Anda di halaman 1dari 152

Defeitos de Fundição

Porosidades de contração (rechupe)

• Ricardo Fuoco

Gerente Geral de Tecnologia de Fundição


Metso Brasil Indústria e Comércio Ltda
Fone: (015) 2102-1212
Email: ricardo.fuoco@metso.com

Defeitos de Fundição - Porosidades


1
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Índice

• 4.1. Porosidades:

• Porosidades de contração (rechupe)


• Porosidades de gases
– Microporosidades
– Bolha de gás (sopro)
– Porosidades de gás dissolvido no metal
» Porosidades de Nitrogênio
» Porosidades de Hidrogênio
– Pin Holes (reação metal / molde)

Defeitos de Fundição - Porosidades


2
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de contração (rechupe)

Defeitos de Fundição - Porosidades


3
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Características
• 1. Vazios com superfície irregular, com evidências de dendritas,
geralmente em regiões grossas da peça;
• 2. Em ligas de pequeno intervalo de solidificação, os rechupes
são concentrados e podem apresentar superfície lisa;
• 3. Em ligas com grande intervalo de solidificação, os rechupes são
mais dispersos e podem ser confundidos com porosidades de
gás;

Defeitos de Fundição - Porosidades


4
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Mecanismo de formação
• Todos as ligas fundidas apresentam contração volumétrica
decorrente da solidificação. Devido a este fenômeno, é
necessário alimentar as contrações de solidificação através de
reservatórios de metal líquido (massalotes) visando não
ocorrerem rechupes nas peças.
• Através deste artifício, os defeitos de rechupe ficam
concentrados nos massalotes que serão posteriormente cortados
das peças e reaproveitados como carga dos fornos.

Defeitos de Fundição - Porosidades


5
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Mecanismo de formação
• Para o bom funcionamento dos massalotes há um série de
requisitos a serem obedecidos, a saber:
• 1. O princípio geral de alimentação exige que ocorra solidificação
direcional para os massalotes, ou seja, as partes finas das peças
devem ser as primeiras a solidificar, sendo alimentadas por metal
líquido vindo das partes grossas adjacentes. Assim, é necessário
estabelecer quais são as áreas grossas que serão as últimas a
solidificar, onde serão colocados os massalotes;

Defeitos de Fundição - Porosidades


6
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Mecanismo de formação
• 2. Cada massalote e o pescoço de ligação massalote/peça devem
solidificar após a respectiva região da peça que está sendo
alimentada (requisito térmico);
• 3. Cada massalote deve apresentar volume útil superior ao
necessário para alimentar a respectiva região da peça que está
sendo alimentada (requisito volumétrico);
• 4. Em secções de espessura constante, a direcionalidade da
solidificação têm distâncias limitadas (requisito de distância de
alimentação);

Defeitos de Fundição - Porosidades


7
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Mecanismo de formação
• 5. Visando obter uma maior eficiência na alimentação das peças
fundidas são utilizados alguns recursos auxiliares que alteram as
velocidades de resfriamento do metal líquido. Os mais comuns
são resfriadores metálicos, luvas exotérmicas (maior eficiência e
massalotes de pequeno tamanho) e luvas isolantes (maior
eficiência em massalotes de maiores dimensões).
• 6. Além disto, para auxiliar a direcionalidade da solidificação são
utilizados engrossamentos de paredes de peças, posteriormente
eliminados nas etapas de rebarbação (“pading”).

