mesmo garanto a segurança
— Pode matar os meus dois filhos, dele. Pode me fazer responsável pelo que
se eu não voltar de novo com Ben- lhe acontecer. Se eu não o trouxer de
jamim. Confie-o ao meu cuidado e eu lhe volta, pode me culpar enquanto eu viver.
prometo que o trarei de volta. 10 Se você não nos tivesse atrasado, já
38 Mas Jacó disse: teríamos feito a viagem duas vezes.
— O meu filho Benjamim não pode ir 11 Então Israel, o pai, lhes disse:

com vocês porque o irmão dele já mor- — Se é assim que tem que ser, então
reu e ele é o único filho que me resta da façam o seguinte: coloquem nos sacos al-
minha esposa Raquel. Se algum mal lhe guns dos melhores produtos que há na
acontecer nessa viagem, vocês fariam nossa terra. Vocês deverão oferecer tudo
este pobre velho morrer de tristeza. isso de presente a esse homem. Levem
bálsamo, mel, perfumes, mirra, pistá-
Jacó deixa que Benjamim vá ao Egito cios e amêndoas. 12 Levem o dobro do

43 A fome no país era cada mais


2
grave. Quando acabaram de
comer todo o trigo que tinham trazido
dinheiro, e levem de volta o dinheiro
que encontraram nos seus sacos. Pode
ter sido um engano. 13 Levem também
do Egito, Jacó disse aos seus filhos: o seu irmão e vão imediatamente falar
— Voltem ao Egito e comprem mais com esse homem. 14 Que o Deus Todo-
comida para todos nós. Poderoso permita que esse homem seja
3 Mas Judá lhe disse: bom com vocês e os deixe regressar com
— O governador daquele país nos deu Simeão e Benjamim. E se eu tiver que
este aviso: “Não voltem à minha pre- ficar sem filhos, não há mais nada que
sença sem o seu irmão”. 4 Portanto, só eu possa fazer.
podemos ir comprar mais trigo se você 15 Então os homens levaram os pre-

enviar o nosso irmão conosco. 5 Mas se sentes, o dobro do dinheiro e Benjamim.


você não o enviar, não podemos ir lá. Eles partiram para Egito e se apresen-
Aquele homem nos avisou para não re- taram diante de José. 16 Quando José viu
gressarmos sem ele. que Benjamim estava com eles, ele disse
6 Então Israel disse: ao servo que era responsável pela sua
— Por que falaram a esse homem que casa:
tinham outro irmão? Por que me fizeram — Leve estes homens para a minha
tanto mal? casa, mate um animal e prepare a co-
7 Eles responderam: mida, porque eles vão almoçar comigo
— Foi aquele homem que nos interro- ao meio-dia.
gou sobre a nossa vida e a nossa família.
Gênesis 43:17 62 Gênesis 44:1

17 O servo fez tudo isso. Depois levou — Como está o pai de vocês, o senhor
os homens até a casa de José. 18 Eles de quem me falaram? Ainda está vivo?
ficaram com medo quando foram leva- 28 Os irmãos responderam:

dos à casa de José, e disseram: — O nosso pai, o seu servo, ainda está
— Trouxeram-nos aqui por causa do vivo e está bem.
dinheiro que encontramos nos nossos E inclinaram-se em sinal de respeito.
sacos, na primeira viagem. Ele quer 29 Olhando à sua volta, José viu o seu

nos acusar e nos prender; vai nos fazer irmão Benjamim, filho de sua própria
seus escravos e vai ficar com os nossos mãe, e perguntou:
jumentos. — É este o irmão mais novo, de quem
19 Então eles foram falar com o escravo me falaram?
encarregado da casa de José. E lhe dis- Depois disse a Benjamim:
seram na entrada da casa: — Que Deus abençoe você, meu filho.
20 — Senhor, nós já viemos aqui com- 30 Ao ver o seu irmão, José sentiu von-

prar trigo antes. 21 Mas quando cheg- tade de chorar. Então saiu rapidamente
amos ao lugar onde íamos dormir, ab- e foi chorar no seu quarto. 31 Quando se
rimos os nossos sacos e descobrimos sentiu melhor, lavou a cara, saiu e disse:
que todo o nosso dinheiro ainda estava — Sirvam a comida.
dentro dos nossos sacos. Estamos agora 32 Os servos serviram o almoço em

devolvendo esse dinheiro. 22 E também três mesas: José estava sozinho numa
trouxemos mais dinheiro para comprar mesa, os seus irmãos estavam sozinhos
comida. Não sabemos quem foi que pôs em outra mesa, e os egípcios que es-
o dinheiro nos nossos sacos. tavam comendo com eles, numa outra
23 Então o servo lhes disse: mesa. Comiam assim separados porque
— Tenham calma! Não tenham medo! os egípcios não podiam comer com os
Deve ter sido o seu Deus, o Deus do pai hebreus.* 33 Os servos de José fizeram
de vocês, quem pôs o dinheiro dentro com que os irmãos se sentassem para
dos seus sacos. Pois fui eu mesmo que comer por ordem de idade, do mais
recebi o seu dinheiro da última vez. velho ao mais novo. Por isso os irmãos
Depois o servo foi buscar Simeão e olhavam uns para os outros muito admi-
o levou para junto deles. 24 A seguir rados. 34 E José mandou que os seus ser-
o servo os levou à casa de José, lhes vos levassem comida da sua mesa para
deu água para lavarem os pés e comida os seus irmãos, mas que dessem cinco
para os jumentos. 25 Os irmãos ficaram vezes mais a Benjamim do que aos out-
sabendo que iam comer com José, e ros. Então eles beberam e se alegraram
prepararam os presentes. com José.
26 Quando José chegou em casa, os

seus irmãos lhe entregaram os presentes O copo de José


que tinham trazido e se inclinaram di-
ante dele até tocarem com o rosto no
chão. 27 José perguntou como é que eles
44
casa:
Depois José deu as seguintes or-
dens ao servo encarregado da sua

estavam e também lhes perguntou: — Encha os sacos destes homens com


toda a comida que possam carregar. De-
*43:32 os egípcios (…) hebreus Os egípcios não comiam com os hebreus porque
os hebreus eram pastores e comiam carne de vaca, ovelha e cabrito. Esses animais
representavam alguns deuses dos egípcios. Ver Gn 46.34.
Gênesis 44:2 63 Gênesis 44:26

pois coloque o dinheiro de cada um em tava lá. E todos eles se inclinaram até o
cima, dentro do seu saco. 2 E coloque chão diante dele. 15 José lhes disse:
também o meu copo de prata dentro — Por que fizeram isso? Por acaso não
do saco do mais novo, ao lado do seu sabem que um homem como eu pode
dinheiro. adivinhar as coisas?
O servo fez tudo o que José havia lhe 16 Judá lhe disse:

ordenado. 3 De manhã cedo, os irmãos — Senhor, não podemos dizer nada!


de José partiram com os seus jumentos. Não sabemos como explicar. Não temos
4 Quando já tinham saído da cidade, José forma de provar que somos inocentes.
disse ao servo, encarregado da sua casa: Deus nos castigou por outra coisa que
— Vá atrás deles. Quando os alcançar, fizemos. Por isso todos nós seremos seus
fale para eles: “Por que vocês pagaram escravos, mesmo aquele que foi encon-
o bem que lhes fizemos com o mal? trado com o copo.
5 Roubaram o copo de prata que o meu 17 Então José disse:

senhor usa para beber e para adivinhar. — Não quero que todos vocês sejam
Cometeram um crime muito grave”. meus escravos! Só a pessoa que roubou
6 Quando o servo os alcançou, repetiu o meu copo será meu escravo, os outros
o que José havia lhe ordenado. 7 Os ir- poderão partir em paz para onde está o
mãos disseram: pai de vocês.
— Como o senhor pode dizer uma 18 Mas Judá se aproximou de José e lhe

coisa dessas? Nós somos seus servos, disse:


nunca faríamos uma coisa assim. 8 Veja, — Senhor, peço que me deixe falar e
nós trouxemos da terra de Canaã o din- não fique irritado com o seu servo. Pois,
heiro que encontramos dentro dos nos- para mim, o senhor é como se fosse o
sos sacos. Por que iríamos agora roubar próprio faraó. 19 Na última vez que es-
ouro ou prata da casa do seu senhor? tivemos aqui, o senhor nos perguntou:
9 Se algum de nós, seus servos, tiver esse “Vocês ainda têm pai ou mais algum
copo, que seja morto, e todos nós ficare- irmão?” 20 E nós respondemos: “Temos
mos sendo escravos do meu senhor. um pai muito idoso e um irmão mais
10 Então o servo disse: novo, que nasceu quando o nosso pai
— Está bem, façamos assim: a pessoa já era velho. Ele tinha outro irmão, da
que for encontrada com o copo, será meu mesma mãe, que já morreu, e ele é o
escravo; mas os outros ficarão livres. único filho dela que ainda vive. Por isso
11 Então todos se apressaram a colo- o nosso pai gosta muito dele”. 21 Então
car os seus sacos no chão e cada um o senhor nos disse: “Tragam-no aqui, eu
abriu o seu. 12 O servo fez revista aos quero vê-lo”. 22 Mas nós respondemos:
sacos, começando pelo saco do irmão “O menino não pode sair do lado do pai,
mais velho e terminando com o do mais porque, se saísse, o seu pai morreria”.
novo. E o copo foi encontrado no saco 23 Mas o senhor disse aos seus servos:

de Benjamim. 13 Então eles rasgaram as “Se o seu irmão mais novo não vier com
suas roupas em sinal de tristeza, de novo vocês, nunca mais voltarão a me ver”.
carregaram os seus jumentos e regres- 24 Voltamos, então, para o lugar onde

saram à cidade. vive o nosso pai e lhe contamos o que


14 Quando Judá e os seus irmãos o senhor nos tinha dito. 25 E quando o
chegaram à casa de José, ele ainda es- nosso pai nos disse: “Voltem ao Egito e
comprem mais comida”, 26 nós lhe disse-
Gênesis 44:27 64 Gênesis 45:13

mos: “Não podemos voltar lá. Só pode- Mas os seus irmãos ficaram tão assus-
mos ir lá se o nosso irmão mais novo for tados por estarem na sua presença, que
conosco. Não nos podemos apresentar não conseguiam falar. 4 Então José disse
diante daquele senhor se o nosso irmão aos seus irmãos:
não estiver conosco”. 27 Então o nosso — Por favor, aproximem-se mais de
pai disse: “Vocês sabem que a minha es- mim.
posa só me deu dois filhos. 28 Um de- Eles se aproximaram e José revelou
les saiu e deve ter sido devorado por quem ele era:
uma fera; nunca mais o voltarei a ver. — Eu sou o seu irmão José, aquele que
29 Se, agora, também levarem este filho vocês venderam para ser levado para o
de mim e lhe acontecer alguma des- Egito. 5 Não estejam preocupados nem se
graça, este velho morrerá de tristeza”. aflijam por terem me vendido, porque
30 Agora imagine o que irá acontecer se foi Deus que me enviou primeiro para
eu voltar para casa sem o meu irmão. poder salvar muitas vidas. 6 Já faz dois
Ele é o que de mais importante o meu anos em que há fome na terra, e ainda
pai tem. 31 Se ele ver que o rapaz não haverá mais cinco anos sem haver col-
está conosco, ele morrerá. E nós seremos heitas. 7 Mas Deus me enviou na frente
culpados de enviar o nosso pai, velho e de vocês para garantir que tenham de-
cheio de tristeza, para o túmulo. 32 Eu scendentes nesta terra. Ele me enviou
também garanti ao nosso pai que iria para salvar as suas vidas de uma maneira
trazer o rapaz de volta. Disse-lhe: “Se extraordinária.* 8 Portanto, não foram
não trouxer o rapaz de volta, poderá vocês que me enviaram para aqui, foi
me culpar durante toda a minha vida”. Deus. Deus me deu o cargo de ser como
33 Por isso, peço-lhe que me deixe ficar um pai para o faraó: sou senhor de todo o
aqui como seu escravo no lugar do rapaz, seu palácio e governador de todo o Egito.
e deixe que ele vá embora com os seus 9 — Voltem depressa para o lugar onde

outros irmãos. 34 Não poderia regressar está o meu pai e digam a ele que o seu
ao lugar onde está o meu pai sem levar filho José manda esta mensagem: “Deus
o rapaz comigo. Não poderia suportar o me fez governador de todo o Egito.
sofrimento que o meu pai iria ter. Venha depressa para aqui. 10 Você irá
viver na terra de Gósen, e estará perto de
José se dá a conhecer aos seus irmãos mim, você, os seus filhos, os seus netos, o

45 José já não podia mais conter a


sua emoção diante dos seus ser-
vos, por isso lhes disse:
seu gado, os seus rebanhos e tudo o que
lhe pertence. 11 Ali, eu vou tomar conta
de vocês para que nem você, nem a sua
— Saiam todos daqui! família, nem ninguém que esteja com
Assim nenhum dos seus servos esteve você, percam tudo o que têm, pois ainda
presente quando José revelou quem ele vai haver cinco anos de fome”. 12 Agora
era aos seus irmãos. 2 Chorou tão alto vocês e o meu irmão Benjamim podem
que todos os egípcios o ouviram, e a notí- ver que sou eu mesmo, José, que estou
cia chegou ao palácio do faraó. 3 José falando com vocês. 13 Então contem ao
disse aos seus irmãos: meu pai toda a honra que tenho aqui no
— Eu sou José! O meu pai ainda está Egito e tudo o que vocês têm visto. Vão
vivo? depressa e tragam o meu pai para aqui.

*45:7 para salvar (…) extraordinária ou “para dar vida a muitas pessoas”.
Gênesis 45:14 65 Gênesis 46:10

14 Depois José chorando abraçou ao Jacó ficou sem saber o que fazer, pois
seu irmão Benjamim. Benjamim também não podia acreditar no que lhe diziam.
chorava e abraçava a José. 15 A seguir, 27 Mas eles lhe contaram tudo o que José

José abraçou e beijou todos os seus ir- tinha lhes dito. E ele viu todos os carros
mãos e chorou enquanto os abraçava. Só que José tinha mandado para a viagem
depois disto é que os seus irmãos con- de regresso ao Egito. Então Jacó ficou
seguiram falar com ele. cheio de alegria e emocionado. 28 Então
16 Quando o faraó e os seus ministros Israel disse:
ouviram dizer que os irmãos de José — É bom que o meu filho José ainda
tinham vindo, ficaram muito contentes. esteja vivo. Irei vê-lo antes de morrer.
17 Então o faraó disse a José:

— Diga aos seus irmãos para fazerem Jacó vai para o Egito
o que eu digo: “Carreguem os jumen-
tos com comida para voltarem à terra de
Canaã. 18 Depois voltem, e tragam aqui
46 Então Israel partiu para o Egito
com tudo o que tinha. Quando
chegou a Berseba, ofereceu sacrifícios ao
o pai de vocês e as suas famílias. Eu vou Deus do seu pai, Isaque. 2 Naquela noite,
lhes dar as melhores terras que há no Deus falou com ele numa visão:
Egito, e eles comerão a melhor comida — Jacó, Jacó!
desta terra”. — Estou aqui—respondeu Jacó.
19 E deu esta ordem: 3 Depois Deus disse:

— Levem carros de bois para depois — Eu sou Deus, o Deus do seu pai. Não
poderem trazer aqui as suas mulheres, os tenha medo de ir para o Egito, porque
seus filhos, e o pai de vocês. 20 Não se ali irei fazer de você uma grande nação.
preocupem com as coisas que deixarem. 4 Eu irei com você para o Egito e, dali,

Porque o que há de melhor no Egito será eu farei com que os seus descendentes
de vocês. voltem. Quando você morrer, vai ser
21 Os filhos de Israel assim fizeram. José quem vai fechar os seus olhos.
José lhes deu carros, como o faraó tinha 5 Então Jacó partiu de Berseba. Os fil-

ordenado, e também lhes deu comida hos de Israel levaram o seu pai Jacó, as
para a viagem. 22 Depois deu a cada um suas mulheres e os seus filhos, nos carros
roupas novas, e a Benjamim deu trezen- que o faraó tinha enviado para trazê-los.
tas moedas de prata e cinco mudas de 6 Jacó e os seus descendentes levaram

roupa. 23 Para o seu pai mandou dez todo o seu gado e todas as coisas que tin-
burros carregados com o melhor que ham adquirido na terra de Canaã e foram
havia no Egito e dez mulas carregadas para o Egito. 7 Assim Jacó levou consigo
com trigo, pão e comida para a sua vi- para o Egito todos os seus descendentes:
agem. 24 Depois de se despedir dos seus filhos e filhas, netos e netas.
irmãos, mas antes deles partirem, José 8 São estes os nomes dos israelitas, isto

lhes pediu: é, Jacó e os seus filhos, que foram para


— Não briguem pelo caminho. o Egito:
25 Assim partiram do Egito e chegaram Rúben, o primeiro filho de Jacó.
ao lugar onde estava o seu pai Jacó, na 9 Estes foram os filhos de Rúben: Enoque,

terra de Canaã. 26 Então lhe disseram: Palu, Hezrom e Carmi.


— José está vivo e é ele quem é o gov- 10 Estes foram os filhos de Simeão: Je-

ernador de toda a terra do Egito. muel, Jamim, Oad, Jaquim, Zoar e


Saul, filho de uma mulher cananeia.
Gênesis 46:11 66 Gênesis 47:1

11 Estes foram os filhos de Levi: Gérson, sua filha Raquel. Eram sete pessoas nesta
Coate e Merari. parte da família.
12 Estes foram os filhos de Judá: Er, Onã, 26 O número total de descendentes que

Selá, Perez e Zera. (Er e Onã morreram foram com Jacó para o Egito foi de
na terra de Canaã.) sessenta e seis, sem contar as mulheres
Estes foram os filhos de Perez: Hezrom e dos seus filhos. 27 Além desses, havia
Hamul. também dois filhos de José que tinham
13 Estes foram os filhos de Issacar: Tolá, nascido no Egito. Portanto, havia um to-
Puá, Jó e Sinrom. tal de setenta† pessoas da família de Jacó
14 Estes foram os filhos de Zabulom: no Egito.
Serede, Elom e Jaleel. 28 Israel enviou Judá à sua frente para
15 Estes* foram os filhos que Lia teve pedir a José que se encontrassem to-
em Padã-Arã, além da sua filha Dina. dos na terra de Gósen. 29 José mandou
Eram ao todo trinta e três pessoas na sua preparar a sua carruagem e partiu para
família. Gósen a fim de se encontrar com o seu
16 Estes foram os filhos de Gade: Zefom, pai, Israel. Assim que o viu, abraçou-o e
Hagi, Suni, Esbom, Eri, Arodi e Areli. chorou muito tempo abraçado com ele.
17 Estes foram os filhos de Asser: Imna, 30 Depois Israel disse a José:

Isvá, Isvi, Beria e a sua irmã, Sera. — Agora já posso morrer em paz
Estes foram os filhos de Beria: e porque já vi o seu rosto e sei que está
Malquiel. vivo.
18 Esses foram os filhos de Zilpa e Jacó. 31 José então disse aos seus irmãos e a

Zilpa era a serva que Labão tinha dado toda a família do seu pai:
à sua filha Lia. Eram ao todo dezesseis — Vou partir e dizer ao faraó que já
pessoas nesta parte da família. chegaram os meus irmãos e a família
19 Estes foram os filhos de Raquel, mul- do meu pai, que estavam na terra de
her de Jacó: José e Benjamim. Canaã. 32 Vou dizer que são pastores,
20 José teve dois filhos na terra do Egito: que sempre tiveram ovelhas e gado, e
Manassés e Efraim. A mãe deles era que trouxeram todos os seus animais e
Assenate, a filha de Potífera, sacerdote tudo o que têm para aqui. 33 Quando o
de Om. faraó chamar vocês e perguntar: “Que
21 Estes foram os filhos de Benjamim: trabalho é que vocês fazem?”, 34 respon-
Bela, Bequer, Asbel, Guera, Naamã, Eí, dam: “Nós, os seus servos, somos cri-
Rós, Mupim, Hupim e Arde. adores de gado desde pequenos, assim
22 Foram estes os filhos de Raquel e como também foram os nossos antepas-
Jacó. Eram catorze pessoas nesta parte sados”. Assim, vocês poderão viver em
da família. Gósen, já que no Egito detestam os pas-
23 O filho de Dã foi Husim. tores de ovelhas.
24 Estes foram os filhos de Naftali:

Jazeel, Guni, Jezer e Silém. Israel fica vivendo em Gósen

47 Então
25 Foram estes os filhos de Bila e Jacó. José foi dar a notícia ao rei.
Bila era a serva que Labão tinha dado à Ele disse:

*46:15 Estes Rúben, Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zabulom.


†46:27 setenta Segundo o TM. Os manuscritos do mar Morto e a LXX têm: “setenta
e cinco”. Ver Êx 1.15; At 7.14.
Gênesis 47:2 67 Gênesis 47:20

— O meu pai e os meus irmãos e a toda a família deles a comida que


chegaram da terra de Canaã, com as suas precisavam.
ovelhas, vacas, e tudo o que têm. E já es-
tão na terra de Gósen. José compra terras para o faraó
2 José levou com ele cinco dos seus ir- 13 Tanto no Egito como em Canaã
mãos e os apresentou ao faraó. 3 Então o havia muita fome. Não havia comida em
faraó perguntou aos seus irmãos: lugar nenhum. As pessoas desfaleciam
— Que tipo de trabalho vocês fazem? por causa da fome. 14 Nesse tempo, José
Eles responderam: juntava todo o dinheiro que as pessoas
— Nós, os seus servos, somos pastores, de Canaã e do Egito traziam para com-
como foram os nossos antepassados. prar trigo. Depois ele levava o dinheiro
4 Depois disseram ao faraó: para o palácio do faraó. 15 Quando já
— Há muita fome na terra de Canaã. não havia mais dinheiro em Canaã e no
Não resta nenhum lugar onde os nos- Egito, todos os egípcios foram falar com
sos animais possam pastar. Por isso nós José e lhe disseram:
viemos aqui. Agora, por favor, permita — Por favor, nos dê trigo. Já não
que fiquemos vivendo em Gósen. temos mais dinheiro. Se o senhor não nos
5 Então o faraó disse a José: der comida, morreremos aqui.
— O seu pai e os seus irmãos vieram 16 E José respondeu:

procurar você. 6 A terra do Egito está à — Tragam os rebanhos que têm. Se


sua disposição. Faça com que o seu pai e vocês não têm mais dinheiro, eu lhes
os seus irmãos fiquem na melhor região darei trigo em troca dos animais.
do país. Deixe que eles vivam na terra 17 O povo levou os seus rebanhos a

de Gósen. E se souber que há entre eles José, e ele lhes deu trigo em troca
homens capazes de tomar conta do meu de cavalos, rebanhos de ovelhas, vacas
gado, dê-lhes esse trabalho. e jumentos. Durante todo aquele ano,
7 A seguir José levou o seu pai, Jacó, e José lhes deu comida em troca dos seus
foi apresentá-lo ao faraó. Jacó abençoou animais.
o rei. 8 E o faraó lhe perguntou: 18 Quando o ano acabou, o povo

— Quantos anos tem? voltou e lhe disse:


9 Jacó respondeu ao faraó: — O senhor sabe que não temos mais
— Só tenho cento e trinta anos. Estes dinheiro e que já lhe demos todos os nos-
anos têm sido difíceis. Eu tenho an- sos animais. Só nos restam os nossos cor-
dando de um lugar para outro como es- pos e as nossas terras. 19 Certamente não
trangeiro. Os meus antepassados tam- nos vai deixar morrer diante de você.
bém andavam assim e viveram mais Compre as pessoas e as nossas terras em
anos do que eu já vivi. troca de comida. Seremos escravos do
10 Depois Jacó abençoou* o faraó e faraó e as nossas terras também lhe per-
saiu. 11 José instalou o seu pai e os seus tencerão. Mas dê-nos semente para se-
irmãos na melhor terra do Egito. Deu- mearmos, assim iremos sobreviver e a
lhes a região de Ramessés, assim como terra não se tornará um deserto.
o faraó tinha lhe ordenado. 12 José tam- 20 Então José comprou toda a terra

bém deu ao seu pai, aos seus irmãos, do Egito para o faraó. Todos os egíp-
*47:10 abençoou Em hebraico a palavra “abençoar” e “ajoelhar” são muito pareci-
das. O escritor faz aqui um trocadilho, o sentido é que Jacó não se ajoelhou diante
do faraó, pelo contrário, ele abençoou o faraó.
Gênesis 47:21 68 Gênesis 48:7

cios tiveram que vender os seus campos 30 Quando eu for descansar junto aos
porque tinham muita fome. E a terra pas- meus antepassados, leve-me do Egito e
sou a pertencer ao faraó. 21 José fez com enterre-me no sepulcro deles.
que toda a gente, de uma extremidade Então José lhe disse:
do Egito à outra, se tornassem escravos — Farei tudo o que o senhor me pediu.
do faraó. 22 Só não comprou as terras 31 Mas Israel insistiu:

dos sacerdotes porque os sacerdotes não — Prometa-me.


precisavam vender as suas terras. Eles José prometeu e Israel, enquanto se
eram pagos pelo faraó pelo seu trabalho apoiava na sua vara, adorou a Deus.
e, por isso, tinham dinheiro para com-
prar comida. As bênçãos de Manassés e Efraim

48
23 Então José disse ao povo: Algum tempo depois, alguém
— Hoje comprei vocês e as suas terras veio dizer a José:
para o faraó. Aqui estão as sementes para — O seu pai está doente.
vocês semearem as terras. 24 Mas, no Então José e os seus dois filhos, Man-
tempo da colheita, devem entregar uma assés e Efraim, foram ver Jacó. 2 Quando
quinta parte da colheita ao faraó. As out- disseram a Jacó que o seu filho José
ras quatro partes serão para vocês. Assim tinha vindo para vê-lo, Jacó fez um es-
vocês terão sementes para semear e co- forço e sentou-se na cama.
mida para vocês, para as suas famílias e 3 Então Jacó disse a José:

para os seus filhos. — O Deus Todo-Poderoso me apare-


25 Então o povo disse: ceu em Luz, na terra de Canaã, e me
— O senhor salvou as nossas vidas! abençoou. 4 Ele me disse: “Vou fazer com
Já que nos tratou tão bem, seremos es- que tenha muitos filhos, vou multiplicar
cravos do faraó. a sua família. Vou fazer com que você
26 Assim José estabeleceu uma lei que dê origem a uma multidão de nações.
permanece até hoje no Egito: a quinta Vou dar estas terras aos seus descen-
parte das colheitas pertence ao faraó. Só dentes, e serão deles para sempre”. 5 Os
a terra dos sacerdotes é que não pertence seus dois filhos que nasceram na terra
ao faraó. do Egito, antes de eu vir me encon-
27 Israel ficou vivendo no Egito, na trar com você, também são meus fil-
terra de Gósen. Ali compraram terras, hos. Efraim e Manassés são para mim
tiveram muitos filhos e se tornaram como Rúben e Simeão. 6 Mas os filhos
numa família muito numerosa. 28 Jacó que teve depois deles serão seus. Mas
viveu dezessete anos na terra do Egito. eles também receberão uma parte da
Ele viveu até chegar aos cento e quarenta terra que for dada a Efraim e Manassés.
e sete anos de idade. 29 Quando a hora 7 Infelizmente, quando voltava de Padã-

da sua morte estava próxima, chamou ao Arã, Raquel morreu. Ela morreu na terra
seu filho José e lhe disse: de Canaã, quando íamos a caminho de
— Se você realmente me ama, coloque Efrata. E a enterrei ali junto ao cam-
a sua mão debaixo da minha coxa e inho para Efrata, que também se chama
prometa-me* que vai fazer o que lhe Belém.
peço: por favor, não me enterre no Egito.
*47:29 coloque a sua mão (…) e prometa-me Era costume fazer isso quando alguém
fazia uma promessa muito importante. Também mostrava que Jacó confiava que
José iria cumprir a promessa.
Gênesis 48:8 69 Gênesis 49:4

8 Olhando para os filhos de José, Israel de Efraim e colocá-la em Manassés. 18 E


perguntou: José disse ao seu pai:
— Quem são estes? — Não, meu pai! Este é o mais velho.
9 José respondeu ao seu pai: Ponha a sua mão direita sobre cabeça
— Estes são os filhos que Deus me deu dele.
aqui. 19 Mas o seu pai recusou-se e disse:

Então Jacó disse: — Eu sei, meu filho, eu sei. Ele tam-


— Deixe que eles venham até mim, bém vai ser importante, dele também
para eu os abençoar. irão nascer muitas pessoas, mas o seu ir-
10 Os olhos de Israel já não podiam mão mais novo vai ser mais importante
ver bem porque ele já era muito velho. do que ele e, dos seus descendentes,
Quando José levou os filhos para perto sairão muitas nações.
do pai, ele os abraçou e os beijou. 11 E 20 Então, naquele dia, Jacó os
Israel disse a José: abençoou dizendo:
— Nunca pensei em voltar a ver o seu — Os israelitas vão usar os seus nomes
rosto. Mas Deus fez com que eu pudesse para se abençoarem. Eles dirão: “Que
ver você e seus filhos. Deus faça com você como fez com Efraim
12 Então José retirou os filhos do colo e Manassés”.
de Israel e, inclinando-se diante do seu Foi assim que Israel tornou Efraim
pai, tocou com o rosto no chão. 13 De- mais importante do que Manassés. 21 E
pois José levou os seus filhos ao seu pai. Israel disse a José:
Levou Efraim à sua direita e Manassés à — Olhe, estou prestes a morrer, mas
sua esquerda. Portanto, Efraim estava à Deus vai estar com você e vai levá-lo
esquerda de Israel e Manassés, à sua di- de novo à terra dos seus antepassados.
reita. 14 Mas Israel, cruzando os braços, 22 Vou dar algo a você que não dei aos

colocou a sua mão direita sobre a cabeça seus irmãos. Vou lhe dar a montanha que
de Efraim, o mais novo, e a sua mão es- conquistei dos amorreus, lutando com a
querda sobre a cabeça de Manassés, o minha espada e o meu arco.
mais velho. 15 E Israel abençoou José,
dizendo: Jacó abençoa os seus filhos
“Que o Deus, a quem os meus pais
Abraão e Isaque serviram,
o Deus que tem sido o meu pastor
49 Então Jacó chamou todos os seus
filhos e lhes disse:
— Aproximem-se de mim, e eu lhes
durante toda a minha vida até o dia de direi o que irá acontecer com vocês no
hoje, futuro.
16 o Anjo que me salvou de todo o perigo, 2 “Venham ouvir, ó filhos de Jacó.

abençoe estes jovens. Ouçam o que Israel, pai de vocês, diz:


Para que o meu nome 3 “Rúben, você é o meu filho mais velho,

e o nome dos meus pais Abraão e Isaque a minha força


continue vivo por meio deles, e a primeira prova do meu vigor.
e para que se multipliquem sobre a A você pertence a maior honra e o maior
terra”. poder.
17 Quando José viu que Israel tinha 4 Mas é descontrolado como as águas.

a sua mão direita sobre a cabeça de Não terá a maior honra,


Efraim, não gostou. Então pegou na mão porque teve relações sexuais com a es-
do seu pai e tentou tirá-la da cabeça posa do seu pai.
Gênesis 49:5 70 Gênesis 49:23

Você trouxe vergonha à minha cama! 13 “Zabulom viverá perto do mar.


5 “Simeão e Levi são irmãos, Um porto seguro para os barcos será o
as suas espadas são armas de violência. seu litoral.
6 Não desejo participar nos seus planos, A sua terra se estenderá até Sidom.
nem quero fazer parte das suas reuniões. 14 “Issacar é como um jumento forte,

Porque na sua ira mataram homens deitado entre as suas cargas.


e feriram animais para se divertirem. 15 Quando ele perceber que o lugar é
7 Maldita seja a sua ira. bom para descansar,
É violenta demais. e que a terra é agradável,
Maldita seja a sua fúria deixará que ponham a carga nos seus
porque é cruel. ombros,
Eu os dividirei pelas tribos de Jacó. e se tornará um escravo de trabalhos
Eu os espalharei em Israel. forçados.
8 “Judá, os seus irmãos o vão louvar*, 16 “D㶠julgará o seu povo,

dominará os seus inimigos. como uma das tribos de Israel.


Os filhos do seu pai se curvarão diante 17 Dã será como uma serpente na beira

de você. da estrada.
9 Judá, meu filho, você é como um jovem Como uma cobra venenosa ao lado do
leão. caminho,
Depois de matar a presa, volta para a que morde o calcanhar do cavalo
toca. e faz cair para trás o seu cavaleiro.
Você se abaixa e se deita como um leão; 18 “SENHOR, é pela sua salvação que eu

por isso ninguém o vai acordá-lo. espero.


10 Ninguém tirará o poder de Judá, 19 “Gade será assaltado por salteadores,§

da sua família sairão sempre reis para mas ele os obrigará a fugir.
governar, 20 “As terras de Asser produzirão comida

até chegar o verdadeiro rei† boa e abundante,


a quem todas as nações lhe obedecerão. comida que é digna de reis.
11 Ele prende o seu jumento a uma 21 “Naftali é como uma gazela livre

videira. que solta sons bonitos.**


Amarra o seu burro na melhor videira. 22 “José é como uma videira cheia de

Ele lava a sua roupa em vinho, fruto,


e o seu manto no sangue das uvas. uma videira frutífera à beira de uma
12 Os seus olhos são mais escuros do que fonte.
o vinho, Os seus ramos trepam por todo o muro.
e os seus dentes, mais brancos do que o 23 Muitos inimigos o atacaram.

leite.‡
*49:8 louvar Em hebraico o nome Judá é semelhante à palavra “louvor”.
†49:10 até (…) verdadeiro rei ou “até que Siló venha” ou “até que venha aquele a
quem o poder pertence”.
‡49:12 ou “Os seus olhos são vermelhos por beber vinho, e os seus dentes são brancos
por beber leite”.
¶49:16 Dã Em hebraico este nome é semelhante à palavra que significa “juiz”.
§49:19 será assaltado por salteadores Em hebraico o nome Gade é semelhante às
expressões “assaltado” e “salteadores”.
**49:21 que solta sons bonitos ou “que tem belas crias”. O hebraico não é claro.
Gênesis 49:24 71 Gênesis 50:11

Perseguiram-no, atirando as suas 33 Quando Jacó acabou de dar estas

flechas. instruções aos seus filhos, voltou a se


24 Mas ele ganhou a batalha com o seu deitar de novo na cama e morreu, indo
grande arco, se juntar aos seus antepassados.
e com os seus braços fortes.
Quem lhe deu a força foi o Poderoso de O funeral de Jacó
Jacó,
o Pastor, a Rocha de Israel,
25 o Deus do pai dele.
50 José abraçou o seu pai, chorando
2
e beijando o rosto dele. Depois
José disse aos médicos que estavam ao
Que Deus o ajude. seu serviço para embalsamarem o corpo
Que o Deus Todo-Poderoso o abençoe do seu pai. 3 Levaram quarenta dias para
com a chuva que vem do alto céu, embalsamar o corpo, que era o tempo
e com as fontes que vêm debaixo da que normalmente era preciso. Os egíp-
terra. cios choraram por ele durante setenta
Que as suas mulheres e os seus an- dias. 4 Passados os dias de luto, José foi
imais tenham muitos filhos para falar com os funcionários do palácio do
amamentar. faraó. Ele lhes disse:
26 Os meus pais foram muito — Por favor, se não se importam,
abençoados; digam ao faraó 5 que o meu pai me fez
mas as bênçãos que eu, seu pai, recebi prometer que eu o iria enterrar numa
são ainda maiores. caverna na terra de Canaã. Ele mesmo
Os seus irmãos deixaram você sem nada, preparou essa caverna para o seu en-
mas eu agora dou a você mais e mais terro. Peçam a ele que me deixe ir enter-
bênçãos, rar o meu pai, depois voltarei para junto
um monte de bênçãos. de vocês.
27 “Benjamim é como um lobo 6 O faraó respondeu:

esfomeado. — Cumpra a sua promessa. Vá enter-


De manhã come a sua presa, rar o seu pai.
e de tarde divide os restos”. 7 Então José foi enterrar o seu
28 Estas são as doze tribos de Israel, e pai. Acompanharam-no todos os
foram estas as palavras que Israel disse funcionários do rei: os chefes do palácio
aos seus filhos quando os abençoou. Ele e todos os chefes do Egito. 8 E também
deu a cada filho a bênção que lhe perten- toda a família de Jacó: toda a família de
cia. 29 A seguir Jacó deu estas ordens: José e as famílias dos seus irmãos. Só
— Estou quase morrendo. Enterrem- ficaram na terra de Gósen as crianças,
me com os meus antepassados na cav- as ovelhas e as vacas. 9 Também foram
erna do campo de Efrom, o heteu. 30 Essa com ele pessoas de carro e de cavalo.
caverna fica no campo de Macpela, perto Era um grupo muito numeroso.
de Mamre, na terra de Canaã. Abraão 10 Quando chegaram à eira de Atade,

comprou essas terras a Efrom, o heteu, do outro lado do rio Jordão, fizeram ali
para fazer ali um cemitério. 31 Ali foram um choro muito grande por Jacó. E José
enterrados Abraão e a sua esposa Sara, guardou sete dias de luto pelo seu pai.
Isaque e a sua esposa Rebeca, e ali eu 11 Os cananeus que viviam naquele lu-

enterrei a Lia. 32 Essas terras e a caverna gar viram a grande tristeza que domi-
foram compradas aos heteus. nava todos em Atade, e disseram:
Gênesis 50:12 72 Gênesis 50:26

— Os egípcios guardam um luto muito irmãos, inclinaram-se diante dele, e lhe


triste! disseram:
Por isso passaram a chamar àquele lu- — Nós somos seus escravos.
gar de “Luto dos Egípcios”.* Esse lugar 19 Mas José respondeu:

fica ao leste do rio Jordão. — Não tenham medo. Eu não sou Deus
12 Os filhos de Jacó fizeram tudo o para julgar vocês. 20 Vocês planejaram
que Jacó tinha lhes dito. 13 Levaram me fazer mal, mas Deus utilizou o plano
o seu corpo para a terra de Canaã e de vocês para fazer o bem. Utilizou esse
enterraram-no na caverna do campo de plano para salvar a vida de muita gente.
Macpela. Era esse o campo que ficava 21 Não tenham medo, vocês e os seus fil-

perto de Mamre, e que Abraão tinha hos sempre terão comida.


comprado de Efrom, o heteu, para fazer Foi assim que José falou com amor aos
ali um cemitério. 14 Depois do funeral do seus irmãos e fê-los sentir bem.
seu pai, José, os seus irmãos, e todos 22 José e toda a família do seu pai con-

os que o tinham acompanhado, regres- tinuaram vivendo no Egito. José viveu


saram ao Egito. cento e dez anos. 23 Antes de morrer,
chegou a conhecer os filhos e os ne-
Os irmãos temem José tos de Efraim, e esteve presente quando
15 Os irmãos de José ficaram com nasceram os filhos de Maquir, o filho de
medo dele depois da morte do seu pai. Manassés.
Eles diziam:
— Talvez José não nos tenha perdoado A morte de José
e agora vai querer se vingar de todo o 24 Um dia, José disse aos seus irmãos:
mal que lhe fizemos. — Estou prestes a morrer, mas tenho a
16 E mandaram uma mensagem a José certeza de que Deus vai cuidar de vocês.
que dizia: Deus virá tirá-los deste país e levá-los
— O seu pai nos deu estas instruções para a terra que ele prometeu a Abraão,
antes de morrer: 17 “Digam a José Isaque e Jacó.
que, por favor, perdoe a maldade e 25 Então José fez com que os filhos

os pecados dos seus irmãos, ainda de Jacó lhe fizessem uma promessa. Ele
que eles tenham feito todo esse lhes disse:
mal”. Agora, pois, pedimos que per- — Quando Deus vier buscá-los, levem
doe a maldade cometida pelos ser- os meus ossos daqui.
vos do Deus do seu pai. 26 José morreu aos cento e dez anos de

Quando leu a mensagem, José idade. O seu corpo foi embalsamado e


chorou. 18 Depois, vieram os seus colocado num caixão no Egito.

*50:11 Luto dos Egípcios Literalmente, “Abel-Mizraim”.


1

príncipe egípcio. Um dia, tratando


Êxodo de ajudar a alguns do seu povo,
Moisés matou um egípcio. Para es-
O livro de Êxodo continua com capar do castigo do faraó, Moisés
a história do povo de Deus que fugiu do Egito. Mas Deus tinha out-
começou em Gênesis. O livro de Gê- ros planos para ele. Deus o estava
nesis termina com a morte de José, preparando para ser o líder do seu
filho de Jacó (Israel). Durante os povo. O povo de Deus, os israeli-
seguintes quatrocentos anos os de- tas, ainda eram escravos no Egito.
scendentes de José e de seus irmãos Moisés não queria saber dos planos
moraram no Egito. Eram chamados que Deus tinha para ele, mas no
de hebreus ou israelitas (o povo de fim ele obedeceu a Deus e retornou
Israel). À medida que os anos pas- ao Egito para guiar os israelitas no
saram, chegaram ao poder famílias caminho da liberdade.
egípcias que não sabiam nada a Deus estava com Moisés e usou
respeito de José. Não sabiam que poderosos milagres para obrigar o
ele tinha sido um importante fun- faraó a libertar os israelitas do Egito.
cionário real do Egito muitos anos Depois Deus guiou seu povo para o
atrás. Por isso os hebreus perderam monte Sinai, onde Moisés recebeu a
o estatus que tinham desfrutado du- lei de Deus para os israelitas. O livro
rante a época de José. Com o passar de Êxodo fala a respeito do povo de
do tempo foram obrigados a trabal- Deus, da sua escravidão e de como
har como escravos para o faraó (rei foram resgatados dessa escravidão.
do Egito). Inclui as leis de Deus para com seu
Assim é como o Êxodo inicia: povo. Essas leis ensinavam como de-
de maneira trágica. Os hebreus (is- viam ter uma vida abençoada ao
raelitas) ainda estavam no Egito, serviço de Deus.
longe da sua terra prometida. Suas As leis que Deus deu aos israelitas
famílias cresciam em número e se incluíam as instruções para fabricar
espalhavam por toda a região, o que e preparar a Tenda Sagrada, onde
fez com que o novo rei procurasse Deus se reuniria com seu povo, por
enfraquecê-los com trabalhos força- isso também é chamada de Tenda do
dos. Seus homens usavam chicotes Encontro e Tabernáculo. Deus entre-
para obrigá-los a trabalhar com gou a Moisés instruções detalhadas
dureza em seus imensos projetos de para os sacerdotes que serviriam na
construção. Porém, os hebreus con- Tenda Sagrada. O livro de Êxodo
tinuavam crescendo em número e acaba quando Deus, na forma de
isso preocupou ainda mais o faraó. uma nuvem, enche com a sua pre-
Por isso, ele tentou matar toda uma sença a Tenda Sagrada.
geração de meninos hebreus. Nessa É aqui onde irá iniciar o próx-
época perigosa da história de Israel imo livro, que é uma continuação da
nasceu um bebê chamado Moisés. história da viagem de Israel pelo de-
O livro de Êxodo conta como o pe- serto e a instrução de Israel na lei de
queno menino Moisés foi resgatado Moisés. Porém o povo de Deus não
e adotado por uma princesa egíp- obedeceu sempre às instruções que
cia. Dessa forma ele chegou a ser um ele lhes dava. Ainda no momento
Êxodo 1:1 2 Êxodo 1:19

em que Deus entregou a lei a Moisés senão, no caso de guerra, eles podem se
o povo já estava desobedecendo. A juntar aos nossos inimigos, lutar contra
história do Êxodo começa no Egito e nós e saírem do país.
termina no meio do deserto do Sinai, 11 Então os egípcios fizeram dos is-

estando o povo de Deus ainda muito raelitas seus escravos e colocaram so-
longe da sua terra prometida. bre eles chefes que os submeteram a tra-
No livro de Êxodo, o povo de Deus… balhos pesados. Eles obrigaram aos is-
Se torna escravo do Egito (1.1-12.30) raelitas a construir as cidades de Pitom
Escapa do Faraó e se dirige ao leste e Ramessés, que o faraó usava para
(12.31-18.27) guardar os cereais. 12 Mas quanto mais
Recebe a lei de Deus no deserto do maltratados eram os israelitas, mais o
Sinai (19.1-35.3) seu número aumentava e mais eles se es-
Constrói e prepara a Tenda Sagrada de palhavam. Então os egípcios começaram
Deus (35.4-40.38) a ter ódio deles 13 e a forçá-los a
fazer trabalhos cada vez mais pesa-
A família de Jacó no Egito dos. 14 Tornaram a vida deles amarga,

1 Quando Jacó foi para o Egito, foram


com ele também os seus filhos e as
suas famílias. Eles eram chamados os fil-
obrigando-os a fazer tijolos, preparar
barro, e a trabalhar no campo. Em todos
esses trabalhos, eles eram tratados com
hos de Israel*. São estes os seus nomes: crueldade.
2 Rúben, Simeão, Levi, Judá, 3 Issacar, 15 O rei do Egito também chamou as

Zabulom, Benjamim, 4 Dã, Naftali, Gade parteiras dos hebreus‡, uma se chamava
e Asser. 5 Ao todo, os descendentes de Sifrá e a outra Puva, e lhes disse:
Jacó eram setenta†, contando com José 16 — Quando ajudarem as mulheres

que já estava no Egito. 6 Mais tarde, José dos hebreus a dar à luz, vejam se o bebê
morreu e morreram também os seus ir- é menino ou menina. Se for menino,
mãos e todas as pessoas daquela ger- matem-no; mas se for menina, deixem-
ação. 7 Mas os filhos de Israel tiveram na viver.
muitos filhos, eles se multiplicaram e se 17 Porém as parteiras temiam a Deus e

tornaram tão fortes que encheram todo não obedeceram às ordens do rei: elas
o Egito. deixaram os meninos viver. 18 Então o
rei do Egito mandou chamar as parteiras
O povo de Israel é feito escravo e lhes perguntou:
8 Depois disso, subiu ao trono do Egito — Por que não fizeram o que eu man-
um outro rei que nada sabia a respeito dei? Por que não mataram os meninos?
de José. 9 Ele disse ao seu povo: 19 Elas responderam:

— Vejam, o povo de Israel tornou- — As mulheres dos hebreus são difer-


se mais numeroso e forte do que nós. entes das egípcias. Elas são fortes e dão à
10 Temos que ser inteligentes e não luz sozinhas, antes de chegar a parteira.
deixar que eles aumentem mais. Porque
*1:1 Israel No livro do Gênesis (32.38), Deus mudou o nome de Jacó para Israel,
por isso os seus filhos são conhecidos como os filhos de Israel ou os israelitas.
†1:5 setenta Segundo o TM. Em um dos manuscritos do mar Morto, na LXX e no
Novo Testamento (At 7.14) o número é “setenta e cinco”. Ver Gn 46.27.
‡1:15 as parteiras dos hebreus ou “as parteiras hebreias”. O nome também pode se
referir aos “descendentes de Héber” (Gn 10.25-31). Ver também v19.
Êxodo 1:20 3 Êxodo 2:17

20 Deus abençoou as parteiras. O povo Então a menina foi chamar a mãe do


de Israel continuava aumentando e se menino. 9 E a filha do faraó lhe disse:
tornando cada vez mais forte. 21 As — Leve este menino e o amamente
parteiras temeram a Deus, e foram para mim, que eu pagarei pelo seu
abençoadas com muitos filhos. trabalho.
22 Então o faraó ordenou a todo o seu Assim ela levou o seu filho e o ama-
povo: mentou. 10 Depois do menino crescer, ela
— Assim que os meninos hebreus o levou para a filha do faraó. O menino
nascerem, joguem-nos no rio, mas ficou sendo o filho da filha do faraó e ela
deixem as meninas viver. lhe deu o nome de Moisés, dizendo:
— Tirei-o das águas*.
O nascimento de Moisés 11 Anos depois, quando Moisés já era

2A mulher
2
Um homem da tribo de Levi casou-
se com uma mulher da mesma tribo.
ficou grávida e deu à luz um
homem, ele foi ver o seu povo. Obser-
vou que o trabalho que eles eram obri-
gados a fazer era muito pesado. Viu tam-
menino. Ela gostou muito do menino e o bém um egípcio batendo num dos he-
escondeu durante três meses. 3 Quando breus. 12 Tendo Moisés olhado para to-
viu que não podia escondê-lo por mais dos os lados e visto que ninguém o estava
tempo, ela colocou o menino dentro de olhando, matou o egípcio e o enterrou na
um cesto que tinha preparado com piche areia. 13 No dia seguinte Moisés voltou a
e betume, e foi deixá-lo entre os juncos, sair e viu dois hebreus brigando. Então
ao lado do rio. 4 A irmã do menino fi- perguntou ao agressor:
cou olhando de longe, para ver o que iria — Porque é que está batendo no outro
acontecer com o menino. hebreu?
5 Então a filha do faraó desceu ao 14 O homem respondeu:

rio para tomar banho. As suas ser- — Quem foi que o fez nosso chefe e
vas ficaram passeando na margem. A juiz? Por acaso você quer me matar as-
princesa viu o cesto no meio dos juncos sim como matou o egípcio ontem†?
e disse a uma das suas servas que fosse Então Moisés teve medo e pensou:
buscá-lo. 6 Quando ela abriu o cesto, viu “Com certeza todos já sabem o que eu
um menino chorando e teve compaixão fiz”.
dele. Então disse: 15 Quando o faraó soube do que tinha

— Este é um menino dos hebreus. acontecido, ele quis matá-lo, mas Moisés
7 Nesse momento, a irmã do menino fugiu dele. Moisés foi morar na terra de
aproximou-se e perguntou à filha do Midiã e sentou-se perto de um poço.
faraó:
— A senhora quer que eu vá chamar Moisés em Midiã
uma mulher dos hebreus para amamen- 16 As sete filhas do sacerdote de
tar o menino? Midiã vieram tirar água nesse poço
8 A filha do faraó respondeu: para encherem os tanques e dar de be-
— Sim, vá. ber às ovelhas do seu pai. 17 Mas tam-
bém chegaram alguns pastores os quais

*2:10 Tirei-o das águas O nome egípcio “Moisés” é semelhante à palavra hebraica
que significa “tirar”.
†2:14 ontem Segundo a LXX.
Êxodo 2:18 4 Êxodo 3:10

começaram a expulsar as filhas do sacer- outro lado do deserto e foi até o monte
dote. Moisés levantou-se e as defendeu, Horebe¶, o monte de Deus. 2 Ali o anjo
depois deu de beber às ovelhas delas. do SENHOR§ apareceu-lhe como uma
18 Quando elas voltaram para o lugar chama de fogo, no meio de um arbusto.
onde estava o seu pai Reuel*, ele lhes O arbusto estava em chamas, mas não se
perguntou: queimava. 3 E Moisés pensou: “Vou me
— Por que vocês voltaram tão cedo aproximar para ver esta coisa maravil-
hoje? hosa. Por que o arbusto não se queima?”
19 Elas responderam: 4 Quando o SENHOR viu que Moisés se

— Um egípcio nos defendeu dos pas- aproximava para ver melhor, chamou-o
tores, nos ajudou a tirar água do poço e do meio do arbusto:
a dar de beber às ovelhas. — Moisés! Moisés!
20 Então Reuel perguntou às filhas: Ele respondeu:
— Onde está esse homem? Por que o — Estou aqui.
deixaram lá? Vão e convidem-no para 5 Deus lhe disse:

comer conosco. — Não se aproxime mais e tire as suas


21 Moisés aceitou e ficou vivendo com sandálias dos pés, porque o lugar onde
eles. E Reuel lhe deu a sua filha Zípora está é terra santa. 6 Eu sou o Deus do seu
para ser esposa dele. 22 Zípora teve um pai. O Deus de Abraão, o Deus de Isaque
filho a quem Moisés deu o nome de Gér- e o Deus de Jacó.
son†. Ele lhe deu esse nome porque vivia Moisés cobriu o rosto porque teve
numa terra que não era dele. medo de olhar diretamente para Deus.
23 Moisés ficou ali muitos anos e du- 7 E o SENHOR disse:

rante esse tempo o rei do Egito mor- — Eu tenho visto o sofrimento do meu
reu. No entanto os israelitas continu- povo no Egito. Eu ouvi os seus lamen-
avam sendo obrigados a fazer trabal- tos, causados pelos seus opressores, e sei
hos pesados e continuavam pedindo que quanto eles estão sofrendo. 8 Por isso,
Deus os ajudasse. 24 E Deus ouviu os seus decidi descer e livrar o meu povo do
lamentos e lembrou-se da aliança que poder dos egípcios. Vou tirá-lo daquela
tinha feito com Abraão, Isaque e Jacó. terra e levá-lo para uma terra fértil e
25 Deus viu e compreendeu o sofrimento espaçosa, uma terra boa para semear e
dos israelitas. para criar gado**. Vou levá-lo para a
terra dos cananeus, heteus, amorreus,
Deus fala com Moisés ferezeus, heveus e jebuseus. 9 Ouvi o

3 Moisés era o pastor das ovelhas do



seu sogro Jetro , sacerdote de Midiã.
Certo dia ele levou o rebanho para o
lamento dos israelitas e vi a crueldade
com que os egípcios os tratam. 10 Por-
tanto, agora eu lhe envio ao faraó para
*2:18 Reuel Também é chamado Jetro.
†2:22 Gérson Em hebraico, este nome é semelhante à palavra que significa
“imigrante”.
‡3:1 Jetro Também é chamado “Reuel”.
¶3:1 monte Horebe Este monte é, na maioria das vezes, chamado “monte Sinai” (Êx
16.1).
§3:2 anjo do SENHOR ou “mensageiro do SENHOR”. Ver também Gn 16.7.
**3:8 uma terra (…) gado O texto hebraico diz: “uma terra onde corre leite e mel”
Ver também v17.
Êxodo 3:11 5 Êxodo 4:5

libertar o meu povo, o povo de Israel, do lhe falar: “O SENHOR, o Deus dos he-
Egito. breus, apareceu ao nosso povo. Portanto,
11 Mas Moisés disse a Deus: deixe-nos ir ao deserto, numa viagem de
— Quem sou eu para me apresentar três dias, para oferecermos sacrifícios ao
diante do faraó e tirar os israelitas do SENHOR, nosso Deus”. 19 Eu sei que o
Egito? rei do Egito não deixará vocês saírem, a
12 Deus lhe disse: não ser pelo meu poder. 20 Eu vou usar o
— Eu estarei com você. E esta será a meu grande poder contra o Egito e fazer
prova de que fui eu quem o enviou: de- coisas maravilhosas nessa terra. Depois
pois de ter tirado o povo do Egito, eles disso, ele deixará vocês saírem.
adorarão a Deus neste monte. 21 — Também farei com que os egíp-
13 Então Moisés disse a Deus: cios tratem vocês bem: quando vocês
— Mas se eu falar aos israelitas: “O saírem de lá, irão levar muitas coisas
Deus dos seus antepassados enviou-me a boas. 22 Cada mulher israelita pedirá à
vocês”, e eles me perguntarem: “Qual é sua vizinha e a quem a estiver visitando,
o nome dele?” O que é que eu vou falar? que lhe deem joias de ouro e de prata e
14 Deus disse a Moisés: roupas para vestir aos seus filhos e filhas.
— EU SOU O QUE SOU.* Diga isto ao Assim vocês ficarão com as riquezas do
povo de Israel: “EU SOU enviou-me a Egito.
vocês”.
15 E Deus disse também a Moisés: Deus dá poder a Moisés
— Diga ao povo de Israel: “YAVÉ, o para fazer milagres
Deus dos seus antepassados, o Deus de
Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de
Jacó, enviou-me a vocês”. Esse é o meu
4 Moisés disse ao Senhor:
— O que farei se eles não acred-
itarem em mim nem me escutarem? Eles
nome para sempre, pelo qual serei lem- dirão: “O Senhor não lhe apareceu!”
brado por todas as gerações. 2 Então o SENHOR lhe perguntou:
16 — Vá e reúna os líderes de Israel — O que tem na mão?
e fale para eles que eu, O SENHOR, Moisés respondeu:
o Deus dos seus antepassados, o Deus — Uma vara.
de Abraão, Isaque e Jacó, apareci a 3 O Senhor lhe disse:

você e mandei que lhes falasse: “Tenho — Atire a vara para o chão.
prestado muita atenção em vocês. Tenho Moisés atirou-a para o chão e a
visto o que vocês têm passado no Egito. vara transformou-se numa cobra. Então
17 Por isso, decidi tirá-los do seu sofri- Moisés fugiu dela, 4 mas o SENHOR lhe
mento no Egito e levá-los para a terra disse:
dos cananeus, os heteus, os amorreus, os — Estenda a sua mão e pegue nela pela
ferezeus, os heveus e os jebuseus, para cauda.
uma terra boa para semear e para criar Quando Moisés estendeu a mão e pe-
gado”. gou na cauda da cobra, ela tornou-se
18 — Os líderes escutarão o que você numa vara de novo.
vai dizer. Depois você e eles se apre- 5 Então o SENHOR disse:

sentarão diante do rei do Egito para

*3:14 EU SOU O QUE SOU Expressão relacionada com Yavé, que geralmente se
traduz por SENHOR. Ver 3.15.
Êxodo 4:6 6 Êxodo 4:25

— Faça isso para que eles creiam que que devem fazer. 16 Será ele quem falará
o SENHOR lhe apareceu, o Deus dos seus por você ao povo. Ele será como seu pro-
antepassados, o Deus de Abraão, o Deus feta e você será como seu Deus. 17 Leve
de Isaque e o Deus de Jacó. a vara que tem na mão, pois é com ela
6 O SENHOR também lhe disse: que irá fazer os milagres que mostrarão
— Ponha a sua mão no peito. o meu poder.
Moisés colocou a mão no peito e,
quando a tirou, ela estava cheia de lepra, Moisés volta para o Egito
branca como a neve. 18 Moisés foi falar com o seu sogro
7 E Deus lhe disse: Jetro e lhe disse:
— Coloque de novo a sua mão no — Por favor, deixe-me voltar ao Egito,
peito. pois quero ver se os meus irmãos hebreus
Ele voltou a colocar a mão no peito. E, ainda estão vivos.
quando a tirou, a mão estava curada, tão Jetro disse a Moisés:
boa como o resto da sua pele. — Vá em paz.
8 — Se não acreditarem em você de- 19 Quando Moisés ainda estava em

pois do primeiro sinal, acreditarão de- Midiã, o SENHOR tinha lhe dito:
pois do segundo. 9 Mas se mesmo depois — Já pode voltar para o Egito porque
do segundo sinal ainda não acreditarem já morreram todos os que queriam matar
em você, então tire um pouco da água você.
do rio Nilo e derrame-a na terra seca. A 20 Então Moisés levou a sua mulher e

água que tirar do Nilo se transformará aos seus filhos num jumento e voltou
em sangue ao tocar na terra. para o Egito, levando a vara de Deus na
10 Moisés disse ao SENHOR: mão.
— Por favor, Senhor, nunca falei 21 O SENHOR também tinha dito a

muito bem. Nem antes nem mesmo Moisés:


agora que está falando com o seu servo. — Quando você chegar ao Egito, não
Tenho muita dificuldade em falar. se esqueça de fazer diante do faraó to-
11 O SENHOR lhe disse: das as maravilhas que eu lhe dei poder
— Quem faz com que a pessoa possa para fazer. Mas eu farei com que o faraó
ou não possa falar? Quem faz a pessoa seja teimoso e não deixe sair o meu
ouvir? Quem faz a pessoa ver ou ser povo. 22 Então você dirá ao faraó que eu,
cega? Sou eu, o SENHOR! 12 Vá agora. o SENHOR, digo isto: “Israel é o meu
Eu estarei com você e lhe ensinarei o que primeiro filho! 23 Falei para você deixar
deve falar. sair o meu filho para me adorar, mas
13 Mas Moisés disse: você recusou. Por isso vou matar o seu
— Por favor, Senhor, envie qualquer primeiro filho”.
outra pessoa, mas não a mim. 24 No caminho para o Egito, Moisés
14 E o SENHOR ficou irritado com parou num certo lugar para passar a
Moisés e lhe disse: noite. O SENHOR encontrou-se com
— Está bem! O seu irmão Aarão, da Moisés nesse lugar e queria matá-lo.
tribo de Levi, fala bem. Ele anda à sua 25 Mas Zípora pegou numa faca de pedra

procura e ficará contente por ver você. e circuncidou o seu filho. Depois, pegou
15 Ensine a ele o que deve dizer. Eu direi na pele cortada e tocou com ela os pés
o que vocês devem dizer e ensinarei o de Moisés. E disse a Moisés:
Êxodo 4:26 7 Êxodo 5:13

— Você é um marido de sangue*. poderá nos castigar com pragas ou com


26 Então o SENHOR deixou Moisés guerra.
viver. Zípora chamou Moisés de “marido 4 Mas o rei do Egito lhes disse:

de sangue” por causa da circuncisão. — Moisés e Aarão, vocês estão im-


27 Enquanto isso o SENHOR tinha dito pedindo que o povo faça o seu trabalho.
a Aarão: Vamos, voltem todos para o trabalho!
— Encontre-se com Moisés no deserto. 5 Eles já são mais numerosos do que o

E Aarão foi se encontrar com ele no povo da terra, e agora vocês também
monte de Deus† e o saudou com um querem que eles deixem de trabalhar?
beijo. 28 Moisés contou a Aarão tudo 6 Nesse mesmo dia o faraó deu esta or-

o que o SENHOR tinha lhe mandado dem aos administradores e capatazes‡:


dizer e todos os sinais que tinha lhe 7 — De agora em diante não deem

mandado fazer. 29 Então Moisés e Aarão mais palha aos israelitas para fazerem
reuniram-se com todos os líderes de Is- tijolos! Deixem que eles mesmos pro-
rael. 30 Aarão contou-lhes tudo o que o curem a palha para os tijolos. 8 No en-
SENHOR tinha dito a Moisés e Moisés tanto obriguem-nos a produzir o mesmo
fez os sinais diante do povo. 31 E todo o número de tijolos que produziam antes.
povo acreditou neles. Quando os israeli- Eles são preguiçosos, e é por isso que es-
tas souberam que o SENHOR os vinha tão queixando-se e dizendo que querem
libertar, já que tinha visto o seu sofri- ir oferecer sacrifícios ao Deus deles.
mento, eles inclinaram-se em adoração 9 O que eles precisam é trabalhar mais.

ao SENHOR. Assim estarão ocupados e não terão


tempo para darem atenção às mentiras
Moisés e Aarão diante do faraó de Moisés.

