Anda di halaman 1dari 9

O Do-In e a Auto Massagem

Preparação – Exercício de relaxamento


1 - A bailarina
 De pé , pés paralelos e afastados em alinhamento com a bacia.
 Inspirando, elevar o joelho direito até formar um ângulo reto entre a coxa e o tronco (à
frente)
 Expirando, deslizar a perna para o lado direito, para abrir a articulação da coxa e da
anca e depois voltar à posição inicial.
 Executar uma série de 14 movimentos, alternando as pernas.
2 – Rotações do tornozelo
 Sentar no chão, pernas esticadas à frente
 Descrever círculos para dentro e depois para fora, com os pés.

Os 7 Benefícios do Do-In
 Ao nível da pele (regenera e limpa)
 Ao nível da circulação sanguínea e linfática (limpa)
 Ao nível da musculatura (relaxa)
 Ao nível do sistema nervoso vegetativo (equilíbrio dos 2 sistemas simpático e
parassimpático)
 Ao nível do sistema nervoso cefalorraquidiano (espinal medula e coordenação
nervosa)
 Ao nível visceral (estimula/relaxa os órgãos)
 Ao nível das glândulas endócrinas (ativa/acalma o sistema)

Onde Praticar
 Em casa, sitio calmo, arejado, onde não possa ser perturbado. Virar-se para o sol. (em
caso de estar num local fechado, vire-se para si, o seu sol, pois tudo que está fora de
nós está dentro – alimente a imaginação)
 Parque, bosque, desde que o tempo o permita. Local calmo. Virar-se para o sol.

Quando Praticar
 Melhor ao início do dia, ainda em jejum (depois de um copo de água quente), porque
se harmoniza melhor com as forças cósmicas do Universo. De preferência ao nascer do
sol.
 Noutro local qualquer será melhor fazê-lo de estômago vazio (evitar que o corpo esteja
a despender energia noutra atividade)
 Antes de deitar é desaconselhável pois pode despertar e ter depois dificuldades em
adormecer, mas isso depende da pessoa para pessoa (experimentar é a melhor forma
de saber).

Como Praticar
 Retirar joias, relógios e todos os metais, pratas (provoca fuga de energia) ou ouro
(estimula)
 Vestuário amplo e confortável, sem cintos, em fibra natural de preferência.
 Ter sempre uma almofada ou manta por perto.

Posições
De pé
 Pés paralelos e afastados em alinhamento com a bacia.
 Corpo relaxado e direito

Posição de Seiza
 Colocar-se de joelhos, com os dedos grandes dos pés, um sobre o outro e sentar-se
sobre os calcanhares.
 Afastar os joelhos. As mulheres deverão poder passar um punho entre os joelhos e os
homens dois.
 Alongar as costas, como a querer tocar no céu com a cabeça, porém com ombros
relaxados. Pode-se colocar uma almofada ou colchão entre as nádegas e os pés em
caso de dificuldade de manter a posição.

Sessão de Do-In
Exercícios Preliminares
 Colocar as mãos à altura do rosto, como para rezar, esfregar uma na outra para que
fiquem bem quentes e secas.
 Segurar o punho esquerdo com a mão direita. Rodar a mão esquerda várias vezes,
friccionando sempre o punho esquerdo com a mão direita.
 Assentar os dedos da mão esquerda na palma da mão direita. Mão esquerda fica
relaxada e a mão direita empurra os dedos da mão esquerda, rebatendo-os para trás,
sem forçar de mais.
 Comprima e esfregue toda a mão esquerda com a mão direita, não esquecendo os
espaços situados entre as bases dos dedos.
 Com os dedos da mão direita, forme uma pinça, prende a base do polegar esquerdo e
estique deslizando pelo dedo. Faça o mesmo para todos os outros dedos.
 Refaça estes 5 exercícios para a outra mão.

Cabeça, Crânio, Rosto e Pescoço


 Fechar os punhos das mãos, e com a segunda
falange, tamborilar suavemente o crânio, de cada
lado da linha média (ajuda a colocar as ideias no
lugar). Não bata na linha do meio.
 Com as pontas dos dedos, pressione os pontos
indicados na figura, com movimentos suaves e
circulares e da frente para trás, sem levantar as mãos
da cabeça.
 Apoie os dedos nos pontos situados atrás do
pescoço, como na figura, apoie e massaje ao mesmo
tempo (ajuda a libertar tensão e fadiga nas costas e
pescoço e alivia e previne dores de cabeça)
 Agarre algumas madeixas de cabelo e puxe
ligeiramente, continuando co longo do crânio.

