Anda di halaman 1dari 30

Aleister Crowley: O Mensageiro da Meia-Noite

Culkin por Mike

http://www.paranoiamagazine.com/Crowley.htm

"O futuro estava escurecendo, fomos chegando a terrível catástrofe que estava prestes
a submergir a França. O abismo estava em nossos pés, evitando ainda os nossos
olhos, golpeado com uma cegueira fatal, que se apressou a partir de festa para festa,
do prazer ao prazer. É era uma espécie de frenesi que impulso nos alegremente para a
nossa própria destruição. Ah! como uma tempestade pode ser controlado quando se vê
não é?

"Enquanto isso, de vez em quando, algumas mentes perturbadas ou atento tentou


arrebatar-nos esta garantia fatal. Eu já disse que o conde de St. Germain tentou
quebrar o lacre dos olhos de Suas Majestades, fazendo-os perceber a abordagem de
perigo, mas M. de Maurepas, não querendo a salvação do país para vir de qualquer
um, mas ele próprio, depôs o taumaturgo, e ele re-apareceu mais nada. "

O ano em que estes eventos estavam ocorrendo era 1788, e estas palavras foram
posteriormente registrada no diário de Madame d'Adhémar, uma amiga íntima de
Marie-Antoinette. M. de Maurepas foi assessor da Rainha, e foi o maior acusado junto
com Abbé Barruel de liderar a Revolução Francesa.

A razão que eu estou fazendo essa referência para o conde de Saint-Germain é o


que eu quero colocá-lo e Aleister Crowley, dentro da mesma classe de adeptos que,
por sua mera presença energizar as forças elementares da guerra e do caos. Verificou-
se que as advertências de Saint-Germain para a Corte Real francêsa foram totalmente
justificados, mas o seu timing e misterio fez com que todo o curso dos acontecimentos
não poderia ser evitada. Era tarde demais para evitar o inevitável. Estes adeptos têm
personalidades praticamente auto-realizada. Crowley percebeu seu papel de
dinamização da guerra, quando ele escreveu que os eventos proféticos contidos no
livro da lei só poderia ser posta em ação pela sua publicação. Assim, uma série de
conflitos violentos e sangrentos entrou em vigor após este grimório poderoso foi
publicado. Esta é o princípio da palavra "espada": as palavras faladas ou publicados
que dão sentido aos resultados ou consequências.
Saint-Germain era um alto nível adepto das sociedades secretas. Acreditava-se
que ele tivesse morrido em 1784, mas ele falsificou a sua morte, já que ambos
maçônicos e fontes católicas colocáram-no na conferência de Wilhelmsbad realizada
em 15 de fevereiro de 1785. Esta conferência foi realizada em uma tentativa de trazer
uma conciliação entre as diversas seitas dos Rosacruzes, o Necromantes, os cabalistas,
os Illuminati e os humanitários. Estavam presentes tais luminares como Conde
Cagliostro, St. Martin, Mesmer e Weishaupt.

Saint-Germain era um membro do Capítulo Paris dos Cavaleiros Templários. Ele era
o mago Obermohr [Supremo] de muitas irmandades místicas, onde era adorado como
um ser superior. Sua memória não foi esquecida, e até o final do século XIX,
hierofantes das escolas secretas olharam para Saint-Germain, com profunda gratidão.
Sua influência ajudou a abrir caminho para o humanismo e republicanismo (que na
opinião deste autor, é um nome respeitável para o crime organizado), os movimentos
que "floresceram" no século XX.

forças gnósticas foram progredindo em ascensão durante o século XIX, e foi neste
meio que Edward Alexander Crowley nasceu, mais tarde tomou o nome de Aleister. Ele
nasceu em 12 de outubro de 1875. De acordo com Kenneth Grant, chefe de uma seita
separatista OTO, a Tradição Tifoniana, Crowley teve conhecimento da existência de
poderes espirituais, em 1898, quando leu A Nuvem sobre o Santuário por Karl von
Eckartshausen. Crowley tinha 22 anos naquele tempo e preparava-se para contactar a
Ordem oculta, que o livro descreve. Seus esforços levaram a sua iniciação na Ordem
Hermética da Golden Dawn em 18 de Novembro de 1898. Ele assumiu o nome mágico
Perdurabo (vou resistir).

Em agosto de 1903, Crowley se casou com Rose Kelly, sua "mulher escarlate", que
ele conhecera em Paris. Eles seguiram em uma lua de mel prolongada, e ao mesmo
tempo em Sri Lanka, foram caçar pela selva. Embora em pé às margens de um lago,
Crowley decidiu atirar em morcegos peludos o suficiente para fazer deles um colete.
Um morcego pousou em Rose, e Crowley tinha alguns problemas destacando suas
garras. Naquela noite, Crowley foi despertado pelo barulho de um morcego chiando.
Ele então viu Rose, completamente nua, agarranda com os braços e as pernas para a
armação de madeira que sustentavam o mosquiteiro. Quando ele a puxou para baixo,
ela mordeu e cuspiu e gritou, e ela teve de ser agitada em vigília. Crowley observou
que era o melhor caso de obsessão que ele nunca tinha tido a "boa sorte" para
observar.

Quando Rose depois descobriu que estava grávida, eles decidiram voltar para a
Inglaterra. Em retorno para o Cairo, onde tomaram um apartamento. (Aliás, Rose
passou a ter uma filha que foi nomeada Night minha Athatour Hecate Sappho Jesabel
Lilith, e que morreu em circunstâncias trágicas. Rose morreu alcoólatra).

No Cairo, Crowley passou a se vestir com roupas persas, fingindo ser um príncipe
oriental, Chioi Khan (hebraico para ser a Besta). A mãe de Crowley, uma rigorosa
Plymouth Brethren, acreditava que seu filho a ser a besta (número 666 (de Apocalipse
13:18.

No Cairo, Crowley tentou uma série de invocações a evocar elementais ou


demônios. Rose afundou em um estado curioso de espírito em que ela repetia: "Você
tem ofendido Horus". Foi Rose que, de fato, introduziu Crowley ao elementar, Aiwass.
Através de Rose, Aiwass disse a Crowley que era para entrar em sua sala de trabalho,
precisamente ao meio-dia nos dias 8, 9 e 10 de abril de 1904 e escreva o que ouviu
para a próxima hora. A mensagem começava assim: "Se! A manifestação de Nuit". E
assim o livro da Lei entrou em existência. É também conhecida como "Liber AL vel
Legis" (Livro que significa "divinamente revelado da Lei ') ou Liber AL para breve.
Embora o Livro da Lei foi recebido em 1904, não seria publicado até 1913, apenas
nove meses antes da "Guerra dos Bálcãs" (que viria a ser chamado a Primeira Guerra
Mundial).

De acordo com Crowley, "O Direito do [isto é Thelema", Liber AL], revelado no
Cairo, em 1904, veio para substituir o desgastado credos, os códigos locais, para
ajudar os povos do mundo marcha para uma nova era de paz e felicidade. " Assim,
Crowley torna-se um meio e "falso profeta" no contexto de Tiago 4:05: "Eles são do
mundo, por isso falam do ponto de vista do mundo, e o mundo os ouve."

Crowley pregava o Novo Aeon de Horus, a "nova era de paz e felicidade", mas o
caminho para essa "nova era" teria necessariamente de ser banhado em sangue. Um
momento de reflexão sobre o curso do século XX, confirma que as profecias
revolucionárias e violentas contidas no livro da lei foram cumpridas, e há ainda outros
eventos para ocorrer.
Precursor de Crowley

Crowley não só aparecem fora-de-azul. O terreno tinha sido estabelecido há


milênios, por seu credo é o gnosticismo. Essencialmente, um gnóstico é aquele que
busca a iluminação, e prepara-se para se tornar um ser divino, basicamente, uma
transmutação alquímica do mal em bem conseguido através do exercício da própria
vontade. Os cristãos acreditam que essa transmutação só pode ocorrer através da
graça de Deus, como pode ser alargada a um indivíduo, nenhuma quantidade de auto-
vontade pode conseguir essa transmutação do próprio espírito.

Os líderes gnósticos são médiuns espíritas que tomam conselho e orientação dos
espíritos, ou "Mestres Invisíveis". Os ideais de gnósticos são utópicas, e os fins
justificam os meios. Crowley era um mestre gnóstico, assim como um precursor dele,
Adam Weishaupt. Muitos leitores têm mais do que provável "concluído" Conspiracy
Theory 101, e estão familiarizados com Herr Weishaupt. Para aqueles que não sabem
dele, algumas informações a seguir.

Weishaupt nasceu no sul da Alemanha dominada pelos católicos, em 06 de fevereiro


de 1748. Ele foi educado por jesuítas e alcançou uma posição muito influente na
universidade. De acordo com as necessidades "de sua época" (Kenneth Grant), ele
despertou a Ordem dos Illuminati. As atividades ocultas de Weishaupt culminaram na
Revolução Francesa, e esta faísca rompeu o curso da história.

Logo após a Revolução Francesa, o Marquês de Luchet disse: "Esta sociedade


[Illuminati] pretende governar o mundo. Seu objetivo é a dominação universal." Ele
chamou os Illuminati "um fogo subterrâneo e latente eternamente irrompendo
periodicamente em explosões violentas e devastadoras."

