Anda di halaman 1dari 47

14 ANOS DE PROVAS COMENTADAS DO COLÉGIO NAVAL - 2004/2017

( PROFESSORES RICARDO LIBÓRIO E EUGENIO BASTOS )

PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2004


01) TEMA: Desemprego no Mercado de Trabalho nas Favelas do Rio de Janeiro.

Uma pesquisa realizada pela Secretaria Municipal do Trabalho da Cidade do Rio de Janeiro mostra, conforme tabela acima, que o
índice de desemprego nas favelas cariocas supera em muito a média geral do Rio de Janeiro. Com base na realidade em questão,
assinale a opção correta.

a) Esta pesquisa não revela a problemática socioeconômica que envolve as camadas mais pobres, pois a mesma apenas se volta
para uma pequena fatia da comunidade envolvida.
b) Percebe-se que a ausência da infraestrutura na região e a resistência de sua comunidade aos avanços tecnológicos, são os
principais responsáveis pelo desemprego local.
c) As comunidades mais carentes, desprovidas de embasamentos sociais, são as que mais sofrem, especialmente num momento
em que o mercado exige maior qualificação profissional.
d) A chamada economia informal, exclusiva das favelas, acaba por minimizar o problema do desemprego, fato que contradiz a
pesquisa em questão.
e) A tendência é de que a região Metropolitana do município do Rio de Janeiro acabe por se beneficiar dessa reserva de trabalhadores
desempregados, uma vez que seus ganhos salariais são sempre abaixo da média.

Comentário: As chamadas comunidades carentes do Rio de Janeiro tem maior índice de desemprego. No caso da realidade nacional
e internacional, a Nova Ordem Mundial exige grande qualificação da mão de obra, justamente o que mais falta nas comunidades
carentes sem grande acesso as melhores condições de educação.
A resposta correta é a letra c.

02) TEMA: Processo de Industrialização do Brasil.


O processo de industrialização do Brasil teve momentos marcantes em sua evolução.

Analise as afirmativas abaixo, em relação ao processo de industrialização do Brasil.

I – No período conhecido como “Milagre Econômico” presenciou-se um crescimento significativo da economia e da concentração de
renda do país.
II – A participação do Estado junto à economia, especialmente junto à geração de infraestrutura, foi fundamental no período
compreendido entre as décadas de 1930 e 1970.
III – A década de 1980, conhecida como a “década perdida” foi marcada pelo incentivo às importações em detrimento das
exportações.
IV – A partir da década de 1990, a participação do capital transnacional diminuiu, sensivelmente, junto à economia nacional, pois o
intervencionismo estatal se fez necessário, uma vez que aumentou a formação de cartéis no mercado.

Assinale a opção correta:

a) As afirmativas I e III são verdadeiras.


b) As afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
c) As afirmativas I e II são verdadeiras.
d) Apenas a afirmativa IV é verdadeira.
e) Apenas a afirmativa II e IV são verdadeiras.
Comentário: A “década perdida” representou na década de 80 um declínio econômico mundial, restringindo os níveis de importação,
inclusive no Brasil. Erro da afirmativa III.
O intervencionismo estatal não combina com os anos 90, quando o processo de privatização se acentuou no país. Erro da afirmativa
IV.
A resposta correta é a letra c.

03) TEMA: O Processo de Urbanização no Brasil.


A urbanização brasileira efetivou-se a partir de 1965, quando então o desenvolvimento industrial da região Sudeste contribuiu,
decisivamente, para este quadro.
Assinale a opção correta, em relação à questão urbana nacional.

a) O conceito de Região Metropolitana surgiu na década de 1970, exatamente para ajuda a solucionar os desafios gerados pelo
processo de conurbação que passam a surgir.
b) O nosso modelo de urbanização cresceu paralelo a um forte crescimento urbano, fato que contribuiu para se agravar os problemas
sociais urbanos.
c) As chamadas economias informais, típicas de aglomeração urbanas bem planejadas, atestam o predomínio de atividades ligadas
ao setor terciário.
d) A formação da primeira megalópole brasileira encontra dificuldades para sua materialização, devido ao permeio de cidades de
médio porte, intercaladas entre as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro.
e) Na atualidade as ditas cidades pequenas e médias estão sendo aquelas que estão fornecendo os maiores fluxos de mão de obra
qualificada para os grandes centros urbanos, como reflexo dos investimentos sociais que as mesmas tem posto em prática,
especialmente após 1990.
Comentário: Na década de 70, o governo militar organizou a estrutura de Regiões Metropolitanas no Brasil, destacando-se São
Paulo e Rio de Janeiro (como Metrópoles Nacionais) e mais 7 Metrópoles Regionais: Belém (Região Norte), Fortaleza, Recife e
Salvador (Região Nordeste), Belo Horizonte (Região Sudeste), Curitiba e Porto Alegre (Região Sul).
A resposta correta é a letra a.

04) TEMA: Meio Ambiente no Brasil.

O esquema acima retrata alguns problemas relacionados à poluição urbana da cidade de Rio Claro, sítio urbano de médio porte do
interior de São Paulo.

Com base nesses dados pode-se afirmar que:

a) as ilhas de calor, fenômenos que ocorrem em pleno outono e inverno em algumas cidades, estão, diretamente associados às
concentrações de poluente na atmosfera e, consequente, ao aumento dos óbitos.
b) percebe-se, claramente, os efeitos das chamadas inversões térmicas, onde as elevadas concentrações de poluente nos messes
de outono e inverno aceleram problemas respiratórios entre outros.
c) o efeito estufa, típico de centros urbanos, evidencia-se neta interpretação, onde as queimas de combustíveis fósseis são os grandes
responsáveis pelo processo.
d) as baixas temperaturas e o aumento de óbitos possuem correlação, pois, sendo uma cidade de médio porte, onde a carência de
recursos médicos e hospitalares é grande, é comum ocorrerem tais óbitos, especialmente junto aos idosos.
e) o buraco na camada de ozônio tem acelerado o resfriamento das áreas com maiores crescimentos urbanos do planeta, tal qual a
Região Metropolitana de São Paulo.
Comentário: A inversão térmica mantém a massa mais fria e poluente, no outono/inverno, em áreas urbanas, mais próximas à
superfície terrestre, tendo acima o ar mais quente, o que evita a circulação do ar. Uma das piores consequências envolve as doenças
respiratórias.
A resposta correta é a letra b.

05) TEMA: Associação Climato-Botânica do Brasil.

Considerando que a vegetação espelha o clima de uma região, assinale a opção que, correlaciona corretamente o climograma acima
com a sua correspondência vegetal e pedológica no país.

a) Clima equatorial – vegetação heterogênea, caduca, com raízes muito profundas e solos férteis.
b) Clima tropical típico – vegetação heterogênea, latifoliada, com raízes profundas e solo sujeito à laterização.
c) Clima subtropical – vegetação homogênea, aciculifoliada, com raízes profundas e solo rico em nutrientes.
d) Clima equatorial – vegetação heterogênea, latifoliada, com raízes pouco profundas e solo sujeito à lixiviação.
e) Clima tropical de altitude – vegetação homogênea, gramíneas e arbustivas, raízes profundas e solos ácidos.
Comentário: O clima equatorial se associa à Região Norte do Brasil, onde se verifica a presença da Floresta Amazônica, do tipo
quente e úmida, caracterizada como heterogênea (diversas espécies), latifoliada (folhas largas), higrófila (adaptada a umidade),
perene (folhas sempre verdes), com raízes pouco profundas e intensa lixiviação (lavagem superficial do solo). A resposta correta é
a letra d.

06) TEMA: Conflitos Agrários no Brasil.