Defeitos de Fundição - Porosidades


8
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Recursos adicionais - uso de resfriadores

Defeitos de Fundição - Porosidades


9
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Defeitos de Fundição - Porosidades


10
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca com dendritas

Defeitos de Fundição - Porosidades


11
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa com dendritas

Defeitos de Fundição - Porosidades


12
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Tipos de solidificação casca x pastosa

Solidificação com Solidificação


formação de casca pastosa

Defeitos de Fundição - Porosidades


13
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Solidificação com frente “plana”

Metal Metal líquido


Molde
sólido

Modo de solidificação com frente plana (ligas com pequeno intervalo de


solidificação e pequena tendência à segregação) – Aços ao carbono, aços
inox, FoFo branco, ligas Al-Si com 11-13%Si, latões e bronzes ao Al
Defeitos de Fundição - Porosidades
14
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

Ligação ou
pescoço

Massalote
Peça

Tipicamente calcula-se o tempo de solidificação da peça (ou da região a


ser alimentada) por meio do cálculo de módulos e projeta-se um pescoço
e um massalote que garantam a solidificação direcional
peça/pescoço/massalote
Defeitos de Fundição - Porosidades
15
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

T3
T2 T1
Tempo de
Tempo de Tempo de
solidificação do
solidificação do solidificação da
massalote
pescoço peça

Peça

Tempo de solidificação é proporcional ao módulo de resfriamento:


Volume
Tempo  ---------------
Área
Defeitos de Fundição - Porosidades
16
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

T3
T2 T1
Tempo de
Tempo de Tempo de
solidificação do
solidificação do solidificação da
massalote
pescoço peça

Peça

SOLIDIFICAÇÃO DIRECIONAL = T3 > T2 > T1

Defeitos de Fundição - Porosidades


17
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
solidificação direcional

Molde

Metal sólido

Metal líquido

Modo de solidificação com frente plana – Aços ao carbono, aços inox,


FoFo branco, ligas Al-Si com 11%Si, latões e bronzes ao Al

Defeitos de Fundição - Porosidades


18
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

Modo de solidificação com frente plana – Aços ao carbono, aços inox,


FoFo branco, ligas Al-Si com 11%Si, latões e bronzes ao Al

Defeitos de Fundição - Porosidades


19
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

Modo de solidificação com frente plana – Aços ao carbono, aços inox,


FoFo branco, ligas Al-Si com 11%Si, latões e bronzes ao Al

Defeitos de Fundição - Porosidades


20
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

Modo de solidificação com frente plana – Aços ao carbono, aços inox,


FoFo branco, ligas Al-Si com 11%Si, latões e bronzes ao Al

Defeitos de Fundição - Porosidades


21
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional

Modo de solidificação com frente plana – Aços ao carbono, aços inox,


FoFo branco, ligas Al-Si com 11%Si, latões e bronzes ao Al

Defeitos de Fundição - Porosidades


22
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação de ligas que solidificam com frente plana –
solidificação direcional
Ligas com pequeno intervalo de
solidificação

Defeitos de Fundição -
Porosidades
Slide 23
Ricardo Fuoco - Metso
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Solidificação com
formação de casca:
Aços ao carbono,
FoFos brancos,
latões, ligas Al>
10%Si

Defeitos de Fundição - Porosidades


24
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca
Ligas com pequeno intervalo de
solidificação

Peça com Peça sem


rechupes rechupes

Defeitos de Fundição -
Porosidades
Slide 25
Ricardo Fuoco - Metso
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Solidificação com
formação de casca:
Aços ao carbono,
FoFos brancos,
latões, ligas Al>
10%Si

Defeitos de Fundição - Porosidades


26
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca x pastosa

Intervalo de solidificação típico

Liga Intervalo de solidificação Tipo


(T = Tliquidus – Tsolidus )

Aços ao carbono, aços 50 a 60°C Pequeno intervalo de


inoxidáveis e Ferro Fundido solidificação
branco de alto cromo

Aços baixa liga (Cr, Ni e Mo) 70 a 100°C Médio intervalo de solidificação


ligas de Al (Si<9%)

Aços ao manganês 170 to 230°C Grande intervalo de solidificação


bronzes ao Sn

Defeitos de Fundição - Porosidades


27
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca x pastosa

Equiaxial dendrite grains

Irregular shrinkage

Isolated
interdendritic
shrinkage
porosities

Defeitos de Fundição - Porosidades


28
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Tipos de solidificação casca x pastosa

7%Si+0,35%Mg 11%Si+0,15%Mg

Rechupe disperso Rechupe concentrado


Defeitos de Fundição - Porosidades
29
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa
Solidificação
pastosa: Ligas com grande intervalo de
solidificação
Aços baixa
liga, aços ao
Mn, Bronzes e
ligas Al < 9%Si.

