Anda di halaman 1dari 9

A Opus Dei e a Maçonaria, o que têm em

comum?

A "Santa" Máfia, a Igreja dentro da Igreja, a Nova Heresia, A Maçonaria Católica, Jose Maria Escrivá de Balanguer, Association for
Educational Development, Woodlawn Foundation, Association for Cultural Development, and Clover Foundation, Aleister Crowley, Gerald
B. Gardner

Josemaría Escrivá de Balaguer (1902-1975). Fundador da Opus Dei

“Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com
que nos vestiremos? Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso
Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu
reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Mateus 6:31-33

Se você deseja entender o que é a Maçonaria e a Opus Dei, precisa meditar um pouco sobre
as palavras acima, ditas pelo Senhor Jesus Cristo.

Nestas poderosas palavras do Mestre está incluso o maior princípio que norteia o Reino de
Deus: A Dependência de Deus. “E todas estas coisas vos serão acrescentadas” e “vosso
Pai celeste sabe que necessitais de todas elas” são afirmações que deixam isto bem claro.
Há diversos outros trechos bíblicos que afirmam, insistentemente, esta verdade divina,
como por exemplo o trecho de João 3:27 :

“O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada.”

Em contraste e em oposição ao princípio divino da Dependência de Deus há um outro


princípio (satânico) que assevera que “o homem é um deus independente”. Este princípio
do diabo é frequentemente encontrado na literatura satanista, como, por exemplo, nas obras
dos bruxos (e maçons) Gerald B. Gardner (fundador da Wicca, a Bruxaria moderna) e
Aleister Crowley (fundador da religião satanista Thelema), os quais estamparam em frases
este princípio luciferiano:

“ Faça o que você quiser deverá ser o todo da lei ” ( Aleister Crowley 1875 – 1947 )

“Qual é a maior mentira de todas? Que nós não somos Deus” ( Gerald B. Gardner )

Este princípio das trevas é o responsável por toda sorte de perversidades e de injustiças
cometidas debaixo do céu, pelo mundo afora e em toda a história da humanidade.

Quando o Senhor Jesus Cristo afirma: “Porque os gentios é que procuram todas estas
coisas”, o Senhor nos está ensinando que o mundo (a humanidade sem Deus) busca tão
somente o que é material e terreno, desprezando, assim, e de modo agressivo, todas as
advertências e convites de Deus para que o homem se volte para Ele:

“Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o SENHOR Deus. Portanto,
convertei-vos e vivei.”

Ezequiel 18:32

Todavia, para os que temem a Deus as palavras do Mestre são estas:

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos
serão acrescentadas”

Movendo-se nas Escuridão

Os recentes escândalos de corrupção na política brasileira, já noticiados pelo mundo afora,


são um bom exemplo de como os homens tramam as coisas em secreto, nas trevas, visando
vantagens próprias às custas do roubo e das fraudes. São trevas duplamente tenebrosas,
primeiro porque são pecados e, segundo, porque burlam as leis e se opõem a todo tipo de
justiça, o alicerce do Trono de Deus:

“Justiça e juízo são a base do seu trono”

Salmos 97:2

Diante disto tudo, podemos começar a poder suspeitar de todas as organizações secretas e
ocultas, pois que também está escrito:

“Declarou-lhe Jesus: Eu tenho falado francamente ao mundo; ensinei continuamente


tanto nas sinagogas como no templo, onde todos os judeus se reúnem, e nada disse em
oculto.”

João 18:20

Trapaças, intrigas, subornos, seduções, golpes, roubos e chantagens são exemplos de atos
praticados em oculto por organizações secretas que se movem nas trevas e que rastejam no
lamaçal putrefato deste mundo dominado pelo diabo:

“Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.”