O mapa acima reflete a distribuição geográfica dos conflitos fundiários no Brasil. A partir desta realidade, pode-se afirmar que os
pontos de destaque referem-se às áreas

a) em que a modernização rural e a agroindústria têm crescido.


b) aonde a organização dos movimentos dos sem terras tem adquiridos uma maior mobilização.
c) de difícil acesso por parte do poder público.
d) que concentram a maior parte das reservas indígenas do país.
e) de assentamentos federais da década de 1970, os quais acabaram não recebendo os investimentos propostos.
Comentário: O crescimento tecnológico no campo se acentuou depois de 1985 com os CAIs (Complexos Agroindustriais) e o amplo
desenvolvimento da chamada agroindústria ou agroempresa, com técnicas mais avançadas para os cultivos em áreas rurais. O
mapa apresenta áreas ocupadas pela agroempresa no Brasil, que gera conflitos com os sem terra e grupos de posseiros, grileiros
entre outros. A resposta correta é a letra a.

07) TEMA: Clima no Brasil – Dinâmica das Massas de Ar.


Assinale a opção INCORRETA em relação à dinâmica das massas de ar que atuam no território brasileiro determinando a sua
climatologia.

(a) O movimento convectivo dos alísios é representado pela massa Equatorial continental (m.E.c), a qual é a grande responsável por
chuvas torrenciais na Amazônia.
b) Os clima subúmidos apresentam precipitações entre 900 e 1800 mm anuais, sendo regiões, via de regra, sob a influência alternada
da massa Equatorial continental e massa Tropical atlântica.
c) O clima semiárido apresenta precipitações inferiores a 900 mm anuais, o qual apresenta condições especiais de circulação
atmosférica que dificultam a ocorrência de chuvas convectivas.
d) o clima subtropical apresenta como massa de ar mais atuante a massa Polar atlântica (mPa), sendo o inverno muito frio, com
fortes geadas e grande carência de pluviosidade.
e) o clima tropical típico apresenta duas estações bem definidas, onde o verão é chuvoso e o inverno apresenta estiagens.
Comentário: O clima subtropical tem geadas e influência maior da Massa Polar Atlântica (MPA) no inverno. Entretanto, não existe
a carência de pluviosidade, já que essa atinge a média entre 1000 e 1500 mm anuais. As estações, também, são bem definidas. A
resposta exigida é a letra d.

08) TEMA: A Região Norte do Brasil (AMAZÔNIA)


Nas últimas décadas, a partir de políticas estatais que atraíram investimentos transnacionais e nacionais, surgiram na Amazônia
algumas aglomerações industriais significativas. Do ponto de vista geográfico, a industrialização induzida estruturou-se sob a forma
de enclaves desarticulados do conjunto da economia regional. Sobre esta realidade, assinale a opção correta:

a) No Pará implantou-se projetos minerais e industriais baseados nos grandes empreendimentos da Amazônia Oriental.
b) A Companhia Vale do Rio Doce, a partir da Constituição de 1988, tornou-se a única empresa a explorar recursos minerais da
região, podendo se exemplificar com o Grande Projeto Carajás.
c) A Estrada de Ferro Carajás é um exemplo bem sucedido da iniciativa privada para desenvolvimento da chamada Amazônia
Ocidental.
d) O mais importante enclave industrial da região é a Zona Franca de Manaus, onde a total utilização de matérias primas e insumos
regionais tornou este projeto o mais próspero da Amazônia.
e) A bauxita, mineral do qual se fabrica o alumínio, ainda é pouco explorando, ficando restrita a sua lavra e beneficiamento ao Grande
Projeto Carajás, de cunho restrito ao estado.
Comentário: A exploração mineral se destacou na Amazônia Oriental, destacando-se o Grande Projeto Carajás e empresas
exploradoras, entre as quais se destacam a Alunorte, Albrás, Alcoa etc. A Companhia Vale do Rio Doce é outro destaque de nível
nacional para empreendimentos de exploração mineral na região Amazônica. A resposta correta é a letra a.

09) TEMA: A Região Nordeste do Brasil.


A região Nordeste brasileira é a única que apresenta uma singularidade regional, ou seja, “apresenta vários nordestes dentro de um
só”. Com base neste raciocínio, assinale a opção correta:
a) A Zona da Mata que apresenta uma estrutura fundiária pouco concentrada, visto que a mesma apresenta os maiores
adensamentos populacionais da região, concentra a maior parte de sua população economicamente ativa no setor secundário.
b) Apesar da concentração de terras, ainda ser um traço marcante do Sertão, culturas mecanizadas de soja, milho, arroz e feijão já
invadiram não só esta área como a porção oriental da Bahia, o norte do Maranhão e do Piauí.
c) No interior do domínio da caatinga, obras rodoviárias e de irrigação atraíram produtores empresariais de frutas – uva, manga,
melão e abacaxi, principalmente destinados à exportação, como por exemplo, o Vale do Açu, no Rio Grande do Norte.
d) No chamado Meio Norte, em função dos projetos de irrigação do Rio São Francisco, a produção de carnaúba e babaçu tem
redimensionado a economia local, especialmente no Maranhão, onde a produção é escoada pelo porto de Itaqui.
e) O Agreste, área de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, concentra uma estrutura fundiária marcada por latifúndios
comerciais, especialmente de algodão, fumo e, mais recentemente, de cacau, principalmente após as obras de transposição do rio
São Francisco.
Comentário: O projeto de irrigação em faixas do semiárido para produção da fruticultura se destacou, nos últimos anos, no Nordeste
interior do Brasil. As técnicas mais modernas de gotejamento para umidecimento do solo, além de produtos selecionados para
obtenção de melhor qualidade, para exportação, determinou um avanço produtivo no setor da fruticultura, onde se destacam os
seguintes produtos: uva, manga, melão e o abacaxi. Os investimentos aumentaram em 100% nos últimos anos, tornando o sertão
viável para o processo comercial de exportação, nos vales dos rios Açu e São Francisco. A resposta correta é a letra c.

10) TEMA: Relevo e Geologia no Brasil.


O relevo brasileiro possui várias feições em seu modelado, resultado da atuação de uma intensa atividade entre seus agentes internos
e externos. Assinale a opção correta, em relação a estas características.

a) Pode-se encontrar planaltos tanto em áreas sedimentares como cristalinas, prevalecendo nos mesmos processo de sedimentação
em relação aos erosivos.
b) As planícies e tabuleiros Litorâneos são, na verdade, um conjunto de compartimentos heterogêneos, formados por sedimentos
marinhos, fluviais e lacustres datados da Era Paleozoica.
c) Pela mais recente classificação do relevo brasileiro, feito por Jurandyr L. S. Ross, as planícies compõem a mais restrita unidade
do relevo nacional, sendo a Planície do Rio Amazonas e as Planícies Litorâneas duas de suas principais representantes,
d) Os chamados mares de morro, típicos da Região Sudeste, apresentam o predomínio de rochas basálticas, onde o intemperísmo
físico possui supremacia sobre os demais.
e) As serras da Mantiqueira e do Espinhaço são vestígios de vários episódios de dobramentos ocorridos tanto na Era Mesozoica
quanto na Cenozoica.
Comentário: O geógrafo Jurandir L. Sanches Ross, valendo-se dos trabalhos anteriores desenvolvidos por Ab’Sáber e dos relatórios
e mapas produzidos pelo Projeto Radambrasil nas décadas de 1970 e 1980, apresentou em 1989 uma nova proposta de classificação
do relevo brasileiro. Ross admite três grandes categorias de macroformas do relevo, que refletem suas gêneses: os planaltos (onze
unidades), as depressões (onze unidades) e as planícies (seis unidades).
As planícies são superfícies essencialmente planas, formadas por deposição de sedimentos recentes de origem marinha, lacustre
ou fluvial.
Nessa categoria, encontram-se as seguintes unidades: Planície do Rio Amazonas, Planície do Rio Araguaia, Planície e Pantanal do
Rio Guaporé, Planície e Pantanal Mato-Grossense, Planície da Lagoa dos Patos e Mirim e Planícies e Tabuleiros Litorâneos.
As planícies representa a porção menor do território na classificação do professor Ross. Dividem-se em costeiras e continentais
(interior do continente como a planície do Pantanal). A resposta correta é a letra c.

11) TEMA: A Região Sul do Brasil.

