Anda di halaman 1dari 53

CRIMINOLOGIA

PROF. ALEXANDER HERCULANO


REVISÃO – PC SP

Prof. Alexandre Herculano


(VUNESP - 2013 - PC-SP - Papiloscopista Policial)
Contemporaneamente, a criminologia é conceituada
como
A) uma ciência empírica e social que estuda o criminoso, a
pena e o controle social.
B) uma ciência empírica e multidisciplinar que estuda as
formas como os crimes são cometidos.
C) uma ciência empírica e interdisciplinar que estuda o
crime, o criminoso, a vítima e o controle social.
D) uma ciência jurídica e interdisciplinar que estuda as
formas como os crimes são cometidos.
E) uma ciência jurídica e multidisciplinar que estuda o
crime, o criminoso, a pena e a vítima.
(VUNESP - PCSP - 2014) Para a aproximação e
verificação de seu objeto de estudo, a Criminologia
dos dias atuais vale-se de um conceito
A) empírico e interdisciplinar.
B) dedutivo e dogmático.
C) dedutivo e interdisciplinar.
D) dogmático e lógico-abstrato
E) empírico e lógico-abstrato.
(ATENDENTE DE NECROTÉRIO – 2014 – VUNESP)
Sobre o objeto de estudo da Criminologia dos dias
atuais, assinale a alternativa correta.
A) O ramo da Criminologia que estuda a vítima é
denominado Frenologia Criminal.
B) O estudo de desvios de conduta que atentam contra a
moral e os bons costumes não é assunto da Criminologia,
por não configurarem crime, na acepção jurídica da palavra.
C) A Escatologia Criminal estuda os atos pecaminosos
praticados por quem escolhe a vereda do mal.
D) A Criminologia ocupa-se do estudo do crime,
caracterizando-o como simples fato típico e antijurídico, da
mesma forma que o Direito Penal.
E) A Criminologia tem por objeto de estudo o delinquente, o
delito, a vítima e o controle social.
(2018 – PMDF) Assinale a alternativa que apresenta
funções da criminologia.
A) Explicar o crime e definir as medidas de combate à
criminalidade que serão impostas ao Poder Executivo, ao
Comando da Polícia Militar e à Secretaria de Segurança
Pública.
B) Avaliar os diferentes modelos de resposta ao crime e criar
tipos penais, bem como hipóteses de aumento ou de
diminuição das penas em abstrato.
C) Explicar o crime, preveni-lo e criar tipos penais,
auxiliando o Poder Legislativo no trâmite de medidas
provisórias dessa natureza.
D) Avaliar os diferentes modelos de resposta ao crime,
explicar o crime e prevenir o crime.
E) Intervir na pessoa do infrator e auxiliar o Poder Judiciário
na aplicação das normas por meio de pareceres nos
processos criminais em curso.
(2018 – VUNESP – Escrivão) Assinale a alternativa correta em
relação ao conceito, método, objeto ou finalidade da Criminologia.
A) Por ser uma categoria jurídica, o crime não é objeto de estudo da
Criminologia, que se ocupa de seus efeitos.
B) A finalidade precípua da Criminologia é fundamentar a tipificação
criminal das condutas e as respectivas penas.
C) Criminologia é uma ciência auxiliar do Direito Penal e a ele se
circunscreve, visto ocupar-se das consequências dele decorrentes.
D) A vítima, primeiro objeto a ser estudado pela Criminologia,
deixou de ser interesse dessa ciência a partir do surgimento da
vitimologia.
(E) Uma das finalidades da Criminologia, no seu atual estágio de
desenvolvimento, é questionar a própria existência de alguns tipos
de crimes.
(2018 – VUNESP – Escrivão) O objeto de estudo da
Criminologia que mais traduz a função exercida
pela polícia judiciária é
(A) a vítima.
(B) o criminoso.
(C) o autor do fato.
(D) o crime.
(E) o controle social.
(2018 – DELEGADO – PCRS) A Criminologia é
definida tradicionalmente como a ciência que
estuda de forma empírica o delito, o
delinquente, a vítima e os mecanismos de
controle social. Os autores que fundaram a
Criminologia (Positivista) são:
A) Cesare Lombroso, Enrico Ferri e Raffaele
Garofalo.
B) Franz Von Liszt, Edmund Mezger e Marquês de
Beccaria.
C) Marquês de Beccaria, Cesare Lombroso e Michel
Foucault.
D) Cesare Lombroso, Enrico Ferri e Michel Foucault.
E) Enrico Ferri, Michel Foucault e Nina Rodrigues.

Resposta: A.
(MÉDICO LEGISTA – 2014 – VUNESP) A escola
criminológica que surgiu no século XIX, tendo,
entre seus principais autores, Rafaelle
Garófalo, e que pode ser dividida em três fases
(antropológica, sociológica e jurídica) é:
a) Escola Positiva.
b) Terza Scuola Italiana.
c) Escola de Política Criminal ou Moderna Alemã.
d) Escola Clássica.
e) Escola de Lyon.
(ESCRIVÃO DE POLÍCIA – 2014 – VUNESP) A teoria do
neorretribucionismo, com origem nos Estados Unidos,
também conhecida por “lei e ordem” ou “tolerância
zero”, é decorrente da teoria

a) “positiva”

b) “janelas quebradas”

c) “clássica”

d) “cidade limpa”

e) “diferencial”
(PAPILOSCOPISTA POLICIAL – 2013 – VUNESP)
De acordo com a Sociologia Criminal, pode-se
citar como exemplo da Teoria de Consenso:

a) a Teoria crítica.

b) a Teoria radical.