5—Depois disso Moisés e Aarão foram 10 Os administradores e os capatazes

falar com o faraó e lhe disseram: saíram e disseram ao povo:


Assim diz o SENHOR, o Deus de — O faraó decidiu não lhes dar mais
Israel: “Deixe o meu povo ir ao de- palha para fazerem tijolos. 11 Por isso, de
serto para fazerem uma festa em minha agora em diante, vocês têm que procu-
honra”. rar a palha para os tijolos e produzir o
2 Mas o faraó respondeu: mesmo número de tijolos que produziam
— Quem é o SENHOR para que eu faça antes.
o que ele quer e deixe Israel sair? Não 12 Então o povo espalhou-se por todo o

conheço o SENHOR e não vou deixar Is- Egito à procura da palha que restava das
rael sair! colheitas. 13 E os administradores obri-
3 Então eles disseram: gavam o povo a trabalhar mais, dizendo:
— O Deus dos hebreus veio falar — Todos os dias vocês têm que pro-
conosco. Deixe-nos sair para o deserto, duzir o mesmo número de tijolos que
a uma distância de três dias, pois temos produziam antes, quando lhes dávamos
que oferecer sacrifícios ao SENHOR, a palha.
nosso Deus. Se não lhe obedecermos, ele

*4:25 marido de sangue ou talvez “salvo (protegido) pelo sangue”. Também no v26.
†4:27 monte de Deus Monte Horebe (Sinai).
‡5:6 capatazes Os capatazes eram israelitas escolhidos pelos administradores egíp-
cios para vigiar o povo de Israel.
Êxodo 5:14 8 Êxodo 6:12

14 E os administradores batiam nos ca- esse momento, ele tem maltratado este
patazes hebreus, responsáveis pelo tra- povo e o Senhor não tem feito nada para
balho do povo, e perguntavam: ajudá-los!
— Por que vocês não produzem a
mesma quantidade de tijolos que pro-
duziam antes?
6 E o SENHOR disse a Moisés:
— Agora verá o que farei com o
faraó: usarei o meu grande poder contra
15 Então os capatazes israelitas foram ele, e ele até vai querer que vocês saiam
queixar-se ao faraó. Eles disseram: do seu país depressa.
— Nós somos os seus servos. Por que 2 Depois Deus disse a Moisés:

estão nos tratando tão mal? 16 Obrigam- — O meu nome é YAVÉ! 3 Apareci a
nos a produzir a mesma quantidade de Abraão, a Isaque e a Jacó como o Deus
tijolos que produzíamos antes, sem se Todo-Poderoso*. Mas pelo meu nome,
importarem de que agora não nos dão YAVÉ, eles não me conheceram. 4 Tam-
palha. Nós, os seus servos, temos sido es- bém fiz uma aliança com eles, prometi
pancados. Não está bem que o seu povo dar-lhes a terra de Canaã, a terra onde
faça uma coisa assim. viveram como estrangeiros. 5 Quando
17 O faraó respondeu: ouvi os lamentos dos israelitas, a quem
— Vocês são preguiçosos. É por isso os egípcios escravizam, lembrei-me da
que me disseram: “Deixe-nos ir oferecer minha aliança. 6 Portanto, vá dizer ao
sacrifícios ao SENHOR”. 18 Voltem para povo de Israel: “Eu sou o SENHOR!
o seu trabalho! Não vão receber palha Venho tirar vocês da opressão, livrar
alguma mas terão que continuar pro- vocês da escravidão, resgatar vocês com
duzindo a mesma quantidade de tijolos. grande poder e castigar os egípcios.
19 Os capatazes dos israelitas viram 7 Farei de vocês o meu povo e eu serei

que estavam numa situação difícil ao ou- o seu Deus. Assim vocês saberão que eu
virem dizer que deviam continuar pro- sou o SENHOR, seu Deus, que os livra
duzindo a mesma quantidade de tijolos. da opressão dos egípcios. 8 E eu levarei
20 Então foram se encontrar com Moisés vocês para a terra que jurei dar a Abraão,
e Aarão, que estavam à espera deles a Isaque e a Jacó. E darei essa terra a
quando saíram da presença do faraó. vocês, para ser a sua terra. Eu sou o
21 Os capatazes disseram-lhes: SENHOR!”
— Que o SENHOR olhe para vocês 9 Então Moisés tentou falar isso aos is-

e os castigue! Vocês fizeram com que raelitas, mas eles não o quiseram ouvir
o faraó e os administradores nos odi- porque estavam desanimados, por causa
assem. Agora eles têm motivo para nos de todo o trabalho que eram obrigados a
matarem. fazer.
10 E o SENHOR disse a Moisés:
Moisés se queixa diante do Senhor 11 — Vá falar ao faraó, rei do Egito,
22 Moisésorou ao SENHOR e lhe disse: que deixe os israelitas saírem do seu
— SENHOR, por que fez mal a este país.
povo? Por que me enviou? 23 Apresentei- 12 Mas Moisés disse ao SENHOR:

me diante do faraó e lhe disse tudo o — Os israelitas não quiseram me ou-


que o Senhor tinha me dito. Mas, desde vir. Eu acho que o faraó também não

*6:3 Deus Todo-Poderoso Literalmente, “El-Shadai” (Gn 17.1).


Êxodo 6:13 9 Êxodo 7:7

vai querer me ouvir, visto que eu não sei 25 Eleazar, filho de Aarão, casou-se com
falar bem*. uma das filhas de Putiel, e ela deu à
13 Mas o SENHOR ordenou a Moisés luz a Fineias.
e a Aarão que fossem falar com os is- Todos eles foram descendentes de Levi
raelitas e com o faraó, rei do Egito. E por famílias.
ordenou-lhes que tirassem o povo de Is- 26 Foi a esse Aarão e a esse Moisés que

rael do Egito. o SENHOR disse: “Tirem os israelitas do


Egito, organizados em batalhões”. 27 E
Os antepassados de Moisés e Aarão foram eles, Moisés e Aarão, que falaram
14 Estes são os nomes dos chefes das com o faraó, rei do Egito, para tirar os
famílias israelitas, por parte dos pais: israelitas do Egito.
Os filhos de Rúben, o primeiro filho de
Israel, foram Enoque, Palu, Hezrom e Deus chama Moisés de novo
Carmi. 28 Quando o SENHOR falou com
15 Os filhos de Simeão foram Jemuel, Moisés no Egito, 29 lhe disse:
Jamim, Oade, Jaquim, Zoar e Saul, — Eu sou o SENHOR! Diga ao faraó,
filho de uma mulher cananeia. rei do Egito, tudo o que lhe vou dizer.
16 Levi viveu cento e trinta e sete anos. 30 Mas Moisés disse ao SENHOR:

Os seus filhos foram Gérson, Coate e — Visto que eu não sei falar bem,
Merari. como é que o faraó vai ouvir o que eu
17 Os filhos de Gérson, foram Libni e digo?
Simei, cada um com as suas respecti-
vas famílias.
18 Coate viveu cento e trinta e três anos.
7 Então o SENHOR respondeu a
Moisés:
— Olhe, eu farei com que você seja
Os seus filhos foram Anrão, Izar, He- como Deus para o faraó, e o seu irmão
brom e Uziel. Aarão será como seu profeta. 2 Tudo o
19 Os filhos de Merari foram Mali e Musi. que eu lhe ordenar, você dirá ao seu
Todos esses foram das famílias descen- irmão Aarão. E ele falará com o faraó
dentes de Levi. para que deixe sair os israelitas do seu
20 Anrão viveu cento e trinta e sete anos, país. 3 Mas eu vou endurecer o coração
casou-se com sua tia Joquebede e teve do faraó para fazer muitos sinais e mila-
dois filhos chamados Aarão e Moisés. gres no Egito. 4 O faraó não vai fazer o
21 Os filhos de Izar foram Coré, Nefegue que vocês lhe pedirem, e eu mostrarei a
e Zicri. minha grande justiça libertando do Egito
22 Os filhos de Uziel foram Misael, Elzafã os meus exércitos, isto é, o meu povo,
e Sitri. os israelitas. 5 Assim os egípcios saberão
23 Aarão casou-se com Eliseba, filha de que eu sou o SENHOR, quando levantar
Aminadabe e irmã de Nassom. Ela deu a minha mão contra o Egito e tirar de lá
à luz a Nadabe, Abiú, Eleazar e Ita- os israelitas.
mar. 24 Os filhos de Coré foram Assir, 6 Moisés e Aarão fizeram exatamente

Elcana e Abiasafe. Eles foram os de- o que o SENHOR tinha lhes ordenado.
scendentes de Coré. 7 Moisés tinha oitenta anos e Aarão tinha

*6:12 eu não sei falar bem ou “eu falo como um estrangeiro”. Literalmente, “os
meus lábios não são circuncidados”.
Êxodo 7:8 10 Êxodo 8:5

oitenta e três quando foram falar com o — Diga a Aarão: “Pegue a sua vara
faraó. e estenda a sua mão sobre as águas do
8 O SENHOR disse a Moisés e a Aarão: Egito, sobre os rios, os canais, os lagos
9 — Moisés, quando o faraó lhes falar: e sobre os depósitos de água para que
“Façam um milagre”, você dirá a Aarão: a água se torne em sangue. Em vez de
“Pegue sua vara e atire-a ao chão, diante água, haverá sangue em todo o Egito, até
do faraó, e ela se transformará numa nas vasilhas de madeira e de pedra”.
cobra”. 20 Então Moisés e Aarão fizeram o que
10 Moisés e Aarão apresentaram-se di- o SENHOR lhes ordenou. Aarão levantou
ante do faraó e fizeram o que o SENHOR a sua vara e bateu na água do Nilo, di-
tinha lhes ordenado. Aarão atirou a vara ante do faraó e dos seus ministros. Toda
ao chão, diante do faraó e dos seus min- a água do rio se tornou sangue 21 e os
istros, e ela se transformou numa cobra. peixes morreram. O rio cheirava mal e
11 Então o faraó chamou os seus sábios nenhum egípcio podia beber da água do
e os seus feiticeiros. E também os ma- rio. Em todo o Egito a água se transfor-
gos do Egito fizeram a mesma coisa com mou em sangue.
as suas mágicas secretas. 12 Cada um de- 22 Mas os magos do Egito também fiz-

les atirou a sua vara ao chão, e as varas eram o mesmo com as suas magias secre-
também se tornaram em cobras. Mas, tas. E, tal como o SENHOR tinha dito, o
quando isso aconteceu, a vara de Aarão faraó continuou com o coração endure-
comeu todas as outras. 13 Mesmo assim o cido e recusou-se a fazer o que eles tin-
coração do faraó continuou endurecido e ham lhe pedido. 23 O faraó foi para o seu
não fez o que eles tinham lhe pedido, tal palácio e não pensou mais no assunto.
como o SENHOR tinha lhes dito. 24 Os egípcios tiveram que cavar poços

ao lado do rio a fim de tirar água para


A primeira praga: a água beberem, pois não podiam beber da água
se transforma em sangue do rio.
14 O SENHOR disse a Moisés:
— O faraó é teimoso e não quer liber- A segunda praga: as rãs
tar o meu povo. 15 Portanto, de manhã 25 Passaram sete dias depois de o SEN-
cedo, quando o faraó descer ao rio, es- HOR ter transformado a água do rio em
pere por ele na margem do rio. Leve com sangue.
você a vara que se transformou numa co-
bra. 16 Então diga a ele: “O SENHOR, o
Deus dos hebreus, me mandou dizer que
8 E o SENHOR disse a Moisés:
— Vá ao faraó e diga a ele que
eu, o SENHOR, digo isto: “Deixe o meu
deixasse o seu povo partir para adorá-lo povo sair para que me adore. 2 Se não o
no deserto. Mas você tem recusado até deixar sair, cobrirei de rãs todo o Egito.
agora. 17 Por isso, o SENHOR diz: ‘Agora 3 O Nilo ficará tão cheio de rãs que elas

ficará sabendo que eu sou o SENHOR’. sairão do rio e entrarão na sua casa, no
Com a vara que tenho na mão, vou bater seu quarto, na sua cama, nas casas dos
na água do Nilo e ela se transformará seus ministros, nas casas do seu povo e
em sangue. 18 Os peixes que estão no rio até nos seus fornos e lugares onde o pão
morrerão e o rio cheirará tão mal que é amassado. 4 As rãs subirão para todos
os egípcios não poderão beber da sua os lugares onde você estiver e onde es-
água”. tiverem o seu povo e os seus ministros”.
19 O SENHOR disse a Moisés: 5 O SENHOR disse a Moisés:
Êxodo 8:6 11 Êxodo 8:25

— Diga a Aarão que pegue na sua vara — Diga a Aarão: “Estenda a sua vara
e estenda a sua mão sobre os rios, os e bata com ela no pó da terra. E o pó se
canais e os lagos para que as rãs saiam transformará em mosquitos, que se es-
do rio e cubram toda a terra do Egito. palharão por todo o Egito”.
6 Aarão estendeu a sua mão sobre as 17 Eles assim fizeram. Aarão pegou na

águas do Egito e as rãs saíram do rio e sua vara, estendeu a sua mão, bateu com
cobriram todo o Egito. 7 Mas os magos a vara no pó da terra e o pó se transfor-
conseguiram fazer a mesma coisa com as mou em mosquitos que picavam as pes-
suas magias secretas, por causa deles o soas e os animais. Em todo o Egito o pó
Egito ficou ainda com mais rãs. 8 Então se transformou em mosquitos.
o faraó mandou chamar Moisés e Aarão 18 Quando os magos tentaram fazer

e lhes disse: mosquitos com as suas magias secretas,


— Peçam ao SENHOR que retire es- eles não conseguiram. E os mosquitos
tas rãs de mim e do meu povo, e eu continuavam picando as pessoas e os
deixarei que vocês vão oferecer sacrifí- animais.
cios ao SENHOR. 19 Então os magos disseram:
9 Moisés disse ao faraó: — É pelo poder de Deus que isto é
— Decida você quando é que quer que feito.
eu ore por você, pelos seus ministros e Mas o coração do faraó ficou mais
pelo seu povo, para que as rãs que estão duro e recusou o pedido deles, tal como
na sua casa e nas casas do povo morram o SENHOR tinha predito.
e só fiquem no Nilo.
10 — Amanhã —disse ele. A quarta praga: as moscas
Então Moisés disse: 20 O SENHOR disse a Moisés:
— Acontecerá exatamente como o — De manhã cedo, quando o faraó
faraó diz, para que saiba que não há descer ao rio, vá se encontrar com ele
outro Deus como o SENHOR, nosso e diga que eu, o SENHOR, digo isto:
Deus. 11 As rãs sairão da sua casa, das “Deixe sair o meu povo para que me
casas do seu povo e das casas dos seus adore. 21 Se não o deixar sair, enviarei
ministros: ficarão só no Nilo. nuvens de moscas contra você, os seus
12 Moisés e Aarão deixaram o faraó. E ministros, o seu povo e as suas casas.
Moisés pediu ao SENHOR que retirasse As casas dos egípcios e os campos onde
as rãs que tinha enviado contra o faraó. eles trabalham ficarão cheios de moscas.
13 O SENHOR fez o que Moisés pediu 22 Mas, nesse dia, tratarei o meu povo de

e todas as rãs que estavam nas casas, maneira diferente. Não haverá moscas
nos quintais e nos campos morreram. na terra de Gósen, onde vive o meu povo.
14 Os egípcios juntaram as rãs mortas em Assim você saberá que eu, o SENHOR,
montes e a terra começou a cheirar mal. estou nessa terra. 23 Eu livrarei o meu
15 Mas quando o faraó viu que as rãs tin- povo do que vai acontecer com o seu
ham sido retiradas, voltou a endurecer o povo. Isso acontecerá amanhã”.
seu coração e se recusou a fazer o que 24 E o SENHOR assim fez. Nuvens

eles tinham lhe pedido, tal como o SEN- de moscas invadiram a casa do faraó,
HOR tinha predito. as casas dos seus ministros e todo o
Egito. As moscas arruinavam tudo por
A terceira praga: os mosquitos onde passavam. 25 Então o faraó mandou
16 Então o SENHOR disse a Moisés: chamar Moisés e Aarão e disse:
Êxodo 8:26 12 Êxodo 9:15

— Podem ir oferecer sacrifícios a 5 Eu, o SENHOR, marquei um dia: isto irá

Deus, mas não saiam do Egito. acontecer amanhã, em todo o país”.


26 Moisés respondeu: 6 Na manhã seguinte, o SENHOR fez

— Não estaria bem fazermos isso. como tinha dito. Todo o gado dos egíp-
Os egípcios consideram um ato terrível cios morreu, mas não morreu nenhum
matar animais em sacrifício ao SENHOR, animal dos israelitas. 7 O faraó man-
nosso Deus. Se fizéssemos isso dentro dou ver o que tinha acontecido e viu
do país, seríamos apedrejados. 27 Temos que nenhum dos animais dos israelitas
que sair para o deserto, a uma distân- tinha morrido. Mesmo assim, ele endure-
cia de três dias, e ali poderemos ofere- ceu o seu coração e não deixou sair os
cer sacrifícios ao SENHOR, nosso Deus, israelitas.
como ele nos mandou fazer.
28 Então o faraó disse: A sexta praga: as feridas terríveis
— Deixarei vocês irem oferecer sacri- 8O SENHOR disse a Moisés e a Aarão:
fícios ao SENHOR, seu Deus, no deserto, — Tirem um punhado de cinza de um
mas não se afastem muito. Agora, saiam forno. E você, Moisés, atire a cinza para
e orem por mim! o ar, na presença do faraó. 9 A cinza se
29 Moisés disse: transformará em pó e se espalhará por
— Assim que sair da sua presença, todo o Egito. Quando o pó tocar numa
pedirei ao SENHOR para que amanhã re- pessoa ou num animal, causará feridas
tire as moscas de você, dos seus min- terríveis na pele.
istros e do seu povo. Mas não volte a nos 10 Assim, Moisés e Aarão foram bus-

enganar, nem a impedir que o povo ofer- car um punhado de cinza do forno
eça os seus sacrifícios ao SENHOR. e apresentaram-se diante do faraó. E
30 Quando Moisés saiu da presença do Moisés atirou a cinza para o ar e as pes-
faraó, foi orar ao SENHOR. 31 E o SEN- soas e os animais ficaram cobertas de
HOR fez o que Moisés lhe pediu. Ele fez feridas. 11 Até mesmo os magos ficaram
com que as moscas deixassem o faraó, cobertos de feridas e não puderam se ap-
os seus ministros e o seu povo. Não fi- resentar diante de Moisés. Todos os egíp-
cou uma só mosca. 32 Mas o faraó voltou cios estavam cobertos de feridas. 12 Mas
a endurecer o seu coração e não deixou o SENHOR fez com que o coração do
sair o povo. faraó endurecesse e ele recusou o que
eles tinham lhe pedido, tal como o SEN-
A quinta praga: a peste HOR tinha dito a Moisés.

9 O SENHOR disse a Moisés:


— Vá dizer ao faraó que eu, o
SENHOR, o Deus dos hebreus, digo isto: 13 E
A sétima praga: o granizo
o SENHOR disse a Moisés:
“Deixe sair o meu povo para que me — Amanhã cedo, apresente-se diante
adore! 2 Se recusar deixá-lo sair e con- do faraó e diga a ele que eu, o SENHOR,
tinuar prendendo-os, 3 então eu, o SEN- o Deus dos hebreus, digo isto: “Deixe
HOR, castigarei com uma peste terrível sair o meu povo para que me adore!
todo o seu gado: os cavalos, os jumentos, 14 Porque, desta vez, vou soltar todas as

os camelos, os bois e as ovelhas. 4 Mas minhas pragas contra você, contra os


farei distinção entre os animais dos is- seus ministros e contra o seu povo. Então
raelitas e os animais dos egípcios, e nen- você saberá que não há ninguém como
hum dos animais dos israelitas morrerá. eu em toda a terra. 15 Eu já poderia ter
Êxodo 9:16 13 Êxodo 10:4

usado o meu poder e enviado uma praga saírem, já não os obrigarei a ficar aqui
contra você e o seu povo que o faria mais tempo.
desaparecer da terra. 16 Mas deixei você 29 Moisés disse ao faraó:

viver para lhe mostrar o meu poder e — Quando sair da cidade, levantarei
para que o meu nome seja conhecido em os meus braços em oração ao SENHOR.
todo o mundo. 17 Mas você ainda está Então, os trovões pararão e o granizo
contra o meu povo e não o deixa partir! acabará. Assim você saberá que a terra
18 Por isso, amanhã, por esta hora, vou pertence ao SENHOR. 30 Mas eu sei que
fazer chover granizo como nunca choveu você e os seus ministros ainda não re-
em toda a história do Egito. 19 Portanto, speitam o SENHOR Deus.
recolham num lugar seguro os seus an- 31 As plantas de linho e a cevada

imais e tudo o que tenham no campo. ficaram destruídas, pois o linho já tinha
Todo ser humano e todo animal que flor e a cevada já tinha espiga, 32 mas
não estiver num lugar seguro, morrerá nada aconteceu ao trigo e ao centeio,
quando o granizo cair sobre eles”. porque ainda não tinham brotado.
20 Os ministros do faraó que re- 33 Assim que Moisés saiu da presença

speitavam a palavra do SENHOR se do faraó e da cidade, levantou as mãos


apressaram e recolheram os seus servos em oração ao SENHOR. Os trovões e
e o seu gado num lugar seguro. 21 Mas o granizo cessaram e a chuva parou.
aqueles que não se importavam com a 34 Quando o faraó viu que a chuva tinha

palavra do SENHOR, deixaram os seus acabado e que já não havia granizo e tro-
servos e os seus animais no campo. vões, voltou a pecar e endureceu o seu
22 Então o SENHOR disse a Moisés: coração, ele e os seus ministros. 35 E o
— Estenda a sua mão para o céu, para faraó não deixou sair os israelitas, tal
que chova granizo sobre todo o Egito. como o SENHOR tinha lhes dito por
Sobre as pessoas, os animais e as plan- meio de Moisés.
tas do campo em todo o Egito.
23 Moisés estendeu a sua vara para o A oitava praga: os gafanhotos
céu e o SENHOR fez cair trovões, raios
e granizo sobre toda a terra do Egito.
24 O granizo e os raios caíam sem parar.
10 O SENHOR disse a Moisés:
— Vá até o faraó. Eu endureci o
seu coração e os dos seus ministros, para
Nunca, em toda a história do Egito, tinha poder fazer entre eles os meus sinais
caído granizo de forma tão violenta. 25 O poderosos. 2 Também fiz isso para que
granizo caiu sobre todo o Egito. E tudo vocês possam contar aos seus filhos e
o que estava nos campos foi destruído: aos seus netos como humilhei os egíp-
pessoas, animais, plantas e árvores. 26 O cios e como fiz sinais e maravilhas entre
único lugar onde não caiu granizo foi eles. Assim vocês saberão que eu sou o
na terra de Gósen, onde vivia o povo de SENHOR.
Israel. 3 Então, Moisés e Aarão apresentaram-
27 Então o faraó mandou chamar se diante do faraó e disseram:
Moisés e Aarão e lhes disse: — O SENHOR, Deus dos hebreus,
— Desta vez pequei. O SENHOR é manda dizer: “Até quando você se re-
justo, eu e o meu povo somos culpa- cusará a fazer o que eu mando? Deixe
dos. 28 Peçam ao SENHOR para parar o sair o meu povo para que possa me ado-
granizo e os trovões. Eu deixarei vocês rar. 4 Se você não o deixar sair, amanhã
mandarei gafanhotos sobre todo o seu
Êxodo 10:5 14 Êxodo 10:23

país. 5 Os gafanhotos cobrirão toda a su- tos e comam todas as plantas que foram
perfície do seu país, ninguém poderá ver deixadas pelo granizo.
o chão. Eles comerão o pouco que não 13 Então Moisés estendeu a sua vara

foi destruído pela praga do granizo e sobre Egito e o SENHOR fez soprar um
também comerão todas as árvores que vento leste sobre todo o país, durante
crescem no campo. 6 Invadirão as suas todo o dia e toda a noite. Na manhã
casas, as casas dos seus ministros e to- seguinte, o vento leste tinha trazido os
das as casas do Egito. Os seus pais e gafanhotos. 14 Havia gafanhotos em toda
avós nunca viram tal coisa em toda a sua a terra do Egito. Nunca antes houve,
vida”. nem haverá depois, tantos gafanhotos
A seguir Moisés deu meia volta e como houve naquele dia. 15 A terra ficou
deixou o faraó. 7 Os ministros do faraó coberta e escureceu, e os gafanhotos de-
disseram: voraram todas as plantas da terra e todos
— Até quando vai deixar que esse os frutos das árvores, que tinham sido
homem nos arruíne? Deixe sair o seu deixadas pelo granizo. Não ficou nada
povo para que possa adorar o SENHOR, verde em toda a terra do Egito.
seu Deus. Ainda você não compreende 16 O faraó se apressou em mandar

que o Egito está sendo destruído? chamar Moisés e Aarão, e lhes disse:
8 Então o faraó mandou chamar — Pequei contra o SENHOR, seu Deus,
Moisés e Aarão e lhes disse: e contra vocês. 17 Por favor, me perdoem
— Podem ir adorar o SENHOR, seu desta vez e peçam ao SENHOR que retire
Deus, mas primeiro quero saber quem é essa praga mortal.
que vai sair. 18 Moisés deixou o faraó e orou ao
9 Moisés respondeu: SENHOR. 19 Então o SENHOR fez soprar
— Vamos sair todos, desde o mais um forte vento oeste, que levou os gafan-
novo até o mais velho, tanto os nossos hotos e os atirou no mar Vermelho*. Não
filhos como as nossas filhas. Vamos tam- ficou um só gafanhoto no Egito. 20 Mas o
bém levar as nossas ovelhas e os nos- SENHOR fez com que o faraó voltasse a
sos bois. Vamos todos celebrar a festa do endurecer o seu coração e não deixasse
SENHOR. partir o povo de Israel.
10 Então, o faraó disse:

— Se nota que vocês têm más in- A nona praga: a escuridão


tenções. Nem o SENHOR está com vocês, 21 O SENHOR disse a Moisés:
nem eu vou deixar vocês todos saírem do — Levante a sua mão para o céu,
Egito. 11 Só deixarei sair os homens, para para que haja sobre todo o Egito uma
adorarem ao SENHOR, como vocês têm escuridão tão densa, que até possa ser
pedido. tocada.
E o faraó ordenou que expulsassem 22 Moisés levantou a mão para o céu

Moisés e Aarão da sua presença. 12 En- e uma grande escuridão cobriu o Egito
tão o SENHOR disse a Moisés: durante três dias. 23 As pessoas não po-
— Estenda a sua mão sobre o Egito, diam ver umas às outras e ninguém saiu
para que venham contra eles os gafanho- do lugar onde estava durante três dias.

*10:19 mar Vermelho ou “mar de Juncos”. Também em 13.18; 14.2,9,16,21,30;


15.4,22; 23.31. Ver 1Rs 9.26.
Êxodo 10:24 15 Êxodo 12:1

Mas havia luz em toda a parte onde os todo o Egito, o próprio Moisés era con-
israelitas viviam. siderado como um grande homem, tanto
24 O faraó mandou chamar Moisés e pelos ministros do faraó como por todo
Aarão e disse: o povo.
— Podem ir adorar ao SENHOR e po- 4 E Moisés disse ao faraó:

dem também levar as suas famílias. Mas — O SENHOR disse: “Por volta da
não deixarei que vocês levem as suas meia-noite, passarei por todo o Egito
ovelhas e o seu gado. 5 e o primeiro filho de todas as famílias
25 Mas Moisés disse: egípcias morrerá. Tanto o primeiro filho
— Se não pudermos levar os nos- do faraó, o herdeiro do trono, como o
sos animais, por acaso você nos dará primeiro filho da escrava, que trabalha
animais para oferecermos em sacrifí- no moinho, todo primeiro filho mor-
cio queimado ao SENHOR, nosso Deus? rerá. E também morrerá a primeira cria
26 Vamos levar todos os animais, não de todos os animais. 6 Em todo o Egito
deixaremos nem um só animal. Porque haverá gritos de dor, como nunca houve
não sabemos exatamente quais são os antes, nem haverá depois. 7 Mas contra
animais que precisamos levar para ado- o povo de Israel, nem sequer um cão
rar ao SENHOR, nosso Deus, só sabere- ladrará; nada acontecerá aos israelitas e
mos isso quando lá chegarmos. aos seus animais. Assim vocês saberão
27 Mas o SENHOR endureceu o que o SENHOR faz distinção entre os is-
coração do faraó e ele se recusou a raelitas e os egípcios. 8 Depois disso, to-
deixá-los sair. 28 E o faraó disse a dos os seus ministros virão se ajoelhar
Moisés: diante de mim e dirão: ‘Saiam e levem
— Saia daqui e tenha cuidado! Não todo o povo de Israel com vocês’”.
volte a aparecer diante de mim, porque, Por fim Moisés disse:
no dia em que você aparecer diante de — Só quando isso acontecer é que
mim, morrerá! sairemos.
29 Então, Moisés disse ao faraó: Depois Moisés saiu muito irritado da
— Você está certo! Não me apre- presença do faraó.
sentarei mais diante de você. 9 O SENHOR disse a Moisés:

— O faraó não vai fazer caso do


A décima praga: a morte que lhe disse, e assim mostrarei o meu
do filho mais velho grande poder diante de todo o Egito.

11 O SENHOR disse a Moisés: 10 Essa é a razão pela qual Moisés e

— Vou trazer só mais uma Aarão fizeram todos esses milagres di-
praga sobre o faraó e sobre o Egito. ante do faraó. E é também a razão pela
Depois disso, o faraó irá mandar vocês qual o SENHOR fez endurecer o coração
embora, ou melhor, ele vai expulsar do faraó e ele não deixou os israelitas
vocês deste lugar. 2 Diga aos israelitas, saírem do Egito.
tanto aos homens como às mulheres, que
peçam aos seus vizinhos e vizinhas que A primeira Páscoa
lhes deem os seus objetos de ouro e de
prata.
3 E o SENHOR fez com que os egípcios
12 No Egito, o SENHOR disse a
Moisés e Aarão:

fossem generosos com os israelitas. Em


Êxodo 12:2 16 Êxodo 12:22

2 — Este mês* será para vocês o mês vocês estarão comendo. Quando eu ol-
mais importante, o primeiro mês do ano. har o sangue, passarei adiante; e nen-
3 Digam a toda a comunidade de Is- hum de vocês será morto pela praga que
rael que no décimo dia deste mês, cada vou enviar contra os egípcios.
homem deverá escolher um animal do 14 — Lembrem-se sempre desta noite

rebanho, para a sua família, um por cada e façam uma grande festa em honra
casa. 4 Se a família for pequena demais do SENHOR. Celebrem-na para sem-
para comer todo o animal, então o chefe pre, de geração em geração. 15 Comerão
da família poderá dividi-lo com o viz- pão sem fermento durante sete dias. No
inho mais próximo. Mas deverá contar primeiro dia tirarão todo o fermento das
as pessoas e dividir o animal de maneira suas casas. Quem comer qualquer coisa
que todos possam comer. 5 O animal de- fermentada durante esses sete dias, será
verá ter perfeita saúde, ser um macho de expulso da comunidade de Israel. 16 No
um ano, e poderá ser um cordeiro ou um primeiro dia e no sétimo dia, haverá
cabrito. 6 Tomem conta do animal até o reuniões sagradas. Nesses dias ninguém
dia catorze deste mês. deverá trabalhar, a não ser para preparar
— Nesse dia, um pouco antes do a sua própria comida, mais nada. 17 Cele-
anoitecer, toda a comunidade de Is- brem a festa dos Pães sem Fermento,
rael deverá sacrificar o animal. 7 Depois porque foi nesse mesmo dia que tirei os
disso, marquem a entrada da casa onde exércitos de Israel† do Egito. Por isso
vão comer, com um pouco do sangue celebrem esse dia de geração em ger-
do animal. Coloquem uma marca em ação, é uma ordem para sempre. 18 Com-
cada lado da porta e por cima da porta. erão pão sem fermento desde a tarde
8 Nessa noite, vocês deverão assar a sua do dia catorze do primeiro mês até a
carne no fogo e comê-la com pão sem tarde do dia vinte e um do mesmo
fermento e com ervas amargas. 9 Não co- mês. 19 Durante sete dias não deverão
mam a carne crua ou cozida em água. ter fermento em casa. Qualquer pessoa
Todo o animal deverá ser assado no fogo, que comer qualquer coisa fermentada
até mesmo a cabeça, as patas e as mi- deixará de pertencer à comunidade de
udezas. 10 Não deixem ficar nada até à Israel. Não importa se a pessoa é imi-
manhã seguinte, a carne que não com- grante ou israelita, 20 Portanto, não co-
erem deverá ser queimada. 11 Ao com- mam nada que tenha fermento. Onde
erem, deverão estar vestidos e pron- quer que estejam vivendo, comerão pães
tos para partirem: o cinto apertado, as sem fermento.
sandálias nos pés e a vara na mão. Co- 21 E Moisés chamou todos os líderes de

mam depressa porque esta é a Páscoa do Israel e lhes disse:


SENHOR. — Escolham um cordeiro ou um
12 — Nessa noite passarei por todo o cabrito, por cada família, e matem-no
Egito e matarei o primeiro filho de todas para celebrar a Páscoa. 22 Molhem um
as famílias egípcias e de todos os seus ramo de hissopo no sangue que estiver
animais. Castigarei todos os deuses dos na bacia e marquem os lados e por cima
egípcios, eu sou o SENHOR. 13 O sangue da porta com o sangue. Ninguém dev-
será um sinal para indicar as casas onde erá sair da sua casa antes do amanhecer.

*12:2 Este mês Mês de abib (nisã). Ver Abib no vocabulário.


†12:17 exércitos de Israel Refere-se ao povo de Israel. Ver Êx 7.4.
Êxodo 12:23 17 Êxodo 12:45

23 Quando o SENHOR passar para matar pensavam: “Se eles não saírem, vamos
os egípcios, ele verá o sangue nos la- todos morrer”.
dos e por cima das portas, e passará adi- 34 Os israelitas não tiveram tempo nem

ante. Assim o SENHOR não deixará que para fermentar o pão. Embrulharam as
o destruidor entre nas suas casas. 24 Obe- amassadeiras e a massa do pão nas suas
deçam a estas instruções. Isto é uma or- roupas, e puseram tudo nos ombros.
dem para vocês e para os seus filhos para 35 Eles também fizeram como Moisés

sempre. 25 Quando entrarem na terra tinha lhes dito e pediram aos egípcios
que o SENHOR lhes prometeu, contin- objetos de ouro e de prata e roupas. 36 O
uem celebrando essa festa. 26 E quando SENHOR fez com que os egípcios dessem
os seus filhos perguntarem: “O que sig- de boa vontade tudo o que os israeli-
nifica esta festa?” 27 Vocês responderão: tas pediam. Assim os israelitas levaram
“É o sacrifício da Páscoa em honra do a riqueza dos egípcios.
SENHOR. Quando estávamos no Egito, o 37 Os israelitas saíram de Ramessés e

SENHOR matou os egípcios e passou por foram a pé até Sucote. Eram cerca de
cima das casas dos israelitas. Foi assim 600.000 homens, sem contar as crianças.
que ele salvou as nossas famílias”. 38 Foram também com eles um grande

Então o povo inclinou-se em adoração. número de pessoas de outras raças e lev-


28 E os israelitas fizeram tudo conforme avam também muitos bois e grandes re-
o SENHOR tinha ordenado a Moisés e a banhos de ovelhas e cabras. 39 Como não
Aarão. tiveram tempo de preparar comida, por
29 À meia-noite, o SENHOR matou o terem sido obrigados a sair depressa do
primeiro filho de todas as famílias egíp- Egito, eles fizeram pães sem fermento
cias: desde o primeiro filho do faraó, com a massa que tinham trazido do
sentado no trono, até o primeiro filho Egito.
do preso, sentado na prisão. E também 40 O povo de Israel esteve vivendo

matou as primeiras crias dos animais. no Egito* durante quatrocentos e trinta


30 Naquela noite o faraó, os seus ofici- anos. 41 E no dia em que se completaram
ais e todos os egípcios se levantaram e os quatrocentos e trinta anos, os exérci-
choraram cheios de dor, pois em todas tos do SENHOR saíram do Egito. 42 Na
as casas havia alguém morto. noite em que saíram, o SENHOR esteve
de vigília para tirá-los do Egito. Por isso,
Os israelitas saem do Egito essa noite também será uma noite de
31 Naquela mesma noite, o faraó man- vigília para o povo de Israel durante to-
dou chamar Moisés e Aarão e lhes disse: das as suas gerações. 43 Então, o SEN-
— Levantem-se e saiam depressa do HOR disse a Moisés e Aarão:
meio do meu povo! Vocês e todos os is- — Estas são as regras que devem
raelitas! Vão adorar o SENHOR, tal como cumprir na Páscoa: Nenhum estrangeiro
disseram. 32 Levem também as ovelhas e poderá participar da refeição da Páscoa.
o gado. Vão embora e peçam a Deus que 44 O escravo comprado poderá comer

me abençoe. da Páscoa se tiver sido circuncidado.


33 Os egípcios queriam que os israeli- 45 Mas nenhum estrangeiro, quer esteja

tas saíssem rapidamente do país, porque de passagem, quer trabalhe para vocês,
*12:40 Egito A LXX e o pentateuco samaritano dizem: “Egito e Canaã”. Isto significa
que estes escritos contam os anos a partir do tempo de Abraão e não do tempo de
José. Ver Gn 15.12-16 e Gl 3.17.
Êxodo 12:46 18 Êxodo 13:16

poderá comer dela. 46 Cada família dev- dedicada ao SENHOR. 7 Durante esses
erá comer a Páscoa numa só casa. Não sete dias comerão pão sem fermento.
levem nenhum pedaço de carne para Não deverá haver nada fermentado entre
fora da casa, nem quebrem nenhum dos vocês, nem nenhum fermento em todo o
ossos. 47 Toda a comunidade israelita de- seu território. 8 Nesse dia cada um dirá
verá celebrar a Páscoa. 48 Se um imi- ao seu filho: “Fazemos isto por causa do
grante que vive entre vocês quiser cel- que o SENHOR fez por mim quando saí
ebrar a Páscoa do SENHOR, ele deverá do Egito”. 9 Essa festa será como sinal,
ser circuncidado; ele e todos os homens como se vocês tivessem uma marca na
da sua família. Então serão considera- mão ou na testa*, será para vocês se
dos como israelitas. Mas quem não for lembrarem que devem falar da lei do
circuncidado, não poderá comer da Pás- SENHOR, pois o SENHOR tirou vocês
coa. 49 Esta mesma lei se aplicará a to- do Egito com grande poder. 10 Portanto,
dos, quer sejam israelitas ou imigrantes celebrem essa festa todos os anos e na
que vivem entre vocês. mesma data.
50 E todos os israelitas obedeceram às 11 — O SENHOR vai fazer com que

ordens que o SENHOR tinha dado a vocês entrem na terra dos cananeus, con-
Moisés e a Aarão. 51 E, naquele mesmo forme ele prometeu a vocês e aos seus
dia, o SENHOR fez os israelitas sair do antepassados. 12 Quando isso acontecer,
Egito, organizados em grupos como um dediquem-lhe todo o primeiro filho que
exército. nascer e também todos os primeiros ma-

13 O SENHOR disse a Moisés:


2 — O primeiro filho a nascer

das famílias israelitas me pertence e


chos que nascerem dos seus animais,
porque os primeiros filhos pertencem
ao SENHOR. 13 Cada jumento recém-
deve ser dedicado a mim. O mesmo nascido poderá ser resgatado se, em
acontece com todas as primeiras crias troca, for sacrificado um cordeiro ou
dos seus animais. cabrito. Mas se não for resgatado, terão
3 E Moisés disse ao povo: que partir o pescoço dele. Entre os seres
— Este é o dia em que o SENHOR, com humanos, o primeiro filho será sempre
grande poder, fez vocês saírem do Egito resgatado.
e os livrou da escravidão. Lembrem-se 14 — No futuro, quando o seu filho

deste dia e não comam nada com fer- perguntar: “Que significa isto?”, você
mento. 4 Hoje, no mês de abib, vocês es- responderá: “Pelo seu grande poder, o
tão saindo do Egito. 5 E o SENHOR levará SENHOR nos tirou do Egito e nos liber-
vocês para a terra dos cananeus, dos tou da escravidão. 15 Quando o faraó foi
heteus, dos amorreus, dos heveus e dos teimoso e não quis nos libertar, o SEN-
jebuseus. Essa é a terra que Deus prome- HOR matou todos os primeiros filhos do
teu dar aos seus antepassados, uma terra Egito, tanto os primeiros filhos das pes-
boa para semear e criar gado. Quando soas como os dos animais. Essa é a razão
entrarem nessa terra, devem celebrar pela qual resgatamos os nossos filhos e
esta festa no primeiro mês de cada ano. sacrificamos ao SENHOR as primeiras
6 Durante sete dias comerão pão sem fer- crias dos nossos animais”. 16 Como um
mento e no sétimo dia farão uma festa sinal na mão ou na testa, esta cerimônia

*13:9 marca (…) testa Talvez se refira às filactérias que os israelitas colocavam nos
braços e na testa para se lembrarem da palavra de Deus.
Êxodo 13:17 19 Êxodo 14:13

fará vocês recordarem que o SENHOR o povo do Egito saberá que eu sou o
nos tirou do Egito com grande poder. SENHOR.
Então os israelitas fizeram o que Deus
A viagem para fora do Egito lhes disse.
17 Quando o faraó deixou sair os is-
raelitas, Deus não os levou pelo caminho O faraó persegue os israelitas
que atravessa a terra dos filisteus, em- 5 Quando o rei do Egito soube que
bora esse fosse o caminho mais curto, o povo de Israel tinha escapado, ele e
porque pensou: “Se eles forem por ali, os seus ministros mudaram de ideia e
vai haver guerra e isso poderá fazê-los disseram:
mudar de ideia e querer voltar para o — Como pudemos deixar que o povo
Egito”. 18 Então Deus fez o povo dar a de Israel fosse embora e deixasse de ser
volta pelo deserto, na direção do mar nosso escravo?
Vermelho. Os israelitas saíram do Egito 6 Então o faraó mandou preparar o

em grupos, como um exército. 19 Moisés seu carro de guerra e saiu com o seu
levou com ele os ossos de José, porque exército. 7 Levou com ele seiscentos dos
José tinha feito prometer aos israeli- seus melhores carros de guerra e tam-
tas que assim fizessem. José disse: “Cer- bém todos os outros carros de guerra.
tamente, Deus virá para ajudar vocês. Havia um comandante* em cada carro.
Quando isso acontecer, levem os meus 8 O SENHOR endureceu o coração do

ossos daqui”. faraó, rei do Egito, e fez com que ele


20 Partiram de Sucote e acamparam perseguisse os israelitas, que tinham
em Etam, onde começa o deserto. 21 Du- saído vitoriosamente.
rante o dia, o SENHOR ia na frente de- 9 Os egípcios perseguiram os israeli-

les na forma de uma coluna de nuvem, tas com todos os seus cavalos e carros
para lhes mostrar o caminho. Durante a de guerra. Alcançaram o povo de Israel
noite, o SENHOR ia como uma coluna de quando eles estavam acampados junto
fogo, para iluminar o caminho deles. As- ao mar, perto de Pi-Hairote, diante de
sim podiam caminhar de dia e de noite. Baal-Zefom.
22 A coluna de nuvem nunca se afastava 10 Quando os israelitas viram que o

de diante do povo durante o dia, nem a faraó se aproximava cada vez mais deles,
coluna de fogo durante a noite. ficaram com muito medo e começaram a

14 O SENHOR disse a Moisés:


2 — Diga aos israelitas que re-

gressem para Pi-Hairote e que acampem


gritar, pedindo ao SENHOR para ajudá-
los. 11 E disseram a Moisés:
— Foi por não haver sepulcros no
junto ao mar Vermelho, entre Migdol e Egito que nos trouxe para morrer neste
o mar, em frente de Baal-Zefom. 3 As- deserto? Por que você fez isto? Por que
sim o faraó irá pensar: “Os israelitas nos tirou do Egito? 12 Será que não dis-
não sabem para onde ir, estão perdi- semos para você no Egito: “Deixe-nos
dos no deserto”. 4 Endurecerei o coração ser escravos dos egípcios”? É melhor ser-
do faraó e ele irá perseguir vocês. E eu mos escravos no Egito do que morrer no
obterei uma grande vitória sobre o faraó deserto.
e o seu exército, e serei glorificado. Todo 13 Moisés respondeu ao povo:

*14:7 um comandante ou “três (cavaleiros)”.


Êxodo 14:14 20 Êxodo 15:3

— Não tenham medo. Fiquem quietos terror. 25 O SENHOR também travou


e verão como o SENHOR os salvará hoje. as rodas dos carros de guerra e era
Nunca mais voltarão a ver estes egípcios! difícil conduzi-los. Então, os egípcios
14 O SENHOR lutará por vocês; portanto, disseram:
fiquem calados. — Vamos fugir dos israelitas! O SEN-
15 O SENHOR perguntou a Moisés: HOR luta ao lado deles, contra nós.
— Por que me pede ajuda? Mande os 26 E o SENHOR disse a Moisés:

israelitas seguir em frente. 16 E você, lev- — Estenda o seu braço sobre o mar
ante a sua vara e estenda a sua mão sobre para que as águas se fechem sobre os
o mar. Faça com que o mar se abra ao egípcios, os seus carros de guerra e a sua
meio para os israelitas passarem sobre cavalaria.
terra seca. 17 Eu endurecerei o coração 27 Então, ao romper o dia, Moisés

dos egípcios para que eles os persigam. levantou a sua mão sobre o mar e as
Então serei glorificado: o faraó, os seus águas voltaram ao seu lugar. Os egíp-
carros de guerra e o seu exército serão cios fugiam da água, mas o SENHOR
destruídos. 18 Quando isso acontecer, to- os atirou para o meio do mar. 28 As
dos os egípcios ficarão sabendo que eu águas do mar cobriram todos os carros
sou o SENHOR. de guerra e os cavalos do exército do
19 O anjo de Deus e a coluna de nu- faraó que tinham entrado no mar para
vem, que iam adiante dos israelitas, se perseguir os israelitas. Nenhum deles fi-
colocaram atrás deles. 20 Se colocaram cou vivo. 29 Mas os israelitas atraves-
entre os egípcios e os israelitas. A col- saram o mar sobre terra seca, entre duas
una de nuvem fez com que os egípcios paredes de água, uma à direita e outra à
ficassem às escuras e com que os israeli- esquerda.
tas tivessem luz. Durante toda a noite, os 30 Nesse dia o SENHOR salvou Israel

egípcios não conseguiram se aproximar do poder dos egípcios e os israelitas vi-


dos israelitas. ram os egípcios mortos na praia. 31 Ao
21 Moisés estendeu a sua mão sobre ver o grande poder do SENHOR contra
o mar e o SENHOR enviou um forte os egípcios, o povo de Israel temeu o
vento de leste. O vento soprou toda SENHOR e confiou nele e no seu servo
a noite sobre as águas do mar e elas Moisés.
dividiram-se em duas, ficando terra seca
entre elas. 22 E os israelitas atravessaram O cântico de Moisés
o mar caminhando em terra seca, com
uma parede de água à direita, e outra à
esquerda.
15 Então Moisés e os israelitas can-
taram este cântico ao SENHOR:
“Cantarei ao SENHOR, pois ele triunfou
23 Os egípcios continuaram sobre os seus inimigos.
perseguindo aos israelitas. Todos os Lançou o cavalo e o cavaleiro no mar.
cavalos do faraó, os seus carros de 2 O SENHOR é a minha força e a minha

guerra e os seus cavaleiros entraram no proteção*;


mar atrás deles. 24 Mas, de manhã cedo, foi ele quem me salvou.
o SENHOR olhou da coluna de nuvem Ele é o meu Deus e eu o louvarei.
e de fogo para o lado dos egípcios e Ele é o Deus do meu pai e eu o exaltarei.
fez com que eles ficassem cheios de 3 O SENHOR é um guerreiro.

*15:2 proteção ou “canção”.


Êxodo 15:4 21 Êxodo 15:23

O seu nome é YAVÉ! O povo filisteu tremerá de medo.


4 Ele lançou no mar os carros de guerra 15 Os chefes de Edom ficarão cheios de

do faraó e todo o seu exército. terror.


Os seus melhores oficiais Os chefes de Moabe tremerão de medo.
se afogaram no mar Vermelho. O povo de Canaã perdeu a coragem.
5 O abismo os cobriu, 16 Os povos ficarão cheios de terror e

desceram ao fundo do mar como pedras. medo,


6 “Ó SENHOR! A sua mão direita por causa do seu grande poder.
é gloriosa e forte. Ficarão quietos como pedras
Ó SENHOR! A sua mão direita até que passe o seu povo, ó SENHOR,
despedaçou o inimigo. o povo que comprou.
7 Com o seu grande poder 17 Você conduzirá o seu povo para a sua

derruba os seus adversários. terra


A sua ira os consumiu a todos, e o colocará no seu monte,
como o fogo consome a palha. no lugar que você, ó SENHOR, escolheu
8 Com o sopro das suas narinas, para ser o seu trono,
as águas se juntaram umas por cima das o santuário que construiu com suas
outras; mãos.
as ondas se ergueram como uma parede; 18 “O SENHOR reinará por toda a

as águas do mar profundo se tornaram eternidade!”


sólidas.
9 “O inimigo dizia: O cântico de Míriam
‘Vou persegui-los e apanhá-los! 19 Quando os cavalos, os carros de
Dividirei as suas riquezas, ficarei guerra e a cavalaria do faraó entraram
satisfeito. no mar, o SENHOR fez com que as águas
Tirarei a minha espada para fazê-los do mar caíssem sobre eles, mas os israeli-
sofrer’. tas atravessaram o mar caminhando so-
10 Mas você soprou e o mar os cobriu. bre terra seca. 20 Então Míriam, irmã de
Afundaram-se como chumbo nas águas Aarão, que era profetisa, pegou um tam-
turbulentas. borim e começou a tocar e dançar, acom-
11 “Ó SENHOR, quem é como você entre panhada por todas as outras mulheres.
os deuses? 21 Elas cantavam e Míriam respondia a

Não há outro como você. elas:


Gloriosa é a sua santidade. “Cantem ao SENHOR!
Maravilhoso é tudo o que faz. Ele fez grandes maravilhas.
Grandes são os seus milagres. Lançou no mar o cavalo e o cavaleiro”.
12 Você estendeu a sua mão direita

e a terra engoliu os inimigos. As águas amargas


13 Pelo seu amor, 22 Depois Moisés levou os israelitas
você guiou e salvou este povo. para longe do mar Vermelho. Ele os
Pela sua força, você o conduziu guiou pelo deserto de Sur. Durante três
à sua santa terra. dias caminharam no deserto sem en-
14 “Os outros povos temerão ao ouvir contrar água. 23 Quando chegaram a
esta história. Mara*, não puderam beber da água que

*15:23 Mara Em hebraico esta palavra significa “amarga” ou “triste”.


Êxodo 15:24 22 Êxodo 16:15

havia lá porque era amarga. Era por dia. Assim eu os porei à prova para saber
isso que aquele lugar se chamava Mara. se todos obedecem às minhas ordens ou
24 E o povo começou a murmurar contra não. 5 No sexto dia deverão pegar o do-
Moisés e a perguntar: bro e preparar comida para dois dias.†
— Que vamos beber? 6 Moisés e Aarão disseram aos
25 Moisés pediu ajuda ao SENHOR e o israelitas:
SENHOR mostrou-lhe um tronco de ár- — Hoje à tarde vocês vão saber que
vore. Moisés atirou o tronco na água e a foi o SENHOR que tirou vocês do Egito.
água ficou boa para beber. 7 E amanhã cedo, vocês verão a glória do

Foi em Mara que Deus colocou o povo SENHOR. O SENHOR ouviu vocês mur-
à prova e estabeleceu um estatuto e uma murarem contra ele. Não foi contra nós
lei. 26 Ele lhes disse: que vocês murmuraram, pois nós não so-
— Eu sou o SENHOR, seu Deus. Se mos ninguém.
vocês obedecerem à minha palavra, fiz- 8 Moisés disse ainda:

erem o bem que eu quero, se cumprirem — Hoje de tarde, o SENHOR vai dar
todas as minhas ordens e leis, não a vocês carne para comerem. E amanhã,
enviarei contra vocês nenhuma das de manhã, vai lhes dar pão em abundân-
doenças que enviei contra os egípcios. cia. O SENHOR ouviu a murmuração de
Eu sou o SENHOR que cura vocês. vocês. Não foi contra nós que vocês mur-
27 Depois partiram para Elim, muraram, mas contra ele.
onde havia doze nascentes e setenta 9 Depois Moisés disse a Aarão:

palmeiras. O povo acampou em Elim, — Fale a toda a comunidade israelita:


perto da água. “Aproximem-se do SENHOR porque ele
ouviu as suas murmurações”.
O maná e as codornizes 10 Enquanto Aarão falava com toda a

16 De Elim, a comunidade de Is-


rael saiu em direção ao deserto
de Sim, que fica entre Elim e o Sinai.
comunidade, todos se voltaram para o
deserto e viram aparecer a glória do
SENHOR numa nuvem. 11 E o SENHOR
Chegaram ao deserto no dia quinze do disse a Moisés:
segundo mês* depois de terem saído do 12 — Ouvi as murmurações dos israeli-

Egito. 2 No deserto, toda a comunidade tas. Fale para eles que ao entardecer
de Israel começou a murmurar contra comerão carne e de manhã comerão pão
Moisés e Aarão. 3 Eles diziam: até ficarem cheios. Assim saberão que eu
— Seria melhor que o SENHOR nos sou o SENHOR, o seu Deus.
tivesse matado no Egito, onde comíamos 13 Naquela tarde apareceram tantas

carne e pão com fartura. Agora nos codornizes que cobriram o acampa-
trouxeram a este deserto para nos matar mento. E de manhã havia uma camada
de fome. de orvalho em volta do acampamento.
4 O SENHOR disse a Moisés: 14 Quando a camada de orvalho se evap-

— Vou fazer chover pão do céu para orou, ficaram na superfície do deserto
vocês. Todos os dias o povo deverá sair flocos muito finos, parecidos com a
para pegar a comida que necessite nesse geada. 15 Como não sabiam o que era,
*16:1 do segundo mês Este é o dia quinze do mês de Iyar. Os israelitas viajavam à
um mês.
†16:5 No sexto (…) dois dias Isto era para que o povo não tivesse que fazer nenhum
trabalho no sábado, o dia de descanso.
Êxodo 16:16 23 Êxodo 16:33

quando os israelitas viram os flocos, per- ferver. E guardem para amanhã tudo o
guntaram uns aos outros: que sobrar”.
— O que é isto?* 24 Eles guardaram o que tinha so-

Então, Moisés respondeu: brado, tal como Moisés tinha lhes dito. E
— Isto é o pão que o SENHOR deu na manhã seguinte, a comida que tinham
para vocês comerem. 16 O SENHOR or- guardado não cheirava mal, nem tinha
denou que cada um de vocês só pegue o vermes.
que precisa para comer. De acordo com o 25 Então Moisés disse:

número de pessoas que tenham em casa, — Comam essa comida hoje, que é
peguem aproximadamente dois quilos† sábado, o dia de descanso dedicado ao
para cada pessoa. SENHOR. Se, no sábado, forem procu-
17 Os israelitas assim fizeram e al- rar comida no campo, não encontrarão
guns pegaram muito e outros, pouco. nada. 26 Durante seis dias pegarão co-
18 Quando mediram a comida, tanto os mida, mas no sétimo dia, o dia de des-
que pegaram muito como os que pe- canso, não pegarão nada.
garam pouco, tinham o suficiente para 27 No dia de descanso algumas pes-

que cada pessoa da sua família comesse e soas foram pegar maná, mas não encon-
não sobrasse nada. Pegaram exatamente traram nada. 28 Então o SENHOR disse a
a quantia que precisavam. Moisés:
19 Moisés lhes disse: — Até quando vocês vão continuar a
— Ninguém deve guardar nada para desobedecer aos meus mandamentos e
amanhã. às minhas instruções? 29 Saibam que o
20 Mas alguns não fizeram caso SENHOR lhes deu um dia de descanso.
e guardaram um pouco para o dia É por essa razão que, no sexto dia, ele
seguinte. E o que guardaram encheu-se lhes dá comida suficiente para dois dias.
de vermes e começou a cheirar muito No sábado ninguém deverá procurar co-
mal. Moisés ficou muito irritado com mida, cada pessoa deverá ficar onde
eles. estiver.
21 Todas as manhãs, o povo pegava 30 Então o povo descansou no sétimo

o que necessitava para comer. Pois, dia.


quando o sol começava a aquecer, os flo- 31 Os israelitas chamaram a essa co-

cos derretiam-se. 22 Mas no sexto dia da mida de maná. Era branca como a se-
semana pegavam o dobro: quatro quilos mente de coentro e tinha o sabor de bolo
por pessoa. E os chefes da comunidade de mel. 32 Moisés disse:
foram comunicar isso a Moisés. 23 Então — Isto foi o que o SENHOR orde-
Moisés lhes disse: nou: “Guardem cerca de dois quilos de
— Isto foi o que o SENHOR quis dizer maná para que os seus descendentes ve-
quando ordenou o seguinte: “Amanhã é jam a comida que eu lhes dei no deserto,
sábado, o dia de descanso dedicado ao quando tirei vocês do Egito”.
SENHOR. Cozinhem hoje o que tiverem 33 Então Moisés disse a Aarão:

que cozinhar e fervam o que tiverem que

*16:15 O que é isto Em hebraico esta expressão é semelhante à palavra “maná”. Ver
maná no vocabulário.
†16:16 dois quilos Um “ômer”. Ver tabela de pesos e medidas. Também em
16.32,33.
Êxodo 16:34 24 Êxodo 17:14

— Coloque dois litros* de maná dentro no rio e siga em frente. 6 Eu estarei es-
de uma vasilha e deixe-a na presença do perando você no alto da rocha do monte
SENHOR, para que seja guardado para Horebe. E quando bater com a vara na
as futuras gerações. rocha, sairá água dela para o povo beber.
34 Aarão fez o que o SENHOR tinha or- Moisés fez assim, diante dos líderes de
denado a Moisés e guardou a vasilha, di- Israel. 7 E Moisés chamou a esse lugar de
ante da arca da aliança. 35 Os israelitas Massᇠe Meribá¶, porque foi nele que
comeram maná durante quarenta anos, os israelitas murmuraram e colocaram à
até chegarem às terras habitadas. Com- prova o SENHOR, perguntando:
eram maná até chegarem às fronteiras — O SENHOR está conosco ou não?
da terra de Canaã. 36 A quantidade que
recolhiam era de um ômer, que é um Vitória sobre os amalequitas
décimo do efá†. 8 Os amalequitas vieram atacar aos is-
raelitas em Refidim. 9 Então Moisés disse
A água da rocha a Josué:

17 Toda a comunidade israelita par-


tiu do deserto de Sim, passando
de um lado para o outro, de acordo
— Escolha alguns dos nossos homens
e vá combater contra os amalequitas.
Amanhã estarei no alto do monte, com
com as ordens do SENHOR. Acamparam a vara de Deus na mão.
em Refidim, mas não encontraram água 10 Josué obedeceu a Moisés e foi com-

para beber. 2 Então o povo murmurou bater contra os amalequitas. Enquanto


contra Moisés, dizendo: isso, Moisés, Aarão e Hur subiram ao alto
— Dê-nos água para beber. do monte. 11 Enquanto Moisés tinha os
Moisés lhes disse: braços levantados, os israelitas venciam;
— Por que murmuram contra mim? mas quando ele baixava os braços, os
Por que estão colocando o SENHOR à amalequitas começavam a ganhar.
prova? 12 Quando os braços de Moisés ficaram
3 Mas o povo tinha sede e murmurava cansados, Aarão e Hur colocaram uma
contra Moisés: pedra debaixo dele, para que ele se
— Por que nos tirou do Egito? Foi para sentasse. E os dois, um de cada lado,
nos matar de sede, a nós, aos nossos fil- seguravam os braços de Moisés. Desta
hos e ao nosso gado? maneira os seus braços mantiveram-se
4 Então, Moisés implorou ao SENHOR levantados até o anoitecer. 13 E Josué
e disse: derrotou Amaleque e o seu exército com
— O que devo fazer com este povo? a espada.
Estão a ponto de me apedrejar! 14 O SENHOR disse a Moisés:
5 Então o SENHOR disse a Moisés: — Escreva isto num livro para que seja
— Escolha alguns dos líderes de Israel sempre lembrado, e leia-o diante de Jo-
e passe com eles para a frente do povo. sué: “Os amalequitas serão esquecidos
Leve também a vara que usou para bater para sempre de toda a terra”.

*16:33 dois litros Literalmente, “ômer”. Ver v36.


†16:36 efá O efá era uma medida de capacidade para secos. Calcula-se que a capaci-
dade de um efá fosse de vinte a quarenta litros.
‡17:7 Massá Este nome significa “juízo”, “tentação” ou “prova”.
¶17:7 Meribá Este nome significa “rebelião”.
Êxodo 17:15 25 Êxodo 18:19

15 Então Moisés construiu um altar e rael. Também contou todas as dificul-


lhe deu o nome de “O SENHOR é a dades que tinham encontrado no cam-
minha bandeira”. 16 Depois disse: inho e como o SENHOR os tinha salvo.
— Levantei os meus braços em di- 9 Jetro ficou muito contente ao ouvir to-

reção ao trono do SENHOR. O SEN- das as coisas boas que o SENHOR tinha
HOR estará sempre em guerra contra os feito para salvar Israel do poder do Egito
amalequitas. 10 e disse:

— Bendito seja o SENHOR que salvou


O conselho de Jetro vocês do poder do Egito e do faraó.

18 Jetro, sacerdote de Midiã e sogro 11 Agora sei que o SENHOR é maior do

de Moisés, soube de tudo o que que todos os deuses, porque ele salvou o
Deus tinha feito por Moisés e pelo seu povo do poder do Egito quando os egíp-
povo Israel, de como o SENHOR os tinha cios os estavam maltratando.
tirado do Egito. 2 Então Jetro foi se en- 12 Jetro, o sogro de Moisés, ofereceu

contrar com Moisés e levou também Zí- um animal em sacrifício a Deus e fez out-
pora, a esposa de Moisés. Zípora não ras ofertas. E Aarão e os líderes de Israel
estava com Moisés porque ele a tinha comeram com o sogro de Moisés na pre-
mandado para casa do seu sogro Jetro, sença de Deus.
e Jetro a tinha recebido. 3 Jetro tam- 13 No dia seguinte Moisés sentou-se

bém levou os dois filhos de Zípora. Um para julgar as questões do povo. As pes-
dos filhos se chamava Gérson*, porque soas ficavam o dia todo em pé, diante
Moisés disse: “Eu era um imigrante, dele. 14 Quando o sogro de Moisés viu a
numa terra estrangeira”. 4 O outro se maneira como Moisés estava tratando o
chamava Eliézer†, porque Moisés disse: povo, lhe perguntou:
“O Deus do meu pai é quem me ajuda. — O que é que está fazendo? Por que
Ele me salvou da espada do faraó”. só você é quem julga o povo, enquanto
5 Jetro, sogro de Moisés, veio com a es- as pessoas ficam em pé todo o dia?
posa de Moisés e os seus filhos, ao monte 15 Moisés respondeu ao seu sogro:

de Deus‡, no deserto, onde Moisés estava — Porque o povo vem me procurar


acampado. para saber a vontade de Deus. 16 Quando
6 E Jetro mandou dizer a Moisés: existe algum problema, eles vêm a mim e
— Eu, Jetro, o seu sogro, venho visitar eu decido quem tem razão. Eu faço com
você e trago também a sua esposa e os que eles conheçam as leis e os manda-
seus dois filhos. mentos de Deus.
7 Moisés saiu para receber o seu sogro, 17 Mas o sogro de Moisés disse:

inclinou-se diante dele e o saudou — O que está fazendo não é bom.


com um beijo no rosto. Depois de se 18 Você e o seu povo vão ficar cansados.

cumprimentarem, entraram na tenda. Este trabalho é muito difícil para você,


8 E Moisés contou ao seu sogro tudo o não deve fazer isso sozinho. 19 Agora
que o SENHOR tinha feito ao faraó e ouça o que vou dizer, vou lhe dar um
aos egípcios para ajudar o povo de Is- conselho e que Deus o ajude. Continue

*18:3 Gérson Em hebraico a palavra “imigrante” pronuncia-se “guer”.


