Anda di halaman 1dari 10

09/09/2017

QUESTÕES RESOLVIDAS SEGURANÇA DO TRABALHO :


CONCURSO PETROBRÁS 2017

CARGO: TÉCNICO DE SEGURANÇA JÚNIOR

ASSUNTO: APR,HAZOP,P2R2,HO,NBR

PROVAS TÉCNICO DE SEGURANÇA JÚNIOR – PETROBRÁS


2010 E 2014

PROVA PETROBRÁS 2010


DISCIPLINA : CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (SEGURNÇA DO TRABALHO, PREVIDENCIÁRIO)
BANCA: CESGRANRIO

QUESTÃO 37

A Análise Preliminar de Riscos (APR) é uma técnica de identificação de perigos e análise de riscos, que tem, entre outras, as
etapas de elaboração descritas abaixo, EXCETO
a) Aplicação de palavras-guia a uma variável do processo.
b) Seleção de um evento perigoso ou indesejável.
c) Identificação das causas possíveis do evento perigoso ou indesejável.
d) Estabelecimento de medidas de controle de risco e de controle de emergências.
e) Repetição do processo para outros eventos perigosos.

COMENTÁRIOS:

• Conhece a área e as atividades


• Entrevistas
• Coleta de dados
• Análise dos dados
• Implantação
• Medidas de Controle

1
09/09/2017

PROVA PETROBRÁS 2010


DISCIPLINA : CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (SEGURNÇA DO TRABALHO, PREVIDENCIÁRIO)
BANCA: CESGRANRIO

QUESTÃO 50

Quando for constatada divergência entre os registros constantes na Carteira Profissional ou na Carteira de Trabalho e
Previdência Social e no Perfil Profissiográfico Previdenciário, exceto se a empresa for legalmente extinta, a mesma deverá ser
esclarecida, segundo a Instrução Normativa INSS/DC nº 84,17/12/2002,por

a) Ação judicial
b) Consulta ao INSS
c) Diligência prévia junto à empresa
d) Intermédio do Tribunal Regional do Trabalho
e) Processo administrativo contra a empresa.

COMENTÁRIOS:

Art. 349. Cada administrador de Regime Próprio de Previdência Social, sendo regime instituidor, deverá apresentar ao INSS requerimento de compensação
previdenciária referente a cada benefício concedido com cômputo de tempo de contribuição no âmbito do RGPS.

I – confrontação entre os períodos constantes da Certidão e os períodos de vínculos existentes no CNIS ou entre outros meios previstos na legislação do INSS;
II – se detectada qualquer divergência, o órgão emitente deverá ser cientificado, para fins de retificação ou de ratificação dos dados informados na referida
Certidão;
III – se da verificação dos dados ainda resultarem divergências, caberá o indeferimento do requerimento, comunicando-se a decisão ao órgão interessado.

PROVA PETROBRÁS 2012


DISCIPLINA : CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (SEGURNÇA DO TRABALHO, PREVIDENCIÁRIO)
BANCA: CESGRANRIO

QUESTÃO 25

A Higiene Ocupacional cuida do ambiente de trabalho para prevenir doenças ou lesões nos trabalhadores, causadas pelo
exercício de atividades em ambientes expostos a ruídos, substâncias químicas e bactérias, dentre outros.
Entre as normas da Higiene Ocupacional está a que estabelece que o(s)

a) trabalhador, exposto a ruído contínuo e intermitente superior a 100 dB(A), sem proteção auditiva, não corre risco de
perda de audição.
b) Empregador deverá manter o registro de dados do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais por um período
mínimo de 30 anos.
c) Profissionais habilitados a trabalhar nessa área são apenas os graduados em medicina.
d) Trabalhadores são obrigados a permanecer no canteiro de obras por, no mínimo, duas horas após a descompressão,
cumprindo um período de observação médica.
e) Trabalhadores expostos às radiações da luz negra (ultravioleta na faixa de 400-320 nanômetros) estão exercendo
atividades consideradas insalubres.

