Anda di halaman 1dari 8

Ministério da Educação

Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Curitiba


Departamento Acadêmico de Matemática
Professor : Altemir José Borges
ALUNO: ASSINATURA:
Avaliação 03 da disciplina de matemática 1 - Turma: S11
Esta prova é totalmente sem consulta.
Não é permitido se ausentar da sala durante a realização da prova.
Não é permitido o uso de calculadoras.
Boa prova

1. Considere o espaço das funções contı́nuas no intervalo [0, 1], munido do produto
R1
interno < u, v >= 0 u(x)v(x)dx. Determine o valor α para os vetores f (x) = 3x − α e
g(x) = x + 1 sejam ortogonais.

1
 
2 1 1
 
2. Verifique se o operador linear dado pela matriz A =  1 2 1  é diagonalizável.
 
 
1 1 2
Em caso afirmativo forneça uma matriz P inversı́vel e uma matriz diagonal ∆ tal que
A = P ∆P −1 (1). Explique, a partir de (1), como calcular An , n ∈ N

2
3. Caso as seguintes afirmações forem verdadeiras justifique, caso falsa dê um contra-
exemplo:
(i) Se E é espaço euclidiano, F é subespaço vetorial de E. Sejam u ∈ F, v ∈ F e w é um
vetor ortogonal a u e a v, então w ∈ F ⊥ ?.
(ii) Se A é uma matriz simétrica,. então dois autovetores quaisquer, correspondentes a
autovalores distintos de A, nunca são ortogonais.
(iii) Se λ = 0 é um autovetor de um operador T então ker(T ) = {0}.
(iv) Seja A ∈ Rn×n tal que o sistema de equações lineares Ax = 0 tem solução única.
Então o operador linear dado pela matriz A é sobrejetivo.
(v) Todo operador linear inversı́vel é diagonalizável.

3
4. Seja V = R3 com o produto interno canônico (usual). Utilizando o processo de
Gram-Schmidt, ortogonalize o conjunto β = {v1 = (1, 0, 1), v2 = (1, 1, 0), v3 = (0, 1, 1)}.

4
5. Dado o operador linear T : R3 → R3 tal que T (1, 1, 1) = (3, 0, 3), T (1, 1, 0) =
(3, 1, 1) e T (1, 0, 0) = (1, 0, 1):

(i) Determine uma base para o núcleo e outra para a imagem.

(ii) Este operador é inversı́vel?

5
6. No software Octave foram digitados os seguintes comandos:.
A = [2 1 1; 2 3 4; −1 − 1 − 2]
[P, D] = eig(A)
O resultado fornecido pelo software foi:
P =

−1.6093e − 017 5.3452e − 001 −7.0711e − 001


7.0711e − 001 8.0178e − 001 7.0711e − 001
7.0711e − 001 −2.6726e − 001 2.1848e − 016
D=
Diagonal Matrix

−1.0000 0 0
0 3.0000 0
0 0 1.0000

Interprete o resultado obtido.

6
7. Determine a equação vetorial da reta que passa pelo ponto A(2, 1, −1) e é perpen-
dicular (coplanar) à reta P = (2, 0, 0) + α(3, 1, −1).

7
8. Determine a equação geral do plano que passa pela origem e é gerado pelos vetores
v1 = (1, 2, 1), v2 = (−1, 1, 2) e v3 = (0, 3, 3).