†18:4 Eliézer Este nome significa “Meu Deus ajuda”.
‡18:5 monte de Deus Refere-se ao “monte Horebe”, também chamado de “monte
Sinai”.
Êxodo 18:20 26 Êxodo 19:13

sendo o representante do povo diante viram o que eu fiz ao povo do Egito.


de Deus e siga apresentando as dificul- Viram como eu trouxe vocês até aqui,
dades do povo diante dele. 20 Ensine- a mim, como se viessem sobre as asas
lhes as leis e os mandamentos e faça de uma águia. 5 Portanto, obedeçam-me
com que eles saibam como devem viver em tudo e guardem a minha aliança. Se
e o que devem fazer. 21 Mas escolha, fizerem isso, vocês serão a minha nação
entre o povo, homens capazes, que preferida entre todas as nações, pois to-
temam a Deus, homens sinceros, que das as nações me pertencem. 6 Vocês
não se deixem subornar e faça com que serão o meu reino de sacerdotes, o meu
eles também tenham autoridade sobre o povo santo”. É isso o que deve dizer aos
povo. Nomeie esses homens como chefes israelitas.
de grupos de mil, de cem, de cinquenta 7 Moisés foi, juntou os líderes do povo

e de dez pessoas. 22 O trabalho deles de- e lhes disse tudo o que o SENHOR tinha
verá ser julgar o povo a qualquer mo- lhe ordenado. 8 E todo o povo respondeu
mento. Eles julgarão os casos mais sim- ao mesmo tempo:
ples e apresentarão a você os casos mais — Faremos tudo o que o SENHOR
difíceis. Assim esses homens dividirão o ordenou.
trabalho com você e farão o seu trabalho E Moisés regressou ao monte e disse
mais fácil. 23 Se você fizer tudo isto, e se ao SENHOR o que o povo tinha dito.
assim Deus ordenar, então será capaz de 9 O SENHOR disse a Moisés:

suportar o seu trabalho e todo o povo irá — Vou vir até você numa nuvem es-
em paz para as suas casas. pessa, para que o povo possa ouvir a
24 Moisés seguiu o conselho do seu minha voz quando eu estiver falando
sogro e fez tudo o que ele tinha dito. com você e acreditem no que você falar
25 Escolheu homens capazes entre todo para eles.
o povo de Israel e os nomeou chefes Então Moisés repetiu ao SENHOR o
do povo: chefes de mil, de cem, de cin- que o povo tinha dito.
quenta e de dez pessoas. 26 Eram eles que 10 O SENHOR disse a Moisés:

geralmente administravam a justiça en- — Fale ao povo para se prepararem,


tre os israelitas. Mas apresentavam os ca- hoje e amanhã, para uma assembleia
sos mais difíceis a Moisés. Os mais fáceis, santa. Eles deverão lavar as suas roupas
eles mesmos resolviam. 11 e estar prontos para mim no terceiro
27 Então Moisés se despediu do seu dia. No terceiro dia, o SENHOR descerá
sogro e Jetro regressou à sua terra. sobre o monte Sinai e todos irão me ver.
12 Fale a eles para não se aproximarem
A aliança com Deus do monte. Estabeleça limites em volta do

19 Os israelitas chegaram ao deserto


do Sinai três meses depois de
2
terem saído do Egito. Partindo de Re-
monte e não deixe que o povo ultrapasse
esses limites. Quem tocar no monte, cer-
tamente será morto. 13 Ninguém deve to-
fidim, chegaram ao deserto do Sinai e car na pessoa que tocar no monte. Ela
acamparam no deserto, diante do monte. será apedrejada ou morta com flechas.
3 Moisés subiu ao monte para se encon- Não importa se for um homem ou um
trar com Deus. E o SENHOR o chamou animal: deverão ser mortos. Só depois
do monte e disse: da trombeta soar um toque longo é que
— Diga isto à família de Jacó, de- poderão subir.
clare isto aos filhos de Israel: 4 “Vocês
Êxodo 19:14 27 Êxodo 20:10

14 Então, Moisés desceu do monte e — Desça até onde está o povo e volte
preparou o povo para a assembleia aqui com Aarão. Mas não deixe que nen-
santa. E eles lavaram as suas roupas. hum sacerdote, ou pessoa, se aproxime
15 Então lhes disse: do SENHOR. Eu castigarei quem ultra-
— Estejam preparados para depois de passar os limites marcados.
amanhã. Não tenham relações sexuais 25 Então Moisés desceu e contou ao

durante estes três dias. povo tudo o que Deus tinha dito.
16 Na manhã do terceiro dia, uma nu-

vem muito espessa se colocou sobre o Os dez mandamentos


monte. Havia trovões e relâmpagos, e
ouviu-se o forte som de uma trombeta.
Todos os que estavam no acampamento
20—São estas as palavras que Deus
deu ao seu povo:
2
Eu sou o SENHOR, seu Deus,
tremeram de medo. 17 Moisés levou o que os libertou do Egito, da terra
povo para fora do acampamento, para onde eram escravos.
se encontrarem com Deus. Eles foram 3 — Não adorem outros deuses

e ficaram ao pé do monte. 18 Todo o além de mim.


monte Sinai estava coberto de fumaça 4 — Não façam nenhum ídolo,

porque o SENHOR tinha descido sobre nem nenhuma imagem daquilo que
ele no meio de chamas de fogo. A fu- existe no céu, ou na terra, ou nas
maça subia como se saísse de um forno águas debaixo da terra. 5 Não se in-
e todo o monte estremecia. 19 O som da clinem diante deles nem os adorem,
trombeta tornava-se cada vez mais forte. porque eu, o SENHOR, sou o seu
Quando Moisés falava com Deus, Deus Deus, e não tolero que tenham out-
respondia-lhe com uma voz forte como ros deuses*. Eu castigo os filhos pe-
o som de um trovão. los pecados dos pais e o castigo vai
20 O SENHOR desceu ao alto do monte até os netos e bisnetos daqueles que
Sinai e chamou Moisés para que ele me desprezam. 6 Mas mostrarei o
subisse. Então Moisés subiu. meu amor fiel aos que me amam
21 E o SENHOR disse a Moisés: e obedecem aos meus mandamen-
— Desça e avise ao povo que não ultra- tos e também os seus filhos, até mil
passe os limites, para ver o SENHOR. Se gerações.
não, muitos deles irão morrer. 22 Além 7 — Não jurem pelo nome do SEN-

disso, os sacerdotes que se aproximem HOR, seu Deus, sem cumprirem o


de mim, o SENHOR, devem se purificar. que dizem. O SENHOR não deixará
Se não o fizerem, eu, o SENHOR, os sem castigo quem assim usar o seu
castigarei. nome.
23 Moisés disse ao SENHOR: 8 — Guardem o dia de sábado

— O povo não poderá subir a este e considerem-no um dia santo.


monte, pois o Senhor nos mandou mar- 9 Façam todo o seu trabalho durante

car um espaço em volta do monte, e con- seis dias da semana. 10 Mas o sábado
siderar esse espaço como sagrado. é o dia de descanso, dedicado ao
24 Então, o SENHOR disse: SENHOR, seu Deus. Ninguém deve
trabalhar nesse dia: nem você, nem

*20:5 não tolero (…) outros deuses Literalmente, “El-Canaã”, que significa, “Deus
zeloso”.
Êxodo 20:11 28 Êxodo 21:6

o seu filho, nem a sua filha, nem


o seu escravo, nem a sua escrava, Leis sobre o altar
nem os seus animais, nem mesmo o 22 O SENHOR ordenou a Moisés que

imigrante que vive nas suas cidades. dissesse o seguinte ao povo de Israel:
11 Porque o SENHOR fez os céus, a — Viram como eu falei com vocês lá
terra, o mar e tudo o que há neles em do céu. 23 Por isso não façam deuses de
seis dias, mas descansou no sétimo ouro ou de prata para me representarem.
dia. Por isso, o SENHOR abençoou o 24 — Façam para mim um altar de

sábado e o declarou santo. barro e sacrifiquem nele ovelhas e bois


12 — Respeitem o seu pai e a sua como sacrifícios queimados e ofertas de
mãe. Assim terão muitos anos de paz. Façam isso nos lugares que eu in-
vida na terra que o SENHOR, seu dicar, nos lugares onde quero que se
Deus, lhes dá. lembrem de mim. Então irei a esses lu-
13 — Não matem ninguém. gares para abençoar vocês. 25 Quando
14 — Não cometam adultério. me fizerem um altar de pedras, não o
15 — Não roubem nada. façam com pedras esculpidas. Pois as fer-
16 — Não acusem ninguém ramentas que tocam nas pedras do altar
falsamente. tornam o altar impuro. 26 Não façam de-
17 — Não queiram se apoderar da graus no meu altar, para que a sua nudez
casa que pertence ao seu semel- não seja vista ao subirem.
hante, nem da sua esposa, nem do
seu escravo ou escrava, nem do seu Outras leis e mandamentos
boi ou jumento. Não desejem nada
que seja dele. 212
— São estas as leis que deve dar
ao povo:
— Se alguém comprar um escravo
O povo sente medo hebreu, ele será seu escravo durante
18 O povo via os relâmpagos, ouvia os seis anos. Mas no sétimo ano ele sairá
trovões e o som da trombeta e via o em liberdade, sem pagar nada. 3 Se
monte coberto de fumaça. Todo o povo era solteiro quando foi comprado, sairá
tremia de medo e se mantinha à distân- solteiro. Se era casado, sua esposa sairá
cia. 19 Então disseram a Moisés: com ele. 4 Mas se foi o seu senhor que lhe
— Fale você conosco e faremos o que deu a mulher, e ela lhe deu filhos ou fil-
nos diz. Mas, por favor, não deixe que has, tanto a mulher como os filhos serão
Deus fale conosco, senão morreremos. do senhor. O escravo sairá sozinho.
20 E Moisés lhes disse: 5 — No entanto, se o escravo falar: “Eu

— Não tenham medo. Deus veio amo o meu senhor, a minha esposa e
provar vocês. Ele quer que vocês o os meus filhos. Não quero sair em liber-
temam para não pecarem. dade”. 6 Então, o seu senhor deverá levá-
21 O povo se manteve à distância, en- lo diante de Deus*. O escravo será en-
quanto Moisés se aproximava da nuvem costado na porta, ou ao lado da porta, e
espessa onde Deus estava. a sua orelha será furada com um furador.
Essa será a marca de que ele servirá o seu
senhor durante toda a sua vida.

*21:6 Deus ou “juízes”. Ver também 22.8,9.


Êxodo 21:7 29 Êxodo 21:32

7 — Se um homem vender a sua filha 20 — Se um homem bater com um pau

como escrava, ela não sairá em liber- no seu escravo, ou na sua escrava, e
dade nas mesmas condições que os es- matar qualquer um deles, ele terá que
cravos homens. 8 Se o homem que a com- ser castigado. 21 Mas se o escravo, ou a
prou para sua concubina não estiver sat- escrava, só morrer um ou dois dias de-
isfeito com ela, ele deverá permitir que pois, então ele não será castigado. Pois
alguém pague o seu resgate. Ele que- ele já sofreu dano por ter perdido o din-
brou a promessa de se casar com ela, não heiro que tinha pago pelo escravo ou
foi justo com ela; portanto, não poderá pela escrava.
vendê-la a outras pessoas. 9 Se ele a der 22 — No caso de dois homens lutarem

em casamento ao seu filho, então deverá e baterem numa mulher grávida e ela
tratá-la como uma filha. perder a criança, mas a mulher não ficar
10 — Se ele se casar com outra mulher, gravemente ferida, o responsável terá
deverá continuar dando à primeira mul- que pagar uma multa. O marido dessa
her a mesma comida, a mesma roupa e mulher, com a ajuda dos juízes, deter-
os mesmos direitos que ela tinha antes. minará quanto é que a multa deverá ser.
11 Se ele não cumprir qualquer uma 23 Mas se a mulher ficar ferida, deverá

dessas três coisas, ela poderá sair em ser cobrado vida por vida, 24 olho por
liberdade sem pagar nada. olho, dente por dente, mão por mão, pé
12 — Quem bater numa pessoa e a por pé, 25 queimadura por queimadura,
matar será condenado à morte. 13 Mas, ferida por ferida e golpe por golpe.
se uma pessoa matar outra sem querer, 26 — Se alguém ferir o olho do seu es-

é Deus que o permitiu. Nesse caso, eu cravo e ele ficar cego, terá que libertar
lhe indicarei um lugar onde ele poderá o escravo em troca do olho. O mesmo
se refugiar. 14 Mas quem, com intenção, acontecerá se for uma escrava. 27 Se o
matar outra pessoa será condenado à senhor de um escravo bater na boca dele
morte. Matem-no mesmo que ele se e o escravo perder um dente, terá que
refugie no meu altar. o libertar em troca do dente. O mesmo
15 — Quem bater no seu pai ou na sua acontecerá se for uma escrava.
mãe será condenado à morte. 28 — Se um boi chifrar alguém e o
16 — Quem raptar uma pessoa será matar, esse boi terá que ser apedrejado
condenado à morte. Tanto faz que tenha até morrer e ninguém poderá comer a
vendido a pessoa raptada ou que ainda carne desse boi. Mas o dono do boi não
a tenha em seu poder. será castigado. 29 Mas, se já era o cos-
17 — Quem amaldiçoar o seu pai ou a tume desse boi chifrar as pessoas e o
sua mãe, será condenado à morte. dono já tinha sido avisado, mas não
18 — Se dois homens lutarem e um o prendeu, então o dono será culpado.
ferir o outro, com uma pedra ou com Tanto o dono do boi como o boi serão
um murro, mas não o matar, 19 e o ferido apedrejados. 30 No entanto, a família do
puder se levantar da cama com a ajuda morto poderá pedir dinheiro. Nesse caso
de uma bengala, então o homem que o dono do boi poderá resgatar a sua vida
bateu nele não será condenado. No en- pagando tudo o que o juiz decidir.
tanto, ele terá que pagar ao ferido pelo 31 — Esta mesma lei se aplicará no

tempo que perdeu e também por todos caso do boi matar um filho ou uma filha
os tratamentos, até que o ferido se recu- de alguém. 32 Se o boi matar um escravo
pere completamente. ou uma escrava, o dono do boi pagará
Êxodo 21:33 30 Êxodo 22:15

trinta moedas de prata* ao dono do es- outra coisa plantada no campo, a pessoa
cravo ou da escrava, e o boi será apedre- que acendeu o fogo terá que pagar pelos
jado até morrer. danos causados pelo fogo.
33 — Se alguém deixar um poço 7 — Se alguém entregar dinheiro, ou

aberto, ou abrir um poço e não o tapar, e coisas de valor, a outra pessoa para
um boi ou um jumento caírem nele, 34 o guardá-las e essas coisas forem roubadas
dono do poço pagará pelo animal, mas da sua casa. Então, se apanharem o
poderá ficar com o animal morto. ladrão, ele pagará o dobro do que
35 — Se um boi matar o boi de outra roubou. 8 Mas se o ladrão não for apan-
pessoa, o boi vivo deverá ser vendido e o hado, levarão o dono da casa diante
dinheiro dividido em partes iguais pelos de Deus para jurar que não foi ele que
dois. A carne do animal morto também roubou as coisas.
deverá ser dividida entre os dois. 36 Mas 9 — Se houver uma disputa entre duas

se já era o costume desse boi chifrar out- pessoas sobre a quem pertence um boi,
ros bois e o dono não o prendeu, então um jumento, uma ovelha, roupa ou qual-
o dono terá que pagar um boi pelo boi quer outra coisa que tenha sido perdida,
que morreu, mas poderá ficar com o boi levem as duas diante de Deus para que
morto. façam juramentos. Aquele que for jul-

22 — Se alguém roubar um boi ou


uma ovelha e matar ou vender o
animal, terá que pagar cinco bois pelo
gado culpado terá que pagar ao outro o
dobro do que foi roubado.
10 — No caso de uma pessoa dar

boi e quatro ovelhas pela ovelha. 2 Se um a outra um jumento, um boi, uma


ladrão for surpreendido durante a noite ovelha ou qualquer outro animal para
roubando e for ferido e morto, ninguém ela guardar e o animal morrer, ou for
será culpado de homicídio. 3 Mas, se for ferido, ou roubado, sem haver teste-
morto à luz do dia, quem o matou será munhas, 11 a pessoa que guardou o an-
culpado de homicídio. O ladrão terá que imal terá que jurar diante do SENHOR
pagar por tudo o que roubou. Se não que não é culpada de ter roubado o an-
tiver com que pagar, será vendido como imal. Então o dono terá que aceitar o
escravo para pagar pelo que roubou. juramento. A outra pessoa não terá que
4 — Se roubou um boi, um jumento, pagar nada. 12 Mas se aquele que guar-
ou uma ovelha e o animal ainda estiver dava o animal foi quem roubou o ani-
vivo, pagará o dobro do que roubou. mal, então ele terá que pagar o animal ao
5 — Se alguém deixar pastar alguns dono. 13 Se um animal for despedaçado
dos seus animais num campo ou numa por uma fera, a pessoa que guardava o
vinha que não lhe pertence, terá que animal trará os restos do animal ao dono
pagar tudo o que os animais comerem. e não terá que pagar nada.
Pagará com o melhor que tiver no seu 14 — Se alguém pedir emprestado um

campo ou na sua vinha. animal e o animal ficar aleijado ou mor-


6 — Se alguém acender fogo no seu rer, sem o dono estar presente, ele terá
campo e esse fogo se espalhar para o que o pagar ao dono. 15 Mas se o dono do
campo de outra pessoa e queimar o animal estiver presente, não terá que pa-
trigo plantado daquela pessoa, ou o trigo gar nada. Se o animal tiver sido alugado,
que já tinha sido apanhado, ou qualquer o pagamento do aluguel será suficiente.

*21:32 trinta moedas de prata O preço de um novo escravo.


Êxodo 22:16 31 Êxodo 23:11

16 — Se um homem seduzir uma mul- dia depois de nascerem, deverão dá-las


her virgem, que não esteja compro- a mim.
metida, e tiver relações sexuais com ela, 31 — Vocês serão o meu povo santo.

ele terá que pagar o preço do seu dote* Portanto, não comam a carne de animais
e casar-se com ela. 17 Mesmo que o pai mortos pelas feras. Deem essa carne aos
da jovem não permita o casamento, o cães.
homem terá que pagar o dote que deve
se pagar por uma virgem.
18 — Não deixe viver a mulher que
23 — Não façam declarações falsas
e não se juntem com o culpado
para dar falsos testemunhos.
pratica feitiçaria. 2 — Não sigam a maioria para fazer o
19 — Quem praticar atos sexuais com mal, nem se deixem levar pela maioria
um animal será condenado à morte. para perverter a justiça.
20 — Só deve ser oferecido sacrifícios 3 — Não sejam injustos, mesmo em fa-

ao SENHOR. Quem oferecer sacrifícios vor dos pobres.


a qualquer outro deus será condenado à 4 — Se alguém encontrar um boi, ou

morte. um jumento perdido, devolva-o ao dono,


21 — Não maltratem, nem oprimam mesmo que o dono seja seu inimigo.
um imigrante, porque vocês também 5 — Se alguém encontrar um jumento

foram imigrantes no Egito. caído debaixo do peso da sua carga, não


22 — Não maltratem as viúvas, nem os o abandone, ajude-o, mesmo que o seu
órfãos. 23 Pois se os maltratarem e eles dono seja seu inimigo.
me pedirem ajuda, eu certamente os aju- 6 — Nos julgamentos, não deixem que

darei. 24 Ficarei muito irritado e matarei os pobres sejam tratados injustamente.


vocês na guerra. As suas mulheres fi- 7 — Eu não perdoarei a pessoa que

carão viúvas e os seus filhos, órfãos. acusar alguém falsamente, ou que con-
25 — Se emprestar dinheiro a algum denar à morte o inocente e o justo.
pobre do meu povo, não seja como um 8 — Não aceitem subornos. Os sub-

usurário, não lhe cobre juros. 26 Se ele ornos fazem com que os juízes fiquem
lhe entregar a sua manta como garan- cegos e não vejam a verdade; fazem com
tia de que vai lhe pagar, devolva-a antes que as pessoas honestas mintam.
do anoitecer, 27 pois se não tiver a sua 9 — Não maltratem os imigrantes,

manta para se proteger do frio, não vai pois vocês sabem bem o que sente um
ter com que se cobrir na hora de dormir. imigrante, porque também foram imi-
E, se ele me pedir ajuda, eu o ajudarei grantes no Egito.
pois sou misericordioso.
28 — Não ofenda a Deus nem fale mal As festas especiais
do chefe do seu povo. 10 — Durante seis anos, cultivem a
29 — Não demore a me entregar os terra e colham os seus frutos. 11 Mas, no
primeiros frutos da colheita e da vinha. sétimo ano, deixem a terra descansar,
— Dê a mim o seu primeiro filho não a cultivem. Tudo o que nela crescer
quando ele nascer, 30 e também a nesse ano, será para os pobres; e o que
primeira cria das suas vacas e das suas restar será para os animais selvagens.
ovelhas. Nos primeiros sete dias deixe as Façam o mesmo com a vinha e o olival.
crias ficarem com a mãe, mas no oitavo

*22:16 dote Dinheiro que o noivo pagava à família da noiva.


Êxodo 23:12 32 Êxodo 23:31

12 — Trabalhem durante seis dias, mas

no sétimo dia, deverão descansar. Ao O anjo do Senhor


fazerem isso, estarão também dando des- 20 — Vou enviar um anjo para protegê-

canso ao seus bois e ao seus jumentos. E los no caminho e para levá-los ao lugar
também o escravo e o imigrante poderão que preparei para vocês. 21 Respeitem-
recuperar as forças. no e obedeçam-lhe, não o provoquem
13 — Obedeçam a tudo o que lhes digo pois ele não perdoará os seus pecados,
e não adorem a outros deuses. Nem se- visto que eu estou nele‡. 22 Mas se real-
quer mencionem os seus nomes! mente lhe obedecerem e fizerem tudo
o que ele ordenar, serei inimigo dos
As três festas anuais seus inimigos e estarei contra os que es-
14 — Três vezes por ano deverá ser cel- tiverem contra vocês.
ebrada uma festa em minha honra. 15 A 23 — O meu anjo irá na sua frente e os

primeira será a festa dos Pães sem Fer- conduzirá à terra dos amorreus, heteus,
mento, no mês de abib, pois foi nesse ferezeus, cananeus, heveus e jebuseus, e
mês que vocês saíram do Egito. Como eu os destruirei completamente.
ordenei, durante sete dias comam pão 24 — Não devem se inclinar diante dos

sem fermento. Ninguém deverá se apre- seus deuses, nem devem adorá-los. Não
sentar diante de mim sem oferecer um sigam os seus costumes, pelo contrário
sacrifício. derrubem e destruam todos os seus ído-
16 — Depois será a festa da colheita los. 25 Adorem o SENHOR, seu Deus, e
dos primeiros frutos de tudo o que se- ele abençoará a sua comida e a sua
mearam no campo. água e afastará de vocês toda a doença.
— A última será a festa da colheita do 26 Nenhuma mulher grávida perderá o

outono*, quando recolherem toda a col- seu filho, nem haverá nenhuma mulher
heita do campo. estéril em toda a sua terra. Eu encherei
17 — Três vezes por ano, todos os a vida de vocês com muitos anos.
homens se apresentarão diante do Sen- 27 — Farei com que todos os povos

hor DEUS. que estiverem à sua frente, tenham medo


18 — Não ofereçam o sangue de um de vocês. Causarei terror entre os seus
animal sacrificado juntamente com pão inimigos e eles fugirão. 28 Enviarei ves-
fermentado, nem deixem ficar a gordura pas¶ na sua frente para expulsar do seu
dos sacrifícios até o dia seguinte. caminho os heveus, os cananeus e os
19 — Todos os anos, deverão trazer heteus. 29 Não os expulsarei num só ano,
o melhor dos primeiros frutos das col- para que os animais selvagens não ocu-
heitas à casa† do SENHOR, seu Deus. pem a terra abandonada e se tornem
— Não cozinhem o cabrito no leite da um perigo para vocês. 30 Vou expulsá-los
sua mãe. lentamente da sua presença, até que o
povo aumente e ocupe toda a terra. 31 Eu
darei a vocês a terra que está entre o mar
*23:16 outono Literalmente, “no fim do ano”, ou seja, no fim das colheitas.
†23:19 casa Refere-se à Tenda Sagrada, onde o povo se apresentava diante de Deus.
Ver Êx 25.8,9.
‡23:21 eu estou nele Literalmente, “o meu nome está nele”.
¶23:28 vespas ou “pragas”. Aqui pode significar “anjo de Deus” ou “seu grande
poder”.
Êxodo 23:32 33 Êxodo 24:18

Vermelho e o mar dos filisteus*, e entre 8 Então Moisés foi buscar o sangue que

o deserto e o rio Eufrates. Com a minha estava nas bacias e aspergiu o povo com
ajuda, vencerão os habitantes dessa terra ele, dizendo:
e os expulsarão da sua presença. — Este é o sangue da aliança que o
32 — Não façam nenhuma aliança com SENHOR fez com vocês, com base no
eles nem com seus deuses. 33 Não os cumprimento destes mandamentos.
deixem ficar na sua terra, para que não 9 Depois disto, Moisés subiu ao monte

façam vocês pecarem contra mim. Pois com Aarão, Nadabe, Abiú e setenta dos
vocês poderiam adorar os seus deuses e líderes de Israel. 10 E eles viram o Deus
seriam apanhados numa armadilha. de Israel: debaixo dos seus pés havia
um pavimento de safiras, de um azul
A aliança de Deus com Israel tão claro como o azul do céu. 11 Os

24 Deus disse a Moisés:


— Suba até onde estou eu, o
SENHOR, e traga com você Aarão, Nad-
chefes israelitas viram Deus e Deus não
os castigou, mas comeram e beberam em
comunhão.
abe, Abiú e setenta dos líderes de Israel.
De longe, inclinem-se em adoração. 2 So- Moisés vai buscar a lei de Deus
mente Moisés poderá se aproximar de 12 O SENHOR disse a Moisés:
mim, o SENHOR, os outros não. O povo — Suba ao monte e espere lá por
não poderá subir com ele. mim, para eu lhe dar as tábuas de pedra.
3 Então Moisés foi dizer ao povo o que Nelas, eu escrevi a lei e os mandamentos
o SENHOR tinha dito e as ordens que ele para você ensinar ao povo.
tinha dado. E o povo disse: 13 Então, Moisés e o seu servo Jo-

— Faremos tudo o que o SENHOR sué levantaram-se e subiram ao monte


ordenou! de Deus. 14 Mas antes, Moisés disse aos
4 Moisés escreveu todas as palavras do líderes:
SENHOR e na manhã seguinte, levantou- — Esperem aqui por nós. Aarão e Hur
se cedo e construiu um altar perto do ficarão aqui com vocês. Quem tiver al-
monte. Fez o altar com doze pedras guma questão por resolver, poderá falar
sagradas, cada pedra representava uma com eles.
das doze tribos de Israel. 5 Depois man- 15 Moisés subiu ao monte e uma nu-

dou alguns jovens israelitas oferecerem vem cobriu o monte. 16 A glória do


sacrifícios ao SENHOR. Eles ofereceram SENHOR desceu sobre o monte Sinai.
novilhos queimados, em sinal de paz. A nuvem cobriu o monte durante seis
6 Moisés guardou metade do sangue dias. No sétimo dia, o SENHOR chamou
em bacias e derramou a outra metade so- Moisés de dentro da nuvem. 17 Aos ol-
bre o altar.† 7 Depois, Moisés pegou no hos dos israelitas, a glória do SENHOR
Livro da Aliança, onde estavam escritas parecia um fogo consumidor lá no alto
as leis, e as leu em voz alta para o povo do monte.
ouvir. E o povo disse: 18 Moisés entrou na nuvem e contin-

— Faremos tudo o que o SENHOR or- uou subindo o monte. Ele ficou no monte
denou e seremos obedientes. quarenta dias e quarenta noites.

*23:31 mar dos filisteus Refere-se ao mar Mediterrâneo.


†24:6 O sangue selava a aliança entre Deus e o povo. Derramava-se sobre o altar
para indicar que a aliança era feita com Deus.
Êxodo 25:1 34 Êxodo 25:29

puro, para a purificação dos pecados,


As ofertas para o santuário de um metro e dez centímetros de

25 O SENHOR disse a Moisés:


2
— Diga aos israelitas que me
tragam ofertas. Receba as ofertas que
comprimento por setenta centímetros
de largura. 18 Faça também dois queru-
bins de ouro trabalhado a martelo e
quiserem me dar de livre vontade. 3 Es- coloque um querubim em cada extrem-
tas são as ofertas que deve aceitar: ouro, idade. 19 Coloque um querubim numa
prata, bronze, 4 tecidos de azul, roxo e das extremidades da cobertura de purifi-
vermelho, linho fino, pelo de cabra, 5 pe- cação e o outro na outra, de maneira
les de carneiro tingidas de vermelho, a formarem uma só peça com a cober-
peles finas, madeira de acácia, 6 azeite tura. 20 Os querubins devem estar frente
para lamparinas, perfumes para o óleo a frente, olhando para a cobertura e com
de unção e para o incenso aromático, as asas estendidas para cima, cobrindo a
7 pedras de ônix e outras pedras pre- arca com elas.
ciosas para serem colocadas no éfode e 21 — Coloque o documento da aliança

no peitoral do sumo sacerdote. que vou lhe dar dentro da arca e coloque
8 — Diga ao povo que façam para mim a cobertura de purificação sobre a arca.
um santuário, para eu habitar no meio 22 Será em cima da arca, no meio dos

deles. 9 Façam tudo conforme o modelo querubins que estão sobre a cobertura da
da Tenda Sagrada e dos seus utensílios arca, que me encontrarei com você. De
que eu vou lhe mostrar. lá, eu lhe darei todas as minhas ordens
para o povo de Israel.
A arca da aliança
10 — Faça uma arca de madeira de A mesa
acácia. A arca deve medir um metro e 23 — Faça uma mesa de madeira de
dez centímetros de comprimento por se- acácia. A mesa deve medir noventa cen-
tenta centímetros de largura e setenta tímetros de comprimento por quarenta
centímetros de altura.* 11 Revista a arca e cinco centímetros de largura e se-
por dentro e por fora de ouro puro e tenta centímetros de altura. 24 Revista-
faça uma moldura de ouro ao seu re- a de ouro puro e faça uma moldura de
dor. 12 Faça quatro argolas de ouro e ouro ao seu redor. 25 Faça também ao
coloque-as nos quatro cantos da arca, seu redor uma borda de sete centímetros
duas argolas de cada lado. 13 Depois faça de largura e coloque nela uma moldura
varas compridas de madeira de acácia e de ouro. 26 Faça também quatro argo-
revista-as de ouro. 14 Coloque as varas las de ouro e coloque-as nos quatro can-
nas argolas da arca e use-as para trans- tos da mesa, sobre os seus quatro pés.
portar a arca. 15 As varas devem ser deix- 27 Coloque as argolas junto da borda,

adas dentro das argolas, não devem ser para que sustentem as varas, que serão
tiradas delas. usadas no transporte da mesa. 28 Use
16 — Coloque dentro da arca o doc- madeira de acácia para fazer as varas
umento da aliança† que vou lhe dar. e revista-as de ouro. As varas são para
17 Depois faça uma cobertura de ouro transportar a mesa. 29 Faça de ouro puro
*25:10 um metro (…) altura No texto original as medidas são dadas em “côvados”.
As medidas em “metros” são equivalentes e aproximadas.
†25:16 documento da aliança Refere-se aos dez mandamentos (Êx 24.12; Dt 4.13).
Ver também v21.
Êxodo 25:30 35 Êxodo 26:17

os pratos, as colheres, as jarras e as taças. cortinas em dois grupos de cinco corti-


As jarras e as taças são para fazer as ofer- nas cada. 4 Utilize os fios de tecido azul
tas derramadas. 30 Coloque sobre a mesa para fazer laços ao longo da borda da úl-
os pães da Presença, para que estejam tima cortina de cada grupo. 5 Faça cin-
sempre diante de mim. quenta laços em cada uma das cortinas
no fim de cada grupo. Os laços deverão
O candelabro ser colocados de maneira que cada laço
31 — Faça também um candelabro. de uma das cortinas corresponda ao laço
Use ouro puro trabalhado a martelo para da outra cortina. 6 Depois faça cinquenta
fazer a base e a haste. Faça também flo- argolas de ouro para unir as duas corti-
res, botões e pétalas de ouro puro. Junte nas pelos laços, e assim a Tenda Sagrada
tudo para formar uma única peça. ficará unida.
32 — O candelabro terá seis braços, 7 — Faça também uma tenda de onze

três de um lado e três do outro. 33 Em cortinas de pelo de cabra para cobrir a


cada braço haverá três taças em forma Tenda Sagrada. 8 Todas as onze cortinas
da flor de amendoeira com botões e pé- deverão ser do mesmo tamanho, treze
talas. 34 Faça mais quatro flores para a metros e meio de comprimento por dois
haste do candelabro. As flores deverão metros de largura. 9 Costure cinco corti-
ser como as flores de amendoeira com nas para formar um grupo e costure tam-
botões e pétalas. 35 O candelabro terá bém as outras seis cortinas para for-
seis braços, três de um lado da haste mar outro grupo. Dobre em duas a sexta
e três do outro. Haverá uma flor com cortina na frente da tenda. 10 Faça tam-
botões e pétalas debaixo de cada um dos bém cinquenta laços no fim da última
três lugares onde os braços se unem à cortina de cada um dos grupos. 11 Faça
haste. 36 As flores e os braços deverão depois cinquenta argolas de bronze e
formar uma só peça com o candelabro, prenda-as nos laços para que toda a
que deverá ser feito de ouro puro tra- tenda fique unida. 12 Pendure metade
balhado a martelo. 37 Faça também sete da parte que sobrar do comprimento
lâmpadas e coloque-as de forma a ilu- das cortinas na parte de trás da Tenda
minarem a parte da frente. 38 Faça tam- Sagrada. 13 As cortinas serão quarenta
bém as tenazes e os pratos da cinza de e cinco centímetros mais compridas de
ouro puro. 39 Utilize trinta e cinco qui- cada lado. O que sobrar do comprimento
los de ouro puro para fazer todo o can- deverá ser pendurado nos dois lados da
delabro e os seus utensílios. 40 Tenha Tenda Sagrada para que esta fique toda
cuidado para fazer tudo de acordo com coberta. 14 Faça duas coberturas para a
o modelo que eu lhe mostrei no monte. Tenda Sagrada. Uma cobertura de peles
de carneiro tingidas de vermelho e, por
A Tenda Sagrada cima dela, uma cobertura de peles finas.

26 — Faça a Tenda Sagrada com dez 15 — Para segurar a Tenda Sagrada,

cortinas. As cortinas deverão ser faça armações verticais de madeira de


feitas de linho fino trançado e de fios de acácia. 16 Cada armação terá quatro met-
tecido azul, roxo e vermelho, com queru- ros e meio de altura por setenta cen-
bins bordados nelas, uma obra de arte. tímetros de largura. 17 E cada armação
2 Todas as cortinas devem medir doze terá dois postes para unir as tábuas
metros e meio de comprimento por um umas às outras. Todas as tábuas da
metro e oitenta de largura. 3 Costure as Tenda Sagrada deverão ser unidas desta
Êxodo 26:18 36 Êxodo 27:9

forma. 18 Faça vinte armações e coloque- cação sobre a arca da aliança no Lugar
as no lado sul da Tenda Sagrada. 19 E Santíssimo.
faça quarenta bases de prata para as 35 — Coloque a mesa do lado de fora

armações. Cada armação deverá ser da cortina, no lado norte da Tenda


apoiada em duas bases, uma para cada Sagrada e o candelabro no lado sul, em
poste. 20 Faça também vinte armações frente da mesa.
para o lado norte da Tenda Sagrada 21 e 36 — Para a entrada da tenda, faça

quarenta bases de prata, duas debaixo outra cortina. A cortina será bordada e
de cada armação. 22 Para a parte de trás feita de linho fino trançado e de fios de
da Tenda Sagrada, isto é, do lado oeste, tecido azul, roxo e vermelho. 37 Para essa
faça seis armações. 23 E faça duas ar- cortina, faça cinco colunas de madeira
mações para as esquinas, na parte de de acácia, revestidas de ouro, com gan-
trás, da Tenda Sagrada. 24 As armações chos de ouro. Mande fundir cinco bases
das esquinas ficarão unidas em baixo. de bronze para as colunas.
Em cima, elas serão unidas por uma ar-
gola. Faça o mesmo em ambas as es- O altar para os sacrifícios
quinas. 25 Assim haverá oito armações e
dezesseis bases; ou seja, duas bases de-
baixo de cada armação.
27 — Faça um altar de madeira
de acácia. O altar deve ser
quadrado, com dois metros e vinte cinco
26 — Faça também travessas de centímetros de cada lado por um metro
madeira de acácia: cinco para as e trinta e cinco centímetros de altura.
armações de um lado da Tenda Sagrada, 2 Em cada um dos seus quatro cantos,
27 cinco para as armações do outro lado, faça uma ponta em forma de chifre, que
e cinco para as armações da parte de forme uma só peça com o altar. O altar
trás da Tenda Sagrada, no lado oeste. deverá ser revestido de bronze.
28 A travessa central irá de um lado ao 3 — Faça de bronze todos os utensílios

outro, a meia altura das armações. e as ferramentas que vão ser utilizadas
29 — Revista de ouro as armações no altar: recipientes para recolher as cin-
e faça de ouro as argolas por onde zas, pás, bacias, garfos para a carne e
irão passar as travessas que serão tam- braseiros. 4 Faça também uma grelha de
bém revestidas de ouro. 30 Faça a Tenda bronze em forma de rede e coloque uma
Sagrada segundo o modelo que lhe foi argola de bronze em cada um dos cantos
mostrado no monte. da grelha. 5 Depois coloque-a abaixo da
31 — Faça uma cortina de linho fino e beirada do altar, de maneira que a rede
de fios de tecido azul, roxo e vermelho, chegue até o meio do altar.
e mande bordar nela querubins. 32 Pen- 6 — Faça varas de madeira de acácia

dure a cortina com ganchos de ouro para o altar, as quais deverão ser revesti-
em quatro colunas de madeira de acá- das de bronze. 7 Coloque as varas nas
cia, revestidas de ouro, e monte as col- argolas, nos dois lados do altar. Essas
unas em quatro bases de prata. 33 Pen- varas são para transportar o altar. 8 O al-
dure a cortina nos ganchos de ouro tar deve ser oco e de madeira. Faça con-
e guarde a arca da aliança atrás da forme foi lhe mostrado no monte.
cortina. A cortina servirá para vocês sep-
ararem o Lugar Santo do Lugar Santís- O pátio
simo. 34 Coloque a cobertura de purifi- 9— Faça um pátio para a Tenda
Sagrada. No lado sul, o pátio terá uma
Êxodo 27:10 37 Êxodo 28:11

parede feita de cortinas com quarenta e a noite com este azeite. 21 Aarão e os
cinco metros de comprimento. As corti- seus filhos ficarão encarregados de man-
nas serão feitas de linho fino. 10 E serão ter as lâmpadas acesas diante do SEN-
sustentadas por vinte colunas colocadas HOR todos os dias, do entardecer até
em vinte bases de bronze. Os ganchos o amanhecer. O candelabro deverá ser
das colunas e os anéis serão de prata. colocado na Tenda de Encontro, do lado
11 No lado norte, também haverá uma de fora da cortina que está junto à arca
parede de cortinas de quarenta e cinco da aliança. O povo de Israel e os seus de-
metros de comprimento, com vinte col- scendentes deverão obedecer a esta or-
unas e vinte bases de bronze. Os ganchos dem para sempre.
das colunas e os anéis serão de prata.
12 — No lado oeste haverá uma parede A roupa dos sacerdotes
de cortinas de vinte e dois metros, com
dez colunas e dez bases. 13 O lado leste,
que está virado para o nascer do sol, tam-
28 — Chame o seu irmão Aarão e os
seus filhos Nadabe, Abiú, Eleazar
e Itamar. Entre todos os israelitas, eles
bém medirá vinte e dois metros e meio vão ser os meus sacerdotes. 2 Faça para
de largura. 14 Neste lado ficará a entrada o seu irmão Aarão roupas sagradas, que
do pátio. Um dos lados da entrada terá lhe deem honra e respeito. 3 Fale com
cortinas de seis metros e sessenta cen- pessoas que tenham habilidade, a quem
tímetros de comprimento, três colunas e eu dei o espírito de sabedoria, para que
três bases. 15 O outro lado também terá façam as roupas de Aarão. Roupas que
cortinas de seis metros e sessenta cen- mostrem que ele é meu sacerdote e que
tímetros de comprimento, três colunas e me serve. 4 São estas as roupas que de-
três bases. vem fazer: o peitoral, o éfode, o manto
16 — Faça uma cortina de nove metros azul, a túnica branca bordada, o tur-
de comprimento para cobrir a entrada bante e o cinto. Essas roupas sagradas
do pátio, de linho fino e fios de tecido serão feitas para o seu irmão Aarão e
azul, roxo e vermelho e enfeitada com para os seus filhos. Assim eles poderão
bordados. Essa cortina terá quatro col- me servir como sacerdotes. 5 Façam-nas
unas e quatro bases. 17 Todas as colunas com fios de ouro, linho fino e fios de
ao redor do pátio terão argolas e ganchos tecido azul, roxo e vermelho.
de prata e bases de bronze. 18 O pátio
medirá quarenta e cinco metros de com- O éfode e o cinto
primento, vinte e dois metros e meio de 6— O éfode deverá ser feito com fios
largura, e dois metros e vinte cinco cen- de ouro, linho fino e fios de tecido azul,
tímetros de altura. As cortinas serão de roxo e vermelho, uma obra de arte. 7 O
linho fino e as bases de bronze. 19 Serão éfode deverá ter duas ombreiras unidas
de bronze todos os utensílios usados nas pelas extremidades.
cerimônias da Tenda Sagrada, e também 8 — O cinto deverá fazer parte do

as estacas da Tenda Sagrada e as estacas éfode e ser feito com cuidado. Também
do pátio. deverá ser feito com fios de ouro, linho
fino e fios de tecido azul.
O azeite do candelabro 9 — Grave em duas pedras de ônix os
20 — Ordene aos israelitas que lhe nomes dos doze filhos de Israel. 10 Grave
tragam o mais puro azeite de oliveira e seis nomes numa pedra e seis na outra,
que mantenham o candelabro aceso toda por ordem de nascimento. 11 Escolha um
Êxodo 28:12 38 Êxodo 28:38

bom ourives para gravar os nomes dos também duas argolas de ouro e coloque-
filhos de Israel nas duas pedras. A seguir, as nas duas ombreiras do éfode, na parte
monte as duas pedras em engastes de inferior, na frente do éfode, junto da cos-
ouro. 12 Coloque as duas pedras nas om- tura, acima do cinto do éfode. 28 As ar-
breiras do éfode, para lembrar ao povo golas do peitoral serão presas às argolas
de Israel. Aarão levará os seus nomes so- do éfode com o cordão azul, ligando o
bre os ombros para que o SENHOR se peitoral ao cinto para que não se separe.
lembre do seu povo. 13 Faça também en- Assim o peitoral ficará por cima do cinto
gastes de ouro 14 e duas pequenas cor- do éfode para que não se desprenda do
rentes de ouro puro, trançadas como éfode. 29 Desse modo, quando Aarão en-
uma corda. Depois prenda as correntes trar no Lugar Santo, levará no peitoral de
aos engastes. decisões, junto ao coração, os nomes dos
doze filhos de Israel e o SENHOR se lem-
O peitoral brará sempre deles. 30 Coloque também
15 — Como o éfode, o peitoral de no peitoral de decisões o Urim e o Tu-
decisões deverá ser feito com fios de mim. Desse modo, quando Aarão se ap-
ouro, linho fino e fios de tecido, roxo resentar diante do SENHOR, levará sem-
e vermelho, uma obra de arte. 16 Faça pre junto ao seu coração as questões dos
o peitoral quadrado e dobrado em dois, filhos de Israel.
em forma de bolsa. Cada lado deverá
ter vinte e dois centímetros. 17 Depois Outras roupas dos sacerdotes
coloque nele quatro filas de pedras pre- 31 — Faça o manto do éfode com fios
ciosas. Na primeira fila coloque um rubi, de tecido azul. 32 E com uma abertura
um topázio e uma esmeralda. 18 Na se- ao centro, para a cabeça. Para que não
gunda fila coloque uma turquesa, uma se rasgue, reforce a abertura com uma
safira e um diamante. 19 Na terceira gola. 33 Faça romãs com fios de tecido
coloque um jacinto, uma ágata e uma azul, roxo e vermelho e coloque-as em
ametista. 20 E na quarta, um crisólito, um volta da bainha inferior do manto. En-
ônix e um jaspe. As pedras devem ser tre cada romã, em toda a volta, prenda
montadas em encaixes de ouro. 21 Serão um pequeno sino de ouro. 34 Os sinos
doze pedras ao todo, porque são doze de ouro e as romãs se alternarão por
os filhos de Israel. Em cada pedra será toda a volta da borda do manto. 35 Aarão
gravado o nome de uma das doze tribos deverá levar este manto quando fizer o
de Israel. serviço de sacerdote. O som dos sinos
22 — Faça para o peitoral pequenas será ouvido quando ele entrar no Lugar
correntes de ouro puro, trançadas como Santo, diante do SENHOR, ou quando
cordas, 23 e duas argolas de ouro para sair, para que não morra.
colocar nas extremidades do peitoral. 36 — Faça uma lâmina de ouro puro e
24 Prenda as duas correntes de ouro grave esta inscrição nela, como se grava
às duas argolas nas extremidades do num selo: Dedicado ao Senhor. 37 Prenda
peitoral. 25 Prenda as duas pontas das a lâmina de ouro na parte da frente do
correntes aos dois engastes e coloque- turbante com uma fita azul. 38 Assim es-
os nas ombreiras do éfode, na parte da tará sempre sobre a testa de Aarão, desse
frente. 26 Faça mais duas argolas de ouro modo não levará a culpa se houver algo
e coloque-as nas duas extremidades infe- que não esteja bem nas ofertas feitas
riores do peitoral, junto ao éfode. 27 Faça pelo povo. Mas ele tem que levar sempre
Êxodo 28:39 39 Êxodo 29:21

a lâmina na sua testa para que o SEN- em Aarão e nos seus filhos e coloque os
HOR aceite as ofertas. turbantes neles, assim o sacerdócio lhes
39 — Faça a túnica bordada e o tur- pertencerá para sempre, por lei. Deste
bante com linho fino. O cinto será muito modo você deverá consagrar Aarão e os
bem bordado. 40 Também fará túnicas, seus filhos.
cintos e turbantes para que os filhos de 10 — Leve o bezerro para a frente da

Aarão tenham glória e sejam respeita- Tenda do Encontro e diga a Aarão e aos
dos. 41 Assim você deve vestir o seu ir- seus filhos para imporem as mãos sobre a
mão Aarão e os seus filhos. Depois de- cabeça do bezerro. 11 Depois na entrada
verá ungi-los com azeite e consagrá-los da Tenda do Encontro, mate o bezerro
como sacerdotes ao meu serviço. diante do SENHOR. 12 Molhando o dedo
42 — Faça também para eles roupa in- no sangue do bezerro, você ungirá os
terior que os cubra desde a cintura até às chifres, isto é, as pontas do altar. Der-
coxas. 43 Aarão e os seus filhos terão que rame o resto do sangue na base do altar.
vestir essa roupa sempre que entrem na 13 Depois tire toda a gordura que cobre

Tenda do Encontro e quando se aproxi- os intestinos, a parte gorda do fígado e


marem do altar para servirem no Lugar dos rins e a gordura que os envolve, e
Santo. Assim não cometerão nenhuma queime toda a gordura no altar. 14 Mas
falta e não morrerão. Esta é uma ordem queime a carne, a pele e os intestinos do
que Aarão e os seus descendentes devem bezerro fora do acampamento. É um sac-
sempre cumprir. rifício pelo pecado.
15 — Diga a Aarão e aos seus filhos que
A cerimônia de consagração coloquem as suas mãos sobre a cabeça

29 — Isto é o que deve fazer para a


consagração de Aarão e dos seus
filhos como sacerdotes: coloque de lado
de um dos carneiros. 16 Depois mate o
carneiro e espalhe o seu sangue em volta
do altar. 17 Corte o carneiro em pedaços.
um bezerro e dois carneiros que não ten- Lave os intestinos e as pernas e junte
ham nenhum defeito. 2 Com a melhor tudo aos pedaços e à cabeça. 18 Queime
farinha de trigo, sem fermento, faça pão todo o carneiro no altar como um sacrifí-
e bolos amassados com azeite, e pães cio completamente queimado em honra
finos, untados com azeite. 3 Coloque-os do SENHOR. É uma oferta de aroma
num cesto e ofereça-os a mim, ofereça agradável ao SENHOR.
também o bezerro e os dois carneiros. 19 — Depois disso diga a Aarão e aos
4 — Depois leve Aarão e os seus fil- seus filhos que coloquem as suas mãos
hos diante da entrada da Tenda do En- sobre a cabeça do outro carneiro. 20 Mate
contro e lave-os com água. 5 Vista Aarão esse carneiro e coloque um pouco do seu
com a roupa sacerdotal: a túnica bor- sangue na ponta da orelha direita, no
dada, o manto azul, o éfode e o peitoral. polegar da mão direita e no polegar do
Prenda o éfode com o cinto decorado. pé direito de Aarão e dos seus filhos.
6 Coloque o turbante na cabeça dele e so- Depois, derrame o resto do sangue por
bre o turbante coloque a lâmina de ouro todo o altar. 21 Espalhe sobre Aarão, os
que o consagra como sacerdote. 7 E, der- seus filhos e as suas roupas, o sangue e o
ramando o azeite de consagração sobre azeite da consagração que restou. Assim
a sua cabeça, consagre-o ao meu serviço. ficarão consagrados Aarão, os seus filhos
8 — Depois traga os filhos de Aarão e e as suas roupas.
vista as túnicas neles. 9 Ponha os cintos
Êxodo 29:22 40 Êxodo 29:43

22 — Depois tire a gordura do carneiro: no cesto diante da entrada da Tenda do


a gordura da cauda, a gordura que co- Encontro. 33 Eles comerão essas ofertas
bre os intestinos, a gordura do fígado, a porque foram oferecidas para perdão dos
gordura dos dois rins, e a coxa direita. seus pecados quando foram consagra-
Este será o carneiro para a consagração dos como sacerdotes. Mais ninguém
de Aarão como sacerdote. 23 Tire, do poderá comer dessas coisas porque são
cesto que está diante do SENHOR, um sagradas. 34 Se sobrar um pouco de
bolo feito com azeite e um pão fino. carne ou de pão até ao outro dia, será
24 Coloque tudo nas mãos de Aarão e dos queimado. Não deve ser comido porque
seus filhos para que façam o movimento é sagrado.
de apresentação, oferecendo-os ao SEN- 35 — Faça com que Aarão e os seus fil-

HOR. 25 Depois retire tudo das suas mãos hos façam exatamente como disse para
e queime tudo sobre o altar, juntamente você. A cerimônia de consagração dev-
com o cordeiro. É o sacrifício que deve erá durar sete dias. 36 Todos os dias ofer-
ser completamente queimado em honra eça um bezerro em sacrifício pelos peca-
do SENHOR. É uma oferta de aroma dos de Aarão e dos seus filhos. Purifique
agradável ao SENHOR. o altar fazendo estes sacrifícios e con-
26 — Para a consagração de Aarão, sagre o altar a Deus derramando azeite
tome o peito do cordeiro e, com o movi- sobre ele. 37 Durante sete dias, purifique
mento de apresentação, apresente-o di- o altar e consagre-o a Deus, oferecendo
ante do SENHOR. Essa é a sua parte. sacrifícios para o perdão dos pecados.
27 O peito e a coxa do carneiro da con- Então o altar será santíssimo e tudo o
sagração de Aarão, que foram movi- que tocar no altar ficará santificado.
dos diante do SENHOR, serão consagra-
dos a Aarão e aos seus filhos. Essas Ofertas diárias
partes serão sempre de Aarão e seus fil- 38 — Todos os dias deverão ser ofer-
hos. 28 São contribuições que os israeli- ecidos dois cordeiros de um ano so-
tas darão a Aarão e aos seus filhos. Sem- bre o altar. 39 Ofereça um cordeiro pela
pre que os israelitas fizerem uma oferta manhã e outro ao entardecer. 40 Quando
ao Senhor, essas partes pertencerão aos você sacrificar o primeiro cordeiro, ofer-
sacerdotes. Oferecer essas partes aos sac- eça também dois quilos de farinha da
erdotes é o mesmo que oferecê-las a melhor qualidade misturada com um
mim. litro de azeite de oliveira e um litro
29 — As roupas sagradas de Aarão pas- de vinho como oferta derramada. 41 Ao
sarão para os seus descendentes. Eles ve- entardecer, quando você sacrificar o
stirão essas roupas quando forem con- segundo cordeiro, ofereça-o com uma
sagrados como sacerdotes. 30 O filho oferta de cereal e de vinho, como de
que suceder a Aarão usará as roupas manhã. É uma oferta de comida de
sagradas durante sete dias, sempre que aroma agradável ao SENHOR.
entrar na Tenda do Encontro para ex- 42 — Todos os dias, por todas as ger-

ercer as funções de sacerdote no Lugar ações, diante da entrada da Tenda de En-


Santo. contro, esses sacrifícios queimados dev-
31 — Pegue na carne do carneiro erão ser oferecidos ao SENHOR. É nesse
da consagração e cozinhe-a num lugar lugar que eu me encontrarei e falarei
santo. 32 Aarão e os seus filhos comerão com vocês. 43 Eu me encontrarei ali com
a carne do carneiro e o pão que está
Êxodo 29:44 41 Êxodo 30:21

o povo de Israel e a minha glória tornará cio para o perdão dos pecados, de ger-
esse lugar sagrado. ação em geração. Este altar é santíssimo
44 — Assim consagrarei a Tenda do En- ao SENHOR.
contro e o altar, e consagrarei Aarão e os
seus filhos para me servirem como sac- O imposto do templo
erdotes. 45 Habitarei no meio do povo 11 O SENHOR disse a Moisés:
de Israel e serei o seu Deus. 46 O povo 12 — Quando você fizer o censo da
saberá que eu sou o SENHOR, o Deus que população de Israel, cada israelita pa-
os tirou do Egito, para habitar no meio gará ao SENHOR um imposto pelo res-
deles. Eu sou o SENHOR, seu Deus. gate da sua vida. Assim nada de mal
acontecerá ao povo. 13 Cada pessoa que
O altar do incenso for contada terá que pagar cinco gra-

30
2
— Faça um altar de madeira
de acácia para queimar incenso.
Será quadrado, com quarenta e cinco
mas de prata, ou seja, metade do peso
oficial do santuário, que é de dez gra-
mas. As cinco gramas de prata serão uma
centímetros de cada lado por noventa oferta ao SENHOR. 14 Todos os recensea-
centímetros de altura. As pontas do al- dos, com mais de vinte anos, darão esse
tar, em forma de chifres, formarão uma imposto ao SENHOR. 15 Nem os ricos
só peça com ele. 3 Revista de ouro puro pagarão mais, nem os pobres pagarão
os quatro lados, a parte de cima, os menos. Todos oferecerão ao SENHOR
chifres e coloque uma moldura de ouro cinco gramas de prata pelo resgate da
em toda a sua volta. 4 Em cada canto do sua vida. 16 Receba essa prata do povo
altar, abaixo da moldura, faça duas argo- de Israel e use-a para o serviço da Tenda
las. Elas serão para enfiar as varas para do Encontro. Assim o SENHOR se lem-
transportar o altar. 5 As varas deverão brará de que os israelitas pagaram o res-
ser feitas de madeira de acácia e revesti- gate pelas suas vidas.
das de ouro. 6 Coloque o altar em frente
da cortina. Da cortina que está diante da A bacia de bronze
arca da aliança e da cobertura de purifi- 17 Depois o SENHOR disse a Moisés:
cação que cobre o Testemunho, onde me 18 — Faça uma bacia grande de bronze
encontrarei com você. com uma base de bronze, para se
7 — Todas as manhãs Aarão queimará lavarem. Coloque-a entre a Tenda do
incenso sobre o altar, na hora de Encontro e o altar. Encha-a de água
preparar as lâmpadas. 8 E fará o mesmo 19 e Aarão e os seus filhos lavarão nela

ao entardecer, na hora de acender as as mãos e os pés. 20 Cada vez que en-


lâmpadas. Todos os dias, e em to- trarem na Tenda do Encontro, deverão
das as gerações, será queimado incenso se lavar com essa a água para não mor-
aromático diante do SENHOR. 9 Não rerem. Também deverão se lavar todas
ofereça neste altar nenhum outro tipo as vezes que se aproximarem do altar
de incenso, nem sacrifique animais, nem para queimar incenso, como oferta ao
cereais, nem derrame sobre ele ofertas SENHOR preparada no fogo. 21 Lavarão
de vinho. as mãos e os pés para não morrerem.
10 — Uma vez por ano Aarão fará ex- Esta é uma ordem que Aarão e os seus
piação sobre os chifres do altar. A expi- descendentes deverão seguir sempre por
ação será feita com o sangue do sacrifí- todas as gerações.
Êxodo 30:22 42 Êxodo 31:11

perfumista, um incenso puro e santo.


O azeite de consagração 36 Com parte do incenso, faça um pó
22 O SENHOR disse também a Moisés: muito fino e coloque-o diante do Teste-
23 — Você mesmo deverá escolher as munho, na Tenda do Encontro onde eu
melhores plantas aromáticas: seis quilos me encontrei com você. Este incenso
de mirra líquida, três quilos de canela será para vocês o mais sagrado. 37 Usem
com bom aroma, três quilos de cana com este incenso só para o SENHOR. Não
bom aroma, 24 seis quilos de cássia e três façam nenhum outro incenso com a
litros e meio de azeite de oliveira. Todas mesma composição. 38 Se alguém fizer
estas medidas são conforme o peso ofi- um incenso igual a este, para usá-lo
cial do santuário. como perfume, deverá ser expulso da co-
25 — Faça com essas especiarias o munidade de Israel.
azeite sagrado para as unções. Um azeite
aromático, preparado como por um bom Bezalel e Ooliabe
perfumista, para consagrar pessoas e
coisas. 26 Derrame-o sobre a Tenda do
Encontro, a arca da aliança, 27 a mesa
31 O SENHOR disse a Moisés:
2 — Escolhi a Bezalel, filho de

Uri e neto de Hur, da tribo de Judá, 3 o


e todos os seus utensílios, o candelabro enchi do Espírito de Deus e dei a ele
e os seus utensílios, o altar do incenso, sabedoria, inteligência e conhecimento
28 o altar dos sacrifícios que devem ser para fazer todo tipo de trabalho: 4 desen-
queimados completamente e todos os har e trabalhar com ouro, prata e bronze;
seus utensílios, e a bacia com a sua 5 cortar e montar pedras preciosas; para

base. 29 Assim os consagrará e serão san- trabalhar com madeira e fazer todo tipo
tíssimos. Tudo o que neles tocar ficará de obra artística. 6 Escolhi como seu aju-
consagrado. dante a Ooliabe, filho de Aisamaque, da
30 — Derrame o azeite de unção so- tribo de Dã. Também dei mais sabedoria
bre Aarão e os seus filhos, para você os a todas as pessoas habilidosas para faz-
consagrar como meus sacerdotes. 31 Diga erem o trabalho que eu ordenei:
ao povo de Israel que este azeite é 7 a Tenda do Encontro,

santo. Deverá ser usado só para mim. a arca da aliança,


32 Não façam nenhum perfume com esta a cobertura de purificação da arca;
mesma composição. O azeite de unção e todos os utensílios da Tenda do
é sagrado e não deverá ser derramado Encontro;
sobre nenhum outro homem. Não façam 8 a mesa com os seus utensílios;

nenhum perfume com a mesma com- o candelabro e os seus utensílios;


posição. 33 Quem fizer um perfume igual o altar para queimar incenso;
a este e usá-lo em alguém que não seja o 9 o altar para os sacrifícios que devem ser

sacerdote, será separado do povo. completamente queimados e os seus


utensílios;
O incenso santo a bacia com a sua base;
34 O SENHOR disse a Moisés: 10 as roupas ornamentais, as roupas

— Junte as seguintes especiarias sagradas do sacerdote Aarão e as


aromáticas em partes iguais: bálsamo, roupas dos seus filhos, para quando
ônica, gálbano e incenso aromático. fizerem o trabalho dos sacerdotes;
35 Você fará com essa mistura um per- 11 o azeite aromático de consagração

fume preparado com sal, como um bom


Êxodo 31:12 43 Êxodo 32:12

e o incenso aromático para o Lugar — Tirem os brincos de ouro que as


Santo. suas esposas, filhos e filhas têm nas orel-
— Eles farão tudo exatamente como eu has e tragam-nos a mim.
ordenei. 3 E todos tiraram os seus brincos de

ouro e os levaram a Aarão. 4 Aarão rece-


O dia de descanso beu o ouro, o derreteu e, com uma fer-
12 Depois o SENHOR disse a Moisés: ramenta própria, fez um ídolo na forma
13 — Diga ao povo de Israel que dev- de um bezerro. E todo o povo disse:
erão guardar as regras que dei a respeito — Israel, aqui estão os seus deuses!
dos dias de descanso, os sábados, pois Estes são os deuses que os tiraram do
isso será um sinal entre mim e vocês, por Egito!
todas as gerações, para que saibam que 5 Quando Aarão viu aquilo, construiu

eu sou o SENHOR, que santifica vocês. um altar em frente do bezerro e


14 — Respeitem o dia de descanso, o anunciou:
sábado, porque é um dia sagrado para — Amanhã celebraremos uma festa
vocês. Condenem à morte quem não re- em honra do SENHOR.
speitar o dia de descanso. Se alguém tra- 6 Na manhã seguinte o povo se levan-

balhar nesse dia, será eliminado do meio tou cedo e ofereceu sacrifícios queima-
do seu povo. 15 Todo o trabalho será feito dos e sacrifícios de comunhão. Depois o
durante seis dias, mas o sétimo dia é povo sentou-se para comer e beber e se
o dia sagrado de descanso, o dia con- levantou para se divertir.
sagrado ao SENHOR. Quem trabalhar no 7 Então o SENHOR disse a Moisés:

dia de descanso será morto. 16 De ger- — Desça depressa, porque o povo que
ação em geração, o povo de Israel terá você tirou do Egito cometeu um grande
que respeitar o dia de sábado. É uma pecado. 8 Esqueceram-se daquilo que eu
aliança que durará para sempre. 17 Será tinha lhes ordenado. Eles fizeram um
uma sinal permanente entre mim e o bezerro de ouro, inclinaram-se diante
povo de Israel. Pois o SENHOR trabal- dele em adoração e lhe ofereceram sac-
hou durante seis dias para fazer o céu e rifícios, e disseram: “Israel, aqui estão os
a terra, mas no sétimo dia deixou de tra- seus deuses que tiraram você do Egito!”
balhar e descansou. 9 O SENHOR disse a Moisés:
18 Quando Deus acabou de falar com 10 — Agora vi que este povo é teimoso

Moisés no monte Sinai, entregou a ele e rebelde. Portanto, deixe-me, porque


as duas tábuas do Testemunho, as tábuas estou muito irritado contra eles e vou
escritas pelo dedo de Deus. destruí-los. Mas farei de você uma
grande nação.
O bezerro de ouro 11 Moisés implorou ao SENHOR, seu

32 O povo viu que Moisés estava de-


morando muito para descer do
monte. Então se reuniram em volta de
Deus, dizendo:
— Ó SENHOR, por que está tão irri-
tado contra o seu povo, o povo que tirou
Aarão e lhe disseram: do Egito com grande força e poder? 12 Se
— Faça para nós deuses que nos o Senhor fizer isso, o povo do Egito irá
guiem, porque não sabemos o que acon- dizer: “Foi para lhes fazer mal que os lib-
teceu com Moisés, o homem que nos ertou. Foi para matá-los nas montanhas
tirou do Egito. e removê-los da superfície da terra”. Não
2 Aarão disse ao povo: esteja tão irritado e abandone a ideia
Êxodo 32:13 44 Êxodo 32:32

de fazer mal ao seu povo. 13 Lembre-se a fazer o mal. 23 Eles me disseram:


dos seus servos Abraão, Isaque e Israel. “Faça para nós deuses que nos guiem,
O Senhor jurou pelo seu nome e prome- porque não sabemos o que aconteceu
teu a eles: “Multiplicarei os seus descen- com Moisés, o homem que nos tirou do
dentes e farei com que vocês sejam tan- Egito”. 24 Então eu disse: “Quem tiver
tos como as estrelas do céu. E esta terra ouro, tire-o e traga-o a mim”. Depois eu
que lhes prometi será dos seus descen- joguei o ouro no fogo e saiu este bezerro.
dentes para sempre”. 25 Moisés viu que o povo estava desen-
14 Então o SENHOR teve compaixão e freado e que os seus inimigos se riam de-
não destruiu o seu povo como tinha dito les, porque Aarão tinha deixado que eles
que ia fazer. fizessem o que queriam. 26 Então Moisés
15 Então Moisés desceu do monte se colocou na entrada do acampamento
levando nas mãos as duas tábuas de e disse:
pedra do Testemunho, que estavam es- — Aqueles que estão do lado do SEN-
critas nos dois lados, na frente e atrás. HOR juntem-se a mim.
16 As tábuas de pedra tinham sido feitas Todos os levitas se juntaram a ele. 27 E
por Deus. E os mandamentos que es- Moisés lhes disse:
tavam gravados nelas tinham sido es- — Assim diz o SENHOR, Deus de Is-
critos por Deus. rael: “Cada um de vocês pegue a sua es-
17 Quando Josué ouviu os gritos do pada, percorra todo o acampamento, de
povo, disse a Moisés: tenda em tenda, e mate o seu irmão, o
— Há gritos de guerra no seu amigo e o seu vizinho”.
acampamento. 28 Os levitas fizeram o que Moisés
18 Moisés respondeu: disse. Nesse dia morreram uns 3.000
— Não ouço gritos de vitória, nem homens. 29 Depois Moisés disse:
lamentos de derrota. O que ouço é o som — Hoje vocês se consagraram ao SEN-
de pessoas cantando. HOR, sacrificando os seus filhos e ir-
19 Moisés ficou muito irritado quando mãos. Por isso, o SENHOR abençoou
chegou ao acampamento e viu o bez- vocês hoje.
erro de ouro e o povo dançando. Então 30 Na manhã seguinte Moisés disse ao

atirou as tábuas ao chão, e elas se par- povo:


tiram em pedaços junto ao monte. 20 E — Vocês cometeram um grande
Moisés agarrou o bezerro que o povo pecado. Mas vou subir para junto do
tinha feito, o lançou ao fogo e fez com SENHOR, talvez possa fazer uma oferta
que se tornasse pó. Depois espalhou o para que vocês sejam perdoados.
pó na água e fez com que os israelitas 31 E Moisés subiu até ao SENHOR e

bebessem daquela água. disse:


21 E Moisés perguntou a Aarão: — Por favor, Senhor, ouça-me. Este
— Que mal lhe fez o povo para que povo cometeu um grande pecado, eles
o tenha feito cometer um pecado tão fizeram deuses de ouro para adorá-los.
grande? 32 Mas agora, peço que perdoe os seus
22 Aarão respondeu: pecados. Se o Senhor não os perdoar,
— Senhor, não se irrite comigo. Bem
sabe que o povo está sempre disposto
Êxodo 32:33 45 Êxodo 33:18

apague também o meu nome do livro* dos ficavam de pé na entrada das suas
que escreveu. tendas. Ficavam olhando para Moisés,
33 O SENHOR disse a Moisés: até ele entrar na tenda. 9 Quando Moisés
— Só apago do meu livro aqueles que entrava na tenda, a coluna de nuvem de-
pecam contra mim. 34 Agora desça e guie scia e colocava-se diante da entrada da
o povo para onde eu disse a você. O meu Tenda do Encontro enquanto o SENHOR
anjo irá na sua frente para guiá-lo. No falava com Moisés. 10 Quando o povo via
entanto, quando chegar o dia, castigarei a coluna de nuvem diante da entrada da
os que pecaram contra mim. Tenda do Encontro, todos se inclinavam
35 E o SENHOR castigou o povo por em adoração, cada um na entrada da sua
adorar o bezerro que Aarão tinha feito. própria tenda.
11 O SENHOR falava com Moisés,
A Tenda do Encontro frente a frente, como quem fala com um

33 O SENHOR disse a Moisés:


— Saia daqui com o povo que
tirou do Egito. Vão para a terra que
amigo. Quando Moisés voltava ao acam-
pamento, o seu ajudante, o jovem Josué,
filho de Num, não se afastava da tenda.
prometi dar a Abraão, Isaque, Jacó e
aos seus descendentes. 2 Enviarei um Moisés e a glória do Senhor
anjo na sua frente e expulsarei os cana- 12 Moisés disse ao SENHOR:
neus, amorreus, heteus, ferezeus e je- — O Senhor me falou para guiar
buseus das suas terras. 3 Vocês vão para este povo, mas não me disse quem iria
uma terra boa para semear e para criar me acompanhar. Também disse que me
gado. Mas eu não irei com vocês, porque conhecia muito bem e que estava con-
são muito teimosos e eu acabaria por tente comigo. 13 Se está realmente con-
destruí-los no caminho. tente comigo, revele-me os seus planos,
4 Ao ouvir esta má notícia, o povo fi- para que eu possa continuar a agradá-lo.
cou muito triste e deixaram de usar as Lembre-se que este povo é o seu povo.
suas joias. 5 Fizeram isso porque o SEN- 14 O SENHOR disse:

HOR tinha dito a Moisés: — Eu mesmo irei com você e lhe darei
— Diga ao povo de Israel: “Vocês são descanso†.
muito teimosos. Mesmo que eu fosse 15 Então Moisés disse:

com vocês só por um instante, acabaria — Se o Senhor não nos acompanhar,


por destruir vocês. Tirem todas as joias não nos faça sair deste lugar. 16 Como
enquanto decido o que fazer com vocês”. poderei saber se está satisfeito comigo e
6 Por isso, a partir do monte Horebe, o com o seu povo se não nos acompanhar?
povo deixou de usar joias. É isso que nos distingue de todos os out-
7 Moisés pegou a tenda e foi montá-la ros povos.
fora do acampamento e lhe deu o nome 17 O SENHOR disse a Moisés:

de Tenda do Encontro. Quem quisesse — Farei o que você me pede, porque


pedir alguma coisa ao SENHOR ia à estou contente com você e o conheço
Tenda do Encontro, fora do acampa- pelo seu nome.
mento. 8 Quando Moisés ia à tenda, to- 18 Moisés disse:

*32:32 livro Refere-se ao “livro da vida”, o registro dos nomes de todos aqueles que
pertencem a Deus.
†33:14 lhe darei descanso ou “guiarei você à terra prometida”.
Êxodo 33:19 46 Êxodo 34:15

— Peço ao Senhor que me permita ver 6 O SENHOR passou diante dele e

a sua glória. disse:


19 E Deus disse: “Eu sou YAVÉ, o SENHOR,
— Farei com que toda a minha bon- o Deus compassivo e cheio de
dade passe diante você e proclamarei o misericórdia,
meu nome, YAVÉ, diante de você. Terei que não se irrita com facilidade,
misericórdia de quem eu quiser e terei cheio de amor e fiel às suas promessas.
compaixão de quem eu desejar. 20 Mas 7 Aquele que mantém o seu amor por

não poderá ver o meu rosto, porque nen- milhares de gerações,


hum ser humano pode ver o meu rosto e e que perdoa a maldade, a rebeldia e o
continuar vivo. pecado.
21 O SENHOR disse ainda: Mas que não se esquece de castigar os
— Há aqui uma rocha perto de mim culpados.
onde poderá ficar. 22 Quando a minha E que castiga os filhos e netos,
glória passar, eu colocarei você na aber- até a terceira e quarta geração,
tura da rocha e o cobrirei com a minha pelos pecados dos pais”.
mão até que tenha passado. 23 Depois, 8 Imediatamente Moisés se deitou com

quando retirar a minha mão, poderá ver o rosto no chão e adorou o Senhor,
as minhas costas, mas o meu rosto não 9 dizendo:

pode ser visto por ninguém. — Senhor, se realmente está satisfeito


comigo, vá conosco. Sei que o povo é
As novas tábuas de pedra teimoso, mas perdoe os nossos pecados e

34 O SENHOR disse a Moisés:


— Corte duas tábuas de pe-
dra iguais às primeiras que você que-
maldades e aceite-nos como o seu povo.
10 Então Deus disse:

— Vou fazer uma aliança com o seu


brou. Vou escrever nessas tábuas as mes- povo. Diante deles, farei milagres nunca
mas palavras que escrevi nas primeiras. antes vistos na terra por nenhum outro
2 Prepare-se para subir amanhã cedo ao povo. O seu povo vai ver as obras do
alto do monte Sinai e para se apre- SENHOR, porque vou fazer coisas es-
sentar diante de mim. 3 Nenhuma pes- pantosas com vocês. 11 Obedeçam às or-
soa deve acompanhá-lo, nem deve haver dens que hoje lhes dou. Expulsarei da
mais ninguém em todo o monte. Tam- sua frente os amorreus, os cananeus, os
bém não deve haver nenhuma ovelha ou heteus, os ferezeus, os heveus e os je-
boi pastando diante do monte. buseus. 12 Tenham cuidado! Não façam
4 Assim Moisés cortou duas tábuas de nenhum acordo com os habitantes da
pedra iguais às primeiras. E, na manhã terra onde vocês irão habitar. Se o fiz-
seguinte, levantou-se cedo e subiu ao erem, ficarão arruinados. 13 Derrubem
monte Sinai levando as tábuas nas mãos, os seus altares, destruam as suas ima-
assim como o SENHOR tinha lhe orde- gens sagradas e cortem os seus postes
nado. 5 Então o SENHOR desceu numa de Aserá*. 14 Eu, o SENHOR, sou zeloso†,
nuvem, e ficou ali com Moisés e invocou e não tolero que adorem outros deuses.
o seu próprio nome. 15 Tenham cuidado para não fazer nen-

hum acordo com as pessoas que vivem

*34:13 Aserá Imagem da deusa dos cananeus, consorte de Baal.