As áreas destacadas no mapa acima possuem uma correlação econômica com os principais centros

a) produtores de trigo, onde a mecanização desta lavoura expandiu-se a partir da década de 1940.
b) produtores de soja, a qual se expandiu na década de 1960.
c) produtores de uva, especialmente vinícola, onde as serras gaúchas destacam-se.
d) produtores de tecidos, favorecidos pela grande oferta de energia regional.
e) produtores de rebanhos bovinos, onde a topografia do relevo, associado á vegetação, destaca tais áreas.
Comentário: As faixas destacadas no mapa definem faixas do criatório bovino de boa qualidade no sul do Brasil. A formação de
campos limpos é favorável ao criatório, na Campanha Gaúcha onde essa atividade é mais intensa, encontra-se um relevo
caracterizado por elevações suaves e alongadas, denominado de coxilhas. A resposta correta é a letra e.
12) TEMA: O Desemprego e a Exclusão Social no Brasil.

Analise o desenho acima e assinale a opção correta à realidade envolvida.

a) As atividades ditas informais, na atualidade, já se encontram concentradas junto aos trabalhadores com maior nível de instrução.
b) O desemprego e a exclusão social têm contribuído, decisivamente, para aumentar o número de cidadãos junto à informalidade, a
qual, comumente, acaba remunerando muito melhor estes trabalhadores.
c) Os grandes centros urbanos do país têm verificado um decréscimo do trabalho informal, pois a terciarização dos serviços postos
em prática pela maioria das empresas tem contribuído para esta tendência.
d) A realidade em questão não tem se manifestado concretamente, desde o final do século XX, pois a legalização dos serviços
informais, por meio de cooperativas e de medidas sociais implantadas pelas esferas públicas, atesta esta realidade.
e) O crescimento das periferias urbanas, em detrimento da estagnação dos grandes centros urbanos, tem se transformado numa
área de novas oportunidades em trabalho, tanto para as classes de baixa renda como de média e elevada.
Comentário: A P.E.A (População Economicamente Ativa) do Brasil apresenta uma forte concentração dos ativos no setor terciário
associado a informalidade. A prestação de serviços se destaca como atividade que permite uma remuneração sem descontos que
se torna interessante neste setor da economia nacional. A resposta correta é a letra b.

13) TEMA: Movimentos de População no Brasil.

Analise a figura acima e assinale a opção correta em relação ao movimento migratório decorrente da dinâmica socioeconômica a
que o pais tem passado nas últimas décadas.

a) O êxodo rural, tem se caracterizado por uma opção em que a população rural trabalha temporariamente nos centros urbanos e
retorna no final do expediente, mantendo assim uma melhor qualidade de vida, compensando os baixos salários.
b) A migração campo cidade, ainda que ocorra na atualidade em ritmo menos acentuado do que no passado, reflete a concentração
fundiária, o crescimento vegetativo elevado no meio rural e o fascínio que o meio urbano ainda exerce sobre o campo.
c) A transumância, movimento diário muito comum na atualidade, enquadra-se, perfeitamente, na interpretação acima, uma vez que
os retirantes vêm sendo utilizados somente em curtos períodos, evitando-se assim o vínculo empregatício dos mesmos.
d) Se no passado o meio rural concentrava a maior parte da população do país, atualmente, com a forte mecanização da lavoura
nacional, o êxodo rural é a única opção para aqueles que, ainda residem no campo.
e) O movimento em questão retrata o deslocamento de trabalhadores rurais para as pequenas cidades, onde a oferta de empregos
são mais diversificadas, facultando a estes trabalhadores ocupações em todos os setores.
Comentário: Apesar da redução gradativa do fluxo da migração campo cidade, na atualidade, esse movimento ainda acontece por
influência da concentração fundiária no campo, mecanização e falta de oportunidade de trabalho na área rural. A cidade ainda
exerce uma forte atração à população do campo. A resposta correta é a letra b.

14) TEMA: As Políticas Territoriais na Amazônia.


As políticas territoriais amazônicas implementadas depois da criação da SUDAM nortearam-se pela meta política de “conquista” do
Grande Norte.

Assinale a opção INCORRETA em relação a esta realidade.

a) O planejamento regional elaborado nesse contexto fundamentou-se num conceito distorcido de desenvolvimento, que estimula
acumulação de capital por grandes empresas e o uso predatório dos recursos naturais.
b) O planejamento regional da SUDAM, atualmente Agência de Desenvolvimento da Amazônia, subordinado à sua finalidade
geopolítica, baseou-se em estudos de pequenas escalas, inadequados para a definição das realidades sociais e vocações ecológicas
de áreas de médias e pequenas dimensões.
c) O incremento populacional, com a criação da Zona Franca de Manaus, gerou um contingente estratégico para o ocupação da
região, a qual sempre se ressentiu de mão de obra qualificada e controle de suas fronteiras.
d) As conquista da Amazônia deixou como herança um mosaico complexo no qual vastas áreas de paisagens naturais quase intactas
intercalam-se com zonas de garimpo com enclaves onde se situam os grandes projetos e com corredores de devastação.
e) Uma das formas mais coerentes para se preservar o território amazônico seria um planejamento dentro da ótica de
desenvolvimento sustentável, onde o ecoturismo absorveria boa parte da mão de obra local, tanto de forma direta como indireta.
Comentário: Não houve acentuação do crescimento populacional, nem elevado fluxo de migrações internas para o Norte, com a
criação da Zona Franca de Manaus, na Região Amazônica do Brasil. Outro fator de destaque é que a Zona Franca se transformou
em área de montagens de produtos eletrodomésticos e eletroeletrônicos, que exigem estruturas repetitivas de trabalho, sem grande
qualificação da mão de obra para execução desses serviços. A resposta exigida é a letra c.

15) TEMA: Escala Cartográfica.


Sobre um mapa na escala de 1: 500.000, tenciona-se demarcar uma reserva florestal de forma quadrada apresentando 9 cm de lado.
A área da reserva medirá em Km2 no terreno.

a) 20,25
b) 202,5
c) 20.025
d) 2.025
e) 202.250
Comentário: A Escala nos diz que 1 cm = 5km.
Cada lado do quadrado no mapa apresenta 9 cm > logo 9 x 5 = 45 km cada lado na realidade.

Área do quadrado = 45 x 45 = 2.025 km²

A resposta correta é a letra d.

16) TEMA: Tipos de Solos no Brasil.

A área em destaque no mapa acima refere-se ao domínio vegetal do chamado Brasil Central, o qual tem passado por fortes
degradações ambientais nas últimas décadas. A esse respeito, assinale a opção que apresenta características pertinentes ao mesmo.

a) Solos predominantemente ácidos e vegetação composta por dois estratos, um arbóreo-arbustivo, de caráter lenhoso, e o herbáceo-
subarbustivo, formado por gramíneas e por outras ervas.
b) Solos pobres, vegetação tipicamente latifoliada, homogênea e chuvas concentradas no verão.
c) Solos, naturalmente, férteis, vegetação decídua e sujeitos à lixiviação nos meses que vão de dezembro a março.
d) Solos férteis e sujeitos à laterização, predomínio de pequenas propriedades rurais e vegetação decídua.
e) Solos sujeitos às inundações no verão, fortes estiagens no inverno, vegetação densa e homogênea.
Comentário: Os solos do Brasil Central se associam as formações vegetais do Cerrado com dois extratos (arbóreo e arbustivo) e
outro de gramínea com arbustos esparsos. O solo para o trabalho de cultivo agrícola se apresenta acentuadamente ácido, sendo
necessário o trabalho de calagem para equilíbrio do Ph, tornando-se viável para a agricultura. A resposta correta é a letra a.

17) TEMA: Hidrografia no Brasil.


O Brasil possui uma imensa rede hidrográfica, no entanto, o acesso à água de boa qualidade é privilégio de poucos. Analise as
afirmativas abaixo.

I – Apesar do território nacional possuir uma grande quantidade de redes hidrográficas, suas águas são muito ricas em material
orgânico, o que impede o consumo humano.
II – A água, ao longo dos tempos acabou deixando de ser um bem social e está se transformando num bem econômico.
III – O difícil acesso à água deve-se, essencialmente, ao fato da maioria da população brasileira residir em centros urbanos distantes
dos mananciais fluviais.
IV – O privilégio de acesso à água de boa qualidade é relativo, pois somente nas áreas rurais, onde se concentra a minoria da
população é encontrada água sem condições para o consumo humano.