2
09/09/2017

PROVA PETROBRÁS 2012


DISCIPLINA : CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (SEGURNÇA DO TRABALHO, PREVIDENCIÁRIO)
BANCA: CESGRANRIO

QUESTÃO 30

A NBR 15219 (Plano de emergência contra incêndio – Requisitos) considera

a) A população que permanece regularmente na planta, considerando-se os turnos de trabalho e a natureza da ocupação, é flutuante.
b) A planta com carga de incêndio até 600 MJ/m² apresenta risco baixo; a planta com carga de incêndio entre 600 e 2000 MJ/m², risco médio, e a
planta com carga de incêndio acima de 2000 MJ/m², risco alto.
c) O plano de emergência contra incêndio deve ser referendado por escrito pelo Corpo de Bombeiros da localidade.
d) O profissional que tenha elaborado planos de emergência contra incêndio, específicos para risco baixo, médio ou alto, confirmados por atestado
de capacitação técnica, emitido por instituição ou empresa de notório conhecimento no Brasil, nos últimos cinco anos, é considerado habilitado.
e) Os exercícios simulados parciais de abandono de área em um período máximo de 6 meses e os exercícios completos de doze meses apresentam
riscos altos.

COMENTÁRIOS:
3.10 profissional habilitado: Profissional com formação em prevenção, combate a incêndio e
abandono de área, com carga horária mínima de 200 h para risco baixo, 300 h para risco
médio ou 400 h para risco alto; primeiros-socorros com carga horária mínima de 60 h para risco
baixo, 120 h para risco médio ou 240 h para risco alto; e análise de risco com carga horária
mínima de 60 h para risco baixo, 100 h para risco médio ou 140 h para risco alto. Ou
profissional que tenha elaborado planos de emergência contra incêndio nos últimos cinco anos,
específicos para o risco baixo, médio ou alto, confirmados por atestado de capacitação técnica
emitido por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil.

QUESTÃO 34

Os conceitos de Segurança e Saúde no Trabalho, estabelecidos nos diplomas legais, determinam que

a) O transporte de pessoas nos elevadores de materiais, desde que autorizados pelo órgão competente em matéria de
segurança e saúde no trabalho, é permitido.
b) A distância máxima a ser percorrida por um trabalhador no transporte manual de um saco é de 100 m.
c) A utilização de cinto de segurança tipo abdominal é exigida apenas em serviços de eletricidade e em situações em que ele
funcione como limitador de movimentação.
d) A instalação de uma carga superior a 500 kW obriga que apenas os estabelecimentos onde isso ocorra constituam e
mantenham prontuário de instalações elétricas.
e) As operações de corte a quente exigem que as mangueiras possuam mecanismos contra o retrocesso de chama, somente
na saída do maçarico.

3
09/09/2017

QUESTÃO 35

A Instrução Normativa nº 45 da Previdência Social estabelece que a responsabilidade pela emissão do Perfil Profissiográfico
Previdenciário (PPP) é de todos os relacionados a seguir, EXCETO da (o)

a) Empresa empregadora, no caso de empregado


b) Cooperativa de trabalho ou de produção, no caso de cooperado filiado
c) Órgão gestor de mão de obra, no caso de trabalhador avulso portuário
d) Sindicato da categoria, no caso de trabalhador avulso não portuário
e) Trabalhador rural, através do empregador gestor da mão de obra.

COMENTÁRIOS:

rt. 39. Filiado é aquele que se relaciona com a Previdência Social na qualidade de segurado obrigatório ou facultativo,
mediante contribuição.