C B
A
Defeitos de Fundição - Porosidades
30
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa
Ligas com grande intervalo de
solidificação

• O gradiente térmico determina a


extensão da zona pastosa onde
convivem fase sólida (dendritas) e
fase líquida.

• Assim, com maiores gradientes


térmicos a extensão da zona
pastosa é reduzida permitindo a
alimentação das poças de líquido
interdendrítico.

Defeitos de Fundição - Porosidades


Slide 31
31
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Ligas com grande intervalo de
Solidificação pastosa
solidificação

A solução para alimentação dos microrrechupes em peças fundidas em ligas com grande intervalo
de solidificação passa pela imposição de maiores gradientes térmicos durante a solidificação
(uso de resfriadores e/ou de conicidade)

Defeitos de Fundição - Porosidades


32
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 32
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa
Ligas com grande intervalo de
solidificação Critério de Niyama
• A solidificação direcional isoladamente não satisfaz a condição de alimentação de peças
quando as ligas apresentam grandes intervalos de solidificação. Nesta condição, o critério
mais utilizado é o estabelecido por Niyama:

• Onde:
G = Gradiente térmico local = Diferença de temperaturas por distância [°C/mm]
R = Velocidade de resfriamento local = Variação de temperatura pelo tempo [°C/s]
Ny = Critério de Niyama para ligas com grande intervalo de solidificação > 0.7 [(°C
s)1/2/mm]

Defeitos de Fundição - Porosidades 33


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Ligas com grande intervalo de


solidificação

Critério de Niyama

Defeitos de Fundição - Porosidades 34


34
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Ligas com grande intervalo de


solidificação

Critério de Niyama

Defeitos de Fundição - Porosidades 35


35
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Solidificação
pastosa:
Aços baixa
liga, aços ao
Mn, Bronzes e
ligas Al < 9%Si.

Defeitos de Fundição - Porosidades


36
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Rechupe na forma de porosidades dispersas em peça fundida em aço ao Mn


(solidificação pastosa)

Defeitos de Fundição - Porosidades 37


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Simulação de solidificação usando o critério de Niyama para prever a formação de


microporosidades dispersas. A microestrutura corresponde a uma região com
elevado gradiente térmico e Ny > 0.7 (°C s)1/2 /mm

Defeitos de Fundição - Porosidades 38


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Simulação de solidificação usando o critério de Niyama para prever a formação de


microporosidades dispersas. A microestrutura corresponde a uma região com baixo
gradiente térmico e Ny < 0.7 (°C s)1/2 /mm

Defeitos de Fundição - Porosidades 39


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Técnica de alimentação para ligas com solidificação em casca

Alimentação por massalotes (solidificação direcional) sem a


presença de rechupe

Defeitos de Fundição - Porosidades


40
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Técnicas de alimentação para ligas com solidificação pastosa

Alimentação parcial, com distribuição do rechupe em


microporosidades

Presença de microporosidades
distribuídas por toda a peça

Defeitos de Fundição - Porosidades


41
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito térmico

Alimentação deficiente por falta de solidificação direcional


para o massalote resultando em porosidades de rechupe

Presença de rechupe

Defeitos de Fundição - Porosidades


42
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito térmico

Alimentação deficiente por limitação de módulo do pescoço


(falta de solidificação direcional para o massalote)
resultando em porosidades de rechupe

Presença de rechupe

Pescoço com módulo


inferior ao da peça
Defeitos de Fundição - Porosidades
43
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito térmico

Alimentação deficiente por limitação de módulo do pescoço


(falta de solidificação direcional para o massalote)
resultando em porosidades de rechupe

Pescoço com módulo


inferior ao da peça
Defeitos de Fundição - Porosidades
44
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito térmico
Alimentação deficiente por limitação de módulo do pescoço
(falta de contato do macho estrangulador com a peça)
resultando em porosidades de rechupe

Areia do molde sob o


macho estrangulador
reduzindo o módulo
do pescoço
Defeitos de Fundição - Porosidades
45
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito volumétrico

Alimentação deficiente por falta de volume de massalote


resultando em porosidades de rechupe imediatamente
abaixo do massalote.