Weishaupt, escreveu o seguinte a um companheiro Illuminatus: "Temos de pensar


como podemos começar a trabalhar sob outra forma. Se apenas o objetivo é
alcançado, não importa em que cobri-lo acontecer, e cobertura é sempre necessária.
Porque na ocultação reside uma grande parte de nossa força. Por esta razão, devemos
nos cobrir com o nome de outra sociedade. O alojamentos que estão sob a Maçonaria
é, entretanto, o manto mais adequado para nosso propósito elevado, porque o mundo
já está acostumado a não esperar nada grande a partir deles que merece atenção.
Como nas Ordens espirituais da Igreja Romana, a religião era, infelizmente! apenas
uma farsa, assim deve nossa Ordem também de uma forma mais nobre tentar
esconder-se atrás de uma sociedade instruída, ou algo do tipo. "

Em 26 de dezembro de 1993, nada menos que um órgão do quarto poder, "The


Economist" publicou o seguinte sob o título "O Bom Guia da Rede": "Além de todas
essas redes está a mãe de todas as redes, a Ordem dos Illuminati , conhecida por
alguns como os verdadeiros governantes do mundo. Sua idade permanecerá incerta
até que a história dos últimos dias da Atlântida seja mais conhecida. Embora este
órgão segredo pairou sobre toda a história invisível, a floração a maioria do público era
do Iluminismo. Adam Weishaupt, um ex-jesuíta (que forneceu grande parte da
inspiração para o Frankenstein de Shelley (revelada a sua finalidade e sistema de
vigilância mútua ao mundo em 01 maio de 1776. Desde então, a ordem tem tido um
grande interesse em outro recém-nascido do mesmo ano. E é significativo que muitos
presidentes americanos foram Illuminati e colocaram o seu símbolo no olho na
pirâmide marca dos Illuminati ao nas notas das notas de um dólar.

"A conspiração é imensa e aterradora, que se estende de Hassan-i-Sabbah,


assassino do século 11, de Ian Fleming (que caricaturou a ordem como" Spectre "). É
a rede daqueles que controlam as redes. Dada a sua energia, você deve assumir que
alguém escrevendo sobre a ordem deve ser mentindo ou parte de uma conspiração
para confundir você. No perguntando sobre o Illuminati, apenas lembre-se disso. Você
nunca chegaram. " (Nota: o lema dos Assassinos: "Nada é verdadeiro. Tudo é
permitido").

Angelo Roncalli, que viria a se tornar o papa João XXIII, que convocou o segundo
concílio do Vaticano, tem a fama de ter sido um membro do Illuminati. O olhar
iluminista da pirâmide era usada em sua cruz papal. Ele também é conhecido por ter
se encontrado com Crowley. Foi no Vaticano 2, que levou para a igreja católica
apreensão da agenda mundial e ecumênico, que autorizou a elevação idólatras de
Maria ao status de deusa.

Após a Revolução Francesa, a Ordem dos Illuminati desapareceu. Em 1904, um


adepto Austríaco chamado Karl Kellner repetiu a façanha de Weishaupt, e re-
estabeleceu o Illuminati através de uma seita conhecida como Ordo Templi Orientis
(OTO). Crowley assumiu a liderança da OTO em 1922. Os guias espirituais dos
gnósticos tinham claramente dirigidos pelos Illuminati, mais uma vez entrar no
domínio público, mas, neste caso, através da OTO.

O Livro da Lei

Crowley não é uma aberração. Ele faz parte de um processo histórico que ainda não
atingiu seu clímax. Os espíritos decisão deste mundo retransmitida a prancha principal
de seu programa de Crowley, e isso está contido no livro da lei. Para os seres
humanos, a verdadeira luta não é contra si, mas contra os poderes do mal cósmico
que regem esta idade escura. Crowley foi seu meio, mas em várias ocasiões, como ele
escreveu O Livro da Lei, Crowley foi castigado por Aiwass por estar preocupado com o
que ele estava escrevendo.

Como parte de minha jornada espiritual como cristão, eu finalmente me vi olhando


para Crowley. Demorou algum tempo antes de eu reconhecer que o Livro da Lei foi
uma obra tão importante. Eu não estou escrevendo este artigo para tornar os fatos se
encaixam com a minha visão de mundo. O que eu achei é que o livro da lei foi
cumprido, em grande medida, e que seu conteúdo empate na fortemente com o
Apocalipse. Assim como Jesus enviou o seu anjo para revelar acontecimentos futuros
para João, de modo que Satanás enviar um ser espiritual, Aiwass, a Crowley. Ambas
as obras são escatológicas (doutrina das coisas últimas e final).

O Livro da Lei diz que o deus da guerra e da vingança, Ra-Hoor-Khu-it (Horus), é


agora colocada em sua sede de poder. Sua encarnação humana irá ocorrer, e ele
estará na forma de uma criança, o Falso Profeta, ou o Anticristo. Ele é fruto da união
de Hadit (Satanás) e Nuit (Babilônia). Esta união e os seus "frutos", é referido em
Apocalipse capítulo 13. O Livro da Lei nos diz que Satanás é a serpente enrolada, e ele
está prestes a primavera. Os cristãos serão condenados à morte. Através da guerra e
do caos, a deusa (Nuit / Babilônia) será colocado em posição de ser adorado, e sua
prole, a criança será mais forte do que todos os reis da terra, embora um desses ricos
"reis" financiará ele.

Existem três princípios em O Livro da Lei de Thelemitas (Thelema é a palavra grega


para a determinação através da escolha, inclinação para o desejo, prazer, vontade)
para se viver:
1. Faça o que tu queres há de ser tudo da lei.

2. O amor é a lei, amor sob vontade.

3. Todo homem e toda mulher é uma estrela.

Uma característica curiosa do gnosticismo é que nos estágios iniciais da busca


gnóstica, é impulsionado por um desespero terrível e, simultaneamente, uma onda
poderosa de amor. Na busca utópica de perfeição de si mesmo, uma "pessoa" boa aos
olhos do mundo é aquele que é aparentemente auto-realização e auto-suficientes. Essa
pessoa desenvolve a vontade de ser o mestre de seu mundo, apesar de muitas outras
pessoas podem perder no processo. Para se tornar um super-homem "egoísta" é o
objetivo gnóstico, e aqueles que não são tão capazes ou que não partilham desse ideal
são destinadas apenas para servir e ser usado. O pecado não é mais um obstáculo a
uma vontade de satisfazer os desejos mais poderosos. Nietzsche desejava "a besta
justo" (die Bestie blonde) a besta, bonita e forte, que deve governar o mundo e agir
em todas as coisas segundo a sua vontade.

W.B. Yeats, o poeta irlandês e contemporâneo de Crowley na Ordem da Golden


Dawn, escreveu sobre a utopia gnóstico assim: "... uma civilização aristocrática na sua
forma mais completa, cada detalhe da vida hierárquica, a porta de um grande homem
está lotado de madrugada pelos peticionários riqueza, grande em toda parte nas mãos
de poucos homens, todos dependentes de umas poucas, até o próprio imperador, que
é um dependente de Deus em um Deus maior e em toda parte, no Tribunal de Justiça,
na família, uma desigualdade transformada em lei. "

O Livro da Lei no contexto do século 20

Satanás através Aiwass declara que o cristianismo está morto, e que Crowley é para
ser o profeta do sistema neo-pagã que iria surgir. Os valores morais e compaixão
como seria exercido em relação às exigências dos tempos. O surgimento neo-pagã do
nascimento se em um altar de enfraquecimento moral e sacrifício de sangue. O forte
da vontade tomaria o controle do mundo.
O exemplo mais dramático de sacrifício humano ocorreu sob os nazistas na
Segunda Guerra Mundial. O poeta lírico alemão e ensaísta, Heinrich Heine (1797-1856)
escreveu profeticamente de um tempo em que a Alemanha iria perder as estribeiras:

"Algum dia haverá acordado que loucura luta encontrada entre os antigos
germanos, a loucura que luta para não matar nem para conquistar, mas simplesmente
para lutar. Cristianismo (e que é a sua mais bela de mérito (que a luxúria um pouco
atenuada alemão brutal para a batalha. Mas não poderia destruí-lo, e uma vez que o
talismã domesticação, a Cruz, está quebrado, a selvageria dos battlers velho chama-se
novamente, a fúria insana de Berserk que bardos nórdicos têm muito a dizer e cantar.
O talismã é frágil . O dia chegará quando será deploravelmente colapso. Então os
deuses de pedra antiga passará de entulho esquecido e esfregue o pó de um milhar de
anos dos seus olhos, e Thor saltará para cima e com o seu martelo gigante comece a
bater catedrais góticas ... "

Os deuses de fato despertaram. De acordo com Trevor Ravenscroft, em "A Lança do


Destino", todos os anos 1926-1942, os alemães enviaram as partes que contactaram
com os Monges tibetanos, sendo a intenção de obter sua ajuda psíquica e profunda
aliança com as forças diabólicas que governam este mundo. Uma colônia tibetana foi
estabelecida na Alemanha em 1929, e os monges eram conhecidos na Alemanha como
"A Sociedade dos Homens Verdes", por causa de suas ligações com o Sociedade do
Dragão Verde do Japão.

Em Berlim, Hitler reuniu-se regularmente com o líder da comunidade tibetana que


era um clarividente muito talentoso e precisas. Himmler compartilhada interesse de
Hitler no ocultismo, e configurou o Escritório Oculto Nazista. Esta incorporado em uma
organização do Grupo de Thule, a Sociedade Vril e a filial alemã da OTO (Ordem
mágico de Crowley).

Entre 1936 e 1939, Crowley fez uma série de visitas a Alemanha. Sabe-se que uma
mulher chamada Martha Kunzel repetidamente assediou a Hitler a oportunidade de
aprovar o Livro da Lei como seu guia. Hitler rejeitou-a, pois ele queria o "Mein Kampf"
para ser o livro sagrado da Alemanha. Até o momento a guerra havia estourado,
Crowley tornou-se fortemente anti-Hitler, e disse que "a Grã-Bretanha para derrubar
Hitler seis" (uma analogia do grilo: a pior coisa que um batedor pode fazer a um
jogador é acertar a bola claramente fora do campo, e assim marcar seis rodadas). A
filial alemã da OTO na época da guerra foi proibida e a maioria dos seus membros
foram parar nos campos de concentração.

