Anda di halaman 1dari 13

AUDITORIA FINANCEIRA

AVALIAÇÃO INDIVIDUAL
DE
CONHECIMENTOS

FORMANDO: Cecília Maria Silva Santos Cabral Pinha

Turma: Curso Técnico de Contabilidade

Data: Julho de 2010

globalizante
Manuel Afonso Pág. 1 de 13
AUDITORIA FINANCEIRA

Das questões que se seguem escolha a resposta, que em


seu entender, está correcta. Se considerar mais do que
uma resposta certa, opte pela mais abrangente.

1) Relatório de Auditoria, cuja modalidade evidencia que o auditor


não encontrou problemas:

a) Opinião SEM RESERVAS.


b) Opinião COM RESERVAS (Enfatizando a
Reserva).
c) Opinião COM LIMITAÇÕES.
d) Opinião COM DESACORDO.
e) Opinião ADVERSA.
f) RECUSA de OPINIÃO.

2) Relatório de Auditoria, cuja modalidade indica que os auditores


não foram autorizados a assistir às contagens físicas de
Existências, no início e no final do exercício.

a) Opinião SEM RESERVAS.


b) Opinião COM RESERVAS (Enfatizando a
Reserva).
c) Opinião COM LIMITAÇÕES.
d) Opinião COM DESACORDO.
e) Opinião ADVERSA.
f) RECUSA de OPINIÃO.

Manuel Afonso Pág. 2 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA

globalizante

3) A responsabilidade pela preparação das Demonstrações


Financeiras, por forma a que estas apresentem de forma
Verdadeira e Apropriada a posição financeira da empresa e o
resultado das operações, bem como a adopção de critérios e
políticas contabilísticas adequadas e a manutenção de um
sistema de Controlo Interno, é da competência:

a) Auditores EXTERNOS.
b) Auditores INTERNOS.
c) Técnico Oficial de Contas.
d) Conselho de Administração.
e) Director Financeiro.
f) Nenhum dos ANTERIORES.

4) Testes em Auditoria para validar a existência de Controlo, bem


como a evidência do seu Funcionamento:

a) Testes SUBSTANTIVOS.
b) Testes de CONFORMIDADE.
c) Testes SUBSTANTIVOS e de CONFORMIDADE.
d) Amostragem Estatística.
e) Curva “ABC”.
f) Nenhuma das ANTERIORES.

globalizante
Manuel Afonso Pág. 3 de 13
AUDITORIA FINANCEIRA

5) Em função da complexidade e do volume das operações


envolvidas, o auditor incide o seu trabalho sobre parcelas
criteriosamente seleccionadas de acordo com o seu
conhecimento e experiência, por forma a que se obtenha
conclusões sobre a globalidade da área em análise. Está-se a
falar de:

a) Opinião dos Auditores.


b) Fluxogramas.
c) Técnicas de Amostragem.
d) Controlo Interno.
e) Procedimentos de Auditoria.
f) Nenhuma das anteriores.

6) Para obtenção de Documentação Suporte necessária à emissão


de um parecer sobre as Demonstrações Financeiras, o Auditor
recorre ao seguinte PROCEDIMENTO DE AUDITORIA:

a) INSPECÇÃO.
b) CONFIRMAÇÃO.
c) OBSERVAÇÃO.
d) QUESTIONÁRIOS.

7) O Auditor, através das Contagens Físicas das Existências,


executa o seguinte PROCEDIMENTO DE AUDITORIA:

a) INSPECÇÃO.
b) CONFIRMAÇÃO.
c) OBSERVAÇÃO.
d) QUESTIONÁRIOS.

globalizante

Manuel Afonso Pág. 4 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA
8) Como forma de registar o Circuito de Operações, relativo a um
determinado processo Industrial, o Auditor pode recorrer:

a) NARRATIVA.
b) QUESTIONÁRIO.
c) FLUXOGRAMA
d) Preferencialmente NARRATIVA + FLUXOGRAMA.

9) Quando a Administração, mostra desinteresse por um adequado


Sistema de Controlo Interno, estamos perante uma falha
bastante séria:

a) Na EFICIÊNCIA da condução dos negócios.

b) Na OBSERVAÇÂO das regras contabilísticas


estabelecidas Contas.

c) Na SALVAGUARDA DOS ACTIVOS.

d) Nenhuma das anteriores.

10 ) Quando o Auditor assume a responsabilidade de emitir uma


opinião acerca das Demonstrações Financeiras de determinada
empresa e, em simultâneo, detém interesses económicos,
directos ou indirectos, nessa mesma empresa:

a) Pode e deve emitir uma opinião de forma


INDEPENDENTE.

b) Não deve ter em consideração os seus interesses


pessoais.

c) A sua opinião está ferida de INDEPENDÊNCIA


mental.

d) Nenhuma das anteriores.