Clarifica o espírito, regeneram a bexiga e os rins, aliviam a obstipação, as


hemorroidas e problemas da próstata e nas mulheres tem uma ação benéfica sobre
as dores menstruais.

 Com a ponta dos dedos, percorrer o rosto de cima para baixo, detendo-se um pouco
sobre as pálpebras. Acariciar o rosto.
 Com os 3 dedos, polegar, médio e indicador de cada mão, tipo pinça, colocar a ponta
dos dedos acima das sobrancelhas e massajar com movimentos rotativos.
 Fazer o mesmo entre as sobrancelhas e o cabelo e depois mais acima, na raiz dos
cabelos.
 Colocar os dedos das 2 mãos de cada lado do rosto, exercer pressão fazendo deslizar
as mãos nas têmperas, como se tentasse alargar ou abrir a testa.

Estimula o estômago. Ativa a circulação, sistema nervoso e digestivo.


Combate a fadiga nervosa, descongestiona os seios nasais e tonifica os olhos.

Os olhos são as aberturas sobre o fígado, sendo que é comum dizer que quem
utiliza muito os olhos são pessoas coléricas. Mas também o movimento dos olhos, com
grande amplitude de movimento e observação é próprio de pessoas inteligentes.

 Feche os olhos com a máxima força e em seguida abra-


os completamente, expirando.
 Coloque os polegares sobre o ponto A, como na figura,
apoiando profundamente e massaje contando até 10.
Repita 3 vezes.
 Coloque o indicador no local da letra B e faça o mesmo
exercício.
 Coloque o indicador no local da letra C e repita, bem
como no ponto D e no ponto E.
 Esfregue as mãos até ficarem quentes, volte a fechar
os olhos, coloque as mãos assentes sobre os olhos e
sinta a energia destas. Conte até 10 e repita 3 vezes o
exercício.
 Massaje ligeiramente os olhos com o indicador, o dedo
médio e o anelar. Massaje os ossos à volta dos olhos
com um movimento circular começando pelo canto
interno, perto do nariz, como na figura g. Efetue o
movimento 10 vezes e repita o ciclo 3 vezes. (se
massajar na direção oposta, enfraquecerá os músculos
oculares, provocando aparecimento de rugas).
Revitaliza o sistema ocular e atua, preventivamente, contra as rugas e os papos
em volta dos olhos.

 Para o glaucoma ou cataratas, pratique estes exercícios até 20 minutos por dia. A este
exercício pode ser associado os exercícios que fortalecem o fígado.
 Se sentir algum ponto doloroso, não pressione muito. Se acaso no ponto A e B houver
sinal de dor é sinal de uma desordem dos olhos e do corpo. Se o ponto B estiver
inchado ou escuro, é porque sofre de retenção de água e precisa de repouso.

 Com a cabeça bem direita, olhe primeiro para o


teto, depois para o chão. Repita várias vezes,
lenta e deliberadamente.
 Olhe, de seguida, para cada lado da cabeça.
 A seguir, olhe para cima e para baixo dos cantos
opostos dos olhos.
 Depois, rotativamente, primeiro no sentido
horário e depois inverso.
 Faça o acompanhamento destes movimentos
duma massagem com as mãos e duma pressão
das palmas sobre os olhos para fornecer energia.

Se praticar estes movimentos regularmente durante algum tempo, poderá nunca


mais ter necessidade de usar óculos para ver melhor.

O nariz é a abertura para os pulmões e tudo que esteja associado ao nariz traduz
uma perturbação pulmonar. O exercício do Grou fortifica os pulmões dirigindo, para aí
o fluxo energético que contribui para impedir qualquer fator degenerativo do sistema
respiratório, bem como os exercícios em torno do nariz.