1 João 5:19

O que é a Opus Dei

Trata-se de uma organização secreta que trabalha com objetivos bem delineados em
prol do recrutamento de homens e de mulheres de influência, em diversas partes do
mundo, a fim de que dêem suporte à cúpula dominante (e dominadora) da Igreja
Católica Apóstata Romana. Possui indivíduos infiltrados em diversos segmentos da
política nacional e internacional com o detalhe de não necessitarem de ser sacerdotes
da Meretriz de Roma. Políticos, banqueiros, homens de negócios, empresários, enfim,
qualquer um que tiver uma elevada posição social pode ser recrutado pela Opus Dei,
desde que faça um juramento de fidelidade para com a Organização. E o ganho
pessoal que obtêm em troca não poderia ser outro: Domínio, dinheiro e poder. É uma
organização de mão dupla, ou seja, homens influentes se beneficiam da influência da
Opus Dei na política e em grandes empresas a fim de obterem mais dinheiro e mais
poder, e a Opus Dei também deles se beneficia, recebendo esta última mais influência
e mais poder oriundos dos ocupantes de cargos de influência os quais ela os ajudou a
ocupar. A sentença a seguir foi retirada do site do próprio Vaticano:

“Eis por que o Opus Dei se estendeu e cresceu de forma admirável, contendo no seu
seio gente das mais variadas camadas sociais e dos mais diversos ramos da atividade
humana.” (Homilia do Cardeal Saraiva Martins aos Peregrinos Vindos Para a
Canonização de José Maria Escrivá, 8 de Outubro de 2002)

A Opus Dei é, em muitos aspectos, semelhante à Maçonaria, senão vejamos:

Maçonaria Opus Dei


Seus membros fazem um juramento Seus membros fazem um juramento
de fidelidade e de obediência à de fidelidade e de obediência à
Maçonaria Opus Dei
Se reúnem secretamente Se reúnem secretamente
É uma organização hermética É uma organização hermética
(fechada a não iniciados) (fechada a não iniciados)
Novos membros só são admitidos Novos membros só são admitidos
por convite por convite
Recruta membros das camadas Recruta membros das camadas
sociais mais elevadas e abastadas sociais mais elevadas e abastadas
Possui uma máscara de filantropia Possui uma máscara de filantropia
(ex: Rotary Club) (é chamada de "Rotary de Deus")
Possuem uma Agenda Secreta Possuem uma Agenda Secreta
Possuem a reputação de agir na Possuem a reputação de agir na
clandestinidade clandestinidade
São obrigados a manter sigilo sobre São obrigados a manter sigilo sobre
suas atividades na organização suas atividades na organização
Vivem à caça de novos adeptos para Vivem à caça de novos adeptos para
aumentar sua influência aumentar sua influência
Possuem uma "cartilha", a qual Possuem uma "cartilha", a qual
chamam de Landmarcs (marcos) chamam de Caminho
A Maçonaria está associada à Opus A Opus Dei está associada à
Dei Maçonaria

A Opus Dei (Obra de Deus) foi fundada em 1928 pelo padre espanhol José Maria Escrivá
de Balanguer. Escrivá foi canonizado pelo Papa João Paulo II. É bem conhecido que
esta organização suportou e deu apoio a regimes fascistas como a sangrenta ditadura do
General Franco, na Espanha. Com a ajuda de Franco, a Opus Dei se tornou tremendamente
poderosa na Espanha e muitos de seu membros eram membros do governo espanhol. Após
este período, se espalhou por diversos países como França, Itália, Brasil, Argentina,
Colômbia, Peru, Estados Unidos e Reino Unido (Inglaterra). Em 1954, Escrivá, seu
fundador, deslocou o quartel general da organização de Madri para Roma, o centro político
mundial do Catolicismo Romano. Escrivá morreu em 1975 tendo a liderança da Opus Dei
passado às mãos de Alvaro del Portillo. Em 1982, o Papa João Paulo II concedeu total
liberdade de ação à organização. Escrivá foi beatificado em 1992 em uma gigantesca
cerimônia na praça de São Pedro. Em 2002 foi proclamado “santo” pelo Vaticano. Del
Portillo morreu em 1994 e foi substituído por Javier Echevarría. Estima-se que, hoje, esta
organização possua mais do que 100.000 membros espalhados pelo mundo.

