Anda di halaman 1dari 3

Exercícios/Gabaritos – Globalização

PROF. FRED-Geo

1. (Unesp 2019) A vigilância alienada é praticada pelas companhias de tecnologias dos Estados Unidos (Microsoft, Google, Facebook, Amazon, Apple, entre
outras), sem que a maioria de seus usuários saiba ou tenha conhecimento. Para essas companhias, o fato de o usuário ou cliente assinar o termo de
aceitação de uso de um software tem sido considerado suficiente, como permissão consentida, para que essas companhias possam utilizar informações
sem autorização explícita ou formal.
(Hindenburgo Pires. “Indústrias globais de vigilância em massa”. In: Floriano J. G. Oliveira et al. (orgs.). Geografia urbana, 2014. Adaptado.)

As informações geradas pelos consumidores, quando espacializadas, permitem estabelecer padrões que interessam, particularmente, às grandes
empresas. A “vigilância alienada” abordada pelo excerto, bem como o emprego do geomarketing, contribui para:
a) alimentar bancos de dados que colaboram com a reprodução do capital.
b) orientar políticas públicas para diminuir a concentração desigual de renda.
c) coibir práticas abusivas na veiculação de propagandas enganosas.
d) fiscalizar as formas de uso de produtos que possam invalidar garantias.
e) estabelecer áreas prioritárias para a distribuição de bens de caráter humanitário.

2. (Uerj simulado 2018)

Gosta de tomar sorvetes Wall’s? Lava suas roupas com sabão em pó Persil? Que tal comer um lanche no Hungry Jack’s? Você pode não saber,
mas provavelmente faz ou já fez tudo isso. Esses são nomes que marcas muito conhecidas dos brasileiros têm lá fora. Wall’s é a Kibon, Persil é o Omo, e
Hungry Jack’s é o Burger King.
As diferenças existem porque, algumas vezes, os nomes são adaptados à língua. Em outros casos, marcas locais, após serem compradas por
multinacionais, passam a adotar a identidade global que aquela empresa criou para determinada linha de produtos, como é o caso da Kibon, comprada
pela Unilever em 1997.
Adaptado de economia.uol.com.br, 12/02/2016.

A utilização das marcas conforme descreve a reportagem revela a adoção da seguinte estratégia empresarial:
a) redução dos custos de produção
b) adequação aos mercados nacionais
c) padronização dos hábitos de consumo
d) diminuição dos investimentos publicitários

3. (Famerp 2018) O Fórum Social Mundial (FSM) é um espaço internacional para reflexão e organização de todos os que estão construindo alternativas para
favorecer o desenvolvimento humano e buscar a superação da dominação dos mercados. O FSM reuniu-se, pela primeira vez, na cidade de Porto Alegre
em 2001, com o objetivo de se opor ao Fórum Econômico Mundial de Davos. O Fórum Econômico é financiado por mais de 1 000 empresas multinacionais
e tem cumprido, desde 1971, papel estratégico na formulação de determinadas políticas em todo mundo.

(www.forumsocialportoalegre.org.br. Adaptado.)

O Fórum Social Mundial contrapõe-se às políticas


a) de embargo econômico, que promovem a transferência de moedas para paraísos fiscais.
b) neoliberais, que levam ao enfraquecimento dos mecanismos de controle estatal da economia.
c) de reestruturação econômica, que promovem mudanças no âmbito da produção e da propriedade.
d) keynesianas, que promovem o controle do Estado sobre os setores relacionados à infraestrutura.
e) de planificação da economia, que levam à coexistência entre as propriedades estatais e as privadas.

4. (Fac. Albert Einstein - Medicin 2016) "A tal ideologia globalitária, quase sem resistências, vem tentando demonstrar que, com a queda do Muro de Berlim
e o fim do chamado mundo bipolar, o espaço político e econômico tornou-se mais homogêneo, menos conflitivo, havendo concordância a respeito das
tendências evolutivas da economia e das sociedades".
(Luiz Gonzaga Belluzzo. A Guerra do Brasil, São Paulo: Textonovo, 2006. p. 25)

O autor se refere a uma interpretação da chamada nova ordem mundial. Sobre essa ordem é correto afirmar que
a) vivenciamos a globalização que tornou as relações comerciais internacionais bem mais harmoniosas, com a eliminação quase total dos obstáculos
alfandegários.
b) assistimos ao fim da geopolítica, que é aquela ação dos países de colocarem à frente de todos os interesses gerais, seus próprios interesses
econômicos e estratégicos.
c) na globalização há mais liberdade para a circulação de capitais no mundo, porém a falta de controles eficazes tem gerado situações de instabilidade
econômica importantes.
d) o fim da ordem bipolar significou o fim do equilíbrio militar que mantinha certa paz no mundo; a consequência é o aumento significativo de conflitos e
de guerras regionais.
5. (Puccamp 2016) Operadores da Bolsa atuam em várias partes do mundo, como se pode observar no mapa abaixo.

