Anda di halaman 1dari 17

ÁLCOOIS, ÉTERES E FENÓIS

2
3
aromatico sp 2
sp sp
_
R _C _ OH _ OH R C=C _ OH R _ O _ R'

alcool fenol enol eter

1. FORMULA GERAL: R - OH (álcool); Ar-OH (fenol); R-O-R’ (éter)


R = grupo alquila; Ar = grupo arila e OH = (hidroxila)

Álcool são compostos que possuem um ou mais grupos hidroxila (-OH)


ligados a carbono sp3. Se a hidroxila estiver ligada a um carbono sp2 de um anel
benzênico, o composto é denominado fenol. No éter o oxigênio está ligado a dois
grupos alquila ou arila (R ou Ar), que podem ser iguais ou não.

Os álcoois são classificados como primários, secundários ou terciários,


dependendo do número de grupos alquil ligados ao mesmo carbono em que se
encontra a hidroxila:

OH OH OH
R C H R C H R C R''
H R' R'
Primáro Secundário Terciário

2. NOMENCLATURA

2.1. Álcoois:

1
Nomenclatura substitutiva: Considera-se a hidroxila (-OH) como o grupo
funcional principal. A nomenclatura é derivada dos hidrocarbonetos
correspondentes, substituindo-se a vogal o dos hidrocarbonetos pelo sufixo ol,
precedido do número indicativo da posição da –OH. A numeração da cadeia é feita
de modo que a hidroxila receba o menor número possível.

Nomenclatura radicofuncional: Dá-se a palavra álcool, seguida pelo nome do


radical onde está ligada a hidroxila, acrescida da terminação ico.

OH OH OH H

CH3CH2CH2 C H CH 3CH2 C H CH3 C CH3 CH3 C CH 2OH

H CH3 CH3 CH3


n-butanol -
sec butanol -
terc butanol iso-butanol
Álcool n-buitilico alcool sec-butilico álcool terc-butilico álcool iso-butilico
Butan-1-ol 2-metil-propan-2-ol

2.2. Éteres:

Nomenclatura substitutiva: Éteres de formula geral R’-O-R’’ são nomeados


citando-se o grupo R’-O (nome do radical (-il) + oxi seguido do nome do
hidrocarboneto correspondente ao grupamento R’’ (componente principal), sem a
utilização do hífem.

Nomenclatura radicofuncional: O nome é formado citando-se, em ordem


alfabética, os nomes dos dois grupos ligados ao oxigênio, seguido da palavra éter.

OCH3 OCH2CH 3 O

2
Metoxibenzeno 2-etoxinaftaleno ciclohexoxibenzeno
Fenil metil éter etil naftil éter cicloexil fenil eter

Etil metil eter CH3 _ O _ CH2CH3 metoxietano

Metil n-propil eter


CH3 _ O _CH2CH2CH3 metoxipropno

n-butil metil eter CH3 _ O _ CH2CH2CH2CH3 metoxibutano

Os nomes não-sistemáticos dos seguintes compostos são recomendados pela


IUPAC:

O O O O O

Furano Tetraidrofurano 4H-pirano Tetraidropirano Oxirano


(THF)

2.3. Fenóis:

O nome dos fenóis é formado, acrescentando-se os sufixos OL, DIOL,


TRIOL, etc. ao nome do hidrocarboneto correspondente. A maioria dos fenóis é
denominada pelo nome usual (nomenclatura não-sistemática).

OH OH OH
OH

OH OH OH

3
Benzeno-1,3-diol Benzeno-1,2,3-triol Naftaleno-1,3-diol

Os nomes não-sistemáticos dos seguintes compostos são aceitos pela IUPAC

OH OH OH OH
CH3
OH

CH3 CH3

Pirocatecol m-cresol 1-naftol 2,3-xilenol

OH
OH OH OH
OH

OH HO OH OH
OH
Resorcinol Hidroquinona Floroglucinol Pirogalol

3. OCORRÊNCIA, APLICAÇÃO e USOS DE ÁLCOOIS, FENÓIS E


ETERES

Os álcoois correspondem a uma classe de compostos extremamente


importantes, uma vez que eles apresentam diversas aplicações industriais e
farmacológicas.