 Coloque as mãos, uma de cada lado do nariz, em


posição de oração.
 Inspirar em plenos pulmões e ao expirar esfregar
fortemente com as mãos. Repita várias vezes.
 Com a ponta do indicador, faça pressão forte sobre
os pontos indicados na figura.
 Comece na base do nariz e prima os pontos durante
cerca de 10 segundos e a seguir massaje
brevemente. A seguir faça o mesmo para os outros
dois pontos.
 Repita esta sequência 3 vezes, começando sempre
por baixo.
 Massaje depois com um movimento contínuo,
começando também por baixo e repita o movimento
3 vezes.
Limpa as cavidades nasais e funções respiratórias. Previne gripes, alergias e
sinusites e estimula as funções digestivas.

 Colocar os 4 dedos de cada mão sobre as faces, exerça uma rotação nas faces em
todos os sentidos, repetindo 7 vezes.
Os ouvidos são a abertura para os rins, portanto se sofre de problemas nos
ouvidos, é porque tem os rins fracos. Por isso é sempre aconselhável praticar o
exercício para os rins, além destes.
Além disso a prática destes exercícios estimula a pineal e alimenta-a de
energia, assegurando o seu bom funcionamento.

 Puxar e massajar as orelhas, procurando pontos sensíveis.


 Colocar o indicador de cada mão sobre a parte externa do
ouvido e dobre o trago para cima, tapando a entrada do canal
auditivo.
 Utilizando a ponta do dedo médio, bata suavemente na unha do
indicador. Bata com ritmo suave e regular 12 a 36 vezes.
 Faça uma pausa e repita 3 vezes.

A boca e especialmente a língua são a abertura para o coração. Os sentimentos


de raiva, amor, simpatia e ira residem no coração e são estimulados pela língua. Além
disso os Taoistas, têm como sagrada a saliva ou “água celeste” e atribuem-lhe
propriedades curativas naturais. A saliva estimula a síntese de uma hormona que
previne a cárie dentária. Os exercícios da boca, abrangem primeiro o exercício da saliva,
depois da pressão nas gengivas e do bater dos dentes.
Pode-se praticar de manhã ao acordar, após as refeições, para combater o mau
hálito ou outro qualquer momento apropriado.

 Percorrer a boca com a língua, sobre as gengivas e os


dentes, como se fosse uma escova de dentes, enquanto as
glândulas salivares produzem saliva. Não engula.
 Utilize esta saliva como elixir e lave todo o interior da boca
e dentes.
 Divida a saliva em três partes, que deverá engolir
lentamente uma a uma até a boca ficar vazia. Sinta-a
descer até ao estômago.
 Prima os pontos indicados na figura. Exerça uma pressão
firme e igual, seguida de fricção, para expandir a energia
em torno desse ponto. Repita 3 vezes.
 Bata os dentes 36 vezes para reforçar os dentes e as
gengivas.
 Massaje no final o maxilar inferior.
Estimula os pontos dos meridianos do estômago, intestino delgado e grosso.
Ativa o funcionamento das glândulas salivares e a circulação sanguínea ao nível
das gengivas.

A glândula da tiroide tem influência sobre o


metabolismo de todo o organismo. Ao massajar esta
região a tiroide recebe um suplemento de energia que
ativa o funcionamento normal da mesma. Graças a um
metabolismo mais ativo, o organismo elimina mais
venenos e toxinas.
 Massaje os pontos indicados na figura, com a ajuda do
indicador e do polegar.
 Massaje ainda o pescoço com as duas mãos, envolvendo-
o e com movimentos circulares massajar toda a zona,
posterior, anterior e lateral.

Ombros e Braços
 Massajar o ombro esquerdo com a mão direita, assentando a palma da mão no ombro e
depois apertando com os dedos, massajar ao longo do ombro, desde o pescoço até ao
antebraço.
 Feche o punho da mão direita, com o braço esquerdo, segure o cotovelo do direito,
empurrando-o ligeiramente, para que com o punho consiga bater toda a zona do ombro e
trapézio.
 Troque as mãos e repita para o outro ombro.

Favorece a circulação sanguínea, previne torcicolos, enxaquecas, problemas


respiratórios ou fadiga.

Massajar os braços, estimula os meridianos do coração, dos pulmões e do


“mestre do coração”, situados ao longo da face anterior do braço, movimento
ascendente, femininos. E os meridianos, “triplo aquecedor, intestino grosso e intestino
delgado, situados ao longo da face posterior do braço, movimento descendente,
masculinos.