O auditor não pode ter nenhuma relação com a


Empresa auditada

globalizante

Manuel Afonso Pág. 5 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA

11 ) Enquanto Auditor, diga o que pensa da situação que segue,


identificando a FALHA DE CONTROLO INTERNO encontrada:

… Os documentos não são invalidados (cancelados) após o


pagamento, nem evidenciam qualquer referência ao meio de
pagamento utilizado …

Pelo que poderá existir o risco de serem apresentados várias vezes


para pagamento. Deverão ser criados mecanismos de controlo d
forma a evitar o risco. As pessoas autorizadas a efectuar pagamentos
deverão, no documento de suporte de transacção, mencionar que o
documento foi pago, com que meio de pagamento (devem ser
utilizadas rubricas e carimbos e não se deve esquecer a data do
mesmo)

globalizante

Manuel Afonso Pág. 6 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA

12 ) Enquanto Auditor diga o que pensa da situação que se


descreve, identificando o procedimento de Auditoria que está a
ser preterido:

… Existindo SEMPRE coincidência entre o saldo da Folha de


Caixa e o saldo contabilístico de Caixa, o Director Financeiro
achou por bem ser desnecessário assistir às “CONTAGENS de
CAIXA”, até porque o Tesoureiro tem instruções claras para
conferir regularmente a “sua” Caixa …

Embora se verifique que o saldo cruze, quer na folha de


caixa quer na contabilidade, não existe prova que estes
valores de existiam ou existam. Como medida de controlo e
como forma de evitar riscos o auditor deve sempre assistir
às contagens de caixa.

globalizante

Manuel Afonso Pág. 7 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA
13 ) O que entende por CIRCULARIZAÇÃO? Quais as entidades que
devem ser objecto deste procedimento de Auditoria?

Consiste num procedimento de auditoria cujo objectivo é


obter meio de prova, ou seja pedir confirmação de saldos
de terceiros.
Em regra são as contas de clientes, fornecedores e bancos.

14 ) O que entende por SEGREGAÇÃO de FUNÇÕES? Qual a sua


relação com o Controlo Interno da Empresa?

Consiste em separar tarefas dentro de um processo ou


transacção, tem como objectivo a manutenção do sistema
de controlo interno. (ex: quem compra não paga)
Se não existir segregação de funções, o controlo interno
estará em causa, a Empresa pode ficar exposta a riscos.
Numa Empresa pequena onde não seja possível a
segregação de funções a administração/gerência deverá
estar atenta no controle das transacções e deverá
monitorizar procedimentos.

globalizante

15 ) Quais são as “Pastas de Trabalho” do Auditor ? Para que


servem? Qual a sua importância?
Manuel Afonso Pág. 8 de 13
AUDITORIA FINANCEIRA

Dossier permanente – acompanha os auditores desde o


inicio. Contem informações para consulta ao longo de
várias auditorias – este dossier deve conter estatutos da
empresa, principais contratos, escrituras, composição dos
órgãos sociais, organigrama, politicas e procedimentos
contabilísticas, regras de controlo interno, fluxogramas.
(este dossier deve ser actualizado)

Dossier corrente – documentação do exercício económico.


Tem informação relativa ao a cada auditoria especifica.
Dossier onde se guarda o suporte do trabalhão efectuado
durante a auditoria. Relatório final

16 ) Em que consiste uma AUDITORIA FINANCEIRA ? Qual a sua


importância a nível empresarial?

Consiste numa análise às contas efectuadas de acordo com


a auditoria.
o trabalho de auditoria é planeado e executado para dar
uma segurança moderada se as demonstrações estão ou
não isentas de erros ou distorções materialmente
relevantes.
A auditoria com o seu parecer tem como fundamento
certificar as contas num dado momento e de acordo com as
normas aplicadas.

17 ) Qual a distinção entre AUDITORIA INTERNA e uma AUDITORIA


EXTERNA ? Em que situações recomendaria uma e outra?

Manuel Afonso Pág. 9 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA
- A auditoria interna tem como objectivo a manutenção de
sistema de controlo interno. As regras ditadas pela
administração.
A auditoria interna é feita a um determinado departamento
quando existe alguma dúvida por exemplo na contagem de
stocks.

- A auditoria externa é uma análise efectuada por um


técnico externo e independente que analisa e dá opinião
sobre as contas, e reporta ao órgão máximo da empresa.
A auditoria externa pode ser pedida pelos accionistas
quando as contas apresentadas em assembleia-geral
apresentam alguma duvida.

18 ) Qual a distinção entre AUDITORIA LIMITADA e uma AUDITORIA


ALARGADA? Em que situações recomendaria uma e outra?

Auditoria limitada - É uma análise que pode não abranger


todas as áreas de trabalho por exemplo nos stocks, custos
com o pessoa.

Auditoria Alargada – Abrange todas as áreas das


demonstrações financeiras, em principio não existem
limitações no trabalho.

globalizante

19 ) Comente a afirmação:

Manuel Afonso Pág. 10 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA
“… O grande objectivo da AUDITORIA FINANCEIRA”, é evitar a
existência de fraudes e a identificação de erros
materialmente relevantes nas Contas … “

O objectivo da auditoria é fazer fé que as contas foram


preparadas de acordo com os princípios contabilísticos
aceites e que as demonstrações estão isentas de erros ou
omissões, fazendo o trabalho nestes pressupostos a
auditoria pode ser um meio de dissuadir fraudes e uma
forma de detectar e evitar erros materialmente relevantes.

globalizante

20 ) Elabore um pequeno FLUXOGRAMA, relativo à FREQUÊNCIA,


APROVAÇÃO e VALIDAÇÃO do módulo de Auditoria do seu
curso.

Manuel Afonso Pág. 11 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA

Início

apresentaçã
ode
conhecim en

fischasde
consolidaçao

fichadeavaliação

aprovação b F.
Recuperaçã
não o

sim
a
aceite não b

F
IM
a sim

Manuel Afonso Pág. 12 de 13


AUDITORIA FINANCEIRA

BOM TRABALHO !

Manuel Afonso Pág. 13 de 13