Anda di halaman 1dari 21

Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

e-Book

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 1


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

DIREITOS AUTORAIS

1ª Edição (Eletrônica)
Copyright 2004 by Marival Coelho Novaes
E-book formato PDF com assinatura digital.

Editoração Eletrônica
Marival Coelho Novaes

Capa
Marival Coelho Novaes

Direitos reservados por Lei nº 9.610/98, de 19.02.1998.


Proibida a distribuição ou reprodução total ou parcial desta obra sem a prévia
autorização escrita do Autor.

Diagramação e arte final


Marival Coelho Novaes

Autor: Marival Coelho Novaes


Título: A Mãe das Prostituições e Abominações da Terra

Pedidos:

mailto: marival_novaes@yahoo.com.br

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 2


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

MISTÉRIO, A GRANDE BABILÔNIA,


A MÃE DAS PROSTITUIÇÕES
E ABOMINAÇÕES DA TERRA

A revelação deste mistério há cerca de aproximadamente


1.900 anos atrás, feita pelo anjo ao apóstolo João quando estava
preso na ilha de Patmos, é a verdadeira profecia apocalíptica do
que se constituiria mais tarde na mais poderosa, na mais terrível e
na mais diabólica seita religiosa nascida de uma primeira e grande
apostasia no meio do povo que se chama pelo nome de Deus.

Não estranhem o fato de que verdadeiros filhos de Satanás


possam sair do meio de um povo santo e escolhido por Deus,
porque Jesus Cristo falou por parábolas sobre o joio e o trigo e Ele
próprio experimentou a traição de Judas Iscariotes, que estava
entre os doze apóstolos. Portanto, a apostasia que deu origem à
Igreja Católica Romana já havia sido predita por Cristo e pelos
próprios apóstolos, conforme podemos observar nos versículos a
seguir:

Por Cristo:

“... porque surgirão falsos cristos e falsos profetas


e farão tão grande sinais e prodígios, que,
se possível fora, enganariam até os escolhidos”.
Mateus 24:24

Por João:

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 3


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

“Filhinhos, é já a última hora;


e como ouvistes que vem o anticristo,
também agora muitos se têm feito anticristos;
por onde conhecemos que é já a última hora.
Saíram de nós, mas não eram de nós;
porque, se fossem de nós, ficariam conosco;
mas isto é para que se manifeste que não são todos de nós.”
I João 2:18-19

Por Pedro:

“E também houve entre o povo falsos profetas,


como entre vós haverá também falsos doutores,
que introduzirão encobertamente heresias de perdição
e negarão o Senhor que os resgatou,
trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
E muitos seguirão as suas dissoluções,
pelos quais será blasfemado o caminho da verdade;
e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas;
sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença,
e a sua perdição não dormita.
Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram,
mas, havendo-os lançado no inferno,
os entregou às cadeias da escuridão,
ficando reservados para o Juízo;”
II Pedro 2:1-4

Ainda por Pedro:

“Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos


e reservar os injustos para o Dia do Juízo,
para serem castigados,
mas principalmente aqueles que segundo a carne

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 4


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

andam em concupiscências de imundícia


e desprezam as dominações.
Atrevidos, obstinados,
não receiam blasfemar das autoridades;
enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder,
não pronunciam contra eles
juízo blasfemo diante do Senhor.
Mas estes, como animais irracionais,
que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos,
blasfemando do que não entendem,
perecerão na sua corrupção,
recebendo o galardão da injustiça;
pois que tais homens têm prazer nos deleites cotidianos;
nódoas são eles e máculas,
deleitando-se em seus enganos,
quando se banqueteiam convosco;
tendo os olhos cheios de adultério
e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes,
tendo o coração exercitado na avareza, filhos da maldição;
os quais, deixando o caminho direito,
erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor,
que amou o prêmio da injustiça.
Mas teve a repreensão da sua transgressão;
o mudo jumento, falando com voz humana,
impediu a loucura do profeta.
Estes, são fontes sem água,
nuvens levadas pela força do vento,
para os quais a escuridão das trevas
eternamente se reserva;
porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades,
engodam com as concupiscências da carne
e com dissoluções
aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro,
prometendo-lhes liberdade,

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 5


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

sendo eles mesmos servos da corrupção.