§ 1º A inscrição do filiado será formalizada:

I - para o empregado e trabalhador avulso: pelo preenchimento, de responsabilidade do empregador, dos documentos
que os habilitem ao exercício da atividade, formalizado pelo contrato de trabalho no caso de empregado, observado o
disposto no art. 42, e pelo cadastramento e registro no sindicato ou órgão gestor de mão-de-obra, no caso de trabalhador
avulso, com inclusão automática no CNIS proveniente da declaração prestada em GFIP;
II - para o empregado doméstico:

a) que ainda não possui cadastro no CNIS, a inscrição em NIT Previdência será feita pelas informações prestadas pelo segurado, declarando sua condição e
exercício de atividade;
b) que já possui cadastro no CNIS em NIT PIS/PASEP ou SUS, mediante inclusão de atividade/ocupação em seu cadastro com base nas informações que ele
prestar para identificação e classificação nessa categoria, observado o disposto no inciso V do art. 55; e
c) para o cadastramento do empregado doméstico, decorrente de reclamatória trabalhista, inexistindo a inscrição, esta deverá ser feita considerando como
início de atividade a data da inscrição, gerada pelo sistema de cadastramento de pessoa física, na impossibilidade de comprovação para fins da retroação da
Data de Início das Contribuições – DIC;

III - para o contribuinte individual:

a) que ainda não possui cadastro no CNIS, a inscrição em NIT Previdência será feita pelas informações prestadas pelo filiado ou pela pessoa jurídica
tomadora dos serviços, declarando sua condição e exercício de atividade, nos termos do § 2º do art. 4º da Lei nº 10.666, de 2003; e
b) que já possui cadastro no CNIS em NIT PIS/PASEP ou SUS, mediante inclusão de atividade/ocupação em seu cadastro e havendo contribuições já
recolhidas, deverá ser observado o primeiro pagamento sem atraso;

IV - para o segurado especial:

a) a inscrição será feita de forma a vinculá-lo ao seu respectivo grupo familiar e conterá, além das informações pessoais, a identificação:

1. da forma do exercício da atividade, se individual ou em regime de economia familiar;


2. da condição no grupo familiar, se titular ou componente;
3. do tipo de ocupação do titular de acordo com tabela do Código Brasileiro de Ocupações - CBO;
4. da forma de ocupação do titular vinculando-o à propriedade ou à embarcação em que trabalhe; e
5. da propriedade em que desenvolve a atividade, se nela reside ou o município onde reside e, quando for o caso, a identificação e inscrição da pessoa
responsável pelo grupo familiar, podendo ser exigida pelo INSS a documentação que comprove estas informações para fins de homologação do período de
atividade na condição de segurado especial;

b) as informações sobre o segurado especial constituirão o Cadastro do Segurado Especial, observadas as demais disposições deste inciso, podendo o INSS
firmar convênio com órgãos federais, estaduais ou do Distrito Federal e dos Municípios, bem como com entidades de classe, em especial as respectivas
confederações ou federações;

4
09/09/2017

c) na impossibilidade da inscrição do Segurado Especial ser efetuada pelo próprio filiado, ela poderá ser providenciada por Entidade Representativa por meio
da Internet no portal eletrônico www.previdencia.gov.br, em módulo próprio, com senha de acesso específica, mediante convênio firmado entre o INSS e a
Entidade, observadas as demais disposições deste inciso;
d) as informações contidas no cadastro de que trata a alínea “b” deste inciso não dispensam a apresentação dos documentos previstos no inciso II do § 2º do
art. 62 do RPS, exceto as que forem obtidas e acolhidas pela Previdência Social diretamente de banco de dados disponibilizados por órgãos do poder público;
e) a aplicação do disposto neste inciso não poderá resultar nenhum ônus para os segurados, sejam eles filiados ou não às entidades conveniadas;
f) as informações obtidas e acolhidas pelo INSS, diretamente de bancos de dados disponibilizados por órgãos do poder público, serão utilizadas para validar
ou invalidar informação para o cadastramento do segurado especial, bem como quando for o caso, para deixar de reconhecer no segurado essa condição;
g) o segurado especial integrante de grupo familiar que não seja proprietário do imóvel rural ou embarcação em que desenvolve sua atividade deve informar,
no ato da inscrição, conforme o caso, o nome e o Cadastro de Pessoa Física - CPF do parceiro ou meeiro outorgante, arrendador, comodante ou assemelhado;
h) para a manutenção do cadastro o segurado especial ou a entidade representativa poderá declarar anualmente o exercício da atividade rural, por meio de
aplicativo próprio disponibilizado no sítio da Previdência Social, em www.previdencia.gov.br;
i) para aquele que já possui cadastro no CNIS, o próprio segurado ou a entidade representativa poderá efetuar a complementação ou manutenção dos dados
cadastrais, a fim de caracterizá-lo como Segurado Especial; e
j) nos locais onde não esteja disponível o acesso à internet, para o cadastramento, complementação das informações e manutenção da atividade do segurado
especial, poderão ser utilizados pelas entidades representativas os Anexos XXXV e XXXVI, e pela Fundação Nacional do Índio - Funai, o Anexo XXXVII, para
posterior inclusão dos dados no Cadastro Nacional de Informações Sociais - CNIS; e (Nova redação dada pela IN INSS/PRES Nº 51, DE 04 /02/2011)