Hermann Rauschning, governador de Danzig, havia sido muito próximo de Hitler, e


gravou muitas de suas conversas, que foram publicados em um livro chamado Hitler
Fala. Rauschning reconheceu abertamente a obsessão de Hitler com o ocultismo, e
descobriu que muitas vezes Hitler foi parafraseando ou expressar uma idéia de O Livro
da Lei (muitas vezes palavra por palavra).

"Eu vou lhe contar um segredo", disse Hitler a Rauschning, "Eu sou o fundador de
uma ordem. É de lá que a segunda fase vai emergir (na fase do Homem-Deus, quando
o homem será a medida e o centro do mundo . O Homem-Deus, que esplêndido será,
vai ser um objeto de culto. Mas há outras fases sobre as quais não estou autorizado a
falar. "

"Hail! Vós guerreiros gêmeos dos pilares do mundo! Para o seu tempo está
próximo" (O Livro da Lei 3:71) Os pilares "do mundo" são as emoções fortes e
gananciosos de pessoas, e os gêmeos guerreiros são os espíritos que poderiam causar
as duas guerras mundiais energizado pelo cumprimento e pecaminosidade dos pilares
"do mundo." Hitler sabia exatamente o que ele estava, e cumpriu seu papel pré-
destinado. A pedra angular da Novus Ordo Seclorum foi colocada.

Jack Parsons e Babalon Trabalho

Na época da Segunda Guerra Mundial chegou ao fim atômica em 1945, a terra


havia sido literalmente encharcado de sangue. O deus guerreiro, Horus, tinha entrado
em erupção, e o mundo convulsionado em um ajuste contínuo de guerra e genocídio.
03:46 Verso de O Livro da Lei tinha acontecido: "Eu sou o guerreiro Senhor dos anos
quarenta: os anos oitenta se acovardam diante de mim,e são humilhados. Trarei a
vitória e a alegria: Eu estarei em seus braços em batalha e vós prazer em matar.
Sucesso é vossa prova; coragem é vossa armadura; vá em frente, vá em frente, na
minha força, e sereis sua vez, não volta por nada! "

Crowley tempo na Terra chegou ao fim na noite de 01 de dezembro de 1947,


quando sucumbiu à degeneração do miocárdio e bronquite crônica. O brincalhão
estava morto, viva o brincalhão!
Crowley vinha de um mundo Inglês que era tradicional e muito conservador. Ao
longo de sua vida, ele gostava de jogar e era brincalhão. Em uma dessas ocasiões, ele
entrou no elevador e urinou no canto, e, em seguida, declarou que o elevador tinha-se
tornado um lugar sagrado. Mas no coração, ele não parece ser muito Inglês. Os norte-
americanos da Nova Geração, o boêmio Jack Parsons e impetuoso L. Ron Hubbard, não
estavam ligados por críticos Ingleses, e eram homens de muita ação.

Quando Parsons e Hubbard executaram o trabalho Babalon em janeiro de 1946,


Crowley ficou ressentido e os chamou de "arruaceiros", embora tivesse desenvolvido o
trabalho e orientou Parsons (em correspondência com Crowley, Parsons usou a
saudação: "A maioria Amado Pai") . Crowley ficou tão irritado com o trabalho que está
sendo executada de que ele telegrafou E.U. seu escritório em 22 de Maio: "Suspeito
Ron jogando abuso de confiança a Jack Parsons idiota fraco vigaristas prowling óbvio
vítima."

Jack Parsons era um cientista muito talentoso e químico, e fundou uma companhia
que se tornou Jet Propulsion Laboratory (JPL), que na sua aparência moderna fundiu
com a NASA (JPL.NASA). Para este dia, as pessoas têm a reputação da NASA para se
referir ao laboratório JPL como Jack Parsons. Ele também era um Illuminatus e tinha
interesses ocultos de profundidade, e tem a fama de ter sido um descendente de um
fundador do Club Hell-Fire. Quando ele encontrou os escritos de Crowley, ele pode ser
compreendido intuitivamente Thelema. Juntou-se a Loja OTO de Los Angeles, em
1939, e rapidamente alcançou proeminência.

Em abril de 1945, Parsons foi introduzido L. Ron Hubbard. Digite o brincalhão! O


biógrafo de Crowley Kenneth Grant refere-se a Crowley como um "trapaceiro que tinha
confiança e subiu a sua maneira na OTO, sob o pretexto de estar interessado em
magia." Apesar o ressentimento demonstrado por líderes Hubbard OTO (incluindo
Crowley), L. Ron conseguiu chamar Crowley "meu amigo muito bom" em um discurso
de 1952. Talvez esse foi o brincalhão de falar.

A relação de Hubbard e Parsons é basicamente similar ao relacionamento de


Edward Kelley e Dr. John Dee, o alquimista Inglês e astrólogo da corte elisabetana.
Kelley também era um embusteiro e vidente (usava bolas de cristal), e Dee caiu
completamente sob seu feitiço. Dee queria ter acesso a bola de cristal, mas não era
dotado, a este respeito. Kelley ficou enrolando Dee.
Parsons foi também um alquimista, mas precisava de um parceiro "mágico", e que
se tornou parceiro de Hubbard. Parsons tinha escrito para Crowley: "Embora ele
[Hubbard] não tem nenhum treinamento formal em Magia, ele tem uma quantidade
extraordinária de experiência e conhecimento no campo. Partir de algumas de suas
experiências que eu deduzi que ele estava em contato direto com alguma inteligência
superior, possivelmente seu Anjo da Guarda. Ele descreve seu Anjo como uma mulher
bonita com cabelo vermelho alado quem ele chama de Imperatriz e que guiou a sua
vida, e salvou muitas vezes ... "

O Grupo de Trabalho Babalon é um ritual de invocação desenvolvido em conjunto


com Crowley. Uma série de rituais e invocações foram realizados por Parsons, com
início em 4 de janeiro de 1946. Pouco tempo após o processo começar, Parsons e
Hubbard saiu para o deserto de Mojave durante quatro dias. O ritual Babalon trabalho
é descrito na Liberdade Parsons livro é uma espada de dois gumes. Até 18 de janeiro,
anunciou a Parsons Hubbard, "é feito". Parsons teve sucesso abriu um portal inter-
dimensional. Ele invocou a deusa e pavimentou o caminho para a paixão de hoje para
as drogas, UFOs e adivinhação. Parsons escreveu "Liber 49" que manteve foi o quarto
e último capítulo de O Livro da Lei ".

Segundo a mulher que encarnou a deusa invocada, Marjorie Cameron, e que veio a
Parsons logo após a conclusão do trabalho Babalon, Parsons desencadear a segunda
parte de uma força grande que foi dividido em três. Aleister Crowley começou o
primeiro, e o terceiro seria o trabalho do menino encarnação de Hórus, o Falso Profeta
e do Anticristo (Apocalipse 13:18).

Os leitores familiarizados com o Apocalipse pode se perguntar se Babalon Crowley é


o mesmo que a Babilônia do Apocalipse. A resposta é sim. Babalon é o nome secreto
de Nuit, a deusa revelado em um capítulo de O Livro da Lei ". Babilônia, a deusa é
revelada em toda a Revelação como o provedor da riqueza material. A ortografia
Babalon foi aprovada por causa de seu significado cabalístico numérica. Kenneth Grant
registra os atributos de Babalon como sendo "mortífero e vampiros."

Jack Parsons escreveu no livro de Babalon (04 de janeiro - março, 4, 1946): Eu


tenho sido "envolvido no estudo e na prática da Magia há sete anos, e na supervisão e
operação de um ocultista apresentar durante quatro anos, tendo sido iniciado no
Santuário da Gnosis pelo Fra Besta 666. 132 e Fra. Saturnis. Neste momento eu
decidida uma operação mágica destinada a obter a ajuda de um companheiro de
elemental ... Eu decidi usar as Tábuas Enochianas obtidos [ guias de espírito] pelo Dr.
Dee e Edward Kelley...Durante o período de 19 janeiro - 27 fevereiro [1946] I invocou
a Deusa BABALON com a ajuda do meu parceiro mágico [Hubbard], como era
apropriado para um dos meus grau ".

Em 02 de março de 1946, Hubbard tinha canalizado a mensagem: "Ela [Babalon] é


a chama da vida, o poder das trevas, ela destrói com um olhar, ela pode tomar a tua
alma. Ela se alimenta com a morte dos homens ... Ela deve absorver ti, e tu tornar-se
uma chama viva antes que ela encarna. "

Parsons continuou com suas operações mágicas para o resto dos anos quarenta, e
em 1949 escreveu em O Manifesto do Anticristo:

Faça o que tu queres há de ser tudo da lei. Eu, Belarion, o Anticristo, no ano de
1949 do Estado da Irmandade Negra chamado cristianismo, faz com que meu
manifesto a todos os homens. E eu, o Anticristo, vem de vós, dizendo: O fim da
simulação, hipocrisia e mentira do cristianismo. Um fim às virtudes servis, e às
restrições supersticiosas. Um fim à moralidade escrava. Um fim de pudor e vergonha,
a culpa e o pecado, pois estes são o único mal do sol, que é o medo. Um fim de toda
autoridade que não é baseada na coragem e virilidade, à autoridade de mentindo
sacerdotes, juízes coniventes, chantageando a polícia, e um fim à bajulação servil e
bajulação dos mods (sic - parece remeter para diletantes), o coroações de
mediocridades, a ascensão de tolos. Um fim à restrição e inibição, porque eu, o
Anticristo, venho entre vós, pregando a Palavra da Besta 666, que é, "Não há
nenhuma lei além de Faze o que tu queres."