Defeitos de Fundição - Porosidades


46
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito de distância de alimentação
Alimentação deficiente por falta de distância de alimentação
resultando em porosidades de rechupe (centerline
shrinkage)

ex da da ex

Defeitos de Fundição - Porosidades


47
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Falhas no requisito de distância de alimentação
Alimentação deficiente por falta de distância de alimentação
resultando em porosidades de rechupe (centerline
shrinkage)

da da

Defeitos de Fundição - Porosidades


48
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
EXEMPLOS DE RECHUPES EM LIGAS COM
SOLIDIFICAÇÃO EM CASCA

Defeitos de Fundição - Porosidades


49
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Latão fundido (liga Cu-Zn)

Rechupe com superfície lisa


Defeitos de Fundição - Porosidades
50
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca
Latões – Ligas Cu-Zn
Rechupe

Defeitos de Fundição - Porosidades


51
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca
Latões – Ligas Cu-Zn
Rechupe principal

Defeitos de Fundição - Porosidades


52
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca
FoFo branco de alto cromo

Defeitos de Fundição - Porosidades


53
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao inoxidável CF8M

Defeitos de Fundição - Porosidades


54
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao inoxidável CF8M

Defeitos de Fundição - Porosidades


55
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao inoxidável CF8M

Defeitos de Fundição - Porosidades


56
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao inoxidável CF8M

Defeitos de Fundição - Porosidades


57
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aços ao carbono (WCB)

25x 70x
Defeitos de Fundição - Porosidades 58
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aços ao carbono (WCB)

Defeitos de Fundição - Porosidades


59
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aços ao carbono (WCB)

25x 70x
Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 60
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao carbono (C<0,30%)

Defeitos de Fundição - Porosidades


61
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao carbono (C<0,30%)

Defeitos de Fundição - Porosidades


62
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao carbono (C<0,30%)

25x

Defeitos de Fundição - Porosidades


63
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Aço ao carbono (C<0,30%)

Defeitos de Fundição - Porosidades


64
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Aço ao carbono (C<0,30%)

Defeitos de Fundição - Porosidades


65
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Mecanismos de formação de porosidades
Porosidades de contração (rechupe)
Rechupes como concentração de microrrechupes
Aço ao carbono (C<0,30%)

Defeitos de Fundição - Porosidades


66
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

Defeitos de Fundição - Porosidades 67


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

Defeitos de Fundição - Porosidades 68


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 69
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

Defeitos de Fundição - Porosidades 70


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

Defeitos de Fundição - Porosidades 71


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

250x

Defeitos de Fundição - Porosidades 72


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

500x

Defeitos de Fundição - Porosidades 73


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe em aços
Aspectos microscópicos de rechupes de aços (presença
de pequenas dendritas alinhadas formando as ranhuras)

1.000x

Defeitos de Fundição - Porosidades 74


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca
Liga Al-10%Si

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 75
2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca x pastosa
Liga Al-10%Si Liga Al-7%Si

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 76
2014
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca

Coquilha com basculamento (60°) Al-10%Si

Defeitos de Fundição - Porosidades


77
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
EXEMPLOS DE RECHUPES E DE
MICROPOROSIDADES EM LIGAS COM
SOLIDIFICAÇÃO PASTOSA

Defeitos de Fundição - Porosidades


78
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Aço ao manganês (Hadfield)

Defeitos de Fundição - Porosidades


79
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Aço ao manganês (Hadfield)