José Maria Escrivá afirmava que “todos os homens são filhos de Deus”, o que, obviamente,
era, e é, a “doutrina” que dá sustentação a que qualquer um (que a Opus Dei escolha) pode
ser convidado a ingressar na organização. Teologicamente, o conteúdo dos escritos de
Escrivar são heréticos e patéticos, e uma de suas frases famosas é esta:

“A Jesus sempre se vai e se “volta” por Maria.” (Caminho, 495)

Minha Experiência Pessoal frente a frente com a Opus Dei

Conheci uma família influente, influência esta que vinha da mídia européia. O chefe desta
família ocupava uma posição de destaque em uma grande rede de televisão européia. Era
meu amigo pessoal e tinha o hábito de me confidenciar segredos dos bastidores da mídia.
Era, todavia, um homem espiritualmente cego(como todos eles). Certa ocasião, me
convidou a ir com ele à casa de um poderoso e influente político europeu. Ao lá chegarmos,
me deparei com um homem extremamente inteligente e arrogante. Havia muitos rumores
sobre sua suposta homossexualidade, e era, sabidamente, um homem ambicioso e...membro
da Opus Dei. Após este encontro, presenciei um curioso relacionamento entre meu amigo
pessoal e esse político. Era uma troca de favores. Meu amigo da mídia o ajudaria nas
eleições (pondo a máquina da mídia a seu favor), e o tal político, por sua vez, lhe diria,
posteriormente (após ter sido eleito): “Podes pedir de mim o que quiseres.” A sequência
disto não me dizia respeito, e eu nada tinha a ver com aquilo. Pouco tempo depois, meu
amigo adoeceu gravemente, porém sobreviveu. Hoje não tenho mais notícias dele.
Esta experiência deixa bem claro os objetivos desta organização, qual seja, e à semelhança
da Maçonaria: A busca pelo poder. O mais grave, entretanto, é o fato de denominarem
uma organização destas, oculta e iniciática, de “Obra de Deus”.

“Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser
conhecido.”

Lucas 12:2

INTELLECTUS

Ódio, Perseguição e Crueldade. A quem


Recorrer?
Prosperam os Estratagemas de Satanás nas Três Vertentes do
Domínio Mundial: A Maçonaria, o Comunismo e o Islã.
"Por que me mostras a iniqüidade e me fazes ver a opressão? Pois a
destruição e a violência estão diante de mim; há contendas, e o litígio se
suscita. Por esta causa, a lei se afrouxa, e a justiça nunca se manifesta,
porque o perverso cerca o justo, a justiça é torcida." Habacuque 1:3,4

Nesta presente hora, o mundo já nos é como um tapete de pregos, como um colchão de
escorpiões e o que se ouve à nossa volta é como o furor de feras famintas. Como
escaparemos desta torrente de injustiças e de toda sorte de impiedade?

Muitos de nós, os quais pregamos o Evangelho através da internet, e que também


publicamos artigos demonstrando quão grave já se encontra a situação do mundo inteiro, já
às vésperas do fim, somos taxados de catastrofistas, e até de alarmistas. Todavia, é
necessária uma alta dose de alienação espiritual e mental, sem falar em um profundo
desconhecimento bíblico, se quisermos acreditar que tudo vai bem e que dias melhores
ainda estão por vir.

Percebemos, e de modo doloroso, que a cada dia que passa se vai fechando um círculo em
torno dos cristãos, até que esta comece a ser implacavelmente perseguidos. E no Brasil,
após a chegada ao poder dos partidos comunistas anticristo (principalmente o Partido dos
Trabalhadores – expressão diabólica das idéias do maçom e satanista Karl Marx) este cerco
promete se acirrar. E o motivo para isto não é difícil de ser entendido.