 Coloque a palma da mão esquerda ou em punho no interior


do ombro direito.
 Com um movimento contínuo, bata suavemente e
ritmadamente ao longo do braço até aos dedos.
 Vire o braço e faça este movimento de forma ascendente, até
chegar de novo ao ombro.
 Repita o movimento 12 vezes
 Inverta agora o movimento, repetindo o exercício no outro
braço, também 12 vezes.

Favorece a circulação sanguínea, facilita a respiração, alivia angústias.


Descontrai, descomprime e regulariza o aparelho digestivo.

Mãos
 Coloque o braço esquerdo esticado ao longo do corpo, com a mão virada com a palma
para o solo, formando um ângulo reto com o braço e estique esta posição de forma
confortável, sem causar dor. Depois vire a mão ao contrário, com as costas da mão
para o solo e faça o mesmo.
 Repita com a outra mão o exercício.
 Solte os dedos e as mãos e descreva círculos, apenas mexendo os pulsos e sem mexer
os braços. Primeiro num sentido e depois no outro.
 Leve as mãos ao peito, com os dedos separados em leque. Pressione os dedos e as
palmas das mãos uns contra os outros elevando os cotovelos o mais alto que poder.
 Ajudando com a palma ou os dedos da mão direita, empurre, um após outro, os dedos
da mão esquerda (exceto o polegar), na direção das costas da mão esquerda.
 Em seguida, empurre individualmente todos os dedos, exceto o polegar, na direção da
palma da mão, primeiro com uma mão e depois com a outra.
 Com o polegar da mão direita massaje toda a palma da mão esquerda e depois mude
para a outra mão.
 Entrelace os dedos indicadores e puxe-os como se os quisesse separar. Faça o mesmo
para os restantes.
 Estique o indicador e agarre-o com a mão direita. Faça-o rodar num sentido e depois
no outro. Repita com os outros dedos.
 Massajar os dedos um a um, pressionando desde a zona da mão até às unhas.
 Massaje com o polegar as costas das mãos, entre os metacarpos.
 Massaje os pulsos com a ajuda do polegar, primeiro na parte interna e depois na
externa.

Estimula e relaxa todos os órgãos do corpo

Caixa Torácica
 Leve o polegar direito até à ponta do queixo, descendo-o em linha reta até atingir a
cova do esterno.
 Introduza o polegar, com a unha virada para cima, na concavidade localizada nesta
zona: a forquilha esternal. Exerça uma pressão firme de cima para baixo, até ao
interior desta concavidade.
 Continuar a descer sobre esta linha, com o indicador, exercendo pressão sobre todos
os pontos do esterno situados na junção das costelas.
 Feche as duas mãos em punho e bate suavemente em toda a superfície do peito,
insistindo um pouco por baixo das clavículas. As mulheres devem evitar bater
diretamente sobre os seios.
 Com as palmas das mãos viradas para cima e dedos esticados, oriente as pontas na sua
direção. Coloque a polpa dos dedos ao nível das costelas inferiores, dos dois lados ao
mesmo tempo. Percuta as costelas com a ponta dos dedos, começando sempre nas
costelas mais baixas e vá subindo progressivamente, dos flancos para o centro. Os
pulmões devem estar cheios, por isso inspire ao percorrer as costelas, expire e pare,
de novo inspire e faça os batimentos e expire e pare.
 As mulheres devem percutir todo o tórax, evitando os seios. Só para as mulheres,
devem no final massajar os seios com as palmas das mãos, primeiro num sentido e
depois no outro.
 Com a mão direita, segure o músculo que liga o braço esquerdo ao tórax (grande
peitoral). O polegar deve apoiar no músculo enquanto os outros dedos entram na cova
axilar. Massajar vigorosamente no sentido dos ponteiros do relógio, fazendo deslocar
o polegar até encontrar os pontos mais sensíveis. Faça depois o meso para o outro
lado.

