Anda di halaman 1dari 14

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

SIMPLIFICAÇÃO DE CIRCUITOS DIGITAIS


São Paulo
2010
MARCELO TENEDINI FERNANDES
ROBSON ASSIS COLARES
VICTOR SHINDY KURODA
SIMPLIFICAÇÃO DE CIRCUITOS DIGITAIS
Relatório da 8ª experiência apresentado à
disciplina Circuitos Digitais I do curso de
Engenharia Elétrica da Universidade
Presbiteriana Mackenzie.
Prof. Dr. Edson Lemos Horta
São Paulo
2010
EQUIPE TÉCNICA

MARCELO TENEDINI FERNANDES


ROBSON ASSIS COLARES
VICTOR SHINDY KURODA
RESUMO

Este relatório tem por objetivo desenvolver as habilidades do estudante com circuitos digitais
e lógica combinacional. Desta forma, podem-se observar quais são os níveis de domínio do
aluno referente ao assunto abordado.

Palavras-chave: Circuitos Digitais. CI 7408, 7404 e 7432. Portas AND, NOT e OR.
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO...........................................................................................................6

2 REVISÃO DA LITERATURA.....................................................................................7

3 MATERIAL E MÉTODOS..........................................................................................9

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO...............................................................................12

5 CONCLUSÃO 13

REFERÊNCIAS 14
6

1 INTRODUÇÃO

Como visto nos relatórios anteriores, vale lembrar que os CIs 7408, 7404 e
7432 são constituídos por 14 pinos com 4 portas lógicas somadoras (função lógica AND), 4
portas lógicas (função inversa NOT) e 4 portas lógicas (função lógica OR), respectivamente,
todas funcionando independentemente. Cada CI tem 2 pinos de entrada e 1 de saída, sendo
que 12 são dedicados às portas e 2 pinos direcionados ao GND (Terra - ground) e VCC
(Alimentação – Commom-Collector Voltage).
A função da porta lógica AND é a de “multiplicação” do sinal de entrada,
sendo que os níveis de status tensão designados para cada entrada (níveis que representam,
digitalmente 0 e 1) tem saída com nível lógico 1 apenas quando as entradas também forem 1.
A porta lógica NOT tem a função de inversão lógica do sinal de entrada, sendo
que os níveis de tensão designados para cada status de entrada (níveis que representam,
digitalmente 0 e 1) tem saída com nível lógico oposto.
Já na porta lógica OR sua função é a de “alternativa”, sendo que os níveis de
status tensão designados para cada nível de entrada (níveis que representam, digitalmente 0 e
1) tem saída com nível lógico 0 apenas quando as entradas também forem 0.
Sendo assim, este relatório tem por objetivo demonstrar a utilização dos CI´s
de portas lógicas distintas num único circuito digital, mostrando seus resultados em
associação.
7

2 REVISÃO DA LITERATURA

Augustus De Morgan, foi um brilhante matemático e lógico, era filho do


tenente-coronel John Morgan, o qual estava em serviço na Índia, lugar de nascimento de seu
filho Augustus, o quinto filho da família (PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA).
De Morgan nasceu cego do olho direito, fator o qual lhe causaria a posteriori
zombarias por parte de colegas da escola, devido a sua inaptidão física. Com sete meses de
idade foi para a Inglaterra e aos 10 anos perdeu seu pai (UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO,
2008).
Aos 16 anos, De Morgan ingressou Trinity College em Cambridge, onde
recebeu a formação acadêmica inicial. Graduou-se como 4th Wrangler, distinção máxima em
matemática oferecida por Cambridge (UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA
GRANDE). Na Trinity College foi ensinado por Peacock e Whewell, que se tornaram seus
amigos e o ajudaram a formar a escola inglesa de matemática posteriormente.
De Morgan não ingressou no Mestrado, devido ao fato de ter de fazer um
exame teológico para tal. Com isso, aos 22 anos passou a lecionar matemática na recém-
fundada Universidade de Londres.
Em 1831, publica o trabalho “Elementos de aritmética”, o qual acaba
caracterizando-se pelo tratamento filosófico das idéias de número e magnitude. E acaba
cooperando com o fomento ao simbolismo matemático sugerindo a utilização do traço
inclinado para a impressão das frações.
Em 1838, De Morgan lança mais um livro, agora a respeito da indução
matemática, tema o qual, até então, era pouco conhecido por parte acadêmica.
Já em 1849, De Morgan faz uma interpretação geométrica dos números
complexos em sua pesquisa Trigonometria e Álgebra Bidimensional, na qual contribuiu para
o desenvolvimento da álgebra abstrata. Ele percebeu que indo da álgebra simples do sistema
numérico, para a álgebra dupla dos complexos, as regras de operação permaneciam as
mesmas. Ele acreditava que essas duas formas esgotavam os possíveis tipos de álgebras e que
seria impossível desenvolver uma álgebra tripla ou quádrupla. Entretanto, posteriormente
outro matemático, Hamilton, mostrou que De Morgan estava errado.
Apesar de ter lançado mais de 712 artigos acadêmicos e ter feito inúmeros
trabalhos acadêmicos para o desenvolver matemático mundial, a obra de maior destaque de
De Morgan diz respeito ao que hoje é conhecido como Leis de De Morgan, as quais trataram
de unificar a lógica com os elementos matemáticos. Juntamente com George Boole, pode-se
8

