Anda di halaman 1dari 2

Tempo de Páscoa

Período de Quaresma
Cor litúrgica: Roxa
Joel 2.12-19
Salmo 51.1-13 (14-19)
2 Coríntios 5.20b-6.10 • Este rito pode iniciar o Culto da Quarta-feira de Cinzas.
Mateus 6.1-6, 16-21 • As cinzas são um sinal de mortalidade e finitude. Por isso, a imposição de cinzas deve ser
imediatamente seguida pelo rito de Confissão e Absolvição de pecados.
Convertam-se ao Senhor, seu Deus, de todo o seu coração • Devido ao caráter solene do dia, o prelúdio e hino de invocação são omitidos. O pastor e
assistentes entram em silêncio.

Na Quarta-feira de Cinzas descemos o Monte da Transfiguração De pé


juntamente com Jesus e voltamos nossa face para a cruz em Jerusalém.
Com ele fazemos nossa peregrinação pelo caminho do arrependimento, Amados irmãos e irmãs em nosso Senhor Jesus Cristo: a Igreja inicia hoje um tempo
e assim retornamos ao morrer e ressuscitar do Santo Batismo. Pois santo de oração e reflexão penitencial. Nossa atenção é voltada especialmente à
Cristo Jesus, “aquele que não conheceu pecado”, se tornou nosso santa paixão e morte de nosso Senhor Jesus Cristo.
pecado, para que pela sua morte fôssemos libertados do pecado e pela
sua ressurreição “fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Co 5.21). Visto Desde os primórdios da Igreja, o período de Quaresma tem sido observado como
que Deus reconciliou o mundo consigo mesmo em Cristo, “agora é o um tempo especial de devoção, abnegação e humilde arrependimento, que brotam
tempo favorável, agora é o dia da salvação!” (2 Co 6.2). Ele te chama de um coração fiel que se refugia com confiança na Palavra de Deus e dela recebe
para converter-se a ele de todo o seu coração, “porque ele é bondoso e vida e esperança.
compassivo, tardio em irar-se e grande em misericórdia” (Jl 2.13). Faça
isso em fé e confiança diante dele e ore a ele como seu Pai que está no Oremos ao nosso querido Pai que está no céu, por amor de seu amado Filho e no poder
céu. Ajude aos necessitados de um coração de amor e apenas jejue por de seu Espírito Santo, suplicando que abençoe ricamente nossa jornada quaresmal, para
causa do arrependimento (Mt 6.3-4, 6, 17-18). que possamos chegar à Páscoa com os corações alegres e celebrar a festa da ressurreição
com sinceridade e verdade.
De joelhos, ou de pé, todos guardam um momento de silêncio para reflexão.

P Ó Senhor,
C Tem compaixão de nós.
P Ó Cristo,
C Tem compaixão de nós.
P Ó Senhor,
C Tem compaixão de nós.
P Ó Cristo,
C Ouve-nos.
P Ó Deus, Pai do céu,
C Tem compaixão de nós.
P Ó Deus Filho, Redentor do mundo,
C Tem compaixão de nós.
P Ó Deus Espírito Santo,
C Tem compaixão de nós. P Ó Cordeiro de Deus, que tiras os pecados do mundo,
P Sê-nos gracioso, C Tem compaixão de nós.
C Livra-nos, bom Senhor. P Ó Cordeiro de Deus, que tiras os pecados do mundo,
P Sê-nos gracioso, C Concede-nos a tua paz.
C Guarda-nos, bom Senhor. P Ó Cristo,
P Pelo mistério de tua santa encarnação; C Ouve-nos.
por tua santa natividade; P Ó Senhor,
por teu batismo, jejum e tentação; C Tem compaixão de nós.
por tua agonia e suor de sangue; P Ó Cristo,
por tua cruz e paixão; C Tem compaixão de nós.
por tua morte preciosa e sepultamento; P Ó Senhor,
por tua gloriosa ressurreição e ascensão; C Tem compaixão de nós. Amém.
e pela vinda do Espírito Santo, o Consolador:
C Livra-nos, bom Senhor. P Onipotente Deus, nosso Pai celestial, que não desejas a morte do pecador,
P Em todo tempo de nossa tribulação; mas que este se converta e torne de seu mau caminho para que viva, nós te
em todo tempo de nossa prosperidade; rogamos que tenhas compaixão da fragilidade de nossa natureza mortal, pois
à hora da morte; reconhecemos que somos pó e ao pó tornaremos. Misericordiosamente
e no juízo final: perdoa nossos pecados para que possamos alcançar as promessas que
C Livra-nos, bom Senhor. reservaste aos que se arrependem; por Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor,
P Rogamos nós pobres pecadores que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e para
C Que nos ouças, ó Senhor Deus. sempre.
P Prospera a pregação da tua Palavra; C Amém.
abençoa nossa oração e meditação; Sentar
fortalece-nos e preserva-nos na verdadeira fé;
dá-nos alento na contrição e força para o arrependimento: O pastor impõe as cinzas na testa de cada pessoa, fazendo um sinal da cruz com o polegar, dizendo:
C Rogamos que nos ouças, bom Senhor.
P Atrai todas as pessoas para ti; P Lembra-te que do pó viestes e ao pó tornarás.
abençoa os que são instruídos na fé;
Após receber as cinzas, cada pessoa retorna a seu lugar em silêncio.
vigia e consola os pobres, enfermos, angustiados, solitários, desamparados,
abandonados e todos que necessitam de nossas orações; O hino 82, 180, ou outros hinos apropriados, ou Salmos (6, 32, 38, 51,102,130, 143) podem ser
concede abundante bênção a todas as obras de misericórdia; cantados durante a imposição das cinzas.
e tem compaixão de todas as pessoas:
Após todos receberem as cinzas, o culto continua com o rito de Confissão e Absolvição.
C Rogamos que nos ouças, bom Senhor.
P Converte nossos corações a ti;
converte o coração de nossos inimigos, perseguidores e caluniadores; NOTAS
e ouça graciosamente as nossas orações:
C Rogamos que ouças, bom Senhor. • As cinzas são preparadas com as folhas de palmeiras do Domingo de Ramos
P Ó Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, anterior. Um pouco de azeite de oliva pode ser acrescentado para dar consistência
às cinzas. Colocar uma bacia de água e uma toalha na mesa da credência perto do
C Rogamos que nos ouças.
altar para que o oficiante possa lavar as mãos após a imposição das cinzas.
P Ó Cordeiro de Deus, que tiras os pecados do mundo,
C Tem compaixão de nós. Fonte: Lutheran Service Book (Altar Book)