Estimula a circulação e desobstrui os brônquios

Abdómen
 Com as mãos esticadas ou em punho, dar pancadas ligeiras ao longo do abdómen, até
ao púbis, evitando a zona do plexo solar, no fundo do esterno.
 Coloque a mãos direita sobre o ventre, acima do umbigo. Deixe deslizar a mão até à
anca esquerda e volte a subir pela anca direita até acima do umbigo outra vez.
 Descreva este círculo sobre o ventre, lentamente 22 vezes num sentido e depois 22 em
sentido inverso, evitando sempre a zona do plexo solar.
 Introduza os dedos abaixo das costelas, dum lado e de outro do esterno. Expire e flita a
parte superior do corpo para a frente e em seguida ao inspirar levante o tronco de
novo, calmamente.
 Repita várias vezes, avançando os dedos de cada vez, ao longo das costelas, até atingir
os flancos ao nível da cintura.

Melhora a circulação do sangue, dores abdominais e regenera a zona vital


energética

Costas
 Sacuda as mãos e em seguida esfregue-as para as recarregar.
 Feche os punhos e bata nas costas, percorrendo toda a região das costas, começando
na parte inferior das costas e subindo o mais alto possível e, depois, volte a descer,
sempre a bater.
 Repita esta manobra várias vezes de seguida.
 Aqueça bem as mãos, uma contra a outra e, depois coloque-as no fundo das costas.
 Esfregue vigorosamente toda esta parte até experimentar uma sensação de calor.

Nádegas e Pernas
 Feche as mãos e bata toda a zona das nádegas e ancas em círculo.

Massajar as pernas, estimula os meridianos do Fígado, do Baço Pâncreas e do rim,


situados ao longo da face interna da perna, movimento ascendente, femininos. E os
meridianos, estômago, Vesícula e bexiga, situados ao longo da face externa da perna,
movimento descendente, masculinos.
Massajar a parte interna da perna estimula a circulação de sangue, prevenindo as
varizes e cãibras. Massajar a face exterior da perna, de cima para baixo, pode prevenir
problemas como a hipertensão, retenção de água e obesidade. Este exercício contribui
também para prevenir o agravamento da bursite e da artrite.

 Coloque as palmas das mãos, ou punhos fechados, na face


externa das coxas e com um movimento contínuo vá
massajando ou batendo ao longo da perna até ao
tornozelo
 Repita o movimento 12 vezes, respirando normalmente.
 Faça o mesmo exercício pela parte interna das pernas,
desde os tornozelos até à parte interna da coxa.
 Repita também o exercício 12 vezes.

Pés
 Sente-se de pernas cruzadas e segure o pé esquerdo entre as mãos. Esfregue-o para o
aquecer.
 Segure o dedo grande do pé e faça-o girar, primeiro num sentido, depois no outro.
Faça o mesmo aos restantes.
 Faça o mesmo para o pé direito.
 Com a ajuda das mãos, dobre o dedo grande do pé para as costas do pé e depois para
a planta do pé. Repita o exercício para os restantes dedos. Faça o exercício nos dois
pés.
 Coloque a mão esquerda sobre o pé esquerdo. Faça deslizar os dedos entre os dedos
dos pés, afastando-os em leque. Massaje esta zona.
 Faça o mesmo para o outro pé.
 Bata com a mão direita ao longo da planta do pé esquerdo e depois com o polegar
pressione suavemente toda a planta do pé, desde os dedos até ao calcanhar, segundo
linhas verticais.
 Faça o mesmo para o outro pé.
 No peito do pé, com o polegar, massaje entre os metatarsos, entre os dedos, ora num
pé ora noutro.
 Agarre o pé esquerdo com as duas mãos, pelo tornozelo e abane o pé. Depois rode-o
num sentido e depois noutro.
 Faça o mesmo com o outro pé.
 Bata suavemente no pé esquerdo, ao longo do arco longitudinal do pé, desde o dedo
grande até ao calcanhar, massaje e esfregue bem esta zona.
 Faça o mesmo ao outro pé.
 Por fim, para concluir, coloque-se de pé, feche os olhos, inspire calma e
profundamente, várias vezes seguidas. Sacuda bem as mãos e os pés e estique-se para
cima e para baixo, com as mãos entrelaçadas a puxar o corpo em sentido ascendente e
as pernas em sentido desentende

Estimula e relaxa todos os órgãos do corpo