E eu, Belarion, o Anticristo, não levanto a minha voz e profecia, e eu digo: vou
trazer todos os homens à lei da besta 666, e na sua lei Vou conquistar o mundo. E
dentro de sete anos desta vez, BABALON, A Mulher Escarlate HILARIÃO se manifestará
entre vós, e levar este meu trabalho à sua fruição. Um fim à conscrição, compulsão,
arregimentação e da tirania das leis falsas. E dentro de nove anos de uma nação
devem aceitar a lei da BESTA 666 em meu nome, e que a nação será a primeira nação
da Terra. E todos os que me aceitar o Anticristo e à lei da besta 666, será amaldiçoado
e sua alegria será mil vezes maior do que as alegrias false dos santos. E em meu
nome Belarion eles devem fazer milagres, e confundir nossos inimigos, e ninguém
poderá resistir diante de nós.
Portanto, eu, a chamada ANTICRISTO sobre todos os escolhidos e eleitos e sobre
todos os homens, venham agora, em nome da liberdade, que pode acabar para
sempre com a tirania da Irmandade Negra.
Testemunha minha mão e selo neste dia [...] de [...] de 1949, que é o ano de 4066
BABALON.
O amor é a lei, amor sob vontade.
Belarion, o Anticristo
Análise por um Mestre de Templo
dos nós críticos na experiência de seu material de veículo

Parsons faleceu em 17 junho de 1952 em uma explosão de laboratório, como


resultado de deixar cair um frasco de fulminato de mercúrio. No entanto, há suspeita
que sua morte era falsificado, pois sem precedente legal, seu parente mais próximo
(Marjorie Cameron) não foi consultado a fim de identificar o corpo, nem foi permitido
vê-lo na ambulância ou hospital. Outras excentricidades sobre sua morte foram
anotados.

Em 1972, a cratera de Parsons foi nomeado no lado escuro da lua, em honra de


Parsons (para serviços de foguetes). Hubbard tornou-se o fundador da Igreja (sic) da
Cientologia, e, em 1972, Kenneth Grant escreveu que estava "ainda a monte, tendo
crescido rico e famoso pelo mau uso do conhecimento secreto que ele tinha roubado
de Parsons.

Let's Get Philosophical por um momento

No coração de O Livro da Lei é a instrução: Faça o que tu queres. No âmbito da


"Lei", este é um desenvolvimento consciente de uma vontade pessoal de poder.
mensagem de Nietzsche sobre o super-homem é que, na teoria da vontade de poder,
os valores são mutáveis. Assim, seus próprios valores prevalecem, ao invés de
conformidade com os valores do coletivo que se esforçam para buscar a paz e
harmonia. Quando a questão dos valores básicos da sociedade aberta, a vitória foi
conquistada essencial.
Identificando-se com a vontade consciente de poder, um quer para definir os
termos, insistindo no princípio, "não vou servir". Satanás pensou a mesma coisa: "Vou
subir para o céu, maior que as estrelas de Deus eu vou definir o meu trono. Vou
sentar-se no monte da congregação, sobre a Cimeira de Zafom [a morada dos]
deuses: I será montado nas costas de uma nuvem (I corresponderá ao Altíssimo
"(Isaías 14:13,14).

Satanás é a árvore do conhecimento do bem e do mal, e sua mentira para os seres


humanos é "comer" a partir dele, a fim de tornar-se um ser divino. O Livro da Lei diz
que todo homem e toda mulher é uma estrela (1:3). O "poder soberano" de
pensamento é um fato real e real: se eu "vai" chutar o meu pé, por isso é feito. Se eu
sou poderoso o suficiente, e eu vou para o lançamento de uma bomba atômica sobre
os civis, assim que é feito. Se a tecnologia é apenas uma ferramenta de pessoas,
então certamente ele é controlado pela vontade.

Através do desenvolvimento da vontade consciente, estamos no processo de


fortalecimento do ego. Como criou os seres humanos, o reino da consciência do ego e
do reino espiritual e psíquica estão indissoluvelmente unidos com o corpo. À medida
que o ego cresce mais forte, destaca-se cada vez mais do corpo.

No indivíduo vontade de poder, destaca o ego do ego coletivo. É uma luta e um ato
criativo. Tal ato traz uma sensação de solidão, mas também introduz o sofrimento,
fadiga, problemas, mal, doença e morte para a vida de uma pessoa, logo que esta
separação é percebida pelo ego. Quando Adão e Eva fizeram a sua decisão de vontade
de poder e não será a vontade de Deus, Deus disse a Adão: "Maldita seja a terra por
tua causa, pela labuta comerás dela todos os dias da tua vida: espinhos e cardos
brotar para você. Mas seu alimento será gramíneas do campo, pelo assento de sua
sobrancelha deve chegar pão para comer, até que voltes à terra (para a partir dele
foram levados. porquanto és pó e ao pó deve voltar "(Gênesis 3:17-19).

Para ser o outsider ou revolucionária, deve ser isolado e sozinho. O indivíduo é


colocado contra o mundo, e se torna parte de uma unidade superior, diferente. Para se
tornar uma "estrela" e força de vontade é o conhecimento do bem e do mal e é
responsável pelo pecado, e um é expulso do paraíso. Para os gnósticos, esse
sentimento de privação se torna a força motriz do processo do mundo. O caminho da
salvação reside na intensificação da consciência com a vontade de tornar-se "Filhos de
Deus". Jesus Cristo diz que a transmutação só pode ocorrer se uma pessoa está acima
de renascer espiritualmente (João 3:3-8) através do arrependimento dos trabalhos de
regeneração do Espírito Santo.

Onde Deus se encaixa em tudo isto?

A Crowley / gnóstico processo de auto-capa se encaixa com a progressão profetizou


da raça humana. Na presente época em que a graça de Deus para ser renascido
espiritualmente foi estendido para os não-judeus, a maioria das pessoas continuará
frio do coração e vai crescer em pecado. Paulo diz que as pessoas vão se auto-amor,
dinheiro, amor, brutal, de ódio de bom, além de uma série de outros atributos
desagradáveis (2 Timóteo 3:2-5).

A mensagem de O Livro da Lei é escatológica. A revelação é também escatológico.


A idade atual não vai durar muito mais tempo, para a herança cristã está sendo
apagada, e a figueira (Holy Land) floresceu. Thelemitas acreditam que essa idade será
seguido pelo reino de 2.000 anos de Horus. Os cristãos dizem que a idade atual será
seguido pelo reino de 1.000 anos de Jesus Cristo na Terra, que será seguido pelo
julgamento final. Thelemitas agora dizer "Abrahadabra" (que significa Pai-Satanás-
Pai), os cristãos dizem: "Amém! Vem, Senhor Jesus".

Talvez os Thelemitas devam tomar cuidado com as palavras do mago do século XIX,
Eliphas Levi: "A má vontade, é a vontade da morte. Uma vontade perversa é um
começo de suicídio".

Bibliografia

Cooper-Oakley, Isabel, O Conde de Saint Germain, Rudolph Steiner Publicações,


1970
Crowley, Aleister, a Lei é para Todos, o comentário Autorizado popular sobre o Livro
da Lei, Publicações Falcon Novo, 1996
Crowley, Amado, Os Segredos de Aleister Crowley, Diamond Books, 1991
-, Os mistérios de Aleister Crowley, livros Diamond, 1992
-, A Ira de Aleister Crowley, Diamond Books, 1994
Fitzgerald, Michael, Storm Troopers de Satanás, uma história oculta da Segunda
Guerra Mundial, Robert Hale Limited, 1990
Godwin, Jeff, Discípulos do Diabo, A Verdade Sobre Rock, Chick Publications, 1985
Grant, Kenneth, Aleister Crowley eo Deus Oculto, Skoob Books, 1992
Icke, David ... ea verdade vos libertará, Bridge of Love Publicações, 1995
Miller, Russell, Messias Bare-Faced, a verdadeira história de L. Ron Hubbard,
Penguin Books, 1987
Moore, John, Persuasion em Hitler, Wagner e Nietzsche, www.mith.demon.co.uk/,
1993
Neumann, Erich, As Origens e História da Consciência, Princeton, 1970
Parker, John, No Coração das Trevas, bruxaria, magia negra e satanismo Hoje,
Sidgwick & Jackson, 1993
Nataf, André, o oculto, a W & R Chambers Ltd, 1991
Rydeen, Paul, Jack Parsons e The Fall of Babalon, Conluio Bater Publishing, 1995
Suster, Gerald, Hitler, Mago Negro, Skoob Books, 1981
Wilson, Colin, Aleister Crowley, The Nature of the Beast, The Aquarian Press, 1987
Winrod, B Gerald, Adam Weishaupt, um diabo Humano, auto-publicado, ND

Meu número é 11, Como todos os números que são de nós

Saudações,

Fiquei chocado ao saber que em Aleister Crowley (satanista conhecido como para alguns)Livro da
LeiEu li linha 60, do Capítulo I:

1. Meu número é 11, Como todos os números que são de nós. A Estrela de Cinco Pontas, com um
Círculo no Meio, & o círculo é Vermelho. Minha cor é preta para o cego, mas azul & ouro são
vistos pelos videntes. Também tenho uma glória secreta para aqueles que me amam.

