Anda di halaman 1dari 1

LEWIS, J. A televisão e nossa família. Os Puritanos, 2013.

LOCAL CITAÇÃO
Pág. 5 As mídias (TV, rádio e internet) não estão totalmente erradas. Porém, muitos lares
cristãos perderam sua distinção por relaxar à oposição ao mundo (1Jo 2.15).
Pág. 6 A alma do homem é vulnerável em seus portões da visão e audição. É através desses
portões que o mal penetra na alma do homem.
As grandes empresas nos acenam para consumir seus produtos, e não se trata da
moralidade e castidade do fruto do Espírito.
Por meio dos olhos e ouvidos somos incitados à partilhar de pecados externos, uma vez
removido de nós o senso de realidade.
Pág. 7 É possível que tenhamos nos acostumados a pecar vicariamente. “Eu não faço, mas me
prontifico a ver outros fazerem”. Isso ocorre porque queremos saber o quão perto
podemos chegar do pecado sem tomar parte nele.
Enquanto o mundo acena para o cristão, a Escritura nos manda fugir de toda “aparência
do mal” (1Ts 5.22).
A influência da mídia torna atitudes, antes repulsivas, em comportamentos normais.
Pág. 8 Tudo isso é um mal que deve ser evitado.
Pág. 9 Todo produto midiático nos envia uma mensagem.
Gastar tempo com essas coisas é uma forma de escape que tira o tempo de adoração
da família, leitura piedosa, tempo de lazer em família e tempo pessoal de quietude.
Pessoas que dizem ser capazes de controlar seu tempo e sua TV estão usualmente
falando idealisticamente, e não realisticamente.
Quando somos tornados culpados dos pecados de terceiros, roubados de tempo que
poderíamos usar em coisas mais importantes, e temos os padrões bíblicos desafiados,
devemos examinar o valor da mídia para nós (1Co 10.23).
Pág. 10 A sugestão é o que Paulo registra em Fp 4.8. todo pensamento e ação deve estar sujeito
ao evangelho. Nós somos os guardas dos portões da nossa alma.
É vantajoso programas informativos, que entretém, mas o tempo é curto e devemos
obedecer ao ensino de remir o tempo (Ef 5.16).
Pág.11 Quando colocarmos nossos pés na eternidade, todas as boas lembranças dessa vida lhe
parecerão cinzas de uma fogueira de palha.