†34:14 zeloso Literalmente, “El-Canaã”.
Êxodo 34:16 47 Êxodo 34:34

nessa terra. Elas podem desencaminhar sua terra quando se apresentarem diante
vocês para irem comer dos sacrifícios do SENHOR, seu Deus, três vezes por
que elas fazem aos seus deuses e vocês ano.
podem se prostituir com eles. 16 Tam- 25 — Quando me sacrificarem animais,

bém os seus filhos podem se casar com não deverão oferecer pão fermentado
as suas filhas e, quando elas forem ado- com o sangue do sacrifício. Nem deverão
rar os seus deuses, os seus filhos também deixar a carne que sobrar do sacrifício
irão e se prostituirão com elas. para o dia seguinte.
17 — Não façam imagens de deuses 26 — Levem o melhor dos primeiros

para adorá-las. frutos da sua colheita para a casa‡ do


18 — Celebrem a festa dos Pães sem SENHOR, o seu Deus.
Fermento. Durante sete dias vocês dev- — Não cozinhem o cabrito no leite da
erão comer pão sem fermento, como eu sua mãe.
ordenei a vocês. E celebrem a festa na 27 Depois o SENHOR disse a Moisés:

data indicada, no mês de abib, pois foi — Escreva essas palavras, elas são as
nesse mês que vocês saíram do Egito. palavras da aliança que fiz com você e
19 — O filho que nascer primeiro será com o povo de Israel.
sempre meu. Também o primeiro filho 28 Moisés ficou com o SENHOR

macho do seu gado, tanto das suas vacas quarenta dias e quarenta noites sem
como das suas ovelhas, será meu. 20 Se comer nem beber. Ele escreveu nas
quiser ficar com o primeiro filho de um tábuas de pedra as palavras da aliança,
jumento, poderá pagar uma ovelha pelo que são os Dez Mandamentos.
seu resgate. Mas se não quiser resgatá-
lo, deverão partir o pescoço dele. Dev- O rosto brilhante de Moisés
erão resgatar sempre o primeiro dos seus 29 Depois Moisés desceu do monte
filhos com uma oferta. Ninguém deverá Sinai. Ele levava com ele as duas tábuas
se apresentar diante de mim sem uma da lei. O seu rosto brilhava por ele ter
oferta. estado falando com Deus, mas ele não
21 — Trabalhem seis dias mas des- sabia disso. 30 Quando Aarão e todo o
cansem no sétimo dia, mesmo que seja povo viram o rosto de Moisés brilhando,
no tempo de plantar ou no tempo da tiveram medo e não se aproximaram
colheita. dele. 31 Moisés chamou Aarão e os chefes
22 — Celebrem a festa das Semanas*, a da comunidade para falar com eles e,
festa dos primeiros frutos da colheita de então, eles se aproximaram. 32 Depois o
trigo. Depois, no fim do ano, celebrem a povo também se aproximou, e Moisés
festa da Colheita†. lhes deu todas as ordens que tinha re-
23 — Três vezes por ano todos os cebido do SENHOR no monte Sinai.
homens deverão se apresentar diante do 33 Quando acabou de falar, Moisés co-

Senhor DEUS, o Deus de Israel. briu o rosto com um véu. 34 Sempre que
24 — Expulsarei os seus inimigos da Moisés ia falar com o SENHOR, ele tirava
sua terra e alargarei as suas fronteiras. o véu do rosto. E, ao voltar, contava ao
Assim, ninguém tentará apoderar-se da povo todas as ordens que tinha recebido,

*34:22 festa das Semanas Também chamada de “Pentecostes”.


†34:22 festa da Colheita Também chamada de “festa dos Tabernáculos”.
‡34:26 casa A Tenda Sagrada onde o povo ia se encontrar com Deus. Ver Êx 25.8,9.
Êxodo 34:35 48 Êxodo 35:28

35 e o povo via que o rosto de Moisés con- os sacrifícios que devem ser queima-
tinuava brilhando. Mas ele cobria o rosto dos completamente e a sua grelha de
com o véu até voltar a falar com Deus. bronze, varas e utensílios; a bacia com
a sua base; 17 as cortinas do pátio com
O sábado as suas colunas e bases e a cortina que

35 Moisés reuniu toda a comu-


nidade de Israel e lhes disse:
— O SENHOR ordenou que poderão 2
cobre a entrada do pátio; 18 as estacas
da Tenda Sagrada e do pátio, e as suas
cordas; 19 todas as roupas que tinham
trabalhar durante seis dias da semana, sido feitas para os sacerdotes servirem
mas no sétimo dia deverão descansar. no santuário; as roupas sagradas do sac-
O sétimo dia é um dia santo, um dia erdote Aarão e a roupa dos seus filhos
dedicado ao SENHOR. Quem trabalhar para poderem servir como sacerdotes.
nesse dia será condenado à morte. 3 No
sábado, nem sequer acendam o fogo das A grande oferta do povo
suas casas. 20 Então toda a comunidade israelita
saiu do lugar onde Moisés estava. 21 E
Ofertas para a Tenda Sagrada todos aqueles que tinham boa vontade e
4 Moisés disse aos israelitas: coração generoso trouxeram a sua oferta
— O SENHOR ordenou que 5 daquilo ao SENHOR, para a construção da Tenda
que vocês têm, deem uma oferta ao SEN- do Encontro, dos seus utensílios e das
HOR. A oferta deverá ser levada, de livre roupas sagradas. 22 Com boa vontade,
vontade, ao SENHOR. E poderá ser de homens e mulheres trouxeram joias de
ouro, prata ou bronze; 6 tecidos azul, ouro de todos os tipos: ornamentos, brin-
roxo e vermelho; linho fino e pelos de cos, anéis e pulseiras. Cada um apresen-
cabra; 7 peles de carneiro tingidas de tou a sua oferta de ouro ao SENHOR.
vermelho, peles finas, madeira de acá- 23 Todos os que tinham tecidos azul,

cia; 8 azeite para o candelabro, perfumes roxo ou vermelho, linho fino, peles de
para o azeite de consagração e para o carneiro tingidas e peles finas, tam-
incenso aromático; 9 pedras de ônix e bém os trouxeram. 24 Aqueles que que-
outras pedras preciosas para colocar no riam dar prata ou bronze, ofereciam isso
éfode e no peitoral sacerdotal. ao SENHOR. E os que tinham madeira
10 — Todos aqueles que tiverem ha- de acácia, a levavam para ser usada
bilidade deverão vir fazer tudo o que o na obra. 25 As mulheres, que receberam
SENHOR ordenou: 11 a Tenda Sagrada e sabedoria para tecer à mão, traziam os
a sua cobertura, as argolas, as armações, seus tecidos azul, roxo e vermelho e
as travessas, as colunas e as bases; 12 a linho fino. 26 E as mulheres que que-
arca da aliança com as suas varas, a riam, e sabiam tecer, teceram os pelos
cobertura de purificação, e a cortina di- de cabra.
ante da arca; 13 a mesa e as suas varas, os 27 Os chefes do povo trouxeram pe-

utensílios e os pães da Presença; 14 o can- dras de ônix e outras pedras preciosas


delabro para dar luz e os seus utensílios, para serem colocadas no éfode e no
as lâmpadas e o azeite para iluminar; 15 o peitoral. 28 E trouxeram também espe-
altar para queimar incenso com as suas ciarias aromáticas, azeite para as lâm-
varas; o azeite de consagração, o incenso padas e para a consagração, e incenso
aromático; a cortina que cobre a porta da aromático.
entrada da Tenda Sagrada; 16 o altar para
Êxodo 35:29 49 Êxodo 36:19

29 Todos os israelitas, homens e mul- 6 Então Moisés mandou anunciar

heres, trouxeram ofertas para a obra que a seguinte mensagem por todo o
o SENHOR, por meio de Moisés, tinha or- acampamento:
denado que fosse feito. As ofertas foram — Que ninguém, homem ou mulher,
dadas ao SENHOR voluntariamente. faça mais nada para oferecer no san-
tuário. Assim o povo foi impedido de
Bezalel e Ooliabe trazer mais ofertas, 7 pois já tinha levado
30 Moisés disse então aos israelitas: mais do que o suficiente para se fazer
— O SENHOR escolheu Bezalel, filho toda a obra.
de Uri, neto de Hur, da tribo de Judá, 31 e
o encheu do Espírito de Deus, dando-lhe A Tenda Sagrada
sabedoria, inteligência e conhecimento 8 Assim os trabalhadores que tin-
para fazer todo tipo de trabalho: 32 para ham mais habilidade fizeram a Tenda
desenhar e trabalhar com ouro, prata e Sagrada. Eles utilizaram dez cortinas
bronze, 33 para cortar e montar pedras feitas de linho fino e tecido de azul, roxo
preciosas, para trabalhar com madeira e e vermelho e com querubins bordados
fazer todo tipo de obra artística. 34 Deus nelas. 9 Cada cortina media doze metros
deu a habilidade de ensinar a Bezalel e meio de comprimento por um metro e
e a Ooliabe, filho de Aisamaque, da oitenta de largura. Todas as cortinas tin-
tribo de Dã. 35 Deu a eles também habil- ham o mesmo tamanho.
idade para fazerem trabalhos de carpin- 10 Uniram as cortinas em dois gru-

taria, ourivesaria; destreza para bordar pos de cinco cortinas cada. 11 Fizeram
em tecidos azul, roxo e vermelho e de laços de tecido azul ao longo da borda
linho fino; e a capacidade de planejar e da última cortina de cada grupo. 12 Fiz-
realizar todo tipo de trabalho. eram cinquenta laços na última cortina

36 — Bezalel, Ooliabe e todos aque-


les a quem o SENHOR deu habili-
dade e sabedoria para construírem o san-
de cada grupo, de modo que cada laço
ficasse em frente do outro. 13 Depois
fizeram cinquenta argolas de ouro e
tuário, deverão fazê-lo, de acordo com nelas prenderam os laços para que as
todas as ordens do SENHOR. duas cortinas se unissem. Assim a Tenda
2 Moisés chamou Bezalel, Ooliabe e to- Sagrada formava um todo.
das as pessoas capazes, a quem o SEN- 14 Fizeram outra tenda para servir de

HOR tinha dado sabedoria. E todas elas cobertura para a Tenda Sagrada. Essa
se ofereceram para ajudar Moisés no tra- tenda foi feita com onze cortinas de pelo
balho. 3 Moisés então entregou-lhes to- de cabra. 15 Todas as cortinas eram do
das as ofertas que o povo tinha dado para mesmo tamanho, cada uma media treze
a construção do santuário. Entretanto, metros de comprimento por dois met-
todos os dias, o povo trazia mais ofer- ros de largura. 16 Costuraram cinco corti-
tas. 4 Até que os artesãos deixaram o seu nas para formar um grupo e costuraram
trabalho e foram falar com Moisés. Eles também as outras seis cortinas para for-
falaram isto: mar outro grupo. 17 Depois fizeram cin-
5 — O povo está trazendo muito mais quenta laços no fim de cada cortina de
do que é preciso para o trabalho que o cada um dos dois grupos. 18 Fizeram cin-
SENHOR mandou fazer. quenta argolas de bronze, para que a
tenda ficasse unida. 19 Fizeram também
duas coberturas para a Tenda Sagrada. A
Êxodo 36:20 50 Êxodo 37:11

primeira feita de peles de carneiro tingi- de acácia revestidas de ouro e montadas


das de vermelho e a segunda feita de em quatro bases de prata. 37 Depois fiz-
pele finas. eram a cortina de fios de tecido azul,
20 Fizeram armações de madeira de roxo e vermelho, e de linho fino, obra
acácia para segurar a Tenda Sagrada. de arte. 38 Fizeram as cinco colunas com
21 Cada armação media quatro metros madeira de acácia, revestidas de ouro, e
e meio de altura por setenta centímet- colocaram nelas ganchos de ouro. Tam-
ros de largura. 22 Cada armação tinha bém fizeram cinco bases de bronze para
dois postes para unir as tábuas. Assim as colunas.
foram feitas todas as tábuas da Tenda
Sagrada. 23 Fizeram armações para colo- A arca da aliança
car na Tenda Sagrada: vinte armações
para o lado sul, 24 e quarenta bases de
prata para as armações. Cada armação
37 Bezalel também fez uma
arca de madeira de acácia,
com um metro e dez centímetros de
tinha duas bases, uma para cada poste. comprimento por setenta centímetros
25 Fizeram também vinte armações para de largura e setenta centímetros de
colocar no lado norte da Tenda Sagrada, altura. 2 Revestiu a arca de ouro
26 e quarenta bases de prata para colo- puro por dentro e por fora, e fez
car duas bases debaixo de cada armação. uma moldura de ouro ao seu redor.
27 Para a parte de trás da Tenda Sagrada, 3 Colocou quatro argolas de ouro nos

isto é, do lado oeste, fizeram seis ar- quatro cantos da arca, duas argolas de
mações. 28 Fizeram duas armações para cada lado. 4 Depois fez varas compridas
as esquinas da parte de trás da Tenda de madeira de acácia e as revestiu de
Sagrada. 29 As armações das esquinas ouro. 5 Enfiou as varas pelas argolas de
eram unidas por baixo e juntas em cima ouro, para poder transportar a arca.
por meio de uma argola. 30 Havia oito ar- 6 Depois fez a cobertura de purificação

mações e dezesseis bases, duas bases de- de ouro puro. Media um metro e dez
baixo de cada armação. centímetros de comprimento por setenta
31 Depois os trabalhadores fizeram centímetros de largura. 7 Fez também
travessas de madeira de acácia: cinco dois querubins de ouro trabalhado a
para as armações de um dos lados martelo e os colocou na cobertura de
da Tenda Sagrada, 32 cinco para as ar- purificação. 8 Colocou um querubim
mações do outro lado e cinco para as numa extremidade da cobertura e outro
armações de trás da Tenda Sagrada, no na outra. Os querubins formavam uma
lado oeste. só peça com a cobertura. 9 Os querubins
33 Fizeram a travessa central que pas- estavam frente a frente, olhando para a
sava de um lado para outro, a meia cobertura de purificação, e com as asas
altura das armações. 34 Revestiram de estendidas para cima, cobrindo a arca
ouro as armações, e fizeram argolas com elas.
de ouro para enfiar nelas as travessas
já revestidas de ouro. 35 Fizeram uma A mesa
cortina de linho fino e de fios de tecido 10 Bezalelfez uma mesa de madeira de
azul, roxo e vermelho, e bordaram nele acácia. A mesa tinha noventa centímet-
querubins, uma obra de arte. ros de comprimento por quarenta e cinco
36 Penduraram a cortina com ganchos centímetros de largura e setenta cen-
de ouro em quatro colunas de madeira tímetros de altura. 11 Depois a revestiu
Êxodo 37:12 51 Êxodo 38:8

de ouro puro e fez uma moldura de em forma de chifres, formavam uma


ouro em toda a sua volta. 12 E fez tam- só peça com o altar. 26 Revestiu de
bém uma borda de sete centímetros de ouro puro, os lados, a cobertura e os
largura e uma moldura de ouro para essa chifres. E fez uma moldura de ouro em
borda. 13 Fez quatro argolas de ouro e as toda a volta. 27 Colocou duas argolas de
colocou nos quatro cantos da mesa, onde ouro nos dois lados do altar, abaixo da
estavam os seus quatro pés. 14 As argolas moldura. E enfiou nelas as varas para
ficaram junto da borda e serviam para transportar o altar. 28 Fez duas varas de
sustentar as varas utilizadas para trans- madeira de acácia e as revestiu de ouro.
portar a mesa. 15 Fez as varas de madeira 29 Fez também o azeite sagrado de

de acácia para transportar a mesa e as consagração e o incenso aromático. Fez


revestiu de ouro. 16 Fez de ouro puro os tudo como fazem os perfumistas.
utensílios para a mesa: os pratos, as col-
heres, as jarras e as taças. As jarras e as O altar para os sacrifícios
taças eram para as ofertas das bebidas.

O candelabro
38 Bezalel fez o altar de madeira de
acácia, para os sacrifícios que de-
vem ser queimados completamente. O
17 Bezalel fez o candelabro de ouro altar era quadrado, com dois metros e
puro, trabalhado a martelo. Fez a base, vinte cinco centímetros de cada lado por
a haste, os cálices, os botões e as flo- um metro e trinta e cinco centímetros
res de ouro puro e juntou tudo formando de altura. 2 Em cada um dos quatro can-
uma só peça. 18 Do candelabro saíam seis tos, ele fez uma ponta que parecia um
braços: três de um lado e três do outro. chifre. Os chifres formavam uma só peça
19 Em cada braço havia três taças em com o altar e revestiu o altar de bronze.
forma de flor de amendoeira, com botão 3 Também fez de bronze todos os uten-

e flor. 20 Na haste do candelabro havia sílios do altar: recipientes para apanhar


quatro taças em forma de flor de amen- gordura e cinza, pás, bacias, garfos para
doeira, com os seus botões e as suas flo- a carne e braseiros. 4 Fez também uma
res. 21 Havia um botão debaixo de cada grelha de bronze e a colocou abaixo da
um dos três pares de braços que saíam do beira do altar, de maneira que ficasse
candelabro. 22 As flores e os braços for- a meia altura do altar. 5 Fez quatro ar-
mavam uma só peça com o candelabro. golas de bronze, uma para cada canto
Tudo foi feito de ouro puro trabalhado da grelha, para transportar o altar. 6 Fez
a martelo. 23 Bezalel fez sete lâmpadas, varas de madeira de acácia para o al-
com as tenazes e os pratos de cinza de tar e as revestiu de bronze. 7 Colocou as
ouro puro. 24 Utilizou trinta e cinco qui- varas nas argolas nos dois lados do altar.
los de ouro puro para fazer o candelabro Estas varas eram para o altar poder ser
e todos os seus utensílios. transportado. Bezalel fez o altar oco e de
madeira.
O altar do incenso
25 Bezalel fez o altar para queimar A bacia de bronze
incenso de madeira de acácia. Era 8 Com o bronze dos espelhos que as
quadrado, com quarenta e cinco cen- mulheres que serviam diante da entrada
tímetros de cada lado por noventa cen- da Tenda do Encontro tinham oferecido,
tímetros de altura. As pontas do altar, ele fez a bacia e a sua base.
Êxodo 38:9 52 Êxodo 39:1

cas da Tenda Sagrada e do pátio eram de


O pátio em volta da Tenda Sagrada bronze.
9 Fez depois o pátio para a Tenda 21 Por ordem de Moisés e sob a direção

Sagrada. No lado sul, o pátio tinha uma de Itamar, filho do sacerdote Aarão, os
parede, feita de cortinas, com quarenta e levitas fizeram um registro dos materi-
cinco metros de comprimento. As corti- ais empregados na construção da Tenda
nas eram feitas de linho fino. 10 Tinha Sagrada.
vinte colunas e vinte bases feitas de 22 Bezalel, o filho de Uri, neto de Hur,

bronze, mas os ganchos das colunas e da tribo de Judá, fez tudo o que o SEN-
os anéis eram feitos de prata. 11 No HOR tinha ordenado a Moisés. 23 Com
lado norte, as cortinas também tinham ele estava Ooliabe, filho de Aiasamaque,
quarenta e quatro metros de compri- da tribo de Dã, que era artesão, desen-
mento, com vinte colunas e vinte bases hador e bordador de fios de tecido azul,
de bronze. Os ganchos das colunas e os roxo e vermelho e linho fino.
anéis eram de prata. 24 Todo o ouro que foi oferecido para
12 No lado oeste do pátio, as cortinas a construção do santuário pesava perto
tinham vinte e dois metros de compri- de uma tonelada, segundo o peso oficial
mento, com as suas dez colunas e dez do santuário.
bases. 25 A congregação contribuiu com um
13 O lado leste, que está virado para o total de três toneladas e meia de prata,
nascer do sol, tinha vinte e dois metros segundo a medida oficial. 26 Foram re-
de largura. 14 Um dos lados da entrada censeados 603.550 homens com mais de
tinha cortinas de seis metros e sessenta vinte anos e cada um deles deu cinco
centímetros de comprimento, três colu- gramas e meio de prata, segundo o peso
nas e três bases. 15 O outro lado também oficial do santuário. 27 Utilizou-se 3.500
tinha cortinas de seis metros e sessenta quilos de prata para fazer as bases do
centímetros de comprimento, três colu- santuário e as bases das cortinas. Como
nas e três bases. 16 Todas as cortinas em fizeram cem bases, empregaram trinta
volta do pátio eram feitas de linho fino. e cinco quilos de prata por cada uma.
17 Cada coluna, em volta do pátio, tinha 28 Foram utilizados vinte quilos de prata

sobre ela uma tampa de prata. As bases para fazer os ganchos, os anéis das colu-
das colunas eram de bronze. Os ganchos nas e as coberturas em cima das colunas.
e os anéis eram de prata. Todas as colu- 29 O peso total do bronze que foi ofer-

nas tinham anéis de prata. ecido chegou a 2.500 quilos. 30 Com esse
18 A cortina que cobria a entrada do bronze foram feitas as bases da entrada
pátio era feita de fios de tecido azul, roxo da Tenda do Encontro, o altar, a sua
e vermelho e de linho fino. Media nove grelha e todos os seus utensílios. 31 Tam-
metros de comprimento por dois met- bém foram feitas as bases ao redor do
ros e vinte centímetros de altura. Tinha pátio e as bases da entrada do pátio, e
a mesma altura que as cortinas que es- todas as estacas da Tenda Sagrada e do
tavam em volta do pátio. 19 A cortina pátio e ao seu redor.
era apoiada por quatro colunas e quatro
bases de bronze. Os ganchos e as colunas As roupas dos sacerdotes
eram de prata e parte de cima dos postes
era revestida de prata. 20 Todas as esta- 39 As roupas para os sacerdotes
vestirem no serviço do templo
foram feitas com fios de tecido azul, roxo
Êxodo 39:2 53 Êxodo 39:26

e vermelho. Além disso, também fizeram engastes de ouro. 14 Eram doze pedras
as roupas sagradas para Aarão. Tudo foi porque eram doze os nomes dos filhos
feito exatamente como o SENHOR tinha de Israel. Cada pedra tinha gravado nela,
dito a Moisés para fazer. como num selo, o nome de um dos filhos
de Israel.
O éfode 15 Fizeram pequenas correntes de ouro
2 Fizeram o éfode com fios de ouro, puro, trançadas como cordas para o
linho fino e fios de tecido azul, roxo peitoral. 16 Fizeram dois engastes de
e vermelho. 3 Trabalharam a martelo o ouro e duas argolas de ouro, e as pren-
ouro até formarem lâminas finíssimas, deram nas extremidades do peitoral.
das quais cortavam fios de ouro. Depois 17 Prenderam duas correntes de ouro

bordavam o linho fino com os fios de às duas argolas nas extremidades do


ouro e os fios de tecido azul, roxo e ver- peitoral. 18 E prenderam as outras ex-
melho, tudo feito com muita habilidade. tremidades das correntes aos dois en-
4 Fizeram duas ombreiras, unidas pelas gastes de ouro e prenderam os engastes
extremidades. 5 Bordaram o cinto e pren- às ombreiras do éfode, na parte da
deram o éfode com o cinto. Fizeram o frente.
cinto da mesma maneira que fizeram o 19 Fizeram outras duas argolas de ouro

éfode: usaram fios de ouro, linho fino e as colocaram nas outras duas extrem-
e fios de tecido azul, roxo e vermelho. idades do peitoral, na borda interior,
Tudo foi feito como o SENHOR tinha junto ao éfode. 20 Fizeram também duas
dito a Moisés. argolas de ouro e as colocaram nas duas
6 Montaram as pedras de ônix em en- ombreiras do éfode, na parte inferior do
gastes de ouro e gravaram nas pedras os peitoral, perto da costura, sobre o cinto
nomes dos filhos de Israel, como num do éfode. 21 Prenderam as argolas do
selo. 7 Depois colocaram as pedras nas peitoral às argolas do éfode com cordão
ombreiras do éfode para Deus se lembrar azul, ligando-o ao cinto do éfode para
dos filhos de Israel. Tudo foi feito como o que o peitoral não se separasse do éfode.
SENHOR tinha dito a Moisés para fazer. Tudo foi feito como o SENHOR tinha
mandado Moisés fazer.
O peitoral
8O peitoral foi feito de forma artís- As outras roupas dos sacerdotes
tica, assim como também foi o éfode. 22 O manto do éfode foi inteiramente
Foi bordado com fios de ouro, linho feito de fios de tecido azul bordado. 23 O
fino e fios de tecido azul, roxo e ver- manto tinha uma abertura no centro re-
melho. 9 O peitoral era quadrado e do- forçada com uma gola para não se ras-
brado em forma de bolsa. Cada lado me- gar. 24 Em volta da bainha do manto fiz-
dia vinte e dois centímetros. 10 Depois eram romãs de tecido azul, roxo e ver-
colocaram nele quatro filas de pedras melho e linho fino. 25 Entre cada romã
preciosas. Na primeira fila, fizeram um colocaram um sino de ouro: 26 um sino
rubi, um topázio e uma esmeralda. 11 Na de ouro e uma romã, seguida por outro
segunda fila, fixaram uma turquesa, uma sino e outra romã. Todos eles estavam
safira e um diamante. 12 Na terceira fila, em volta de toda a bainha do manto, que
fixaram um jacinto, uma ágata e uma era para ser vestido durante o serviço do
ametista. 13 Na quarta fila, um crisólito, sacerdote. Tudo foi feito como o SEN-
um ônix e um jaspe. Todas montadas em HOR tinha ordenado a Moisés.
Êxodo 39:27 54 Êxodo 40:13

27 As túnicas para Aarão e os seus fil- feito para os sacerdotes poderem servir
hos foram feitos de linho fino bordado. no Lugar Santo: as roupas sagradas do
28 Também fizeram de linho fino o tur- sacerdote Aarão e as roupas para os seus
bante, os barretes e a roupa interior. filhos usarem no serviço de sacerdotes.
29 Depois fizeram o cinto de linho fino 42 O povo de Israel fez tudo como

e de fios de tecido azul, roxo e vermelho o SENHOR tinha ordenado a Moisés.


bordado. Tudo foi feito como o SENHOR 43 Quando Moisés examinou a obra que

tinha ordenado a Moisés. tinham feito, os abençoou porque viu


30 Fizeram também uma lâmina de que eles tinham feito exatamente como
ouro puro e gravaram nela, como se o SENHOR tinha ordenado.
grava num selo: Dedicado ao Senhor.
31 Depois prenderam a lâmina na parte

de cima do turbante com uma fita azul.


40 O SENHOR disse a Moisés:
2 — No primeiro dia do

primeiro mês, você deverá instalar a


Tudo foi feito como o SENHOR tinha or- Tenda Sagrada, isto é, a Tenda do
denado a Moisés. Encontro. 3 Coloque a arca da aliança
na Tenda Sagrada e proteja-a com a
O final do trabalho cortina. 4 Coloque dentro da Tenda
32 Assim terminou a construção da Sagrada a mesa e prepare-a como deve
Tenda Sagrada, ou seja, da Tenda do En- ser. Traga também o candelabro e
contro. Os israelitas fizeram tudo como acenda as lâmpadas. 5 Coloque o altar
o SENHOR tinha ordenado a Moisés. de ouro de queimar incenso diante da
33 Então mostraram a Moisés a Tenda arca da aliança, e pendure a cortina
Sagrada e todos os seus acessórios: diante da entrada da Tenda Sagrada.
ganchos, molduras, travessas, colunas 6 Depois coloque o altar dos sacrifícios

e bases. 34 Mostraram-lhe as peles de queimados diante da entrada da Tenda


carneiro tingidas de vermelho, as peles Sagrada, da Tenda do Encontro.
finas e a cortina que ficava diante da 7 Coloque a bacia entre a Tenda do

arca. 35 Mostraram-lhe também a arca da Encontro e o altar, e encha-a de água.


aliança com as suas varas e a cobertura 8 Instale depois o átrio em volta sua e

de purificação. 36 Mostraram-lhe tam- pendure a cortina na entrada do pátio.


bém a mesa com todos os seus utensílios 9 — Pegue depois o azeite de con-

e os pães da Presença; 37 o candelabro de sagração e derrame-o sobre a Tenda


ouro puro com todas as suas lâmpadas Sagrada e sobre tudo o que está dentro
colocadas em ordem, e todos os seus dela. Assim a tenda e todos os seus uten-
utensílios, e o azeite para iluminar; 38 o sílios serão consagrados ao SENHOR e
altar de ouro, o azeite de consagração, o será um lugar sagrado. 10 Derrame tam-
incenso aromático, a cortina para a en- bém o azeite de consagração sobre o
trada da tenda; 39 o altar de bronze com altar dos sacrifícios e sobre todos os
a grelha de bronze, as suas varas e os seus utensílios para serem consagrados
seus utensílios; a bacia com a sua base; ao SENHOR. 11 Derrame o azeite de con-
40 as cortinas do pátio com as suas colu- sagração também sobre a bacia e a sua
nas e bases; a cortina que cobre a entrada base para serem consagradas.
do pátio, as cordas e estacas e todos os 12 — Traga Abraão e os seus filhos di-

utensílios para a Tenda Sagrada, ou seja, ante da entrada da Tenda do Encontro,


a Tenda do Encontro. 41 Também lhe lave-os com água 13 e vista Aarão com
mostraram todas as roupas que tinham as suas roupas sagradas. Depois derrame
Êxodo 40:14 55 Êxodo 40:38

sobre ele o azeite de consagração para ante da cortina, 27 e queimou incenso


que me possa servir como sacerdote. aromático sobre ele, como o SENHOR
14 Mande os seus filhos se aproximarem tinha ordenado. 28 Depois pendurou a
de você e ponha as túnicas neles. 15 Der- cortina na entrada da Tenda Sagrada.
rame sobre eles o azeite, como você fez 29 Diante da entrada da Tenda
com Aarão, para que possam me servir Sagrada, ou seja, da Tenda do Encontro,
como sacerdotes. Com esta unção eles, e Moisés colocou o altar para os
os seus descendentes, serão consagrados sacrifícios que devem ser queimados
como meus sacerdotes para sempre. completamente. E sobre o altar ofereceu
16 Moisés obedeceu e fez tudo como o um sacrifício todo queimado e uma
SENHOR lhe ordenou. oferta de cereais, como o SENHOR
17 A Tenda Sagrada foi instalada no tinha ordenado.
primeiro dia do primeiro mês do se- 30 Colocou a bacia entre a Tenda do

gundo ano da saída do Egito. 18 Moisés Encontro e o altar e a encheu de água.


armou a Tenda Sagrada, assentou as 31 Moisés, Aarão e os seus filhos usavam-

bases nos seus lugares, colocou as ar- na para lavar as mãos e os pés. 32 Eles se
mações e as travessas, e levantou as col- lavavam quando entravam na Tenda do
unas. 19 Estendeu a tenda sobre a Tenda Encontro e quando se aproximavam do
Sagrada e colocou a cobertura da tenda altar, como o SENHOR tinha ordenado.
sobre ela, assim como o SENHOR tinha 33 Finalmente Moisés instalou o pátio

ordenado. em volta de Tenda Sagrada e do altar. E


20 Depois pegou no documento do pendurou a cortina na entrada do pátio.
testemunho e o colocou na arca. Enfiou Assim Moisés terminou a obra.
as varas nos seus lugares e pôs a cober-
tura de purificação sobre a arca. 21 A A glória do Senhor
seguir levou a arca para dentro da Tenda 34 Então a nuvem cobriu a Tenda do
Sagrada e pendurou a cortina, cobrindo Encontro e a glória do SENHOR encheu
a arca, como o SENHOR tinha ordenado. a Tenda Sagrada. 35 Moisés não podia en-
22 Moisés colocou a mesa dentro da trar na Tenda do Encontro, porque a nu-
Tenda do Encontro, do lado de fora vem estava sobre ela e a glória do SEN-
da cortina, no lado norte da Tenda. HOR enchia a Tenda Sagrada. 36 Sem-
23 Arranjou os pães da Presença sobre a pre que a nuvem se elevava acima da
mesa, diante do SENHOR, como o SEN- Tenda Sagrada, os israelitas partiam em
HOR tinha ordenado. 24 Colocou tam- viagem. 37 Se a nuvem não se elevava,
bém o candelabro dentro da Tenda do os israelitas esperavam até a nuvem se
Encontro, diante da mesa, no lado sul elevar de novo para poderem continuar.
da Tenda. 25 E acendeu as lâmpadas di- 38 De dia, a nuvem do SENHOR ficava so-

ante do SENHOR, como o SENHOR tinha bre a Tenda Sagrada; de noite, via-se um
ordenado. fogo dentro da nuvem. Isto acontecia aos
26 Moisés também colocou o altar de olhos de todos os israelitas, durante toda
ouro dentro da Tenda do Encontro, di- a viagem.
1 Levítico 1:5

Moisés podia estar certo de que seu


Levítico povo faria a sua parte enquanto
o povo podia ficar certo de que
O livro de Levítico conta o que Moisés e os outros líderes fariam
aconteceu com o povo de Deus a parte deles. Está claro que este
depois que ele os libertou da es- livro foi feito para todas as pessoas
cravidão no Egito. O livro de Êx- da família de Deus. É para líderes
odo nos fala como Deus tirou o seu e seguidores, para ricos e pobres,
povo do Egito em direção ao monte para jovens e velhos.
Sinai, no deserto, onde entregou a Este livro trata de todos os difer-
Moisés mais leis para eles. Essas leis entes tipos de normas para os is-
incluíam os planos para construir a raelitas. Fala sobre tudo, desde as
Tenda Sagrada ou Tenda do Encon- leis sobre a comida até o castigo dos
tro, a qual deveria servir como lugar crimes. É um manual de boa con-
visível da presença de Deus no meio vivência para o povo de Israel.
do seu povo. No livro de Levítico, Deus instrui a Is-
Este livro continua a história do rael como…
livro de Êxodo, no dia em que Deus Oferecer os sacrifícios adequados (1.1-
entrou na Tenda Sagrada. Este livro 7.38)
é diferente pela forma como conta Escolher os sacerdotes para o povo
a história do povo de Deus. Os (8.1-10.20)
livros de Gênesis e de Êxodo con- Levar uma vida pura (11.1-15.33)
tam histórias compridas a respeito Purificar o povo do pecado (16.1-34)
da vida de muitas pessoas. O livro Viver diariamente como o povo escol-
de Levítico descreve com detalhe as hido de Deus (17.1-26.46)
instruções que Deus entregou ao seu Fazer ofertas especiais a Deus (27.1-
povo. 34)
Na primeira parte deste livro,
Deus chama a Moisés desde o inte- O sacrifício queimado
rior da Tenda Sagrada. Esta tenda
também é chamada Tenda do En-
contro já que foi ali onde Deus se re-
1 Da Tenda do Encontro, o SENHOR
chamou Moisés e lhe disse:
2 — Diga aos israelitas que quando

uniu com Moisés e também foi onde oferecerem um animal ao SENHOR, a


Moisés se reuniu com o povo na pre- oferta deverá ser trazida dos animais
sença de Deus. domésticos: do gado bovino ou do re-
Primeiro, Deus falou com banho de ovelhas.
Moisés na entrada da Tenda e 3 — Se a oferta queimada for de gado,

deu a ele instruções para serem ele escolherá um bezerro sem nenhum
entregues ao povo de Israel. Essas defeito e o apresentará diante da en-
instruções se tornaram públicas trada da Tenda do Encontro, para que
mais tarde, quando Moisés reuniu o SENHOR o aceite. 4 Depois, colocará a
todo o povo diante da Tenda do sua mão sobre a cabeça do animal que
Encontro. Moisés, Arão e outros vai ser queimado, para que a sua oferta
líderes tinham trabalhos específicos seja aceitada e ele seja purificado. 5 Ele
para fazer, mas as tarefas foram matará o bezerro diante do SENHOR e
explicadas a todos. Dessa forma, os filhos de Aarão, sendo eles os sacer-
Levítico 1:6 2 Levítico 2:13

dotes, derramarão o sangue do animal


sobre todos os lados do altar, que está di- As ofertas de cereais
ante da entrada da Tenda do Encontro.
6 Depois disso, ele tirará a pele do ani-

mal e cortará o animal em pedaços. 7 A


2 — Quando alguém fizer uma oferta
de cereais ao SENHOR, usará farinha
da melhor qualidade; sobre ela derra-
seguir, os filhos de Aarão, sendo eles os mará azeite e colocará incenso. 2 A pes-
sacerdotes, colocarão a lenha sobre o al- soa levará a oferta aos sacerdotes, fil-
tar e acenderão o fogo. 8 Então colocarão hos de Aarão, e um deles tirará uma
sobre o fogo todos os pedaços do animal, mão-cheia de farinha, com o azeite e o
juntamente com a cabeça e a gordura. incenso, e a queimará no altar. Aquela
9 As entranhas e as patas do animal serão porção representa toda a oferta. É uma
lavadas e oferecidas no altar pelo sacer- oferta de aroma agradável ao SENHOR.
dote. É uma oferta queimada, uma oferta 3 O resto da oferta ficará para Aarão

de aroma agradável ao SENHOR. e para os seus filhos, é a parte mais


10 — Se a oferta queimada for do re- sagrada das ofertas que são queimadas
banho, seja cordeiro ou cabrito, dev- ao SENHOR.
erá ser escolhido um macho sem de- 4 — Se você levar uma oferta cozida

feito. 11 Ele matará o animal no lado no forno, ela será de bolos sem fermento,
norte do altar, diante do SENHOR; e amassados com azeite; ou de pães finos
os filhos de Aarão, sendo eles os sac- sem fermento, untados com azeite, tudo
erdotes, derramarão o sangue sobre os feito da melhor farinha. 5 Se a sua oferta
lados do altar. 12 Depois cortará o ani- de cereais for assada na grelha, ela será
mal em pedaços e o sacerdote colocará feita da melhor farinha, amassada com
os pedaços, a cabeça e a gordura sobre a azeite e sem fermento. 6 Você a dividirá
lenha que está ardendo no altar. 13 Então em pedaços e derramará azeite sobre ela.
lavará as patas e as entranhas do animal É uma oferta de cereais. 7 Se a sua oferta
com água, e o sacerdote oferecerá essas de cereais for frita, será amassada da
partes no altar. É uma oferta queimada, melhor farinha e frita em azeite.
oferta de aroma agradável ao SENHOR. 8 — Você levará ao SENHOR a oferta
14 — Se a oferta queimada, apresen- de cereais preparada com esses ingre-
tada ao SENHOR, for de aves, ele dev- dientes e a apresentará ao sacerdote, o
erá escolher uma rola ou um pombinho. qual a colocará no altar. 9 O sacerdote
15 O sacerdote levará a ave ao altar, ar- tirará uma parte da oferta de cereais, que
rancará a cabeça da ave e queimará a representa toda a oferta, e a queimará no
cabeça no altar. Depois deixará escorrer altar. É uma oferta de aroma agradável
o sangue da ave por um dos lados do al- ao SENHOR. 10 O resto da oferta de
tar. 16 Logo arrancará o papo e as penas cereais será para Aarão e para os seus
e atirará tudo para o lado leste do al- filhos. É a parte mais sagrada das ofer-
tar, para o lugar onde se jogam as cin- tas ao SENHOR.
zas. 17 Então rasgará a ave pelas asas e, 11 — Não oferecerão ao SENHOR nada

sem dividi-la em duas partes, queimará a que tenha fermento, nem queimarão fer-
ave sobre as brasas do altar. É uma oferta mento nem mel como oferta ao SEN-
queimada, oferta de aroma agradável ao HOR. 12 Podem trazer essas coisas ao
SENHOR. SENHOR como oferta dos primeiros fru-
tos. Mas não as queimem sobre o altar
como oferta de aroma agradável. 13 Você
Levítico 2:14 3 Levítico 4:3

deverá colocar sal em todas as ofertas de bre a cabeça do animal e matará o an-
cereais, porque o sal representa a aliança imal na frente da Tenda do Encontro.
de Deus com você. Lembre-se sempre de Os filhos de Aarão aspergirão o sangue
colocar sal nas suas ofertas. nos lados do altar. 9 O sacrifício de co-
14 — Quando você oferecer ao SEN- munhão é uma oferta para o SENHOR.
HOR os cereais da primeira colheita, Do animal, ele deverá cortar a cauda até
oferecerá grãos de espigas tenras, es- o fim da espinha. Logo deverá oferecer
magados e torrados no fogo. 15 Sobre a cauda com toda a sua gordura, além
eles você derramará azeite e colocará in- de toda a gordura que cobre as entran-
censo. É uma oferta de cereais. 16 O sac- has, 10 os dois rins com toda a gordura
erdote queimará a porção que representa e a parte gorda do fígado, que se retira
os grãos esmagados, com o azeite e o in- juntamente com os rins. 11 O sacerdote
censo: é uma oferta ao SENHOR. queimará tudo isso no altar como uma
oferta de comida para o SENHOR.
Os sacrifícios de comunhão 12 — Se a oferta for um cabrito, ele

3 — Quando alguém fizer um sacrifí-


cio de comunhão, se for uma oferta
de gado, poderá ser um bezerro ou uma
deverá levar o cabrito diante do SEN-
HOR. 13 Colocará a mão sobre a cabeça
do animal e matará o animal na frente da
vaca, mas sem nenhum defeito. E de- Tenda do Encontro. Os filhos de Aarão
verá apresentar o animal ao SENHOR. aspergirão o sangue nos lados do altar.
2 Ele colocará a mão sobre a cabeça do 14 Desse animal, o sacerdote levará uma

animal e matará o animal na frente da oferta ao SENHOR: toda a gordura que


Tenda de Encontro. Os filhos de Aarão, cobre as entranhas. 15 Oferecerá também
sendo eles os sacerdotes, aspergirão o os dois rins com toda a sua gordura
sangue nos lados do altar. 3 O sacrifício e a parte gorda do fígado, que se re-
de comunhão é uma oferta para o SEN- tira juntamente com os rins. 16 O sacer-
HOR. A pessoa que faz a oferta queimará dote queimará tudo isso no altar. É uma
toda a gordura das entranhas do ani- oferta de comida de aroma agradável.
mal, 4 os dois rins com a gordura que Toda a gordura pertence ao SENHOR.
os cobre e que está perto dos lombos, 17 — Esta é uma lei permanente para

e a parte gorda do fígado, que ele tira vocês e para os seus descendentes, onde
juntamente com os rins. 5 Os filhos de quer que vivam: não comerão a gordura
Aarão queimarão toda a gordura no al- nem o sangue.
tar, juntando-a ao animal que está sendo
queimado sobre a lenha no fogo do al- Os sacrifícios pelos pecados
tar. É uma oferta de aroma agradável ao feitos sem intenção
SENHOR.
6 — Quando o sacrifício de comunhão

para o SENHOR for tirado do rebanho,


4 O SENHOR disse a Moisés:
2— Diga aos israelitas que pode
acontecer de alguém pecar sem querer,
o animal poderá ser macho ou fêmea, fazendo o que o SENHOR mandou que
mas sem qualquer defeito. 7 Se a pessoa não fosse feito.
escolher um cordeiro, deverá levá-lo di- 3 — Se foi o sumo sacerdote* quem

ante do SENHOR. 8 Colocará a mão so- cometeu o pecado e trouxe culpa sobre

*4:3 sumo sacerdote Literalmente, “sacerdote ungido”. O sumo sacerdote era o rep-
resentante do povo diante de Deus. Ver também v16.
Levítico 4:4 4 Levítico 4:28

todo o povo, então ele deverá oferecer tro 17 e, molhando o seu dedo nele, as-
ao SENHOR um bezerro sem defeito. O pergirá o sangue sete vezes na presença
bezerro será sacrificado para purificar do SENHOR, diante da cortina do Lu-
o seu pecado. 4 O sacerdote apresentará gar Santo. 18 E colocará um pouco do
o bezerro ao SENHOR diante da Tenda sangue nas pontas do altar do incenso,
do Encontro, colocará a sua mão sobre que está diante do SENHOR, na Tenda
a cabeça do animal e o matará diante do Encontro. Ele deverá derramar o resto
do SENHOR. 5 Depois levará um pouco do sangue sobre a base do altar dos sac-
do sangue do animal para dentro da rifícios queimados diante da entrada da
Tenda do Encontro 6 e, molhando o dedo Tenda do Encontro. 19 Então tirará toda
nele, aspergirá o sangue sete vezes na a gordura do animal e a queimará no al-
presença do SENHOR, diante da cortina tar. 20 Ele fará com este bezerro o mesmo
do Lugar Santo. 7 E colocará um pouco que é feito com o bezerro do sacrifício
do sangue nas pontas do altar do in- para o perdão dos pecados. Assim o sac-
censo que está diante do SENHOR, na erdote fará a purificação pelos israelitas
Tenda do Encontro. Ele deverá derramar e eles serão perdoados. 21 Depois o sacer-
o resto do sangue sobre a base do al- dote levará o bezerro para fora do acam-
tar dos sacrifícios queimados, diante da pamento e o queimará como queimou o
entrada da Tenda do Encontro. 8 Então primeiro bezerro. É o sacrifício para per-
tirará toda a gordura do bezerro ofere- doar o pecado da comunidade.
cido em sacrifício pelo pecado: a gordura 22 — Quando um chefe da comunidade

das entranhas, 9 os dois rins com a gor- pecar sem querer, fazendo o que o
dura que os cobre e que está perto dos SENHOR, seu Deus, mandou que não
lombos, e a parte gorda do fígado, que fizessem, ele será culpado. 23 Quando
ele tira juntamente com os rins. 10 Ele souber que pecou, deverá oferecer um
fará tudo conforme se faz com as partes bode sem defeito para perdoar o seu
do bezerro no sacrifício de comunhão, pecado. 24 Colocará a sua mão sobre a
e queimará toda a gordura no altar dos cabeça do bode e matará o animal no
sacrifícios queimados. 11 Mas o resto do lugar onde se oferecem os sacrifícios
bezerro: pele, carne, cabeça, patas, en- queimados, na presença do SENHOR.
tranhas e intestinos, 12 ele levará para É um sacrifício para o perdão do seu
fora do acampamento, para um lugar pecado. 25 Então o sacerdote molhará o
puro, e ali queimará tudo sobre a lenha. dedo com um pouco do sangue do bode e
13 — Se a comunidade de Israel pecar o colocará nas pontas do altar dos sacrifí-
sem saber e fizer o que o SENHOR man- cios queimados. E derramará o resto do
dou que não fosse feito, eles ficarão sangue sobre a base do altar. 26 Depois
conscientes da sua culpa 14 assim que queimará toda a gordura do animal no
souberem que pecaram. Então a comu- altar, como queimou a gordura do sac-
nidade deverá oferecer um bezerro para rifício de comunhão. Assim o sacerdote
purificação do pecado. Ele deverá ser fará a purificação pelo pecado do chefe
apresentado diante da Tenda do Encon- da comunidade e ele será perdoado.
tro. 15 Os líderes da comunidade colo- 27 — Se qualquer pessoa da comu-

carão as suas mãos sobre a cabeça do nidade pecar sem querer, fazendo o que
animal e o matarão diante do SENHOR. o SENHOR tinha mandado que não fosse
16 O sumo sacerdote levará um pouco do feito, ela será culpada. 28 Assim que sou-
sangue para dentro da Tenda do Encon- ber que cometeu pecado, deverá ofer-
Levítico 4:29 5 Levítico 5:11

ecer uma cabra sem defeito pelo seu coisa impura: no corpo morto de um an-
pecado. 29 Colocará a sua mão sobre a imal selvagem ou doméstico ou de um
cabeça da cabra e matará a cabra no réptil, essa pessoa ficará impura e será
lugar onde se matam os animais dos culpada.
sacrifícios queimados. 30 E o sacerdote 3 — Se alguém tocar numa pessoa que

molhará o seu dedo com um pouco do está impura, mesmo que não se dê conta
sangue da cabra e o colocará nas pon- disso, ela também ficará impura. E assim
tas do altar dos sacrifícios queimados. que souber o que fez, será culpada.
Ele derramará o resto do sangue sobre 4 — Se alguém, sem pensar, jurar que

a base do altar. 31 O sacerdote também vai fazer alguma coisa, seja boa ou má,
tirará toda a gordura da cabra da mesma como algumas vezes as pessoas fazem,
forma como tirou a gordura dos sacrifí- será culpado ao se dar conta do que
cios de comunhão e a queimará no altar disse. 5 Nesse caso, ele confessará o
como um aroma agradável ao SENHOR. seu pecado 6 e levará ao SENHOR uma
Assim o sacerdote fará purificação por ovelha ou uma cabra do seu rebanho
essa pessoa e ela será perdoada. como sacrifício pelo seu pecado. E o sac-
32 — Se ela trouxer uma ovelha para erdote fará o sacrifício de purificação pe-
ser oferecida como sacrifício pelo seu los seus pecados.
pecado, deverá ser uma ovelha sem de- 7 — Se a pessoa não tiver a possi-

feito. 33 Colocará a sua mão sobre a bilidade de oferecer uma ovelha, então
cabeça da ovelha e matará a ovelha levará ao SENHOR duas rolas ou dois
como sacrifício pelo seu pecado. A pombinhos. Uma das aves será oferecida
ovelha será morta no lugar onde se sac- em sacrifício pelo pecado e a outra, em
rificam os animais queimados. 34 Então sacrifício queimado. 8 A pessoa levará
o sacerdote molhará o seu dedo num as aves ao sacerdote. O sacerdote ofer-
pouco do sangue do animal e o porá nas ecerá primeiro o sacrifício pelo pecado.
pontas do altar dos sacrifícios queima- Ele quebrará o pescoço da ave, mas sem
dos. Ele derramará o resto do sangue na arrancar a cabeça dela totalmente. 9 De-
base do altar. 35 O sacerdote tirará toda pois ele salpicará o sangue do sacrifí-
a gordura da ovelha assim como fez com cio pelo pecado no lado do altar e der-
os sacrifícios de comunhão e a queimará ramará o resto do sangue sobre a base
em oferta ao SENHOR. Assim o sacer- do altar. É o sacrifício pelo pecado. 10 A
dote fará purificação por essa pessoa e seguir, o sacerdote oferecerá a segunda
ela será perdoada. ave em sacrifício queimado e de acordo
com as normas. Assim o sacerdote fará a
Os sacrifícios por alguns pecados purificação pelo pecado e a pessoa será

5 — Se alguém for chamado para ser


testemunha de algo que viu ou ou-
viu, mas se recusar a falar, ele está
perdoada.
11 — Se a pessoa não tiver condições

de oferecer duas rolas ou duas pombin-


pecando e será responsável pelo seu has, então levará dois quilos* da mel-
pecado. hor farinha de trigo como sacrifício pelo
2 — Se alguém, mesmo que não tenha pecado. Não derramará azeite nem in-
se dado conta disso, tocar em qualquer censo sobre a farinha, porque é um sac-

*5:11dois quilos Literalmente, “a décima parte de um efa”. Geralmente a medida


em quilos em Levítico para a farinha é em “efas”. Ver tabela de pesos e medidas.
Levítico 5:12 6 Levítico 6:13

rifício pelo pecado. 12 Ele dará a far- que lhe foi dado para guardar; a pessoa
inha ao sacerdote que tirará uma mão- que tirar alguma coisa à força ou que a
cheia para representar toda a farinha, roubar; 3 a pessoa que encontrar alguma
e a queimará no altar juntamente com coisa que não lhe pertence e ficar com
as ofertas queimadas ao SENHOR. É um ela, mentindo ao dizer que não a en-
sacrifício pelo pecado. 13 Assim o sacer- controu; a pessoa que jurar falsamente
dote fará a purificação do pecado dessa para ficar com o que não é dela. 4 Em to-
pessoa e ela será perdoada. O resto da dos esses casos a pessoa é culpada e terá
farinha será para o sacerdote, como nas que devolver tudo o que roubou, todas
ofertas de cereais. as coisas que ficou por ter mentido, as
coisas que tinham sido confiadas a ela, as
O sacrifício de restituição coisas que tinha encontrado 5 e as coisas
14 O SENHOR disse a Moisés: que tinha jurado serem dela e que não
15 — Quando alguém, sem querer, for eram. Terá que devolver tudo ao dono
culpado de ficar com as coisas con- e dar mais vinte por cento do valor to-
sagradas ao SENHOR, ele deverá levar tal. Ela deverá fazer isso no mesmo dia
um carneiro sem qualquer defeito ao em que fizer o sacrifício de restituição.
SENHOR como sacrifício de restituição, 6 Para o sacrifício de restituição, ela ofer-

ou o equivalente em moedas de prata, ecerá ao SENHOR um carneiro do seu re-


segundo o peso oficial da moeda no san- banho sem nenhum defeito, ou o equiva-
tuário. 16 Para pagar pelo pecado que lente em moedas de prata. 7 Assim o sac-
cometeu por ter ficado com as coisas erdote fará a purificação diante do SEN-
consagradas, ele deverá levar ao sac- HOR e a pessoa será perdoada do pecado
erdote a oferta que tinha prometido e que era culpada.
acrescentar mais vinte por cento. O sac-
erdote fará a purificação da pessoa com As leis do sacrifício queimado
o carneiro do sacrifício de restituição e 8O SENHOR disse a Moisés:
ela será perdoada. 9— Ordene a Aarão e aos seus filhos
17 — Se alguém pecar e fizer algo que que, sobre o sacrifício queimado, o an-
os mandamentos do SENHOR dizem que imal sacrificado deverá ser totalmente
não deve ser feito, mesmo que não seja queimado no altar durante toda a noite
de propósito, ele é culpado e será re- até o amanhecer. Não deixem o fogo do
sponsável pelo seu pecado. 18 Ele deverá altar se apagar. 10 De manhã, o sacer-
levar ao sacerdote um carneiro do seu re- dote vestirá a roupa interior de linho
banho sem qualquer defeito, ou o paga- e a túnica de linho e tirará as cinzas
mento avaliado de acordo com o pecado que restaram do sacrifício queimado e
cometido. E o sacerdote fará a purifi- as colocará ao lado do altar. 11 Depois
cação da pessoa que cometeu o pecado mudará de roupa e levará as cinzas para
sem querer, e a pessoa será perdoada. fora do acampamento, para um lugar pu-
19 É o sacrifício de restituição, porque a rificado. 12 O fogo do altar deverá estar
pessoa era culpada diante do SENHOR. continuamente aceso, nunca deverá ser

6 O SENHOR disse a Moisés:


2 — Quando uma pessoa enganar

alguém do seu povo, ela é culpada de


apagado. Todas as manhãs o sacerdote
deverá pôr mais lenha sobre o altar e
arrumar sobre ele o sacrifício queimado
pecar contra Deus: a pessoa que men- e queimar nele a gordura das ofertas
tir sobre algo que lhe foi emprestado ou de comunhão. 13 O fogo do altar dev-
Levítico 6:14 7 Levítico 7:4

erá estar sempre aceso, não deverá ser pre ao SENHOR e deverá ser queimada
apagado. completamente. 23 Todas as ofertas de
cereais feitas pelos sacerdotes deverão
As leis das ofertas de cereais ser queimadas completamente, nada de-
14 — Estas são as leis para as ofer- verá ser comido.
tas de cereais. Os filhos de Aarão ap-
resentarão a oferta ao SENHOR, diante As leis dos sacrifícios pelo pecado
do altar. 15 O sacerdote tirará uma mão- 24 OSENHOR disse a Moisés:
cheia da farinha oferecida com azeite e 25 — Dê esta lei a Aarão e aos seus fil-
todo o incenso que acompanha a oferta hos acerca dos sacrifícios pelo pecado: o
e queimará tudo o que apanhou no al- animal que for oferecido ao SENHOR em
tar. A mão-cheia representa toda a oferta sacrifício pelo pecado deverá ser morto
e é uma oferta de aroma agradável ao no mesmo lugar onde se matam os ani-
SENHOR. 16 O resto da farinha será para mais queimados. É uma das ofertas mais
Aarão e seus filhos fazerem pão sem fer- sagradas. 26 O sacerdote que oferecer o
mento. Mas isso deverá ser comido num sacrifício pelo pecado só deverá comer
lugar sagrado: dentro do pátio da Tenda dele num lugar sagrado, dentro do pá-
do Encontro. 17 A oferta não deverá ser tio da Tenda do Encontro. 27 Tudo o
assada com fermento. Dei a eles essa que tocar na carne ficará santificado.
parte da oferta dos cereais, que é uma E se a roupa de alguém for salpicada
das ofertas mais sagradas, tão sagrada com sangue, deverá ser lavada num lu-
como o sacrifício pelo pecado ou o sac- gar sagrado. 28 A vasilha de barro onde
rifício de restituição. 18 Portanto, todos se cozinhou o animal do sacrifício pelo
os descendentes de Aarão, durante todas pecado deverá ser quebrada. Se a vasilha
as suas gerações, poderão comer a sua for de bronze, deverá ser esfregada e
parte das ofertas que são queimadas ao lavada com água.
SENHOR. Tudo o que tocar nas ofertas 29 — Só os homens que pertencem à

ficará santificado. família do sacerdote poderão comer da


carne do sacrifício pelo pecado, pois é
A oferta para a consagração uma das ofertas mais sagradas. 30 Não se
dos sacerdotes deverá comer do animal cujo sangue foi
19 O SENHOR disse depois a Moisés: levado para a Tenda de Encontro, para
20 — Esta é a oferta que Aarão e os ser feita a purificação no Lugar Santo.
seus filhos deverão apresentar ao SEN- Esse animal deverá ser completamente
HOR no dia em que forem consagra- queimado.
dos: dois quilos da melhor farinha, como
oferta de cereal, metade de manhã e A lei do sacrifício de restituição
metade à tarde. 21 A farinha deverá ser
bem preparada com azeite e assada.
Depois de misturada, a oferta deverá
7O —tuição.
2
Esta é a lei do sacrifício de resti-
É uma oferta muito sagrada.
animal deverá ser morto no lugar
ser partida em pedaços e apresentada onde são mortos os animais destinados
ao SENHOR. É uma oferta de aroma a serem sacrifícios queimados e o seu
agradável ao SENHOR. 22 Assim também sangue será aspergido nos lados do al-
deverá o sumo sacerdote, descendente tar. 3 Toda a sua gordura deverá ser
de Aarão, preparar a oferta de cereais. É queimada: a gordura da cauda e a que
uma oferta que deverá ser oferecida sem- cobre as entranhas, 4 os dois rins e a sua
Levítico 7:5 8 Levítico 7:26

gordura, ou seja a gordura junto aos lom- rifício, não deverá ficar nada para o dia
bos e a parte da gordura do fígado, que seguinte.
se retira juntamente com os rins. 5 O sac- 16 — Se a oferta for feita para cumprir

erdote queimará toda a gordura sobre uma promessa ou se for uma oferta só
o altar como oferta queimada ao SEN- de boa vontade, a carne deverá ser co-
HOR. É o sacrifício de restituição. 6 To- mida no dia do sacrifício, mas o que
dos os sacerdotes poderão comer dele, sobrar poderá ser guardado para o dia
mas num lugar sagrado, porque é uma seguinte. 17 Mas a carne que sobrar até
oferta muito sagrada. o terceiro dia será queimada nesse dia.
7 — Esta mesma lei aplica-se tanto ao 18 Se alguém comer da carne do sacrifí-

sacrifício de restituição como ao sac- cio de comunhão no terceiro dia, a sua


rifício pelo pecado: a carne pertence oferta não será aceita, será rejeitada. É
ao sacerdote que oferecer o sacrifício um sacrifício impuro e quem dele comer
para a purificação dos pecados. 8 A pele será culpado de pecado.
do animal ficará para o sacerdote que 19 — Não se comerá a carne que to-

ofereceu o sacrifício queimado. 9 Assim car em qualquer coisa impura, ela será
também será com as ofertas de cereais queimada no fogo. Aqueles que estão
preparadas no forno ou cozidas numa puros poderão comer da carne do sacri-
panela ou numa assadeira, pertencerão fício de comunhão. 20 Mas quem estiver
ao sacerdote que as oferecer. 10 Mas as impuro e comer da carne do sacrifício de
outras ofertas de cereais, sejam amas- comunhão oferecido ao SENHOR, será
sadas com azeite ou não, serão dividi- excluído* da comunidade.
das igualmente entre todos os filhos de 21 — Quem tocar em algo impuro, seja

Aarão. impureza humana ou de animal ou de


algo impuro ou proibido, e depois comer
A lei do sacrifício de comunhão a carne do sacrifício de comunhão do
11 — Esta é a lei para os sacrifícios de SENHOR, será excluído da comunidade.
comunhão oferecidos ao SENHOR. 12 Se
alguém fizer uma oferta de comunhão A proibição de comer
em agradecimento a Deus, deverá tam- gordura e sangue
bém oferecer bolos sem fermento amas- 22 O SENHOR disse a Moisés:
sados com azeite, pães finos sem fer- 23 — Diga aos israelitas que não co-
mento e untados com azeite, e bolos mam a gordura de bezerro, carneiro ou
feitos da melhor farinha amassada com cabrito. 24 Não comam a gordura de um
azeite. 13 E, juntamente com a sua oferta animal que foi encontrado morto ou que
de comunhão em agradecimento, deverá foi despedaçado por animais selvagens.
também oferecer pão fermentado. 14 De Podem fazer o que quiserem com a gor-
cada uma destas ofertas, uma parte será dura, mas não a comam. 25 Quem comer
tirada como contribuição para o SEN- a gordura de um animal que foi ofer-
HOR. Essa parte pertencerá ao sacerdote ecido em sacrifício queimado ao SEN-
que aspergiu o sangue do sacrifício de HOR, será excluído da comunidade.
comunhão. 15 A carne do sacrifício de 26 — Onde quer que vocês estejam

comunhão oferecida por agradecimento vivendo, não devem comer nada com
deverá ser comida no mesmo dia do sac- sangue, quer seja de animal ou de

*7:20 excluído ou “eliminado”. Literalmente, “cortado”.