Assinale a opção correta:

a) Apenas a afirmativa III é verdadeira.


b) As afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
c) As afirmativas I e II são verdadeiras.
d) As afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
e) Apenas a afirmativa II é verdadeira.
Comentário: De modo geral, as bacias hidrográficas do Brasil são utilizadas para consumo humano, sem restrições específicas.
Erro da afirmativa I.
Nas áreas onde as bacias hidrográficas se localizam existe uma grande concentração de população ribeirinha. Erro da afirmativa III.
A água de boa qualidade é encontrada em boa maioria da rede hidrográfica brasileira, não sendo somente a área rural responsável
pela melhor qualidade da água. Erro da afirmativa IV.
A resposta correta é a letra e.

18) TEMA: Escala Cartográfica.


Um aluno da 8a série do 10 grau percebeu que duas cidades estão distantes entre si por 300 km e, que num determinado mapa, as
mesmas distam entre si 1,5 cm. Caso este aluno queira a aumentar em cinco vezes a riqueza de detalhes deste mapa, a nova escala
compatível com esta realidade será

a) 1: 40.000.000
b) 1 100.000.000
c) 1: 15.000.000
d) 1: 10.000.000
e) 1: 4.000.000
Comentário: d = distância no mapa.
D = Distância Real.
E = Escala.
E = D:d
 30.000.000 : 1,5 = 1: 20.000.000
Para fazer a divisão é necessário igualar as casas do numerador e o denominador, pois a distância no espaço real está em Km e a
distância no mapa em cm.
Nesta questão é preciso saber o valor da escala primeiro, aplicando a fórmula acima.

O valor da escala será de 1:20.000.000. Como ele quer aumentar em cinco vezes o valor da escala, basta dividir 20.000.000 por 5 e
a resposta será de 1:4.000.000 cm.
A resposta correta é a letra e.

19) TEMA: A Questão Agrária do Brasil.


A agricultura brasileira possui uma função de sua formação histórica, uma estrutura ainda muito concentrada e parcelada. Assinale
a opção correta e relação a este fato.

a) Estatuto do Trabalhador Rural (ETR), de 1963, contribuiu para minimizar esta realidade, pois garantiu o acesso a terra por parte
da maioria dos posseiros.
b) A Constituição de 1988, ao garantir a posse efetiva das propriedades rurais aos chamados assalariados permanentes, por já
possuírem vínculo com o meio rural, agravou ainda mais este quadro.
c) A imigração, especialmente após 1850, contribuiu para incentivar o mercado consumidor interno, fato que fez diminuir as
exportações, além de aumentar o número das pequenas e médias propriedades rurais.
d) A maioria da força de trabalho do campo é formada pelos proprietários de pequenas e médias propriedades e seus familiares, os
quais são os grandes responsáveis pelos crescentes superavit nas exportações brasileiras.
e) A Região Sul, que teve uma ocupação territorial, em grande parte, embasada em pequenas propriedades, a partir da década de
1970 experimentou fortes mudanças neste sentido, inclusive fazendo aumentar os conflitos rurais.
Comentário: A divisão do minifúndio por herança e o barateamento das terras no Centro-Oeste favoreceu o fluxo de sulistas, nos
anos 70, para o Centro-Oeste, já que os minifúndios partilhados não possibilitavam maior produtividade. Pelo próprio modelo de
ocupação do sul pelos imigrantes, já houve uma diferença entre os latifúndios do Sudeste, Norte e Nordeste, contra os minifúndios
que constituíam a Região Sul. A resposta correta é letra e.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2005
01) TEMA: Extrativismo Mineral no Brasil.
A constituição brasileira de 1988 foi marcada pelo embate entre duas posições sobre a exploração dos recursos minerais do país.
De um lado, os nacionalistas que defendiam o subsolo para as empresas de capital nacional e, do outro, os defensores da
permanência do capital estrangeiro nesse setor.

De acordo com as características da mineração no Brasil, é correto afirmar que

a) a vitória dos nacionalistas impediu que a lavra de recursos minerais fosse controlada pelo capital estrangeiro, situação que
permaneceu até os dias atuais.
b) mesmo envolvendo enormes custos de investimentos, o Projeto Grande Carajás permaneceu restrito ao capital nacional,
respeitando as deliberações da Constituição de 1988.
c) a mudança do conceito de empresa brasileira de capital nacional nos anos 90 permitiu a exploração do subsolo brasileiro às
empresas de capital estrangeiro.
d) a aplicação de conhecimentos técnico-científicos nos garimpos tem aumentados à produção de ouro do país, integrando os
garimpeiros ao mercado de trabalho nacional e reduzindo os impactos ambientais.
e) a preocupação com a segurança tem impedido que as empresas de capital estrangeiro explorem os recursos minerais das áreas
indígenas e faixas de fronteiras.
Comentário: Apesar da Constituição de 1988 não favorecer o controle das lavras de recursos minerais do país pelo capital
estrangeiro, a partir dos anos 90, o Congresso Nacional admitiu, em lei ordinária, a possibilidade de exploração do subsolo brasileiro
às empresas de capital estrangeiro. Neste caso, essas empresas estrangeiras criariam uma sigla final nos seus nomes, como por
exemplo: Nippon do Brasil, sendo por isso considerada, com características nominais, um firma brasileira. Portanto, tendo essa
denominação de “Brasil ou brasileira” poderiam explorar os recursos minerais no país. Solução encontrada para favorecer os
interesses internacionais. A resposta correta é a letra c.

02) TEMA: A Questão do Trabalho no Brasil.


Uma das grandes preocupações dos brasileiros refere-se à inserção no mercado de trabalho, principalmente a partir das
reestruturações produtivas e das exigências sobre a qualificação do trabalhador. Assim, o desemprego representa uma dos principais
“fantasmas” de nossa população.

No que diz respeito à situação do trabalho no Brasil, é correto afirmar que

a) a redução do desemprego nas metrópoles brasileiras, no início do século XXI, é decorrente da maior inserção do país na economia
global e do aumento do número de empresas competitivas.
b) na era da informação, a produtividade do trabalhador brasileiro alcançou níveis de excelência, fato que contribuiu para a dispersão
industrial pelo país.
c) o aumento da instrução e qualificação profissional dos trabalhadores rurais vem reduzindo a oferta sazonal de empregos e
ampliando o número de empregos com carteira assinada.
d) a integração da mão de obra feminina no mercado de trabalho não apresentou grandes alterações, pois as mulheres continuam,
muitas vezes, a exercerem atividades de menor qualificação e baixa remuneração.
e) a modernização do parque industrial brasileiro permitiu que fosse ampliada a absorção da População Economicamente Ativa no
setor secundário.
Comentário: A questão tem uma resposta frágil, pois a entrada da mulher no mercado de trabalho alterou o volume produtivo do
país, com certeza. Entretanto, a afirmativa que “não apresentou grandes alterações” se refere às condições da menor qualificação
(no quadro geral, sim) e baixa remuneração (também interpretada, no quadro geral, sim). Portanto, nesse caso apresentado, pode
se considerar a questão correta letra c.

03) TEMA: A Questão Indígena no Brasil.


Observe a charge:
A figura acima apresenta uma crítica à situação da população indígena no Brasil, a qual tem ocupado as páginas dos jornais nos
últimos anos.