Redação original:
j) nos locais onde não esteja disponível o acesso a internet, para o cadastramento, complementação das informações e manutenção da atividade do segurado
especial, poderão ser utilizados pela FUNAI o Anexo I e pelas entidades representativas os Anexos XXXV e XXXVI, para posterior inclusão dos dados no CNIS; e

V - para o facultativo: mediante cadastramento via NIT Previdência ou por intermédio da inclusão dessa condição em NIT PIS/PASEP/SUS e havendo
contribuições já recolhidas, deverá ser observado o primeiro pagamento em dia.

§ 2º Após efetivada a inscrição no CNIS, será emitido e fornecido ao filiado o comprovante de inscrição, que tem por finalidade consolidar as informações do
cidadão, orientá-lo quanto a seus direitos, deveres e sobre o cadastramento de senha para autoatendimento.
§ 3º Na impossibilidade de a inscrição ser efetuada pelo próprio filiado, ela poderá ser providenciada por terceiros, sendo dispensado o instrumento de
procuração no ato da formalização do pedido, observado o previsto na alínea “c” do inciso IV do § 1° deste artigo.
§ 4º Nos casos dos incisos II, III e IV do § 1º deste artigo, o INSS poderá solicitar a comprovação das informações prestadas a qualquer tempo, caso necessário,
para atualização de dados de cadastro.

QUESTÃO 41

Há uma técnica que permite explicitar alguns pontos específicos tanto do processo considerado de forma integral, como dos
subsistemas particulares, das interações entre partes do sistema e dos procedimentos operacionais. Nessa técnica, durante
as avaliações, procuram-se identificar os desvios nas condições de funcionamento do sistema em relação aos objetivos
originalmente definidos para ele.
Essa definição da “missão” e de cada parte e do todo do comportamento esperado para o sistema é fundamental para a
aplicação da técnica

a) APP
b) HAZOP
c) Check list
d) APR
e) Brainstorming

COMENTÁRIOS:

HazOp é uma técnica projetada para identificar perigos que possam gerar acidentes nas diferentes áreas da instalação,
além de perdas na produção em razão de descontinuidade operacional…
Esta Análise Preliminar de Riscos (APR), denominada de HAZOP, baseia-se na técnica definida e usada pelos militares nos
programas de segurança de seus sistemas. Muitas empresas químicas possuem um método semelhante implantado, talvez
com nome diferente.

5
09/09/2017

QUESTÃO 44

Observando-se os termos e as definições estabelecidos na NBR 14280 (Cadastro de acidentes do trabalho – Procedimento e
Classificação), verifica-se que

a) O acidente de trajeto deve fazer parte do cálculo usual das taxas de frequência e de gravidade.
b) O ato inseguro pode ser algo que uma pessoa fez quando não deveria fazer ou deveria fazer de outra maneira.
c) O valor de 4000 dias debitados deve ser considerado no cálculo da taxa de gravidade quando um acidente do trabalho
provocar uma incapacidade permanentemente total.
d) A lesão mediata é toda aquela que se manifesta no momento do acidente.
e) As despesas com reparo ou substituição de máquinas e equipamentos avariados fazem parte do custo segurado.

