Anda di halaman 1dari 2

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS COMPLETIVAS


Podem ser introduzidas pelas conjunções subordinativas completivas que, se e para,
podendo ainda dispensar a conjunção. Na maioria das ocorrências, estas orações têm
função de complemento direto da oração subordinante (Ela disse que ia à praia), embora
possam também ter função de sujeito (Surpreende-me que faça calor).
Sublinha a oração subordinada substantiva completiva e indica a sua função sintática:

Ela contou aos colegas que tinha vivido na Rússia. _____________________________


A Isabel disse a toda a gente que iria para o estrangeiro. _________________________
O réu alegou que desconhecia a proibição. _____________________________
Eles pediram à professora para saírem mais cedo. _____________________________
A Rute afirmou adorar música clássica. _____________________________
O professor perguntou-me se tinha estudado a matéria. __________________________
Eles desejam comprar uma bicicleta. _____________________________
O Mário sugeriu que fôssemos ao cinema. _____________________________
É bem provável que chova. Função sintática de sujeito
É ótimo que tenhas concluído o curso. Função sintática de sujeito

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS RELATIVAS

As orações subordinadas substantivas relativas distinguem-se das adjetivas


relativas por não terem antecedente, sendo introduzidas pelos pronomes relativos
quem, onde, o que ou quanto. Podem desempenhar funções sintáticas, entre outras,
de sujeito (Quem vai ao mar perde o lugar.), complemento direto (O Mário procura
quem o ouça.) ou complemento indireto (O Cristóvão pede dinheiro a quem calha.).

Sublinha as orações subordinadas substantivas relativas e indica a sua função


sintática:

Quem muito escolhe pouco acerta. Função sintática de sujeito

Ela lamenta-se a quem lhe aparece à frente. Função sintática de complemento indireto

A Raquel insulta quem a contraria. Função sintática de complemento direto

Muito padece quem ama. Função sintática de sujeito

1
ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS
Terás agora de distinguir e identificar orações coordenadas (copulativas,
adversativas, disjuntivas, conclusivas e explicativas), orações subordinadas substantivas
(completivas e relativas), orações subordinadas adverbiais (causais, temporais, finais,
comparativas, condicionais, concessivas e consecutivas) e orações subordinadas adjetivas
(relativas restritivas e relativas explicativas).
1. Choveu com tal intensidade que houve enxurradas.

_____________________________________________________________
2. A Teresa teve boa nota no exame, embora não tenha estudado muito.

_____________________________________________________________
3. Entrei na sala e saí daí a uns minutos.

_____________________________________________________________
4. A Eva entrou silenciosamente no quarto, para que a irmã não acordasse.

_____________________________________________________________
5. Como estava muito frio, resolvi passar o Domingo em casa.

_____________________________________________________________
6. O Diogo pediu-me que lhe emprestasse os apontamentos de Geografia.

_____________________________________________________________
7. O Alexandre é muito friorento, mas gosta de desportos de inverno.

_____________________________________________________________
8. Gostei do filme, ainda que não tenha apreciado o desempenho dos atores.

_____________________________________________________________
9. A Laura ficou em casa ou foi ao cinema com o Albino?

_____________________________________________________________
10. Se estivesse aborrecido, o Francisco ter-se-ia ido embora.

_____________________________________________________________
11. Já leste os livros que te ofereceram pelos anos?

_____________________________________________________________
12. Ele fala como se fosse um exemplo para toda a gente.

_____________________________________________________________
13. Ela perguntou-me se eu estava magoado.

_____________________________________________________________
14. A Lúcia, que não gostava de ler, acabou por se tornar escritora.
_________________________________________________________________________