Porque de quem alguém é vencido,
do tal faz-se também servo.
Porquanto se,
depois de terem escapado das corrupções do mundo,
pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo,
forem outra vez envolvidos nelas e vencidos,
tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.
Porque melhor lhes fora
não conhecerem o caminho da justiça
do que, conhecendo-o,
desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado.
Deste modo, sobreveio-lhes
o que por um verdadeiro provérbio se diz:
O cão voltou ao seu próprio vômito;
a porca lavada, ao espojadouro de lama.”
II Pedro 2:9-22

Este é o triste fim dos apóstatas. Escaparam um dia das


corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador
Jesus Cristo, mas foram envolvidos de novo pela mesma
corrupção, por causa dos desejos materiais de cargos importantes
nas esferas do governo romano, por causa dos desejos de poder
financeiro e por causa da sua avareza, fizeram negócios com o
nome do Senhor, blasfemando do Caminho da Verdade, tornando-
se imperdoáveis filhos do diabo.

O apóstolo Pedro, além da exortação feita aos apóstatas de


um modo geral, profetizou através dos versículos acima, toda a
dissimulação e engano que viria a acontecer cerca de três séculos
depois, no ano 323 d.C., quando o Imperador Constantino
conseguiu atrair o grupo apóstata que estava no meio dos cristãos
para criar o Catolicismo Romano como a religião oficial do Império.

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 6


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

(Maiores detalhes na apostila: “Como surgiu o Catolicismo


Romano”, em nosso site).

Após sua criação e um pouco antes da queda do Império


Romano, a Igreja Romana criou o sistema de papado, que se tornou
num império religioso, controlando reis, nações de todo o mundo
conhecido da época. Dominou de maneira quase que absoluta
durante quinze séculos, não permitindo a leitura da Bíblia Sagrada
pelos seus adeptos, de modo que não viessem a contestar entre o
que estava escrito e o que estava sendo ensinado e praticado,
principalmente com relação à idolatria, ao endeusamento de Maria
e à blasfêmia de dizer que ela é a “mãe de Deus”.

Só o fato de dizer que o Senhor tem uma “mãe” é uma


abominação terrível e atinge frontalmente a Santidade de um Deus
Eterno, que sempre existiu por si só e as demais coisas e seres
humanos passarão a existir pelo seu poder. Uma afirmação como
essa só pode vir de pessoas dominadas pelo maligno como
querendo fazer do Senhor Todo Poderoso um ser semelhante aos
homens.

Claro está que esta abominação da Igreja Romana tem como


objetivo provocar confusão no meio do seu povo e de certa formar
desejar formar na mente dos seus adeptos uma falsa idéia da
materialização de um espírito, o que por si só é um contra senso.
Homem é homem, matéria é matéria, e espírito é espírito.

Portanto, Jesus Cristo, o Filho de Deus, se fez Homem


nascido sob a carne pelo poder do Espírito Santo, não pela vontade
do homem, mas pela vontade de Deus, para que o Deus Emanuel se
fizesse presente no mundo através da vida de Cristo, o Filho do
Homem, mas pelo seu Espírito, porque Deus é Espírito.

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 7


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

Misturar a divindade de Cristo com a humanidade de Jesus é


outra blasfêmia, como que desejando desvalorizar o sacrifício na
cruz do Calvário, vez que Deus, que é Espírito, é Eterno e jamais
poderia morrer numa cruz. Mas, o Filho do Homem sim, “pelo que
convinha que, em tudo, fosse semelhante aos irmãos, para ser
misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para
expiar os pecados do povo”. (Hebreus 2:17).

E o próprio Cristo, o Messias, como Filho de Deus, ou seja,


“em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”
(Filipenses 2:6) por causa da missão que lhe fora confiada pelo Pai
como o Cordeiro Santo e Imaculado, morto antes da fundação do
mundo pela presciência de Deus em saber que homem lhe
desobedeceria e ficaria sob o domínio do pecado, necessitando,
portanto, de uma obra de redenção por derramamento de sangue
puro e sem mácula para purificação dos pecados da humanidade.