Há no mundo três movimentos enormemente abrangentes de dominação mundial: O


movimento maçônico, o comunista e o islâmico. E estas três vertentes político-econômico-
ideológico-religiosas nada mais são do que estratagemas de Satanás a fim de estabelecer
sua Nova Ordem Mundial com seu anticristo, a Besta, trazendo sobre o mundo inteiro a
mentira da liberdade sem Deus.

No Brasil, tanto a Maçonaria como o Comunismo já desfrutam de posições relativamente


confortáveis diante de uma opinião pública alienada por uma mídia vendida e prostituída
até à alma. Todos já dançam ao som da cantiga mentirosa do diabo, a qual sussurra
promessas de total liberdade (entenda-se luxúria, libertinagem e promiscuidade), paz
mundial, salvação do planeta terra (a que consideram um ser vivo chamado Gaya),
unificação de todas as religiões em um movimento ecumênico universal, sublime exaltação
do ser humano à categoria de divindade, prosperidade geral e, acima de tudo, pecado sem
punição.

E a investida de Satanás contra os cristãos não tem outra finalidade senão a de nos fazer
calar, preferencialmente tentando nos seduzir para que nos unamos a eles em sua rebelião
contra o Todo-Poderoso. Lembrando aqui que unir-se à causa de Lúcifer significa a
garantia da reserva de um lugar eterno nas profundezas do inferno. E isto é algo
absolutamente justo e inevitável, pois quem se une ao maior assassino, torturador,
sequestrador e ladrão de todos os tempos, a saber Satanás, não tem como escapar do justo
juízo de Deus, o qual ele trará, sem misericórdia, sobre todos os que amam o mal e
detestam a justiça.

Porquê o Islã deseja o Domínio do Mundo


A religião islâmica, estabelecida pelo falso profeta Maomé, no século VII A.D., possui um
literatura única e específica, atribuída a Maomé, e sobre a qual se fundamentam todas as
ações do Islamismo. E se chama de Alcorão. O Alcorão, além de ser antibíblico do início
ao fim, é um instrumento bastante adequado para ser usado por Satanás em seu anseio
doentio por ser adorado e por dominar sobre sobre os homens. O Alcorão tem servido a
uma sucessão interminável de ditadores árabes a fim de manter o povo árabe em silêncio
diante das mais inomináveis atrocidades perpetradas por homens injustos e amantes do mal.
Porém não apenas no Oriente Médio, mas onde quer que seja que o regime islâmico tenha
sido implantado, invariavelmente seguem a sua implantação as ditaduras, as opressões, a
tirania e as perseguições políticas e religiosas. Vejamos alguns exemplos:

Ayatollah Ruhollah Khomeini (Irã), Muamar Kadafi (Líbia), Saddam Hussein (Iraque),
Gamal Abdel Nasser (Egito), Yasser Arafat (Palestina), Mahmoud Ahmadinejad (Irã),
Abdullah bin Abdul Aziz Al Saud (Arábia Saudita), Isayas Afewerki (Eritrea), Omar al-
Bashir (Sudão), dentre muitos e muitos outros mais.

À literal adoração ao Alcorão e ao defunto Maomé (cujo nome só pode ser pronunciado se
seguido da seguinte frase: Sallallahu 'alaihi wa sallam - que Deus derrame paz e bênçãos
sobre ele) por parte dos soldados do Islã, se soma uma doutrinação política e religiosa sem
igual, desde a infância, fundamentada no próprio Alcorão, o qual ensina e promove a
dominação através da religião. Senão vejamos:
"Foi Ele Quem enviou o Seu Mensageiro, com a orientação e com a verdadeira
religião, para fazê-la prevalecer sobre toda a religião, ainda que isso desgoste os
idólatras."
Alcorão, Surata 61-9

"Os judeus dizem: Ezra é filho de Deus; os cristãos dizem: O Messias é filho de Deus.
Tais são as palavras de suas bocas; repetem, com isso, as de seus antepassados
incrédulos. Que Deus os combata! Como se desviam!
Alcorão, Surata 9-30

"Ó fiéis, combatei os vossos vizinhos incrédulos para que sintam severidade em vós; e
sabei que Deus está com os tementes."
Alcorão, Surata 9-123

"Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a


perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da
Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os.
Tal será o castigo dos incrédulos."
Alcorão, Surata 2-191

A grosseria e a crueldade dos adeptos do Islã, com seus atentados terroristas, homens
bomba, decapitações de cristãos, linchamentos, blasfêmias contra Cristo, adoração idólatra,
dentre outras coisas mais, são evidência incontestável de que essa gente encontra-se
dominada pelo diabo e realizando seus desejos e vontades. Pela passividade diante da
dominação satânica que já experimentam, os muçulmanos serão, sem dúvida, um dos povos
que mais rapidamente se curvarão diante da Besta e do Falso Profeta, logo que surgirem.

Porquê a Maçonaria e o Comunismo desejam o Domínio


do Mundo
Diferentemente do Islã, cujos propósitos de dominação mundial são explícitos e guiados
pela religião islâmica, a Maçonaria e o Comunismo se fundamentam no engano e no
ludíbrio, por isso os categorizaremos de modo conjunto. Se alguém perguntar a um homem
bomba do Islamismo o porquê de suas ações (antes que ele exploda, evidentemente), ele
muito provavelmente citará o Alcorão. Ele acredita em uma mentira, porém a tem como
objeto de devoção.
Agora, se você indagar de um maçom ou de um comunista o porquê de seus atos, ele
mentirá. Tudo na Maçonaria e no Comunismo é feito às ocultas, às escondidas. Aqui,
todavia, estamos nos referindo aos que conhecem os objetivos finais da Maçonaria e não
aos incautos e ignorantes que ingressam no Clube do Bolinha do Diabo fascinados e
iludidos pelo desejo de ascensão financeira e social, o que não infrequentemente se dá
através da política e da politicagem. São esses, em sua esmagadora maioria, os que
pertencem aos graus menores da Organização Internacional Maçônica, aos quais os reais
objetivos da Maçonaria internacional são deliberadamente ocultos, como já dizia e ensinava
(e mandava) um dos mais influentes maçons de todos os tempos, Albert Pike:
“Parte dos símbolos (maçônicos) é apresentada aos iniciados, mas eles são
intencionalmente enganados por falsas interpretações. Não se pretende que os
iniciados (na Maçonaria) os compreendam. Antes, o que se pretende é que o iniciado
imagine que os compreende.” (Albert Pike/Morals and Dogma; p. 819).

“Deve haver sempre uma interpretação comum para a massa de iniciados, dos
símbolos que são eloquentes para os adeptos*.” (Albert Pike/Morals and Dogma; p.
819).

*Nota: O que Pike chama de adeptos, são os maçons do grau 33 e acima.

O que ocorreu na antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) de 1922 a
1991, com a implantação do Regime Ditatorial Comunista, ainda não terminou, como a
maioria das pessoas supõe, e isto devido, em grande parte, à atuação psicológica da mídia
corrupta e vendida. A introdução da Perestroika (do Russo: reestruturação) e da Glasnost
(transparência) por Mikhail Gorbachev nos anos 80 não foi um mero incidente do acaso. Na
realidade, a implantação do Comunismo nas várias repúblicas soviéticas da URSS foi muito
bem sucedida, embora ao preço da vida de não menos do que 30 milhões de pessoas,
incontável número de presos, de torturados, de mutilados e de extorquidos. A chamada
Eurásia já era, em sua quase totalidade, comunista. E lembrando aqui, o Comunismo é um
sistema de governo absolutamente ateu e tirânico, e suas fundamentações teóricas
encontram-se, todas elas, fundamentadas nos ensinos de Karl Marx, o pai do Comunismo
(O Manifesto Comunista; O Capital, etc.). E é esta literatura, precisamente, a mesma que
orienta o Partido dos Trabalhadores (PT) que atualmente governa o Brasil.