O etanol, álcool etílico ou simplesmente “álcool” é conhecido desde a


antiguidade como um componente essencial de bebidas usadas em eventos sociais.
Embora utilizado como estimulante, na realidade ele age como depressor do
sistema nervoso central e como anestésico. Além disso, é usado em grande escala
como combustível para veículos automotores.

Algumas bebidas fermentadas


Nome Fonte Teor de etanol (oGL)
Vinho Uva Até 12
Champanhe Uva 10 – 11

4
Cerveja Cevada (malte) Até 6
GL = forma antiga de medir a % em volume do etanol em uma mistura.

A fermentação não produz bebidas com teor alcoólico superior a 12% - 15%,
porque as enzimas do fermento ficam desativadas nesta concentração de álcool.
Para a produção de bebidas com maior teor alcoólico é necessário que se faça uma
destilação, obtendo-se assim as bebidas destiladas.

fermentação destilação
açúcar bebida fermentada bebida destilada
uva vinho conhaque

Algumas bebidas destiladas


Nome Fonte Teor de etanol (oGL)
Uisque Cereais (uisque escocês 42 - 50
Saquê Milho (bourbon) Até 45
Vodca Batata, trigo Até 47
Conhaque Uva Até 45
Aguardente de cana Cana-de-açúcar Até 45
(rum, pinga)

PROPRIEDADES BIOQUÍMICAS DOS ÁLCOOIS

METANOL é altamente tóxico – Em nosso fígado o metanol é oxidado a


aldeído fórmico.
O
oxidação
H3C OH H C ALDEÍDO FÓRMICO
enzimas do fígado
METANOL H

O aldeído fórmico ataca alguns componentes das células, provocando a


coagulação de proteínas (semelhante ao que ocorre com um ovo em água quente).
Apenas 0,07g de aldeído fórmico por Kg de massa corporal matariam
imediatamente 50% de uma população de cobaias.

ETANOL é menos tóxico que o metanol, mas também potencialmente


tóxico. A rápida ingestão de 0,5 L de álcool puro provavelmente mataria uma

5
pessoa. Apesar do etanol ter efeito depressivo, pequenas quantidades agem como
estimulante do sistema nervoso central (SNC).

Álcool anidro: Uma solução aquosa de etanol permite obter, no máximo, um


produto com 96% de etanol e 4% de água (96 oGL), que forma uma mistura
azeotrópica que destila com composição constante a 78,15 oC

Relação entre o número de doses* de bebidas alcoolócas e o comportamento


humano
No de doses % de álcool no sangue (vol.) Comportamento
2 0,05 Redução de reflexos
4 0,10 Perda grave de reflexos,
Sonolência
6 0,15 Intoxicação
10 0,30 Perda de consciência
20 0,50 Possível morte
*1 dose = 30 mL de bebidas destiladas, uma lata de cerveja (360 mL) ou 1 copo de
vinho (150 mL).

Além de provocar dependência, o etanol altera o sistema nervoso central e


ataca diversos órgãos, como o fígado, baço, estômago, rins, e todo o sistema
cardiovascular.

BAFÔMETRO

O Bafômetro é um aparelho que testa os índices de álcool etílico no ar


expirado pelas pessoas.

OH O
_ _ oxidação oxidação
H3C CH2 OH H 3C _ C H3C _ C
H OH
álcool aldeído acético ácido acético

2- redução +
Cr2O7 Cr 3
laranja verde

De acordo com as leis brasileiras, o motorista será multado, terá suspenso o


direito de dirigir e poderá ser detido de 6 meses a 3 anos se apresentar no sangue

6
um nível de etanol superior a 0,6 g/mL, que corresponde a cerca de 100 mL de
cerveja (1 copo pequeno).