Para cumprir a sua missão, o Ungido, o Messias, o Cristo,


“aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se
semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-
se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz”.
(Filipenses 2:7-8), vez que nasceu de uma mulher, mas pelo poder
do Espírito Santo, e tomou o nome de Jesus, o Cordeiro de Deus
que venceu o pecado e a morte, tirando os pecados do mundo.

Ao terceiro dia, ressuscitou dentre os mortos, “pelo que


também Deus o exaltou soberanamente e lhe deu um nome que é
sobre todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo
joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda
língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus
Pai”. (Filipenses 2:9-11).

Portanto, desejar simplificar esta obra divina e perfeita do


Altíssimo ao nível das coisas naturais humanas, apenas para

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 8


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

atingir seus propósitos idólatras e blasfemos é abominação terrível


que leva à condenação no dia do Juízo de Deus.

Em 1.517, portanto, o Senhor levantou a Martinho Lutero


para liderar o movimento de resgate da Bíblia Sagrada como leitura
livre para todo o mundo, e comandar a Revolução que tomou
erradamente o nome de Protestante pelos historiadores mundiais,
quando na verdade ela foi uma revolução do Evangelho de Cristo e
por Cristo na vida de um homem que se converteu mediante a
leitura de duas cartas do apóstolo Paulo: Romanos e Gálatas,
através das quais Lutero descobriu que a salvação é pela Graça de
Cristo somente, mediante a fé nas Escrituras Sagradas, as quais
são, no seu conjunto, a Palavra de Deus.

Com a Revolução Protestante, a Mãe das Prostituições do


Mundo criou uma espécie de Contra-Reforma e uma Ordem
chamada dos Jesuítas, numa tentativa de conter a divulgação do
Evangelho de Cristo no mundo. Como exemplo dessa ação,
podemos ver que no descobrimento do Brasil eles de pronto
aportaram aqui para controlar índios, terras, riquezas e os
governantes enviados por Portugal.

A Contra-Reforma fez calar os eventuais descontentes


internos da igreja, enquanto que a Ordem dos Jesuítas se
constituiu numa eficiente organização militar escondida sob roupas
sacerdotais, para atuar externamente, juntos aos governos, aos
reinados e aos povos das nações.

Esta Ordem, para quem não sabe, é uma das principais


responsáveis pelo Movimento Ecumênico e pela construção da
Nova Ordem Mundial, pela articulação com os poderosos das
finanças do mundo, entre os quais ela própria está inserida, pelas
articulações políticas no mundo, principalmente entre os países da
União Européia, que é o berço e a base dessa Nova Ordem, e

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 9


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

finalmente pela coordenação dos futuros núcleos centrais do


governo do Anticristo, que há de vir, nas suas asas religiosas e de
política econômica e financeira.

Mas, será durante o próprio governo do Anticristo que cairá


toda a estrutura da Igreja Romana, desde o Vaticano até sua Ordem
principal, isto durante o período da Grande Tribulação. Esta queda
será uma conseqüência da ação do Anticristo, o qual não aceitará
nenhum outro poder concorrente ou que possa oferecer
concorrência para ele. Num determinado ponto do período da
Grande Tribulação, o próprio Anticristo será o instrumento que o
Senhor usará para desnudar a Igreja Romana. E a queda dessa
estrutura gigantesca deixará o mundo estupefato e causará
espanto em muitas pessoas de todos os meios, porque será uma
queda terrível. A descrição desta queda podemos ver nos
versículos seguintes:

“E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças


e falou comigo, dizendo-me:
Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta
que está assentada sobre muitas águas,
com a qual se prostituíram os reis da terra;
e os que habitam na terra
se embebedaram com o vinho da sua prostituição.”
Apocalipse 17:1-2

Até aqui, temos a revelação de que a grande prostituta está


assentada sobre muitas águas, significando dizer sobre muitos
povos e muitas nações. Diz também que, embebedados com o
vinho da sua prostituição, se prostituíram os reis da terra e os que
habitam na terra. Ou seja, se deleitaram com as delícias do seu
comércio, da sua influência política, do controle sobre o povo,
facilitando seus grandes negócios em benefícios dos poderosos e
enganando os mais fracos economicamente.

