Anda di halaman 1dari 28
E i y P ) ; ; ; ) P , F F J p J Prefacio Marcia Eu via palavra Dororidade nascer. Era uma tarde de sébado, e nos reunfamos no Instituto Cultural Rose Marie Muraro para discutir 0s rumos no movimento de protagonizagao de mulhe- res para a politica (#partidA), No intervalo para um café, Vilma Piedade, com o seu jeito eritico e espontines, di- reto e sempre desafiador, depois de ouvir o que tantas tinham a dizer, chega diante de mim e fala: Nao és6 sororidade, é Doraridade. Ela constata. Eu tenho a sorte de presenciar 0 parto. “E maravilhoso 0 que vacé diz”, respondo diante da iluminaggo que ela vislumbra e que me dé a saber, como se partilhasse um direito. Come fildsofa, fico encantada diante do advento. Sigo, como quem pede uma luz, dizendo que todo o mo- vimento feminista precisa que ela desenvolva esse con- ceito, Vilma nao poderia deixar de lado o livro que leva essa reflexiio adiante apesar das tantas urgéacias graves que surgem a cada dia na vida de uma ativista como ela. Conhecemos Vilma Piedade por sua dedicagao ao movimento antirracista e, por seu feminismo ultracritico 2,20 mesmo tempo, dialégico. Em tempos do racismo re- ligioso, suas colocagdes — sempre espelho de sua postura — tornam-se ainda mais importantes. Surge, com esse livro, portanto, uma prosa reflexiva, o melhor do pensamento selvagem que todo intelectual busca. Vilma vem nos en- sinar como se faz para ser uma filésofa de verdade. Desde entio, Dororidade, conceito riquissimo nascido da intuigao de Vilma Piedade e desenvolvido com seu estilo auténtico, tem sido fundamental para aprofundar 0 didlogo feminista. Fala-se dele por todo lado desde que apareceu em generosos espagos da internet. Que Dororidade possa definir um lugar do afeto eda razio, da ‘emogio ¢ Ga reflexdo e apontar para © que podemos dar uumas As outras (incluo aqui toda a humanidade em uma nova e mais completa ideia de comunidade) no cendrio dla misévia espiritual e material que paira sobre todos nés na atualidade, é o que esperamos. Que a Deroridade continue abrindo nossas perspec- vas, que nos faga perceber melhor umas as outras. Seja- mos gratas a Vilma Piedade por estar atenta por todas nés, ADVERTENCIA Este livro segue a gratia do Pretogués. Cumé qui 6?