O etilenoglicol (1,2-etanodiol) é adicionado à água dos radiadores de


automóveis para agir como “anticongelante” em regiões onde a temperatura no
inverno cai abaixo de 0o C. O glicerol (1,2,3-propanotriol) é usado na indústria de
cosméticos, farmacêutica e de alimentos. Ele é utilizado como emoliente em
cosméticos e adicionado em colas e pastas de dente para evitar que estas sequem
rapidamente. O -terpinol é um dos principais componentes do óleo de pinho,
sendo usado como perfume e bactericida em muitos produtos de limpeza
domésticos. O colesterol é considerado um dos responsáveis pelas doenças
cardíacas. Ele é encontrado em todas as células animais, estando presente em
alimentos como ovos, carnes, leite e derivados. Entretanto, não é encontrado em
frutas e vegetais, incluindo óleos derivados destes.

-terpinol colesterol

O membro mais simples da classe dos fenóis é o hidroxi-benzeno ou fenol,


HO OH OH
que foi usado antigamente (1867) como anti-séptico, mas como causava
queimaduras severas, foi substituído
(CH2)5CH3 por outros derivados.

OH FENOL
4 _ hexilresorcinol 2_ fenilfenol: desinfetante bucal
pastilha para garganta
Vários derivados do fenol apresentam atividades anti-séptica, desinfetante e
anestésica, sendo encontrado em diversos produtos comerciais,
OH como sabões,
OH
desodorantes desinfetantes, pastilhas, soluções de gargarejo e cremes para dores
CO2CH 3
musculares.
H 3C CH3
Cl
7
_
salicilato de metila 4_ cloro_ 3, 5 dimetilfenol
contra dor muscular queimadura solar e pé-de-atleta
Outros fenóis são usados como antioxidantes para retardar a rancificação em
alimentos e cosméticos que contém ácidos graxos insaturados.

OH OH

CH3 OCH3

2 6_di _tert_butil _4_metilfenol tert_butil _ 4_ metilfenol


BHT ( 2 isômeros) BHA

Em razão da facilidade com que são oxidados, a hidroquinona e o 4-N-


metilaminofenol são usados como reveladores de fotografia em preto e branco.
Durante o processo de revelação, o fenol é oxidado, e o íon Ag +, disperso em um
gel na forma de AgBr, é reduzido.

OH OH

OH NHCH3
8

hidroquinona 4 _ N_metilaminofenol
Os fenóis são largamente encontrados na natureza.

OH

Tetraidrocanabinol (THC) encontrado na Cannabis sativa (maconha). THC


causa euforia, aumenta o apetite e acelera a pulsação.

O membro mais conhecido da classe de éteres é o etoxietano (éter etílico),


que foi utilizado como anestésico geral pela primeira vez em 1846. Ele é também
utilizado como solvente para materiais lipofílicos.
O oxirano é de grande importância industrial, sendo usado como
intermediário na produção de fibras sintéticas, resinas, tintas, filmes, cosméticos,
detergentes sintéticos, etc.
O tert-butil metil éter, conhecido como MTBE é um aditivo adicionado a
gasolina para aumentar a octanagem e melhorar a eficiência da combustão,
reduzindo a emissão de monóxido de carbono (poluente) pelos automóveis.

4. PROPRIEDADES FÍSICAS

4.1. Álcoois

9
Como em qualquer classe de compostos orgânicos, a temperatura de fusão e,
especialmente a temperatura de ebulição dos álcoois em uma série homóloga
eleva-se com o aumento do peso molecular.

a. PONTO DE FUSÃO / PONTO DE EBULIÇÃO: As temperaturas de ebulição


dos álcoois são muito mais altas que as dos hidrocarbonetos de mesmo peso
molecular. Isto se deve ao fato de que os hidrocarbonetos são compostos pouco
polares e as forças de atração que mantém estas moléculas unidas são bastante
fracas (Forças de dispersão de London ou interação dipolo induzido-dipolo
induzido). No caso dos álcoois, a ligação entre o oxigênio e o hidrogênio (-O-H) é
muito polar, havendo portanto, uma atração eletrostática muito forte entre essas
moléculas (ligações de hidrogênio).

b. SOLUBILIDADE: Os álcoois monoidroxilados com até 3 átomos de carbono


são completamente miscíveis em água. Com o aumento do número de carbono, a
porção lipofílica da molécula aumenta, com conseqüente redução da solubilidade
destes compostos em água.