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 10


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

“E levou-me em espírito a um deserto,


e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate,
que estava cheia de nomes de blasfêmia
e tinha sete cabeças e dez chifres.
E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata,
adornada com ouro e pedras preciosas, e pérolas,
e tinha na mão um cálice de ouro cheio das abominações
e da imundícia da sua prostituição.
E, na sua testa, estava escrito o nome:
MISTÉRIO, A GRANDE BABILÔNIA,
A MÃE DAS PROSTITUIÇÕES
E ABOMINAÇÕES DA TERRA”.
Apocalipse 17:3-5

A mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate, que


estava cheia de nomes de blasfêmias é a representação da segunda
Besta do livro do Apocalipse, que é o Falso Profeta da Igreja
Romana, o Papa, aquele que diz que é o representante de Deus na
terra (que blasfêmia!) e que também diz que só ele pode interpretar
a Bíblia Sagrada (que blasfêmia maior ainda!).

Na verdade, é triste quando vemos um ser humano


totalmente sob o controle de Satanás, mas isto decorre de suas
próprias obras. O cargo de chefe da Igreja Romana e do Vaticano é
um cargo maldito, porque é um cargo sobre o qual foi feito um
decreto vindo diretamente das hostes malignas do diabo, senão
vejamos: O Senhor Jesus Cristo disse que Ele precisava ir logo
após a sua primeira parte da sua missão aqui na terra. Disse mais
que, se Ele não fosse, o Pai não poderia enviar o Espírito Santo, em
seu nome, para ensinar e guiar sua Igreja na terra.

E assim fez Cristo, enviando o Espírito Santo logo que


ascendeu aos céus, para seu trono de glória. Ora, o ministério do

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 11


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

Espírito Santo começou no dia de Pentecostes, quando a Igreja de


Cristo foi formada na terra.

Então, o Senhor está presente conosco aqui na terra através


da presença do Espírito de Cristo, o verdadeiro Deus Emanuel, o
Deus conosco, confirmando a sua Palavra. Como cremos que Deus
está presente na sua Igreja aqui na terra, que é a Igreja de Cristo,
Ele não precisa de representante nenhum, nem aqui na terra nem
nos céus, por Deus é ONIPRESENTE e está em todo o lugar.

Porém, aprouve a Deus fazer de nós que somos crentes em


Jesus como único Senhor e Salvador de nossas vidas, em nos
fazer ministros do seu Evangelho, segundo a fé (Efésios 4:1-16),
como um corpo bem ajustado e ligado à sua cabeça que é Cristo
Jesus, para que todos nós, como um corpo ligado a Cristo através
do seu Espírito Santo, fôssemos seus embaixadores para pregar
livremente a sua Palavra, a tempo e fora de tempo, em todos os
cantos do mundo.

Portanto, dizer que é representante de Deus na terra é uma


tremenda blasfêmia contra o Espírito Santo, bem como maior
blasfêmia é dizer que tem a exclusividade na interpretação da Bíblia
Sagrada, quando a própria Escritura diz em II Pedro 1:20-21: “...
sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é
de particular interpretação; porque a profecia nunca foi produzida
por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus
falaram inspirados pelo Espírito Santo”. Não é de estranhar,
portanto, que para os tais não haja perdão para os seus pecados,
porque blasfemam continuamente do Espírito Santo.

“E vi que a mulher estava embriagada


do sangue dos santos
e do sangue das testemunhas de Jesus.”
Apocalipse 17:6a

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 12


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

Aqui o apóstolo tem a revelação de todas as atrocidades


cometidas pela Igreja Católica Romana ao longo dos tempos, a
exemplo da Inquisição, do Massacre de S. Bartolomeu, na França,
quando morreram cerca de 2.000 huguenotes franceses, do
extermínio de mais de 800.000 sérvios ortodoxos na Croácia
durante os anos de 1941 a 1945, além de todas as perseguições e
mortes aos cristãos que se levantavam contra as heresias do
Catecismo Romano desde o início de suas atividades tenebrosas
juntamente com o governo de Roma até épocas mais recentes do
mundo Moderno. Não bastassem essas abominações, a Igreja
Romana, com seu partido de direita formado por integrantes da
Ordem dos Jesuítas, tem provocado e incentivado guerras no
mundo, apenas e tão somente para perpetuar o seu poder ao longo
do tempo.