A resistência ocidental européia e americana contra a Besta Russa, foi precisamente a


resistência dos Cristãos e dos Judeus. Sendo o ocidente muito mais rico e poderoso
militarmente do que o oriente comunista, a resistência cristã e judaica à Besta Russa
Comunista impossibilitou que essa última obtivesse fôlego financeiro para subsistir, pois
grandes empresas, bancos, exportadores e importadores agrícolas e toda uma miríade de
outros segmentos controlados por cristãos e por judeus simplesmente não negociavam mais
nada com a sangrenta URSS.

Acuados e desestabilizados, os líderes soviéticos recuaram e surgiram com a Perestroika e


com a Glasnost a fim de que a Besta soviética não morresse completamente. E não morreu.
E hoje se levanta com objetivos ainda mais abrangentes e assustadores do que antes.
Todavia, não mais podendo se exibir como o monstro vermelho empunhando a foice e o
martelo, a Besta russa se camuflou, orientada e ensinada por seu mentor, o pai da mentira, o
diabo. O Comunismo passou a se chamar Socialismo, e a causa comunista e a ditadura
do proletariado passaram a se chamar Cidadania.

Era necessário um plano de operações mais abrangente e um poder de dissimulação muito


mais sofisticado do que o anterior. Então, ainda nos anos 80, o quartel general de Moscou
foi compelido pelo diabo a mudar de endereço. E desta vez, não somente a Nomenklatura
russa (o equivalente ao PT dos dias atuais), mas também a dona da casa iriam se sentar à
mesma mesa (na casa internacional da Maçonaria), e esta mesa se encontra hoje na
Organização das Nações Unidas, a ONU. Hoje a causa russa comunista serve à causa
maçônica, e lhe é submissa. A serpente abraça a cobra e passam a surgir as novas táticas de
enganação com fins à dominação mundial: Aquecimento Global, Combate ao Fumo,
Promoção do Aborto e do Homossexualismo, a retirada dos crucifixos das escolas, o
controle político e policial da Internet, a doutrinação socialista nas universidades e escolas,
o anti-americanismo, e um outro enorme montante de táticas e de técnicas visando não
outra coisa senão a dominação mundial para que o terreno para o surgimento da Besta
Vermelha e Escarlate, citada no Apocalipse, possa surgir e governar por intermédio do
Anticristo.

"Débil religião já não mais existe


O diabo reina para sempre
Somos guiados por nossa fome por morte
Nossa última gargalhada, seu último suspiro
A Igreja é agora cinzas
Morram miseráveis, vocês foram esmagados"
Letra da música Warfare Pentagram (Guerra do
Pentagrama) da banda satanista Victimizer

Opus Dei

O Opus Dei é uma organização subordinada ao Papa, que está no controle dos Cavaleiros de
Malta, e, portanto, existem os Cavaleiros de Malta no Opus Dei. O controle de jesuítas Opus Dei
na hierarquia do Papa e com os Cavaleiros de Malta. O Opus Dei é composto por proeminentes
católicos empresários romanos e os políticos que se entregaram para "o trabalho de Deus", que é
o Opus Dei meios para fazer do papa o monarca universal do mundo, governando o mundo a partir
de reconstrução do templo de Salomão, em Jerusalém. Um exemplo disso é o ex-chefe do FBI,
Louis Freeh, era um membro da Opus Dei. E assim, agora entendemos o incidente de Waco, onde
os protestantes brancos foram mortos, foi o trabalho do Opus Dei. E também temos que lembrar
que o atirador, um deles lá, era um japonês católico romano, Lon Horiuchi. Mas o Opus Dei está
determinado a criar um Governo Mundial, sob o Papa. Opus Dei foi criada no século 20, enquanto
os Cavaleiros de Malta foram criados no século 11, e os jesuítas foram criados no século 16, em
1540, com Inácio de Loyola. Assim, a sociedade super-secreta da Ordem dos Jesuítas, no
controle dos Cavaleiros de Malta, existiam quase 500 anos antes da Opus Dei. Opus Dei, como os
Cavaleiros de Colombo, é uma organização subordinada à Ordem dos Jesuítas.