Anda di halaman 1dari 2

Atividade II

Fonte: PARANÁ, 2006, p. 42.


Nas interações entre dois objetos sempre ocorre uma mudança no movimento de cada
um. Nadar ou remar, por exemplo, é empurrar a água para trás. Quanto mais água é
jogada para trás, mais rapidamente o nadador ou o barco avançam.
Quando afirmamos que um nadador empurra a água para trás e avança para frente e,
que quanto mais água ele empurra, maior será a sua velocidade, estamos afirmando que
a velocidade do nadador tem uma direção e um sentido enquanto a velocidade da água
tem a mesma direção, mas sentido oposto. Da mesma forma podemos dizer que a
velocidade de um avião tem a mesma direção que a velocidade do ar que ele desloca,
porém o sentido de suas velocidades é oposto.
Essas considerações permitem-nos atribuir à quantidade de movimento uma direção e
um sentido. Isso porque leva em conta a direção e o sentido da velocidade dos objetos.
O momentum de uma partícula (ou quantidade de movimento) é uma grandeza física
vetorial, pois como a velocidade, necessita de informações a respeito da direção e do
sentido além da intensidade para ficar perfeitamente caracterizado.
(Fonte: PARANÁ, Secretaria do Estado da Educação. Física, Curitiba: SEED-PR, 2006)

Relacione mais quatro grandezas físicas que sejam vetoriais e dê a definição de cada
uma delas.

Força: Qualquer agente externo que modifica o movimento de um corpo livre ou causa
deformação num corpo fixo. Pode ser definido também como: Todo agente capaz de
alterar o estado de movimento ou repouso de um corpo, imprimindo-lhe uma
aceleração a favor ou contrária ao movimento.
Velocidade: É a grandeza vetorial que consiste em calcular a distância percorrida num
determinado intervalo de tempo – a rapidez com que um móvel se desloca. É a relação
entre uma determinada distância percorrida e o tempo gasto no percurso.
Torque: Mede a intensidade de uma força capaz de fazer um movimento de giro, por
exemplo no movimento de rotação do volante de um carro. A grandeza é dada por
Newton/metro. Também pode ser definido como a componente perpendicular ao eixo
de rotação da força aplicada sobre um objeto que é efetivamente utilizada para fazê-lo
girar em torno de um eixo ou ponto central, que é chamado de pivô ou ponto de
rotação.
Impulso: é a grandeza que mede a variação da quantidade de movimento de um
objeto. É causada pela ação de uma força atuando durante um intervalo de tempo.
Mede o esforço necessário para colocar um corpo em movimento. É a relação direta
entre força e o tempo em que ela foi aplicada durante a atuação sobre um corpo que
teve seu movimento modificado.

José Eduardo Jardim


Campinas, 06 de outubro de 2017