Em relação às condições de vida das sociedades indígenas no país é correto afirmar que

a) as mortes de crianças desnutridas em aldeias de Dourados, no Mato Grosso do Sul, denunciam o convívio das exíguas terras dos
índios ao lado de grandes fazendas de soja.
b) a política desenvolvimentista implementada a partir da década de 70 na Amazônia e no Centro-Oeste favoreceu o aumento da
produtividade das terras indígenas com a introdução de novas técnicas agrícolas.
c) a exploração de diamantes na reserva dos cintas-largas, em Rondônia, e na área da Raposa Serra do Sol, em Roraima, é
administrada pelo governo federal que permite a comunidade indígena movimentar os recursos livremente.
d) a homologação das terras indígena tem reduzido os confrontos com os fazendeiros e madeireiros, pois a segurança é feita pelas
Forças Armadas.
e) a intermediação das ONGs em assuntos indígenas tem contribuído para a preservação de suas culturas e conservação do meio
ambiente.
Comentário: A expansão da fronteira agrícola do Brasil para o Centro-Oeste valorizou a produção de soja em latifúndios, a partir
dos anos 70. A não demarcação de terras indígenas diminuiu o espaço reservado aos grupos indígenas da região, determinando a
escassez de caça e pesca para as tribos. As exíguas (ou poucas) terras que restaram, não atenderam as necessidades mais efetiva
dos índios, o que gerou morte das crianças indígenas por desnutrição, em várias aldeias de Dourados, no sul do Mato Grosso do
Sul. A charge de Angeli é uma crítica ao convívio dos índios em áreas urbanas, já que as áreas rurais do Centro-Oeste estão tomadas
pelas grandes fazendas de soja. A resposta correta é a letra c.

04) TEMA: Meio Ambiente – Biodiversidade no Brasil.


“Dentre os países do mundo, o Brasil é o que abriga a maior diversidade de animais e plantas. O banco genético de milhares de
espécies, cujo valor foi estimado pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (IPEA) em pelo menos US$ 2 trilhões, pode ser o
grande trunfo econômico do país neste século XXI, que tanta ênfase dá a biotecnologia”. (O Globo – Caderno Especial: Planeta
Terra, 03/07/2002)

Em relação à situação da biodiversidade brasileira, é correto afirmar que

a) ao assinar a Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), o Brasil aumentou os lucros gerados pelo seu patrimônio, já que as
empresas passaram a desenvolver todas as etapas da produção no país.
b) muitos países desenvolvidos defendem a ideia de considerar os recursos genéticos como patrimônio comum da humanidade, fato
que prejudica os grupos regionais do Brasil, como índios, quilombolas, seringueiros, entre outros.
c) Com a criação do Conselho de Gestão do Patrimônio Genético, órgão do Ministério do Meio Ambiente, foram coibidas as práticas
de acesso aos recursos e às remessas para o exterior, principalmente após o aumento da fiscalização das fronteiras.
d) após assinatura dos acordos de conservação e utilização racional dos recursos genéticos, as patentes de medicamentos
desenvolvidos a partir de extratos brasileiros passaram a pertencer a laboratórios nacionais.
e) apesar de se restringir apenas à Amazônia brasileira, a biopirataria é uma ameaça ao patrimônio genético do Brasil, pois muitos
cientistas estrangeiros levam todo tipo de amostras mediante o pagamento de quantias irrisórias.
Comentário: É natural se observar que os países ricos gostam de exercer influência sobre os países mais pobres, inclusive,
considerando as riquezas destes como algo comum ao patrimônio mundial, em especial as faixas florestais e territórios de interesse
estratégico. Isso pode significar uma influência direta sobre os grupos que povoam essas áreas. No Brasil, podem-se incluir os
índios, seringueiros e quilombolas. A resposta correta é a letra b.

05) TEMA: Agricultura no Brasil.


Nos últimos anos, a pujança das exportações do agronegócio tem colocado o Brasil na mira dos países concorrentes, que têm se
utilizado de várias práticas para tentar encontrar fragilidade e pontos em desacordo com as regras da OMC (Organização Mundial
do Comércio).

Com base na realidade da agricultura brasileira, é correto afirmar que

a) a dinamização das cadeias produtivas permitiu maior autonomia dos agricultores familiares quanto ao acesso aos créditos e à
absorção de novas terras.
b) a elevada produtividade de grande parte dos estabelecimentos rurais brasileiros é responsável pelos recordes das exportações do
país.
c) o potencial de crescimento da agropecuária brasileira encontra entraves na crise do serviço público nacional e nos recursos
financeiros para a questão da sanidade animal e vegetal.
d) os recentes embargos da carne bovina brasileira pela Rússia e Argentina e a recusa da China em receber a soja brasileira s ão
consequências da rivalidade comercial e não da qualidade dos produtos.
e) a derrubada dos subsídios agrícolas nos Estados Unidos e no Japão permitiu que o Brasil ampliasse suas exportações para esses
mercados, gerando o aumento do PIB nacional.
Comentário: A aceleração do crescimento da agropecuária brasileira, nos últimos anos, em função do agronegócio, apresenta
dificuldades com a ação do governo em vacinar os criatórios nacionais, além da deficiência de manter a qualidade produtiva da
exportação de grãos, como forma de garantir mercados mais eficientes no consumo dos produtos brasileiros. De outra forma, o
governo cria o seguro agrícola como modo de amenizar as perdas dos produtores nacionais. A resposta correta é a letra c.

06) TEMA: Domínios Morfoclimáticos do Brasil.


O professor Aziz Ab’Sáber lançou, em 2003, o livro “Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas”, no qual
ressalta a relação entre a dinâmica da natureza e as diversas formas de organização espacial implementadas pela sociedade
brasileira.

Assinale a opção que apresenta a caracterização correta dos domínios morfoclimáticos do país.

a) O domínio amazônico é exclusivamente brasileiro, apresentando um corpo florestal homogêneo adaptado às temperaturas médias
elevadas, entrecortados por uma diversidade de cursos d’água, os quais são alimentados pela precipitação abundante.
b) A aridez que assola o domínio da caatinga influencia a pouca profundidade dos seus solos, dificultando a formação de aquíferos
no período de estiagem, tornando-a inadequada às atividades econômicas.
c) A mata atlântica estende-se de norte a sul pela linha costeira nos declives de rochas cristalinas e , bastante devastada durante a
colonização, hoje encontra-se totalmente preservada em função da criação de parques ambientais pelo governo federal.
d) As formações litorâneas são as mais preservadas do Brasil, pois sua distribuição sobre solos arenosos e lodosos impede seu uso
comercial, fato que permite a diversidade marinha nos manguezais.
e) Mesmo possuindo solos de baixa fertilidade, o domínio de cerrados apresenta uma diversidade de espécies arbóreo-arbustivas e
de herbáceo subarbustivas, às quais vêm sendo devastadas pelas queimadas e uso de práticas agrícolas modernizadas.
Comentário: Os solos do Cerrado brasileiro apresentam maior acidez, com baixo nível de fertilidade, sendo necessária a calagem
para equilíbrio do Ph. De outro modo, as queimadas constantes para preparo do solo cultivável, posteriormente, devasta as
formações arbóreas esparsas e a composição herbácea existente, abaixo das formações arbustivas (subarbustivas). O agronegócio
torna viável a produção em função dos gastos excessivos para o plantio da soja, com altas cotações no mercado internacional. No
plano ambiental apresenta-se uma forte devastação da vegetação do Cerrado. A resposta correta é a letra e.

07) TEMA: Migrações no Brasil.


Segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, cerca de 2,5 milhões de brasileiros vivem hoje fora do país, tendo nos
Estados Unidos o destino preferencial. Ao mesmo tempo, são contabilizados 1,5 milhão de imigrantes irregulares em nosso país,
uma vez que o Brasil é a “América” para muitos estrangeiros.

Analisando o contexto dessas duas migrações, é correto afirmar que

a) os brasileiros que decidem morar fora do Brasil, vão à busca de estabilidade financeira e são exclusivamente de regiões
economicamente deprimidas.
b) o alto valor econômico do visto de turista para os Estados Unidos acaba levando muitos brasileiros a optarem por travessia de
baixo custo, como a da fronteira mexicana.
c) o fluxo de brasileiros ilegais para a Europa Ocidental é pequeno, porque, além da necessidade do visto, os países desse continente
aplicam severas leis anti-imigração.
d) a cidade de São Paulo é o principal destino dos imigrantes latino-americanos que, muitas vezes, trabalham em regime de
semiescravidão para pagar dívidas aos donos de oficinas de costura.
e) a afinidade cultural com o Brasil o torna mais fácil a adaptação dos imigrantes ilegais africanos ao país, já que é o grupo que
apresenta os menores índices de desemprego.
Comentário: A ação atual é que a cidade de São Paulo atrai um acentuado número de imigrantes latino-americanos (bolivianos,
chilenos, equatorianos etc.), estes prestam serviços em nível de semiescravidão, para os donos de oficinas de costura, que exploram
acentuadamente esse tipo de mão de obra, colocando-os como “escravos por dívida”. Ação considerada ilegal dentro do Brasil e no
mundo. A resposta correta é a letra d.