“E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração.


E o anjo me disse: Por que te admiras?
Eu te direi o mistério da mulher e da besta que a traz,
a qual tem sete cabeças e dez chifres.
A besta que viste foi e já não é,
e há de subir do abismo, e irá à perdição.
E os que habitam na terra
(cujos nomes não estão escritos no livro da vida,
desde a fundação do mundo)
se admirarão vendo a besta que era e já não é, mas que virá.
Aqui há sentido, que tem sabedoria.
As sete cabeças são sete montes,
sobre os quais a mulher está assentada.
E são também sete reis: cinco já caíram, e um existe;
outro ainda não é vindo;
e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.
E a besta, que era e já não é, é ela também o oitavo,
e é dos sete, e vai à perdição.

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 13


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

E os dez chifres que viste são dez reis,


que ainda não receberam o reino,
mas receberão o poder como reis por uma hora,
juntamente com a besta.
Estes têm um mesmo intento
e entregarão o seu poder e autoridade à besta.”
Apocalipse 17:6b-13

No tempo do fim, mais especificamente nos últimos 42


meses do governo do Anticristo, na Grande Tribulação, será
descoberto este mistério da segunda Besta, do Falso Profeta, que
está na função do chefe da Igreja Romana e do Vaticano – o Papa.

A revelação de Apocalipse 17:8 diz que “a besta que viste foi


e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição”. Para
entendermos este versículo precisamos ler os seguintes de 9 a 11,
que dizem: “Aqui há sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças
são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada”. Estes
sete montes são os que cercam a cidade de Roma e o Estado do
Vaticano, localizado na parte central da grande cidade: Quirinal,
Palatino, Esquelino, Célio, Capitolino, Viminal e Aventino.

Sobre os reinados do versículo 10, temos os seguintes:

1. O reinado Babilônico de Nabucodonosor;


2. O reinado Medo-Persa;
3. O reinado Greco-Macedônico de Alexandre;
4. O Império Romano, que antes de sua queda no ano
de 476 d.C. dividiu-se em dois:
5. No Império Bizantino, cuja queda deu-se em no ano
de 1.453;
6. No Império Papal Religioso, que mais tarde tornou-se
o Estado do Vaticano;

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 14


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

7. O reinado do Anticristo, que há de vir, e durará pouco


tempo, ou seja, de terríveis sete anos finais de
impérios terrenos.

Observem que o texto sagrado diz que são sete reis: “cinco
já caíram (Babilônico, Medo-Persa, Greco-Macedônico, Romano e
Bizantino); um existe (o império do Vaticano – o papal); outro ainda
não é vindo (o do Anticristo); e, quando vier, convém que dure um
pouco de tempo (sete anos).

A seguir, o versículo 11 diz: “E a besta que era e já não é, é


ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição”. Esta descrição
refere-se à manifestação da Besta, através do Falso Profeta, que é o
chefe da Igreja Romana e do Vaticano – o papa. A Besta se
manifestará juntamente com a primeira Besta – o Anticristo. Por
isso é que a sua manifestação é revelada no livro do Apocalipse
como o 8º reinado (é a revelação do mistério da mãe das
prostituições e abominações da terra – Ap. 17). Só que a segunda
Besta se manifestará como o 8º reinado, mas já pertence aos sete
primeiros, e será condenada à perdição pelo Senhor Jesus Cristo
na sua segunda vinda.

Os dez chifres, que representam dez reis, são as dez nações


mais poderosas política e financeiramente quando da implantação
do governo do Anticristo, as, quais, através dos seus 10
governantes mais o Anticristo (a primeira Besta) e o Falso Profeta
(a segunda Besta), formarão o número 12, o mesmo número dos
apóstolos de Cristo.

Essas nações, apesar de serem originárias do Antigo


Império Romano, serão escolhidas em função do seu poder político
e financeiro de influência mundial. Na verdade poderia até ser 15 ou
20, ou 30, mas o número escolhido é para formar simplesmente o
mesmo número dos apóstolos de Cristo.