COMENTÁRIOS:

2.3 acidente de trajeto: Acidente sofrido pelo empregado no percurso da residência para o local de trabalho ou deste
para aquela, qualquer que seja o meio de locomoção, inclusive veículo de propriedade do empregado, desde que não
haja interrupção ou alteração de percurso por motivo alheio ao trabalho.

2.8.2 ato inseguro: Ação ou omissão que, contrariando preceito de segurança, pode causar ou favorecer a ocorrência de
acidente

2.9.1.4 lesão mediata (lesão tardia): Lesão que não se manifesta imediatamente após a circunstância acidental da qual
resultou.

QUESTÃO 46

A investigação de incidentes, estabelecidas na norma OHSAS-18001 (Sistemas de Gestão de saúde e segurança ocupacional-
Requisitos), encontra-se em qual etapa do ciclo PDCA?

a) Politica de SST
b) Implementação e operação
c) Verificação e ação corretiva
d) Análise critica pela administração
e) Planejamento

COMENTÁRIOS:

Planejar: estabelecer objetivos


Fazer: implementar processos
Verificar: monitorar e medir processos
Agir: executar ações

6
09/09/2017

QUESTÃO 48

Diversas literaturas, tais como a OHSAS 18001/2007, a OIT/2001 e a NBR 31000:2009 definem riscos de diferentes formas.
Matematicamente, o risco pode ser expresso de uma forma simplificada, como

a) perigo/salvaguardas
b) confiabilidade x probabilidade
c) Perigo/frequência
d) salvaguardas x probabilidade
e) Frequência/confiabilidade

COMENTÁRIOS:

3.6 perigo Fonte, situação ou acto com um potencial para o dano em termos de lesões, ferimentos ou danos para a saúde
(3.8), ou uma combinação destes.

QUESTÃO 49

Com relação à natureza dos riscos, considere as afirmativas abaixo.

I – Riscos especulativos são os que se encontram relacionados à possibilidade de ganho ou à oportunidade de perda.
II – Riscos administrativos são os dependentes de decisões gerenciais, de mercado e de produção, entre outros.
III – Riscos políticos são os que se encontram vinculados a leis, decretos e portarias.
IV – Riscos de inovação são os relacionados a novas tecnologias, novos produtos e novos materiais.

São corretas as afirmações:

a) I e III, apenas.
b) II e IV, apenas.
c) I,II e III, apenas
d) II,III e IV, apenas.
e) I,II,III e IV.

COMENTÁRIOS:

A diferença principal entre essas duas categorias de risco reside no fato de que os riscos especulativos envolvem uma
possibilidade de ganho ou uma chance de perda; ao passo que os riscos puros envolvem somente uma chance de perda,
não existindo nenhuma possibilidade de ganho ou de lucro.

7
09/09/2017

Os riscos administrativos estão intimamente relacionados ao processo de tomada de decisões: uma decisão errada pode
gerar perdas consideráveis, enquanto que uma decisão correta pode trazer lucros para a empresa. O problema maior
está na dificuldade de se prever, com exatidão, o resultado que advirá da decisão adotada... Essa incerteza nada mais é
do que aquela relacionada à própria definição de risco que está sendo adotada na nova ISO 31000 e no ISO Guia 73.

Os riscos políticos, por sua vez, derivam-se de leis, decretos, portarias, resoluções etc., oriundos do Governo Federal,
Estadual e Municipal, os quais podem ameaçar os interesses e objetivos da organização.

Riscos de inovação referem-se às incertezas decorrentes, normalmente, da introdução (oferta) de novos produtos ou
serviços no mercado, e da sua aceitação (demanda) pelos consumidores.

QUESTÃO 56

Com relação às diretrizes estratégicas do P2R2, estabelecidas no Decreto no 5.098:2004, considere as afirmativas abaixo.

I - O planejamento preventivo que evite a ocorrência de acidentes com fontes de radiação perigosa deve ser elaborado e
constantemente atualizado.
II - A adoção de soluções inovadoras que assegurem a plena integração de esforços entre o poder público e a sociedade
civil, especialmente nos âmbitos dos Estados e Municípios, deve ser estimulada.
III - Uma estrutura organizacional adequada ao cumprimento das metas e dos objetivos estabelecidos no P2R2 deve ser
criada e operacionalizada.
IV - Recursos humanos e financeiros apropriados e suficientes para assegurar os níveis de desempenho estabelecidos pelo
P2R2 devem ser mobilizados.