08) TEMA: Industrialização brasileira.


Os processos de industrialização estabelecem toda uma dinâmica espacial, em que as estratégias do Estado e os interesses da
economia de mercado alteram a “ordem” estabelecida e produzem novas configurações no espaço geográfico.

Em relação à industrialização brasileira, assinale a opção correta:

a) A crise econômica da década de 1930 levou à derrocada de preços do café e a decadência de São Paulo, permitindo que uma
indústria nacional protegida surgisse descentralizada do Centro-Sul.
b) No modelo de substituição de importações, deixando a industrialização a cabo das iniciativas nacionais e transnacionais.
c) O esgotamento do modelo por substituição de importações levou o governo brasileiro a adotar, no inicio dos anos 90, um política
de desmontagem do Estado como financiador da industrialização.
d) A liberalização da economia acelerou a inserção do Brasil nos fluxos globais, tornando as indústrias brasileiras mais competitivas
e modificando, significativamente, o panorama a concentração regional da riqueza.
e) Atualmente, a ausência de políticas governamentais que vise à maior flexibilização locacional das indústrias tem impedido a ruptura
da concentração espacial.
Comentário: Com a Nova República, o modelo de substituição das importações cedeu lugar ao novo modelo produtivo da Nova
Ordem Mundial, nos anos 90, com a privatização predominando no mercado, evitando-se a ação do Estado na produção. A resposta
correta é a letra c.
09) TEMA: Política Externa do Brasil.
O mundo Pós-Guerra Fria tem reinventado a inserção dos Estados na política externa, e o Brasil procura posicionar-se através de
uma postura mais atuante. Assim, o governo Lula ambiciona redimensionar a geografia de nossas relações internacionais.

Atualizando a política externa do governo Lula, é correto afirmar que

a) há um maior realinhamento com os Estados Unidos, prática comum da diplomacia brasileira que apoia as ações do governo
George W. Bush frente à segurança internacional.
b) o Brasil defende uma reforma no Conselho de Segurança da ONU, pleiteando uma vaga como membro permanente e
representante da América do Sul, atitude que recebe apoio de todos os países latino-americanos.
c) a criação do G-3 (Grupo dos Três) com a Índia, a África do Sul procura estabelecer um ponto de referência política para os “países
do Sul” diante da unipolaridade do cenário mundial.
d) restringe-se à América do Sul, visando, principalmente, ao fortalecimento do Mercosul diante das ameaças de consolidação da
ALCA.
e) procura fortalecer a prática diplomática nacional, deslocando o eixo terceiro-mundista dos governos anteriores para um atrelamento
incondicional a Washington.
Comentário: Tudo se iniciou com o Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul, comumente abreviado para IBAS, também chamado
de G3, é um acordo feito entre Índia, Brasil e África do Sul de caráter político, estratégico e econômico.
Em 6 de junho de 2003, em Brasília, por meio da Declaração de Brasília, iniciou-se o estreitamento das relações entre os países
IBAS. Este constituiu um encontro pioneiro de três países com democracias vibrantes, de três regiões do mundo em desenvolvimento
e atuantes em escala global, com o objetivo de examinar temas da agenda internacional e de interesse mútuo. Nos últimos anos,
notou-se a importância e a necessidade de diálogo entre países e nações em desenvolvimento do Sul. Estes três países representam
as maiores democracias em cada continente (ou subcontinente) e que juntos representam uma população de 1,25 bilhão de pessoas.
Para o Brasil, o G3 tem, hoje, mais importância política que comercial, uma vez que o intercâmbio comercial como Índia e África do
Sul ainda é relativamente baixo. Contudo, o apoio político destes países pode ser fundamental para que a política externa brasileira
alcance objetivos importantes (como a questão dos subsídios agrícolas na OMC e o assento permanente no Conselho de Segurança
da ONU).
Em 13 de setembro de 2006, foi realizada, em Brasília, a primeira cúpula do IBAS, com a reunião dos presidentes Luiz Inácio Lula
da Silva, do Brasil, Thabo Mbeki, da África do Sul, e do primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh. Eles se comprometeram a
estimular o comércio trilateral de seus países, e assinaram vários acordos de cooperação nas áreas de energia e de transporte. A
resposta correta é a letra c.

10) TEMA: Enchentes no Rio de Janeiro.


Analise o fragmento abaixo.
AS ENCHENTES

As chuvaradas de verão, quase todos os anos, causam no nosso Rio de Janeiro inundações desastrosas. Além da suspensão total
do tráfego, com uma prejudicial interrupção das comunicações entre vários pontos da cidade, essas inundações causam desastres
pessoais lamentáveis (...). (BARRETO, Lima. Crônicas Escolhidas. São Paulo: Ática, 1995)

O trecho de Lima Barreto retrata as enchentes no Rio de Janeiro, no início do século XX: mas o problema persiste até hoje, o que
reforça a sua contemporaneidade.

Assinale a opção que NÃO está relacionada às inundações de verão na cidade do Rio de Janeiro.

a) Os rios meandrantes foram sendo substituídos por cursos d’água retilíneos, encaixados nas planícies inundadas.
b) A expansão urbana levou à execução de obras de corte-aterro e à verticalização em excesso, fatores que contribuíram para a
impermeabilização do solo.
c) A ocupação irregular próxima à bacia dos córregos favoreceu a erosão das encostas e o assoreamento dos rios que cortam a
cidade.
d) A expansão de favela nas áreas livres públicas e onde existiam projetos de implantação de áreas verdes também levaram à
supressão da vegetação e ao aterramento das várzeas.
e) A geografia do Rio de Janeiro é a principal responsável pelas enchentes, pois os maciços gnáissicos que cercam a cidade dificultam
a dispersão dos ventos oceânicos, fato que aumenta a umidade da atmosfera.
Comentário: A geografia do Rio de Janeiro não é a principal responsável pelas enchentes. Os maciços gnáissicos não dificultam a
dispersão dos ventos, já que a maritimidade é o determinante da atuação de massas úmidas na cidade. Portanto, a resposta exigida
é a letra e.

11) TEMA: Espaço Agrário Brasileiro


Apesar dos recordes de produção e do aumento de participação da agropecuária no PIB brasileiro, ainda está longe a resolução dos
conflitos no campo, os quais continuam a estampar as páginas dos jornais do país.
Em relação ao espaço agrário brasileiro, é correto afirmar que

a) em geral, os assentamentos estabelecidos pelos programas oficiais são bem sucedidos, apresentando elevada produtividade por
hectare.
b) a expansão da agricultura de subsistência tem sido a responsável pelo aumento do setor no PIB nacional, fruto dos incentivos
governamentais e da organização dos sindicatos dos trabalhadores rurais.
c) a disponibilidade de terra para a reforma agrária é insuficiente, fato que tem deslocado os trabalhadores rurais sem terra para os
limites da agricultura de exportação.
d) a criação de cooperativas associadas aos programas oficiais tem reduzido os conflitos no campo, tornando-os pontuais, como os
do sul do Pará.
e) a crise agrária é muito mais que um problema de produção no campo, é, antes de tudo, um fato político que privilegiou, ao longo
da história, a concentração fundiária.
Comentário: O Brasil desde as Capitanias Hereditárias e a formação das Sesmarias caracterizou-se pela concentração fundiária,
agravada em 1850 com a Lei de Terras, além da Revolução Verde nos anos 60. De outro modo, em meados dos anos 80 surgem
os Complexos Agroindustriais que acentuaram, ainda mais, a estruturação dos latifúndios voltados para a exportação. No mesmo
período surge o MST, em Cascavel, no Paraná. O objetivo maior dos sem-terra é lutar de algum modo contra esse monopólio da
propriedade rural. Resta ao governo uma política efetiva da reforma agrária e delimitação das terras indígenas para efetivar um
equilíbrio de forças na área rural brasileira. A resposta correta é a letra e.