Levítico 7:27 9 Levítico 8:13

ave. 27 Qualquer pessoa que chegue a trouxessem as suas ofertas ao SENHOR,


comer algo com sangue será excluída da no deserto de Sinai.
comunidade.
A consagração de Aarão e seus filhos

8
A porção dos sacerdotes O SENHOR disse a Moisés:
28 O SENHOR disse a Moisés: 2 — Faça com que Aarão e os seus
29 — Diga aos israelitas que a oferta de filhos venham até a entrada da Tenda do
comunhão ao SENHOR deverá ser apre- Encontro com as roupas sacerdotais, o
sentada ao SENHOR pela própria pessoa. azeite da consagração, o bezerro para o
30 Com as suas mãos ele deverá levar a sacrifício pelo pecado, os dois carneiros
oferta ao SENHOR. Depois levará a gor- e o cesto de pães sem fermento. 3 Reúna
dura e o peito e oferecerá o peito diante também toda a comunidade diante da
do SENHOR com o movimento de ap- entrada da Tenda do Encontro.
resentação*. 31 O sacerdote queimará a 4 Moisés fez o que o SENHOR tinha lhe

gordura no altar, mas o peito será para mandado e reuniu a comunidade diante
Aarão e para os seus filhos. 32 A coxa da entrada da Tenda do Encontro 5 e lhes
direita do sacrifício de comunhão será disse:
dada ao sacerdote como contribuição. — Foi o SENHOR que mandou fazer
33 A coxa direita será para o homem, isto.
filho de Aarão, que oferecer o sangue 6 Moisés trouxe a Aarão e aos seus fil-

e a gordura do sacrifício de comunhão. hos e os lavou com água; 7 depois pôs


34 Dos sacrifícios de comunhão ofereci- a túnica em Aarão e colocou nele o
dos pelos israelitas, a coxa direita e o cinto, o manto e o éfode. E prendeu o
peito do animal me pertencem, e eu os éfode em toda a volta com o cinto dec-
dou como contribuição a Aarão e aos orado. 8 Também colocou o peitoral so-
seus filhos. Essa é a sua porção para bre Aarão e nele pôs o Urim e o Tumim.
sempre. 9 Colocou o turbante na cabeça dele e
35 — Dos sacrifícios queimados ao na parte da frente do turbante colocou a
SENHOR, essa é a porção que cabe a lâmina de ouro, a coroa sagrada. Moisés
Aarão e aos seus filhos, desde o dia em fez tudo como o SENHOR tinha lhe or-
que o SENHOR os consagrou para serem denado fazer.
seus sacerdotes. 36 Foi o SENHOR que or- 10 Depois Moisés pegou o azeite de

denou que essa parte fosse dada a eles consagração e ungiu a Tenda Sagrada
desde o dia em que os consagrou. Essa e tudo o que havia nela. Assim ele
é uma ordem que os israelitas terão que consagrou tudo ao SENHOR. 11 Tam-
cumprir para sempre. bém aspergiu o altar sete vezes e as-
37 São essas as leis dos sacrifícios sim o consagrou, juntamente com todos
queimados, das ofertas de cereais, dos os utensílios, a bacia de purificação e
sacrifícios pelo pecado e de restituição, a sua base. 12 Depois Moisés derramou
dos sacrifícios de consagração e dos sac- parte do azeite de consagração sobre a
rifícios de comunhão. 38 O SENHOR deu cabeça de Aarão e o consagrou a Deus.
essas leis a Moisés no monte Sinai, no 13 Aproximaram-se então os filhos de

dia em que ordenou aos israelitas que Aarão. E Moisés colocou neles as túni-

*7:30 movimento de apresentação Possivelmente a pessoa levantava na mão a oferta


diante do altar para dedicá-la ao SENHOR.
Levítico 8:14 10 Levítico 8:35

cas, os cintos e enrolou os turbantes nas mão direita e no polegar do pé direito.


suas cabeças, tal como o SENHOR tinha Depois aspergiu o resto do sangue nos
mandado. lados do altar. 25 Depois pegou a gor-
14 A seguir Moisés trouxe o bezerro dura, a cauda, a gordura das entranhas,
para o sacrifício pelo pecado. E Aarão a gordura que cobre o fígado, os dois
e os seus filhos puseram as mãos so- rins com a sua gordura e a coxa dire-
bre a cabeça do bezerro. 15 O bezerro ita do carneiro. 26 E, do cesto dos pães
foi morto e Moisés molhou o dedo no sem fermento que estava diante do SEN-
sangue e pôs um pouco de sangue em to- HOR, ele tirou um pão feito com azeite
dos os cantos do altar e assim purificou o e um bolo e os colocou sobre a gordura
altar. Depois derramou o resto do sangue e sobre a coxa direita do carneiro. 27 En-
sobre a base do altar. Assim Moisés con- tão colocou tudo nas mãos de Aarão e
sagrou o altar para fazer a purificação do dos seus filhos para eles fazerem o movi-
seu pecado. 16 Depois Moisés queimou mento de apresentação diante do SEN-
sobre o altar a gordura das entranhas HOR. 28 A seguir, Moisés pegou na oferta
do bezerro, a parte gorda do fígado e que Aarão e os seus filhos tinham nas
os dois rins com a gordura que os co- mãos e queimou-a no altar como um sac-
bre. 17 Mas a pele do bezerro, a sua carne rifício queimado. Foi o sacrifício de con-
e os intestinos, Moisés os queimou fora sagração dos sacerdotes, uma oferta de
do acampamento, tal como o SENHOR aroma agradável ao SENHOR. 29 Moisés
tinha mandado. ofereceu também ao SENHOR, com o
18 Moisés trouxe o carneiro do sacri- movimento de apresentação, o peito do
fício queimado, e Aarão e os seus fil- animal que era a parte do carneiro que
hos colocaram as mãos sobre a cabeça lhe pertencia. Fez exatamente como o
do carneiro. 19 Então Moisés matou o SENHOR tinha lhe ordenado.
carneiro e aspergiu o sangue nos lados 30 Depois Moisés pegou num pouco do

do altar. 20 A seguir cortou o carneiro azeite da consagração e num pouco do


em pedaços e queimou no altar a cabeça, sangue que estava no altar e aspergiu-os
os pedaços e a gordura. 21 Lavou com sobre Aarão e sobre a sua roupa, e sobre
água as entranhas e as patas e queimou os seus filhos e as suas roupas. E assim
todo o carneiro sobre o altar como sacri- os consagrou a Deus.
fício queimado. Foi uma oferta de aroma 31 Moisés disse a Aarão e aos seus

agradável ao SENHOR. Moisés fez tudo filhos:


conforme o SENHOR tinha lhe mandado. — Cozinhem e comam a carne diante
22 A seguir trouxeram o segundo da entrada da Tenda do Encontro, com o
carneiro para ser usado na consagração pão do cesto das ofertas da consagração.
de Aarão e dos seus filhos como sacer- Façam tudo como eu disse. 32 Queimem
dotes. E eles colocaram as suas mãos so- no fogo o que sobrar da carne e do
bre a cabeça do carneiro. 23 Então Moisés pão. 33 Durante sete dias, até terminar
matou o carneiro e com um pouco do o tempo da consagração de vocês, não
seu sangue tocou na orelha direita, e no devem sair da entrada da Tenda do En-
polegar da sua mão direita e no pole- contro. 34 Foi o SENHOR que mandou
gar do seu pé direito. 24 Então os filhos fazer o que foi feito hoje para purifi-
de Aarão se aproximaram e Moisés to- cação dos seus pecados. 35 Fiquem du-
cou também com o sangue na orelha di- rante sete dias, dia e noite, diante da
reita de cada um deles, no polegar da entrada da Tenda do Encontro. Se não
Levítico 8:36 11 Levítico 9:23

obedecerem às ordens do SENHOR, mor- sacrifício pelo pecado, conforme o SEN-


rerão! Foi isto o que Deus me disse. HOR tinha ordenado a Moisés. 11 Mas a
36 Aarão e os seus filhos fizeram tudo o carne e a pele do animal, ele queimou
que o SENHOR tinha ordenado a Moisés. fora do acampamento.
12 Depois Aarão matou o animal do
Os sacerdotes iniciam as suas funções sacrifício queimado. Os seus filhos

9 Oito dias depois Moisés chamou a


Aarão, aos seus filhos, e aos líderes
2
de Israel. E disse a Aarão:
trouxeram-lhe o sangue e ele aspergiu
os lados do altar com o sangue.
13 Trouxeram-lhe então os pedaços do

— Traga um bezerro para o sacrifício sacrifício queimado e a cabeça, e Aarão


pelo pecado e um carneiro para o sacri- os queimou no altar. 14 Depois lavou as
fício queimado, ambos sem nenhum de- entranhas e as patas, e as queimou no
feito, e ofereça-os diante do SENHOR. altar, em cima do sacrifício queimado.
3 Depois diga aos israelitas para traz- 15 A seguir Aarão ofereceu o sacrifí-

erem um bode para o sacrifício pelo cio pelo povo. Ele sacrificou o bode pelo
pecado; um bezerro e um cordeiro de pecado do povo, assim como tinha feito
um ano, ambos sem nenhum defeito, com o primeiro sacrifício. 16 Ofereceu
para o sacrifício queimado; 4 um boi e também o sacrifício queimado, tendo
um carneiro, para serem oferecidos ao seguido todas as normas. 17 Apresentou
SENHOR em sacrifício de comunhão; e também a oferta de cereais. Tirou uma
que ofereçam tudo juntamente com uma mão-cheia da farinha e queimou-a no al-
oferta de cereais amassada com azeite, tar, juntamente com o sacrifício que era
pois hoje o SENHOR aparecerá a eles. queimado de manhã.
5 Eles levaram tudo o que Moisés tinha 18 Matou também o bezerro e o

ordenado para a entrada da Tenda do carneiro em sacrifício de comunhão pelo


Encontro, e a comunidade aproximou- povo. Os filhos de Aarão trouxeram-lhe
se e ficou de pé diante do SENHOR. o sangue, e ele aspergiu os lados do al-
6 Moisés disse: tar com o sangue. 19 As gorduras do bez-
— O SENHOR ordenou que vocês erro e do carneiro: a cauda gorda, a gor-
fizessem isso, para que a glória do SEN- dura que cobre as entranhas, os rins e
HOR apareça a vocês. a parte gorda do fígado, 20 puseram-nas
7 E Moisés disse a Aarão: em cima do peito dos animais e Aarão
— Aproxime-se do altar e ofereça queimou tudo isso sobre o altar. 21 De-
um sacrifício pelo pecado e um sacrifí- pois apresentou o peito e a coxa dire-
cio queimado, para purificação dos seus ita, com o movimento de apresentação,
pecados e dos pecados do povo, con- ao SENHOR, assim como Moisés tinha
forme o SENHOR ordenou. ordenado.
8 Aarão aproximou-se do altar e ma- 22 Depois de ter oferecido o sacrifício

tou o bezerro em sacrifício pelos seus pelo pecado, o sacrifício queimado e o


próprios pecados. 9 Os filhos de Aarão sacrifício de comunhão, Aarão levantou
trouxeram-lhe o sangue e Aarão mol- as mãos e abençoou o povo; então de-
hou o dedo no sangue e pôs um pouco sceu do altar.
de sangue nos cantos do altar; ele der- 23 Moisés e Aarão entraram na
ramou o resto do sangue na base do al- Tenda do Encontro e, quando saíram,
tar. 10 Depois queimou no altar a gor- abençoaram o povo. E a glória do
dura, os rins e a parte gorda do fígado do SENHOR apareceu a todo o povo.
Levítico 9:24 12 Levítico 10:16

24 Saiufogo da presença do SENHOR casa de Israel, poderão chorar por causa


e devorou o sacrifício queimado e as daqueles que foram mortos pelo fogo
gorduras que estavam sobre o altar. do SENHOR. 7 Não saiam da entrada da
O povo viu, gritou e inclinou-se em Tenda do Encontro. Se saírem, morrerão,
adoração. pois foram consagrados ao SENHOR pelo
azeite de consagração.
O castigo de Nadabe e Abiú E eles fizeram o que Moisés lhes disse.

10 Naquele mesmo dia, Nadabe e 8 Depois o SENHOR disse a Aarão:

Abiú, filhos de Aarão, pegaram os 9 — Nem você, nem os seus filhos de-

seus incensários e tendo colocado neles vem beber vinho, nem outras bebidas al-
brasas e incenso foram oferecer um fogo coólicas quando entrarem na Tenda do
estranho* ao SENHOR, que Deus não Encontro, senão vocês morrerão. Esta é
tinha lhes ordenado. 2 Nesse momento uma lei para sempre, para todas as ger-
saiu fogo da presença do SENHOR e eles ações. 10 Assim vocês poderão distinguir
foram consumidos completamente, mor- o sagrado do profano, e o puro do im-
rendo ali mesmo, diante do SENHOR. puro. 11 E poderão ensinar aos israelitas
3 Moisés então disse a Aarão: todas as leis que eu, o SENHOR, dei por
— O SENHOR se referia ao que acabou meio de Moisés.
de acontecer quando disse: 12 Moisés disse a Aarão e aos dois fil-

“Os sacerdotes que se aproximam de hos que ficaram vivos, Eleazar e Itamar:
mim — Comam a oferta de cereal que
têm que me respeitar; restou do sacrifício que foi queimado in-
a eles mostrarei que sou santo, teiramente ao SENHOR. Comam-na sem
e assim serei respeitado por todo o fermento e junto ao altar, porque é uma
povo”. coisa muito sagrada. 13 Comam-na num
E Aarão ficou calado. lugar sagrado, pois é a porção do sacri-
4 Então Moisés chamou Misael e fício que foi todo queimado ao SENHOR
Elzafã, filhos de Uziel, tio de Aarão, e e pertence a vocês.
lhes disse: 14 — Mas o peito e a coxa do animal

— Vão buscar os corpos dos seus ir- oferecido com o movimento de apresen-
mãos da frente do santuário e levem-nos tação, vocês podem comer em qualquer
para fora do acampamento. lugar que tenha sido purificado. Essa é
5 Eles foram, pegaram os corpos e a parte das ofertas de comunhão dos is-
levaram-nos ainda com as suas túnicas raelitas que foi dada a você e aos seus
para fora do acampamento, como Moisés filhos e filhas. 15 Tanto a coxa como o
tinha dito. peito serão sempre oferecidos ao SEN-
6 E Moisés disse a Aarão e aos seus fil- HOR com o movimento de apresentação,
hos Eleazar e Itamar: juntamente com a gordura do sacrifício
— Não fiquem tristes por causa de- que foi todo queimado. Essa é a parte
les, não raspem a cabeça nem rasguem que pertence a você e aos seus filhos.
as roupas. Se o fizerem, vocês morrerão Pois foi assim que o SENHOR ordenou.
e a ira do SENHOR cairá sobre toda 16 Depois Moisés procurou o bode do

a comunidade. Mas os seus parentes, a sacrifício pelo pecado, mas descobriu


*10:1 fogo estranho Possivelmente o fogo não tinha sido tirado do altar como Deus
tinha ordenado, era portanto um fogo “de fora” ou um “fogo estranho”. Ver Êx 30.9
e Lv 16.12.
Levítico 10:17 13 Levítico 11:26

que já tinha sido queimado. Então ficou no impuro. 8 Não deverão comer destes
irado com Eleazar e Itamar, os filhos de animais nem tocar nos seus corpos mor-
Aarão que tinham ficado vivos, e lhes tos. Considerem-nos impuros.
disse: 9 — Dos animais que vivem nas águas
17 — Por que não comeram o sacrifí- do mar e dos rios, vocês poderão comer
cio pelo pecado no lugar santo? Pois é de todos os que têm barbatanas e esca-
um sacrifício muito sagrado, oferecido mas. 10 Mas dos répteis e dos animais que
para perdoar o pecado da comunidade vivem nas águas do mar ou dos rios e que
e para a sua purificação diante do SEN- não têm escamas ou barbatanas, vocês
HOR. 18 Como o sangue do animal não não poderão comer. 11 Considerem esses
foi levado para dentro do Lugar Santo, animais impuros. Não comam, nem to-
era ali que vocês deveriam ter comido a quem nos seus corpos mortos. 12 Consid-
sua carne, como eu tinha ordenado. erem impuro todo animal que vive na
19 Aarão disse a Moisés: água mas que não tem barbatanas nem
— Olhe, hoje mesmo os meus fil- escamas.
hos ofereceram o sacrifício pelo pecado 13 — As seguintes aves são impuras

e o sacrifício todo queimado ao SEN- e vocês estão proibidos de comê-las: a


HOR, e aconteceram estas coisas ter- águia, o abutre, a águia-marinha, 14 o
ríveis comigo. Você acha que o SENHOR milhafre, o falcão, 15 todas as espécies
teria ficado satisfeito se eu tivesse co- de corvos, 16 a avestruz, a andorinha,
mido o sacrifício pelo pecado hoje? a gaivota e todas as espécies de gav-
20 Moisés ouviu a explicação e ficou iões, 17 o mocho, a coruja, o corujão, 18 o
satisfeito. íbis, o pelicano, o abutre, 19 a cegonha,
a garça, a poupa e o morcego.
As normas sobre os 20 — Todos os insetos que têm asas
animais puros e impuros mas que andam pelo chão, vocês de-

112
O SENHOR disse a Moisés e a
Aarão:
— Digam aos israelitas que os ani-
verão considerar impuros, 21 a não ser
os insetos que podem saltar porque têm
as pernas articuladas. 22 Portanto, po-
mais que vocês poderão comer 3 são os dem comer todo tipo de gafanhotos e de
animais que têm o casco dividido e que grilos.
ruminam*. 23 — Mas deverão considerar impuros
4 — Portanto, não poderão comer todos os outros tipos de insetos voadores
destes animais, embora eles sejam ru- que andem pelo chão. 24 Quem tocar no
minantes ou tenham o casco dividido: o corpo morto de um desses animais, fi-
camelo, pois é ruminante mas não tem o cará impuro até o fim da tarde. 25 Quem
casco dividido. Considerem-no impuro. pegar no corpo morto de um desses ani-
5 Também o coelho, ele é ruminante, mais, terá que lavar a sua roupa e ficará
mas o casco não é dividido. Considerem- impuro até o fim da tarde.
no impuro. 6 A lebre, ela é ruminante 26 — Deverão também considerar im-

mas não tem o casco dividido. É im- puro todo animal que não tiver o casco
pura. 7 O porco, ele tem o casco divi- dividido ou que não ruminar. E quem to-
dido mas não é ruminante. Considerem- car num desses animais ficará também

*11:3ruminam Animais ruminantes são aqueles cuja comida volta à boca depois de
a comerem. Eles mastigam-na de novo e voltam a comê-la.
Levítico 11:27 14 Levítico 12:4

impuro. 27 Além disso, considerem tam- 39 — Quando um animal (que pode

bém impuros todos os animais de quatro ser comido) morrer de morte natural,
patas que caminham sobre a planta dos a pessoa que tocar no corpo ficará im-
pés. Quem tocar neles ficará impuro até pura até o fim da tarde. 40 Quem comer
o fim da tarde. 28 E quem pegar no corpo da carne desse animal terá que lavar as
morto desses animais terá que lavar a suas roupas e ficará impuro até o fim da
sua roupa, e ficará impuro até o fim da tarde. Quem transportar o corpo do ani-
tarde. mal terá que lavar as suas roupas e ficará
29 — Deverão também considerar im- impuro até o fim da tarde.
puros estes animais que rastejam pelo 41 — Todos os animais que rastejam

chão: a toupeira, o rato, toda espé- pelo chão são impuros e não poderão
cie de lagarto grande, 30 a lagartixa, o comer deles: 42 tanto os que rastejam so-
crocodilo, a salamandra, o lagarto de bre o ventre como os que caminham com
areia e o camaleão. 31 Estes são os ani- quatro ou mais patas, são impuros. Não
mais que vocês deverão considerar im- poderão comer deles. 43 Não se deixem
puros. Quem tocar nos seus corpos mor- contaminar por qualquer um desses ani-
tos ficará impuro até o fim da tarde. mais. Não se tornem impuros por causa
32 — Se o corpo de um desses animais deles, 44 porque eu sou o SENHOR, o
cair morto sobre qualquer objeto, o ob- seu Deus. Purifiquem-se e permaneçam
jeto ficará impuro, seja o objeto feito de santos, porque eu sou santo. Não se
madeira, de pano, de couro, de lã ou tornem impuros por causa desses ani-
de pano de saco. O objeto terá que ser mais que se arrastam pelo chão. 45 Eu
lavado com água e ficará impuro até o sou o SENHOR, que tirou vocês da terra
fim da tarde. Depois, poderá ser usado do Egito, para ser o seu Deus. Sejam san-
de novo. 33 Se um animal impuro cair tos, porque eu sou santo.
dentro de uma vasilha de barro, tudo 46 Estas são as normas que se referem

o que estiver dentro da vasilha ficará aos animais, às aves, aos seres que vivem
impuro e a vasilha terá que ser que- na água, e aos animais que rastejam
brada. 34 Se a vasilha tiver água dentro pelo chão. 47 Elas servem para distin-
e a água cair sobre qualquer tipo de co- guirem entre os animais puros e os an-
mida ou bebida, a comida ou a bebida fi- imais impuros, entre os animais que po-
cará impura. 35 Se o corpo morto de um dem ser comidos e os que não podem ser
desses animais tocar num forno ou fogão comidos.
de barro, deverão destruí-lo. Vocês de-
verão considerar essas coisas impuras, A purificação depois do parto
pois elas são sempre impuras.
36 — Se o corpo morto de um animal

cair numa fonte ou num poço de água,


12 O SENHOR disse a Moisés 2 para
que ele falasse aos israelitas o
seguinte:
a água continuará pura. Mas quem tocar — A mulher que der à luz um menino,
no corpo do animal ficará impuro. 37 Se o ficará impura durante sete dias, como
corpo morto cair sobre alguma semente no período da sua menstruação. 3 No
que vai ser plantada, a semente contin- oitavo dia o menino será circuncidado.
uará pura. 38 Mas se a semente estiver 4 A mulher deverá esperar trinta e três

molhada e o corpo do animal cair sobre dias para ser purificada do sangue que
ela, ela deverá ser considerada impura. perdeu na hora do parto. Durante o
tempo da sua purificação, ela não poderá
Levítico 12:5 15 Levítico 13:17

tocar em nenhuma coisa sagrada nem sete dias, o sacerdote voltará a exami-
entrar no santuário. 5 Se der à luz a uma nar a pessoa. Se a ferida não ficar pior
menina, ficará impura durante catorze nem tiver se espalhado pela pele, então
dias, como no período da sua menstru- o doente ficará isolado mais sete dias.
ação. E deverá esperar sessenta e seis 6 Depois disso, o sacerdote voltará a ex-

dias para ser purificada do sangue que aminar a pessoa. Se a ferida tiver mel-
perdeu na hora do parto. horado e não tiver se espalhado, o sac-
6 — Quando terminar o período da pu- erdote declarará a pessoa pura. É apenas
rificação pelo nascimento de um menino uma erupção, a pessoa lavará a roupa e
ou de uma menina, ela levará ao sac- estará pura.
erdote, diante da entrada da Tenda do 7 — Mas se, depois do sacerdote ter

Encontro, um cordeiro de um ano para declarado que a pessoa está pura, a


o sacrifício queimado. E oferecerá tam- erupção se espalhar, então ela se apre-
bém um pombinho ou uma rola, em sac- sentará de novo ao sacerdote. 8 O sac-
rifício pelo pecado. 7 Então o sacerdote erdote examinará a pessoa para ver se
levará a mulher até a presença do SEN- a erupção se espalhou pela pele. Se
HOR e ele fará o sacrifício de purifi- a erupção tiver se espalhado, o sacer-
cação, e ela ficará purificada do sangue dote declarará o doente impuro. É uma
que perdeu na hora do parto. Esta é a lei doença grave e contagiosa.
para a mulher que der à luz um menino 9 — Quem tiver uma doença grave na

ou uma menina. 8 Se ela não puder pa- pele será levado ao sacerdote. 10 O sacer-
gar o preço de um cordeiro, então ofere- dote examinará a pessoa e se notar que
cerá dois pombinhos ou duas rolas. Um ela tem um inchaço branco na pele, com
dos animais será oferecido em sacrifício pelo branco e carne viva no inchaço,
queimado e o outro em sacrifício pelo 11 é porque ela tem uma doença conta-

pecado. Assim o sacerdote fará a purifi- giosa que não tem cura. Então o sacer-
cação e ela ficará pura. dote declarará a pessoa impura, não pre-
cisando isolá-la para ter que examinála
As normas sobre as doenças da pele de novo.

13 O SENHOR disse a Moisés e a 12 — Se o sacerdote verificar que a

Aarão: doença se espalhou por toda a pele


2
— Quando alguém tiver um inchaço, da pessoa, da cabeça aos pés, 13 e que
uma erupção ou uma mancha inflamada a doença cobre todo o corpo, então
na pele que possa se tornar uma doença declarará a pessoa pura. A pessoa que
perigosa, será levado ao sacerdote Aarão ficou toda branca está pura. 14 Mas se,
ou a um dos seus filhos sacerdotes. 3 O mais tarde, aparecer uma ferida aberta,
sacerdote examinará a ferida. Se o pelo com carne viva na pele dessa pessoa,
na ferida tiver se tornado branco e a ela ficará impura. 15 Quando o sacerdote
ferida parecer ser mais funda do que a chegar a ver a carne viva, ele declarará
pele, então é uma doença grave e conta- o doente impuro. A carne viva é impura:
giosa. O sacerdote declarará essa pessoa a pessoa tem uma doença contagiosa na
impura depois de examiná-la. pele.
4 — Se a mancha na pele for branca 16 — Se a carne viva voltar a ficar

e superficial, e o pelo não chegar a se branca, a pessoa voltará ao sacerdote.


tornar branco, então o sacerdote isolará 17 E se o sacerdote verificar que a ferida

o doente durante sete dias. 5 Depois de


Levítico 13:18 16 Levítico 13:42

se tornou branca, ele declarará a pessoa 29 — Se um homem ou uma mulher

pura. tiver uma ferida na cabeça ou no queixo,


18 — Se alguém tiver uma ferida com 30 o sacerdote examinará a ferida. Se a

pus na pele e ela se curar, 19 e no lugar ferida parecer ser mais funda do que a
da ferida aparecer um inchaço branco ou pele e o pelo nela for amarelo e fino,
uma mancha vermelha, ele se apresen- o sacerdote declarará o doente impuro.
tará ao sacerdote. 20 O sacerdote exam- Ele tem uma doença grave na cabeça
inará o lugar, e se a mancha for funda ou no queixo. 31 Se o sacerdote exam-
e o pelo nela tiver se tornado branco, inar a ferida e ela parecer ser superfi-
o sacerdote declarará a pessoa impura. cial, mas não tiver pelo preto, o sacer-
É uma doença contagiosa que se espal- dote manterá o doente isolado durante
hou a partir da ferida. 21 Mas se o sacer- sete dias. 32 No sétimo dia, o sacerdote
dote verificar que o pelo na mancha não examinará de novo a ferida. Se chegar
é branco e que a ferida é superficial, ele a ver que ela não se espalhou, que o
isolará a pessoa durante sete dias. 22 Se, pelo nela não é amarelo e que a infecção
depois disso, a ferida tiver se espalhado é superficial, 33 então a pessoa rapará
pela pele, o sacerdote declarará a pes- os pelos em volta da ferida, mas não
soa impura. É uma doença contagiosa. na ferida, e o sacerdote o manterá iso-
23 Mas se a mancha não mudou nem se lado durante mais sete dias. 34 No sétimo
espalhou pela pele, então é apenas uma dia o sacerdote examinará de novo a
cicatriz. O sacerdote declarará a pessoa ferida. Se perceber que ela não se espal-
pura. hou pela pele e que é superficial, o sacer-
24 — Quando alguém tiver uma dote declarará o doente puro. O doente
queimadura na pele e aparecer uma lavará a sua roupa e ficará puro. 35 Mas
mancha vermelha ou branca na carne se, depois do doente ter sido declarado
viva, 25 o sacerdote examinará a ferida. puro, a infecção se espalhar pela pele,
Se o pelo nela for branco ou se a 36 o sacerdote o examinará de novo. Se

ferida for funda, então o sacerdote chegar a ver que a infecção se espal-
declarará a pessoa impura. É uma hou, ele não precisa verificar se há pe-
doença contagiosa que apareceu na los amarelos nela, o doente está impuro.
queimadura. 26 Mas se o sacerdote 37 Mas se chegar a ver que a infecção

examinar a mancha e verificar que o não se espalhou e que cresceram pelos


pelo nela não é branco, que a ferida é pretos nela, ele está curado. O sacerdote
superficial e que está menos inflamada, declarará o doente puro.
então o sacerdote isolará o doente 38 — Se um homem ou uma mulher

durante sete dias. 27 No sétimo dia, o tiver muitas manchas brancas na pele,
sacerdote voltará a examiná-lo. Se a 39 o sacerdote examinará essas manchas.

mancha tiver se espalhado, o sacerdote Se verificar que as manchas são brancas


declarará o doente impuro. É uma mas sem brilho, então é uma infecção
doença contagiosa. 28 Mas se a mancha sem importância. A pessoa está pura.
não tiver mudado nem se espalhado 40 — Se um homem perder todo o ca-

pela pele, e estiver menos inflamada, belo e ficar careca, ele está puro. 41 Se
é só a cicatriz da queimadura. O perder o cabelo da frente da cabeça e
sacerdote declarará o doente puro, pois ficar careca daquele lado, ele está puro.
é apenas a cicatriz da queimadura. 42 Mas se aparecer uma ferida branca

avermelhada na parte careca da frente


Levítico 13:43 17 Levítico 14:8

ou de trás, então é uma doença grave que ela está desaparecendo, então cortará a
lhe apareceu na cabeça. 43 O sacerdote parte afetada da roupa, do couro, do
examinará o doente. Se verificar que a linho ou da malha. 57 Se depois disso a
ferida na parte da frente ou na parte de mancha voltar a aparecer e começar a se
trás da cabeça é avermelhada, como uma espalhar, então todo o artigo afetado de-
doença contagiosa em outras partes da verá ser queimado. 58 Mas, se depois de
pele, 44 então o homem tem uma doença lavada, a mancha desaparecer do tecido
contagiosa e está impuro. O sacerdote ou do couro, então o objeto afetado será
declarará o doente impuro, por causa da lavado de novo e ficará puro.
ferida na cabeça. 59 Estas são as normas para declarar se
45 — Quem tiver uma doença conta- as manchas nas roupas de lã, de linho, de
giosa na pele deverá avisar as outras. malha ou nos objetos de couro, são puras
Ele rasgará a roupa, rapará o cabelo, co- ou impuras quando elas têm mofo.
brirá a boca e gritará: “Impuro! Impuro!”
46 Enquanto tiver a doença contagiosa, As normas para a
ele estará impuro e viverá sozinho, fora cerimônia de purificação
do acampamento.
47 — Também poderá aparecer uma

mancha de mofo na roupa de lã ou de


14 O SENHOR disse a Moisés:
2— Estas são as normas para
as pessoas que tiveram uma doença de
linho, 48 ou em qualquer tecido de malha pele contagiosa e foram curadas. Isto é
ou de lã, ou num objeto de couro. 49 Se o que o sacerdote deverá fazer com elas
a mancha na roupa ou no couro for quando elas forem curadas.
verde ou vermelha, é uma mancha con- — A pessoa será levada ao sacerdote,
tagiosa e deverá ser apresentada ao sac- 3 para que ele a examine fora do acam-

erdote. 50 O sacerdote examinará a man- pamento. Se a doença tiver desapare-


cha e isolará o objeto afetado durante cido, 4 o sacerdote mandará a pessoa
sete dias. 51 No sétimo dia voltará a ex- trazer duas aves puras, um ramo de ce-
aminar a mancha. Se ela tiver se espal- dro, um pano vermelho e um ramo de
hado pelo tecido ou pelo couro, é uma hissopo. 5 Então o sacerdote mandará
mancha contagiosa. O objeto é impuro. matar uma das aves, derramando o seu
52 O sacerdote queimará a roupa ou o ob- sangue numa vasilha de barro com água
jeto de couro, pois é mofo contagioso e fresca*. 6 Depois molhará a ave viva, o
deverá ser queimado. ramo de cedro, o pano vermelho e o
53 — Se o sacerdote verificar que a ramo de hissopo no sangue da ave morta
mancha não se espalhou pelo tecido em água fresca. 7 Sete vezes, ele asper-
ou pelo objeto de couro, 54 então man- girá o sangue sobre a pessoa que está
dará lavar e isolar o tecido durante sete sendo purificada da doença de pele e
dias. 55 Se depois de lavado, o sacerdote declarará a pessoa pura. Depois soltará
verificar que a mancha não se alterou, a ave viva num campo aberto.
mesmo que não tenha se espalhado, o 8 — A pessoa purificada lavará a sua

tecido é impuro e será queimado. roupa, rapará o cabelo e os pelos do


56 — Mas, se depois da mancha ter corpo, e lavará todo o corpo com água.
sido lavada, o sacerdote verificar que Então entrará no acampamento, mas fi-

*14:5 água fresca Literalmente, “água viva”. Refere-se à água tirada de uma fonte
ou de um rio, água corrente.
Levítico 14:9 18 Levítico 14:28

cará fora da sua tenda durante sete dias. cada. Assim o sacerdote fará a cerimô-
9 No sétimo dia rapará todos os pelos do nia de purificação pela pessoa, diante do
corpo: o cabelo, a barba, as sobrancelhas SENHOR.
e os outros pelos. E de novo lavará a sua 19 — O sacerdote oferecerá então o

roupa e o seu corpo com água e ficará sacrifício pelo pecado e fará a purifi-
puro. cação da pessoa que está sendo purifi-
10 — No oitavo dia, a pessoa levará cada da sua impureza. Depois matará o
dois cordeiros sem defeito e uma ovelha animal para o sacrifício todo queimado
de um ano sem defeito, seis quilos da 20 e o oferecerá sobre o altar, juntamente

melhor farinha amassada com azeite, com a oferta de cereal. Assim ele fará a
para a oferta de cereal, e meio litro de cerimônia de purificação e a pessoa fi-
azeite. 11 O sacerdote responsável pela cará pura.
purificação apresentará a pessoa e as 21 — Mas se a pessoa for pobre e

suas ofertas ao SENHOR, diante da en- não puder pagar tudo isso, então levará
trada da Tenda do Encontro. 12 Então o um cordeiro para o sacrifício de restitu-
sacerdote sacrificará um dos cordeiros ição. O cordeiro será oferecido com o
como oferta de restituição. E fará o movimento de apresentação. Essa será
movimento de apresentação diante do a oferta para a cerimônia de purifi-
SENHOR com o meio litro de azeite. cação. A pessoa levará também dois qui-
13 Depois, matará o cordeiro no Lu- los da melhor farinha amassada com
gar Santo, onde se sacrificam os ani- azeite como oferta de cereal, meio litro
mais oferecidos pelo pecado e os sacrifí- de azeite 22 e duas rolas, ou dois pom-
cios queimados. Assim como o sacrifício binhos, conforme as suas possibilidades.
pelo pecado, o sacrifício de restituição é Uma será para o sacrifício pelo pecado
muito sagrado e pertence ao sacerdote. e a outra, para o sacrifício que deve ser
14 — O sacerdote colocará um pouco queimado completamente.
do sangue do sacrifício de restituição 23 — No oitavo dia ele levará essas

na pessoa que está sendo purificada. O ofertas ao sacerdote, diante da entrada


sangue deverá ser colocado na ponta da da Tenda do Encontro, diante do SEN-
orelha direita, no polegar da mão dire- HOR, para a sua purificação. 24 O sac-
ita e no polegar do pé direito daquela erdote pegará no cordeiro para o sac-
pessoa. 15 Depois o sacerdote derramará rifício de restituição e no azeite e fará
parte do azeite na palma da sua mão es- com eles o movimento de apresentação
querda. 16 Molhando o seu dedo direito diante do SENHOR. 25 Depois matará o
no azeite que está na sua mão esquerda, cordeiro para o sacrifício de restituição.
ele o aspergirá sete vezes diante do SEN- Com um pouco do sangue do sacrifício,
HOR. 17 Com o azeite que ainda ficou na o sacerdote molhará a ponta da orelha
palma da sua mão, o sacerdote untará a direita da pessoa que está sendo purifi-
pessoa que está sendo purificada nos lu- cada, o polegar da sua mão direita e o
gares que tinha molhado com o sangue polegar do seu pé direito. 26 Depois o
do sacrifício de restituição, ou seja, na sacerdote derramará parte do azeite na
ponta da orelha direita, no polegar da palma da sua mão esquerda. 27 E com o
sua mão direita e no polegar do seu pé seu dedo direito, aspergirá um pouco do
direito. 18 O resto do azeite que ficou na azeite sete vezes diante do SENHOR. 28 E
sua mão, o sacerdote derramará sobre a também colocará um pouco do azeite
cabeça da pessoa que está sendo purifi- nos lugares que tinha molhado com o
Levítico 14:29 19 Levítico 14:55

sangue do sacrifício de restituição, ou jam levadas para um lugar impuro, fora


seja, na ponta da orelha direita, no pole- da cidade. 41 E o sacerdote mandará ras-
gar da mão direita e no polegar do pé par todo o interior da casa. No fim da
direito. 29 O resto do azeite que ficou na raspagem, todo o lixo deverá ser jun-
sua mão, o sacerdote derramará sobre a tado e levado para um lugar impuro, fora
cabeça da pessoa que está sendo purifi- da cidade. 42 Depois colocarão outras pe-
cada. Assim o sacerdote fará a cerimônia dras no lugar das primeiras e rebocarão
de purificação diante do SENHOR. a casa com barro novo.
30 — Depois o sacerdote sacrificará 43 — Se as manchas voltarem a apare-

uma das rolas ou um dos pombos, cer depois das pedras terem sido tiradas
conforme as possibilidades da pessoa. e a casa ter sido raspada e rebocada
31 Uma das aves será para o sacrifício com barro novo, 44 então o sacerdote
pelo pecado e a outra para o sacrifício voltará a examinar a mancha. Se ela
todo queimado, juntamente com a oferta tiver se espalhado por toda a casa, é uma
de cereal. Assim o sacerdote fará a pu- mancha contagiosa: a casa está impura.
rificação da pessoa, diante do SENHOR. 45 Ela será derrubada e todas as pedras,
32 Estas são as normas para a purifi- madeiras e reboco serão levadas para um
cação das pessoas que têm doenças con- lugar impuro, fora da cidade. 46 Quem
tagiosas da pele e não têm possibilidade entrar na casa durante os dias em que
de fazer os sacrifícios normais. ela estiver fechada, ficará impuro até o
fim da tarde. 47 Quem dormir ou comer
As normas para as casas com mofo nessa casa terá que lavar as suas roupas.
33 O SENHOR disse a Moisés e a Aarão: 48 — Mas se o sacerdote perceber que
34 — Vocês vão entrar na terra de as manchas não se espalharam quando
Canaã, a terra que eu lhes dou como examinar a casa depois de ter sido re-
propriedade. Quando vocês estiverem bocada, então declarará que a casa está
vivendo lá, eu poderei fazer aparecer pura: as manchas desapareceram.
uma mancha de mofo numa das casas. 49 — Para purificar a casa, o sacer-
35 Então o dono dessa casa deverá ir ao dote precisará de duas aves, um ramo
sacerdote e dizer: “Vi na minha casa algo de cedro, um pano vermelho e um ramo
que parece ser uma mancha de mofo”. de hissopo. 50 Ele matará uma das aves
36 O sacerdote então ordenará que tirem numa vasilha de barro com água fresca.
tudo para fora da casa antes de exam- 51 Depois pegará no ramo de cedro, no

inar a mancha, para que nada se torne ramo de hissopo, no pano vermelho e na
impuro. Só depois irá examinar a casa. ave viva, e molhará tudo no sangue da
37 Se ele perceber que as manchas for- ave que foi morta em água fresca. Então
mam pontos verdes ou vermelhos que aspergirá a casa sete vezes com o sangue.
parecem ser mais fundos do que a parede 52 Assim a casa será purificada com o

em volta, 38 então o sacerdote sairá da sangue da ave, a água fresca, a ave viva,
casa e ordenará que ela seja fechada du- o ramo de cedro, o ramo de hissopo e
rante sete dias. o pano vermelho. 53 O sacerdote soltará
39 — No sétimo dia, o sacerdote a ave viva num campo aberto, fora da
voltará a examinar a casa. Se a mancha cidade. Assim ele fará o sacrifício pela
tiver se espalhado pela parede, 40 então casa e ela ficará pura.
o sacerdote ordenará que sejam tiradas 54 Essas são as normas sobre qualquer

as pedras que tenham a mancha e se- doença contagiosa de pele, 55 de mofo


Levítico 14:56 20 Levítico 15:24

nas roupas ou nas casas, 56 de inchaços, ele tocou. Se tiver tocado numa vasilha
erupções ou manchas. 57 São normas que de madeira, ela terá que ser lavada.
ensinam se algo é puro ou impuro e o 13 — Quando o homem com o corri-

que deve ser feito a respeito das doenças mento estiver curado da sua doença, de-
contagiosas da pele e de mofo. verá esperar sete dias para se purificar.
Depois lavará a sua roupa e tomará
Normas sobre as banho em água corrente, então ficará
impurezas dos homens puro. 14 No oitavo dia, levará duas rolas

152
O SENHOR disse a Moisés e
Aarão:
— Digam aos israelitas que qualquer
ou dois pombos e os entregará ao sacer-
dote, diante do SENHOR, diante da en-
trada da Tenda do Encontro. 15 O sacer-
homem com um corrimento que saia dos dote oferecerá uma das aves em sacrifí-
seus genitais ficará impuro. 3 Ele ficará cio pelo pecado e a outra em sacrifício
impuro mesmo que o corrimento não queimado. Assim o homem ficará puro
continue escorrendo. diante do SENHOR pelo corrimento que
4 — A cama onde o homem com o cor- teve.
rimento se deitar ficará impura e o lu- 16 — Quando um homem tiver uma

gar onde ele se sentar também ficará im- emissão de esperma, deverá tomar
puro. 5 A pessoa que tocar na cama onde banho e ficará impuro até o fim da tarde.
ele esteve deitado terá que lavar a sua 17 Qualquer peça de roupa ou de couro

roupa e tomar banho, e ficará impuro onde o esperma cair será lavada e ficará
até o fim da tarde. 6 A pessoa que se impura até o fim da tarde. 18 Depois de
sentar onde ele esteve sentado terá que um homem ter relações sexuais com uma
lavar a sua roupa e tomar banho, e fi- mulher, ambos terão que tomar banho e
cará impuro até o fim da tarde. 7 Quem ficarão impuros até o fim da tarde.
tocar no corpo do homem que tem o
corrimento terá que lavar a sua roupa e Normas sobre as
tomar banho, e ficará impuro até o fim impurezas das mulheres
da tarde. 8 Se o homem que tiver o corri- 19 — Quando uma mulher tiver o seu

mento cuspir numa pessoa que está pura, período menstrual, ficará impura du-
ela terá que lavar a sua roupa, e ficará rante sete dias. Todo aquele que tocar
impura até o fim da tarde. 9 A sela do nela ficará impuro até o fim da tarde.
animal sobre a qual o homem se sentar 20 Qualquer lugar onde ela se deitar ou

ficará impura. 10 Quem tocar em qual- se sentar, durante esse período, ficará
quer coisa onde o homem com o corri- impuro. 21 Quem tocar na cama onde ela
mento esteve sentado ficará impuro até esteve deitada terá que lavar a sua roupa
o fim da tarde. Quem pegar nessas coisas e tomar banho, e ficará impuro até o fim
terá que lavar as suas roupas e tomar da tarde. 22 Quem tocar em alguma coisa
banho, e ficará impuro até o fim da onde ela esteve sentada terá que lavar a
tarde. 11 Se o homem com o corrimento sua roupa e tomar banho, e ficará im-
tocar numa pessoa sem lavar as mãos, puro até o fim da tarde. 23 Quem tocar
essa pessoa terá que lavar a sua roupa e num objeto que estava sobre a cama ou
tomar banho, e ficará impura até o fim sobre alguma coisa onde ela se sentou,
da tarde. 12 Além disso, terão que que- ficará impuro até o fim da tarde.
brar todos os pratos de barro nos quais 24 — Se um homem tiver relações sex-

uais com ela, a sua impureza menstrual


Levítico 15:25 21 Levítico 16:10

passará para ele e ficará impuro durante relações sexuais com uma mulher que
sete dias. Qualquer cama onde ele se está impura.
deitar ficará impura.
25 — Quando uma mulher tiver um O Dia do Perdão
derramamento de sangue que dure
muito tempo, fora da sua menstruação
normal, ou se o derramamento contin-
16 Depois dos dois filhos de Aarão
terem morrido quando se aprox-
imaram do SENHOR, o SENHOR disse a
uar além do período normal, ela ficará Moisés:
impura todo esse tempo, como nos dias 2 — Diga ao seu irmão Aarão que ele

da sua menstruação. 26 Qualquer cama não deverá entrar no Lugar Santíssimo a


onde ela se deitar enquanto tiver o der- qualquer momento. Ele não deverá pas-
ramamento ficará impura. Será como a sar para o outro lado da cortina, onde a
cama onde ela dorme durante o período tampa da purificação está sobre a arca.
menstrual. E qualquer coisa onde ela Se fizer isso, morrerá, pois é por cima da
se sentar ficará impura, tal como era tampa que eu apareço numa nuvem.
no período menstrual. 27 Quem tocar 3 — Para Aarão poder entrar no Lugar

em qualquer uma dessas coisas ficará Santíssimo, ele terá que oferecer antes
impuro. Terá que lavar a sua roupa um bezerro em sacrifício pelo pecado
e tomar banho, e ficará impuro até o e um carneiro em sacrifício queimado.
fim da tarde. 28 Quando ela estiver cu- 4 Depois terá que lavar o corpo com água

rada do derramamento de sangue, dev- e vestir as roupas sagradas: a túnica por


erá esperar sete dias, então ficará pura. cima e a roupa interior de linho por
29 No oitavo dia, ela levará duas rolas ou baixo. Apertará a túnica com o cinto de
dois pombos ao sacerdote, diante da en- linho e porá na cabeça o turbante de
trada da Tenda do Encontro. 30 O sacer- linho.
dote oferecerá uma das aves em sacrifí- 5 — Da parte do povo de Israel, Aarão

cio pelo pecado e a outra em sacrifício terá que receber dois bodes para o sac-
queimado. Assim o sacerdote purificará rifício pelo pecado e um carneiro para
a mulher diante do SENHOR pelo derra- o sacrifício queimado. 6 Então fará o
mamento de sangue que ela teve. sacrifício do bezerro como oferta pelo
31 — Assim vocês manterão os israeli- pecado. É uma oferta pelo seu próprio
tas separados das coisas impuras, para pecado. Assim ele fará a purificação por
que não contaminem a minha Tenda si mesmo e pela sua família. 7 Depois ap-
Sagrada, que está no meio deles. Se fiz- resentará os dois bodes diante do SEN-
erem assim, eles não morrerão. HOR, diante da entrada da Tenda do
32 Essas são as normas sobre o homem Encontro. 8 E lançará sortes pelos dois
com corrimento e com emissão de es- bodes: um deles será escolhido para o
perma que tornam o homem impuro, SENHOR e outro para Azazel*.
33 sobre a mulher no seu período men- 9 — Aarão sacrificará o bode escol-

strual, sobre derramamentos de sangue, hido para o SENHOR como oferta pelo
quer seja homem ou mulher, e sobre as pecado. 10 Mas o bode escolhido para
Azazel será apresentado vivo diante do
*16:8 Azazel O significado deste nome é incerto. Pode ser o nome de um lugar ou
de um demônio. A ideia é que o bode destinado a Azazel levará para longe, para o
deserto, para o lugar onde moram os demônios, os pecados do povo. Ver também
vv10,26.
Levítico 16:11 22 Levítico 16:29

SENHOR e enviado para Azazel, para o da comunidade de Israel e o fará santo


deserto. Assim o povo será purificado. de novo.
11 — Aarão sacrificará o bezerro como 20 — Quando Aarão acabar de fazer

oferta pelo seu próprio pecado. Assim a cerimônia de purificação pelo Lugar
fará a purificação por ele mesmo e pela Santíssimo, pela Tenda do Encontro e
sua família. Ele sacrificará o bezerro pelo altar, apresentará o bode vivo.
como oferta pelo seu próprio pecado. 21 Aarão colocará as suas mãos sobre a
12 Depois pegará num incensário, cheio cabeça do bode e confessará todas as
de brasas tiradas do altar que está di- maldades, as rebeliões e os pecados dos
ante do SENHOR, e duas mãos-cheias de israelitas. Assim todos os pecados dos
incenso aromático, e levará tudo para o israelitas passarão para o bode. Depois
outro lado da cortina. 13 Diante do SEN- Aarão enviará o bode para o deserto.
HOR, Aarão colocará o incenso sobre O bode será levado para o deserto por
as brasas. Assim a fumaça do incenso um homem escolhido para isso. 22 No de-
cubrirá a tampa que está sobre a arca da serto, o homem soltará o bode. Assim o
aliança e Aarão não morrerá. 14 Depois bode levará todos os pecados dos israeli-
molhará o dedo no sangue do bezerro e tas para o deserto.
aspergirá esse sangue na parte da tampa 23 — Depois disso Aarão entrará na

que dá para o leste, e também sete vezes Tenda do Encontro, tirará as roupas de
diante da tampa. linho que tinha vestido antes de entrar
15 — Então sacrificará o bode pelo no Lugar Santíssimo e ali as deixará.
pecado do povo e levará o sangue para o 24 Lavará o seu corpo com água no san-

outro lado da cortina. Ali fará o mesmo tuário e vestirá a sua roupa normal. De-
que fez com o sangue do bezerro: asper- pois oferecerá o sacrifício que deve ser
girá o sangue na parte da tampa que dá todo queimado, para fazer a cerimônia
para o leste e diante da tampa. 16 Assim de purificação pelos seus pecados e pelos
Aarão fará a purificação pelo Lugar San- pecados do povo. 25 Por fim, queimará
tíssimo por causa das impurezas dos is- no altar a gordura dos animais ofereci-
raelitas, dos seus atos rebeldes e de todos dos em sacrifício pelo pecado.
os seus pecados. E purificará também a 26 — O homem que soltou o bode

Tenda do Encontro, porque ela está no para Azazel lavará a sua roupa e o seu
meio de gente impura. corpo com água, depois poderá entrar no
17 — Aarão entrará na Tenda do En- acampamento.
contro para fazer a cerimônia de pu- 27 — O bezerro e o bode que foram

rificação e ninguém mais poderá entrar oferecidos como sacrifícios pelo pecado,
nela até que ele saia. Ele fará a cerimô- e cujo sangue foi levado para o Lu-
nia de purificação por ele mesmo, pela gar Santíssimo para fazer a purificação,
sua família e por toda a comunidade de serão levados para fora do acampa-
Israel. 18 Depois Aarão sairá para ficar mento e as suas peles, carnes e intesti-
junto do altar que está diante do SEN- nos serão queimados. 28 O homem que
HOR e o purificará. Ele colocará um os queimar lavará a sua roupa e o seu
pouco do sangue do bezerro e do bode corpo com água, depois poderá entrar no
nas pontas do altar. 19 Com o dedo asper- acampamento.
girá o sangue sete vezes sobre o altar. As- 29 — Esta é uma lei que vocês, e os imi-

sim ele purificará o altar das impurezas grantes que vivem entre vocês, terão que
cumprir sempre: no dia dez do sétimo
Levítico 16:30 23 Levítico 17:16

mês, todos jejuarão* e não farão nenhum pergirá o sangue sobre o altar do SEN-
trabalho. 30 Nesse dia o sacerdote fará a HOR, diante da entrada da Tenda do
cerimônia de purificação por vocês, para Encontro, e queimará a gordura como
ficarem limpos do pecado. Assim vocês aroma agradável ao SENHOR. 7 Assim os
ficarão puros diante do SENHOR. 31 Este israelitas não oferecerão mais sacrifícios
será um dia de descanso para vocês, um aos demônios do deserto,† com os quais
dia de sábado, para jejuarem. Será uma eles têm sido infiéis comigo. Esta será
lei para sempre. uma lei para sempre, para ser guardada
32 — A cerimônia de purificação dos por todas as gerações.
pecados será feita por um sacerdote 8 — Todo israelita, ou imigrante que

ungido e escolhido para suceder ao seu oferecer um sacrifício queimado ou


pai como sumo sacerdote. O sacerdote qualquer outro sacrifício 9 e não levá-lo
vestirá as roupas sagradas de linho 33 e diante da entrada da Tenda do Encon-
fará a cerimônia de purificação pelo Lu- tro, para oferecê-lo ao SENHOR, será ex-
gar Santíssimo, a Tenda do Encontro, o pulso da comunidade.
altar, os sacerdotes e toda a comunidade. 10 — Se algum israelita, ou imigrante,
34 Esta será uma lei para sempre: uma comer o sangue de qualquer animal, eu
vez por ano deverá ser realizada a cer- estarei contra ele e o expulsarei do meio
imônia da purificação de todos os peca- da comunidade, 11 pois a vida da carne
dos dos israelitas. está no sangue. Eu mesmo dei o sangue
Aarão fez tudo o que o SENHOR tinha oferecido sobre o altar para a purificação
ordenado a Moisés. da vida de vocês, pois é o sangue que faz
a purificação da vida. 12 É por isso que eu
As leis sobre os sacrifícios e o sangue digo que nenhum de vocês, israelitas ou

17 O SENHOR disse a Moisés:


2
— Diga a Aarão, aos seus
filhos e a todos os israelitas que eu,
imigrantes, deverá comer coisa alguma
com sangue.
13 — Qualquer israelita ou imigrante

o SENHOR, ordeno que 3 qualquer is- que caçar um animal ou uma ave que
raelita deve levar ao SENHOR o bezerro, é permitido comer, derramará o seu
cordeiro ou cabra que sacrificou den- sangue no chão e o cobrirá com terra.
tro ou fora do acampamento. 4 O sac- 14 Porque a vida do corpo é o seu sangue

rifício deverá ser levado diante da en- e por isso disse aos israelitas: “Não
trada da Tenda do Encontro, no san- comerão nenhuma carne com sangue”.
tuário do SENHOR. Quem não fizer isso Quem comer alguma coisa com sangue
será culpado de derramar sangue e será será expulso da comunidade.
expulso da comunidade. 5 Portanto, os 15 — Toda pessoa, seja israelita ou

israelitas devem levar ao SENHOR os seja imigrante, que comer a carne de


sacrifícios que costumavam oferecer no um animal encontrado morto ou que foi
campo. Devem levá-los diante da en- morto por animais selvagens, lavará a
trada da Tenda do Encontro, para o sac- sua roupa, tomará banho e ficará impuro
erdote oferecê-los ao SENHOR como sac- até o fim da tarde; depois disso ficará
rifício de comunhão. 6 E o sacerdote as- puro. 16 Mas se não lavar a sua roupa
*16:29 jejuarão Literalmente, “se humilharão”. Não comendo, fazendo jejum. É só
neste dia que a lei ordena o jejum. Também no v31.
†17:7 demônios do deserto Aqui parece se referir à crença de que alguns espíritos
malignos viviam no deserto na forma de bodes selvagens.
Levítico 18:1 24 Levítico 18:27

e não tomar banho, será castigado pelo 14 — Não desonre o seu tio tendo re-

seu pecado. lações sexuais com a esposa dele: ela é


sua tia.
As leis sobre as relações sexuais 15 — Não tenha relações sexuais com

18 O SENHOR disse a Moisés:


2
— Diga aos israelitas que eu
3
sou o SENHOR, seu Deus. Não sigam os
a sua nora: ela é esposa do seu filho.
16 — Não desonre o seu irmão tendo

relações sexuais com a esposa dele.


costumes do Egito, o país onde viviam 17 — Não tenha relações sexuais com

antes, nem os costumes dos habitantes uma mulher e com a sua filha ou a sua
de Canaã, a terra para onde eu levarei neta. Não importa que a neta seja filha
vocês. Não vivam como eles vivem, nem do filho ou da filha desta mulher. São
sigam as suas leis. 4 Obedeçam aos meus parentes próximos dela. Isso seria um
mandamentos e às minhas leis e vivam ato indecente.
conforme eu lhes ordeno, porque eu sou 18 — Enquanto a sua esposa for viva,

o SENHOR, seu Deus. 5 Obedeçam às não tenha relações sexuais nem se case
minhas regras e leis, porque quem fizer o com a irmã dela. Isso causaria rivalidade
que a lei manda terá vida por meio dela. entre as duas.
Eu sou o SENHOR. 19 — Não tenha relações sexuais com
6 — Ninguém deverá ter relações sex- uma mulher durante o seu período men-
uais com uma pessoa da sua própria strual, porque ela está impura.
família. Eu sou o SENHOR. 20 — Não se corrompa tendo relações
7 — Não desonre o seu pai tendo re- sexuais com a esposa de outro homem.
lações sexuais com a sua mãe. Ela é sua 21 — Não despreze o nome do seu Deus

mãe, portanto, não tenha relações sexu- oferecendo qualquer um dos seus filhos
ais com ela. ou filhas em sacrifício a Moloque. Eu sou
8 — Não desonre o seu pai tendo re- o SENHOR.
lações sexuais com a mulher casada com 22 — Nenhum homem deverá ter

ele. relações sexuais com outro homem,


9 — Não tenha relações sexuais com a porque é um pecado abominável.
sua irmã, mesmo que ela só seja filha 23 — Não se corrompa tendo relações

do seu pai ou só seja filha da sua mãe, sexuais com um animal. Nem a mulher
quer tenha nascido na mesma casa ou em deverá se corromper tendo relações sex-
outra. uais com um animal, porque é um ato
10 — Não tenha relações sexuais com indecente.
a sua neta, a filha da sua filha ou do seu 24 — Não se corrompam praticando

filho: isso seria uma desonra para você. esses atos perversos. É por terem feito
11 — Não tenha relações sexuais com a esses pecados e terem se tornado im-
sua irmã, filha da sua madrasta, pois ela puros que eu vou expulsar os povos
é filha do seu pai. dessa terra e entregá-la a vocês. 25 Vou
12 — Não tenha relações sexuais com castigar esses povos porque os seus peca-
a irmã do seu pai: ela é parente próxima dos contaminaram a terra e, agora, a
do seu pai. terra os lançará fora. 26 Quanto a vocês,
13 — Não tenha relações sexuais com a tanto israelitas como os imigrantes que
irmã da sua mãe: ela é parente próxima vivem entre vocês, obedeçam às min-
da sua mãe. has regras e leis e não façam nen-
hum desses atos perversos. 27 Pois as
Levítico 18:28 25 Levítico 19:19

pessoas que viviam nessa terra antes sagradas do SENHOR. Ele será expulso
de vocês praticaram esses pecados e da comunidade.
contaminaram a terra. 28 Se vocês não 9 — Quando fizerem a colheita dos

praticarem esses pecados, a terra não seus terrenos, deixem os cantos do ter-
os expulsará, como fez com os povos reno sem colher. E não voltem atrás
que antes viviam nela. Foram expulsos para apanhar as espigas que caírem no
porque contaminaram a terra com es- chão. 10 Também deixem algumas uvas
sas práticas perversas. 29 Quem come- nas videiras e não apanhem as uvas que
ter esses pecados será expulso da comu- caírem no chão. Tudo o que não apan-
nidade. 30 Obedeçam, portanto, ao que harem ficará para os pobres e para os
eu mando, e não pratiquem nenhum imigrantes. Eu sou o SENHOR, seu Deus.
dos atos detestáveis que eles praticavam 11 — Não roubem, não mintam e não

antes de vocês chegarem. Não façam as enganem ninguém.


impurezas que eles faziam. Eu sou o 12 — Não façam promessas falsas em

SENHOR, seu Deus. meu nome, pois estariam desonrando o


nome do seu Deus. Eu sou o SENHOR.
Santidade e justiça 13 — Não explorem as pessoas e não

19 O SENHOR disse a Moisés:


2
— Diga a toda a comunidade
de Israel que eles devem ser santos
roubem nada de ninguém.
— Não deixem para o dia seguinte*
o pagamento do salário que devem aos
porque eu, o SENHOR, seu Deus, sou trabalhadores.
santo. 14 — Não insultem os surdos.
3 — Cada um de vocês respeite o seu — Não ponham nada na frente dos
pai e a sua mãe, e guarde os meus dias de cegos para que eles tropecem, mas re-
descanso, os sábados. Eu sou o SENHOR, speitem o seu Deus. Eu sou o SENHOR.
seu Deus. 15 — Nos julgamentos sejam justos.
4 — Não adorem os ídolos, nem façam Não favoreçam os pobres nem ajudem os
deuses de metal. Eu sou o SENHOR, seu ricos. Julguem com toda justiça.
Deus. 16 — Não andem espalhando calúnias
5 — Quando oferecerem um sacrifí- entre o povo, não seja culpado de ter
cio de comunhão ao SENHOR, deverão causado a morte de alguém. Eu sou o
fazer da maneira que eu mandei, para SENHOR.
que seja aceito. 6 A oferta deverá ser co- 17 — Não tenham ódio no coração con-

mida no dia em que for oferecida, ou tra o seu irmão, mas não deixem de
no dia seguinte. Mas se ainda sobrar co- repreendê-lo, para que vocês não sejam
mida no terceiro dia, a comida deverá também culpados pelo pecado dele.
ser queimada. 7 Não deverão comer a 18 — Não procurem vingança, nem

comida que ainda estiver sobrando no guardem rancor contra ninguém do seu
terceiro dia, pois a comida estará im- povo, mas amem o seu próximo como
pura e o sacrifício já não será aceito. vocês amam a vocês mesmos. Eu sou o
8 Quem o comer estará pecando e será SENHOR.
castigado, pois não respeitou as coisas 19 — Obedeçam às minhas leis.