Propriedades físicas de alguns compostos


Nome Peso molecular PE o C Solubilidade
g/mol g/100g H2O
Metanol 32 64,5 
Etanol 46 78,3 
Propanol 60 97 
n-Butanol 74 118 7,9
iso-butanol 74 108 10,0
terc-butanol 74 83 
n-pentanol 88 138 2,4
Tolueno 92 110,6 Insolúvel
fenol 94 182 9,3
µ (D)
n-propano 44 -42 0
Fluoretano 48 -38 1,8
Etanol 46 78 1,7

10
Éter metilico 46 -25

4.2. Éteres

Nos éteres, o oxigênio apresenta hibridização sp3, portanto o ângulo entre os


grupos ligados a ele é de aproximadamente 110o. Desta forma, o momento de
dipolo das ligações C-O se somam, conferindo aos éteres uma pequena polaridade.
Esta fraca polaridade não exerce um efeito muito grande sobre as
temperaturas de ebulição dos éteres, que são apenas ligeiramente mais altas que a
dos alcanos de massa molecular semelhante e bem mais baixa que as dos álcoois
de mesmo PM.
A solubilidade dos éteres em água é comparável à dos álcoois, pois podem
formar ponte de hidrogênio com a água.

4.3. Fenóis

Os fenóis, como os álcoois, apresentam o grupo hidroxila (-OH), portanto


possuem ponto de ebulição maior que os hidrocarbonetos de mesmo peso
molecular, devido as forças de interações serem mais fortes (ligação de hidrogênio)
que as interações intermoleculares existentes nos hidrocarbonetos (forças de van
der Waals). Possuem também uma certa solubilidade em água (9,3 g%), devido a
possibilidade de formação de ligação de hidrogênio entre a hidroxila do fenol e a
água.

5. ACIDEZ DE ÁLCOOIS E FENÓIS

5.1. álcoois como ácidos

O -H do grupo OH dos álcoois é fracamente ácido

11
Ka
R OH R O- + H3 O+

Ka = 10- 18 íon alcóxido

Quanto > Ka > estabilidade do íon alcóxido

Maior estabilidade – Maior solvatação e/ou carga negativa mais dispersa

Álcoois são ácidos mais fracos que a água (Ka da água= 10-15,75).

Ordem de eacidez:
H2O > ROH (1) > ROH (2) > ROH (3) > RC=CH >> RCH3
Ka ~ 10-26 Ka ~ 10-60
Ex.: CH3 CH2 OH + Na CH3 CH2 O- Na + + 1/ 2 H2

etóxido de sódio

5.2. Fenóis como ácidos

A principal propriedade que distingue os álcoois dos fenóis é a acidez. Os


fenóis são bem mais ácidos (doam mais facilmente o próton) que os álcoois, pois o
íon fenolato (Ar-O-) é uma base mais estável que o íon alcóxido (R-O-) dos álcoois.
Ka = 10- 18
ROH RO- + H3 O+

Ka = 10- 10
OH O- + H3 O+

íon fenóxido

Apesar da estrutura semelhante, os fenóis são ácidos mais fortes que os álcoois.

