Anda di halaman 1dari 2

Resenha crítica sobre o curta “A história das coisas”

A história das coisas é um filme objetivo, que fala dentre outros assuntos, sobre
o consumo exagerado de bens materiais, e o impacto agressivo que esse
consumo desenfreado acaba exercendo sobre o meio ambiente Se buscarmos
pelo termo consumismo no dicionário, encontraremos a seguinte definição:
“Hábito ou ação de consumir muito, em geral, sem necessidade”.. É o ato de
comprar apenas por comprar, sem que aquela compra tenha sido devidamente
planejada ou necessária. Nossa sociedade é baseada no consumo, a todo o
momento somos bombardeados com propagandas de celulares, câmeras,
roupas e vários outros bens de consumo. Aprendemos desde cedo que possuir
é, de alguma forma, ter poder. Compramos por impulso, com a sensação de
que aquilo vai preencher um vazio e ajudar a alcançar um determinado status,
que por um curto espaço de tempo ate satisfaz o vazio porem rapidamente
aquele bem adquirido já se torna obsoleto ultrapassado oque leva o
consumidor à estaca zero. Diante dessa realidade, o consumismo no Brasil e
no mundo leva as pessoas a um estado de frustração constante, o que impacta
diretamente a saúde mental levando muitas pessoas a apresentarem quadro
de depressão e ansiedade. O ato de consumo em si não é um problema. O
consumo é necessário à vida e à sobrevivência de toda e qualquer espécie.
Para respirar precisamos consumir o ar; para nos mantermos hidratados,
temos que consumir água; para crescermos e nos mantermos saudáveis,
necessitamos de alimentos. O mesmo acontece com outras espécies que
compartilham este planeta conosco. São atos naturais que sempre existiram e
que precisamos para nos mantermos vivos. Porem o consumo excessivo faz
com que a natureza não consiga repor de forma satisfatória o que vem sendo
consumido. E isso interfere no equilíbrio do planeta. A população mundial vem
crescendo a cada ano, e isso naturalmente gera o aumento do consumo, Outro
lado a ser destacado é: Onde vai parar o que é constantemente substituído ou
desperdiçado por conta do consumismo? A resposta é no lixo. Esse é outro
grande problema, uma vez que, todos os dias são gerados toneladas de
resíduos em todo o país, em regiões que muitas vezes depositam o lixo em
lugares inadequados, gerando prejuízos na saúde das pessoas e no ambiente
natural. Não há como negar que nos últimos anos a degradação do meio
ambiente está se elevando. Infelizmente, no decorrer da nossa história e
comum vivenciarmos o descaso com meio ambiente e frequentemente nos
deparamos com desastres ambientais que já não são mais novidade, mas algo
recorrente. Muitos, inclusive, acabam marcando drasticamente nosso país. Não
somente pode-se afirmar que o resultado desses casos proporciona uma
grande quantidade de prejuízos ambientais, como também gera um impacto
negativo e em grande escala para a nossa sociedade, para a economia e até
mesmo para a cultura. Casos como o rompimento da barragem da Samarco
são prova disso! Mesmo depois de quase três anos, a cidade de Mariana ainda
sofre com o desastre ambiental, que teve a liberação de mais de 62 milhões de
metros cúbicos de rejeitos. Famílias ainda não conseguiram se recuperar dos
traumas que foram causados e da dor da perda de entes queridos, e a região
ainda vivencia uma espécie de abandono misturado à essência de uma tristeza
profunda. Os principais prejuízos que podem ser ocasionados por conta dos
desastres ambientais podem acabar afetando a economia local da região. No
caso de Mariana, por exemplo, a mão de obra local que justamente era atraída
pela construção da barragem e trazia empregos para os moradores foi
encerrada. Locais que sejam considerados turísticos acabam tendo sua
economia local totalmente afetada, o que gera desemprego e diminuição do
poder de renda para os mais necessitados. Em casos de locais que foram
submetidos à radiação, as pessoas acabam tendo que deixar todos os seus
bens e a história de uma vida param trás, sem a menor perspectiva de como
será o futuro. Em muitos casos, as áreas afetadas nem podem ser retomadas
pelos antigos moradores, ficando absolutamente desertas. Acidentes causados
com óleo e demais componentes químicos em mares, rios, lagos, e represas
são também muitos nocivos. Os animais acabam morrendo por conta de sede
ou por acesso a uma água contaminada e o verde também acaba sendo muito
prejudicado. Já os moradores da região também sofrem com a falta de água
para beber e cozinhar. Mas diante de tudo isso ainda ha tempo de tentar
mudar, com ideias e comportamentos inovadores que valorize e incentive
consumidores conscientes e governantes que esteja preocupado com o meio
ambiente, e o planeta que eles irão deixar para a futura geração para
perpetuação das espécies e não a sua extinção. Às medidas para se consumir
de forma consciente são várias e estão ao alcance de todos. Basta evitar o
desperdício dos recursos naturais, dar preferencia a produtos sustentáveis,
evitar o consumo excessivo, separar e coletar o lixo de forma correta e entre
outros meios. Assim o impacto negativo pode ser reduzido em grande escala e
melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. É imprescindível uma mudança na
conduta da sociedade para que se possa preservar o meio ambiente e garantir
o bem-estar de todos. Essa mudança não é rápida, contudo, é preciso
conscientizar às pessoas Então, se assim for feito, é possível ter uma
sociedade madura que consome o que precisa, porem se preocupa e preserva
seu “lar”.