Anda di halaman 1dari 2

Excelentíssimo Sr. Dr.

Delegado da 15º DP – Teófilo Otoni – Minas


Gerais

Marcony Freitas de Oliveira, brasileiro, inscrito no CPF sob o nº


035.919.086-30, Residente na Cidade de Ouro Verde de Minas, Cep.39855
-000, no Estado de MG, vem à presença de Vossa Senhoria, por seu
procurador infra-assinado, expor os seguintes fatos:

I – FATOS
O Sr. Marcony Freitas de Oliveira, já devidamente qualificado, teve seu
veículo VW/GOL 1000, ano 1994, placa GQX-0642, cuja propriedade perante
o DETRAN figura no nome do Requerente, fora apreendido, sendo que na
ocorrência do ato o veículo estava nas mãos de terceiro.
Estando o referido veículo com todos os documentos quitados (doc.1),
não sendo comprovado que fora utilizado para prática de qualquer ato ilícito,
não resta deste modo, obstáculo algum para a sua liberação.
Por tudo quanto exposto, possível concluir prima facie, tratar de bem
que guarda suas características originais.

II - FUNDAMENTOS LEGAIS

Colhe-se do Art. 119 e 120 do Código de Processo Penal a


possibilidade da Autoridade policial determinar a restituição de coisa
apreendida quando não reste dúvida quanto ao direito do seu reclamante, in
verbis

Art. 119. As coisas a que se referem os arts. 74 e 100 do Código Penal não
poderão ser restituídas, mesmo depois de transitar em julgado a sentença
final, salvo se pertencerem ao lesado ou a terceiro de boa-fé.

Art. 120. A restituição, quando cabível, poderá ser ordenada pela autoridade
policial ou juiz, mediante termo nos autos, desde que não exista dúvida
quanto ao direito do reclamante.
III – PEDIDOS

Por não restar dúvidas quanto à propriedade da coisa apreendida cuja


restituição é pleiteada pede-se ao ilustríssimo que se digne a restituir de forma
imediata o objeto relacionado ao seu verdadeiro dono, por não mais interessar
este para a continuidade do inquérito policial, e por não infringir a legislação
pertinente;
Sucessivamente, não entendo ser o caso de restituição, requer-se seja
o requerente Marcony nomeado depositário do bem, comprometendo-se a
apresenta-lo quando e onde for determinado.
Ainda, entendendo de forma diversa, requer-se seja instaurado o
competente INCIDENTE DE RESTITUIÇÃO na forma do § 2º do
Art. 120 do CPP.
Requer ainda o cadastramento do patrono infra assinado à despeito dos
atos praticados, intimando-se preferencialmente pelo e-mail
Juniorbastos89@hotmail.com .

Nestes termos,
Pede deferimento.

Dr. Generoso Antônio Bastos Junior


OAB/MG 183.992