Ex.:

OH OH

Ka = 1, 3 . 10-10 -18
Ka = 10

12
Acidez de alguns compostos:

COMPOSTO NOME pKa


(CH3)3COH t-butanol 18
CH3CH2OH Etanol 16
H2O água 15,74
CH3OH Metanol 15,54
CF3CH2OH Trifluoroetanol 12,43
(CF3)3COH Tri-(trifruor) metanol 5,4
HCl Ácido clorídrico -7

FENOL CONSTANTE DE ACIDEZ (Ka)

p-nitrofenol 7,0 x 10-8


m-nitrofenol 5,3 x 10-9
p-clorofenol 6,3 x 10-10
fenol 1,3 x 10-10
p-metilfenol 6,3 x 10-11

A acidez de um composto é medida pelo seu Ka (pKa = - log Ka), que é a


sua constante de ionização, dada pela expressão:

Ka
ArOH ArO- + H+

[H + ] [ArO -]
Ka =
[ArOH ]

Quanto maior o Ka (menor o pKa), mais ácido será o composto, ou seja mais
ionizado ele se encontrará em solução.
A extensão da ionização de um ácido está intimamente ligada à estabilidade
da base conjugada (um ion de carga negativa). No caso dos álcoois, a ionização
levaria a formação do íon alcóxido (RO-), com a carga negativa localizada sobre o
átomo de oxigênio.

13
No caso dos fenóis, a ionização resulta na formação do íon fenóxido (ArO -),
o qual é mais estável que o íon alcóxido, pois a carga negativa pode ser dispersa
sobre o anel aromático.

. ._
: O: : O: : O: : O:

_ _

6. PROPRIEDADES QUÍMICAS: REAÇÕES

Os álcoois podem apresentar reações de substituição nucleofílica e


eliminação. Estas reações são semelhantes às dos haletos de alquila, porém não
ocorrem em meio básico ou neutro, mas somente em meio ácido. O motivo pelo
qual isso acontece é que em ambos os casos, se a reação ocorresse em meio básico
ou neutro, o grupo de saída seria o ânion hidróxido (OH-) do álcool. Como o ion
hidróxido é uma base forte, não é um bom grupo de saída. Já em meio ácido, a
hidroxila encontra-se protonada e é eliminada na forma de água (H 2O) que sendo
uma base fraca, constitui um bom grupo de saída.
Os éteres são pouco reativos. São resistentes a bases e ácidos fracos,
portanto são frequentemente usados como solventes em reações orgânicas.
Os fenóis apresentam o grupo –OH conjugado ao anel aromático, sendo
difícil a quebra da ligação C-O. Reagem apenas por substituição aromática
eletrofílica, onde o grupo –OH corresponde a um grupo ativante da substituição e
direciona os novos grupos que vão reagir (eletrófilos) para a posição orto e para do
anel.

EXERCÍCIOS – Álcoois, éteres e fenóis

14
1) Explique porque: a) o propanol entra em ebulição a uma temperatura mais alta
que o correspondente hidrocarboneto. b) o propanol, diferente do propano ou
butano, é solúvel em água.

2) Escreva as fórmulas estruturais de cada um dos seguintes compostos, indicando,


em cada caso, se o álcool é 1o , 2o ou 3o.
a) trans-2-metilciclobutanol b) 2-pentanol c) 2,2-dimetil 1-propanol
d) álcool etílico e) ciclohexanol f) 2-butanol

3) Descreva a diferença entre um fenol, álcool e enol.

4) Dê o nome aos seguintes álcoois:

CH3CH2CH2OH (CH3)2CH(OH) OH

(CH3)3COH CH3CH2CH(OH)CH3

5) Explique as seguintes observações em relação ao PE das seguintes substâncias:


etano (-89 oC); etanol (+78,3 oC); 1,2-etanodiol (+197 oC);

6) Escreva a fórmula estrutural de todos os álcoois isoméricos que possuam a


fórmula molecular C5H12O. Classifique cada álcool como 1o, 2o, 3o e no caso de
compostos quirais, represente cada enantiômero. Dê o nome de todos os
compostos.