*19:13Não deixem (…) seguinte Os trabalhadores recebiam pelo seu trabalho no


mesmo dia. Ver Mt 20.1-16.
Levítico 19:20 26 Levítico 20:7

— Não deixem que dois animais de es- 31 — Não se tornem impuros, consul-

pécies diferentes se acasalem. tando espíritos dos mortos ou feiticeiros.


— Não semeiem no mesmo campo Eu sou o SENHOR, seu Deus.
duas espécies diferentes de semente. 32 — Vocês devem levantar-se na pre-

— Não se vistam com roupas feitas de sença dos idosos, honrar os líderes e re-
dois tipos de tecido. speitar o seu Deus. Eu sou o SENHOR.
20 — Se um homem tiver relações 33 — Não tratem mal o imigrante que

sexuais com uma escrava que está vive na terra de vocês. 34 Devem tratá-
prometida a outro homem, mas que lo como qualquer outra pessoa e amá-lo
ainda não foi comprada nem libertada, como se amam uns aos outros, pois vocês
devem ser castigados os dois. No entanto também foram imigrantes no Egito. Eu
não serão condenados à morte porque sou o SENHOR, seu Deus.
ela ainda não era livre. 21 O homem trará 35 — Não cometam fraudes nas me-

ao SENHOR, diante da entrada da Tenda didas de comprimento, peso ou quanti-


do Encontro, um carneiro como sacrifí- dade. 36 Usem balanças, pesos e medidas
cio de restituição. 22 Com o carneiro de justas. Eu sou o SENHOR, seu Deus, que
restituição, o sacerdote fará a cerimô- tirou vocês da terra do Egito.
nia de purificação dos pecados, diante 37 — Obedeçam às minhas regras e

do SENHOR. Então ele ficará purificado leis, praticando-as. Eu sou o SENHOR.


do pecado que cometeu.
23 — Quando entrarem na terra de Avisos contra a desobediência
Canaã e plantarem árvores que dão
fruto, deverão considerar os seus fru-
tos impuros durante os três primeiros
20 O SENHOR disse a Moisés:
2
— Diga aos israelitas que se
uma pessoa sacrificar um dos seus fil-
anos, não comam dos seus frutos. 24 No hos ao deus Moloque, será condenada à
quarto ano todos os frutos serão ofereci- morte. Não importa se essa pessoa for is-
dos ao SENHOR. Será uma oferta de lou- raelita ou imigrante. Ela será apedrejada
vor. 25 No quinto ano já poderão comer pelo povo daquela terra. 3 Eu mesmo
dos frutos. Assim a sua colheita aumen- estarei contra essa pessoa e a expulsarei
tará. Eu sou o SENHOR, seu Deus. do povo por ter dado um dos seus filhos
26 — Não comam nada que tenha a Moloque. Essa pessoa tornou impuro
sangue. o meu santuário e não respeitou o meu
— Não pratiquem adivinhação nem santo nome. 4 Se o povo fechar os ol-
magia. hos para o pecado que essa pessoa come-
27 — Não arredondem os cantos do ca- teu, dando um dos seus filhos a Moloque,
belo nem cortem os cantos da barba. e não a condenar à morte, 5 então eu
28 — Não façam cortes no corpo em mesmo estarei contra essa pessoa e sua
memória aos mortos, nem tatuagens na família. Eu a expulsarei do meio do povo
pele. Eu sou o SENHOR. junto com todos os que me forem infiéis
29 — Não desonre a sua filha tornando- seguindo o deus Moloque.
a uma prostituta. Se fizer isso, toda a 6 — Se alguém for infiel a mim e con-

terra se afastará de Deus e se encherá de sultar os espíritos dos mortos e os feiti-


maldade. ceiros, eu estarei contra essa pessoa e a
30 — Guardem os meus sábados e expulsarei da comunidade.
respeitem o meu santuário. Eu sou o 7 — Vocês devem se purificar e ser san-

SENHOR. tos, porque eu sou o SENHOR, o seu


Levítico 20:8 27 Levítico 20:26

Deus. 8 Sejam sempre obedientes às min- de todos. O homem que desonrar a sua
has leis, porque eu sou o SENHOR, que irmã será castigado pelo seu pecado.
santifica vocês. 18 — Se um homem tiver relações sex-
9 — Quem amaldiçoar o seu pai ou a uais com a sua mulher durante o período
sua mãe será morto. A própria pessoa é menstrual, os dois devem ser expulsos
culpada da sua morte porque desprezou da comunidade. Eles pecaram porque ex-
o seu pai e a sua mãe. puseram o sangramento dela.
10 — Se um homem cometer adultério 19 — Um homem não deve ter relações

com a esposa de outro homem, tanto o sexuais com a irmã da sua mãe, nem com
homem como a mulher serão condena- a irmã do seu pai. Elas são suas parentes
dos à morte. próximas. Tanto você como ela sofrerão
11 — Se um homem tiver relações sex- as consequências se fizerem isso.
uais com a mulher do seu pai, ele está 20 — Se um homem tiver relações sex-

desonrando o seu pai e, por isso, tanto o uais com a mulher do seu tio, desonra
homem como a mulher deverão ser con- o seu tio. Nesse caso, tanto o homem
denados à morte. Eles mesmos se con- como a mulher serão castigados e mor-
denaram à morte. rerão sem terem filhos.
12 — Se um homem tiver relações sex- 21 — É indecente um homem se casar

uais com a sua nora, ambos deverão ser com a mulher do seu irmão. Ele desonra
mortos. O que fizeram é indecente, eles o seu irmão. Tanto ele como a mulher
são culpados da sua própria morte. morrerão sem filhos.
13 — Se um homem tiver relações sex- 22 — Ponham em prática todas as min-

uais com outro homem, ambos deverão has regras e leis. Façam isso para que a
ser condenados à morte. O que fizeram terra aonde eu vou levar vocês e onde
é uma abominação. Eles são culpados da vocês habitarão, não os expulse de lá.
sua própria morte. 23 Não sigam as leis dos povos que eu vou
14 — Se um homem se casar com uma expulsar. É por causa deles praticarem
mulher e com a mãe dela, comete per- esses pecados que eu já não os suporto
versidade. Tanto o homem como as duas mais.
mulheres deverão ser queimados no fogo 24 — Mas eu prometi que vocês iriam

para que não se faça mais esta perversi- possuir a terra deles. Eu irei lhes dar essa
dade entre vocês. terra como herança, uma terra boa para
15 — O homem que tiver relações sex- semear e criar gado.
uais com um animal será condenado à — Eu sou o SENHOR, seu Deus. Fui
morte e o animal também será morto. eu que separei vocês de entre todos os
16 Se uma mulher tiver relações sexuais povos. 25 Portanto, vocês devem também
com um animal, tanto a mulher como o fazer diferença entre animais puros e im-
animal serão mortos. Eles são culpados puros, e entre aves puras e impuras. Não
da sua própria morte. se deixem contaminar comendo animais,
17 — Um homem não poderá se casar aves ou criaturas que rastejam pelo chão
com a sua própria irmã, mesmo que seja que eu separei para vocês saberem que
filha do seu pai ou da sua mãe. Se um são impuras. 26 Vocês devem ser santos
homem tiver relações sexuais com a sua por minha causa, porque eu, o SENHOR,
irmã, eles cometem um ato vergonhoso sou santo. E eu separei vocês de todas as
e serão expulsos da comunidade diante outras nações para me pertencerem.
Levítico 20:27 28 Levítico 21:24

27 — Qualquer um de vocês, seja ou com as roupas rasgadas em sinal de


homem ou mulher, que consultar os es- luto. 11 O sumo sacerdote não se aprox-
píritos dos mortos ou um feiticeiro será imará de nenhum cadáver, mesmo que
morto. Serão mortos à pedradas: eles seja o seu pai ou a sua mãe. 12 Ele não
mesmos se condenaram. deverá sair do santuário para não tornar
impuro o santuário do seu Deus, porque
Leis para os sacerdotes ele foi consagrado a Deus pelo azeite da

21 O SENHOR disse a Moisés:


— Diga aos sacerdotes, filhos
de Aarão, que não deverão tocar em
unção do seu Deus. Eu sou o SENHOR.
13 — O sumo sacerdote só poderá se

casar com uma mulher virgem. 14 Não


nenhum cadáver para não ficarem im- poderá se casar com uma mulher viúva,
puros. 2 O sacerdote poderá ficar im- divorciada ou prostituta. E só poderá se
puro no caso de se tratar de um parente casar com uma mulher do seu próprio
muito chegado (mãe, pai, filho, filha, ir- povo. 15 Assim ele não tornará impura a
mão 3 ou irmã virgem que depende dele sua descendência entre o seu povo. Eu
porque ainda não tem marido). 4 Mas sou o SENHOR, que o santificou.
não deverá tornar-se impuro e ficar con- 16 O SENHOR disse a Moisés:

taminado por causa de parentes por 17 — Diga a Aarão que nenhum dos

casamento. seus descendentes que tiver um defeito


5 — Os sacerdotes não deverão rapar a físico poderá apresentar a oferta de co-
cabeça, nem cortar as pontas da barba, mida ao seu Deus. Esta será uma lei para
nem fazer cortes no corpo. 6 Eles deverão todas as gerações. 18 Nenhum homem
ser consagrados ao seu Deus e respeitar o que tenha qualquer defeito físico poderá
nome do seu Deus. São eles que apresen- se aproximar do altar: seja cego, coxo,
tam ao SENHOR as ofertas preparadas com o rosto desfigurado ou com o corpo
no fogo e o pão do seu Deus; portanto, deformado, 19 que tenha uma perna ou
eles devem ser santos. um braço partido, 20 que seja corcunda,
7 — Os sacerdotes não poderão se anão, que tenha algum defeito nos ol-
casar com uma mulher que se tornou im- hos, alguma ferida na pele ou que tenha
pura ao prostituir-se nem com uma mul- os testículos esmagados. Ninguém assim
her divorciada, porque estão consagra- poderá se aproximar do altar.
dos a Deus. 8 Considerem o sacerdote 21 — Nenhum descendente do sac-

santo, porque ele é quem apresenta a erdote Aarão que tenha qualquer de-
Deus a oferta de comida. Considerem-no feito físico poderá se aproximar do al-
santo porque eu, o SENHOR, que san- tar para apresentar a oferta de comida
tifica vocês, sou santo. ao SENHOR. 22 Ele poderá comer da co-
9 — Se a filha de um sacerdote se mida santa e da comida santíssima ofer-
tornar impura ao prostituir-se, desonra ecida ao seu Deus. 23 Mas não poderá
o seu pai. Ela tornou-se impura e será aproximar-se da cortina nem do altar:
queimada. isso faria que os meus lugares sagrados
10 — O sumo sacerdote foi escolhido se tornassem impuros. Eu sou o SEN-
entre todos os seus irmãos: é sobre a HOR, que santifico esses lugares.
sua cabeça que foi derramado o azeite 24 Então Moisés disse tudo isso a

de consagração e é quem pode usar as Aarão, aos seus filhos e a todos os


roupas sacerdotais. Por isso ele não se israelitas.
apresentará diante do povo descabelado
Levítico 22:1 29 Levítico 22:21

um escravo com o seu próprio dinheiro,


As ofertas oferecidas a Deus esse escravo poderá comer das ofertas

22 O SENHOR disse a Moisés:


2— Vá dizer a Aarão e aos
seus filhos que tratem com respeito as
sagradas e qualquer escravo nascido na
casa do sacerdote também poderá comer
das ofertas sagradas. 12 Se a filha de
ofertas sagradas, que os israelitas me um sacerdote se casar com um homem
dedicam. Assim não desonrarão o meu que não é da família sacerdotal, ela
santo nome. Eu sou o SENHOR. 3 E fale não poderá comer das ofertas sagradas.
para eles que, de agora em diante, qual- 13 Mas se a filha do sacerdote ficar viúva

quer um dos seus descendentes que, ou se ela se divorciar, e não tiver filhos,
estando impuro, apresentar as ofertas e voltar para casa do seu pai como na
sagradas que os israelitas trazem ao SEN- sua juventude, ela poderá comer da co-
HOR, será expulso da minha presença. mida do seu pai. Ninguém que não seja
Eu sou o SENHOR. da família sacerdotal poderá comer das
4 — Os descendentes de Aarão que ofertas.
tiverem uma doença contagiosa de pele 14 — Quem comer das ofertas por

ou um corrimento no corpo não poderão engano, deverá pagar ao sacerdote por


comer das ofertas sagradas até que se tudo o que comeu e dar-lhe mais vinte
purifiquem. por cento.
— Também ficará impuro qualquer 15 — Os sacerdotes deverão tratar com

um deles: se tocar em alguma coisa que o devido respeito as ofertas sagradas que
se tornou impura por contato com um os israelitas apresentarem ao SENHOR.
cadáver, ou se sair esperma dele, 5 ou 16 Não deverão permitir que os israeli-

se tocar em algum animal impuro ou tas sejam culpados de comer das ofer-
em alguma pessoa impura. 6 O sacer- tas sagradas, para não terem que ofer-
dote que tocar numa dessas coisas ficará ecer um sacrifício de restituição. Eu sou
impuro até o fim da tarde, e terá que o SENHOR, que os santifico.
tomar banho antes de comer das ofer- 17 O SENHOR disse a Moisés:

tas sagradas. 7 Depois do pôr do sol, ele 18 — Diga a Aarão, aos seus filhos e a

ficará puro e poderá comer das ofertas todo o povo de Israel que caso um imi-
sagradas. grante que viva em Israel oferecer um
8 — O sacerdote não deverá comer sacrifício queimado para cumprir uma
a carne de nenhum animal encontrado promessa que fez ao SENHOR, 19 a oferta
morto ou que tenha sido morto por outro será aceita se o animal for um macho
animal. Isso faria com que ele ficasse im- sem defeito, tirado do gado (isto é, um
puro. Eu sou o SENHOR. bezerro ou um carneiro ou um cabrito).
9 — Os sacerdotes deverão cumprir as 20 Não deverão oferecer nenhum ani-

minhas leis para que não sejam culpa- mal que tenha qualquer defeito físico,
dos e não morram por não as terem porque eu não aceitarei esse sacrifício.
respeitado, pois sou o SENHOR, que 21 — Poderão oferecer ao SENHOR

os santifico. 10 Ninguém que não seja um sacrifício de comunhão em cumpri-


da família sacerdotal poderá comer das mento de uma promessa ou um sacrifício
ofertas sagradas. Mesmo as pessoas que de oferta voluntária. Mas para que essa
o estejam visitando ou os seus trabal- oferta seja aceita, terá que ser um bez-
hadores não poderão comer das ofertas erro ou uma ovelha, e o animal deverá
sagradas. 11 Mas se o sacerdote comprar ser perfeito, sem qualquer defeito físico.
Levítico 22:22 30 Levítico 23:9

22 Não oferecerão ao SENHOR nenhum que santifica vocês. 33 Fui eu quem os


animal que seja cego, aleijado, mutilado, tirou do Egito para ser o seu Deus. Eu
com feridas, sarna ou qualquer outra en- sou o SENHOR.
fermidade na pele. Nenhum desses ani-
mais deverá ser colocado no fogo do al- As festas religiosas
tar como oferta queimada ao SENHOR.
23 — Poderão oferecer como oferta

voluntária um bezerro ou um cordeiro


23 O SENHOR disse a Moisés:
2— Diga aos israelitas que
estes são os dias de celebração em honra
menor que o normal ou deformado, mas ao SENHOR. Vocês deverão celebrá-los
não aceitarei um animal assim quando como reuniões sagradas.
se tratar de uma oferta para pagar uma
promessa. O dia de descanso
24 — Não oferecerão ao SENHOR nen- 3— Poderão trabalhar durante seis
hum animal que tenha os testículos dias, mas o sétimo dia, o sábado, será
feridos, esmagados ou cortados. Não dia de descanso e dia de reunião sagrada.
farão isso na sua própria terra. 25 E não Nenhum trabalho será feito nele. Onde
aceitem um animal desses de nenhum quer que vocês vivam, esse dia será dia
estrangeiro para oferecê-lo como oferta de descanso dedicado ao SENHOR.
de comida para o seu Deus. São animais
mutilados e deformados, não contarão a A Páscoa
seu favor. 4— Estes são os dias de festa do SEN-
26 O SENHOR disse a Moisés: HOR, neles serão celebradas as reuniões
27 — Quando nascer um bezerro, um sagradas, que vocês deverão convocar
cordeiro ou um cabrito, ele ficará sete nas datas certas.
dias com a sua mãe. Depois do oitavo 5 — No dia catorze do primeiro mês*,

dia, o animal poderá ser apresentado no fim da tarde, será celebrado o dia da
como oferta ao SENHOR preparada no Páscoa do SENHOR.
fogo.
28 — Não sacrificarão no mesmo dia A festa dos Pães sem Fermento
uma vaca e a sua cria, ou uma ovelha 6— No dia quinze do mesmo mês
e a sua cria. começará a festa dos Pães sem Fermento,
29 — Quando oferecerem um sacrifí- em honra ao SENHOR. Durante sete
cio de ação de graças ao SENHOR, de- dias comerão pão sem fermento. 7 No
verão fazê-lo de maneira aceitável para primeiro dia dessa festa terão uma re-
serem beneficiados. 30 O sacrifício de- união sagrada e não farão nenhum tra-
verá ser comido no mesmo dia e não balho. 8 Durante sete dias oferecerão sac-
deixarão nada para o dia seguinte. Eu rifícios ao SENHOR. No sétimo dia vocês
sou o SENHOR. terão uma reunião sagrada e nesse dia
31 — Façam de tudo para obedecerem ninguém trabalhará.
às minhas ordens. Eu sou o SENHOR.
32 Mostrem respeito pelo meu nome A festa da Primeira Colheita
sagrado. Eu devo ser santificado por to- 9O SENHOR disse a Moisés:
dos os israelitas, pois eu sou o SENHOR,

*23:5 primeiro mês O mês de abib, ou nisã, primeiro mês do calendário (março-
abril).
Levítico 23:10 31 Levítico 23:28

10 — Diga aos israelitas que, ao en- cio queimado ao SENHOR, juntamente


trarem na terra que vou lhes dar e após com a oferta de cereal e a oferta der-
terem feito a primeira colheita, deverão ramada. É um sacrifício queimado, de
levar ao sacerdote o primeiro feixe de aroma agradável ao SENHOR. 19 Ofere-
cereal que colherem. 11 No dia que vem cerão também um bode como sacrifício
depois do sábado, o sacerdote apresen- pelo pecado e dois cordeiros de um ano
tará o feixe fazendo o movimento de ap- de idade como sacrifício de comunhão.
resentação, diante do SENHOR. Só assim 20 — O sacerdote oferecerá tudo, jun-

a oferta de vocês será aceita. tamente com os pães da primeira col-


12 — No dia em que apresentarem o heita, fazendo o movimento de apre-
feixe, apresentarão também um cordeiro sentação. Assim tudo ficará consagrado
de um ano de idade e sem defeito, ao SENHOR e será para o sacerdote.
como um sacrifício queimado ao SEN- 21 Nesse mesmo dia terão uma reunião

HOR. 13 E também uma oferta de cereal, sagrada e não farão nenhum trabalho.
ou seja, quatro quilos da melhor farinha Essa será uma lei para sempre, onde quer
amassada com azeite. Será uma oferta que vivam.
de aroma agradável, queimada ao SEN- 22 — Quando estiverem fazendo a col-

HOR. Ofereçam também um litro* de heita, não deverão ceifar os cantos do


vinho, como oferta derramada. terreno, nem voltar atrás para apanhar
14 — Não comerão espigas frescas, as espigas que caiam no chão. Elas fi-
nem grão torrado, nem pão feito com carão para o pobre e para o imigrante.
esses grãos sem primeiro apresentarem Eu sou o SENHOR, seu Deus.
as ofertas a Deus. Essa será uma lei para
sempre, por todas as gerações, onde quer A festa das Trombetas
que vocês vivam. 23 OSENHOR disse a Moisés:
24 — Diga aos israelitas que o primeiro
A festa de Pentecostes dia do sétimo mês será um dia especial
15 — Desde aquele domingo (o dia em de descanso. Nesse dia deverão convo-
que ofereceram o feixe em movimento car uma reunião sagrada comemorativa,
de apresentação a Deus) contem sete anunciada pelo toque da trombeta, 25 e
semanas completas. 16 No domingo de- deverão oferecer ao SENHOR uma oferta
pois da sétima semana, isto é, cinquenta queimada. Nesse dia não deverão fazer
dias depois, vocês deverão apresentar nenhum trabalho.
uma nova oferta de cereal ao SENHOR.
17 Vocês deverão trazer dois pães para a O Dia do Perdão
oferta feita com o movimento de apre- 26 O SENHOR disse a Moisés:
sentação. Cada pão será feito com quatro 27 — O dia dez do sétimo mês é o dia
quilos da melhor farinha e cozido com em que os pecados do povo serão per-
fermento. Essa será a oferta que farão ao doados. Nesse dia haverá uma reunião
SENHOR da primeira colheita. sagrada, será um dia para jejuarem e
18 — Junto com os pães oferecerão para apresentarem uma oferta queimada
também sete cordeiros de um ano, um ao SENHOR. 28 Nesse dia não deverão
bezerro e dois carneiros, todos eles fazer nenhum trabalho, pois é o Dia do
sem nenhum defeito. Será um sacrifí- Perdão. O dia em que vocês serão purifi-

*23:13 um litro Literalmente um quarto de him. Ver tabela de pesos e medidas.


Levítico 23:29 32 Levítico 24:9

cados e perdoados diante do SENHOR, rante sete dias celebrarão diante do SEN-
seu Deus. HOR, seu Deus. 41 Todos os anos, no
29 — Quem não jejuar nesse dia será sétimo mês, celebrarão essa festa em
expulso da comunidade. 30 Eu mesmo honra ao SENHOR, durante sete dias.
destruirei do meio do povo a pessoa que Será uma lei para sempre, por todas
trabalhar nesse dia. 31 Não farão nen- as gerações. 42 Durante esses sete dias
hum trabalho nesse dia. Essa é uma lei viverão em tendas feitas com os galhos.
para sempre onde quer que vocês vivam. Todo aquele que nascer em Israel viverá
32 Esse dia será um dia de descanso e de nessas tendas. 43 Assim os seus descen-
jejum para vocês. O dia começará ao en- dentes saberão que eu fiz os israelitas
tardecer do dia nove e continuará até o viverem em tendas quando os tirei do
entardecer do dia dez. Egito. Eu sou o SENHOR, o seu Deus.
44 Moisés anunciou aos israelitas as
A festa das Tendas festas que deveriam ser celebradas em
33 O SENHOR disse a Moisés: honra ao SENHOR.
34 — Diga ao povo de Israel que no dia

quinze do sétimo mês começará a festa O candelabro


das Tendas. Será uma festa dedicada ao
SENHOR, que durará sete dias. 35 No
primeiro dia convocarão uma reunião
24 O SENHOR disse a Moisés:
2— Ordene aos israelitas que
lhe tragam mais puro azeite de oliveira
sagrada e nenhum trabalho será feito. para as lâmpadas do candelabro. As
36 Durante os sete dias deverão ofere- lâmpadas deverão ficar sempre acesas.
cer sacrifícios ao SENHOR. No oitavo dia 3 Aarão deverá manter as lâmpadas ace-

convocarão uma reunião sagrada e ofer- sas desde o entardecer até o amanhecer.
ecerão sacrifícios ao SENHOR. É uma re- O candelabro deverá ser colocado na
união sagrada muito importante, nesse Tenda do Encontro, do lado de fora da
dia ninguém deverá trabalhar. cortina da arca da aliança. Esta será uma
37 (Esses são os dias das festas mar- lei para sempre, por todas as gerações.
cadas pelo SENHOR. Neles deverão con- 4 Aarão deverá colocar sempre as lâm-

vocar reuniões sagradas para ofere- padas no candelabro de ouro puro diante
cerem sacrifícios ao SENHOR: sacrifícios do SENHOR.
queimados, ofertas de cereais, sacrifí-
cios e ofertas de vinho, segundo o dia Os pães sagrados
marcado. 38 Estes sacrifícios serão soma- 5— Assem doze pães com a melhor
dos aos oferecidos ao SENHOR todos os farinha de trigo, cada pão deverá pesar
sábados, aos sacrifícios para se cumprir quatro quilos. 6 Coloquem os pães em
uma promessa e às ofertas voluntárias duas fileiras, seis pães em cada fileira,
apresentadas ao SENHOR.) sobre a mesa de ouro puro que está di-
39 — No dia quinze do sétimo mês, de- ante do SENHOR 7 e ponham incenso
pois de vocês terem feito a colheita, cel- puro em cada fileira. Isso servirá como
ebrarão a festa do SENHOR durante sete lembrança da oferta queimada ao SEN-
dias. O primeiro e o oitavo dia serão dias HOR. 8 Todos os sábados Aarão deverá
de descanso. 40 No primeiro dia apan- colocar os pães em ordem diante do
harão os melhores frutos das árvores e SENHOR. Essa aliança com os israelitas
cortarão folhas de palmeira, galhos de continuará para sempre. 9 Os pães per-
árvores frondosas e de salgueiros, e du- tencerão a Aarão e aos seus filhos. Eles
Levítico 24:10 33 Levítico 25:10

deverão comê-los num lugar sagrado, tiver nascido no país. Eu sou o SENHOR,
porque são das ofertas mais sagradas seu Deus.
oferecidas ao SENHOR. Esses pães per- 23 Moisés foi então dizer isso aos is-

tencerão sempre a Aarão. raelitas. E levaram o homem que tinha


amaldiçoado a Deus para fora do acam-
O homem que insultou a Deus pamento e o apedrejaram até ele morrer.
10 Entre os israelitas vivia um homem Os israelitas fizeram tudo como o SEN-
que era filho de mãe israelita e de pai HOR tinha ordenado a Moisés.
egípcio. Um dia houve uma briga no
acampamento entre esse homem e um O ano de descanso da terra
outro israelita. 11 E aquele de quem só
a mãe era israelita pronunciou coisas
ofensivas e blasfemou o nome de Deus
252
O SENHOR disse a Moisés no
monte Sinai:
— Diga aos israelitas que quando en-
com uma maldição. Então o levaram trarem na terra que vou lhes dar, devem
a Moisés. (A mãe desse homem se deixar a terra ter um período de des-
chamava Selomite, era filha de Dibri, da canso em honra ao SENHOR. 3 Durante
tribo de Dã.) 12 Eles o prenderam até que seis anos poderão semear os campos, po-
o SENHOR lhes dissesse o que deviam dar as vinhas e fazer as colheitas. 4 Mas
fazer com o homem. o sétimo ano será um ano para a terra
13 O SENHOR disse a Moisés: descansar em honra ao SENHOR. Nesse
14 — Leve o homem que me ano não semearão os campos, nem po-
amaldiçoou para fora do acampamento. darão as vinhas. 5 E não farão a colheita
Todos aqueles que o ouviram blasfemar daquilo que cresceu por si mesmo, nem
colocarão as suas mãos sobre a cabeça as uvas que a vinha produziu sem ser po-
dele e, depois, toda a comunidade dada. É um ano de descanso para a terra.
o apedrejará até ele morrer. 15 Diga 6 — Mas todos poderão comer daquilo

também ao povo de Israel que se alguém que a terra produziu por ela mesma:
amaldiçoar a Deus será castigado pelo você, os seus servos, as suas servas, os
seu pecado. 16 Quem insultar o nome seus trabalhadores e os imigrantes que
do SENHOR será condenado à morte. vivem no meio de vocês. 7 O seu gado
Toda a comunidade deverá apedrejá-lo. e os animais selvagens do país também
Seja quem for, imigrante ou israelita, poderão comer do que a terra produzir
quem amaldiçoar o nome do seu Deus nesse ano.
será morto.
17 — Quem matar outra pessoa, será O ano do Jubileu
condenado à morte. 18 Quem matar um 8— Contem sete períodos de sete
animal de outra pessoa terá que pa- anos, sete vezes sete anos, um total
gar com outro animal igual. 19 Quem de quarenta e nove anos. Durante esse
ferir uma pessoa, será igualmente ferido: tempo a terra terá descansado sete vezes.
20 osso por osso, olho por olho, dente por 9 E no ano cinquenta, no dia dez do sé-

dente. O mesmo que ele fez será também timo mês, no Dia de Perdão, tocarão as
feito a ele. 21 Quem matar um animal pa- trombetas em todo o país. 10 O ano cin-
gará por ele. E quem matar um ser hu- quenta será um ano dedicado a Deus.
mano, será condenado à morte. Nele será proclamada a libertação de to-
22 — A mesma lei será para todos, dos os que vivem no país. Será chamado
tanto para o imigrante como para quem o ano do Jubileu. Cada pessoa recuper-
Levítico 25:11 34 Levítico 25:32

ará a sua propriedade e regressará à sua comida chegará até à colheita do nono
família. 11 O ano cinquenta será o ano ano.
do Jubileu. Nesse ano não devem se-
mear os campos, nem devem fazer a col- As leis sobre a propriedade
heita daquilo que eles produzirem por 23 — A terra não poderá ser vendida
si mesmos. Também não devem recol- para sempre, porque a terra é minha.
her as uvas que as vinhas produzirem Vocês são apenas imigrantes e hóspedes
sem serem podadas. 12 É o ano do Ju- que vivem na minha terra. 24 Portanto,
bileu. Este será um ano sagrado. Vocês em todo o país, vocês devem permitir
somente poderão comer o que a terra que a terra possa ser comprada de novo
produzir por ela mesma. 13 No ano do pela pessoa que a vendeu. 25 Se um is-
Jubileu cada um de vocês voltará para raelita ficar pobre e tiver que vender
a sua propriedade. parte da sua terra, um dos seus par-
14 — Não enganem uns aos outros entes mais próximos deverá vir e com-
quando comprarem ou venderem pro- prar de novo aquilo que o seu parente
priedades. 15 O preço da compra deverá vendeu. 26 Se ele não tiver um parente
ser baseado no número de anos que já próximo que possa pagar o resgate da
passaram desde o ano do Jubileu. E o terra, mas se ele mesmo conseguir arran-
preço da venda deverá ser baseado no jar dinheiro suficiente para comprar de
número de colheitas que ainda faltam novo a sua terra, 27 então deverá calcu-
até o próximo Jubileu. 16 Quanto mais lar o valor dos anos desde que a vendeu,
anos faltarem para o ano do Jubileu, e pagar o restante a quem tinha lhe com-
mais alto será o preço. E quanto menos prado a terra. Assim ele poderá voltar
anos faltarem, mais baixo será o preço. para a sua terra. 28 Mas se não con-
É assim porque não é a propriedade que seguir arranjar dinheiro para comprá-la
se vende, mas o número de colheitas que de volta, então a terra ficará na posse do
a propriedade produzirá até o próximo comprador até o ano do Jubileu. Nesse
Jubileu. 17 Não enganem uns aos outros, ano a terra ficará livre e será devolvida
respeitem o seu Deus. Eu sou o SENHOR, ao seu primeiro dono.
seu Deus. 29 — Se alguém vender uma casa numa
18 — Cumpram as minhas leis, cidade protegida por uma muralha, só
obedeçam aos meus mandamentos e poderá comprá-la de volta dentro do
pratiquem-nos. Pois assim viverão período de um ano. 30 Se a casa não for
em segurança na terra. 19 Os campos comprada de volta antes do final desse
produzirão boas colheitas e vocês terão período, então a casa na cidade ficará
muita comida e viverão em segurança pertencendo ao comprador e aos seus de-
na terra. scendentes para sempre. Nem no ano do
20 — Se perguntarem: “O que é que Jubileu será devolvida. 31 Mas as casas
vamos comer no sétimo ano já que em vilas pequenas que não tenham mu-
não podemos semear nem fazer a col- ralhas serão tratadas como as casas nos
heita?” 21 Eu abençoarei o sexto ano campos. Poderão ser compradas de novo
de tal maneira que a terra produzirá ou serão devolvidas ao primeiro dono no
o suficiente para três anos. 22 Quando ano do Jubileu.
voltarem a semear no oitavo ano, vocês 32 — Quanto às cidades dos levitas,

ainda terão comida da última colheita. A eles poderão comprar de volta as casas
que estão dentro das cidades que lhes
Levítico 25:33 35 Levítico 25:55

pertencem. 33 Se alguém comprar uma vivem entre vocês; ou das suas famílias,
casa dentro das cidades dos levitas, ele que nasceram na sua terra. Eles poderão
a devolverá ao levita no ano do Ju- ser comprados, serão sua propriedade.
bileu. As casas dentro das cidades dos 46 Eles poderão também ser parte da her-

levitas serão para sempre dos levitas, ança dos seus filhos, sempre pertencerão
pois foram dadas a eles pelos israeli- a vocês. Eles podem ser tratados como
tas. 34 Mas os campos em volta das escravos. Mas não devem tratar um is-
suas cidades não poderão ser vendi- raelita com crueldade.
dos porque pertencem aos levitas para 47 — Se acontecer de um imigrante se

sempre. tornar rico e um israelita se tornar po-


bre, e este se vender como escravo ao
Leis para os donos de escravos imigrante, ou a alguém da família do
35 — Se alguém do seu povo se tornar imigrante; 48 os parentes do israelita de-
pobre e não puder se sustentar, ajudem- verão pagar pela sua liberdade. Um ir-
no como ajudam ao imigrante que vive mão poderá pagar para ele ser libertado,
entre vocês, para que ele possa contin- 49 ou um tio, ou um primo, ou qualquer

uar vivendo com vocês. 36 Não deverão outro parente próximo. O próprio es-
cobrar-lhe juros, mas respeitarão ao seu cravo poderá pagar pela sua liberdade se
Deus. Ajudem-no para que possa con- conseguir arranjar o dinheiro necessário.
tinuar vivendo com vocês. 37 Não lhe 50 — O escravo e a pessoa que o com-

emprestarão dinheiro a juros, nem lhe prou contarão os anos desde a venda
darão comida fiada cobrando-lhe din- até ao ano do Jubileu. O preço do res-
heiro a mais. 38 Eu sou o SENHOR, seu gate será determinado pelo custo que é
Deus, que tirou vocês do Egito para dar pago para contratar um trabalhador por
a vocês a terra de Canaã e para ser o seu esses anos. 51 Se ainda faltarem muitos
Deus. anos para o Jubileu, e de acordo com
39 — Se alguém do seu povo ficar tão o número de anos que faltarem, ele
pobre ao ponto de precisar se vender terá que pagar a maior parte da quan-
a você, não deve obrigá-lo a trabalhar tia que recebeu quando foi comprado.
como um escravo. 40 Será como qualquer 52 Se faltarem poucos anos até ao Ju-

outro trabalhador ou empregado. Tra- bileu, ele deverá contar os anos que fal-
balhará para quem o comprou até o ano tam e devolverá a quantia que lhes corre-
do Jubileu. 41 Depois disso, ele e os seus sponde, como pagamento pela sua liber-
filhos ficarão livres para voltarem para a dade. 53 O israelita que for escravo de-
sua família, e a terra que pertence à sua verá ser tratado como uma pessoa con-
família será devolvida a eles. 42 Porque tratada anualmente. Não deverão deixar
todos os israelitas são meus escravos, fui que o seu senhor o trate cruelmente.
eu quem os tirou do Egito, e não podem 54 — Mas se o escravo israelita não for

ser vendidos como escravos. 43 Não de- resgatado por nenhuma dessas formas,
verão tratá-los com crueldade, mas re- ele e os seus filhos serão libertados no
speitem o seu Deus. ano do Jubileu. 55 Porque é a mim que os
44 — A respeito dos seus escravos e es- israelitas devem servir já que são meus
cravas: vocês poderão comprar escravos escravos: eu os tirei do Egito. Eu sou o
das nações vizinhas. 45 Também poderão SENHOR, seu Deus.
comprar os filhos dos imigrantes que
Levítico 26:1 36 Levítico 26:25

As bênçãos por obedecer a Deus Os castigos por desobedecer a Deus

26 — Não façam ídolos, nem 14 — Mas se vocês não me obe-

adorem imagens, nem ergam decerem e não cumprirem todos os


pilares sagrados. Não façam estátuas de meus mandamentos; 15 se quebrarem a
pedra para se inclinarem diante delas minha aliança, rejeitando as minhas leis,
em nenhuma parte da sua terra. Eu sou desprezando os meus decretos e não
o SENHOR, seu Deus. cumprindo todos os meus mandamentos,
2 — Respeitem o descanso dos meus 16 então farei que aconteçam grandes

sábados e o meu santuário. Eu sou o desgraças. Doenças e febres cairão so-


SENHOR. 3 Se vocês seguirem as minhas bre vocês e, por causa destas doenças,
leis, obedecerem aos meus mandamen- vocês perderão a vista e ficarão sem
tos e fizerem o que mando, 4 enviarei as forças. Tudo o que semearem e pro-
chuvas na medida certa para que a terra duzirem será comido pelos seus inimi-
produza a sua colheita e as árvores deem gos. 17 Estarei contra vocês, vocês serão
os seus frutos. 5 A colheita será muito derrotados pelos seus inimigos e gov-
grande: a colheita do trigo durará até a ernados pelos seus adversários. Viverão
colheita das uvas, e a colheita das uvas com tanto medo que fugirão mesmo
até o tempo de semear. Vocês comerão quando ninguém os estiver perseguindo.
até ficarem satisfeitos e viverão em segu- 18 — Se mesmo assim continuarem a

rança na sua terra. 6 Farei com que haja não me obedecer, então aumentarei o
paz em todo o país e vocês irão dormir meu castigo sete vezes mais por causa
sem medo de ninguém. Farei desapare- dos seus pecados. 19 Acabarei com o seu
cer os animais perigosos da sua terra e a poder orgulhoso, farei com que o céu
guerra não passará pelo seu país. seja como o ferro e a terra como o bronze
7 — Perseguirão aos seus inimigos e para vocês. 20 Mesmo que se esforcem
eles serão derrotados diante de vocês. ao trabalhar, o seu esforço será inútil
8 Cinco de vocês farão fugir cem deles. porque a terra não produzirá colheitas
Cem de vocês farão fugir 10.000 deles. nem as árvores os seus frutos.
Os seus inimigos morrerão à espada. 21 — Se mesmo assim vocês ainda con-
9 — Eu abençoarei vocês, farei que tinuarem contra mim e não fizerem o
tenham muitos filhos e que eles se multi- que eu mando, então aumentarei o cas-
pliquem. Manterei a minha aliança com tigo de vocês sete vezes mais conforme
vocês. 10 Comerão do grão armazenado os seus pecados. 22 Enviarei contra vocês
no ano anterior e terão que jogá-lo fora animais selvagens, que matarão aos seus
para que possam armazenar o novo grão. filhos e destruirão aos seus animais.
11 Colocarei a minha Tenda Sagrada en- Farei isso até que vocês estejam quase
tre vocês e não os rejeitarei. 12 Viverei todos mortos e não tenha mais ninguém
com vocês. Serei o seu Deus e vocês para andar pelos seus caminhos.
serão o meu povo. 13 Eu sou o SENHOR, 23 — Se apesar de tudo isso não se sub-

seu Deus. Fui eu quem tirou vocês do meterem à minha disciplina e insistirem
Egito para não continuarem sendo es- em continuar contra mim, 24 então eu
cravos. Libertei vocês para andarem de mesmo ficarei contra vocês e os casti-
cabeça erguida. garei sete vezes mais pelos seus pecados.
25 Por terem quebrado a minha aliança,

trarei a guerra e se vocês se refugiarem


Levítico 26:26 37 Levítico 27:3

nas cidades, enviarei a peste. Entregarei as nações, serão comidos pela terra dos
vocês nas mãos dos seus inimigos e vocês seus inimigos. 39 Os que sobreviverem
serão governados por eles. 26 Farei com apodrecerão na terra dos seus inimigos
que não tenham comida. Dez mulheres por causa dos seus pecados e dos peca-
cozinharão toda a sua farinha num só dos dos seus antepassados.
forno e muitos ficarão com fome quando 40 — Depois disso, eles confessarão os

repartirem o pão. seus pecados e os pecados dos seus an-


27 — Se depois disto ainda não me obe- tepassados. Reconhecerão que foram in-
decerem e insistirem em continuar con- fiéis e se voltaram contra mim. 41 Com-
tra mim, 28 então a minha fúria voltará preenderão que foi por isso que eu me
contra vocês. Eu mesmo os castigarei voltei contra eles e os enviei para a
sete vezes mais, por causa dos seus peca- terra dos seus inimigos. Então deixarão
dos. 29 A fome será tão grande que terão de ser rebeldes e se humilharão, acei-
que comer os seus próprios filhos e fil- tando o seu castigo. 42 Nessa altura, eu
has. 30 Destruirei os seus altares falsos, me lembrarei da aliança que fiz com
quebrarei em pedaços os altares de in- Jacó, Isaque e Abraão e também me lem-
censo, colocarei os seus corpos mortos brarei da terra. 43 A terra que ficou aban-
sobre os ídolos sem vida. Terei nojo de donada e descansando durante os anos
vocês. 31 Farei com que as suas cidades em que não foi habitada. Eles aceitarão
sejam ruínas, destruirei os seus lugares o castigo pelos seus pecados e por terem
sagrados, e não terei prazer no aroma rejeitado as minhas leis e desprezado
dos seus sacrifícios. 32 Destruirei a sua os meus mandamentos. 44 No entanto,
terra de tal maneira que os seus inimigos quando estiverem na terra dos seus in-
ficarão espantados quando a ocuparem. imigos, e apesar de tudo o que me fiz-
33 Com a minha espada espalharei vocês eram, eu não os rejeitarei. Não os de-
pelas nações. A sua terra ficará um de- struirei completamente nem quebrarei a
serto e as suas cidades serão destruídas. aliança que fiz com eles. Eu sou o SEN-
34 — A terra ficará deserta durante o HOR, o Deus deles. 45 Para o bem deles,
tempo em que vocês estiverem na terra eu me lembrarei da aliança que fiz com
dos seus inimigos, e assim terá o seu os seus antepassados e que os tirei do
descanso: o descanso dos anos sabáti- Egito à vista de todas as nações, para ser
cos que vocês não lhe deram. 35 Assim o seu Deus. Eu sou o SENHOR.
a terra desfrutará do descanso por todos 46 Essas são as leis, os decretos e os

aqueles anos sabáticos que não descan- ensinos que o SENHOR estabeleceu no
sou enquanto vocês viviam nela. 36 Aos monte Sinai entre ele e os israelitas, por
que sobreviverem na terra dos seus in- meio de Moisés.
imigos, eu os farei tão fracos que fu-
girão ao cair de uma folha. Fugirão como As ofertas prometidas a Deus
se alguém os estivesse perseguindo com
uma espada, e cairão sem que ninguém
os persiga. 37 Mesmo quando ninguém os
27 O SENHOR disse a Moisés:
2— Diga ao povo de Israel que
se alguém prometer dedicar uma pessoa
perseguir, vocês tropeçarão uns nos out- para o serviço do SENHOR, 3 a quantia a
ros como se estivessem escapando da es- ser paga será a seguinte: por um homem
pada. Não terão forças para lutar con- entre vinte e sessenta anos de idade se
tra os seus inimigos. 38 Morrerão entre
Levítico 27:4 38 Levítico 27:24

pagará cinquenta moedas* de prata, se- consagrou a casa, quiser comprá-la de


gundo o peso oficial da prata; 4 por uma volta, o seu resgate será vinte por cento
mulher que tenha a mesma idade se pa- acima do valor determinado.
gará trinta moedas de prata. 5 Por um ra-
paz entre cinco e vinte anos de idade se O valor das terras
pagará vinte moedas de prata; por uma 16 — Se alguém consagrar parte das
menina da mesma idade, dez moedas de terras da sua família ao SENHOR, o
prata. 6 Por um menino entre um mês seu valor será determinado pela quan-
e cinco anos de idade se pagará cinco tidade de sementes que poderá ser se-
moedas de prata; por uma menina, três meada nesse terreno. Por cada duzen-
moedas de prata. 7 Por um homem que tos e vinte quilos† de cevada, o terreno
tenha mais de sessenta anos se pagará valerá cinquenta moedas de prata. 17 Se
quinze moedas de prata; por uma mul- a pessoa consagrar o terreno no ano do
her, dez moedas de prata. Jubileu, o seu preço será o valor máx-
8 — Mas se alguém for pobre demais imo determinado pelo sacerdote. 18 Mas
para pagar a quantia certa, então ele de- se for depois do ano do Jubileu, en-
verá ser levado ao sacerdote, que de- tão o sacerdote deverá diminuir o valor
cidirá quanto ele terá que pagar. do terreno de acordo com o número de
anos que faltarem para o ano de Jubileu
As outras ofertas a Deus seguinte. 19 Se o dono quiser comprar o
9— Se alguém fizer a promessa de terreno novamente, deverá acrescentar
oferecer ao SENHOR um animal puro, mais vinte por cento ao valor determi-
dos que podem ser sacrificados no altar, nado. 20 Mas se ele não quiser comprá-
esse animal se tornará sagrado a partir lo e outra pessoa comprar esse terreno,
desse momento. 10 A pessoa que prome- então a pessoa que o consagrou já não
teu esse animal não poderá trocá-lo por poderá resgatá-lo. 21 Quando chegar o
outro animal, quer seja melhor ou pior. ano do Jubileu, esse terreno será con-
Mas se o fizer, então os dois animais se sagrado permanentemente ao SENHOR
tornarão sagrados. 11 Se alguém oferecer e ficará pertencendo aos sacerdotes.
um animal que não serve para ser ofere- 22 — Se alguém consagrar ao SENHOR

cido ao SENHOR, então o sacerdote de- um terreno que ele mesmo comprou, que
terminará o valor do animal. 12 O valor não faz parte das terras que são suas
que o sacerdote determinar, seja muito por herança, 23 o sacerdote determinará
ou pouco, terá que ser aceitado sem dis- o valor de acordo com o tempo que ainda
cussões. 13 Se o dono desejar comprar falta até o ano do Jubileu. E esse será o
o animal de volta, o preço do seu res- valor que deverá ser pago no mesmo dia
gate será vinte por cento acima do preço em que a pessoa consagrar o terreno ao
determinado. SENHOR. 24 No ano do Jubileu, esse ter-
14 — Se alguém consagrar a sua casa reno será devolvido à pessoa que origi-
ao SENHOR, o sacerdote determinará o nalmente o vendeu, à família a quem o
valor de acordo com o estado da casa e terreno pertence como herança.
esse será o seu valor. 15 Se a pessoa que
*27:3 cinquenta moedas Literalmente, “cinquenta siclos”. Um siclo era equivalente
a doze gramas. Ver também vv15,16.
†27:16 duzentos e vinte quilos Literalmente um gômer. Ver tabela de pesos e
medidas.
Levítico 27:25 39 Levítico 27:34

25 — Todos os valores serão calculados ição poderá ser resgatada: terá que ser
de acordo com o peso oficial, que é de morta.
dez gramas por cada moeda. 30 — A décima parte de tudo o que
26 — A primeira cria de qualquer an- a terra produzir, tanto do que é se-
imal não poderá ser oferecida ao SEN- meado como dos frutos das árvores,
HOR, porque as primeiras crias já per- será consagrada ao SENHOR. 31 Se al-
tencem ao SENHOR. Quer seja de bez- guém quiser resgatar alguma parte dessa
erro ou de ovelha já pertence ao SEN- décima parte, deverá pagar o valor de-
HOR. 27 Mas se for a primeira cria de terminado e mais vinte por cento.
um animal impuro, então ela poderá ser 32 — O pastor separará um de cada dez

comprada de novo pagando o valor de- dos seus animais, quer seja do gado ou
terminado pelo resgate e mais vinte por do rebanho, para consagrá-los ao SEN-
cento. Se não for resgatada, poderá ser HOR. Cada décimo animal será para o
vendida pelo valor determinado. sacerdote. 33 O pastor não poderá escol-
28 — O que tiver sido consagrado her entre os bons e os maus, nem trocar
permanentemente ao SENHOR (pessoa, uns por outros. Se fizer alguma troca, en-
animal ou terra herdada) não poderá tão os dois animais serão consagrados e
ser vendido nem comprado de volta. nenhum deles poderá ser comprado de-
Qualquer coisa permanentemente con- pois de consagrado.
sagrada é santíssima ao SENHOR. 34 Estes são os mandamentos que o
29 — Nenhuma pessoa que tiver sido SENHOR deu a Moisés, no monte Sinai,
permanentemente consagrada à destru- para os israelitas.
1

cordavam que ele os guiasse através


Números do deserto. Então Deus pediu que
Moisés enviasse doze espiões para
O livro de Números continua a explorar a terra de Canaã. Com ex-
história da viagem que o povo de ceção de dois deles, os demais du-
Israel fez pelo deserto. No segundo vidaram que os israelitas pudessem
ano dessa viagem, perto do monte conquistar essa terra. Isto fez com
Sinai, Deus falou com Moisés na que eles insistissem em ter um novo
Tenda do Encontro. Ele pediu a líder. Da mesma forma Moisés tam-
Moisés para fazer um censo, que bém se queixou de Deus e do povo.
consistia em registrar o número de Todas essas queixas deixaram
homens da comunidade. Também Deus chateado, porque por meio de-
devia incluir o que cada homem era las o povo mostrava não ter confi-
capaz de fazer. Este registro aju- ança nele. Assim foram os quarenta
daria os israelitas a se prepararem anos durante os quais os israeli-
para a difícil viagem que teriam pela tas viajaram pelo deserto. Deus os
frente. A maioria dos homens era ca- manteve no deserto até morrerem
paz de servir no exército, o que era todos aqueles que duvidaram, se
muito importante pois os israelitas queixaram e foram desobedientes.
tinham muitos inimigos. Alguns is- A nova geração de israelitas
raelitas, os da tribo de Levi, deviam teve que aprender com os erros
servir como sacerdotes de Deus na dos seus pais. Com o passar do
Tenda do Encontro, mas a maio- tempo, eles se aproximaram mais da
ria dos levitas devia servir como terra que Deus tinha prometido a
trabalhadores para cuidar da tenda Abraão. Eles viajaram desde Cades
sagrada ou como guardas da tenda. até Moabe, ao leste do rio Jordão,
Deus também entregou a Moisés onde Deus continuava preparando
instruções sobre como o povo de- o seu povo. Logo ficariam prepara-
via viver para agradá-lo. Essas in- dos para ir à terra que Deus lhes
struções ajudariam os israelitas na prometera. Deus abriria o cam-
sua vida diária em assuntos como o inho para que voltassem ao seu
tratamento dos problemas de saúde, lar: a terra prometida. O livro de
matrimônio, crimes, defesa militar e Números termina da mesma forma
o culto. como começa: com instruções claras
Quando o povo ficou pronto de como o povo devia viver para
para viajar, começaram a travessia agradar a Deus.
em direção a Parã, mas também No livro de Números, o povo de
começaram a se queixar de novo. Deus…
O povo se queixava de não ter a Se prepara para viajar pelo deserto
comida que estava acostumado a (1.1-10.11).
comer quando era escravo no Egito. Inicia uma viagem de quarenta anos
Também se queixavam pelo fato de que irá lhe ensinar várias lições (10.12-
Moisés ser o seu líder. Eles concor- 21.35).
davam que Moisés fosse o seu líder Se prepara para possuir a terra que
para tirá-los do Egito, mas não con- Deus lhe prometera (22.1-36.13).
Números 1:1 2 Números 1:29

consigo os homens escolhidos 18 e re-


O censo dos israelitas uniram toda a comunidade no primeiro

1 Dois anos e um mês depois dos is-


raelitas terem saído do Egito, o SEN-
HOR falou a Moisés no deserto do Sinai,
dia do segundo mês. Foram registrados,
por clãs e por famílias, os nomes de to-
dos os homens com mais de vinte anos.
na Tenda do Encontro. No primeiro dia 19 Moisés fez o censo no deserto do Sinai

do segundo mês, Deus lhe disse: assim como o SENHOR lhe ordenou.
2 — Conte toda a população de Israel, 20 Os descendentes de Rúben, o primeiro

por clãs e por famílias, e faça um registro filho de Israel, foram registrados por
dos nomes de todos os homens. 3 Aarão e clãs e por famílias. Foram registra-
você devem registrar por unidades mil- dos, um por um, todos os nomes dos
itares, todos os homens que tenham mais homens de vinte anos para cima, aptos
de vinte anos de idade e que estejam ap- para o serviço militar. 21 O número de
tos para o serviço militar. 4 Façam isso homens registrados da tribo de Rúben
com a ajuda de um homem de cada foi de 46.500.
tribo, que seja chefe de grupo de famílias 22 Os descendentes de Simeão foram

de cada tribo. 5 Estes são os nomes dos registrados por clãs e por famílias.
homens que devem ajudar vocês: Foram registrados, um por um, todos
“Da tribo de Rúben: Elizur, filho de os nomes dos homens de vinte anos
Sedeur; para cima, aptos para o serviço mili-
6 da tribo de Simeão: Selumiel, filho de tar. 23 O número de homens registra-
Zurisadai; dos da tribo de Simeão foi de 59.300.
7 da tribo de Judá: Naassom, filho de 24 Os descendentes de Gade foram reg-

Aminadabe; istrados por clãs e por famílias. Foram


8 da tribo de Issacar: Natanael, filho de registrados, um por um, todos os
Zuar; nomes dos homens de vinte anos para
9 da tribo de Zebulom: Eliabe, filho de cima, aptos para o serviço militar.
Helom; 25 O número de homens registrados da
10 dos descendentes de José: da tribo de tribo de Gade foi de 45.650.
Efraim: Elisama, filho de Amiúde; da 26 Os descendentes de Judá foram reg-

tribo de Manassés: Gamaliel, filho de istrados por clãs e por famílias. Foram
Pedazur; registrados, um por um, todos os
11 da tribo de Benjamim: Abidã, filho de nomes dos homens de vinte anos para
Gideoni; cima, aptos para o serviço militar.
12 da tribo de Dã: Aieser, filho de 27 O número de homens registrados da

Amisadai; tribo de Judá foi de 74.600.


13 da tribo de Aser: Pagiel, filho de Ocrã; 28 Os descendentes de Issacar foram reg-
14 da tribo de Gade: Eliasafe, filho de istrados por clãs e por famílias. Foram
Deuel*; registrados, um por um, todos os
15 da tribo de Naftali: Aira, filho de Enã”. nomes dos homens de vinte anos para
16 Esses foram os homens escolhidos cima, aptos para o serviço militar.
da comunidade, chefes das tribos dos 29 O número de homens registrados da

seus antepassados e chefes militares de tribo de Issacar foi de 54.400.


Israel. 17 Então Moisés e Aarão levaram

*1:14 Deuel ou “Reuel”. Também em 2.14; 7.42; 10.20.


Números 1:30 3 Números 1:54

30 Os descendentes de Zebulom foram 42 Os descendentes de Naftali foram reg-


registrados por clãs e por famílias. istrados por clãs e por famílias. Foram
Foram registrados, um por um, todos registrados, um por um, todos os
os nomes dos homens de vinte anos nomes dos homens de vinte anos para
para cima, aptos para o serviço mili- cima, aptos para o serviço militar.
tar. 31 O número de homens registra- 43 O número de homens registrados da

dos da tribo de Zebulom foi de 57.400. tribo de Naftali foi de 53.400.


32 Dos filhos de José: 44 Esse foi o número dos homens reg-

Os descendentes de Efraim foram reg- istrados por Moisés e Aarão e pelos doze
istrados por clãs e por famílias. Foram chefes de Israel, cada um representando
registrados, um por um, todos os a sua tribo. 45 Cada homem do povo de
nomes dos homens de vinte anos para Israel ficou registrado por clãs e por
cima, aptos para o serviço militar. famílias. Foram registrados, um por um,
33 O número de homens registrados da todos os nomes dos homens de vinte
tribo de Efraim foi de 40.500. anos para cima, aptos para o serviço
34 Os descendentes de Manassés foram militar. 46 Ao todo, foram registrados os
registrados por clãs e por famílias. nomes de 603.550 homens.
Foram registrados, um por um, to- 47 Os levitas não foram recenseados

dos os nomes dos homens de vinte com os outros, 48 porque o SENHOR


anos para cima, aptos para o serviço tinha dito a Moisés:
militar. 35 O número de homens reg- 49 — Não faça o censo da tribo de

istrados da tribo de Manassés foi de Levi, nem a registre com as outras tri-
32.200. bos israelitas. 50 Encarregue os levitas
36 Os descendentes de Benjamim foram de tomarem conta da Tenda Sagrada do
registrados por clãs e por famílias. Testemunho, dos seus acessórios e de
Foram registrados, um por um, to- todo o resto que tenha que ver com
dos os nomes dos homens de vinte ela. Eles serão os que devem trans-
anos para cima, aptos para o serviço portar a Tenda Sagrada e todos os
militar. 37 O número de homens reg- seus acessórios; eles cuidarão dela e
istrados da tribo de Benjamim foi de acamparão ao redor dela. 51 Quando for
35.400. necessário transportar a Tenda Sagrada,
38 Os descendentes de Dã foram registra- os levitas serão os que devem desmontá-
dos por clãs e por famílias. Foram la. Quando for necessário montá-la, eles
registrados, um por um, todos os serão responsáveis em fazê-lo. Todo
nomes dos homens de vinte anos para aquele que não for levita e se aproximar
cima, aptos para o serviço militar. da Tenda será condenado à morte. 52 Os
39 O número de homens registrados da outros israelitas acamparão por tropas,
tribo de Dã foi de 62.700. cada um no seu acampamento e com
40 Os descendentes de Asser foram reg- sua unidade militar. 53 Mas os levitas
istrados por clãs e por famílias. Foram acamparão ao redor da Tenda Sagrada
registrados, um por um, todos os do Testemunho para que a ira de Deus
nomes dos homens de vinte anos para não caia sobre os israelitas. Os levitas es-
cima, aptos para o serviço militar. tarão encarregados de cuidar da Tenda
41 O número de homens registrados da Sagrada do Testemunho.
tribo de Asser foi de 41.500. 54 Os israelitas fizeram tudo como o

SENHOR tinha ordenado a Moisés.


Números 2:1 4 Números 2:30

homens. Eles marcharão em se-


A posição das tribos no acampamento gundo lugar.

2 O SENHOR disse a Moisés e a Aarão: 17 — Em seguida, no meio dos


2 — Os israelitas devem acam- outros exércitos, marchará a Tenda
par ao redor da Tenda do Encontro, a do Encontro, o exército dos levi-
certa distância dela, cada um com a sua tas. Todos eles marcharão na mesma
própria unidade militar e debaixo da ordem que acamparam, no mesmo
bandeira da sua família. lugar, conforme às suas unidades
3 — Ao leste, pelo lado que nasce militares.
o sol, acamparão por tropas os 18 — No lado oeste acamparão por

membros da unidade militar do tropas os membros da unidade mili-


acampamento de Judá. Seu chefe é tar do acampamento de Efraim. Seu
Naassom, filho de Aminadabe. 4 De chefe é Elisama, filho de Amiúde.
acordo com o censo, as suas tropas 19 De acordo com o censo, as suas

têm 74.600 homens. tropas têm 40.500 homens.


5 — Acampando ao lado deles es- 20 — Acampando ao lado deles es-

tará a tribo de Issacar. Seu chefe é tará a tribo de Manassés. Seu chefe
Natanael, filho de Zuar. 6 De acordo é Gamaliel, filho de Pedazur. 21 De
com o censo, as suas tropas têm acordo com o censo, as suas tropas
54.400 homens. têm 32.200 homens.
7 — Ao lado deles acampará tam- 22 — Ao lado deles acampará tam-

bém a tribo de Zebulom. Seu chefe é bém a tribo de Benjamim. Seu chefe
Eliabe, filho de Helom. 8 De acordo é Abidã, filho de Gideoni. 23 De
com o censo, as suas tropas têm acordo com o censo, as suas tropas
57.400 homens. têm 35.400 homens.
9 — Então, o total das tropas 24 — Então, o total das tropas do

do exército de Judá é de 186.400 exército de Efraim é de 108.100


homens. Eles marcharão na frente. homens. Eles marcharão em terceiro
10 — Ao sul acamparão por tropas lugar.
os membros da unidade militar do 25 — No lado norte acamparão por

acampamento de Rúben. Seu chefe é tropas os membros da unidade mil-


Elizur, filho de Sedeur. 11 De acordo itar do acampamento de Dã. Seu
com o censo, as suas tropas têm chefe é Aieser, filho de Amisadai.
46.500 homens. 26 De acordo com o censo, as suas
12 — Acampando ao lado deles es- tropas têm 62.700 homens.
tará a tribo de Simeão. Seu chefe 27 — Acampando ao lado deles es-

é Selumiel, filho de Zurisadai. 13 De tará a tribo de Aser. Seu chefe é


acordo com o censo, as suas tropas Pagiel, filho de Ocrã. 28 De acordo
têm 59.300 homens. com o censo, as suas tropas têm
14 — Ao lado deles acampará tam- 41.500 homens.
bém a tribo de Gade. Seu chefe é 29 — Ao lado deles acampará tam-

Eliasafe, filho de Deuel. 15 De acordo bém a tribo de Naftali. Seu chefe é


com o censo, as suas tropas têm Airá, filho de Enã. 30 De acordo com
45.650 homens. o censo, as suas tropas têm 53.400
16 — Então, o total das tropas do homens.
exército de Rúben é de 151.450
Números 2:31 5 Números 3:22

31 — Então, o total das tropas tro e guardá-lo para os israelitas. Farão


do exército de Dã é de 157.600 o trabalho pesado na Tenda Sagrada.
homens. Eles marcharão na reta- 9 Deixe que os levitas fiquem ao serviço

guarda, conforme as suas unidades de Aarão e de seus filhos porque, de


militares. todos os israelitas, os levitas se dedi-
32 O censo das famílias israelitas deu carão inteiramente a trabalhar comigo†.
um grande total de 603.550 homens. 10 Nomeará a Aarão e aos seus filhos
33 Mas assim como o SENHOR ordenou como sacerdotes, porque são eles os re-
a Moisés, as famílias dos levitas não par- sponsáveis por esse trabalho. Qualquer
ticiparam do censo. outra pessoa que tente fazer esse tra-
34 Portanto os israelitas fizeram tudo balho será condenado à morte.
como o SENHOR mandou a Moisés: 11 O SENHOR disse a Moisés:

acamparam por unidades militares, e 12 — Olhe, escolhi os levitas em vez

cada um marchou com o seu próprio clã dos filhos mais velhos da comunidade
e a sua própria família. de Israel. Os levitas me pertencem
13 porque todo filho mais velho é meu.
A família de Aarão, os sacerdotes Quando fiz morrer os filhos mais velhos

3 Assim estava formada a família de


Aarão e de Moisés no tempo em que
o SENHOR falou com Moisés no monte
dos egípcios, separei para mim todos os
filhos mais velhos dos israelitas. Serão
meus tanto os filhos mais velhos dos is-
Sinai. raelitas como as primeiras crias dos seus
2 Os filhos de Aarão eram Nadabe, o animais, porque eu sou o SENHOR.
mais velho, depois Abiú, Eleazar e Ita-
mar. 3 Estes eram os filhos de Aarão, que Censo dos levitas
foram consagrados com azeite como sac- 14 O SENHOR disse a Moisés no de-
erdotes, 4 mas Nadabe e Abiú morreram serto do Sinai:
perante o SENHOR no deserto do Sinai 15 — Faça um censo de todos os levitas

enquanto serviam ao SENHOR porque de um mês de idade para cima, por clãs
lhe ofereceram um fogo estranho que e famílias.
Deus não tinha ordenado. Visto que Nad- 16 Então Moisés fez o censo assim

abe e Abiú não tiveram filhos, só Eleazar como o SENHOR lhe ordenou.
e Itamar serviram como sacerdotes du- 17 Os filhos de Levi eram Gérson, Coate

rante a vida de Aarão, seu pai. e Merari.