A alternativa que apresenta uma conclusão extraída a partir da interpretação do mapa é:


a) As sucessivas crises financeiras reduziram o número de bolsas de valores no mundo.
b) O Brasil e o México são os únicos países emergentes que apresentam bolsas de valores.
c) A dispersão das bolsas de valores indica que não existem mais diferenças entre países centrais e periféricos.
d) As maiores concentrações de bolsas de valores ocorrem nas áreas de maior dinamismo econômico.
e) A globalização econômico-financeira tem privilegiado a abertura de bolsas de valores nos países em desenvolvimento.

6. (Unicamp 2014) Sobre a Revolução Informacional e suas implicações para a reorganização do mundo contemporâneo, podemos afirmar que:
a) Alguns Estados e um conjunto diminuto de grandes empresas controlam o essencial da revolução tecnológica em curso, atualizando o
desenvolvimento geograficamente desigual.
b) Dado o alcance planetário do sistema técnico informacional, a população tem amplo acesso a uma informação verdadeira que unifica os lugares,
tornando o mundo uma democrática aldeia global.
c) Há um acentuado enfraquecimento das funções de gestão das metrópoles, processo determinado pela descentralização da produção, apoiada no uso
intensivo das tecnologias da informação e comunicação.
d) Os mais diversos fluxos de informações perpassam as fronteiras nacionais, anulando o papel do Estado- Nação como ente regulador e definidor de
estratégias no jogo político mundial.

7. (Enem 2018) Os portos sempre foram respostas ao comércio praticado em grande volume, que se dá via marítima, lacustre e fluvial, e sofreram
adaptações, ou modernizações, de acordo com um conjunto de fatores que vão desde a sua localização privilegiada frente a extensas hinterlândias,
passando por sua conectividade com modernas redes de transportes que garantam acessibilidade, associados, no atual momento, à tecnologia, que o
transformam em pontas de lança de uma economia globalizada que comprime o tempo em nome da produtividade e da competitividade.
ROCHA NETO, J.M.; CRAVIDÃO, F. D., Portos no contexto do meio técnico. Mercator, n. 2, maio-ago, 2014 (adaptações).

Uma mudança que permitiu aos portos adequarem-se às novas necessidades comerciais apontadas no texto foi a
a) intensificação do uso de contêineres.
b) compactação das áreas de estocagem.
c) burocratização dos serviços de alfândega.
d) redução da profundidade dos atracadouros.
e) superação da especialização dos cargueiros.

8. (Ufu 2018) Tarifa sobre aço pode causar 'recessão profunda', alerta diretor-geral da OMC

Em meio à tensão gerada pelo anúncio do presidente americano, Donald Trump, que pretende impor tarifas sobre as importações de aço e de alumínio
nos EUA, o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) disse que os estados-membros da entidade devem impedir "a queda dos primeiros
dominós" de uma guerra comercial. Segundo o dirigente, a política de "olho por olho nos deixará todos cegos, e o mundo em depressão profunda".
Disponível em: <https://oglobo.globo.com/economia/tarifa-sobre-aco-pode-causar-recessao-profunda-alertadiretor-geral-da-omc-22457430>. Acesso em:
20 de mar, 2017.

A referida recessão comercial entre os países membros da OMC com o anúncio do aumento das tarifas sobre o aço e sobre o alumínio pelo governo
americano se relaciona ao fato de que ela pode
a) ampliar o comércio de mercadoria em todo o mundo a partir da redução do preço dos produtos com a instalação de uma guerra comercial.
b) gerar uma diminuição no valor dos produtos comercializados entre os países membros, prejudicando o PIB desses países.
c) desencadear um aumento de barreiras comerciais em todo o mundo, dificultando o comércio global.
d) melhorar a relação comercial entre EUA e China, cujo comércio não envolve aço e alumínio.
Gabarito:
Resposta da questão 1:
[A]

A alternativa [A] está correta porque as informações geradas permitem que a engenharia social trace o perfil dos usuários que, ao serem repassados para as grandes
empresas, formam o perfil dos consumidores. As alternativas incorretas são: [B], [D] e [E], porque o objetivo não é a redução da desigualdade, a fiscalização do uso do
produto, ou a aplicação de caráter humanitário, mas o aumento do consumo; [C], porque a vigilância alimenta a veiculação de propaganda.

Resposta da questão 2:
[B]

A alternativa [B] está correta porque o texto indica que os nomes dos produtos são adaptados a língua local e, portanto, adéquam-se aos mercados nacionais. As
alternativas incorretas são: [A] e [D], porque não há redução de custos na alteração dos nomes; [C], porque embora haja a padronização dos hábitos, haja vista, os
produtos estarem espalhados pelo mundo, a estratégia utilizada é a mudança dos nomes.

Resposta da questão 3:
[B]

O Fórum Econômico Mundial é realizado anualmente em Davos, Suíça. Trata-se de um fórum de debates sobre economia globalizada com a participação de
empresários, banqueiros, intelectuais neoliberais, autoridades econômicas (ministros da fazenda e presidentes de bancos centrais). Conta também com a participação
de alguns chefes de Estado. O Fórum Social Mundial foi criado nos anos 2000 em contraposição ao ideário da globalização e do neoliberalismo, denunciando os efeitos
perversos como a exclusão dos mais pobres do acesso aos mercados e a não solução para problemas sociais graves. O FSM é realizado periodicamente e debate a
globalização alternativa, a cooperação entre grupos sociais excluídos e propostas para a solução de problemas sociais e ambientais.

Resposta da questão 4:
[C]

Com o declínio do socialismo real na década de 1990, o capitalismo globalizado tornou-se dominante. A política econômica estimulada a partir deste período como
receita para os países foi o neoliberalismo, que prega o enfraquecimento do Estado, privatizações de estatais, desregulamentação do sistema financeiro, maior abertura
para importações e exportações, além da flexibilização da legislação trabalhista. Porém, a falta de controle do Estado sobre a economia levou a graves crises, inclusive
a financeira a partir de 2008. E o sucesso de países com Estados interventores na economia como a China, levou ao questionamento da prática neoliberal.

Resposta da questão 5:
[D]

Como mencionado corretamente na alternativa [D], a maior concentração de operações das bolsas de valores está associada aos países de maior produção econômica
como EUA, Japão, China e UE. Estão incorretas as alternativas: [A], porque os dados não permitem inferir a redução ou ampliação do movimento financeiro das bolsas;
[B], porque outros países emergentes como África do Sul e Índia também apresentam movimento de bolsas; [C], porque o volume de capitalização das bolsas indica
que as diferenças entre países centrais e periféricos se postergam; [E], porque o mapa não indica o inicio das atividades financeiras nos países, mas sua distribuição
por volume de recursos captados.

Resposta da questão 6:
[A]

Na nova ordem mundial, a inovação tecnológica continua concentrada nos países desenvolvidos centrais (EUA, Alemanha, Japão etc.) e suas respectivas empresas
transnacionais, embora ocorram avanços em países emergentes como os BRICS (com destaque para a China) e Coreia do Sul. Um dos exemplos são as companhias
de softwares e internet dos EUA como a Microsoft, o Google e o Facebook.

Resposta da questão 7:
[A]

A alternativa [A] está correta porque o contêiner é o equipamento padronizado utilizado por vários modais de transportes que permitiu atender ao aumento do comércio
internacional resultante da abertura de mercados e da globalização. As alternativas incorretas são: [B], porque com o aumento do comércio ocorre expansão das áreas
de estocagem; [C], porque a modernização dos portos passa pela desburocratização; [D], porque com navios maiores ocorre o aumento da profundidade dos
atracadouros; [E], porque os cargueiros ganham mais notoriedade em razão do aumento do comércio global.

Resposta da questão 8:
[C]

Eleito em 2016, o novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, do Partido Republicano (conservador), adotou políticas protecionistas aumentando tarifas de
importação para proteger a indústria local contra importados, a exemplo de setores como o aço e o alumínio. Assim, Trump é contrário ao livre comércio internacional, a
OMC e aos blocos econômicos. Trump retirou o país do Tratado Transpacífico e apresenta relações tensas com os parceiros do NAFTA, Canadá e México. As relações
com a União Europeia, principalmente com a Alemanha, são difíceis. A “guerra comercial” contra a China já foi deflagrada. Para alguns especialistas, o mundo está
entrando em período de “desglobalização”.