Agora, se você vai a este link e leia atentamente sobre Lúcifer é Teve como Isis é Nuit, e também
que Lúcifer é a luz que filtra através ou o filtro da luz que vem através ISIS formando, você vai
entender que o famoso "Besta 666" ou mago satânico foi Aleister Crowley, e neste seu livro de Lei
http://home.snafu.de/marcus/Liber_AL_engl.htm Como canalizado de Awaiss. O link que
explica esta terminologia oculta oculto denominado duplo, ou simbologia dual e jogo de palavras é
explicado aqui neste link nos escritos sobre a magia http://eclecticmagick.com/pjr_3.php

Espero que isso ajuda a provar a seus leitores que o ano de 11 ou Visão 11:11 está diretamente
ligada à LUCIFER no Livro da Lei, que todos os ocultistas do dobrado crowleyian está tentando
implementar na "nova era" ou nova era de Horus ("Deus"do Sol)
o Sol Claro que tudo isso se coaduna com a inteligência fundador Dr. John Dee 007, 007 o
verdadeiro pai da magia Enochiana, dos anjos Enochianos (língua do anjos )...... que se conecta ao
Lam de Crowley - um demônio/alien cinza. Isso explica por que a Agência de Segurança Nacional
foi concebida com base na vedação principal Magia Enochiana, o selo Ameth Sigillem ou "de
verdade" em que os nomes dos anjos são codificados.
http://www.geocities.com/xeroiii/5SigilumAmeth.htm

E que, naturalmente, estes mapas encontrados no projeto (PENTÁGONO)


http://www.theforbiddenknowledge.com/chapter3/index.htm criado a partir da data da morte de
Aleister Crowley (National Security Act) (via contato alienígena Lam e <language Enochiana do
"angels" ou entities).

É claro que depois de entender os números envolvidos no link passado acima, você vai entender
completamente a aplicação total de magia maçônica no tempo de precisão, escolha de números de
vôo, e correspondência astrológica para atacar as torres do World Trade Center ...
http://www.enterprisemission.com/tower2.htm um verdadeiro ritual satânico de Magia Negra
"ataque" sobre o mundo, ou que trabalham contra o povo da terra. Isto é exatamente como atos
rituais e rituais mágicos são realizados. Eu sei, como fiz magia ritual por dois anos, e entender
como ela é feito, e quão eficaz ele realmente é.

Espero que isso ajude.

Atenciosamente,

Michael
http://www.theforbiddenknowledge.com/hardtruth/wake_up_america.html

Controle Beatles, Rock & Roll e Mente


Notícias por Webmaster, Illuminati

http://www.illuminati-news.com/influential_rock_music.htm

Eu sou um daqueles que cresceram com os Beatles, Rolling Stones, Bob Dylan, Neil
Young, Black Sabbath, Alice Cooper, Led Zeppelin etc eu pensei que era grande música
e eu estava totalmente dentro dela.

Eu sou um músico e compositor, os artistas e grupos acima referidos me


influenciaram. Naquele tempo, na minha adolescência e vinte anos, eu não estava
muito bem informados sobre a situação no planeta, mesmo que eu pensei que algo
deve estar muito errado. Muitas vezes eu pensei que os músicos de rock tinha as
respostas ...

Sei que muitos de vocês podem sentir o mesmo e, portanto, você pode obter a virada
sobre o que eu estou indo agora para lhe dizer. Mas, acreditem, eu passei tudo o que
eu, e depois de tudo - eu era um músico de rock também. A história, porém, que eu
vou dizer você faz um monte de sentido (infelizmente) e o glamour do rock desaparece
um pouco.

O seguinte é um excerto do excelente livro do Dr. John Coleman, "O Comitê dos 300",
que é muito informativo sobre o tema dos Illuminati, e é altamente recomendado.
Muito do que ele "previu" nos anos 80 aconteceu exatamente como ele disse que iria.
O livro em si é a partir do início dos anos 90.
Os Beatles e a Conspiração Aquariana
Um excelente exemplo de condicionamento social para aceitar a mudança, mesmo
quando ela é reconhecida como a mudança não desejados pelo grupo grande
população na mira do Stanford Research Institute, foi o "advento" dos Beatles. Os
Beatles foram levados para os Estados Unidos como parte de um experimento social
que grandes grupos populacionais sujeitos a lavagem cerebral de que eles não
estavam mesmo cientes.

Quando o centro Tavistock trouxe os Beatles para os EUA ninguém poderia ter
imaginado o desastre cultural que se seguiu na sua esteira. Os Beatles foram uma
parte integral de "A Conspiração Aquariana", um organismo vivo, que nasceu da "as
imagens TROCA DO HOMEM" URH (489)-2150-Policy Research Report No. 4/4/74.
Política de relatório pré-pared pela SRI Centro para o Estudo da Política Social, Diretor,
Professor Willis Harmon.

O fenômeno dos Beatles não foi uma revolta espontânea dos jovens contra o antigo
sistema social. Em vez disso, foi uma trama cuidadosamente elaborada para
apresentar, por um organismo de conspiração que não puderam ser identificadas, um
elemento altamente destrutivos e divisivos em um grupo grande parte da população-
alvo para a mudança contra a sua vontade. Novas palavras e novas frases - preparado
pelo centro de pesquisas de controle da mente Tavistock (1) - foram introduzidos para
a América junto com os Beatles. Palavras como "rock" em relação ao som da música,
"adolescente", "cool", "descoberto" e "música pop" era um léxico de palavras-código
disfarçado significando a aceitação de drogas e chegou e acompanhou os Beatles onde
quer que fossem , a ser "descoberto" por "adolescentes". Aliás, a palavra "teenagers"
nunca foi utilizado até pouco antes de os Beatles chegarem ao local, cortesia do
Instituto Tavistock de Relações Humanas.

Como no caso de guerras de gangues, nada poderia ou teria sido realizado sem a
cooperação dos meios de comunicação, especialmente a mídia eletrônica e, em
particular, o indecente Ed Sullivan que havia sido treinado pelos conspiradores quanto
ao papel que estava a jogar . Ninguém teria prestado muita atenção ao grupo
heterogéneo de Liverpool e do sistema de 12 atonal de "música" que se seguiria se
não fosse por um excesso de exposição de imprensa. O sistema consistiu de 12 atonal
de pesados, soa repetitivo, a partir da música do culto de Dionísio e do sacerdócio Baal
por Adorno e dado um "sabor" moderno "por este amigo especial da rainha da
Inglaterra e, consequentemente, o Comitê dos 300.

Tavistock e o seu Centro de Pesquisa de Stanford criou e acionou palavras que então
entraram em uso geral em torno do "rock" e seus fãs. Palavras truncadas criaram um
novo e distinta lavagem cerebral em grande parte da população jovem do grupo que
foi persuadido por engenharia social e condicionado a acreditar que os Beatles eram
realmente do seu grupo favorito. Todas as palavras gatilho concebido no contexto de
"música rock" foram concebidos para o controlo de massa do novo grupo-alvo, os
jovens da América.

Os Beatles fizeram um trabalho perfeito, ou talvez seria mais correto dizer que
Tavistock e Stanford fizeram um trabalho perfeito, os Beatles apenas reagiam como
robôs treinados "com uma pequena ajuda de seus amigos" - palavras de código para
usar drogas e fazer é "cool". Os Beatles se tornaram altamente visíveis um "novo tipo"
- jargão Tavistock - e, como tal, não demorou muito para que o grupo fez novos estilos
(modas com roupas, penteados e uso da linguagem), o que irritou a geração mais
velha, como era pretendido. Isso fazia parte da "fragmentação e desadaptação"
processo elaborado por Willis Harmon e sua equipe de cientistas sociais e criadores da
engenharia genética e colocada em ação.

O papel da mídia impressa e eletrônica em nossa sociedade é crucial para o sucesso de


"lavagem cerebral" grandes grupos populacionais. As Guerras de gangues terminaram
em Los Angeles em 1966 quando a mídia retirou a sua cobertura. A mesma coisa vai
acontecer com a atual onda de guerras de gangues em Los Angeles. Gangues de rua
vai murchar na videira, uma vez a saturação da cobertura mediática é atenuado e, em
seguida, totalmente retirada. Como em 1966, a questão se tornaria "queimado".
Gangues de rua terá cumprido seu objetivo de criar turbulência e insegurança.
Exatamente o mesmo padrão será seguido no caso da música "rock". Privados de
atenção da mídia, acabará por tomar o seu lugar na história.

Na sequência dos Beatles, que aliás foram colocados juntos pelo Instituto Tavistock,
veio outro "Made in England" grupos de rock, que, como os Beatles, havia Theo Adorno
escrever letras e compor seu culto de todas as músicas. " Eu odeio usar estas belas
palavras no contexto da "Beatlemania", ele me lembra de como erradamente a palavra
"amante" é utilizado quando se refere à interação entre dois homossexuais sujo
contorcendo-se de restos alimentares. Para chamar "rock music", é um insulto,
também a língua usada em "letras de rock."

Tavistock e Stanford Research, em seguida, embarcou na segunda fase do trabalho


encomendado pelo Comitê dos 300. Esta nova fase giraram acima do calor para a
mudança social na América. Tão rapidamente como os Beatles apareceram no cenário
americano, também fez a "geração beat, as palavras" gatilho projetado para separar e
fragmentar a sociedade. A mídia agora centrado a sua atenção sobre a geração "beat".
Outras palavras Tavistock-cunhado veio aparentemente do nada: "beatniks", "hippies",
"filhos da flor" se tornou parte do vocabulário da América. Tornou-se popular para
"drop out" e usar jeans sujo, andar com o cabelo sujo por muito tempo. A geração
"beat" cortar-se fora do main-stream América. Tornaram-se tão infame quanto os
Beatles limpo antes deles.