5 O SENHOR disse a Moisés: 18 Os clãs de Gérson eram Libni e Simei.
6 — Mande chamar a tribo de Levi para 19 Os clãs de Coate eram Anrão, Isar, He-

que se apresentem diante do sacerdote brom e Uziel.


Aarão e façam tudo o que ele mandar. 20 Os clãs de Merari eram Mali e Musi.
7 Eles ajudarão a Aarão e a todo o povo Estes foram os clãs dos levitas por suas
no trabalho relacionado com a Tenda famílias.
do Encontro e farão o trabalho pesado* 21 Os clãs de Libni e Simei eram

na Tenda Sagrada. 8 Eles deverão vigiar de Gérson; eram clãs gersonitas. 22 De


todo o equipamento da Tenda do Encon- acordo com o censo, o número de
*3:7 trabalho pesado Os levitas eram responsáveis por montar, desmontar e trans-
portar a Tenda Sagrada.
†3:9 comigo De acordo com a LXX e o Pentateuco Samaritano. O TM tem: “ele
(Aarão)”. Ver Nm 8.16.
Números 3:23 6 Números 3:43

homens de um mês de idade para cima responsabilidade o suporte estrutural da


era de 7.500. 23 Os clãs gersonitas acam- Tenda Sagrada, seus travessões, colu-
pavam atrás da Tenda Sagrada, no lado nas e bases. Eles estavam encarrega-
oeste. 24 Seu chefe era Eliasafe, filho de dos do cuidado de todo o equipamento
Lael. 25 Os gersonitas tinham a função de da Tenda Sagrada e do trabalho pesado
vigiar* a Tenda do Encontro. Isto incluía relacionado com este serviço. 37 Tam-
a Tenda Sagrada, a tenda exterior, sua bém eram responsáveis pelas colunas do
cobertura, a cortina da entrada da Tenda pátio ao redor da tenda, com suas bases,
do Encontro, 26 as cortinas do pátio, a estacas e cordas.
cortina da entrada do pátio ao redor da 38 Moisés, Aarão e os seus filhos acam-

Tenda Sagrada e o altar e as cordas cor- pavam no lado oriental, em frente da


respondentes. Também lhes correspon- Tenda Sagrada. Estavam na frente da
dia todo o trabalho pesado relacionado Tenda do Encontro pelo lado que sai
a este serviço. o sol. Eles cuidavam da região sagrada
27 Os clãs de Anrão, Isar, Hebrom e em favor dos israelitas. Era condenado à
Uziel eram de Coate; eram clãs coatitas. morte aquele que se atrevesse a se aprox-
28 Eles cuidavam das coisas sagradas. imar da região sagrada não sendo da
De acordo com o censo, o número de família de Aarão nem sacerdote.
homens de um mês de idade para cima 39 Moisés e Aarão fizeram o censo dos

era de 8.300†. 29 Os clãs coatitas acam- levitas por clãs assim como ordenou o
pavam no lado sul da Tenda Sagrada. SENHOR. O resultado final do censo deu
30 Seu chefe era Elizafã, filho de Uziel. um total de 22.000 homens de um mês
31 Eles estavam encarregados do cuidado de idade para cima.
da arca sagrada, da mesa, do suporte
da lâmpada e dos altares, e também Os levitas tomam o lugar
dos utensílios sagrados que eram usa- dos filhos mais velhos
dos neles e da cortina. Realizavam todo 40 O SENHOR disse a Moisés:
o trabalho pesado relacionado com os — Faça um censo de todos os filhos
utensílios. mais velhos dos israelitas de um mês de
32 O chefe mais importante dos levi- idade para cima, e faça também uma
tas era Eleazar, filho do sacerdote Aarão. lista com seus nomes. 41 Separe para
Eleazar supervisionava o trabalho das mim os levitas que irão ficar no lugar de
pessoas que tinham ao seu cuidado as cada filho mais velho dos israelitas. Faça
coisas sagradas. a mesma coisa com os animais dos levi-
33 Os clãs de Mali e Musi eram de Mer- tas que irão ficar no lugar de cada uma
ari; eram os clãs meraritas. 34 De acordo das primeiras crias dos animais dos is-
com o censo, o número de homens de raelitas. Eu sou o SENHOR.
um mês de idade para cima era de 42 Então Moisés contou todos os

6.200. 35 O chefe da família dos mer- primeiros filhos homens dos israelitas
aritas era Zuriel, filho de Abiail. Eles assim como o SENHOR tinha ordenado.
acampavam no lado norte da Tenda 43 Foram colocados na lista todos os

Sagrada. 36 Os meraritas tinham sob sua

*3:25função de vigiar ou “responsabilidade”.


†3:288.300 De acordo com alguns manuscritos da LXX. O TM tem: “8.600”. Ver
Nm 3.22,28,34,39.
Números 3:44 7 Números 4:14

homens com mais de um mês de idade 5 — Quando o acampamento tiver que

e o total foi de 22.273. ser mudado de lugar, Aarão e os seus


44 O SENHOR disse a Moisés: filhos deverão entrar na tenda e tirar
45 — Ponha os levitas no lugar de cada a cortina da entrada. Depois cobrirão a
primeiro filho nascido entre os israelitas arca da aliança com ela, 6 e colocarão
e também ponha os animais dos levitas em cima uma cobertura de couro†. De-
no lugar dos animais dos israelitas. Os pois estenderão um pano roxo sobre ela e
levitas são meus, pois eu sou o SENHOR. colocarão nela as varas para transportá-
46 O número total de levitas é menor do la, 7 e estenderão também um pano roxo
que o número total dos filhos israelitas sobre a mesa da presença e colocarão
mais velhos: há 273 levitas a menos do nela os pratos, as colheres, as taças e as
que os filhos israelitas mais velhos. Para jarras para as ofertas de vinho. O pão
estes filhos israelitas mais velhos não da oferta permanente estará também ali.
há levitas que os substituam. 47 Então, 8 Estenderão um pano vermelho sobre

para salvá-los, você deverá cobrar cinco isto, cobrirão a mesa com uma cobertura
moedas de prata por cada um deles. Dev- de couro e depois colocarão nela as varas
erá receber esse dinheiro de acordo com para transportá-la.
o peso oficial, o qual estabelece que cada 9 — Depois tomarão um pano roxo e

moeda de prata deve pesar onze gra- cobrirão com ele o candelabro, suas lâm-
mas.* 48 Você dará esse dinheiro a Aarão padas, os alicates, os apagadores e to-
e aos seus filhos como valor do resgate das as jarras de azeite utilizadas na lâm-
desses 273 filhos mais velhos. pada. 10 Então colocarão isto e o seu
49 Então Moisés cobrou o dinheiro do equipamento numa cobertura de couro
resgate dos filhos mais velhos dos israeli- e colocarão tudo isso sobre umas varas
tas que havia a mais. 50 O dinheiro que para ser carregado. 11 Também esten-
Moisés recebeu por eles foi um total de derão um pano roxo sobre o altar de
1.365 moedas de prata, conforme o peso ouro, o cobrirão com uma cobertura de
oficial. 51 Moisés entregou o dinheiro a couro e colocarão nele as varas para
Aarão e aos seus filhos, conforme a or- transportá-lo.
dem que o SENHOR tinha lhe dado. 12 — Depois terão que tomar todas

as peças do equipamento usado para


O trabalho dos levitas servir no lugar sagrado. As colocarão

4 O SENHOR disse a Moisés e a Aarão:


2
— Façam um censo dos coatitas
que estão entre os levitas, por clãs e
num pano roxo, as cobrirão com couro e
depois as colocarão sobre as suas varas
para serem carregadas.
famílias; 3 que tenham entre trinta e cin- 13 — Em seguida, deverão limpar as

quenta anos de idade, e sejam aptos para cinzas do altar e estender um pano roxo
o trabalho na Tenda do Encontro. 4 O tra- sobre ele. 14 Depois colocarão sobre o al-
balho dos coatitas na Tenda do Encon- tar todos os utensílios usados no serviço,
tro será o de transportar as coisas mais ou seja os alicates, os garfos, as pás, e as
sagradas. taças, todo o equipamento do altar. So-
bre ele deverão estender uma cobertura

*3:47 cinco moedas (…) onze gramas Literalmente, “cinco siclos por cabeça, con-
forme o siclo sagrado, o qual pesa vinte geras”.
†4:6 couro Feito de pele de golfinho. Ver também vv8,10,11,12,14,25.
Números 4:15 8 Números 4:37

de couro e, então, pôr tudo isso sobre as e a sua cobertura de dentro, assim como
suas varas para ser carregado. a cobertura de couro que esteja em cima
15 — Aarão e os seus filhos terminarão dela. Também transportarão a cortina da
de cobrir todo o equipamento sagrado entrada da Tenda do Encontro. 26 Eles
e todos os objetos sagrados. Quando o devem transportar também as cortinas
acampamento estiver pronto para ser do pátio, a armação da entrada da porta
trasladado, então os coatitas poderão vir do pátio que rodeia a Tenda Sagrada e o
para transportar tudo isso. Mas eles não altar, suas cordas e todos os seus uten-
deverão tocar nas coisas sagradas, para sílios e acessórios necessários para fazer
que não morram. Os coatitas carregarão seu trabalho. 27 Aarão e os seus filhos su-
as coisas da Tenda do Encontro. pervisarão todo o trabalho dos gersoni-
16 — Eleazar, filho do sacerdote Aarão, tas, tudo o que mudarem de lugar e em-
estará encarregado do azeite para a lâm- pacotarem. Eles serão responsáveis por
pada, do incenso aromático, da oferta cuidar de tudo o que trasladarem. 28 Esse
diária de cereal* e do azeite de con- é o trabalho dos gersonitas na Tenda do
sagração. Ele também será responsável Encontro. Farão isto sob a direção de Ita-
pela Tenda Sagrada e por tudo o que mar, filho do sacerdote Aarão.
há nela. Será responsável pelas coisas 29 — Também faça um censo dos mer-

sagradas e seus utensílios. aritas, por clãs e famílias. 30 Conte os que


17 Então o SENHOR disse a Moisés e a tenham entre trinta e cinquenta anos de
Aarão: idade, ou seja todos os que sejam ap-
18 — Não deixem que nenhum dos clãs tos para trabalhar na Tenda do Encontro.
dos coatitas seja separado† dos levitas. 31 No que diz respeito ao seu trabalho na
19 Eles deverão fazer o seguinte para que Tenda do Encontro, eles transportarão as
não morram ao tocar nas coisas mais tábuas da Tenda Sagrada, suas travessas,
sagradas: Aarão e os seus filhos entrarão colunas e bases. 32 Também as colunas
e ensinarão a cada um deles o trabalho do pátio ao redor, as suas bases, estacas e
que devem fazer e o que eles têm que cordas, todo seu equipamento. Faça uma
transportar. 20 Os coatitas não devem en- lista por nome de tudo o que eles têm
trar para olhar as coisas sagradas, nem que cuidar e transportar. 33 Esse é o tra-
sequer por um instante, senão morrerão. balho dos meraritas em relação à Tenda
21 O SENHOR disse a Moisés: do Encontro. Façam isso sob a direção de
22 — Faça também um censo dos ger- Itamar, filho do sacerdote Aarão.
sonitas, por famílias e por clãs. 23 Conte 34 Moisés, Aarão e os chefes da comu-

os que tenham entre trinta e cinquenta nidade fizeram o censo dos coatitas por
anos de idade, ou seja todos os que se- seus clãs e famílias. 35 Contaram todos os
jam aptos para trabalhar na Tenda do homens entre trinta e cinquenta anos de
Encontro. idade, ou seja todos os aptos para trabal-
24 — O trabalho dos gersonitas con- har na Tenda do Encontro. 36 O resultado
sistirá em empacotar e transportar as do censo por clãs foi de 2.750 homens.
coisas. 25 Eles transportarão as cortinas 37 Esses foram os homens dos clãs coati-

da Tenda Sagrada, a Tenda do Encontro tas aptos para trabalhar na Tenda do En-

*4:16 oferta diária de cereal Oferta a Deus que colocava-se duas vezes ao dia no
lugar sagrado.
†4:18 separado Isto pode referir-se tanto a sua destruição como a sua expulsão.
Números 4:38 9 Números 5:13

contro. Moisés e Aarão os contaram con- tenha alguma doença sexualmente trans-
forme o SENHOR ordenou a Moisés. missível e todo aquele que tenha se con-
38 Foi feito também o censo dos ger- taminado por tocar numa pessoa morta.
sonitas por clãs e famílias. 39 Foram con- 3 Eles serão tirados do acampamento, se-

tados todos os homens entre trinta e cin- jam homens ou mulheres, para que não
quenta anos de idade, ou seja todos os contaminem o acampamento onde eu
aptos para trabalhar na Tenda do Encon- moro com vocês.
tro. 40 O resultado do censo por clãs foi 4 Os israelitas obedeceram e tiraram

de 2.630. 41 Esses foram os homens dos do acampamento toda essa gente, assim
clãs gersonitas aptos para trabalhar na como o SENHOR disse a Moisés.
Tenda do Encontro. Moisés e Aarão os
contaram conforme o SENHOR ordenou A multa por danos e prejuízos
a Moisés. 5O SENHOR disse a Moisés:
42 Foi feito também o censo dos merar- 6— Diga aos israelitas que caso al-
itas por clãs e famílias. 43 Contaram to- guém, homem ou mulher, peque cau-
dos os homens entre trinta e cinquenta sando mal a outra pessoa, está pecando
anos de idade, ou seja todos os aptos contra o SENHOR, e é culpado. 7 Quem
para trabalhar na Tenda do Encontro. faz isso deverá confessar o pecado que
44 O resultado do censo por clãs foi de cometeu e pagar para a pessoa defrau-
3.200. 45 Esses foram os homens dos clãs dada o custo do mal que lhe causou
meraritas aptos para trabalhar na Tenda mais uma quinta parte do seu valor.
do Encontro. Moisés e Aarão os con- 8 Se acontecer da pessoa ofendida mor-

taram conforme o SENHOR ordenou a rer sem ter parentes para receber o paga-
Moisés. mento, então esse pagamento se entre-
46 Assim pois, Moisés, Aarão e os gará ao SENHOR. O sacerdote receberá
chefes da comunidade fizeram o censo o pagamento. Além disso, quem come-
de todos os levitas por clãs e famílias. teu a ofensa deverá levar ao sacerdote
47 Contaram todos os homens entre um carneiro para que faça a cerimônia
trinta e cinquenta anos de idade, ou seja de purificação por aquele que cometeu
todos os aptos para trabalhar, manusear a ofensa.
e transportar tudo da Tenda do Encon- 9 — Toda doação santa que os israeli-

tro. 48 O total deste censo foi de 8.580 tas consagrarem e entregarem ao sacer-
homens. 49 Esse censo foi feito conforme dote, pertencerá ao sacerdote. 10 O que
o SENHOR ordenou a Moisés. A cada um cada um consagrar, pertencerá a ele,
lhe foi dito o que deveria fazer e trans- mas o que for entregue ao sacerdote, será
portar, assim como o SENHOR ordenou do sacerdote.*
a Moisés.
A lei em casos de ciúmes
A pureza do acampamento 11 O SENHOR disse a Moisés:

5 O SENHOR disse a Moisés: 12 — Diga aos israelitas que pode acon-


2 — Mande os israelitas que tirem tecer que a esposa de um homem lhe seja
do acampamento todo aquele que tenha infiel. 13 Outro homem estaria tendo re-
uma doença perigosa de pele, aquele que lações sexuais com ela sem que o saiba

*5:10 ou “Cada pessoa poderá dispor das suas ofertas como desejar, mas o que a
pessoa entregar ao sacerdote será para o sacerdote”.
Números 5:14 10 Números 5:31

o marido e, embora ela já tenha se con- maldição no meio do seu povo, que o
taminado, mantém segredo porque não SENHOR faça com que fique estéril, que
houve testemunhas nem foi surpreen- suas entranhas se inflamem, 22 que esta
dida no ato. 14 O marido é vítima de água que leva uma maldição vá dentro
ciúmes contra sua esposa porque ela do seu corpo e faça que suas entranhas
se contaminou. Também pode acontecer se inflamem e fique estéril”. Então a mul-
que um marido fique ciumento embora her deverá dizer: “Estou de acordo, as-
sua esposa não tenha se contaminado. sim seja”.
15 Nesses casos, o marido deverá levar 23 — Depois o sacerdote escreverá

a sua esposa perante o sacerdote junta- estas maldições num documento e as


mente com uma oferta que se requer por lavará com a água amarga. 24 Então fará
ela. A oferta será de dois quilos* de far- com que a mulher beba a água que leva
inha de cevada. Não será colocado azeite a maldição; a água entrará nela para lhe
nem incenso nessa oferta porque é uma causar grande dor. 25 Depois o sacerdote
oferta de cereal de um marido ciumento. pegará das mãos da mulher a oferta de
É uma oferta de cereal feita para que um cereal do seu marido ciumento e fará
pecado seja descoberto. o movimento de apresentação da oferta
16 — Depois o sacerdote fará com que perante o SENHOR e a levará ao altar.
a mulher se aproxime perante o SEN- 26 Em seguida o sacerdote pegará um

HOR. 17 Ele colocará um pouco de água punhado da oferta de cereal, que rep-
consagrada numa jarra de argila e colo- resenta toda a oferta, e o queimará no
cará nela um pouco de terra tomada do altar. Depois disto fará com que a mul-
chão da Tenda Sagrada. 18 Então o sac- her beba a água. 27 Quando ela tiver be-
erdote fará com que a mulher se aprox- bido a água, as pessoas poderão ver o
ime perante o SENHOR, soltará o cabelo resultado. Se ela for impura e foi infiel
dela e colocará em suas mãos a oferta de ao seu marido, então a água que leva a
cereal para expor a sua culpa. Na mão maldição entrará nela causando grande
do sacerdote estará a água que leva uma dor; suas entranhas se inflamarão e fi-
maldição. cará estéril. A mulher será maldita no
19 — Depois o sacerdote fará com que meio do seu povo. 28 Se a mulher não for
a mulher jure e lhe dirá: “Não lhe afe- impura, então será declarada inocente e
tará a maldição que leva esta água se poderá ter filhos.
você for inocente, se nenhum homem 29 — Essa é a lei para os casos de

teve relações sexuais com você, se não ciúmes, quando uma mulher seguir o
foi pelo mau caminho nem se con- mau caminho enquanto se encontra
taminou enquanto esteve casada com casada, contaminando-se. 30 É também
seu marido. 20 Mas o SENHOR fará cair para quando um homem ficar ciumento
sobre você a maldição que leva esta da sua esposa. Então ele deve fazer com
água se for culpada de ter relações sex- que ela se apresente perante o SENHOR
uais com um homem que não era seu e o sacerdote fará que se aplique esta lei.
marido, tornando-se impura”. 21 Nesse 31 Dessa forma o marido ficará livre do

momento o sacerdote fará que a mulher castigo, mas a mulher carregará o seu
jure sob maldição e então dirá à mulher: pecado.
“Que o SENHOR faça do seu nome uma

*5:15 dois quilos Literalmente, “a décima parte de um efa”.


Números 6:1 11 Números 6:19

deve ser queimado completamente. Fará


Os nazireus a purificação do nazireu porque falhou

6 O SENHOR disse a Moisés:


2
— Diga aos israelitas que se
um homem ou uma mulher fizer uma
ao ter contato com um morto. Nesse
mesmo dia consagrará de novo a sua
cabeça. 12 Começará novamente o tempo
promessa de dedicação ao SENHOR da consagração ao SENHOR e deverá
como nazireu, 3 terá que se abster de be- trazer um cordeiro de um ano como sac-
ber vinho ou de qualquer outra bebida rifício de restituição. Os dias anteriores
alcoólica. Também não poderá beber não serão contados por ter ficado con-
vinagre feito de vinho ou de outra be- taminado o seu cabelo.
bida alcoólica, nem beber suco de uvas, 13 — Esta lei deverá ser aplicada ao

nem comer uvas, nem que sejam frescas nazireu: no dia que completar o tempo
ou secas. 4 Durante todo o tempo que for de consagração como nazireu, alguém
nazireu não deverá comer nenhum pro- irá com ele diante da entrada da Tenda
duto da uva, nem sequer as sementes ou do Encontro. 14 Ali apresentará ao SEN-
a casca. HOR um cordeiro de um ano que não
5 — Durante o tempo que durar sua tenha nenhum defeito, como sacrifício
promessa de nazireu não deverá cortar que deve ser queimado completamente.
o cabelo. Só poderá fazê-lo quando se Também oferecerá um carneiro que não
completar o tempo que dedicou para tenha nenhum defeito, como oferta para
se consagrar ao SENHOR. Enquanto festejar. 15 Oferecerá da mesma forma
isso, estará consagrado e deverá deixar um cesto de pães sem fermento, feitos
crescer o cabelo. com farinha da melhor qualidade e
6 — Além disso, enquanto durar o amassados com azeite. Também ofere-
tempo da sua dedicação ao SENHOR não cerá bolachas sem fermento aspergidas
poderá entrar em nenhum lugar onde com azeite, juntamente com as ofertas
houver um morto, 7 nem sequer em caso correspondentes de trigo e de vinho.
de que morra seu pai ou sua mãe, ou seu 16 — Então o sacerdote apresentará

irmão ou sua irmã. Se tornaria impuro estas ofertas perante o SENHOR junto
porque seu cabelo indica que se dedi- com o sacrifício pelo pecado e o sacri-
cou a Deus.* 8 Todos os dias consagra- fício que deve ser queimado completa-
dos como nazireu serão sagrados para o mente. 17 Oferecerá o carneiro ao SEN-
SENHOR. HOR como oferta para festejar, junta-
9 — Se alguém morrer de repente junto mente com o cesto de pães sem fermento
a um nazireu, ficará contaminado o ca- e as correspondentes ofertas de trigo e de
belo do nazireu. Portanto, sete dias de- vinho.
pois, terá que rapar a cabeça, ou seja 18 — Depois o nazireu deverá rapar o

o dia da sua purificação. 10 No oitavo cabelo e jogá-lo ao fogo que arde de-
dia levará duas rolas ou dois filhotes baixo da oferta para festejar.
de pomba ao sacerdote, diante da en- 19 — Depois que o nazireu tiver ra-

trada da Tenda do Encontro. 11 O sacer- pado a cabeça, o sacerdote pegará uma


dote oferecerá um como sacrifício pelo perna já cozida do carneiro, e pegará
pecado e o outro como sacrifício que do cesto um pão sem fermento e uma

*6:7seu cabelo (…) Deus ou “o símbolo de sua dedicação a Deus está sobre sua
cabeça”.
Números 6:20 12 Números 7:13

bolacha sem fermento. Depois colocará bos, os mesmos que ajudaram a fazer o
tudo isso nas mãos do nazireu. 20 Então o censo, vieram 3 e trouxeram como oferta
sacerdote fará o movimento de apresen- ao SENHOR seis carroças cobertas e doze
tação da oferta perante o SENHOR. Tudo bois; ou seja, uma carroça para cada dois
isso pertence ao sacerdote junto com o chefes e um boi para cada chefe. Eles os
peito do animal que se utilizou para o puseram diante da Tenda Sagrada.
movimento de apresentação da oferta e 4 Então o SENHOR disse a Moisés:

a coxa que se dá como oferta de con- 5 — Receba estas ofertas de carroças

tribuição. Depois disto o nazireu poderá e bois, e que sejam entregues aos levi-
beber vinho. tas. Estes deverão colocar tudo isso ao
21 — Essa é a lei para quem fizer a serviço das atividades da Tenda do En-
promessa de se consagrar ao SENHOR contro, conforme o trabalho que corre-
como nazireu, e essas são as ofertas sponde a cada um.
que deverá apresentar, além de qual- 6 Então Moisés recebeu as carroças e

quer outra coisa que possa oferecer. De o gado e os deu aos levitas. 7 Deu duas
acordo com a promessa que fizer, assim carroças e quatro bois aos gersonitas,
deverá cumprir, conforme à lei da sua pois isso era o que eles precisavam para
consagração. fazer seu trabalho; 8 quatro carroças e
oito bois aos meraritas, pois isso era tam-
A bênção do sacerdote bém o que eles precisavam para fazer seu
22 O SENHOR disse a Moisés: trabalho sob a direção de Itamar, filho
23 — Diga a Aarão e aos seus filhos que do sacerdote Aarão. 9 Não deu nada disso
abençoe os israelitas dizendo isto: aos coatitas porque o trabalho de trans-
24 “Que o SENHOR os abençoe portar as coisas sagradas o deviam fazer
e os proteja; eles mesmos, sobre seus ombros.
25 que o SENHOR seja bom com vocês* 10 Quando o altar foi consagrado, os

e tenha compaixão de vocês. chefes das tribos também trouxeram


26 Que o SENHOR olhe para vocês com ofertas e as colocaram diante do altar.
amor† 11 Então o SENHOR disse a Moisés:

e faça com que vocês vivam em paz”. — Que cada dia venha um chefe de
27 — Dessa forma Aarão e os seus filhos tribo diferente e traga sua oferta para a
pronunciarão meu nome diante dos is- consagração do altar.
raelitas e eu os abençoarei. 12 Quem apresentou sua oferta no

primeiro dia foi Naassom, filho de


A dedicação da Tenda Sagrada Aminadabe, da tribo de Judá.

7 Quando Moisés acabou de montar 13 Nisto consistia sua oferta: uma

a Tenda Sagrada, consagrou com bandeja de prata que pesava um


azeite a tenda e os seus utensílios, e fez a quilo e meio‡ e uma bacia de
mesma coisa com o altar e os seus uten- prata que pesava oitocentos gra-
sílios. 2 Então os chefes de Israel, que mas, de acordo com o peso ofi-
eram os chefes das famílias e das tri- cial, para a oferta de cereal. Am-
*6:25 seja bom com vocês Literalmente, “faça brilhar seu rosto sobre vocês”.
†6:26 olhe para vocês com amor Literalmente, “levante sobre você o seu rosto”.
‡7:13 um quilo e meio Literalmente, “cento e trinta siclos”. Geralmente as medi-
das de peso, que neste livro são apresentadas em quilogramas para metais, se dão
literalmente em “siclos”. Ver tabela de pesos e medidas.
Números 7:14 13 Números 7:36

bas foram entregues cheias de far- que pesava oitocentos gramas, de


inha da melhor qualidade mistu- acordo com o peso oficial, para a
rada com azeite. 14 Ofertou também oferta de cereal. Ambas foram en-
uma concha de ouro que pesava tregues cheias de farinha da mel-
cento e quinze gramas, cheia de in- hor qualidade misturada com azeite.
censo. 15 Deu também um bezerro, 26 Ofertou também uma concha de

um carneiro e um cordeiro de um ouro que pesava cento e quinze gra-


ano, para o sacrifício que deve ser mas, cheia de incenso. 27 Deu tam-
queimado completamente. 16 Ofer- bém um bezerro, um carneiro e um
tou, além disso, um bode, para o sac- cordeiro de um ano, para o sacri-
rifício pelo pecado. 17 Finalmente, fício que deve ser queimado com-
para o sacrifício da comunhão, deu pletamente. 28 Ofertou, além disso,
dois bois, cinco carneiros, cinco um bode, para o sacrifício pelo
bodes e cinco cordeiros de um ano. pecado. 29 Finalmente, para o sac-
Essa foi a oferta de Naassom, filho rifício de comunhão, deu dois bois,
de Aminadabe. cinco carneiros, cinco bodes e cinco
18 No segundo dia levou a sua oferta cordeiros de um ano. Essa foi a
Natanael, filho de Zuar, chefe da tribo oferta de Eliabe, filho de Helom.
de Issacar. 30 No quarto dia levou as suas ofertas
19 Nisto consistia sua oferta: uma Elizur, filho de Sedeur, chefe da tribo de
bandeja de prata que pesava um Rúben.
quilo e meio e uma bacia de prata 31 Nisto consistia sua oferta: uma

que pesava oitocentos gramas, de bandeja de prata que pesava um


acordo com o peso oficial, para a quilo e meio, e uma bacia de prata
oferta de cereal. Ambas foram en- que pesava oitocentos gramas, de
tregues cheias de farinha da mel- acordo com o peso oficial, para a
hor qualidade misturada com azeite. oferta de cereal. Ambas foram en-
20 Ofertou também uma concha de tregues cheias de farinha da mel-
ouro que pesava cento e quinze gra- hor qualidade misturada com azeite.
mas, cheia de incenso. 21 Deu tam- 32 Ofertou também uma concha de

bém um bezerro, um carneiro e um ouro que pesava cento e quinze gra-


cordeiro de um ano, para o sacri- mas, cheia de incenso. 33 Deu tam-
fício que deve ser queimado com- bém um bezerro, um carneiro e um
pletamente. 22 Ofertou, além disso, cordeiro de um ano, para o sacri-
um bode, para o sacrifício pelo fício que deve ser queimado com-
pecado. 23 Finalmente, para o sac- pletamente. 34 Ofertou, além disso,
rifício de comunhão, deu dois bois, um bode, para o sacrifício pelo
cinco carneiros, cinco bodes e cinco pecado. 35 Finalmente, para o sac-
cordeiros de um ano. Essa foi a rifício de comunhão, deu dois bois,
oferta de Natanael, filho de Zuar. cinco carneiros, cinco bodes e cinco
24 No terceiro dia levou as suas ofertas cordeiros de um ano. Essa foi a
Eliabe, filho de Helom, chefe da tribo de oferta de Elizur, filho de Sedeur.
Zebulom. 36 No quinto dia levou as suas ofertas Se-
25 Nisto consistia sua oferta: uma lumiel, filho de Zurisadai, chefe da tribo
bandeja de prata que pesava um de Simeão.
quilo e meio e uma bacia de prata
Números 7:37 14 Números 7:59

37 Nisto consistia sua oferta: uma 48 No sétimo dia levou as suas ofertas
bandeja de prata que pesava um Elisama, filho de Amiúde, chefe da tribo
quilo e meio, e uma bacia de de Efraim.
prata que pesava oitocentos gra- 49 Nisto consistia sua oferta: uma

mas, de acordo com o peso ofi- bandeja de prata que pesava um


cial, para a oferta de cereal. Am- quilo e meio, e uma bacia de prata
bas foram entregues cheias de far- que pesava oitocentos gramas, de
inha da melhor qualidade mistu- acordo com o peso oficial, para a
rada com azeite. 38 Ofertou também oferta de cereal. Ambas foram en-
uma concha de ouro que pesava tregues cheias de farinha da mel-
cento e quinze gramas cheia de in- hor qualidade misturada com azeite.
censo. 39 Deu também um bezerro, 50 Ofertou também uma concha de

um carneiro e um cordeiro de um ouro que pesava cento e quinze gra-


ano, para o sacrifício que deve ser mas, cheia de incenso. 51 Deu tam-
queimado completamente. 40 Ofer- bém um bezerro, um carneiro e um
tou, além disso, um bode, para o sac- cordeiro de um ano, para o sacri-
rifício pelo pecado. 41 Finalmente, fício que deve ser queimado com-
para o sacrifício de comunhão, deu pletamente. 52 Ofertou, além disso,
dois bois, cinco carneiros, cinco um bode, para o sacrifício pelo
bodes e cinco cordeiros de um ano. pecado. 53 Finalmente, para o sac-
Essa foi a oferta de Selumiel, filho rifício de comunhão, deu dois bois,
de Zurisadai. cinco carneiros, cinco bodes e cinco
42 No sexto dia levou as suas ofertas cordeiros de um ano. Essa foi a
Eliasafe, filho de Deuel, chefe da tribo oferta de Elisama, filho de Amiúde.
de Gade. 54 No oitavo dia levou as suas ofertas
43 Nisto consistia sua oferta: uma Gamaliel, filho de Pedazur, chefe da
bandeja de prata que pesava um tribo de Manassés.
quilo e meio, e uma bacia de prata 55 Nisto consistia sua oferta: uma

que pesava oitocentos gramas, de bandeja de prata que pesava um


acordo com o peso oficial, para a quilo e meio, e uma bacia de prata
oferta de cereal. Ambas foram en- que pesava oitocentos gramas, de
tregues cheias de farinha da mel- acordo com o peso oficial, para a
hor qualidade misturada com azeite. oferta de cereal. Ambas foram en-
44 Ofertou também uma concha de tregues cheias de farinha da mel-
ouro que pesava cento e quinze gra- hor qualidade misturada com azeite.
mas, cheia de incenso. 45 Deu tam- 56 Ofertou também uma concha de

bém um bezerro, um carneiro e um ouro que pesava cento e quinze gra-


cordeiro de um ano, para o sacri- mas, cheia de incenso. 57 Deu tam-
fício que deve ser queimado com- bém um bezerro, um carneiro e um
pletamente. 46 Ofertou, além disso, cordeiro de um ano, para o sacri-
um bode, para o sacrifício pelo fício que deve ser queimado com-
pecado. 47 Finalmente, para o sac- pletamente. 58 Ofertou, além disso,
rifício de comunhão, deu dois bois, um bode, para o sacrifício pelo
cinco carneiros, cinco bodes e cinco pecado. 59 Finalmente, para o sac-
cordeiros de um ano. Essa foi a rifício de comunhão, deu dois bois,
oferta de Eliasafe, filho de Deuel. cinco carneiros, cinco bodes e cinco
Números 7:60 15 Números 7:82

cordeiros de um ano. Essa foi a rifício de comunhão, deu dois bois,


oferta de Gamaliel, filho de Pedazur. cinco carneiros, cinco bodes e cinco
60 No nono dia levou as suas ofertas cordeiros de um ano. Essa foi a
Abidã, filho de Gideoni, chefe da tribo oferta de Aieser, filho de Amisadai.
de Benjamim. 72 No décimo primeiro dia levou as suas
61 Nisto consistia sua oferta: uma ofertas Pagiel, filho de Ocrã, chefe da
bandeja de prata que pesava um tribo de Aser.
quilo e meio, e uma bacia de prata 73 Nisto consistia sua oferta: uma

que pesava oitocentos gramas, de bandeja de prata que pesava um


acordo com o peso oficial, para a quilo e meio, e uma bacia de prata
oferta de cereal. Ambas foram en- que pesava oitocentos gramas, de
tregues cheias de farinha da mel- acordo com o peso oficial, para a
hor qualidade misturada com azeite. oferta de cereal. Ambas foram en-
62 Ofertou também uma concha de tregues cheias de farinha da mel-
ouro que pesava cento e quinze gra- hor qualidade misturada com azeite.
mas, cheia de incenso. 63 Deu tam- 74 Ofertou também uma concha de

bém um bezerro, um carneiro e um ouro que pesava cento e quinze gra-


cordeiro de um ano, para o sacri- mas, cheia de incenso. 75 Deu tam-
fício que deve ser queimado com- bém um bezerro, um carneiro e um
pletamente. 64 Ofertou, além disso, cordeiro de um ano, para o sacri-
um bode, para o sacrifício pelo fício que deve ser queimado com-
pecado. 65 Finalmente, para o sac- pletamente. 76 Ofertou, além disso,
rifício de comunhão, deu dois bois, um bode, para o sacrifício pelo
cinco carneiros, cinco bodes e cinco pecado. 77 Finalmente, para o sac-
cordeiros de um ano. Essa foi a rifício de comunhão, deu dois bois,
oferta de Abidã, filho de Gideoni. cinco carneiros, cinco bodes e cinco
66 No décimo dia levou as suas ofertas cordeiros de um ano. Essa foi a
Aieser, filho de Amisadai, chefe da tribo oferta de Pagiel, filho de Ocrã.
de Dã. 78 No décimo segundo dia levou as suas
67 Nisto consistia sua oferta: uma ofertas Aira, filho de Enã, chefe da tribo
bandeja de prata que pesava um de Naftali.
quilo e meio, e uma bacia de prata 79 Nisto consistia sua oferta: uma

que pesava oitocentos gramas, de bandeja de prata que pesava um


acordo com o peso oficial, para a quilo e meio, e uma bacia de prata
oferta de cereal. Ambas foram en- que pesava oitocentos gramas, de
tregues cheias de farinha da mel- acordo com o peso oficial, para a
hor qualidade misturada com azeite. oferta de cereal. Ambas foram en-
68 Ofertou também uma concha de tregues cheias de farinha da mel-
ouro que pesava cento e quinze gra- hor qualidade misturada com azeite.
mas, cheia de incenso. 69 Deu tam- 80 Ofertou também uma concha de

bém um bezerro, um carneiro e um ouro que pesava cento e quinze gra-


cordeiro de um ano, para o sacri- mas, cheia de incenso. 81 Deu tam-
fício que deve ser queimado com- bém um bezerro, um carneiro e um
pletamente. 70 Ofertou, além disso, cordeiro de um ano, para o sacri-
um bode, para o sacrifício pelo fício que deve ser queimado com-
pecado. 71 Finalmente, para o sac- pletamente. 82 Ofertou, além disso,
Números 7:83 16 Números 8:12

um bode, para o sacrifício pelo


pecado. 83 Finalmente, para o sac- A luz do candelabro
rifício de comunhão, deu dois bois,
cinco carneiros, cinco bodes e cinco
cordeiros de um ano. Essa foi a
8 O SENHOR disse a Moisés:
2— Diga a Aarão que quando in-
stalar as sete lâmpadas, elas devem ilu-
oferta de Aira, filho de Enã. minar a área em frente do candelabro.
84 Essa foi a oferta de dedicação dos 3 Então Aarão fez exatamente como o

chefes de Israel para o altar quando este SENHOR ordenou a Moisés e posicionou
foi consagrado: doze bandejas de prata, as lâmpadas de forma que ficassem ilu-
doze bacias de prata e doze conchas de minando a área em frente do candelabro.
ouro. 85 Cada bandeja de prata pesava 4 O candelabro, desde a sua base até

um quilo e meio. Cada bacia de prata pe- as suas flores, tinha sido feito de ouro
sava oitocentos gramas. Todos os obje- martelado, e segundo o modelo que o
tos de prata pesavam vinte e sete quilos SENHOR mostrou a Moisés.
de acordo com o peso oficial. 86 As doze
conchas de ouro cheias de incenso pe- A consagração dos levitas
savam cada uma cento e quinze gramas, 5O SENHOR disse a Moisés:
de acordo com o peso oficial. O ouro de 6— Tome os levitas dentre os israeli-
todos as conchas pesava ao todo 1.380 tas e faça com que sejam purificados*.
gramas. 7 Isto é o que deve fazer para purificá-los:
87 O número total de animais para o aspirja sobre eles água de purificação†,
sacrifício que deve ser queimado com- faça com que rapem todo o corpo e que
pletamente era de doze novilhos, doze lavem a sua roupa; assim ficarão pu-
carneiros e doze cordeiros de um ano rificados. 8 Depois, que tomem um bez-
com as suas correspondentes ofertas erro e farinha da melhor qualidade, mis-
de cereal. Também tinha doze bodes turada com azeite, para que façam a
para o sacrifício pelo pecado. 88 No que oferta de cereal correspondente, e tam-
diz respeito aos animais para o sacri- bém outro bezerro para que façam o sac-
fício de comunhão, seu número total rifício pelo pecado. 9 Em seguida, leve os
era de vinte e quatro novilhos, sessenta levitas para frente da Tenda do Encontro
carneiros, sessenta bodes e sessenta e reúna todo o povo de Israel. 10 Quando
cordeiros de um ano. Esta foi a oferta trouxer os levitas perante o SENHOR, os
para a dedicação do altar depois que foi israelitas deverão impor-lhes as mãos.
consagrado. 11 Aarão apresentará os levitas fazendo
89 Quando Moisés entrou na Tenda do a cerimônia de apresentação, como uma
Encontro para falar com Deus, ouviu a oferta dos israelitas para o SENHOR, e
voz de Deus que lhe falava de cima da assim ficarão dedicados ao serviço do
tampa da arca da aliança, do meio dos SENHOR. 12 Os levitas, por sua vez, colo-
dois querubins. carão suas mãos sobre as cabeças dos
dois novilhos e será oferecido um como
sacrifício pelo pecado, e o outro como
sacrifício que deve ser queimado com-

*8:6 purificados Apresentados puros ou aceitáveis a Deus para a adoração.


†8:7 água de purificação A forma de preparar a água de purificação está explicada
no capítulo 19.
Números 8:13 17 Números 9:9

pletamente ao SENHOR, para purificar como o SENHOR ordenou a Moisés que


os levitas. fosse feito.
13 — Então, você fará com que os lev- 23 O SENHOR disse a Moisés:

itas se coloquem de pé diante de Aarão 24 — Esta é uma lei para os levitas: a

e dos seus filhos e fará o movimento de partir dos vinte e cinco anos de idade
apresentação da oferta ao SENHOR para todo homem levita entrará ao serviço da
dedicá-los a mim. 14 Dessa forma, você Tenda do Encontro, 25 mas se retirará na
separará os levitas dos outros israelitas idade de cinquenta anos e não trabal-
para que sejam meus. hará mais; 26 poderá ajudar os seus ir-
15 — Depois de purificá-los e oferecê- mãos prestando guarda na Tenda do En-
los a mim, fazendo o movimento de ap- contro, mas não fará nenhum trabalho
resentação da oferta, os levitas estarão pesado. Essa é a forma como você deve
qualificados para trabalhar na Tenda do organizar o trabalho dos levitas.
Encontro. 16 Os levitas, dentre os israeli-
tas, serão um grupo de pessoas sepa- A Páscoa
rado para o meu serviço. Eu fiz que eles
ocupassem o lugar dos filhos mais vel-
hos dos israelitas para o meu serviço,
9 O SENHOR falou a Moisés no deserto
do Sinai no primeiro mês do segundo
ano, depois de terem saído do Egito. Ele
17 porque todo filho mais velho dos is- disse:
raelitas e toda a primeira cria de animais 2 — Os israelitas devem celebrar a Pás-

me pertence. No dia que eu dei morte a coa na data determinada, 3 que é ao en-
todos os filhos mais velhos do Egito, eu tardecer do dia catorze deste mês. A
separei para mim os filhos mais velhos celebrarão seguindo todas suas leis e
dos israelitas. 18 Porém, tomei os levitas mandamentos.
em troca de todos os filhos mais velhos 4 Então Moisés ordenou aos israelitas

dos israelitas, 19 e dentre todos os israeli- que celebrassem a Páscoa, 5 e eles a cel-
tas dei os levitas a Aarão e aos seus fil- ebraram no dia catorze do primeiro mês.
hos. Eles farão, em nome dos israelitas, Celebraram a Páscoa no deserto do Sinai,
o trabalho pesado na Tenda do Encontro ao entardecer, cumprindo tudo o que o
e purificarão os israelitas para que assim SENHOR ordenou a Moisés.
não lhes aconteça nenhuma desgraça por 6 Mas tinha alguns que estavam im-

aproximar-se do santuário. puros por terem tocado num morto e por


20 Moisés, Aarão e todo o povo de Is- isso não podiam celebrar a Páscoa nesse
rael fizeram tudo o que o SENHOR or- dia. Então foram ver a Aarão e a Moisés
denou a Moisés em relação aos levitas. 7 e disseram a Moisés:
21 Os levitas purificaram a si mesmos e — Estamos impuros por termos tocado
lavaram a sua roupa. Então Aarão os num morto. Mesmo assim gostaríamos
ofereceu fazendo o movimento de apre- de apresentar a oferta para o SENHOR
sentação perante o SENHOR, e apresen- no momento indicado como fazem o
tou os sacrifícios para o perdão dos peca- resto dos israelitas.
dos dos levitas e para purificá-los. 22 De- 8 Moisés disse:

pois disto os levitas foram fazer os seus — Esperem, eu consultarei o que


trabalhos na Tenda do Encontro sob a o SENHOR vai decidir com relação a
supervisão de Aarão e os seus filhos. O vocês.
que foi feito com os levitas foi da forma 9 O SENHOR disse a Moisés:
Números 9:10 18 Números 10:8

10 — Diga aos israelitas que se algum 20 Da mesma forma acontecia quando a


de vocês ou dos seus descendentes es- nuvem estava sobre a Tenda Sagrada só
tiver impuro por ter tocado num morto por alguns poucos dias; conforme um
ou por estar de viagem fora do país, sinal do SENHOR eles acampavam e con-
mesmo assim poderá celebrar a Páscoa forme um sinal do SENHOR começavam
do SENHOR 11 no dia catorze do segundo a marchar. 21 Às vezes a nuvem per-
mês, ao entardecer. Deverão comer o manecia sobre a tenda somente desde o
cordeiro da Páscoa com pão sem fer- entardecer até o amanhecer e se movia
mento e ervas amargas. 12 Não deverão na manhã, então eles começavam a mar-
deixar nada para a manhã seguinte, nem char. Fosse de dia ou de noite, quando
quebrar nenhum dos ossos do cordeiro. a nuvem se levantava, eles começavam
Quando celebrem a Páscoa, o farão re- a marchar. 22 Mesmo que a nuvem per-
speitando toda a sua regulamentação. manecesse sobre a Tenda Sagrada um
13 Por outra parte, pode acontecer que dia, um mês ou um ano, os israeli-
alguém esteja puro e não se encontre de tas acampavam e não se moviam dali,
viagem, mas se negue a celebrar a Pás- mas quando a nuvem se movia, eles se
coa. Esse será separado da comunidade moviam também. 23 De acordo com o
porque não ofereceu a oferta para o SEN- sinal do SENHOR, eles acampavam ou
HOR no momento indicado e receberá o começavam a marchar, obedecendo às
castigo pelo seu pecado. ordens do SENHOR, as quais o SENHOR
14 — Se um imigrante que mora entre dava por meio de Moisés.
vocês desejar celebrar a Páscoa do SEN-
HOR, poderá fazê-lo, mas deverá seguir As trombetas de prata
as leis da Páscoa com todas as suas nor-
mas. As normas serão iguais tanto para
os cidadãos como para os imigrantes.
10 O SENHOR disse a Moisés:
2— Faça duas trombetas de
prata martelada e use-as para convocar
à comunidade e para avisar aos acam-
A nuvem e o fogo pamentos que é o momento de começar
15 No dia em que se instalou a Tenda a marchar. 3 Quando tocarem as trom-
Sagrada, uma nuvem a cobriu. Desde betas, todo o povo se reunirá diante de
o entardecer começava a ser visto algo você na entrada da Tenda do Encontro.
como se fosse um fogo que durava até 4 Mas se só tocar uma trombeta, então

o amanhecer. 16 Sempre era assim, du- se reunirão com você somente os chefes
rante o dia a nuvem cobria a tenda; du- mais importantes de Israel.
rante a noite parecia fogo. 17 Quando a 5 — Os sons curtos das trombetas

nuvem que cobria a tenda se levantava, serão o sinal para começar a marchar.
então os israelitas começavam a mar- Ao toque dos primeiros sons curtos,
char; e onde a nuvem parava, ali acam- os acampamentos do leste começarão a
pavam. 18 Ao sinal do SENHOR os israeli- marchar. 6 Quando tocarem sons curtos
tas começavam a marchar e ao sinal do pela segunda vez, os acampamentos do
SENHOR, acampavam. Eles acampavam sul começarão a marchar. Os sons curtos
todo o tempo que a nuvem estivesse so- serão o sinal para começar a marchar.
bre a Tenda Sagrada. 19 Embora a nu- 7 Mas quando se quiser convocar toda a

vem parasse sobre a Tenda Sagrada por comunidade, o som será diferente: to-
vários dias, os israelitas obedeciam à or- carão sons longos, não tocarão sons cur-
dem do SENHOR e não se moviam dali. tos. 8 Os filhos de Aarão, os sacerdotes,
Números 10:9 19 Números 10:30

serão os encarregados de tocar as trom- marchar por tropas. Elizur, filho de


betas. Esta será uma lei que sempre obe- Sedeur, estava liderando esta unidade
decerão todos vocês e também as ger- militar. 19 Selumiel, filho de Zurisadai,
ações por vir. estava liderando a unidade militar da
9 — Quando estiverem na sua terra tribo de Simeão 20 e Eliasafe, filho de
e o inimigo os atacar, vocês terão que Reuel, estava liderando a unidade mil-
sair para lutar. Nessas ocasiões toquem itar da tribo de Gade. 21 Depois, os coat-
as trombetas e gritem forte, assim eu, o itas, que carregavam as coisas sagradas,
SENHOR, seu Deus, prestarei atenção e começaram a marchar. Quando eles
os salvarei dos seus inimigos. 10 Também chegaram no novo acampamento, en-
deverão tocar as trombetas em ocasiões contraram a Tenda Sagrada já instalada.
de alegria, como nos dias de festa e 22 Depois a unidade militar do acam-

em suas festas de Lua Nova. Também pamento de Efraim começou a marchar


tocarão quando oferecerem suas ofer- por tropas. Elisama, filho de Amiúde,
tas que devem ser queimadas completa- estava liderando esta unidade militar.
mente e suas ofertas para festejar. Assim, 23 Gamaliel, filho de Pedazur, estava lid-

eu me lembrarei de vocês* porque eu sou erando a unidade militar da tribo de


o SENHOR, seu Deus. Manassés, 24 e Abidã, filho de Gideoni,
estava liderando a unidade militar da
Os israelitas viajam do Sinai a Parã tribo de Benjamim.
11 No dia vinte do segundo mês do 25 Depois a unidade militar do acam-

segundo ano a nuvem se levantou da pamento de Dã começou a marchar por


Tenda da Aliança. 12 Então o povo de tropas. Esta unidade militar estava na
Israel começou sua viagem desde o de- retaguarda de todos os acampamentos.
serto do Sinai até o deserto de Parã, que Aieser, filho de Amisadai, estava encar-
foi onde a nuvem parou. 13 Assim eles regado desta unidade militar. 26 Pagiel,
começaram a marchar pela primeira vez filho de Ocrã, estava liderando a unidade
ao sinal do SENHOR por meio de Moisés. militar da tribo de Aser, 27 e Aira, filho
14 A unidade militar do acampamento de Enã, estava liderando a unidade
dos descendentes de Judá começou a militar da tribo de Naftali. 28 Esta era
marchar primeiro, por tropas. Naassom, a ordem de avanço dos israelitas por
filho de Aminadabe estava liderando unidades militares quando começavam a
esta unidade militar, 15 Natanael, filho marchar.
de Zuar, estava liderando a unidade mil- 29 Numa ocasião, Moisés disse ao

itar da tribo de Issacar, 16 e Eliabe, filho seu sogro Hobabe, filho de Reuel, o
de Helom, estava liderando a unidade midianita:
militar da tribo de Zebulom. 17 Depois, — Vamos ao lugar que o SENHOR
desmontaram a Tenda Sagrada e os ger- disse que nos daria. Venha conosco
sonitas e meraritas, que eram os encar- e trataremos você com generosidade,
regados de transportá-la, começaram a porque o SENHOR prometeu ser gen-
marchar depois deles. eroso com os israelitas.
18 Em seguida, a unidade militar do 30 Mas Hobabe disse:

acampamento de Rúben começou a

*10:10 Assim, eu me lembrarei de vocês Literalmente, “Isso será um memorial per-


ante seu Deus”.
Números 10:31 20 Números 11:15

— Eu não vou com vocês, é melhor eu 4 Entre os israelitas havia pessoas de

ir para minha terra, onde está a minha todo tipo que tinham se misturado com
família. eles e só pensavam em comer. Os is-
31 Então Moisés disse: raelitas deixaram se levar por eles e
— Por favor, não nos deixe porque começaram a chorar e a dizer:
você sabe onde podemos acampar no de- — Quem nos dera ter carne para
serto e nos será útil como guia. 32 Se vier comer! 5 Como sentimos falta dos peixes
conosco, compartilharemos com você que comíamos de graça no Egito, e dos
tudo o que o SENHOR nos der de bom.* pepinos, melões, alhos bravos, cebolas
33 Então eles foram embora da mon- e alhos. 6 Agora estamos morrendo de
tanha do SENHOR e viajaram por três fome e tudo o que vemos é este maná.
dias. A arca da aliança do SENHOR ia 7 (O maná era como sementes de coen-

na frente deles nesses três dias. Iam tro e parecia resina de árvore. 8 O povo
em busca de um lugar para acam- saía para colhê-lo e depois o moía ou
par. 34 Desde que deixaram seu acam- o esmagava com pedras. Depois o coz-
pamento a nuvem do SENHOR estava inhavam numa vasilha ou faziam pães
sobre eles durante o dia. 35 Cada vez com ele. Seu sabor era como o do pão
que começava a marchar a arca sagrada, que se amassa com azeite. 9 Ao cair o or-
Moisés dizia: valho à noite, também caía o maná sobre
“Levante-se, SENHOR! o acampamento.)
Que se dispersem seus inimigos 10 Moisés ouviu o choro dos israelitas e

e fujam do Senhor os que odeiam você”. das suas famílias, cada um na entrada da
36 Mas quando a arca parava, Moisés sua tenda. O SENHOR se irritou muito.
dizia: Moisés também se enfureceu 11 e disse
“Volte†, SENHOR, ao SENHOR:
para as incontáveis multidões de Israel!” — Por que o Senhor me trata tão mal,
eu que sou seu servo? O que o Senhor
Queixa do povo e tem contra mim para pôr sobre mim a re-
promessa do SENHOR sponsabilidade deste povo? 12 Por acaso

11 Certo dia, os israelitas


começaram a reclamar ao
SENHOR das dificuldades pelas quais
eu sou a mãe de todos eles? Fui eu quem
deu à luz a eles para o Senhor me pedir
que os leve nos meus braços, como faz
eles estavam passando. O SENHOR os um pai adotivo, para a terra que prome-
ouviu e se irritou tanto que enviou um teu aos seus antepassados? 13 Onde con-
fogo que incendiou os arredores do seguirei carne para dar a todas estas pes-
acampamento. 2 O povo, desesperado, soas quando vierem chorando diante de
pediu ajuda a Moisés, ele orou ao mim e disserem: “Queremos carne para
SENHOR por eles e o fogo se apagou. comer”? 14 Eu sozinho não sou capaz de
3 Então eles chamaram esse lugar de cuidar de todo este povo; isso é muito
Taberᇠporque um fogo da parte do para mim. 15 Se o Senhor vai me tratar
SENHOR se acendeu entre eles. desta maneira, suplico que tire a minha

*10:32 com você (…) de bom De acordo com Jz 1.16 e 4.11, Hobabe aceitou o
convite e juntou-se aos israelitas.
†10:36 Volte ou “Descanse”.
‡11:3 Taberá Esta palavra significa “arder”.
Números 11:16 21 Números 11:32

vida, pois assim me livrarei de tantos 25 Depois o SENHOR desceu na nuvem e


problemas. falou com Moisés; pegou uma parte do
16 O SENHOR disse a Moisés: Espírito que estava em Moisés e o pôs
— Reúna setenta líderes de Israel, mas nos setenta líderes. Quando o Espírito
se assegure que sejam chefes do povo. repousou neles começaram a profetizar;
Leve-os para a Tenda do Encontro e mas isto não se repetiu.
que esperem ali com você. 17 Eu descerei 26 Dois dos líderes ficaram no acampa-

para falar com você e tomarei parte do mento. Um deles se chamava Eldade e o
Espírito* que está em você e o porei ne- outro Medade. O Espírito repousou so-
les. Assim eles compartilharão a carga bre eles, que eram dos líderes escolhidos,
que este povo representa para você, de embora não tivessem ido à tenda com
tal forma que você não tenha que se en- os outros. Então começaram a profetizar
carregar deles sozinho. 18 Depois diga ao no acampamento. 27 Um jovem correu e
povo que se purifiquem para amanhã, disse a Moisés:
pois vão comer carne. Eles foram chorar — Eldade e Medade estão profeti-
perante mim, o SENHOR, e disseram: zando no acampamento!
“Quem nos dera ter carne para comer! 28 Josué, filho de Num, que era aju-

Estávamos melhor no Egito”. O SENHOR dante de Moisés desde jovem,† disse a


vai lhes dar carne para vocês comer. Moisés:
19 Não comerão carne só um dia, ou dois, — Moisés, SENHOR, proíba-os de
ou cinco, ou dez ou vinte dias, 20 mas fazer isso!
comerão carne durante um mês até sair 29 Mas Moisés disse a Josué:

pelas suas narinas e lhes causar náuseas. — Está ciumento por mim? Como eu
Isso lhes acontecerá por terem rejeitado gostaria que todo o povo do SENHOR
o SENHOR, que está no meio de vocês, profetizasse, e que o SENHOR pusesse
e por ter chorado diante dele dizendo: seu Espírito neles.
“Por que tivemos que sair do Egito?” 30 Depois Moisés e os líderes de Israel
21 Então Moisés respondeu: regressaram ao acampamento.
— Estou no meio de um exército de
600.000 homens e o Senhor diz: “Eu O cumprimento da
lhes darei carne para comer durante um promessa do Senhor
mês”. 22 Se forem degolados todos os re- 31 O SENHOR fez soprar um vento que
banhos e manadas, seria suficiente para trouxe do mar bandadas de codornizes
todos eles? E se fossem pescados todos os que caíram ao redor do acampamento.
peixes do mar, seria suficiente para eles? Tinha codornizes numa extensão de até
23 O SENHOR disse a Moisés: um dia de caminho ao redor do acam-
— É que por acaso o poder do SEN- pamento e a uma altura de até quase
HOR tem limites? Agora você vai ver se um metro do chão. 32 O povo se levan-
o que eu disse acontece ou não. tou e recolheu codornizes durante todo
24 Então Moisés saiu e disse ao povo o dia, toda a noite e todo o dia seguinte.
o que o SENHOR tinha dito. Reuniu a Quem menos recolheu, recolheu duas
setenta homens dos líderes de Israel e toneladas e distribuíram as codornizes
fez que se colocassem ao redor da tenda. em todo o acampamento.

*11:17 Espírito Ou “espírito”. Também nos vv25,29.


†11:28 desde jovem ou “um dos seus homens escolhidos”.
Números 11:33 22 Números 13:5

33 Não tinham nem começado a masti- Como então é que vocês se atreveram
gar a carne quando o SENHOR se irri- a criticar o meu servo Moisés?
tou com eles e lhes enviou uma terrível 9 O SENHOR se irritou muito com eles

doença. 34 Então eles chamaram esse lu- e partiu. 10 Assim que a nuvem saiu de
gar de Túmulos da Glutonaria* porque cima da tenda, Míriam ficou leprosa,
ali enterraram as pessoas que pensavam com a pele branca como a neve. Quando
somente em comer. Aarão voltou para Míriam e a viu assim,
35 Do lugar dos Túmulos da Glu- 11 disse a Moisés:

tonaria, o povo partiu até Hazerote e ali — Por favor, meu senhor, não nos
ficou. castigue, pois temos pecado tolamente.
12 Peço a você que não deixe que ela
Míriam e Aarão criticam Moisés fique como um menino morto antes

12 Míriam e Aarão criticaram


Moisés porque ele tinha se
casado com uma mulher etíope. Eles 2
de nascer, que sai com o corpo quase
desfeito.
13 Então Moisés suplicou ao SENHOR:

disseram: — Ó Deus, suplico que a cure!


— Tem falado o SENHOR só por meio 14 Depois o SENHOR disse a Moisés:

de Moisés? Será que ele também não tem — Se o pai dela tivesse cuspido no
falado por meio de nós? rosto dela, não teria durado a sua humil-
E o SENHOR ouviu o que disseram. hação sete dias? Então que a mantenham
3 (Moisés era muito humilde, mais hu- fora do acampamento por sete dias, de-
milde que qualquer outro homem na pois dos quais lhe será permitido entrar
terra.) 4 Então o SENHOR disse a Moisés, de novo no acampamento.
a Aarão e a Míriam: 15 Então eles deixaram Míriam fora do

— Venham os três à Tenda do acampamento durante sete dias. O povo


Encontro. permaneceu nesse lugar até que Míriam
Então os três foram lá, 5 e o SEN- voltou. 16 Depois disso o povo deixou
HOR desceu numa coluna de nuvem, Hazerote e acampou no deserto de Parã.
se deteve diante da entrada da tenda e
chamou a Aarão e Míriam. E, quando Espiões são enviados a Canaã
eles se aproximaram, 6 ele lhes disse:
— Prestem muita atenção às minhas
palavras!
13 O SENHOR disse a Moisés:
2— Envie alguns homens para
explorar Canaã, o território que darei
Quando há um profeta entre vocês, aos israelitas. De cada tribo envie um
eu, o SENHOR, me comunico com ele em homem que seja chefe dentre eles.
visões, 3 Então Moisés os enviou ao deserto de

falo com ele em sonhos. Parã, cumprindo a ordem do SENHOR.


7 Porém, não é assim que eu falo com Todos os homens eram chefes dos israeli-
meu servo Moisés, tas. 4 Estes eram eles:
pois ninguém é tão fiel como ele em toda Samua, filho de Zacur, da tribo de
a minha casa. Rúben;
8 Eu falo com ele diretamente, 5 Safate, filho de Hori, da tribo de

com clareza e sem enigmas. Simeão;


Ele até vê a aparência do SENHOR.

*11:34 Túmulos da Glutonaria Literalmente, “Quibrote-Hatavá”.