7) Diga qual dos seguintes álcoois é mais ácido. Explique. Faça a reação que
mostre o álcool (um deles) atuando como ácido.
a) álcool etílico ou sec-butanol c) terc-butanol ou isobutanol

8)Escreva as fórmulas estruturais dos seguintes compostos ou dada a sua estrutura


Dê o nome dos copmpostos:
a) 4-etilfenol b) 2-naftol c) m-clorofenol d) p-metilfenol
e) 2-bromo-3-clorofenol f) 2,4-dinitrofenol g) 2,4,6-tribromofenol

OH
OH
OH

Cl CH3
CH3
Br
OH
Br
OH O2N NO2

Cl
OH
NO2

15
9) Coloque os seguintes fenóis em cada grupo, em ordem crescente de acidez.
Justifique sua resposta.
a) fenol; p-metilfenol; p-metoxifenol
b) 4-nitrofenol; 2-metilfenol
c) 2,4,6-trinitrofenol; 2,4,6-trimetilfenol; 3-nitrofenol

10)Justifique a menor temperatura de ebulição e a menor solubilidade em água do


o-hidroxibenzaldeído quando comparado aos seus respectivos isômeros meta e
para.

11)Por que a ligação C-O no fenol é menor do que no álcool?

12)Quais são os efeitos dos substituintes que atraem elétrons e dos que doam
elétrons na acidez dos fenóis?

13) Proponha um teste simples de laboratório para diferenciar uma solução aquosa
de álcool de uma solução aquosa de fenol (Pense na acidez).

14)Dê os nomes sistemáticos dos seguintes compostos:


O
CH3OCH 3 OCH 3
CH3OCH 2CH3
(CH 3)3COC(CH3)3

15)Escreva as fórmulas estruturais e os nomes dos éteres isoméricos que


apresentam as fórmulas moleculares C4H10O e C5H12O.

16) Explique por que o PE do álcool etílico é maior que do éter metílico; e por que
o butano possui menor PE que o etil metil éter, embora eles tenham PM
aproximado?

17) Os éteres de baixo PM são solúveis em água? Explique.

18) Quando o 3,3-dimetil-2-butanol é submetido a tratamento com ácido fosfórico


a 85% são obtidos os seguintes produtos: 3,3-dimetil-1-buteno (0,4%), : 2,3-
dimetil-1-buteno (20%), : 2,3-dimetil-2-buteno (80%). Explique.

19) Que produtos devem ser obtidos a partir de cada uma das seguintes reações
ácido-base?
a) etóxido de sódio em etanol + fenol
b) brometo de fenilmagnésio em éter + etanol

16
c) fenol + hidróxido de sódio aquoso
d) etóxido de sódio em etanol + água

20) A constante de acidez para a ionização inicial do ácido carbônico é 4,3x10-7.


H2CO3 + H2O HCO3- + H3O+
Quais dos seguintes compostos você esperaria que se dissolvessem em bicarbonato
de sódio aquoso (NaHCO3)?
a) fenol b) p-cresol c) o-clorofenol d)2,4-dinitrofenol e) 2,4,6-trinitrofenol
f) ácido benzóico (Ka = 6,4x10-5)

21) Um antiséptico amplamente usado é o 4-hexilresorcinol. Sugira uma síntese


deste composto a partir do resorcinol e do ácido hexanóico.

22) O anetol (4-propen-1-il anisol) é o componente principal do óleo de anis.


Sugira uma síntese do anetol a partir do anisol e do ácido propanóico.

23) O antioxidante e preservante de alimentos largamente utilizado, chamado HAB


(Hidróxi Anisol Butilado) é na verdade uma mistura de 2-tert-butil-4-metoxifenol e
3-tert-butil-4-metoxifenol. O HAB é sintetizado a partir do p-metoxifenol e do 2-
metilpropeno. Sugira como isto é feito.

24) Mostre como o 1-butanol poderia ser transformado em cada um dos seguintes
compostos.
a) 1-buteno b) 2-buteno c) 2-butanona d) 1-bromobutano
e) 2-bromobutano f) 1-pentanol g) 1-butanal h) 3-metil-3-heptanol
i) n-butillitio ´j) ácido pentanoico l) éter di-n-butilico.

17