Anda di halaman 1dari 2

ADM

55% 65% 65% 67% 70% 80%


(articulação)
TENSÃO
60% 65% 80% 83% 65% >100%
MUSCULAR
COMPRIMENTO
MUSCULAR
65% 70% 55% 58% 70% >100%
(ventre
muscular)

ESTIRAMENTO

H1
Músculo com
CONTRAÇÃO
baixa ATIVAÇÃO (REFLEXO RUTURA
ATIVAÇÃO REFLEXA
flexibilidade e OTG MIOTÁTICO MUSCULAR
FNM (REFLEXO
baixo limiar de INVERSO) PASSIVA POR
MIOTÁTICO)
ativação dos ESTIRAMENTO
FNM

ADM (articulação) 55% 65% 65% 67% 70% 80%


TENSÃO MUSCULAR 70% 85% 95% 100% >100%
COMPRIMENTO
MUSCULAR (ventre 60% 65% 55% 60% -
muscular)

H2
Músculo com baixa ESTIRAMENTO
flexibilidade e baixo
limiar de ativação
dos FNM
+ RUTURA
CONTRAÇÃO FALHA NA
*Fadiga (Diminuição MUSCULAR
ATIVAÇÃO REFLEXA ATIVAÇÃO
do comprimento ATIVA POR
FNM (REFLEXO DOS OTG
muscular e aumento CONTRAÇÃO
MIOTÁTICO)
da tensão muscular) EXCÊNTRICA

Limiar ativação FNM


+ reduzido
Limiar ativação OTG
aumentado

*A Fadiga vai fazer com que o tónus muscular esteja aumentado, que por sua vez irá expor os tendões a
uma maior tensão que irá resultar numa habituação/adaptação por parte do SNC. Como consequência,
o SNC não irá percecionar da mesma forma a tensão gerada no tendão para promover um reflexo
miotático inverso. Isto é, o limiar de ativação dos OTG estará aumentado.

Physical Therapy of the Shoulder (Fifth Edition) Kenji C.Carp - CHAPTER 7 - Sensory Integration and
Neuromuscular Control of the Shoulder 2012, Pages 147-162
ADM (articulação) 55% 65% 65% 67% 70% 80%
TENSÃO MUSCULAR 70% 85% 95% 100% >100%
COMPRIMENTO
MUSCULAR (ventre 60% 65% 55%
muscular)

H2
Músculo com baixa ESTIRAMENTO
flexibilidade e baixo
limiar de ativação
dos FNM
+ RUTURA
CONTRAÇÃO FALHA NA
*Fadiga (Diminuição MUSCULAR
ATIVAÇÃO REFLEXA ATIVAÇÃO
do comprimento ATIVA POR
FNM (REFLEXO DOS OTG
muscular e aumento CONTRAÇÃO
MIOTÁTICO)
da tensão muscular) EXCÊNTRICA

Limiar ativação FNM


+ reduzido
Limiar ativação OTG
aumentado