Números 13:6 23 Números 13:32

6 Calebe, filho de Jefoné, da tribo de A cidade de Hebrom foi construída sete


Judá; anos antes que a cidade de Zoã, no
7 Igal, filho de José, da tribo de Issacar; Egito. 23 Depois foram ao vale de Escol,
8 Oseias, filho de Num, da tribo de onde cortaram um galho com um ca-
Efraim; cho de uvas. Dois homens carregaram o
9 Palti, filho de Rafu, da tribo de cacho, pendurado numa vara. Também
Benjamim; levaram figos e romãs. 24 Aquele lugar
10 Gadiel, filho de Sodi, da tribo de foi chamado de vale de Escol* por causa
Zebulom; do cacho de uvas que os israelitas cor-
11 Gadi, filho de Susi, da tribo de José, taram ali. 25 Voltaram de explorar a terra
ou seja da tribo de Manassés; depois de quarenta dias 26 e se apresen-
12 Amiel, filho de Gemali, da tribo de Dã; taram a Moisés, a Aarão e a toda a co-
13 Setur, filho de Micael, da tribo de munidade dos israelitas. Estavam no de-
Aser; serto de Parã, em Cades, e foi ali onde
14 Nabi, filho de Vofsi, da tribo de eles deram a todos um relatório e lhes
Naftali, mostraram o fruto dessa terra. 27 Infor-
15 e Guel, filho de Maqui, da tribo de maram a Moisés, assim:
Gade. — Fomos ao território onde nos en-
16 Estes foram os homens que Moisés viou e realmente é uma terra boa para
enviou para espiar o território. Quanto semear e criar gado, aqui podem ver
a Oseias, filho de Num, Moisés mudou o os seus frutos. 28 Mas as pessoas que
nome dele e lhe deu o nome de Josué. moram lá são fortes, as cidades são forti-
17 Quando Moisés os enviou para ex- ficadas e muito grandes, até vimos ali os
plorar a terra de Canaã, lhes disse: descendentes de Anaque.† 29 Os amale-
— Vão daqui em direção ao sul de quitas moram na terra que fica no sul de
Canaã e depois para a região montan- Canaã; os heteus, os jebuseus e os amor-
hosa. 18 Observem como é o território; reus moram na região montanhosa, e os
vejam se os habitantes dali são fortes ou cananeus moram ao lado do mar e ao
fracos, se são poucos ou muitos, 19 bons longo do rio Jordão.
ou maus. Prestem atenção como são as 30 Depois Calebe pediu às pessoas que

suas cidades, se estão em campo aberto estavam perto de Moisés que se calassem
ou se são fortificadas e se a terra é boa ou e disse:
má, 20 fértil ou pobre, e se tem árvores. — Vamos e tomemos posse dessa
Façam tudo da melhor forma que pud- terra! Certamente a conquistaremos.
erem e tragam alguns frutos da terra. 31 Mas os espiões, que foram com ele,

Isto aconteceu no tempo dos primeiros disseram:


frutos das uvas. 21 Então eles foram e — Não seremos capazes de atacar esse
exploraram o território desde o deserto povo porque eles são mais fortes do que
de Zim até Reobe, na direção de Lebo- nós.
Hamate. 22 Subiram até o sul de Canaã 32 Depois espalharam falsos boatos en-

e foram a Hebrom, onde viviam Aimã, tre os israelitas sobre a terra que explo-
Sesai e Talmai, descendentes de Enaque. raram, dizendo:
*13:24 Escol Este nome se parece com a palavra hebraica que significa “cacho de
uvas”.
†13:28 descendentes de Anaque Cananeus de grande estatura. A expressão “descen-
dentes de Anaque” tornou-se equivalente a “gigantes”.
Números 13:33 24 Números 14:19

— A terra que exploramos é uma terra 10 Toda a comunidade ameaçou


que engole os seus habitantes. Todas apedrejá-los até a morte, mas,
as pessoas que vimos eram enormes. justamente nesse momento, a glória do
33 Basta dizer a vocês que até vimos os SENHOR apareceu a todos os israelitas
Nefilim*. (Os descendentes de Enaque na Tenda do Encontro. 11 O SENHOR
vêm dos Nefilim.) Diante deles nos sen- disse para Moisés:
timos como gafanhotos e eles nos viam — Por quanto tempo este povo me
assim também. desprezará? Por quanto tempo eles não
acreditarão em mim, mesmo com todos
O povo se queixa de novo os milagres que fiz dentre eles? 12 Man-

14 Então toda a comunidade


começou a gritar e os israelitas
2
choraram a noite toda. Todos os
darei contra eles uma terrível doença
e os destruirei, mas farei de você uma
nação maior e mais forte do que eles.
israelitas falavam mal de Moisés e de 13 Então Moisés disse ao SENHOR:

Aarão e diziam: — Mas o Senhor tirou com poder este


— Melhor tivesse sido morrer no povo dentre os egípcios, que saberão o
Egito, ou morrer de uma só vez neste que aconteceu, 14 e o contarão aos habi-
deserto! 3 Para que nos traz o SENHOR tantes desta terra. Eles têm ouvido falar
a esta terra? Para morrer em combate e do SENHOR e sabem que está com este
para que as nossas esposas e filhos sir- povo e que o SENHOR se mostra face a
vam como despojo para o inimigo? Não face. Sabem que a sua nuvem se põe so-
será melhor voltarmos para o Egito? bre eles, e que vai diante deles na sua
4 Depois diziam uns para os outros: coluna de nuvem durante o dia, e na
— Escolhamos outro chefe e voltemos sua coluna de fogo durante a noite. 15 Se
para o Egito. acabar com este povo de um só golpe,
5 Moisés e Aarão se jogaram no chão, então os povos que têm ouvido sobre o
rosto em terra, diante de toda a comu- Senhor dirão: 16 “O SENHOR não foi ca-
nidade dos israelitas. 6 Josué, filho de paz de levar este povo para a terra que
Num, e Calebe, filho de Jefuné, dois dos prometeu a eles, por isto decidiu matá-
que exploraram a terra, rasgaram a sua los no deserto”. 17 Por isso, meu Senhor,
roupa como sinal de tristeza 7 e disseram mostre agora seu grande poder como
para toda a comunidade: prometeu:
— A terra que exploramos é uma terra 18 “O SENHOR não se irrita facilmente

muito boa. 8 Se o SENHOR estiver sat- por causa do seu amor fiel.
isfeito conosco, ele nos levará até esta Ele perdoa o pecado e a rebeldia,
terra para dá-la a nos; é uma terra boa ainda que não deixa sem castigo o
para semear e criar gado. 9 Não se re- culpado
belem contra o SENHOR, e não tenham mas castiga pelo pecado dos pais,
medo das pessoas dessa terra! Nós os aos filhos, netos, bisnetos e trinetos”.
derrotaremos facilmente. Eles não têm 19 — Então, suplico ao Senhor que, por

quem os proteja, mas o SENHOR está causa do seu amor fiel, perdoe o pecado
conosco. Portanto, não temos que ter deste povo, assim como os tem perdoado
medo dessas pessoas. desde que saíram do Egito.
*13:33 Nefilim Raça de gigantes que viveram antes do dilúvio. Algumas vezes se
traduz como “gigantes”. Este nome vem da palavra hebraica que significa “povo que
caiu”. Depois, foi um povo famoso de grandes e poderosos guerreiros. Ver Gn 6.2-4.
Números 14:20 25 Números 14:43

stores no deserto durante quarenta anos,


Deus não permite que o sofrendo pela infidelidade de vocês, até
povo entre em Canaã que todos vocês morram no deserto.
20 O SENHOR disse: 34 Assim como vocês ficaram quarenta

— Eu os perdoo, assim como você me dias explorando o território, assim tam-


pede. 21 Mas, enquanto eu viver e toda bém ficarão sofrendo seu castigo por
a terra estiver cheia da glória do SEN- quarenta anos, um ano para cada dia.
HOR, prometo que 22 as pessoas que, Isso é para que aprendam o que acontece
tendo visto a minha glória e os mila- quando se colocam contra mim.† 35 Eu, o
gres que fiz no Egito e no deserto, têm SENHOR, tenho falado e garanto a vocês
me testado dez vezes e não me obede- que farei que tudo isso aconteça a esta
ceram, 23 não verão a terra que prometi comunidade perversa, que se uniu con-
aos seus antepassados. Essas pessoas não tra mim; todos morrerão neste deserto”.
entrarão nessa terra. 24 Mas meu servo 36 A respeito dos homens que Moisés

Calebe tem se comportado diferente, enviou para explorar o território, esses


pois ele me segue completamente. Por que voltaram e espalharam falsos boatos
isso o levarei até a terra que esteve ex- que fizeram com que o povo se lamen-
plorando e os seus descendentes a pos- tasse, 37 o SENHOR fez com que eles
suirão. 25 Os amalequitas e os cananeus morressem de uma terrível doença. 38 Só
estão morando no vale. Portanto, vocês Josué, filho de Num, e Calebe, filho de
amanhã deem a volta e vão para o de- Jefuné, ficaram com vida.
serto pelo caminho do mar Vermelho.
26 Assim o SENHOR disse para Moisés A derrota em Hormá
e para Aarão: 39 Quando Moisés contou tudo isso
27 — Até quando vou ter que supor- aos israelitas, o povo ficou muito
tar os lamentos desta comunidade per- triste. 40 Acordaram cedo de manhã e
versa? Ouvi como falam mal de mim começaram a caminhar para a parte
os israelitas. 28 Diga a eles: “Eu, o SEN- mais alta da região montanhosa.
HOR, prometo por mim mesmo que Disseram:
farei que aconteça com vocês exata- — Já que estamos aqui, subiremos ao
mente a mesma coisa que tenho ou- lugar que disse o SENHOR, porque re-
vido dizer. 29 Todos os que se lamen- conhecemos nosso pecado.
tam contra mim, os mais velhos de vinte 41 Então Moisés disse a eles:

anos de idade que foram registrados no — Por que estão desobedecendo nova-
censo, morrerão no deserto. 30 Nenhum mente à ordem do SENHOR? Essa ten-
de vocês entrará na terra que prometi tativa não terá sucesso. 42 Não subam
que ia dar a vocês. Só entrarão Calebe, para atacar esse território. O SENHOR
filho de Jefuné, e Josué, filho de Num. não está com vocês, e serão derrotados
31 E suas crianças, que vocês pensavam pelos seus inimigos. 43 Os amalequitas
que seriam capturadas, as levarei para e os cananeus devem estar ali para en-
essa terra. Serão elas que desfrutarão* frentar vocês. Vocês morrerão lutando
da terra que vocês rejeitaram 32 e vocês na batalha porque passaram a estar con-
morrerão neste deserto. 33 Eles serão pa-

*14:31 desfrutarão Literalmente, “conhecerão”.


†14:34 o que (…) contra mim Literalmente, “minha frustração”.
Números 14:44 26 Números 15:19

tra o SENHOR. O SENHOR não estará do carneiro, será uma oferta de aroma
com vocês. agradável ao SENHOR.
44 Mas eles arrogantemente foram 8 — Também pode acontecer que ap-

para a parte mais alta da região montan- resente um bezerro como um sacri-
hosa. Fizeram isso mesmo não estando fício a ser queimado completamente,
com eles a arca da aliança do SENHOR ou como um sacrifício para fazer uma
nem Moisés. 45 Os amalequitas e os cana- promessa especial, ou como um sacri-
neus que moravam nessa região desce- fício de comunhão ao SENHOR. 9 En-
ram, os atacaram e fizeram com que re- tão deve ser apresentada uma oferta de
cuassem até Hormá. cereal que se componha de seis quilos
de farinha da melhor qualidade mistu-
Mais leis sobre os sacrifícios rada com dois litros de azeite de oliveira.

15 O SENHOR disse a Moisés: 10 É preciso oferecer também dois litros


2— Diga aos israelitas que de vinho como oferta de vinho. Essa
chegará o tempo no qual eles entrarão será uma oferta que deve ser queimada,
e morarão na terra que darei para eles. de aroma agradável ao SENHOR. 11 É
3 Eles deverão apresentar uma vaca ou preciso fazer a mesma coisa para cada
uma ovelha como oferta que deve ser bezerro, carneiro, cordeiro ou cabrito.
queimada para o SENHOR, ou como sac- 12 Para cada animal que seja apresentado

rifício que deve ser queimado comple- é necessário fazer a sua oferta correspon-
tamente, quer seja como oferta volun- dente, de acordo com o número de an-
tária, quer seja em cumprimento de uma imais que sejam trazidos como oferta.
promessa, ou para oferecer um aroma 13 Todo israelita deverá obedecer a essas

agradável ao SENHOR nas festas que se leis cada vez que ofereça uma oferta que
celebram regularmente. 4 Aquele que ap- deve ser queimada, de aroma agradável
resentar uma oferta ao SENHOR, dev- ao SENHOR.
erá trazer também uma oferta de ce- 14 — Os imigrantes que moram en-

real que se componha de dois quilos tre vocês e queiram apresentar uma
de farinha da melhor qualidade mistu- oferta que deve ser queimada, de aroma
rada com um litro de azeite de oliveira. agradável ao SENHOR, deverão fazê-lo
5 Além disso é preciso oferecer como da mesma forma que vocês o fazem.
oferta de vinho, um litro de vinho por 15 Existirá uma só lei para vocês e para

cordeiro que seja trazido como oferta os imigrantes que moram no meio de
que deve ser queimada completamente vocês. Essa será uma lei para sempre
ou que seja trazido como sacrifício. para todos os seus descendentes. Vocês e
6 — No caso de ser oferecido um os imigrantes são iguais perante o SEN-
carneiro como sacrifício, é necessário HOR. 16 Portanto, vocês e os imigrantes
apresentar uma oferta de cereal de qua- que moram com vocês devem estar sob
tro quilos de farinha da melhor quali- a mesma lei e os mesmos mandamentos.
dade misturada com um litro e meio* 17 O SENHOR disse para Moisés:

de azeite de oliveira. 7 Além disso deve 18 — Diga aos israelitas que, quando

se oferecer um litro e meio de vinho entrarem na terra para a qual eu os levo


como oferta de vinho. Assim o sacrifício 19 e comerem o que ela produz, terão que

*15:6 um litro e meio Literalmente, “terça parte de um him”. Geralmente as medi-


das de capacidade, que se representam em litros neste livro, literalmente estão em
“hines”. Ver tabela de pesos e medidas.
Números 15:20 27 Números 15:41

separar uma parte para dar como oferta mostrando uma falta de respeito para
ao SENHOR. 20 Da primeira massa que com o SENHOR e será separado da
amassem, deverão apresentar uma torta comunidade, 31 porque se colocou
como oferta vinda do lugar onde se mói contra a palavra do SENHOR e
o trigo. 21 Todos os seus descendentes violou a sua ordem. Será separado
deverão dar uma oferta ao SENHOR, da completamente e carregará a sua
primeira massa que amassarem. maldade.
22 — Pode acontecer que vocês, sem

querer, deixem de obedecer a algum Castigo por trabalhar


destes mandamentos que o SENHOR no dia de descanso
disse para Moisés, 23 de tudo o que 32 Quando os israelitas estavam no
o SENHOR lhes ordenou por meio de deserto, apanharam um homem recol-
Moisés desde o dia no qual o SEN- hendo lenha no dia de descanso. 33 Aque-
HOR deu a vocês pela primeira vez les que o encontraram o levaram diante
os seus mandamentos até agora. 24 Se de Moisés, diante de Aarão e diante de
a comunidade pecar sem querer, en- toda a comunidade. 34 No começo só o
tão toda a comunidade deverá oferecer prenderam, porque ainda não se sabia o
um bezerro como sacrifício que deve que devia ser feito com ele. 35 Então o
ser queimado completamente, de aroma SENHOR disse para Moisés:
agradável ao SENHOR, com a sua cor- — O homem deve ser condenado à
respondente oferta de cereal e a sua morte, que todos os israelitas o matem
oferta de vinho, assim como está orde- apedrejando-o fora do acampamento.
nado, e um bode como sacrifício pelo 36 Então os israelitas o levaram para

pecado. 25 Desta forma o sacerdote fará fora do acampamento e o mataram


a purificação de toda a comunidade is- apedrejando-o, assim como o SENHOR
raelita e eu os perdoarei, porque foi um tinha ordenado para Moisés.
erro e trouxeram a oferta que deve ser
queimada ao SENHOR e o seu sacrifí- Uma maneira de se lembrar das leis
cio perante o SENHOR pelo pecado in- 37 Depois o SENHOR disse para

voluntário que cometeram. 26 Toda a co- Moisés:


munidade dos israelitas e os imigrantes 38 — Diga aos israelitas que eles e

que morem no meio de vocês serão per- os seus descendentes devem fazer umas
doados, pois todo o povo cometeu o erro franjas na borda dos seus vestidos e
involuntário. costurá-los com um cordão roxo. 39 É
27 — Mas se quem pecar sem querer é para que as franjas ajudem vocês a se
um indivíduo só, então terá que oferecer lembrarem dos mandamentos do SEN-
uma cabra de um ano de idade como sac- HOR para obedecê-los, e para que não
rifício pelo pecado. 28 Depois o sacerdote atuem de acordo com os seus desejos
purificará perante o SENHOR àquele que e paixões nem sejam desleais. 40 Vocês
cometeu sem querer o pecado e será per- se lembrarão e guardarão todos os meus
doado. 29 Isto é válido tanto para o na- mandamentos e dessa forma ficarão con-
tivo de Israel como para o imigrante que sagrados ao seu Deus. 41 Eu sou o SEN-
more no meio de vocês nos casos de HOR, seu Deus, que tirei vocês do Egito
pecados involuntários. para ser seu Deus. Sim, eu sou o SEN-
30 — Mas quem pecar com intenção, HOR, seu Deus.
seja nativo ou imigrante, estará
Números 16:1 28 Números 16:22

se rebelando contra o SENHOR porque,


A rebelião de Coré, Datã e Abirão quem é Aarão para que vocês reclamem

16 Coré, filho de Isar, neto de Coate


e bisneto de Levi, juntamente
com uns descendentes de Rúben, chama-
em contra dele?
12 Depois Moisés mandou chamar a

Datã e Abirão, filhos de Eliabe, mas eles


dos Datã e Abirão, filhos de Eliabe e disseram:
Om, filho de Pelete 2 rebelaram-se con- — Não iremos ver você! 13 Não é sufi-
tra Moisés. Tinham o apoio de duzentos ciente que nos tenha tirado de uma terra
e cinquenta israelitas. Todos eles eram boa para semear e criar gado para nos
pessoas respeitáveis, chefes que a comu- fazer morrer no deserto? Agora também
nidade israelita tinha escolhido. 3 Eles quer ser o nosso governador. 14 Além
aliaram-se contra Moisés e Aarão, e lhes disso, você não nos levou a nenhuma
disseram: terra boa para semear e criar gado nem
— Vocês passaram dos limites! Todo nos deu campos nem vinhas. Quer en-
o povo, toda a comunidade é sagrada! O ganar pessoas como a gente? Não, não
SENHOR está com todos eles, por que se iremos ver você!
elevam acima do povo, como chefes do 15 Então Moisés ficou muito furioso e

povo do SENHOR? disse ao SENHOR:


4 Quando Moisés os ouviu, inclinou-se — Não aceite a sua oferta! Não tirei
no chão, rosto em terra, 5 e depois disse deles nem um jumento nem fiz nada
para Coré e para os seus seguidores: ruim para eles.
— Amanhã de manhã cedo, o SENHOR 16 Depois Moisés disse para Coré:

fará saber quem pertence a ele e quem é — Você e todos os seus seguidores de-
consagrado. Ele declarará quem poderá verão se apresentar amanhã perante o
se aproximar dele e a quem permitirá es- SENHOR. Aarão também se apresentará.
tar junto dele. 6 Coré, isto é o que farão 17 Cada um de vocês deverá trazer seu

você e os seus seguidores: tragam os seus incensário e colocar incenso nele. Tam-
incensários 7 e ponham neles fogo e in- bém você e Aarão deverão trazer os seus
censo perante o SENHOR amanhã. Então incensários e colocá-los perante o SEN-
o homem consagrado será aquele que o HOR, juntamente com os outros duzen-
SENHOR escolher. São vocês os que pas- tos e cinquenta incensários.
saram dos limites, filhos de Levi! 18 Então cada um deles pegou seu in-
8 Depois Moisés disse para Coré: censário, colocou nele brasa e incenso
— Agora escutem, filhos de Levi: 9 Não e se situaram na entrada da Tenda do
foi suficiente para vocês que o Deus Encontro junto com Moisés e Aarão.
de Israel tenha afastado vocês da co- 19 Coré reuniu toda a comunidade que

munidade de Israel e tenha permitido estava contra eles na entrada da Tenda


vocês se aproximarem para que trabal- do Encontro. Então a glória do SENHOR
hem na Tenda Sagrada do SENHOR e apareceu para toda a comunidade 20 e o
estejam diante da comunidade para o SENHOR disse a Moisés e Aarão:
servir? 10 Deus mesmo colocou vocês e 21 — Afastem-se desse povo porque

todos os levitas ao seu lado, e ainda as- vou destruí-los num instante.
sim também ambicionam o sacerdócio? 22 Eles se prostraram rosto em terra e
11 O que acontece na realidade é que disseram:
você, Coré, e os seus seguidores, estão
Números 16:23 29 Números 16:44

— Ó Deus, o Senhor é Deus dos espíri- 35 A seguir o SENHOR enviou fogo

tos de toda a humanidade.* Será que vai e destruiu os duzentos e cinquenta


se irritar com todo o povo por causa de homens que ofereceram incenso.
um só homem? 36 Então o SENHOR disse para Moisés:
23 Então o SENHOR disse a Moisés: 37 — Diga para Eleazar, filho do sac-
24 — Diga a todo o povo: “Afastem-se erdote Aarão, que deve remover os in-
das tendas de Coré, Datã e Abirão”. censários dos restos do incêndio. Que
25 Moisés se levantou, seguido pelos jogue longe as brasas que ainda houver
líderes de Israel, e foi onde estavam Datã neles, porque estes ficaram consagrados.
e Abirão. 26 Moisés disse ao povo: 38 Tire os incensários dos que morreram

— Afastem-se das tendas destes per- por ter pecado, e transforme-os em lâmi-
versos e não toquem em nada que seja nas para cobrir o altar, porque eles os
deles, para que vocês também não mor- trouxeram perante o SENHOR e isso fez
ram pelos pecados deles. que os incensários ficassem consagrados.
27 O povo se afastou das tendas de As lâminas vão servir de advertência aos
Coré, Datã e Abirão. Datã e Abirão tin- israelitas.
ham saído e estavam em pé, em frente 39 Então o sacerdote Eleazar pegou os

das suas tendas, com as suas esposas, cri- incensários de cobre que tinham ofer-
anças e bebês. ecido os que morreram pelo fogo, e
28 Moisés disse: os transformou em lâminas para reco-
— Com isto provarei para vocês que brir o altar, 40 assim como o SENHOR
tudo o que faço é por ordem do SEN- tinha lhe ordenado por meio de Moisés.
HOR e não por minha própria conta: Isto foi feito para advertir aos israelitas
29 Se estas pessoas morrerem como nor- que ninguém que não fosse da família
malmente morre todo mundo, de morte de Aarão podia se aproximar do altar
natural, é que então o SENHOR não tem para queimar incenso perante o SEN-
me mandado, 30 mas se o SENHOR fizer HOR, pois do contrário podia lhe acon-
alguma coisa fora do normal e a terra se tecer a mesma coisa que aconteceu com
abrir e os engolir com tudo o que é deles, Coré e os seus seguidores.
se forem enterrados vivos, então é que 41 No dia seguinte todo o povo dos is-

estes homens ofenderam ao SENHOR. raelitas começou a falar mal de Moisés e


31 Assim que Moisés acabou de dizer de Aarão. Eles diziam:
isto, a terra se abriu debaixo dessas pes- — Vocês estão dando morte ao povo
soas 32 e engoliu todos os que se tinham do SENHOR.
unido a Coré, junto com as suas famílias 42 O povo estava se revoltando contra

e bens. 33 Todos eles caíram no fundo da Moisés e Aarão, então eles avançaram
terra, vivos e com os seus bens, e de- para a Tenda do Encontro. De repente,
pois a terra se fechou. Dessa forma foram a nuvem cobriu a tenda e apareceu a
eliminados do povo. glória do SENHOR. 43 A seguir Moisés
34 Todos os israelitas que estavam e Aarão se colocaram diante da Tenda
perto deles correram dizendo: do Encontro 44 e o SENHOR disse para
— Não seja que a terra nos engula Moisés:
também!

*16:22 Deus dos espíritos (…) humanidade ou “Deus que conhece o pensamento
de todos” ou “Deus que dá vida a todos”.
Números 16:45 30 Números 18:4

45 — Fique longe deste povo porque o 8 No dia seguinte Moisés entrou na

destruirei imediatamente! Tenda da Aliança e viu que a vara de


Então eles se prostraram rosto em Aarão tinha brotado. Tinha produzido
terra 46 e Moisés disse para Aarão: brotos, flores e também amêndoas. 9 En-
— Pegue o incensário, ponha nele fogo tão Moisés tirou todas as varas da pre-
do altar e incenso e vá rapidamente sença do SENHOR e as mostrou a todos
ao povo e purifique-os porque o SEN- os israelitas. Cada um dos chefes identi-
HOR está irritado com eles e a praga já ficou sua vara e a levou embora.
começou. 10 Depois o SENHOR disse a Moisés:
47 Então Aarão, obedecendo a Moisés, — Coloque de novo a vara de Aarão
pegou o incensário, correu entre as pes- em frente da arca da aliança para que
soas e viu que a praga tinha começado sirva de advertência aos rebeldes e assim
no meio deles. Aarão pôs incenso no in- deixem de falar mal diante de mim e não
censário e fez a purificação em favor do morram.
povo. 48 Se colocou entre vivos e mortos, 11 Moisés fez o que o SENHOR tinha

e a praga se deteve. 49 Os que morreram ordenado, 12 mas os israelitas disseram


pela praga foram 14.700, sem contar os para Moisés:
que tinham sido mortos antes, na rebe- — Todos morreremos! Estamos perdi-
lião de Coré. 50 Quando acabou a praga, dos! 13 Todo aquele que se aproxima da
Aarão voltou para a entrada da Tenda do Tenda Sagrada do SENHOR morre, va-
Encontro, onde estava Moisés. mos morrer todos?

Deus mostra que Aarão O trabalho dos


é o sumo sacerdote sacerdotes e dos levitas

17 — Diga aos israelitas que 18 — Você, seus filhos e sua tribo


O SENHOR disse a Moisés:
2
*
O SENHOR disse para Aarão:

cada chefe de tribo deverá trazer uma serão responsáveis dos erros cometidos
vara, ou seja, ao todo deverão trazer contra as coisas sagradas, mas só você e
doze varas. Escreva o nome de cada os seus filhos serão responsáveis dos er-
chefe na sua vara. 3 Na vara da tribo de ros que vocês mesmos cometam ao ex-
Levi escreva o nome de Aarão, porque ercer o sacerdócio. 2 Façam com que os
deve haver uma vara para cada chefe de seus irmãos da tribo de Levi, a tribo do
tribo. 4 Coloque-as na Tenda do Encon- seu pai, se unam a vocês, os sacerdotes,
tro, em frente da arca da aliança, onde para ajudar quando você e os seus fil-
eu me reúno com vocês. 5 A vara do meu hos estejam exercendo as suas funções
escolhido brotará e assim farei que os is- diante da Tenda da Aliança. 3 Eles terão
raelitas deixem de falar mal de vocês na a responsabilidade de ajudar vocês e es-
minha frente. tarão encarregados da Tenda Sagrada,
6 Então Moisés disse isto aos israelitas mas sem se aproximar dos objetos sagra-
e todos os seus chefes trouxeram as doze dos nem do altar, para que eles não mor-
varas a ele, uma por cada chefe de tribo. ram nem vocês. 4 Eles acompanharão
A vara de Aarão era uma dessas varas. você e cumprirão suas responsabilidades
7 Moisés pôs as varas perante o SENHOR no referente à Tenda do Encontro, ou
na Tenda da Aliança. seja o trabalho pesado, mas ninguém

*17:2 tribo Literalmente, “casa paterna”. Igual em 18.1.


Números 18:5 31 Números 18:23

que não esteja autorizado poderá se que estiver puro na sua família poderá
aproximar de vocês, 5 porque vocês são comê-los. 14 Tudo o que for dedicado por
os encarregados pelo serviço na Tenda completo para Deus em Israel será seu.
Sagrada e no altar. Assim eu não me ir- 15 — Todos os filhos homens mais vel-

ritarei outra vez com os israelitas. 6 Ve- hos dos israelitas ou as primeiras crias
jam, eu mesmo separei os seus irmãos, dos animais que eles oferecerem ao SEN-
os levitas, dentre os israelitas para que HOR serão para você, mas você aceitará
eles sejam dados a vocês como um pre- o pagamento pelo resgate de um filho
sente. Eles estão consagrados ao SEN- mais velho ou de uma primeira cria de
HOR para fazer o trabalho pesado na animal impuro. 16 O resgate se pagará
Tenda do Encontro. 7 Mas só você e os um mês depois do nascimento ao preço
seus filhos poderão servir como sacer- de cinco moedas de prata, de acordo com
dotes. Só vocês podem chegar perto do o peso oficial que estabelece que cada
altar e atrás da cortina. Eu dou o ofí- moeda de prata deve pesar onze gramas.
cio do sacerdócio como um presente só a 17 — Mas não permitam que se pague

vocês, mas será condenado à morte todo resgate pelas primeiras crias das vacas,
aquele que não estiver autorizado para ovelhas ou cabras, pois são sagradas.
atuar como sacerdote. Você derramará seu sangue sobre o altar
8 O SENHOR disse a Aarão: e queimará sua gordura como oferta que
— Olhe, eu mesmo encarreguei você deve ser queimada, de aroma agradável
das ofertas que me fazem. Eu dou a você para o SENHOR. 18 Mas a carne será sua,
e aos seus filhos todas as ofertas sagradas tanto o peito da oferta, à qual se faz
dos israelitas como a parte que lhes cor- o movimento de apresentação, como a
responde para sempre. 9 Tudo isso será coxa direita. 19 Todas as contribuições
seu dentre todos os sacrifícios sagrados sagradas que os israelitas apresentem ao
do altar separados do fogo: cada uma das SENHOR, eu as dou a você e aos seus fil-
suas ofertas, incluindo as ofertas de ce- hos, e também às suas filhas que morem
real, os sacrifícios pelo pecado e os sacri- ainda com você. Esta é uma lei perma-
fícios de restituição que me levem. Todas nente, uma aliança feita para sempre di-
estas ofertas sagradas pertencerão a você ante do SENHOR com você e os seus
e aos seus filhos. 10 Todo homem dentre descendentes.
vocês poderá comê-las, mas o fará num 20 O SENHOR disse para Aarão:

lugar consagrado, pois são sagradas. — Você não possuirá um território no


11 — Isto também será seu: qualquer país nem será proprietário de terra den-
outra oferta especial que os israelitas me tre o que corresponde aos outros israeli-
apresentem será para você e para os seus tas, porque eu sou seu território e sua
filhos e filhas que vivem com você, como herança em Israel.
a parte que corresponde a vocês para 21 — Eu dou aos levitas a décima parte

sempre. Todo aquele que estiver puro na do que os israelitas têm como a parte
sua família poderá comer dessa oferta. que lhes corresponde em compensação
12 Também darei a você os primeiros fru- pelo trabalho pesado que eles fazem na
tos que os israelitas levem ao SENHOR, Tenda do Encontro. 22 Os outros israeli-
o melhor azeite de oliveira, vinho novo e tas não deverão se aproximar da Tenda
grãos. 13 Pertencerão a você, além disso, do Encontro. Se fizerem isso, pecarão e
todos os primeiros frutos das colheitas morrerão. 23 Só os levitas deverão estar
que eles levem ao SENHOR. Todo aquele encarregados do trabalho na Tenda do
Números 18:24 32 Números 19:13

Encontro, e serão responsáveis dos erros que nunca tenham colocado jugo nela.
que cometam. Esta é uma lei permanente 3 A vaca será dada ao sacerdote Eleazar,

que passará de geração em geração: não quem a retirará do acampamento e man-


será dado aos levitas nenhum território dará que a sacrifiquem em sua presença.
no meio dos israelitas 24 porque eu dou 4 Depois, o sacerdote Eleazar pegará com

a eles a décima parte do que os israelitas os seus dedos parte do sangue e o as-
separam para o SENHOR como oferta. É pergirá sete vezes na direção da Tenda
por isso que lhes disse que não receberão do Encontro. 5 Depois o sacerdote dev-
nenhum território dentre os israelitas. erá garantir que queimem a vaca com-
25 O SENHOR disse a Moisés: pletamente, incluindo os olhos, a pele,
26 — Diga aos levitas que quando rece- a carne, e também o sangue e o es-
berem a parte que eu dei a eles, ou seja a terco. 6 Em seguida, o sacerdote pegará
décima parte dos produtos dos israelitas, madeira de cedro, hissopo e pano ver-
deverão apresentar como oferta ao SEN- melho, e jogará tudo ao fogo onde es-
HOR a décima parte dessa décima parte. tiverem queimando a vaca. 7 Então o
27 Essa será sua oferta que será equiva- sacerdote deverá lavar suas roupas e
lente às ofertas que dão os israelitas do tomar banho. Depois de tudo isso, ele
trigo da nova colheita e do suco de uva poderá voltar ao acampamento, mas
com o qual se faz o vinho. 28 Os levi- permanecerá impuro até o entardecer.
tas também apresentarão uma oferta ao 8 Quem queimar a vaca deverá lavar suas

SENHOR da décima parte que receberam roupas e tomar banho; ele ficará impuro
dos israelitas, e entregarão a oferta do até o entardecer.
SENHOR ao sacerdote Aarão. 29 Então, 9 — Um homem que esteja puro apan-

de tudo o que recebam deverão separar hará depois as cinzas da vaca e as colo-
uma parte como oferta ao SENHOR, e cará fora do acampamento, num lugar
essa deverá ser a melhor parte. puro. Essas cinzas serão guardadas pe-
30 — Também diga que depois que eles los israelitas para preparar a água de pu-
tenham separado a melhor parte para rificação. Tudo isso é um sacrifício pelo
mim, o que será contado como se fosse pecado. 10 Quem apanhou as cinzas de-
seu trigo e o seu vinho, 31 eles e suas verá lavar a sua roupa, mas ficará im-
famílias poderão comer o resto, onde puro até o entardecer. Esta será uma
queiram. É seu salário pelo trabalho que lei permanente tanto para os israelitas
fazem na Tenda do Encontro. 32 Depois como para os imigrantes que moram en-
que tenham separado a melhor parte tre eles.
para mim, já não será pecado que eles 11 — Quem tocar no cadáver de um

comam o resto. Desta forma eles não ser humano ficará impuro por sete dias.
profanarão as ofertas sagradas dos is- 12 Terá que se purificar com a água da

raelitas e se livrarão de morrer. purificação no terceiro e no sétimo dia


após ter tocado no cadáver, e só então
As cinzas da vaca vermelha ficará puro. Mas não ficará puro se não

192
O SENHOR disse a Moisés e a
Aarão:
— O seguinte mandamento faz parte
se purificar no terceiro e no sétimo dia.
13 Qualquer um que tocar num cadáver

e não se purificar, contamina a Tenda


da lei que eu, o SENHOR, estabeleço. Os Sagrada do SENHOR e terá que ser sep-
israelitas deverão trazer uma vaca ver- arado de Israel porque, não tendo rece-
melha que não tenha nenhum defeito e
Números 19:14 33 Números 20:12

bido a água de purificação sobre si, con-


tinua com seu estado de impureza. A água da rocha

20
14 — Esta é a lei no caso de alguém No primeiro mês do ano, todo o
morrer numa tenda. Se a pessoa morrer povo dos israelitas chegou ao de-
dentro da tenda, todo aquele que estiver serto de Zim e acampou em Cades. Ali
dentro ou entrar nessa tenda ficará im- Míriam morreu e foi enterrada.
puro por sete dias. 15 Todo prato que não 2 Houve falta de água para o povo,

esteja tampado ficará impuro. 16 Tam- por isso todo o povo se revoltou contra
bém ficará impuro aquele que tenha to- Moisés e Aarão. 3 O povo se irritou con-
cado no cadáver de alguém que mor- tra Moisés e disse:
reu, quer seja lutando numa batalha ou — Teria sido melhor se o SENHOR nos
de morte natural, e também aquele que tivesse matado com os outros israelitas.
tenha tocado num osso humano ou numa 4 Por que você trouxe o povo do SEN-

tumba. HOR para este deserto? Você quer matar


17 — Com o fim de purificar a quem fi- a gente? Quer matar o nosso gado? 5 Por
cou impuro, será colocada numa vasilha que nos tirou do Egito e nos trouxe a este
um pouco da cinza da vaca do sacrifí- lugar tão terrível? Neste lugar a gente
cio pelo pecado e será adicionada água não pode semear e não há figueiras, nem
fresca. 18 Alguém que esteja puro pegará vinhas, nem romãzeiras, não há nem se-
no hissopo e o molhará na água, depois quer água para beber!
a aspergirá sobre a tenda, os pratos e 6 Então Moisés e Aarão se separaram

as pessoas que estiverem ali. Aspergirá do povo e se encaminharam para a en-


também esta água sobre quem tocou nos trada da Tenda do Encontro. Ali se pros-
ossos ou no cadáver de alguém que mor- traram rosto em terra, e então a glória
reu lutando numa batalha ou de morte do SENHOR apareceu diante eles.
natural, e também sobre quem tocou 7 O SENHOR disse a Moisés:

numa tumba. 19 Quem estiver puro as- 8 — Tome a vara e vá com Aarão re-

pergirá essa água no terceiro e no sétimo unir todo o povo. Na frente de todos, fale
dia sobre quem está impuro; ao sétimo para a rocha e então jorrará água dela.
dia já o terá purificado. Em seguida, Assim você fará jorrar água da rocha
aquele que está impuro deverá lavar sua para que bebam eles e o gado.
roupa e tomar banho, mas ficará impuro 9 Então Moisés pegou a vara que es-

até o entardecer. 20 Em caso de alguém tava perante o SENHOR, assim como


impuro não se purificar, este terá que ser ele tinha lhe ordenado. 10 Depois Moisés
separado do povo porque contaminou o e Aarão reuniram o povo na frente da
lugar sagrado do SENHOR. A água para rocha e Moisés lhes disse:
a sua purificação não foi derramada so- — Escutem vocês, rebeldes, será que
bre ele e ele continua impuro. 21 Esta lei teremos que tirar água desta rocha para
será permanente. Quem aspergir a água lhes dar?
para a purificação lavará a sua roupa e 11 Então Moisés levantou sua mão e

quem tocar na água ficará impuro até o com a sua vara bateu duas vezes na
entardecer. 22 Tudo o que for tocado por rocha. Em seguida começou a sair água
alguém impuro, ficará impuro; e aquele em abundância e bebeu o povo e os seus
que tocar numa pessoa impura, ficará animais.
impuro até o entardecer. 12 Depois o SENHOR disse a Moisés e

a Aarão:
Números 20:13 34 Números 21:1

— Visto que vocês não tiveram sufi- ela. A única coisa que queremos é que
ciente confiança em mim para honrar a nos deixe passar pelo seu território.
minha santidade na frente dos israeli- 20 Mas o rei de Edom respondeu a eles:

tas, agora vocês não levarão os israelitas — Vocês não passarão!


para a terra que lhes dei. Então o rei de Edom saiu a enfrentá-
13 Essas são as chamadas águas de los com um exército grande e poderoso.
Meribá*, onde os israelitas protestaram 21 Devido a que o povo de Edom se ne-

contra o SENHOR e com as que ele gava a deixar Israel passar pelo seu ter-
mostrou a sua santidade dentre eles. ritório, os israelitas se viram obrigados a
ir por outro caminho.
Edom não deixa Israel
passar pela sua terra A morte de Aarão
14 Moisés enviou desde Cades uns 22 Então os israelitas partiram de
mensageiros ao rei de Edom para que lhe Cades e chegaram ao monte Hor, 23 perto
dissessem: da fronteira com Edom. Ali, no monte
— Seu irmão Israel diz: “Você sabe Hor, o SENHOR disse a Moisés e a Aarão:
todas as dificuldades pelas quais 24 — Aarão vai morrer e se reunirá

temos passado, 15 de como nossos com os seus antepassados. Ele não en-
antepassados foram ao Egito e que trará na terra que eu dei aos israelitas
temos morado ali por muito tempo. porque vocês desobedeceram às minhas
Os egípcios foram cruéis conosco e ordens em Meribá. 25 Portanto, Moisés,
com nossos antepassados; 16 então leve Aarão e o seu filho Eleazar ao
nós pedimos ajuda ao SENHOR, e topo do monte Hor, 26 e ali você tirará
ele nos ouviu e enviou um anjo que de Aarão suas roupas sacerdotais e as
nos tirou do Egito. Agora estamos colocará no seu filho Eleazar. Depois
em Cades, a cidade que está na fron- Aarão morrerá e se reunirá com os seus
teira do seu território. 17 Portanto, antepassados.
rogamos a você que nos deixe pas- 27 Moisés fez o que o SENHOR tinha

sar pelo seu território. Não passare- lhe ordenado. Diante de toda a comu-
mos pelos campos plantados nem nidade subiram ao monte Hor. 28 Ali
pelas vinhas, nem beberemos água Moisés tirou de Aarão a sua roupa sacer-
dos seus poços, mas iremos pelo dotal e a colocou em Eleazar, o filho de
caminho principal, sem nos desviar Aarão. Nesse lugar, no topo do monte,
dele, até que passemos pelo seu morreu Aarão, e Moisés e Eleazar de-
território”. sceram do monte. 29 Toda a comunidade
18 Mas o rei de Edom lhes respondeu: soube que Aarão tinha morrido e os is-
— Não passem pelo meu território raelitas ficaram de luto por Aarão du-
ou eu sairei ao seu encontro e atacarei rante trinta dias.
vocês.
19 Então os israelitas disseram: A conquista de Hormá
— Iremos pelo caminho principal, e se
nós ou nossos animais bebermos da água
dos seus poços, pagaremos a você por
21 O rei cananeu de Arade, que
morava no sul de Canaã, ouviu
que os israelitas vinham pelo caminho
de Atarim. Então os atacou e capturou

*20:13 Meribá Este nome significa “protesto” ou “rebelião”.


Números 21:2 35 Números 21:21

alguns deles. 2 Então os israelitas fizeram


esta promessa ao SENHOR: A viagem para Moabe
— Se nos ajudar a vencer este povo, 10 Os israelitas continuaram em frente

destruiremos completamente as suas e acamparam em Obote. 11 Saíram de


cidades. Obote e acamparam em Ijé-Abarim, ao
3 O SENHOR ouviu o povo e os ajudou leste do território de Moabe. 12 Depois
a vencer os cananeus. Foi assim que os partiram dali e acamparam no vale de
israelitas destruíram completamente os Zerede, 13 de onde saíram para acampar
cananeus e suas cidades, por isso chama- ao outro lado do rio Arnom, que está
ram àquele lugar de Hormá*. no deserto que se estende desde o ter-
ritório dos amorreus. O rio Arnom serve
A cobra de bronze de limite entre Moabe e os amorreus.
4 Os israelitas partiram do monte Hor 14 A isso faz referência O Livro das Guer-

pelo caminho do mar Vermelho, dando ras do SENHOR onde diz:


uma volta para não passar pelo território “Vaebe, na região de Sufá, os
de Edom. No caminho o povo perdeu ribeiros do rio Arnom, 15 a margem
a paciência 5 e começou a falar mal de dos ribeiros que levam para a região
Deus e de Moisés: de Ar e rodeiam a fronteira de
— Por que nos tirou do Egito? Para Moabe”.
que morramos no deserto? Aqui não tem 16 Dali continuaram até Beer†, o poço

pão nem água. Já nos cansamos desta co- onde o SENHOR disse para Moisés:
mida horrível. — Reúna o povo que eu lhes darei
6 Então o SENHOR enviou contra eles água.
cobras venenosas que os morderam, e 17 Nessa ocasião, os israelitas can-

muitos israelitas morreram. 7 O povo se taram esta canção:


aproximou a Moisés e disse: “Poço, jorre água!
— Temos pecado ao falar mal do SEN- Cantem ao poço,
HOR e de você. Peça ao SENHOR que 18 aquele que os chefes cavaram,

afaste as cobras de nós. aquele que os nobres do povo fizeram,


Então Moisés orou pelo povo, 8 e o com o cetro e com os seus bastões”.
SENHOR disse a Moisés: Depois marcharam do deserto para
— Faça uma cobra e que ela seja Mataná.‡ 19 De Matanᶠforam para
colocada num poste. Todo aquele que Naaliel, e de Naaliel, para Bamote. 20 De
tenha sido mordido e olhar para ela, não Bamote foram ao vale que está na região
morrerá. de Moabe até o topo do monte Pisga, de
9 Então Moisés fez uma cobra de onde o deserto pode ser visto.
bronze e a colocou num poste. Quando
alguém era mordido por uma cobra e ol- Seom e Ogue são derrotados
hava para a cobra de bronze, não morria. 21 Os israelitas enviaram mensageiros
para dizer ao rei Seom dos amorreus:

*21:3Hormá Este nome significa “completamente destruído” ou “oferta dada total-


mente a Deus”.
†21:16 Beer Este nome hebraico significa “poço”.
‡21:18 Depois (…) Mataná ou “E é um presente do deserto”.
¶21:19 Mataná Esta palavra hebraica significa “presente”.
Números 21:22 36 Números 22:5

22 — Deixe-nos passar pela sua terra. que está perto de Medeba”.


Não entraremos nos seus campos 31 Então os israelitas se estabeleceram

nem vinhas, nem beberemos da na terra dos amorreus.


água dos seus poços. Atravessare- 32 Moisés enviou também espiões a

mos seu território marchando pelo Jazar, e os israelitas capturaram as


caminho principal. cidades vizinhas e expulsaram dali aos
23 Mas Seom não deixou que Israel pas- amorreus. 33 Depois os israelitas foram
sasse pelo seu território, mas reuniu todo em direção a Basã, mas então o rei Ogue,
o seu povo e saiu para enfrentar os is- de Basã, saiu com todo seu exército para
raelitas no deserto. Ao chegar a Jaza os enfrentar os israelitas em Edrei.
atacou, 24 mas os israelitas o derrotaram 34 O SENHOR disse a Moisés:

e tomaram o seu território desde o rio — Não tenha medo deles porque eu
Arnom até o rio Jaboque, ou seja até a entregarei o rei, o seu povo e a sua terra
fronteira dos amonitas, que estava for- nas suas mãos. Vocês farão com ele, o
tificada. 25 Então Israel tomou possessão mesmo que fizeram com Seom, rei dos
de todas essas cidades dos amorreus, ou amorreus, que reinava em Hesbom.
seja, de Hesbom e das suas aldeias mais 35 Então os israelitas mataram Ogue,

importantes, e começou a morar nelas. os seus filhos e todo o seu exército, até
26 Hesbom era a cidade do rei amorreu não deixar nenhum sobrevivente, e de-
Seom, que tinha lutado contra o rei de pois ocuparam seu território.
Moabe e tinha tomado toda a sua terra
até o rio Arnom. 27 É por isto que os can- Balaão e o rei de Moabe
tores dizem:
“Venham para Hesbom!
Reconstruam e edifiquem a cidade de
22 Os israelitas começaram a mar-
char e acamparam nas planícies
de Moabe, do outro lado do Jordão, na
Seom. frente de Jericó.
28 É que um fogo começou em Hesbom 2 Balaque, filho de Zipor, se deu conta

e uma chama saiu da cidade de Seom. do que Israel tinha feito aos amorreus.
O fogo destruiu a Ar, de Moabe, 3 Portanto, os moabitas se apavoraram e

e queimou* as montanhas que dominam se angustiaram ao ver que os israelitas


o Arnom. eram muitos.
29 Pobre de você, Moabe! 4 Então os moabitas disseram aos

Está acabado, povo do deus Camos! líderes de Midiã:


Seu deus fez fugir aos seus filhos, — Essa multidão vai destruir tudo
e às suas filhas as fez prisioneiras de ao seu passo, como quando um bezerro
Seom, rei dos amorreus. acaba com o pasto de um campo.
30 Morreram os seus descendentes†, Balaque, filho de Zipor, era o rei de
desde Hesbom até Dibom. Moabe nesse tempo. 5 Ele enviou men-
Os destruímos‡ até Nofá, sageiros para trazer Balaão, filho de

*21:28 queimou Segundo a LXX (literalmente, “devorou”). O TM tem: “senhores


(de)”. A diferença pode ter acontecido devido a uma troca de ordem entre duas
letras hebraicas.
†21:30 Morreram os seus descendentes De acordo com a LXX. O TM tem: “Atiramos
contra eles e Hesbom foi destruída”.
‡21:30 Os destruímos Esta expressão também pode referir-se ao nome de um lugar,
nesse caso a tradução seria “de Nachim a Nofá”.
Números 22:6 37 Números 22:24

Beor, que estava em Petor, junto ao rio — Balaão não quis vir conosco.
Eufrates, a terra dos seus parentes. Eles 15 Balaque enviou outros chefes, em

disseram: maior número e mais importantes do


“Olhe, um povo que saiu do Egito que o primeiro grupo, 16 e eles foram até
tem se estendido por todo o país e Balaão e disseram:
está acampando aqui perto. 6 Agora — Isto é o que Balaque, filho de Zipor,
venha e amaldiçoe estas pessoas por disse:
mim, porque são mais fortes do que “Não deixe que nada impeça você de
eu. Talvez eu seja capaz de atacá-los vir aqui. 17 Eu recompensarei você
e obrigá-los a sair da terra. Sei que muito bem e farei tudo o que me
aquele que você abençoa fica ben- peça, mas peço a você que venha
dito e aquele que você amaldiçoa para amaldiçoar por mim àquele
fica maldito”. povo”.
7 Os líderes de Moabe e os líderes de 18 Então Balaão respondeu a eles:

Midiã foram dar a mensagem a Balaão. — Embora Balaque me desse sua casa
Eles iam com o dinheiro na mão para pa- cheia de ouro e prata, eu não poderia
gar as maldições.* fazer nada, grande nem pequeno, que
8 Balaão disse a eles: fosse em contra da ordem do SENHOR,
— Fiquem aqui esta noite e eu respon- meu Deus. 19 Então, por favor, fiquem
derei a vocês o que o SENHOR me dizer. aqui esta noite como fizeram os outros
Então os chefes de Moabe permanece- e deixem-me consultar e ver o que mais
ram com Balaão. 9 Deus veio a Balaão o SENHOR tem para me dizer.
num sonho e perguntou a ele: 20 Essa noite Deus apresentou-se a Bal-

— Quem são esses homens que se aão num sonho e disse:


hospedam com você? — Já que estes homens vieram buscar
10 Balaão respondeu: você, levante-se e vá com eles, mas faça
— Balaque, filho de Zipor, rei de só o que eu mandar.
Moabe, os enviou com esta mensagem: 21 Balaão levantou-se de amanhã, pôs
11 “Olhe, um povo que saiu do Egito tem a sela na sua jumenta e foi com os chefes
se estendido por todo o país. Venha e de Moabe. 22 Então Deus se irritou com
amaldiçoe estas pessoas por mim. Talvez ele por ele ter ido, e o anjo do SEN-
eu seja capaz de atacá-los e obrigá-los a HOR se colocou na frente do seu cam-
sair da terra”. inho para impedi-lo de passar. Balaão ia
12 Então Deus disse a Balaão: montado na sua jumenta acompanhado
— Não vá com eles nem diga nenhuma por dois dos seus servos. 23 Quando a ju-
maldição contra os israelitas, porque é menta viu o anjo do SENHOR parado no
um povo bendito. caminho com uma espada na sua mão,
13 Balaão se levantou de manhã e disse saiu do caminho e foi em direção ao
aos chefes de Balaque: campo. Então Balaão bateu na jumenta
— Voltem à sua terra porque o SEN- para obrigá-la a voltar ao caminho.
HOR não me permite ir com vocês. 24 Depois o anjo do SENHOR se pôs
14 Os chefes de Moabe se levantaram e numa trilha estreita por onde o caminho
voltaram a Balaque e disseram a ele: passava entre vinhas, com muros de pe-
*22:7 dinheiro (…) maldições ou “aqueles que eram também magicos” ou “com as
coisas necessárias para amaldiçoar”. As pessoas em tempos antigos tentavam fazer
mal aos outros escrevendo maldições em vasilhas e depois usando-as em cerimônias.
Números 22:25 38 Números 23:4

dra aos dois lados. 25 A jumenta viu o — Vá com esses homens, mas dirá só
anjo do SENHOR e se encostou na parede o que eu lhe mandar.
apertando a perna de Balaão, então ele Então Balaão saiu com os chefes envi-
bateu nela de novo. ados por Balaque.
26 O anjo do SENHOR se adiantou de 36 Quando Balaque ouviu que Balaão

novo e se pôs num lugar estreito, sem vinha, saiu ao seu encontro numa cidade
deixar espaço nem à esquerda nem à di- de Moabe, que está na beira do rio
reita. 27 Quando a jumenta viu o anjo do Arnom, na parte mais distante da fron-
SENHOR se jogou no chão, então Balaão teira. 37 Balaque disse a Balaão:
se irritou e bateu nela com a sua vara. — Por acaso não enviei homens para
28 Então o SENHOR fez com que a ju- trazer você? Por que não veio? Por acaso
menta falasse e ela disse a Balaão: não sou capaz de recompensar você?
— O que fiz a você para que me 38 Balaão respondeu a ele:

batesse três vezes dessa maneira? — Bem, pois já estou aqui. Mesmo
29 Balaão disse para a jumenta: assim, só posso dizer o que Deus me
— Você zombou de mim e se tivesse comunicar.
uma espada na minha mão, mataria você 39 Balaão e Balaque saíram dali para

agora mesmo. Quiriate-Huzote, 40 onde Balaque sacri-


30 A jumenta disse a Balaão: ficou gado e ovelhas e as compartilhou
— Por acaso não sou a jumenta que com Balaão e com os chefes que estavam
você tem montado toda a sua vida até com ele. 41 No outro dia de manhã, Bal-
hoje? Costumo atuar desta maneira? aque levou Balaão a Bamote-Baal, onde
— Não —respondeu Balaão. Balaão podia ver uma parte do acampa-
31 O SENHOR permitiu que Balaão mento israelita.
pudesse ver o anjo do SENHOR, que es-
tava de pé no caminho com a espada A primeira mensagem de Balaão
na mão. Balaão se inclinou e se ajoel-
hou rosto em terra. 32 O anjo do SENHOR
disse:
23 Balaão disse a Balaque:
— Construa para mim sete
altares neste lugar e me prepare sete bez-
— Por que bateu na sua jumenta nes- erros e sete carneiros.
sas três vezes? Olhe, eu mesmo vim para 2 Balaque fez o que Balaão pediu e jun-

impedir você porque a sua viagem me tos ofereceram um bezerro e um carneiro


desagrada.* 33 Quando a sua jumenta me em cada altar. 3 Depois Balaão disse a
viu, se afastou de mim essas três vezes. Balaque:
Se não o tivesse feito, eu teria matado — Fique ao lado do seu sacrifício que
você mas teria perdoado a vida dela. deve ser queimado completamente, e eu
34 Balaão disse ao anjo do SENHOR: vou ver se o SENHOR quer se encontrar
— Pequei porque não sabia que estava comigo; depois direi a você tudo o que
ali no caminho para me deter, mas vendo ele me revelar.
agora que a minha viagem desagrada ao Então Balaão foi para o topo de um
senhor, voltarei para casa. monte, 4 onde Deus se apresentou a ele
35 O anjo do SENHOR disse a Balaão: e Balaão disse:

*22:32 a sua viagem me desagrada Possível tradução. Esta parte do texto em he-
braico é de significado duvidoso.
Números 23:5 39 Números 23:22

— Fiz sete altares e ofereci um bezerro — Venha comigo a outro lugar desde
e um carneiro em cada altar. onde possa vê-los, embora não vai poder
5 Então o SENHOR disse a Balaão o que ver todo o acampamento mas só uma
devia dizer e depois ordenou a ele: parte. Daí amaldiçoe o povo de Israel.
— Volte para onde está Balaque e diga 14 Então Balaque o levou ao campo de

a ele o que eu acabo de dizer a você. Zofim*, no topo do monte Pisga. Balaque
6 Balaão voltou para onde estava Bal- construiu sete altares e ofereceu um bez-
aque, que estava de pé ao lado do seu erro e um carneiro em cada altar. 15 Bal-
sacrifício que deve ser queimado com- aão disse a Balaque:
pletamente, junto aos chefes de Moabe. — Fique aqui junto ao seu sacrifício
7 Então Balaão disse esta profecia: que deve ser queimado completamente
“Balaque me trouxe aqui desde Arã. enquanto vou me encontrar com Deus.
O rei de Moabe me fez vir desde as mon- 16 O SENHOR foi se encontrar com Bal-

tanhas do leste. aão e disse a ele o que tinha que dizer.


Venha, me disse, amaldiçoe por mim a Depois ordenou a ele:
Jacó, — Volte para onde está Balaque e diga
venha, deseje o mal a Israel. isso.
8 Mas, como vou amaldiçoar àquele que 17 Então Balaão voltou para onde es-

Deus não amaldiçoa? tava Balaque e o encontrou de pé ao


Como desejar o mal àquele que o SEN- lado do sacrifício que deve ser queimado
HOR não deseja? completamente, junto com os chefes de
9 Posso vê-los desde o topo das Moabe. Balaque perguntou a ele:
montanhas — O que disse o SENHOR?
e desde as montanhas os observo.
É um povo que vive afastado A segunda mensagem de Balaão
e não se considera uma nação entre as 18 Então Balaão falou esta profecia:
nações. “Fique de pé, Balaque, e ouça,
10 Quem pode contar a descendência de me ouça, filho de Zipor.
Jacó? 19 Deus não é um ser humano

São tão numerosos como os grãos de pó. para que minta ou mude de opinião.
Quem pode contar ao menos a quarta Por acaso ele não faz o que diz,
parte de Israel? ou não cumpre o que promete?
Me deixe morrer como morrem as pes- 20 Olhe, as minhas ordens são de

soas boas, abençoar.


e me deixe acabar como eles!” Deus tem abençoado a Israel,
11 Balaque disse a Balaão: e isso eu não posso mudar.
— O que é isto que você me 21 Para os descendentes de Jacó não se

fez? Trouxe-o para você amaldiçoar os prevê calamidade alguma;


meus inimigos, mas somente os tem nem mesmo se espera nenhuma desgraça
abençoado. para Israel.
12 Mas Balaão respondeu: Pois o SENHOR, seu Deus, está com eles;
— Não percebe que tenho que dizer só eles o proclamam seu Rei.
o que o SENHOR me diga? 22 Deus, que os tirou do Egito,
13 Balaque disse a Balaão: é para eles a sua força,

*23:14 campo de Zofim ou “campo do vigia”.


Números 23:23 40 Números 24:12

como os chifres para o touro selvagem. o homem cujos olhos veem claramente,
23 Contra Jacó não servem os malefícios, 4 aquele que ouve palavras de Deus,

nem há bruxaria que sirva contra Israel. aquele que tem visões dadas pelo Deus
De Jacó e de Israel se dirá como se diz Todo-Poderoso*,
agora: aquele que cai diante dele e vê
‘Olhe o que Deus fez’. claramente.
24 Este povo se levanta como leoa 5 “Que belas são as suas tendas, Jacó!

e se põe em pé como um leão. Que belo é o seu acampamento, Israel!


Não descansará até devorar a sua presa 6 As suas tendas são como longas filas de

e beber o sangue das suas vítimas”. palmeiras†,


25 Então Balaque disse a Balaão: como jardins ao lado de um rio,
— Se não vai amaldiçoá-los, então como aloés plantados pelo SENHOR,
pelo menos não os abençoe! como cedros à margem da água.
26 Depois Balaão disse a Balaque: 7 Os baldes‡ dos israelitas transbordarão

— Não disse a você que faria tudo o de água,


que o SENHOR me dissesse? suas sementes receberão água
27 Porém, Balaque disse a Balaão: abundante.
— Venha, levarei você a um outro Seu rei será maior que Agague,
lugar, talvez Deus queira que você os e o seu reino será grande.
amaldiçoe dali. 8 “Deus os tirou do Egito;
28 Balaque levou Balaão ao topo do ele é para eles a sua força,
monte Peor, que domina o deserto, 29 e como os chifres para o touro selvagem.
Balaão disse a Balaque: Israel vencerá os seus inimigos,
— Construa para mim sete altares quebrará os seus ossos
aqui, e me prepare sete bois e sete e os ferirá com as suas flechas.¶
carneiros. 9 Israel se deitará para descansar como
30 Balaque fez o que Balaão disse e em um leão.
cada altar sacrificou um bezerro e um Quem se atreverá a acordá-lo?
carneiro. Bendito seja aquele que o abençoar
e maldito seja aquele que o amaldiçoar!”
A terceira mensagem de Balaão 10 Então Balaque se irritou com Balaão

24 Balaão viu que agradava ao SEN-


HOR abençoar a Israel; portanto,
não foi procurar profecias como antes
e batendo as palmas das mãos disse:
— Chamei você para que amaldiçoasse
os meus inimigos, mas já os abençoou
mas olhou para o deserto. 2 Balaão olhou três vezes. 11 Vá agora para a sua
e viu os israelitas acampados por tribos. casa! Disse que recompensaria você, mas
Depois o Espírito de Deus tomou posse como pode ver, o SENHOR fez você
dele, 3 e Balaão disse esta profecia: perder a sua recompensa.
“Esta é a mensagem de Balaão, filho de 12 Balaão disse a Balaque:

Beor,

*24:4 Deus Todo-Poderoso Literalmente, “El Shadai”.


†24:6 As suas tendas (…) filas de palmeiras ou “se estendem como vales”.
‡24:7 baldes ou “ramas”.
¶24:8 ferirá com as suas flechas ou “quebrará as suas flechas” ou “quebrará os seus
lomos”.
Números 24:13 41 Números 25:4

— Por acaso não disse aos men- 20 Depois Balaão fitou os seus olhos em
sageiros que me enviou: 13 “Ainda que Amaleque e disse esta profecia:
Balaque me desse a sua casa cheia de “Amaleque foi a mais importante das
ouro e prata, eu não poderia fazer nada, nações,
nem bom nem mau, a não ser obede- mas seu fim será a destruição total”.
cer à ordem do SENHOR e falar o que 21 Depois Balaão fitou seus olhos nos

o SENHOR me ordenou que dissesse”? queneus e disse a eles a sua profecia:


14 Bem, volto para a minha vila, mas “O lugar onde vocês moram é seguro
antes venha, que vou dizer a você o que como um ninho no topo da montanha.
no futuro este povo fará com o seu povo. 22 Mas Caim† será destruído

quando Assíria o faça prisioneiro”.


A última mensagem de Balaão 23 Depois Balaão disse esta profecia:
15 Então Balaão disse esta profecia: “Ninguém poderá viver
“Esta é a mensagem de Balaão, filho de quando Deus fizer estas coisas.
Beor, 24 Virão barcos da costa de Quitim‡

o homem cujos olhos veem claramente, e derrotarão a Assíria e a Héber¶,


16 aquele que ouve palavras de Deus, mas eles também serão destruídos”.
aquele que conhece a ciência do 25 Então Balaão se levantou e voltou

Altíssimo, para a sua casa, e Balaque também to-


aquele que tem visões dadas pelo Deus mou o seu caminho.
Todo-Poderoso,
aquele que cai diante dele e vê Israel em Peor
claramente.
17 “Vejo os israelitas vindo,

mas não agora, só no futuro.


25 Os israelitas se instalaram
em Sitim, e ali os homens
começaram a se corromper com as
Eu os vejo, mas não perto. mulheres moabitas. 2 Elas convidavam
Como uma estrela sairá um rei do povo os israelitas a acompanhá-las aos
de Jacó. sacrifícios para os seus deuses falsos, e
Se levantará um governador dos os israelitas comiam desses sacrifícios e
israelitas. adoravam esses deuses falsos. 3 Desta
Ele esmagará as cabeças dos Moabitas maneira, Israel começou a adorar
e as de todos os filhos de Sete. a Baal-Peor, o que fez com que o
18 Tomará posse de Edom, SENHOR se irritasse com Israel. 4 Então
e do seu inimigo Seir*. o SENHOR disse a Moisés:
Israel mostrará o seu poder. — Leve a todos os chefes do povo e
19 “Um governador virá de Jacó mate-os publicamente. Deixe os seus cor-
e destruirá aos que fiquem nessas pos pendurados perante o SENHOR, e
cidades”.

*24:18 Seir ou “Edom”.


†24:22 ninho (…) Caim Jogo de palavras. Os nomes Caim e queneu são como
a palavra hebraica que significa “ninho”. Além disso, se acreditava que Caim, ou
talvez Tubal-Caim (Gn 4.22), era o antepassado dos queneus.
‡24:24 Quitim Pode se referir a Chipre, Creta ou outros lugares oeste de Israel, no
mar Mediterrâneo.
¶24:24 Héber Pode se referir aos descendentes de Héber ou aos povos que viviam
ao oeste do rio Eufrates. Ver Gn 10.21.
Números 25:5 42 Números 26:11

assim se acalmará a minha ira contra foi morta no dia que a praga veio a Israel
Israel. pelo que aconteceu em Peor.
5 Moisés disse a todos os juízes de

Israel: O segundo censo do povo


— Matem a todos os que dentre vocês
se uniram para adorar Baal-Peor.
6 Justamente nesse momento um dos
262
O SENHOR disse a Moisés e a
Eleazar, filho do sacerdote Arão:
— Façam um censo de todos os is-
israelitas veio e trouxe uma mulher mid- raelitas, por famílias, no qual se reg-
ianita para onde estava a sua família. istrem os homens de vinte anos para
Fez isto diante de Moisés e de to- cima, aptos para o serviço militar.
dos os israelitas, que se encontravam 3 Moisés e o sacerdote Eleazar falaram

chorando na entrada da Tenda do En- com os israelitas nas planícies de Moabe,


contro. 7 Fineias, que era filho de Eleazar na margem do rio Jordão, diante de Jer-
e neto do sacerdote Arão, vendo isto, se icó. Disseram a eles:
afastou da reunião, pegou a sua lança 4 — Façam um censo do povo, reg-
8 e seguiu ao israelita até a sua tenda. istrem a todos os homens de vinte anos
Ali Fineias atravessou pelo estômago* ao para cima, assim como o SENHOR orde-
israelita e à mulher midianita e assim nou a Moisés.
foi como se deteve a praga que afligia Os israelitas que saíram do Egito
os israelitas, 9 embora a praga já tivesse foram os seguintes:
matado a 24.000 deles. 5 Os descendentes de Rúben, o filho mais
10 O SENHOR disse a Moisés: velho de Israel, foram estes:
11 — Fineias, filho de Eleazar e neto de Enoque descende o clã enoquita;
do sacerdote Arão, salvou os israelitas de Palu, o paluíta;
da minha ira ao se irritar como eu con- 6 de Hezrom, o hezronita e de Carmi, o

tra os que pecaram, portanto eu não de- carmita.


struirei os israelitas na minha ira. 12 Diga 7 Estes foram os clãs de Rúben os quais

a Fineias que eu faço uma aliança de tinham, de acordo com o censo, 43.730
amizade com ele. 13 Eu entrego o sac- homens.
erdócio para sempre a ele e aos seus de- 8 Eliabe era filho de Palu. 9 Os filhos

scendentes porque se indignou em favor de Eliabe foram Nemuel, Datã e Abirão;


do seu Deus e livrou† os israelitas. estes dois últimos foram os mesmos Datã
14 O nome do israelita que foi morto e Abirão que tinham sido escolhidos pela
junto com a mulher midianita era Zinri, comunidade, mas se revoltaram contra
filho de Salu, e chefe de uma família da Moisés e Arão. Eles se uniram a Coré e ao
tribo de Simeão. 15 O nome da mulher seu grupo quando ele se rebelou contra o
midianita que morreu era Cosbi, filha de SENHOR. 10 Nessa ocasião a terra abriu
Zur, o chefe de uma fa