Defeitos de Fundição - Porosidades


80
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Aços ao manganês (Hadfield)

Defeitos de Fundição - Porosidades


81
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Aços baixa liga (C<0,30%)

Defeitos de Fundição - Porosidades


82
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Bronze 85-5-5-5 fundido em coquilha

Defeitos de Fundição - Porosidades


83
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Bronze 85-5-5-5 fundido em coquilha

Defeitos de Fundição - Porosidades


84
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Bronze 85-5-5-5 fundido em coquilha

Defeitos de Fundição - Porosidades


85
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa
Liga Al-7%Si

Defeitos de Fundição -
Porosidades
86
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Liga Al-7%Si com baixo H


Defeitos de Fundição -
Porosidades
87
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa
Rechupe concentrado em liga Al-7%Si com baixo H

Defeitos de Fundição -
Porosidades
88
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Solidificação em casca
Rechupe concentrado em liga Al-7%Si com baixo H

Defeitos de Fundição -
Porosidades
89
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Solidificação pastosa

Liga Al-7%Si fundida em areia com


elevado teor de H (microporosidades
espalhadas por toda a peça)

Defeitos de Fundição - Porosidades


90
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
SOLIDIFICAÇÃO DE FERROS FUNDIDOS

Defeitos de Fundição - Porosidades


91
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação de ferros fundidos

Modo de crescimento de células eutéticas em


FoFo cinzento

Defeitos de Fundição - Porosidades 92


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Modo de solidificação de ferros fundidos cinzentos
Células eutéticas

Poças de líquido
intercelular
Defeitos de Fundição - Porosidades
93
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Solidificação de ferros fundidos

• Micrografia mostrando a evolução na formação de células eutéticas em


FoFo nodular

Defeitos de Fundição - Porosidades


94
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação em ferros fundidos
solidificação direcional

Modo de solidificação com células eutéticas – Ferros fundidos cinzentos


e nodulares

Defeitos de Fundição - Porosidades 95


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação em ferros fundidos
solidificação direcional

Modo de solidificação com células eutéticas – Ferros fundidos cinzentos


e nodulares

Defeitos de Fundição - Porosidades 96


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação em ferros fundidos
solidificação direcional
Molde

Metal sólido

Metal líquido

Modo de solidificação com células eutéticas – Ferros fundidos cinzentos


e nodulares

Defeitos de Fundição - Porosidades 97


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação em ferros fundidos
solidificação direcional

Modo de solidificação com células eutéticas – Ferros fundidos cinzentos


e nodulares

Defeitos de Fundição - Porosidades 98


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação em ferros fundidos
solidificação direcional

Poças de metal
líquido

Metal sólido

A técnica de alimentação por solidificação direcional não garante de


alimentação das poças de líquido intercelular.

Defeitos de Fundição - Porosidades 99


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Alimentação em ferros fundidos
solidificação direcional
Rechupe
primário liso
Rechupe
Rechupe secundário
primário
irregular

A técnica de alimentação por solidificação direcional não garante de


alimentação das poças de líquido intercelular. Como alimentar estas
poças de líquido?????
Defeitos de Fundição - Porosidades 100
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Variações volumétricas durante a solidificação de ferros fundidos

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 101
Porosidades de rechupe
Variações volumétricas durante a solidificação

Defeitos de Fundição -
Porosidades
102
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Projeto de massalotes
FoFo cinzento

 Massalote para alimentar a contração primária - Técnica mais


utilizada em FoFos cinzentos em moldes de areia a verde (o
pescoço deve solidificar no princípio da expansão da grafita);

 A alimentação da contração secundária é feita pela expansão da


grafita (pressão é acumulada elasticamente sobre as paredes do
molde, garantindo a alimentação secundária com o alívio desta
pressão);

 O módulo de resfriamento do pescoço deve ser de 0,3 a 0,5 do


módulo de resfriamento da peça;

Defeitos de Fundição -
Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 103
Projeto de massalotes
FoFo cinzento

 O massalote alimenta somente a contração líquida, então o


massalote deve estar acima do nível da peça.