O grupo recém-criado e seu estilo de vida "varrida milhões de jovens norte-americanos


no culto. juventude americana passou por uma revolução radical, sem nunca estar
ciente de que, enquanto a geração mais velha ficou por impotente, incapaz de
identificar a origem da crise e, portanto, reagir de uma forma maladaptive contra a sua
manifestação, que foram as drogas de todos os tipos, maconha, e ácido lisérgico mais
tarde, "LSD", de modo conveniente, que lhes é proporcionada pela empresa
farmacêutica suíça, a Sandoz, na sequência da descoberta de um dos seus químicos,
Albert Hoffman, como fazer ergotamina sintético, uma droga poderosa que alteram a
mente. O Comitê dos 300 financiou o projeto através de um dos seus bancos, SC
Warburg, e que a droga foi levada para a América do filósofo, Aldous Huxley.

A nova droga maravilha "foi prontamente distribuída em" amostras" do tamanho de


pacotes, distribuídas gratuitamente nos campus universitários nos Estados Unidos e
nos concertos de "rock", que se tornou o principal veículo de proliferação do uso de
drogas. A questão que clama por uma resposta é, qual foi a Drug Enforcement Agency
(DEA) está fazendo no momento? Não há indícios convincentes de que parecem indicar
que o DEA sabia o que estava acontecendo, mas não foi requisitado para tomar
qualquer ação.

Com um número muito significativo de novos rock britânica "bandas que chegam os
E.U., concertos de rock começou a tornar-se um dispositivo elétrico no calendário
social da juventude americana. Em paralelo com estes shows "," o uso de drogas entre
os jovens aumentou em proporção. A confusão diabólica da batida pesada dos sons
discordantes induziam as mentes dos ouvintes para que eles fossem facilmente
convencidos a experimentar o novo medicamento na base de que "todo mundo está
fazendo isso." A pressão dos pares é uma arma muito forte. A "nova cultura" recebeu a
máxima cobertura da mídia de chacal, que custou aos conspiradores nem um único
centavo.

Grande foi a raiva sentida por uma série de líderes cívicos e religiosos sobre o novo
culto, mas as suas energias foram mal direcionados contra o resultado do que estava
acontecendo e não contra a causa. Críticos da culto rock fez os mesmos erros que
haviam sido feitas na época da proibição, eles criticaram as autoridades policiais,
professores, pais, mas ninguém viu os verdadeiros conspiradores.

Alan Ginsberg

Por causa da raiva e do ressentimento que sente em relação a grande praga da droga,
eu não peço desculpas por usar linguagem que não é usual para mim usar. Um dos
piores incentivadores das drogas que já andou pelas ruas dos EUA foi Alan Ginsberg.
Esta Ginsberg empurrou o uso do LSD por meio de publicidade que lhe custou nada,
embora em circunstâncias normais, teria custado milhões de dólares em receitas da
publicidade televisiva. Esta publicidade gratuita de drogas, e em particular o LSD,
atingiu uma nova alta no final dos anos 1960, graças à cooperação cada vez mais
dispostos dos meios de comunicação. O efeito da propaganda de Ginsberg sobre as
massas foi devastador: o público norte-americano foi submetido a um choque cultural
futuro após o outro numa sucessão rápida.

Tornamo-nos mais expostos e mais estimulados e, novamente, gostaria de lembrar


que este é um jargão Tavistock, levantada a partir do manual de treinamento de
Tavistock, oprimido pelo seu empreendimento e, quando chegamos a esse ponto,
nossas mentes começaram a cair em apatia; era muito pouco para lidar com, ou seja,
"a penetração de longo alcance se apoderou de nós." Ginsberg dizia ser um poeta, mas
não maior de lixo já havia sido escrito por alguém que nunca aspirou a tornar-se um
poeta. tarefa designada Ginsberg tinha pouco a ver com a poesia, sua função principal
era a empurrar a nova subcultura e aceitação da mesma força sobre o grupo grande
parte da população-alvo.

Para ajudá-lo em sua tarefa, Ginsberg cooperou com os serviços de Norman Mailer, um
escritor de espécie que passou algum tempo em uma instituição mental. Mailer era um
favorito da multidão de Hollywood de esquerda e por isso não teve nenhum problema
com a obtenção do tempo máximo para a televisão para Ginsberg. Naturalmente,
Mailer tinha que ter um pretexto - nem mesmo ele poderia descaradamente sair com a
verdadeira natureza das aparências de Ginsberg para a televisão. Assim, uma charada
foi aprovada: Mailer iria falar "a sério" na câmara com Ginsberg sobre poesia e
literatura.
Este método de obter ampla cobertura televisiva, sem qualquer custo para si foi
seguido por todos os grupos de rock e promotor do concerto, que seguiu o exemplo de
Ginsberg. Os magnatas de mídia eletrônica teve grande coração quando ele veio para
dar tempo livre para essas criaturas sujas verminous e seus produtos ainda mais sujo
e imundo idéias. Sua promoção de lixo horrível falou volumes e, sem a ajuda de
abundante da mídia impressa e eletrônica, o tráfico de drogas não poderia ter se
espalhado tão rapidamente quanto o fez no 197O tarde 1960's precoce, e
provavelmente teria sido confinada a alguns locais pequenos áreas.

Ginsberg era capaz de dar várias performances nacionalmente televisadas exaltando


as virtudes do LSD e maconha, sob o pretexto de "novas idéias" e "novas culturas" em
desenvolvimento na arte e na música do mundo. Para não ser superado pelos meios
eletrônicos, os admiradores de Ginsberg escreveram artigos elogiosos sobre a "este
homem colorido" na arte e colunas sociais de todos os maiores jornais e revistas da
América. Nunca tinha havido um tal todo, a mídia de bordo-campanha de publicidade
gratuita na história do jornal, rádio e televisão e custo dos promotores da conspiração
aquariana, da NATO e do Clube de Roma não um centavo vermelho. Foi tudo
absolutamente livre para publicidade LSD, apenas disfarçada como "arte" e "cultura".

Um dos melhores amigos de Ginsberg, Kenny Love, publicou um relatório de cinco


páginas no The New York Times. Isto está de acordo com a metodologia utilizada pela
Tavistock e Pesquisa Stanford: Se algo está a ser promovido que o público ainda não
foi totalmente uma lavagem cerebral para aceitar, em seguida, ter alguém escrever
um artigo, que abrange todos os lados do assunto. O outro método é fazer com que
programas de televisão ao vivo que falar em um painel de peritos e promove o produto
ou idéia, sob o pretexto de "debater", ele. Há participantes ponto e ponto-balcão, tanto
pró e contra ventilar o seu apoio ou oposição. Quando tudo terminou, o assunto a ser
promovido foi implantado na mente do público. Enquanto isto era novo no início dos
anos 1970, é hoje prática corrente em que talk shows.

Cinco páginas do amor para o LSD no artigo de Ginsberg foi devidamente impresso
pelo New York Times. Ginsberg tinha tentado comprar a mesma quantidade de espaço
em um anúncio, que teria custado pelo menos US $ 50.000. Mas Ginsberg não precisa
se preocupar, graças ao seu amigo Kenny Love, Ginsberg começou a publicidade
maciça tudo de graça. Com jornais como o New York Times e o Washington Post, sob o
controlo do Comité de 300, este tipo de publicidade gratuita é concedida a qualquer
assunto, e mais especialmente para aqueles que promovem estilos de vida decadente -
drogas hedonismo - qualquer coisa que vai confundir o povo norte-americano. Após o
período de experiência com Ginsberg e LSD, que se tornou padrão Clube de Roma, a
prática de convidar os principais jornais da América para dar publicidade gratuita na
procura de pessoas e idéias que estavam promovendo.

Pior ainda - ou, melhor ainda, dependendo do ponto de vista - United Press (UP) pegou
publicidade gratuita Kenny Love para Ginsberg e LSD e telex para centenas de jornais
e revistas de todo o país sob o pretexto de uma "notícia" histórica. Mesmo que tais
revistas estabelecimento altamente respeitável como "Harpers Bazaar" e "tempo" feito
respeitável Mr. Ginsberg. Se uma campanha a nível nacional desta magnitude foram
apresentados Ginsberg e os promotores de LSD por uma agência de publicidade, o
preço teria corrido em pelo menos US $ 1 milhão em termos de dólares de 1970. Hoje,
o preço não seria nada menos de US $ 15 - $ 16 milhões de dólares. Não é à toa que
me refiro à mídia como "chacais".
Sugiro que tente encontrar qualquer meio de comunicação para fazer uma exposição
sobre o Federal Reserve Board, que é o que eu fiz. Eu levei o meu artigo, que era uma
boa exposição da maior fraude na terra, para todos os grandes jornais, rádio e
televisão, revista casa e recebe vários talk-show. A poucas promessas feitas que
parecia bom - eles definitivamente do ar o artigo e ter me discuti-la - dar-lhes cerca de
uma semana e que iria voltar para mim. Nenhum deles nunca fez, nem o meu artigo
nunca aparecer nas páginas dos seus jornais e revistas. Era como se um manto de
silêncio tinha sido jogado em cima de mim e eu era o sujeito se esforça por promover,
e de fato foi justamente o que tinha acontecido.

Sem badalação da mídia massiva e quase sem cobertura em todo o relógio, o rock-
hippie beatnik, o culto da droga nunca teria deslanchado, ele teria permanecido uma
esquisitice localizada. Os Beatles, com suas guitarras, expressões tolas, a linguagem
de drogas e roupas esquisitas, não teria ascendido a um monte de feijão. Em vez
disso, porque os Beatles tiveram cobertura por parte da mídia, dos Estados Unidos
sofreu um choque cultural depois do outro.

