Anda di halaman 1dari 4

Apêndice

Unidade 1
Apêndice

Gabaritos comentados com resposta-padrão

Unidade 1
Átomos, moléculas e íons

Gabarito 1. Faça valer a pena - Seção 1.1


1 . Alternativa B.
Resposta Comentada:
N o quântico principal (n) - é a camada na qual o elétron se encontra.
N o quântico momento angular (  ) - diz respeito aos orbitais, varia de - a + .
N o quântico magnético ( m ) - diz respeito ao número de subcamadas, sendo n-1.
N o quântico de spin ( ms ).-é sobre a rotação do elétron, sendo possíveis os valores
1 1
de + e - .
2 2
Ou seja: I-A, II-D, III-C, IV-B.

2 . Alternativa C.
Resposta Comentada:
Sobre as afirmações:
i - (F) – O modelo de Dalton veio contrastar com a definição de átomo de Demócrito.
Justificativa: o modelo de Dalton é o modelo da bola de bilhar; ele afirma que o
átomo é uma esfera indivisível, que está de acordo com o explorado por Demócrito:
menor parte da matéria, sendo indivisível.
ii - (V) – A utilização de partículas oriundas de radiação auxiliariam a Rutherford a
montar um novo modelo, em que o átomo possuía os prótons no núcleo e os elétrons
o circundavam. Para este modelo ser válido, foi considerado que o átomo possuía
partículas neutras em seu núcleo, evitando a repulsão entre os prótons. Justificativa:
este é exatamente o modelo de Rutherford, ele foi baseado em um experimento que
utilizava as partículas radioativas a .
iii - (F) – Baseado no modelo de Rutherford, Bohr propôs que os elétrons na órbita
podiam circular livremente entre as órbitas, evitando que o átomo colapsasse. Justi-
ficativa: a proposta de Bohr foi exatamente o oposto a isso. Para evitar que o átomo
colapsasse (núcleo e eletrosfera se chocassem), os elétrons só podem realizar suas
órbitas em regiões específicas. Sendo que para passar entre camadas deve ocorrer a
absorção ou a eliminação de energia.
iv - (V) – A dualidade do elétron partícula-onda revolucionou o entendimento do
átomo, sendo que a função de onda de Schrödinger para o hidrogênio permitiu que

2 - U1 / Átomos, moléculas e íons


muito fosse entendido sobre todos os outros átomos. Justificativa: a equação de
Schrödinger foi resolvida para o átomo de hidrogênio e a partir dela, foram feitas
inferências para os demais átomos; sendo esta uma equação de onda, foi a proposta
da dualidade partícula-onda que tornou este entendimento possível.

3 . Alternativa B.
Resposta Comentada:
I - A afinidade eletrônica diminui à medida que aumenta o período e aumenta à
medida que aumenta o número atômico. CORRETO
II - O aumento da afinidade eletrônica ao longo do período ocorre, pois é mais fácil
adicionar um elétron em espécies com maior número de massa. CORRETO
III - O valor de afinidade eletrônica corresponde à energia liberada ao adicionarmos
um elétron em um átomo no estado gasoso. CORRETO
IV - Quanto mais positivo o valor da afinidade eletrônica, maior é a tendência de um
átomo receber elétrons no estado gasoso. INCORRETO: quanto mais negativo for o
valor da afinidade eletrônica, maior é a tendência de um átomo receber elétrons no
estado gasoso.

Gabarito 2. Faça valer a pena - Seção 1.2


1 . Alternativa C.
Resposta Comentada:
Ligação Iônica: Neste tipo de ligação, os elétrons são totalmente transferidos de
um átomo para o outro. Com isso, são formadas uma carga negativa no átomo que
recebe elétrons e uma carga positiva no átomo que perde elétrons, sendo que a ligação
química é a força de atração entre os íons positivo (cátion) e negativo (ânion).

2 . Alternativa E.
Resposta Comentada:
O elemento lítio possui apenas um elétron na camada de valência e para preencher
a última camada precisa de mais sete elétrons. Os elétrons da camada de valência do
lítio têm liberdade de movimento, devido a sua baixa energia de ionização. Neste
contexto, se tivermos oito átomos de lítio, teremos uma camada de valência completa,
sendo que os elétrons estarão livres em torno dos átomos. De fato, isto define bem
uma ligação metálica: íons positivos sendo parte de uma rede cristalina, rodeados
por elétrons.

3 . Alternativa D.
Resposta Comentada:
Dos tipos descritos nas opções, íon-íon é a ligação iônica e não uma interação intermo-
lecular. Dentre as interações descritas, London é a mais fraca, pois envolve moléculas
apolares que acabam possuindo dipolos temporários e fracos. Interações íon-dipolo
são mais fortes por possuírem uma interação eletrostática maior. Enquanto ligações

U1 / Átomos, moléculas e íons - 3


de hidrogênio possuem um maior caráter de ligação, envolvendo a interação entre
elementos fortemente negativos (N, O e F) e hidrogênio.

Gabarito 3. Faça valer a pena - Seção 1.3


1 . Alternativa C.
Resposta Comentada:
Compostos iônicos são sólidos à temperatura ambiente, sendo duros e quebradiços. Este
último, devido a interações eletrostáticas desfavoráveis após aplicação de pressão. São repre-
sentados por unidade-fórmula que corresponde à menor proporção entre os átomos no
retículo e são altamente solúveis em água, já que a água interage com cátions e ânions.

2 . Alternativa D.
Resposta Comentada:
Analisando o conceito de mol, temos que 1 mol de moléculas de aspirina irá corres-
ponder a 6,022 ´ 1023 moléculas de aspirina. Para sabermos quantos mols de átomos
de carbono temos em 1 mol de aspirina, devemos rever a fórmula molecular, que é
C 9 H8O3 . Tendo 9 átomos de carbono em cada molécula, teremos 9 mol de átomos
de carbono em 1 mol de moléculas de aspirina. Portanto:
1 mol de moléculas de aspirina contém 6,022 ´ 1023 moléculas de aspirina. Tendo
esta molécula a fórmula C 9 H8O3 , podemos dizer que temos 9 mol de átomos de
carbono constituindo a molécula.

3 . Alternativa B.
Resposta Comentada:
pela massa do composto, podemos excluir a opção C11H12O , que possui massa molar
de 160 g/mol. Para sabermos qual a alternativa correta, precisamos verificar quanto
de massa corresponde 80% de C, 9,3% de H e 10,7 % de O.

150 g -----100 % da massa 150 g -----100 % da massa 150 g ----100 % da massa


X ----- 80 % de massa X ---- 9,3 % de massa X --- 10,7 % de massa
de C de H de O
X= 120 g de carbono X= 14 g de carbono X= 16 g de carbono

1 mol de C ---- 12 g 1 mol de H ---- 1 g 1 mol de O ---- 16 g


Y ------ 120 g Y ------ 14 g
Y = 10 mol de átomos de C Y = 14 mols de átomos Y = 1 mol de átomos de O
de H

A proporção de átomos é 10 mol de carbono, para 14 mol de H e 1 mol de oxigênio.


Como esta é a menor proporção possível mantendo os números inteiros, temos que
a fórmula molecular é C10H14O . Esta fórmula pode corresponder a carvona, uma
importante molécula utilizada na indústria alimentícia.

4 - U1 / Átomos, moléculas e íons