Anda di halaman 1dari 17

MUSICOTERAPIA

E
PACIENTE ASMÁTICO:

UMA PROPOSTA DE ATENDIMENTO

ELIANE OKUBO

São Paulo
2007
OBJETIVO

• Reunir material sobre tratamento terapêutico da


asma;
• Elaborar proposta de atendimento
musicoterapêutico;
• Melhorar a qualidade de vida do paciente.
ASMA
• Doença inflamatória crônica das vias aéreas, que
resulta em obstrução recorrente do fluxo aéreo,
reversível espontaneamente ou por resultado de
terapia.
• Características de asma aguda:
• dispnéia grave;
• sibilos;
• tosse;
• dificuldade de caminhar e falar;
• retração muscular no tórax ou pescoço.
ASMA

“[...] doença de tratamento complexo que exige as


participações ativas de seus portadores e
familiares e leva a limitações físicas, emocionais e
sociais. [...] além do tratamento farmacológico
adequado, é necessário que o doente tenha noções
sobre a asma, quais os fatores desencadeantes e
como evitá-los, e adquira habilidades como o uso
correto das medicações e reconhecer os sinais de
controle e descontrole da doença.” (Bettencourt,
2002)
SOMÁTICA
• Relações entre a vida emocional e a fisiológica.
• Somatizar é a relação com que nos conectamos
com nossa história, com os outros e com tudo
que está ao nosso redor (KELEMAN, 1994).

• Sentimentos buscam respostas. Quando


ganhamos consciência do que visam nossos
sentimentos, a quem eles se destinam e que tipo
de respostas desejamos, podemos conviver com
eles de outra maneira (KELEMAN, 1994).
RESPIRAÇÃO
• Função do sistema nervoso autônomo que mais fácil se
influência pelo desejo do indivíduo, pode variar seu
ritmo e freqüência, e a partir da conscientização junto
com o relaxamento muscular, atuar sobre o psiquismo do
paciente.
“Descobrir o nosso verdadeiro padrão respiratório, é
saber inspirar e expirar” (BICUDO, 2005).
“Assim como as emoções fortes estimulam a respiração, a
estimulação da respiração e as inspirações profundas
podem trazer à superfície emoções fortes.” (LOWEN,
1970).
RESPIRAÇÃO
• Asma e a Respiração

– o medo pode aumentar a resistência das vias


aéreas;
– emoções fortes durante as crises pioram o
grau de obstrução;
– para atravessar uma crise severa de asma, a
pessoa deve desenvolver muita força e
equilíbrio.
ESTUDOS ENCONTRADOS

• Cantoterapia e asma, Rennó;


• Caso clinico de Musicoterapia, Nisenbaum;
• Proposta de atendimento de Musicoterapia,
Mennis.
CANTOTERAPIA E ASMA
(RENNÓ)
A voz não é um fenômeno individual, mas arquetípico,
presente em cada um de nós e que deseja liberta-se.
“Os exercícios de canto buscam propiciar um encontro de
cada pessoa com a própria sonoridade e o próprio ritmo, através
da ativação da audição, da estimulação da capacidade de ouvir a
si mesmo”.
Características psicológicas mais freqüentes: “medo,
depressão, dificuldade em perceber o corpo e as emoções e
em lidar com a agressividade. São pessoas geralmente
tensas, alertas, ‘em guarda’, frente à vida...”
CANTOTERAPIA E A ASMA
Principal dificuldade da crise asmática é expirar.
“Cantar é, em primeira e última instância, um expirar
potencializado”
•Objetivo geral: fazer com que a pessoa consiga se
reconciliar com seu ritmo respiratório, apesar das
dificuldades inerentes à sua situação.

Efeitos dos exercícios de cantoterapia:


• aumento da consciência corporal;
• indução ao relaxamento;
• diminuição do pânico e da sensação de dispnéia,
durante as crises asmáticas.
MUSICOTERAPIA
“[...] forma de tratamento em que uma relação mútua
se estabelece entre paciente e terapeuta, possibilitando
que ocorram mudanças na condição do paciente e que a
terapia se desenvolva. [...] grande variedade de
pacientes, tanto adultos quanto crianças, que podem
apresentar problemas emocionais, físicos, mentais ou
defasagens do desenvolvimento psicológico. Através
da utilização criativa da música em um setting clínico,
o terapeuta procura estabelecer uma interação, uma
experiência musical compartilhada e atividades que
atinjam os objetivos terapêuticos determinados pela
patologia do paciente” (BRUSCIA, 2000).
Musicoterapia e Expressão Corporal

• O ser humano se manifesta pelos movimentos ou


inibição dos mesmos.
• A expressão corporal pode ser instintiva,
involuntária e também uma necessidade de
comunicação inata.
• Há certos movimentos que conforme a
amplitude e velocidade podem levar à sugestões
que revelam nossa forma de ser e de sentir
(OSSONA, 1984).
Caso Clínico (Nisenbaum)
• Objetivos: relaxar, respirar melhor, expressar emoções
através do seu som, evitar/diminuir crise e comunicação.
• Paciente: sexo feminino, 10 anos, crises freqüentes
respiratórias, problemas comportamentais no colégio,
dificuldades de atenção na aula, repetições de ano.
• Sessões: 2 por semana, duração de 60’, 14 meses
• Objetivos alcançados:
• desenvolvimento da auto-confiança;
• equilíbrio do corpo (ritmo, som e melodia pela flauta);
• desenvolvimento da capacidade respiratória;
• descontração muscular;
• melhora na comunicação;
• diminuição das crises asmáticas (2 nos últimos 6 meses,
decorrentes de preocupação com as provas da escola).
Proposta de Tratamento (Mennis)

Utilizando a Musicoterapia, sugere como proposta:


• conscientização corporal
• conscientização respiratória;
• percepção da inter-relação de fatores respiratórios
e psíquicos;
• desbloqueio e expressão emocional;
• elaboração dos conteúdos emergentes.
PROPOSTA DE ATENDIMENTO
MUSICOTERAPÊUTICO
Objetivos:
• conscientização da respiração;
• estimular a expressão corporal;
• estimular expressão das emoções pelo fazer musical;
• conscientização das emoções;
• desenvolver a melhora da auto-estima;
• possibilitar percepção de regiões tensas e formas de
distensioná-las;
• estimular a percepção dos sentidos;
• estimular a reflexão.
PROPOSTA DE ATENDIMENTO
MUSICOTERAPÊUTICO
Propostas de técnicas musicoterapêuticas:
•Exercícios Respiratórios;
•Expressão Corporal;
•Expressão das Emoções.
“A musicoterapia opera assumindo que a experiência
musical possui significado para os clientes, e que os
clientes podem usar a música para fazer mudanças
significativas em suas vidas”. (BRUSCIA)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
A partir do que conhecemos com este estudo e
de nossas reflexões para a elaboração de uma
proposta de atendimento, acreditamos que a
musicoterapia é um excelente canal de
tratamento para o paciente asmático, oferecendo
uma vasta gama de atividades e técnicas.
Acreditamos que o tratamento da asma através
da musicoterapia pode ajudar a reverter o
quadro apresentado, diminuindo a incidência de
hospitalização.