c) a Teoria das janelas quebradas.

d) a Teoria da associação diferencial.

e) a teoria do conflito
(VUNESP - 2013 - PC-SP - Papiloscopista Policial)
A prevenção criminal secundária é aquela que atua
A) na recuperação do recluso, visando a sua socialização
por meio do trabalho e estudo, evitando sua
reincidência.
B) em setores específicos ou de maior vulnerabilidade da
sociedade, por meio de ação policial, programas de apoio
e controle das comunicações.
C) na qualidade de vida de um povo, na proteção aos
bens patrimoniais e nos direitos individuais e sociais.
D) nos direitos sociais universalmente conhecidos, como
educação, moradia e segurança.
E) na reparação do dano causado em razão da
delinquência, assistindo o recluso com programas
psicológicos e de assistência social.
(VUNESP - 2013 - PC-SP - Agente de Polícia)
Entende(m)-se por prevenção primária
A) as ações policiais dirigidas aos indivíduos
vulneráveis.
B) as políticas públicas dirigidas aos grupos de
risco.
C) aquela dirigida exclusivamente ao preso, em
busca de sua reinserção familiar e/ou social.
D) o trabalho de conscientização social, o qual atua
no fenômeno criminal, em sua etiologia.
E) aquela que age em momento posterior ao crime
ou na iminência de seu acontecimento.
(2015 – VUNESP - PC-CE - Delegado de Polícia Civil de 1a Classe) Assinale a alternativa
correta em relação aos modelos teóricos de reação social ao delito.
A) São três os modelos: o dissuasório, o ressocializador e o integrador; o primeiro, também
conhecido como modelo clássico, tem o foco na punição do criminoso, procurando mostrar que o
crime não compensa; o segundo tem o foco no criminoso e sua ressocialização, procurando reeducá-
lo para reintegrá-lo à sociedade; e o terceiro, conhecido como justiça restaurativa, que defende uma
intervenção mínima estatal em que o sistema carcerário só atuará em último caso.
B) Apresentam dois modelos bem distintos: o tradicional e o moderno, por entender que um tem foco
na punição e recuperação do delinquente, e o outro tem foco na reparação do delito; o primeiro olha
para o delinquente e o segundo, somente para a vítima, não importando a recuperação do
delinquente.
C) Estão divididos em dois modelos: o concreto e o abstrato, nos quais os objetivos são comuns, ou
seja, ambos estão focados no sujeito ativo do delito e em como fazer com que ele não volte a
delinquir; o primeiro visa aplicar uma pena privativa de liberdade e o segundo, uma pena pecuniária.
D) São três os modelos teóricos: o moderno, o contemporâneo e o tradicional; o modelo moderno
objetiva tratar a prevenção do delito como um problema social, no qual todos têm responsabilidade
na ressocialização do criminoso; o modelo contemporâneo entende que há necessidade das penas
serem proporcionais ao bem jurídico protegido, enquanto que o modelo tradicional busca no sistema
de justiça criminal (Polícia, Ministério Público, Poder Judiciário e Sistema Penitenciário) a efetividade
para a prevenção do delito.
E) São caracterizados por três modelos, também conhecido como as três velocidades do direito penal,
um direito penal mais “duro” para os crimes mais violentos, um direito penal mais brando, como, por
exemplo, para os crimes de menor potencial ofensivo e um direito penal intermediário, um meio
termo, para os demais crimes.
(PCSP - VUNESP - 2014) Os primeiros
estudos sobre a vitimologia datam de 1901,
tendo como, estudioso do assunto:
a) Hans Gross.
b) Enrico Ferri.
c) Francesco Carrara.
d) Adolphe Quetelet.
e) Cesare Bonesana.
(2018 – VUNESP – Escrivão) Assinale a alternativa correta no que diz respeito à
vitimologia.
(A) Na década de 80 do século XX, a ONU promulgou um dos principais diplomas
internacionais no que diz respeito aos direitos das vítimas.
(B) Vitimização terciária é definida como o resultado dos obstáculos e sofrimentos
vivenciados pela vítima, em decorrência dos procedimentos legais da persecução
penal desenvolvida pelo Estado.
(C) No Brasil, a vitimologia é sistematizada por autores nacionais a partir da
década de 30 do século XX, ajudando a nortear a elaboração do Código Penal
de 1940.
(D) Vitimização secundária é definida como o resultado da agressão infligida à
vítima pelo autor do crime.
(E) O termo “vitimologia” foi cunhado na década de 20 do século XX, ao término
da primeira guerra mundial.
(PCSP - VUNESP - 2014) Assinale a
alternativa que contém os nomes dos
precursores da vitimologia do século XX.
a) Hans von Heting e Benjamin Mendelsohn.
b) Cesare Bonesana e Raffaele Garofalo.
c) Émile Durkheim e Cesare Lombroso.
d) Francesco Carrara e Enrico Ferri.
e) Michel Foucault e John Locke.
(2015 – VUNESP - PC-CE - Delegado de Polícia
Civil de 1a Classe) Quando a vítima, em
decorrência do crime sofrido, não encontra
amparo adequado por parte dos órgãos oficiais
do Estado, durante o processo de registro e
apuração do crime, como, por exemplo, o mau
atendimento por um policial, levando a vítima a
se sentir como um “objeto” do direito e não
como sujeito de direitos, caracteriza
A) vitimização estatal ou oficial.
B) vitimização secundária.
C) vitimização terciária.
D) vitimização quaternária.
E) vitimização primária.
Muito Obrigado!
Boa prova!

Alexandre Herculano
OBRIGADO
PROF. ALEXANDRE HERCULANO