12) TEMA: Projeto Calha Norte na Amazônia Brasileira.


Observe o mapa abaixo:

“O Presidente Lula decidiu ampliar a presença militar na Região Norte do país, a pedido do Ministério da Defesa, aumentando a área
de atuação do Programa Calha Norte, criado em 1985. A linha de fronteira incluída neste projeto aumentará de 7.400 quilômetros
para cerca de 11 mil quilômetros. A área total do Calha Norte será de 2,5 milhões de quilômetros quadrados, que representam 25,6%
do território nacional”. (Adaptado de O Globo, 10/01/2003)

O mapa acima representa as bases territoriais do Projeto Calha Note e, em relação a ele, é correto afirmar que

a) a sua criação foi apoiada pela sociedade brasileira que o via como único meio eficaz para a proteção dos índios.
b) a reativação procura flexibilizar a soberania nacional, já que a exploração dos recursos naturais da região é compartilhada com os
países vizinhos.
c) a expansão da área total é uma exigência do governo norte americano que desenvolve com o Brasil um plano de combate ao
narcotráfico.
d) um de seus objetivos visa evitar a atuação de grupos guerrilheiros dos países vizinhos em nosso território, em particular os da
Colômbia.
e) a sua ampliação restringe-se à segurança das fronteiras, pois não existe nenhum programa de desenvolvimento regional.
Comentário: O governo brasileiro se mostra bastante preocupado com a possível invasão de guerrilheiros colombianos das FARCs
(Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), em função da integração desse grupo com narcotraficantes para determinar
desequilíbrio no governo vizinho. A resposta correta é a letra d.

13) TEMA: Os Transportes no Brasil.


A competitividade da economia globalizada impõe ao território maior fluidez e aprofunda a distribuição produtiva, mas, para isso, é
necessária a modernização da infraestrutura, como a implantação de um transporte diversificado no Brasil.
Em relação à política de transporte intermodal, assinale a opção correta.

a) A integração dos modos de transportes diminui a dependência do país ao petróleo, pois favorece o uso de outras fontes de energia.
b) Essa política de transportes visa ao abandono à prioridade dada ao setor rodoviário em detrimento do ferroviário e hidroviário.
c) À instalação de estações intermodais tem reduzido os custos portuários brasileiros, já que os mesmos têm levado grau de
modernização.
d) Apesar do sistema intermodal incorporar novas áreas agrícolas à produção nacional, seu aproveitamento é limitado pelas
condições territoriais de cada lugar.
e) Essa política de transportes tem priorizado o Mercosul devido à geografia local, que torna os custos mais baixos e facilita o intenso
comércio com os países vizinhos.
Comentário: A estrutura intermodal possibilita a variedade dos tipos de transportes e, também, do múltiplo aproveitamento de
energia, favorecendo a menor dependência do petróleo. A resposta correta é a letra a.

14) TEMA: A Região Sul do Brasil


Observe o mapa abaixo:
A área hachurada aponta para a ocorrência de areais no sudoeste do Estado do Rio Grande do Sul. Tal contexto torna -se
preocupante pela sua extensão e as consequências de sua expansão.

Coloque F(Falso) ou V (Verdadeiro) nas afirmações abaixo referentes aos areais do Rio Grande do Sul, assinalando, a seguir, a
opção correta.

( ) A existência natural de manchas arenosas está relacionada aos períodos secos do Quaternário, quando da formação territorial.
( ) Essa região é conhecida como Campanha Gaúcha onde a pecuária intensiva e a agricultura familiar têm acelerado os processos
erosivos.
( ) À expansão das áreas pastoris associada ao incremento de atividades agrícolas, como a cultura do trigo e a soja, objetivando a
comercialização, contribuíram para o avanço dos areais.
( ) Às condições climáticas são responsáveis pela fragilidade dessa região, já que a baixa precipitação favorece a presença do clima
semiárido.
( ) Coxilhas e campos são palcos de reprodução do gado, onde a renda dos fazendeiros se assenta na extensibilidade da terra.

a) F – V – V – F – V
b) F – F – F – V – V
c) V – F – F – V – F
d) V – F – V – F – V
e) F – V – V – F – F
Comentário: Tradicionalmente a pecuária da Campanha Gaúcha (pampas) se estrutura no nível de criatório solto (extensiva), não
associando-se a questão da desertificação no sul. Erro da afirmativa II.
Na verdade, as condições climáticas sempre permitiram formações de campos comuns, nessa área. A atuação humana, com manejo
inadequado do solo é que acentuo o desequilíbrio da região com a desertificação. Erro da afirmativa IV.
A resposta correta é a letra d.

15) TEMA: Transposição do Rio São Francisco – Nordeste do Brasil.


“Acostumado ao clima do semiárido, o agricultor Petrônio de Teixeira Dias, 59, já começou a acender velas a São José, à espera de
que a chuva chegue pelo menos até o dia 19 de março, dia do santo, para ele poder plantas. Ele mora em frente ao leito do único
rio de Monteiro, no interior da Paraíba, seco nesta época do ano, mas que poderá ser perenizado com a obra de transposição do rio
São Francisco”. (Folha de São Paulo, 13/03/2005)

Em relação ao projeto polêmico de transposição do rio São Francisco, é correto afirmar que

a) as obras destinam-se, exclusivamente, às propriedades de subsistência e à produção de energia para as pequenas cidades do
semiárido nordestino.
b) o elevado custo para as atividades agrícolas nas bacias receptoras é compensado pela ausência de aquíferos no subsolo
nordestino.
c) a sua implantação acaba com os lobbys da velha política nordestina, que veem as grandes obras hidráulicas como saída para a
escassez da região.
d) é necessária a revitalização hidroambiental da Bacia do São Francisco, recuperando a vegetação ciliar e os solos, como também
desassoreando sua calha e tratando dos esgotos e dejetos industriais.
e) há um consenso entre os técnicos sobre a viabilidade do projeto, já que a capacidade das bacias receptoras está esgotada e o
potencial energético e de irrigação ameaça entrar em colapso.
Comentário: A revitalização da nascente com replantio das matas ciliares, além da retirada de sedimentos que dificultam o fluxo de
passagem do rio São Francisco, em Minas Gerais (alto curso) pode possibilitar o retorno do volume de chuvas na faixa tropical
subúmida onde nasce o rio. Outras formas de facilitar o aproveitamento incluem o tratamento de esgotos e os detritos industriais. A
resposta correta é a letra d.

16) TEMA: Divisão das Regiões Geoeconômicas do Brasil.


Muitos autores utilizam a formação histórico-territorial como critério para a regionalização do Brasil em três grandes complexos, ou
seja, a divisão em regiões geoeconômicas.