São corretas as afirmações


(A) I e III, apenas.
(B) II e IV, apenas.
(C) I, II, e III, apenas.
(D) II, III e IV, apenas.
(E) I, II, III e IV.

8
09/09/2017

COMENTÁRIOS:

Art. 3o São diretrizes estratégicas do P2R2:


I - elaboração e constante atualização de planejamento preventivo que evite a ocorrência de acidentes com produtos
químicos perigosos;
II - identificação dos aspectos legais e organizacionais pertinentes a tais ocorrências;
III - criação e operação de estrutura organizacional adequada ao cumprimento das metas e dos objetivos estabelecidos no
P2R2;
IV - estímulo à adoção de soluções inovadoras que assegurem a plena integração de esforços entre o poder público e a
sociedade civil, especialmente no âmbito dos Estados e Municípios;
V - definição das responsabilidades respectivas do poder público e dos setores privados em casos de acidentes com
produtos químicos perigosos, e dos compromissos a serem assumidos pelas partes de proteger o meio ambiente e a saúde da
população;
VI - desenvolvimento e implementação de sistemas de geração e compilação de informações essenciais à execução eficaz
do P2R2, integrando as ações de controle (licenciamento e fiscalização) e de atendimento a emergências, com as atividades de
produção, armazenamento, transporte e manipulação de produtos químicos perigosos, bem como assegurando ao cidadão o
acesso à informação sobre os riscos de acidentes com produtos químicos perigosos;
VII - mobilização de recursos humanos e financeiros apropriados e suficientes para assegurar os níveis de desempenho
estabelecidos pelo P2R2;
VIII - fortalecimento da capacidade de gestão ambiental integrada dos órgãos e instituições públicas no âmbito federal,
distrital, estadual e municipal, para o desenvolvimento de planos de ações conjuntas, no atendimento a situações
emergenciais envolvendo produtos químicos perigosos, estabelecendo seus níveis de competência e otimizando a suficiência
de recursos financeiros, humanos ou materiais, no sentido de ampliar a capacidade de resposta; e
IX - aperfeiçoamento contínuo do P2R2 por meio de processo sistemático de auditoria e avaliação do desempenho e da
revisão periódica das diretrizes, dos objetivos e das metas.

QUESTÃO 57

A Resolução Conama no 238:2008 dispõe sobre o Plano de Emergência Individual (PEI) para incidentes de polui- ção por
óleo em águas sob jurisdição nacional originados em portos organizados, instalações portuárias, terminais, dutos, sonda
terrestre e plataformas, dentre outros.
Com relação às definições estabelecidas na respectiva resolução, afirma-se que

(A) intemperização é a alteração da mudança climática decorrente do aumento da umidade relativa do ar provocando
vento e chuva forte.
(B) bacia de evolução é a área geográfica imediatamente próxima ao atracadouro, na qual o navio realiza suas manobras
para atracar e desatracar.
(C) corpo hídrico lótico é o ambiente que se refere à água parada, com movimento lento.
(D) corpo hídrico lêntico é o ambiente relativo às águas continentais moventes provocando ondas fortes.
(E) áreas ecologicamente resistentes são as regiões de águas continentais, onde a prevenção, o controle da poluição e a
manutenção do equilíbrio biológico não exigem medidas especiais de proteção.

COMENTÁRIOS:

IV - bacia de evolução: área geográfica imediatamente próxima ao atracadouro, na qual o navio realiza suas manobras
para atracar ou desatracar;

9
09/09/2017

QUESTÃO 59

Com relação ao Sistema de Comando de Incidentes (SCI), as Unidades Técnicas estão subordinadas à seção de

(A) logística
(B) administração
(C) finanças
(D) planejamento
(E) Operações

COMENTÁRIOS:

10