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 15


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

As Escrituras dizem que eles receberão o poder como reis


por “uma hora”, juntamente com a besta. Significa que eles vão
compor uma junta de um governo único mundial, chefiados pelo
Anticristo, e vão negociar diplomaticamente com todas as nações
do mundo, e, principalmente com Israel, um acordo de paz. Com
este acordo, dar-se-á oficialmente o governo do último império
terreno.

O poder temporal dos 10 reis por uma hora quer dizer que
será por pouco tempo, o tempo suficiente para as negociações em
torno do acordo de paz com Israel. Isto porque o Anticristo vai
desejar reinar de forma absoluta. Tanto será assim que no segundo
período do seu governo, ele mesmo se encarregará de desnudar e
destronar o reinado religioso do Vaticano.

O versículo 13 diz que todos eles têm um mesmo intento e


entregarão os seus poderes e autoridades à besta (ao Anticristo).
Juntos, se prepararão para combater o Cordeiro na sua segunda
vinda, mas Jesus Cristo os vencerá na Batalha do Armagedom, e
lançará a Besta (o Anticristo) e o Falso Profeta (o papa) no lago que
arde com fogo e enxofre. Satanás, que deu o seu poder às duas
Bestas para que elas realizassem os seus intentos, será preso
durante mil anos, período em que o Senhor Jesus Cristo preparará
a terra para a consumação de todas as coisas, antes do Juízo Final
pelo Deus Todo Poderoso.

Estes combaterão contra o Cordeiro,


e o Cordeiro os vencerá,
porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis;
vencerão os que estão com ele, chamados, eleitos e fiéis.
Apocalipse 17:14

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 16


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

O versículo 13 diz que todos eles têm um mesmo intento e


entregarão o seu poder e autoridade à besta (ao Anticristo). Juntos,
se prepararão para combater o Cordeiro na sua segunda vinda, ( v.
14), mas Jesus Cristo os vencerá na Batalha do Armagedom, e
lançará a Besta (o Anticristo) e o Falso Profeta (o papa) no lago que
arde com fogo e enxofre. Satanás, que deu o seu poder às duas
Bestas para que elas realizassem os seus intentos, será preso
durante mil anos, período em que o Senhor Jesus Cristo preparará
a terra para a consumação de todas as coisas, antes do Juízo Final
pelo Deus Todo Poderoso.

Os propósitos e motivações da Igreja Romana

A Igreja Romana foi criada pelo Imperador Constantino para


frear o crescimento do cristianismo no mundo da época, controlado
pelo Império de Roma. Arquitetou, então, um plano para atrair
adeptos aos seus desejos de conquistar o governo do Império,
prometendo cargos, salários e benefícios materiais e deleites
próprios de todo governo para os “cristãos nominais” que
aceitassem o seu plano, mediante a oficialização do sistema
religioso a ser criado como a religião oficial do Império Romano.
Entretanto, os “cristãos nominais” teriam que aceitar as
modificações que ele promoveria nas “doutrinas”, sem o que
certamente não haveria acordo.

Todo esse plano fora arquitetado ainda no período em que


Constantino apenas aspirava conquistar o governo do Império,
porque ele sabia da força do movimento cristão à época, crescente
e forte pela união do povo.

Do plano também integrava a divulgação de um “sonho” que


ele teria tido e pelo qual haveria de se converter ao cristianismo.
Ora, sabemos perfeitamente que nenhum convertido em Cristo
Jesus aceitaria ou virá a aceitar a alteração de um versículo sequer

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 17


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

das Escrituras Sagradas, quanto mais a totalidade das


abominações e adulterações contidas no Catecismo Católico, para
adequar um pouco de doutrina bíblica com muita idolatria e
paganismo, para satisfazer a sociedade romana, pagã desde a sua
história de origem, cuja lenda diz que Roma teria sido fundada em
753 a.C. por Rômulo e Remo, deuses da mitologia romana.

Então, basta ser um cristão convertido e conhecedor da


Palavra de Deus para entender que Constantino jamais se
converteu a Cristo e que o tal “sonho”, se ele realmente teve, não
fora um anjo do Senhor Deus Todo Poderoso que o visitara e sim
algum outro simulador e enganador.

