Anda di halaman 1dari 3

Aula prática 3

TESTE DE CHAMA

Diego de Oliveira Pinheiro RA:

Resumo:

Durante esta aula foi realizado o experimento conhecido como Teste de Chama, sendo este,
um procedimento utilizado para detectar o fenômeno denominado Salto Quântico.
O experimento consiste em colocar variadas substâncias sobre uma chama, onde a mesma
emitirá uma coloração diferenciada referente à substância utilizada.

Introdução:

No ano de 1913, Niels Henry David Bohr, um físico dinamarquês, apresentou uma nova
proposta para o modelo atômico. Seu trabalho foi baseado no Modelo de Rutherford, que se
assemelha muito a um sistema planetário.

Ernest Rutherford e Niels Bohr

De acordo com Rutherford, o átomo seria composto por um núcleo muito pequeno em relação
ao átomo como um todo e eletricamente positivo, onde seria encontrada a maior parte da
massa deste átomo. Ao redor deste núcleo estariam os elétrons, partículas com carga elétrica
negativa e que se movem em trajetórias helicoidais.
Porém, segundo o princípio da conservação da energia, ao orbitar o núcleo, o elétron estaria
dissipando parte de sua energia em forma de ondas eletromagnéticas, resultando na
diminuição da energia cinética deste elétron, até o momento em que se chocaria com o
núcleo, desta maneira o átomo proposto por Rutherford seria instável.

Buscando a estabilidade do átomo, Niels Bohr se baseou nos princípios da física quântica
apresentados por Albert Einstein e Max Planck, que explicavam as ondas eletromagnéticas
como “pacotes discretos de energia”, chegando à conclusão que os elétrons teriam orbitais
distintos, não podendo existir entre os orbitais. Esses orbitais seriam designados pelo nível de
energia, sendo também conhecidos como Camadas Eletrônicas, que são denominadas pelas
letras: K, L, M, N, O, P, Q.

Ao receber energia, o elétron saltaria para uma camada de maior nível energético, porém, o
átomo não consegue manter este nível de energia, neste momento o elétron dispersa o
excesso de energia na forma de fótons, ou seja, ondas eletromagnéticas, retornando ao seu
orbital natural. Este fenômeno é conhecido como Salto Quântico.
Dependendo da quantidade de energia envolvida no fenômeno e das camadas relacionadas,
existe a variação da frequência da luz emitida, não necessariamente podendo estar dentro do
espectro visível.

No experimento realizado em laboratório, a chama foi utilizada como fonte de energia, onde
ao colocar à prova diversas substâncias, poderia realizar a excitação energética dos elétrons,
ocasionando a emissão de luz de diferentes cores, de acordo com a substância utilizada.
Objetivo da Atividade: