Anda di halaman 1dari 2

Pagamento de salário do trabalhador intermitente

A Reforma Trabalhista, estabeleceu algumas regras para que o salário seja pago ao
trabalhador intermitente:
 o trabalhador deve ser remunerado após cada dia de trabalho prestado;
 o valor-hora da remuneração do trabalhador intermitente não pode ser inferior ao
valor hora do salário mínimo nacional ou estadual e também não pode ser menor
que o salário dos empregados que trabalham na mesma empresa ou que exerçam
a mesma função;
 o empregador deve emitir um recibo ao trabalhador, detalhando todos os valores
que estão sendo pagos a cada serviço prestado.
Empregador, quando for fazer o contrato de trabalho com o seu empregado, não se
esqueça de especificar o valor-hora de trabalho que vai ser pago. Esta é uma das
exigências para que o contrato intermitente de trabalho seja válido.
Encargos no salário do trabalhador intermitente
A cada dia de trabalho prestado o trabalhador intermitente deve receber:
 remuneração;
 férias proporcionais com acréscimo de um terço;
 13º salário proporcional;
 descanso semanal remunerado;
 adicional noturno;
 horas extras;
 adicionais legais.

Passo a passo do cálculo de salário do trabalhador intermitente


Abaixo você encontra o passo a passo para fazer o cálculo da remuneração, férias
proporcionais com acréscimo de um terço, 13° salário e repouso semanal remunerado do
trabalhador intermitente.

Remuneração
Para fazer o cálculo de remuneração do trabalhador o empregador deve multiplicar o
salário-hora pela quantidade de horas trabalhadas.
Descanso semanal remunerado
O descanso semana remunerado deve ser calculado da seguinte forma:
(Horas trabalhadas x salário hora) x (número de domingos + feriados do mês / pelos
números dos dias restantes do mês)
Por exemplo:
Um trabalhador que tenha 9 horas trabalhadas no dia, com salário hora de R$ 4,23, em
um mês de 4 domingos mais 1 feriado e 26 dias úteis restantes no mês.
Assim, o cálculo ficaria da seguinte forma:
(9 x 4,23) x ( 5/ 26)
38,07 x 0,19 = R$ 7,23 (valor proporcional do DSR que deve ser pago ao empregado para
este dia de trabalho)

13º salário proporcional


(Horas trabalhadas x salário hora) /12.

Férias proporcionais com acréscimo de um terço


(Horas trabalhadas x salário hora) /12 acrescido de 1/3.

Cálculos automáticos para gestão dos empregados


Então, para ficar livre de possíveis multas referente ao salário do trabalhador
intermitente, guarde todos os recibos de pagamentos que foram feitos. Para isso, é
recomendado que o trabalhador assine todos os recibos de pagamentos que forem
emitidos. Afinal, esse é o comprovante de que o empregado foi pago pelo serviço
prestado. O que resguarda tanto o empregador, quanto o funcionário.
Além disso, para segurança nos cálculos e gestão dos recibos de ponto, férias,
etc, geramos relatórios de documentos. Inclusive dos recibos de pagamento feitos ao
trabalhador.