 O módulo do massalote deve ser pouco superior ao do pescoço;

 Volume do massalote para alimentar a contração líquida da


peça (2% a cada 100ºC de superaquecimento);

 Exige alguma rigidez do molde;

Defeitos de Fundição -
Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 104
Projeto de massalotes
FoFo nodular

 Massalote de alívio de pressão - Sistema mais utilizado para


peças de ferro fundido nodular em moldes de areia a verde
(exige alguma rigidez do molde);

 O pescoço deve solidificar após alguma formação de grafita, ou


seja, deve permitir algum refluxo para o massalote, limitando o
esforço sobre o molde;

 A alimentação da contração secundária é feita pela expansão da


grafita;

Defeitos de Fundição -
Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 105
Projeto de massalotes
FoFo nodular

 O módulo de resfriamento do pescoço deve ser de 0,5 a 0,8 do


módulo de resfriamento da peça;

 O massalote deve ter módulo pouco superior ao do pescoço.

 O massalote deve estar acima do nível da peça;

 O volume do massalote deve alimentar a contração líquida da


peça (2% a cada 100ºC);

Defeitos de Fundição -
Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 106
Projeto de massalotes
FoFo nodular

Massalote cilindrico Massalote garrafa

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 107
Projeto de massalotes
FoFo nodular

Importante lembrar que o


massalote em ferro fundido
alimenta somente a contração
líquida, então é importante que o
maior volume do massalote esteja
acima do nível da peça (desnível
entre massalote e peça)
Massalote pouco eficiente
(massalote lateral)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 108
Projeto de massalotes
FoFo nodular

Massalote pouco eficiente Massalote eficiente


(massalote lateral) (lateral)
Importante lembrar que o massalote em ferro fundido alimenta somente a
contração líquida, então é importante que o maior volume do massalote
esteja acima do nível da peça
Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 109
Projeto de massalotes
FoFo nodular

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 110
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Pouca distância entre massalote e peça (pescoço é a última região a solidificar)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 111
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Pouca distância entre massalote e peça (pescoço é a última região a solidificar)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 112
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Pouca distância entre massalote e peça (pescoço é a última região a solidificar)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 113
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Pouca distância entre massalote e peça (pescoço é a última região a
solidificar)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 114
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Pouca distância entre massalote e peça (pescoço é a última região a
solidificar)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 115
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Pouca altura do massalote em relação à peça

Peça com nível acima do


rechupe do massalote

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 116
Projeto de massalotes
Distorções freqüentes
Altura adequada do massalote em relação à peça

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 117
EXEMPLOS DE RECHUPES EM PEÇAS DE
FERRO FUNDIDO CINZENTO

Defeitos de Fundição - Porosidades


118
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

1. Alimentação correta da contração primária pelo massalote

0,3 a 0,5 do módulo da peça

Defeitos de Fundição - Porosidades


119
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

2. Alimentação insuficiente da contração primária pelo


massalote
< 0,3 do módulo da peça
Presença de rebaixo
na superfície da peça

Defeitos de Fundição - Porosidades


120
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Falhas típicas de alimentação
Região grossa isolada do massalote por secção fina

Para peças de geometria complexa, pode ser necessário o uso de


mais de um massalote:
Pescoço com módulo adequado em
relação ao módulo da secção A
Secção A

Rechupe primário e secção grossa


não alimentada pela secção A
Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 121
Falhas típicas de alimentação
Região grossa isolada do massalote por secção fina

Porosidade
Alimentação
interrompida por
secção fina
intermediária

Secção fina. Para funcionar


deve seguir a recomendação
de pescoço

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 122
Falhas típicas de alimentação
FoFo cinzento - Região grossa isolada do massalote por secção fina

Rechupe primário

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 123
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

Rechupe primário

Defeitos de Fundição -
Porosidades
124
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