Para qualquer pessoa que pesquise sobre o assunto, desde


que tenha o conhecimento de Deus e de sua Palavra, verificará que
fora um engodo, admitido pela história como sendo verdade, e, pior
ainda, aceito até em determinados meios evangélicos como se
fosse verdade.

Isto nos assusta, porque vemos historiadores cristãos


vinculados a Igrejas que têm o nome de Cristo, escreverem a
história do cristianismo e inserindo a Igreja de Roma como sendo
cristã, admitindo até alguns nomes como os de Agostinho como se
realmente tivessem experimentado uma conversão a Cristo, um
novo nascimento, quando na verdade tanto Agostinho como tantos
outros chamados pela Igreja de Roma de “pais”, foram
responsáveis pelos mais terríveis e abomináveis dogmas que
deram sustentação às prostituições desse terrível sistema
religioso.

Creio, portanto, que muitos dos nossos irmãos em Cristo


necessitam fazer urgentemente um estudo mais profundo da
verdadeira história cristã, para saber e conhecer que a Igreja
Romana é tal qual a Igreja de Pérgamo, revelada no capítulo 2 do

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 18


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

livro de Apocalipse, como sendo a sinagoga de Satanás. Eis o que


diz a Palavra de Deus dita pelo anjo ao apóstolo João, definindo por
revelação esta sinagoga:

“E ao anjo da igreja que está em Pérgamo escreve:


Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois fios:
Eu sei as tuas obras, e onde habitas,
que é onde está o trono de Satanás;
e reténs o meu nome e não negaste a minha fé,
ainda nos dias de Antipas,
minha fiel testemunha,
o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.
Mas umas poucas coisas tenho contra ti,
porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão,
o qual ensinava Balaque a lançar tropeços
diante dos filhos de Israel
para que comessem
dos sacrifícios da idolatria e se prostituíssem”.
Apocalipse 2:12-14

Observem que a revelação fala de um trono onde Satanás


habita, define um tempo para um povo que outrora retinha o nome
do Senhor e não negava a sua fé, tempo esse definido como sendo
o dos dias de Antipas, significando dizer que apostataram da fé
para seguir a doutrina de um falso profeta tal qual Balaão, cujo
ensino foi e é o de lançar tropeços para um povo que busca
encontrar e conhecer a Deus, mas que na verdade são conduzidos
à mesa dos sacrifícios da idolatria e da prostituição.

Este perfil não é outro senão o da Igreja de Roma e do seu


Falso Profeta, o papa e chefe do Estado do Vaticano. Este perfil é o

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 19


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

da besta que subirá da terra, com seus “dois chifres semelhantes


aos de um cordeiro, mas que fala como o dragão”. (Apocalipse
13:11). O chefe dessa sinagoga de Satanás é, portanto, a segunda
besta, que também será presa e lançada viva no ardente lago de
fogo e de enxofre.

Exorto, portanto, aos irmãos em Cristo que estudem a


Palavra de Deus e busquem o conhecimento da história da Igreja
Primitiva dos apóstolos, a qual conquistou o mundo da época e
serve de exemplo para nós ainda nos dias de hoje, como modelo de
vida em verdadeira comunhão, em união pelo fervoroso amor de
Deus em cada coração e Espírito Santo encontrava espaço para
demonstrar todo o seu poder na vida dos apóstolos e dos irmãos.
(Vide Atos 2:42-47).

Mais detalhes sobre a Igreja Romana e de como ela surgiu,


estão disponíveis no e-book “Como Surgiu o Catolicismo Romano”,
em nosso site.

Que a graça do Senhor Jesus Cristo abençoe a todos que


venham a ler esta mensagem.

Marival Novaes

Setembro 2004.

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 20


Missão Evangélica Filadélfia: A Mãe das Abominações da Terra

Bibliografia
1. Como Surgiu o Catolicismo Romano – por
Marival Novaes – 2004.
2. Bíblia Sagrada – por João Ferreira de Almeida –
Edição Revista e Corrigida – 1995 – Sociedade
Bíblica do Brasil (SP).

Copyright © 2004 by Marival Coelho Novaes 21