Os homens enterrados na think tanks e instituições de pesquisa, cujos nomes e rostos


ainda não são conhecidos, mas algumas pessoas, a certeza de que a imprensa
desempenhou o seu papel. Por outro lado, o papel da mídia é importante em não expor
o poder por trás dos futuros choques culturais a certeza de que a origem da crise
nunca foi identificado. Assim foi a nossa sociedade enlouquecida com choques
psicológicos e stress. "Enlouquecido" é retirada do manual de treinamento de
Tavistock. De seu início modesto em 1921, Tavistock estava pronto em 1966 para
lançar uma revolução irreversível principais cultural na América, que ainda não
terminou. A Conspiração Aquariana é parte dela.

Assim amaciado, nossa nação foi agora considerado maduro para a introdução de
drogas que era rival da época de proibição em âmbito e as enormes quantidades de
dinheiro a ser feito. Esta também foi uma parte integrante da Conspiração Aquariana.
A proliferação do uso de drogas foi um dos temas em estudo na Science Policy
Research Unit (SPRU) na instalação de Tavistock da Universidade de Sussex. Era
conhecida como a "choques" futuro centro, um título dado a chamada psicologia
orientada para o futuro projetado para manipular grupos de população em geral para
induzir a "choques futuros". Foi a primeira de várias instituições, instituído pela
Tavistock.

"Choques futuros" é descrito como uma série de eventos que vêm tão rápido
que o cérebro humano não consegue absorver a informação. Como eu disse
anteriormente, a ciência tem demonstrado que há claramente limites para a
quantidade de mudanças de natureza a qual a mente pode lidar. Após
choques contínuos, o grupo de pesquisadores descobriu que grande parte da
população-alvo não queriam mais fazer escolhas. A apatia tinha tomado conta
deles, geralmente precedidos por violência cega, como é característico das
gangues rua das grandes cidades, serial killers, estupradores e
seqüestradores da criança, políticos corruptos,guerras e todo o tipo de
porcaria que a mídia de jornais e tvs lançam sobre as pessoas diariamente.

Esse grupo se torna fácil de controlar e segue docilmente as ordens sem se


revoltar, o que é o objeto do exercício. "Choques futuros", "é definido como a
aflição física e psicológica decorrentes do excesso de carga sobre o
mecanismo de tomada de decisão da mente humana." Esse é o jargão do
centro de pesquisas de controle da mente Tavistock tirado diretamente dos
seus próprios manuais - que eles não sabem que eu tenho.

Assim como um circuito elétrico sobrecarregado irá ativar um interruptor de viagem,


assim como os seres humanos a "viagem", que é uma síndrome que a ciência médica
só agora está começando a entender, embora John Rawlings Reese realizou
experiências nesse campo, já em 1920. Como pode ser apreciado, como um grupo
alvo está pronto para "a viagem" e tomar a droga como um meio de escapar das
pressões de muitas opções em conta a ser feita. Isto é como uso de drogas se
espalhou tão rapidamente através da geração de América "beat". O que começou com
os Beatles e os pacotes amostra de LSD cresceu em uma maré de uso de drogas que
está inundando a América.

O comércio de drogas é controlado pela Comissão dos 300 a partir de cima para baixo.
O comércio de drogas começou com a Compania Britânica das Indias Ocidentais e foi
seguido de perto pela Compania holandêsa das Indias Ocidentais. Ambos foram
controlados por um "Conselho de 300". A lista dos nomes dos sócios e acionistas das
Companias era recheada de Nobres Europeus que serviam de fachada para o
verdadeiro dono O Vaticano. A Compania Britânica das Indias Ocidentais criou a "China
Inland Mission", cuja tarefa era fazer com que os camponeses chineses, ou coolies,
como eram chamados, viciarem-se em ópio. Isso criou o mercado de ópio que essa
compania então preencheu.

Na mesma maneira o Comitê dos 300 usaram os "Os Beatles" para popularizar as
"drogas sociais" para a juventude da América com a ajuda de Hollywood para
hipnotizar a multidão. Ed Sullivan foi enviado à Inglaterra para se familiarizar com o
primeiro Instituto Tavistock e seu "grupo de rock" que ia invadir as praias dos Estados
Unidos. Sullivan, em seguida, retornou aos Estados Unidos para elaborar a estratégia
de mídia eletrônica de como embalar e vender o grupo. Sem a plena cooperação da
mídia eletrônica ,Ed Sullivan, e em particular "Os Beatles" e sua "música" teriam
morrido na praia. Mas ao contrário, a vida nacional e o caráter dos Estados Unidos foi
mudado para sempre por essa experiência de controle mental das massas.

Agora que nós sabemos, é por demais evidente o sucesso dos "Beatles" e da
campanha para a proliferação do uso de drogas. O fato de que "Os Beatles" tiveram as
suas músicas e letras escritas por eles, Theo Adorno foi ocultado da opinião pública. A
função principal de "Os Beatles" foi o de serem descobertos pelos adolescentes, que
em seguida, foram submetidos a uma barragem non-stop "da música dos Beatles", até
que eles se convenceram de que gostaram do som e aprovaram-no, juntamente com
todos os que o acompanharam . O grupo de Liverpool explodiu além das expectativas,
e com "uma pequena ajuda de seus amigos", ou seja, substâncias ilegais que
chamamos de drogas criou toda uma nova classe de jovens nos moldes precisos criado
pelo Instituto Tavistock.

(1), um instituto de pesquisa no Reino Unido, onde eles no controle da mente, dirigida por
psiquiatras altamente treinados que respondem ao Illuminati. A partir daqui, o aiatolá
Khomeini, Radovan Karadzic, Milosevic e Hitler entre outros foram todos treinados para a
sua missão.

Até agora, o Dr. John Coleman. Não é mencionado aqui, mas os Rolling Stones foram
criadas a partir da mesma fonte e com a mesma finalidade. Os Beatles deviam ser os
"caras bons", enquanto os Rolling Stones foram os "bandidos". Além disso, os Rolling
Stones eram peritos na criação de repetir "palavras", ou seja, uma frase musical que é
repetida uma e outra vez (como em "Satisfaction", "Jumping Jack Flash", etc.) Essas
palavras são repetidas várias vezes ao longo da canção e acionam a mente a ser
receptiva a qualquer sub-mensagem que você deseja transferir para a mente dos
ouvintes. No caso dos Rolling Stones são as mensagens satânicas em suas letras, e
eles têm que repetir isso várias vezes ao longo dos anos.

Outra coisa interessante é que os Beatles foram nomeados cavaleiros pela Rainha
Elisabeth II na década de 60 pelo "bom trabalho". Ringo Star disse à imprensa que
tinha ficado tão nervoso que teve que fumar maconha no banheiro antes dele
encontrar a rainha. Recentemente, Paul McCartney foi condecorado "de novo" ...

Aleister Crowley: Magia no serviço da coroa


18 maio de 2010

por L.C. Vincent


(Para henrymakow.com)
Foi talvez o ponto alto para a Alemanha na II Guerra Mundial. France
prostrada sob o boot da máquina de guerra alemã. A única coisa que
ficava entre a Inglaterra ea Alemanha foi a Royal Air Force. Ou assim
parecia.

Nós sabemos que os livros de história tradicional nos dizer. The Royal Air
Force resistiu à selvageria repetida da Luftwaffe alemã e Hitler cresceu
cada vez mais impaciente com a idéia de um assalto anfíbio.

A realidade, naturalmente, é mais complexa. Os britânicos utilizaram as


forças ocultas da tecnologia - da magia - e não seria a primeira vez que
a Coroa Inglês beneficiou do poder dos seus mais famosos mágicos.

A coroa britânica, os acionistas do Bank of England, a sobreposição com


o Illuminati, são satanistas. Ele defende a razão dos seus serviços de
Inteligência poderia usar a feitiçaria para promover os seus fins. A parte
de leão do mal do mundo provém dessa fonte.

Em 1986, livro, chamado "Lammas Night"Estritamente ficcionais, é


claro, sugeriu que um grupo de bruxas e bruxos se reuniam em locais
sagrados durante as horas mais desesperadas da Inglaterra para realizar
a magia cerimonial, com o objetivo de manter a Hitler de invadir a
Inglaterra, enchendo sua cabeça com confusão e ansiedade sobre os
anfíbios assalto conhecida como "Operação Leão Marinho".

Muitas pessoas têm felicitou o autor, Katherine Kurtz, em seu retrato


realista do evento "ficcional. Ela foi aplaudida de criação vibrante e
personagens de desenho fino. A razão deste evento "fictícia tinha como
um anel de verdade é porque realmente fez tais cerimônias ocorrem em
toda a Inglaterra.

Segundo o autor Gerald Suster, em seu livro "Hitler: O Messias Oculto",


Citando Inglês mago Gerald Gardner," cast bruxas magias para impedir
Hitler de aterragem depois de a França caiu. Conheceram-se, levantou o
cone de grande poder, e dirigiu o pensamento no cérebro de Hitler:
"Você não pode cruzar o mar. Você não pode cruzar o mar. Não é capaz
de vir. Não é capaz de vir. " ... Não estou dizendo que pararam de Hitler.
Tudo o que eu digo é que eu vi uma cerimônia muito interessante
realizado com a intenção de colocar uma certa idéia em sua mente e
isso se repetiu várias tempo depois, e apesar de todas as barcaças de
invasão estava pronta, o fato é que Hitler nunca sequer tentou vir. "

Gardner pode estar se referindo ao trabalho de Dion Fortune, autor do


livro "A Batalha da Grã-Bretanha Magical. "Fortune foi o chefe da
Sociedade da Luz Interior. Quando a Alemanha invadiu a Polônia e
venceu em questão de dias, Fortune, de acordo com uma revisão deste
livro, "... iniciou uma série de programas de mágica projetado para
evitar as intenções expansionistas do Terceiro Reich".