dizer que estes são os “pais” da lógica matemática estudada e utilizada para uma série de
adventos tecnológicos que dispomos nos dias de hoje.
Como curiosidade, De Morgan se correspondeu com Charles Babbage, um dos
precursores no desenvolvimento de máquinas de cálculo, e deu aulas particulares a Senhora
Lovelace, que escreveu o primeiro programa de computador para Babbage.
De Morgan é um grande exemplo de vida, pois mesmo diante da adversidade
física ocular, este escreveu trabalhos sobre os fundamentos de álgebra, cálculo diferencial,
lógica e teoria das probabilidades, e entrou para a história com um dos reformadores da lógica
matemática.
9

3 MATERIAL E MÉTODOS

Materiais:
-1 x 7404
-1 x 7408
-1 x 7432
-1 x LED
-1 x Resitor 1KΩ
-1 x Protoboard
-Fios diversos

Procedimento:
Implementar o circuito abaixo, utilizando um ou mais dos chips vistos anteriormente.

Equacionando o esquema do circuito acima e reduzindo, temos:

_ _ _
S=ABC+ABC+ABC+ABC
10

_ _ _ _
A B A B A B A B

_ _
C D 0 0 1 0
_
C D 0 1 1 1

C D 0 1 1 1
_
C D 0 0 1 0

Através do Mapa de Karnaugh, podemos determiner a equação:


S=BC+AC+AB

A B C S
0 0 0 0
0 0 1 0
0 1 0 0
0 1 1 1
1 0 0 0
1 0 1 1
1 1 0 1
1 1 1 1
11

Acima temos a tabela da verdade resultante e o respectivo circuito.

CI 7408 COM AS PORTAS INDICADAS:

CI 7408 COM AS PORTAS INDICADAS:


12

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO

Esta experiência demonstrou o quanto é importante reduzir um circuito lógico


através da Equação de Boole ou através do Mapa de Karnaugh, facilitando a visualização e a
comparação de resultados do esquema proposto.
Após a redução, foi montado o circuito reduzido, tendo como resultado que se
pode economizar portas lógicas e CI´s. Fato que é de supra importância na engenharia, pois a
redução de componentes significa redução de custo. Pode parecer exagero, mas para uma
empresa, redução de custo é algo primordial e que pode gerar grandes resultados.
13

5 CONCLUSÃO

Assim como mencionado nos resultados, algo que vale salientar na conclusão
do experimento é a redução de custo que uma simplificação na lógica combinacional em um
circuito eletrônico pode gerar.
O engenheiro pensa, projeta e age. Porém estes três fatores não são tudo, um
engenheiro deve saber reduzir custo utilizando-se de bons componentes e estar sempre
inovando em tecnologia. Isto é um grande desafio, mas experimentos durante a graduação o
auxiliam e o ajudam a pensar com lógica, para quando se formar, ser um profissional de
grande sucesso, obtendo grandes resultados.
14

REFERÊNCIAS

BRAIN, Marshall. Howstuffworks Brasil. Como funcionam as portas eletrônicas. Disponível


em: < http://eletronicos.hsw.uol.com.br/portas-eletronicas5.htm>. Acesso em: 10 out. 2010.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA. Sítio contendo informações sobre a vida de


Augustus De Morgan. Disponível em:
<http://www.pucrs.br/famat/statweb/historia/daestatistica/biografias/DeMorgan.htm>. Acesso
em: 9.out.2010.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Sítio contendo informações a respeito das publicações


acadêmicas de Augustus De Morgan. Disponível em:
<http://www.ime.usp.br/~leo/imatica/historia/demorgan.html>. Acesso em: 9.out.2010.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE. Sítio contendo dados bibliográficos


a respeito de Augustus De Morgan. Disponível em:
<http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/Augustus.html>. Acesso em: 9.out.2010.