Rechupe primário Rechupe primário

Defeitos de Fundição -
Porosidades
125
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

Rechupe primário

Rechupe primário

Defeitos de Fundição -
Porosidades
126
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos
Rechupe primário com refluxo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
127
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos
Rechupe primário com refluxo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
128
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

Rechupe primário com refluxo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
129
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

3. Alimentação da contração primária, mas com tempo


excessivo de pescoço aberto (refluxo)
> 0,5 do módulo da peça
Presença de rechupe
interno

Sinal de refluxo no massalote


Defeitos de Fundição - Porosidades
130
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Exemplo de defeito de rechupe em FoFo cinzento por excesso de grau de
nucleação causando refluxo

Efeito do grau de nucleação (cinzento)


Alto Baixo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
131
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo cinzentos

Rechupe primário
Rechupe primário
com refluxo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
132
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
EXEMPLOS DE RECHUPES EM PEÇAS DE
FERRO FUNDIDO NODULAR

Defeitos de Fundição - Porosidades


133
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

1. Alimentação correta da contração primária pelo massalote


permitindo algum alívio de pressão
0,5 a 0,8 do módulo da peça

Sinal de refluxo no massalote


Defeitos de Fundição - Porosidades
134
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

2. Alimentação insuficiente da contração primária pelo


massalote
< 0,5 do módulo da peça
Presença de rebaixo
na superfície da peça

Defeitos de Fundição - Porosidades


135
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Problema típico de
alimentação em peça de
FoFo nodular

Defeitos de Fundição -
Porosidades
136
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Alimentação
interrompida
por secção fina
intermediária

Defeitos de Fundição -
Porosidades
137
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Alimentação
interrompida
por secção fina
intermediária

Defeitos de Fundição -
Porosidades
138
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Alimentação
interrompida
por secção fina
intermediária

Defeitos de Fundição -
Porosidades
139
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Região grossa isolada do
massalote por secção fina

Para peças de geometria


complexa, pode ser necessário
o uso de mais de um
massalote ou do
engrossamento de secções
finas intermediárias;

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 140
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Região grossa isolada do massalote por secção fina

Alimentação
interrompida
por secção fina
intermediária
(não há rechupe
externo no
massalote)

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 141
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

2. Alimentação insuficiente da contração primária pelo


massalote
< 0,5 do módulo da peça
Inchamento da peça

Defeitos de Fundição - Porosidades


142
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Caso típico de inchamento em nodular geralmente


acompanhado de rechupe secundário

Defeitos de Fundição -
Porosidades
143
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

3. Alimentação da contração primária, mas com tempo


excessivo de pescoço aberto (refluxo)
> 0,8 do módulo da peça
Presença de rechupe
interno

Sinal de refluxo no massalote


Defeitos de Fundição - Porosidades
144
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Pescoço com
módulo
excessivo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
145
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Porosidades de rechupe
Desvios de processo mais freqüentes em FoFo nodular

Pescoço com
módulo
excessivo

Defeitos de Fundição -
Porosidades
146
Ricardo Fuoco - Metso Minerals
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Massalote quente x massalote frio

Detalhe do
massalote quente
Peça sem rechupe
(massalote quente)
Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 147
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Massalote quente x massalote frio

Detalhe do rechupe Detalhe do massalote


secundário sem rechupe
(massalote frio)

Peça com rechupe


(massalote frio)
Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 148
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Massalote quente x massalote frio

Detalhe do massalote
parcialmente
reenchido (massalote
Peça com frio)
rechupe Detalhe dos rechupes na
(massalote frio) superfície (depressão)
Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 149
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Massalote quente x massalote frio

Defeitos de Fundição - Porosidades


Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 150
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Massalote quente x massalote frio

Massalotes quentes (sem rechupe)


Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 151
Falhas típicas de alimentação
FoFo nodular – Massalote quente x massalote frio

Massalotes frios (com rechupe)


Defeitos de Fundição - Porosidades
Ricardo Fuoco - Metso Minerals 2014 152