THE Armada Espanhola

Esta não foi a primeira vez que Inglaterra usado aplicado magia para
virar a maré da história. Talvez o primeiro evento é registrado quando a
Inglaterra enfrentou a Grande Armada Espanhola em 1588.

Em 1579, o Rei Filipe II de Espanha, com a insistência do Vaticano,


preparado para invadir a Inglaterra. Sem o conhecimento de Filipe II, no
entanto, a rainha da Inglaterra, Elizabeth I, havia contratado dois
técnicos oculto (magos) para continuar e expandir o reino da Inglaterra,
no alto mar. Esses dois magos eram Sir Edward Kelly e Dr. John Dee.

Com as bênçãos e as instalações da Coroa Inglêsa, Kelly e Dee haviam


realizado numerosos trabalhos mágicos, chamados skryings, o que
permitiu Dee e Kelly comunicação direta com os seres angelicais. Este
processo de elaboração sigilos mágicos e talismãs foi realizado usando
um shewstone ". Através dessa pedra, disse ter sido dada ao Dr. Dee
pelo anjo Uriel, John Dee foi capaz de construir uma linguagem angelical
com seu próprio alfabeto, que ele chamou de Enochiana. Através da
utilização desta linguagem simbólica angelical, Dee e Kelly, segundo a
lenda, foram capazes de construir e consagrar talismãs especificamente
projetado para criar uma tempestade poderosa para explodir e afundar
a Armada Espanhola, e espalha-la em confusão.

De fato, uma forte tempestade fez afundar ou danificar uma grande


parcela da Armada espanhola antes do restante fez o seu caminho de
volta para a Espanha. Mas o que a maioria dos historiadores e
estudantes de história, não sabia era que houve realmente três
tentativas pela Armada de Espanha para destruir a Marinha Inglesa e
invadir a Inglaterra, e a cada vez, uma enorme tempestade surgia
inesperadamente, e desabava espalhando um número significativo da
frota da invasão espanhola.

Persistem rumores de que o Dr. John Dee e Sir Edward Kelly aplicou sua
magia cerimonia Enochiana,para invocar cada vez as forças da Natureza
ao seu comando para salvar a Inglaterra de uma derrota certa.

Dr. Dee e Sir Edward Kelly viajou para a coroa, e Dr. Dee informou a Sir Francis
Walsingham, Spymaster a Elizabeth o primeiro. Dee foi também supostamente a dupla
original O Seven (007), como Dee assinado seus relatórios para Walsingham com dois
círculos, representando os olhos, acima do qual ele desenhou o sinal matemático de raiz
quadrada, o que parecia ser o número 7, ou em conjunto, 007! No entanto, há ainda mais
para esta história, por Aleister Crowley, afirmou, de acordo com John Symmonds em seu
livro, "A Grande Besta", Que uma das encarnações passadas Crowley foi Sir Edward
Kelley, o skryer da pedra de adivinhação" que ajudou a formular a poderosa linguagem
mágica Enochiana do Dr. Dee.

JAMES BOND E Aleister Crowley

Cerca de quatrocentos anos depois, Ian Fleming, futuro autor de James


Bond (007) que era funcionário da inteligência britânica na época, e
Aleister Crowley foram convocados por Winston Churchill para formular
uma estratégia magickal contra Hitler e da Alemanha. De acordo com
um 4 de março de 2008 artigo no jornal britânico "The
Telegraph"Crowley decidiu construir um ritual cerimonial oculto nas
florestas Ashdown. Isto exigiu um círculo de compensação, juntamente
com um caminho de árvores que conduz ao círculo. O Ritual e a
cerimônia foram realizadas e projetados para atrair Rudolph Hess para a
Inglaterra por vazamento palavra destas cerimônias para o Embaixada
da Roménia, e daí para a Alemanha.

O objectivo destas cerimónias foram concebidas para convencer Hess


que houve uma verdadeira Paz Party na Grã-Bretanha, liderados pelo
duque de Hamilton, líder do reputado Cliveden Set, um conjunto
disperso de classe alta nobreza supostamente simpático a uma aliança
entre a Inglaterra e a Alemanha . Foi nesse meio estranho que Hess
iniciou sua missão de paz solo. O resultado desse subterfúgio foi que a
Inglaterra foi capaz de expulsar seus simpatizantes nazistas e
neutralizá-los, enquanto desfilam um capturado Hess, o segundo homem
da máquina nazista, como um prisioneiro militar. De acordo com o
artigo: "O propitiousness de 11 de maio como um dia de Hess a viagem
foi cuidadosamente ensaiado para os rituais e Crowley fez uma tentativa
genuína para usá-los para apanhar sua presa por mágica."
Aparentemente, essa não foi a primeira vez que Aleister Crowley foi
convidado a contribuir para o seu talento único para o esforço de guerra
Inglês. Segundo o autor Gerald Suster, em seu livro "O legado da
Besta"Crowley foi convidado a conhecer o diretor da Inteligência Naval
Britânica no início da Segunda Guerra Mundial. Suster afirma:" Crowley
afirmava que ele defendia o uso de dois sinais mágicos que foram para
elevar a moral britânica, e que eram freqüentemente usados por
Winston Churchill: o sinal "V", que em termos mágicos é o contador da
suástica, e o 'Thumbs Up', o símbolo do falo e Vitória, que foi publicada
em um panfleto da poesia de Crowley durante os dias mais
desesperadores de 1940 e cuja uso espalhou em toda a Nação. "

Expalhar estes sinais mágicos para as massas para ser usado contra Hitler e o Terceiro
Reich, não pode ter sido as contribuições só Crowley à guerra da Inglaterra WWII esforço,
como a British Intelligence também pode ter usado Crowley como dupla de Churchill em
mais de uma ocasião. Em "O legado da Besta"Página oposta 131, é uma fotografia de
Crowley representando Winston Churchill. A semelhança é extraordinária.

O Lusitânia

No entanto, para todos os seus teatralidade, sem um serviço de tempo


maior dúvida Aleister Crowley guerra à Coroa Inglês durante a Primeira
Guerra Mundial Crowley estava em Nova York, Estados Unidos ainda não
tinham entrado na guerra, e a guerra não estava indo bem para a
Inglaterra e seu aliados. subterfúgios diversos haviam sido tentadom e
não para atrair América no conflito.

Crowley decidiu se tornar um contribuinte para o idioma Inglês jornal


alemão com sede em Nova York, chamada "A Pátria"Depois de
convencer o seu editor, George Sylvester Viereck, que ele (Crowley) foi
realmente irlandês e, portanto, um inimigo da Inglaterra e amigo da
Alemanha.

Escrita sob vários pseudônimos, Crowley escreveu o artigo que pode


realmente ter resultado no naufrágio do navio de passageiros
britânicos, 'O Lusitânia"Por um submarino alemão, quando ele
promoveu, no mais extremos delírios e hiperbólica, o seu caso para a
Alemanha para realizar irrestrito Submarine Warfare. No livro, "The
Legend of Aleister Crowley"PR por Stephenson e Israel Regardie, eles
citam Crowley como dizendo:" eu defendi .... "Irrestrita guerra
Submarina ", secretamente o cálculo (razão, como o tempo mostrou)
que tão ultrajante violação de um direito de todos e decência humana
seria a gota d'água e a força da América para entrar no nosso lado. "

Não havia nenhuma dúvida na mente de Crowley de que sua escrita foi
o fator decisivo. Tinha escrito um artigo anterior em "A
Pátria"Chamado"O Futuro do Submarino", Que descreveu este novo
navio de guerra submarino como o futuro da guerra do oceano. Agora, o
seu artigo intitulado"Irrestrita guerra submarina"Defendendo o uso
irrestrito de tal guerra submarina, tinham sido publicado em"A Pátria"E,
sem dúvida, lida na Alemanha. Crowley Como escreveu em sua
autobiografia,"As Confissões de Aleister Crowley"Após a reunião secreta
com um membro da embaixada britânica em Nova York, ele acenou com
uma cópia do artigo e ansiosamente proclamou:" O condenado tolo leu o
impresso, e vai engolir a isca. "

Em 7 de maio de 1915, o Lusitânia foi atingido por um torpedo do


submarino alemão U-20, e afundou em 18 minutos, levando entre 1198
a 1959 vidas a bordo com ela. seu afundamento causou um furor
internacional, e por causa da perda substancial de vidas americanas,
desempenhou um papel fundamental na entrada dos Estados Unidos ao
lado da Inglaterra e seus aliados.

Como um satanista, a perda de vidas, como resultado deste ato não


teve nenhuma consequência para Crowley, que tinha tão
apaixonadamente defendida e agora comemorou o resultado de sua
Vontade mágico sobre a Terra.

A ironia, claro, é que "A Grande Besta" pode muito bem ter conseguido
convencer a Marinha alemã, com seu discurso defendido no impresso
como irrestrita guerra Submarina, a cometer o ato que selou o destino
da Nação Alemã e conduzi-la a derrota na Primeira Guerra Mundial

A descrição de Aleister Crowley para a Grã-Bretanha era "pérfida


Albion". Refere-se ao fato, de acordo com Crowley, que a característica
mais comum da classe superior Inglêsa é a traição, "duplo-sentido" e
hipocrisia. Por esta norma, o que fez a Grã-Bretanha à Alemanha seria
par para a sua linha de conduta. Eles são satanistas, afinal.

L Vincent C