Sobre essa regionalização, assinale a opção correta.

a) As diversidades sociais e espaciais entre as três regiões geoeconômicas permitem maior autonomia para se conectarem, com
mais intensidade, aos circuitos globais do que aos interesses nacionais.
b) A colonização do Nordeste baseou-se na economia canavieira produzida em grandes propriedades e com mão de obra escrava,
fatos que proporcionaram a hegemonia de sua industrialização no século XVIII.
c) Em sua dimensão territorial e baixa densidade demográfica, a Amazônia mantém-se pouco alterada em seus elementos naturais,
fortalecendo o mito de “floresta impenetrável”.
d) O Centro-Sul possui maiores diversidades em sua organização espacial, apresentando desde áreas altamente industrializadas e
urbanizadas a áreas com agricultura tradicional e de baixa urbanização.
e) O Nordeste, por ser a região mais antiga de colonização, representa o “Brasil velho”, em que o predomínio de estruturas agrárias
tradicionais impedem a modernização do seu parque industrial.
Comentário: Em relação à divisão geoeconômica do Brasil pode-se afirmar que a grande região Centro-Sul apresenta características
bastante diversificadas, incluindo-se faixas intensamente industrializadas (Grande Rio, Grande São Paulo, Grande Belo Horizonte),
porém, contrapondo áreas com extensas produções agrícolas (características rurais) e com baixo índice de urbanização. A resposta
correta é a letra d.
17) TEMA: A Urbanização no Brasil.
O advento da industrialização, a partir da década de 40, contribuiu para a instalação ou melhorias no sistema de transportes, fato
que colaborou para a integração do território nacional e a constituição de uma rede urbana brasileira. Em relação à urbanização
brasileira é correto afirmar que:

a) antes da década de 40, havia uma disseminação da desconcentração urbana em escala nacional, com a presença de polos
importantes fora do centro-sul.
b) os elevados investimentos público e privado nos polos industriais do Rio de Janeiro e São Paulo favoreceram a concentração
urbana em escala regional.
c) o desenvolvimento das atividades modernas em São Paulo acentua seu papel na esfera global, já que recursos técnicos estão
ausentes em outras metrópoles brasileiras.
d) os processos de globalização têm acentuado a concentração de diversos setores econômicos nas metrópoles, favorecendo a
macrocefalia urbana e impedindo o crescimento das cidades médias.
e) nas regiões onde a rede urbana é desarticulada, não existem os níveis de polarização das metrópoles, já que as trocas de
informação e das mercadorias restringem-se às cidades médias.
Comentário: O crescimento industrial brasileiro, de forma efetiva, se desenvolveu com concentração em faixas do Sudeste. São
Paulo e Rio de Janeiro foram os polos que receberam o mais fluxo de investimentos público e privado para estimular o
desenvolvimento do setor secundário. Desta forma, o processo urbano também recebeu o maior fluxo de população migrante do
país. A resposta correta é a letra b.

18) TEMA: Domínios Climáticos do Brasil.


A dimensão territorial brasileira contribui para que o país seja influenciado por diferentes massas de ar que, ao se deslocarem,
estabelecem variadas condições climáticas locais.

Quanto aos domínio climáticos brasileiros, é correto afirmar que

a) o clima equatorial úmido compreende a Amazônia e parte do Centro-Oeste, com duas estações bem definidas; uma chuvosa de
outubro a março e outra seca de abril a setembro.
b) o clima tropical abrange o Nordeste, Sudeste e parte do Centro-Oeste, com duas estações bem definidas: uma chuvosa de outubro
a março e outra seca de abril a setembro.
c) no clima tropical de altitude, a pluviosidade é elevada apesar da baixa amplitude térmica anual.
d) o clima subtropical restringe-se ao sul do Brasil e apresenta baixa pluviosidade em função da ação da massa polar atlântica que
barra os ventos úmidos vindos do oceano.
e) as frentes frias não exercem nenhuma influência sobre o regime de chuvas no semiárido nordestino, já que agem apenas no litoral
da região.
Comentário: O chamado verdadeiro clima tropical brasileiro é o subúmido com verão chuvoso e inverno seco, comum em faixas
interiores do Sudeste, Nordeste (Agreste) e Centro-Oeste (predominantemente). O volume de chuva varia entre 1.000 e
2.000mm/anuais, enquanto que as temperaturas atingem a média entre 20 0 e 240c, no ano. A resposta correta é a letra b.

19) TEMA: Litoral no Brasil – A “Amazônia Azul”


Atualmente chama-se a atenção para a importância de uma outra Amazônia que boa parte dos brasileiros desconhecem, ou seja, a
“Amazônia Azul”. Sabe-se que todos os bens econômicos sobre o leito do mar e no subsolo marinho, ao longo de uma faixa litorânea
de 200 milhas marítimas de largura são do Estado costeiro. Essas áreas somadas a ZEE (Zonas Econômicas Exclusivas) mais a
Plataforma Continental acresceriam ao território nacional mais de 4,5 milhões de Km2.

Quanto à situação do litoral brasileiro, é correto afirmar que

a) desde a colonização, as atividades marítimas já possuíam um caráter de integração nacional.


b) os elevados custos dos fretes marítimos vêm sendo compensados pelos investimentos maciços no transporte feito por navios de
bandeira brasileira.
c) a ocupação dos vazios demográficos da costa vem sendo feita pelos “resorts”, os quais reduzem os danos ambientais e integram
à comunidade local a prosperidade do negócio.
d) a exploração do petróleo no litoral fluminense impulsionou uma das primeiras atividades costeiras com impacto nacional, tornando
a Petrobrás recordista mundial em profundidade de exploração.
e) devido à sua vastidão, a pesca artesanal vem recebendo maciços investimentos públicos e privados para a modernização da
produção e geração de empregos.
Comentário: O maior destaque da chamada “Amazônia Azul” se refere à intensificação de exploração de petróleo da plataforma
continental, favorecida com a descoberta do “Pré-Sal”, em profundidades de 7.000 metros (Região Abissal). Deste modo, se define
a Petrobrás como a empresa mundial capaz de perfurar em grandes profundidades. A resposta correta é a letra d.

20) TEMA: O Espaço Urbano Paulista no Brasil.


Analise as afirmativas abaixo, em relação às normas de apropriação do espaço urbano de São Paulo.

I – A expansão dos condomínios horizontais fechados vem se dirigindo para a periferia adjacente do município, alterando o padrão
de moradia da segunda metade do século XX, no qual as classes mais altas ficavam nos bairros ao redor do centro.
II – O crescimento de condomínios horizontais para a periferia de São Paulo tem colocado a classe média e a população pobre mais
próxima geograficamente, fato que tem reduzido às distâncias do ponto de vista social.
III – Após a proliferação dos condomínios verticais fechados nos anos 70 começaram a surgir os horizontais fechados, onde as classe
média e alta buscam status e marcam distintamente seu poder.

Assinale a opção correta:

a) As afirmativas II e III são verdadeiras.


b) As afirmativas I e II são verdadeiras.
c) As afirmativas I e III são verdadeiras.
d) Apenas a afirmativas I é verdadeira.
e) Apenas a afirmativa III é verdadeira.
Comentário: A chamada classe média paulistana se apresenta mais associada à classe alta, em condomínios verticais, desde a
década de 70, portanto, a associação da classe média de São Paulo com a denominada classe pobre não acontece de fato no espaço
da cidade. Erro da afirmativa II.
A resposta correta é a letra c.

PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2006


01) TEMA: Migrações Internas no Brasil.
A industrialização brasileira teve um papel fundamental no processo de integração do território nacional, estabelecendo outra
dinâmica no fluxo migratório do país.

Em relação ao deslocamento da população brasileira pelos espaços regionais, é correto afirmar que

a) as décadas de 70 e 80 do século XX inauguraram o aumento do fluxo migratório para o Nordeste, fato decorrente da mineração,
da garimpagem e da agropecuária.
b) a industrialização somente impulsionou o crescimento urbano do Sudeste; já nas demais regiões, foi à expansão da agropecuária
o determinante para seu povoamento.
c) a ideologia do “Brasil potência” estimulou a implantação de várias rodovias federais, as quais incentivaram a ocupação do interior
sem impactos ambiental e social.
d) a concentração de terras no Sul influenciou as migrações inter-regionais para o Centro-Oeste e Amazônia à medida que
desestimulou o deslocamento para os países vizinhos.
e) a dispersão pelo território está vinculada à oscilação na economia internacional é dependente do fluxo do capitalismo mundial.
Comentário: As atividades econômicas trabalhadas no território brasileiro dependem dos fluxos de capitais internacionais que
impelem a maior concentração de população em determinadas áreas. O interesse pela borracha trouxe 200 mil nordestinos para o
Acre (século XIX-XX). Quando nos anos 50 e 60 expandiu-se a industrialização no Sudeste (por influência de grandes empresas) a
população se deslocou para essa região. As frentes pioneiras agrícolas para o Centro-Oeste e o Norte, com a agroindústria, também,
favoreceu o deslocamento de população para essas regiões. A resposta correta é a letra e.

02) TEMA: Urbanização do Brasil.


A realidade urbana brasileira confirma a tendência mundial. Existem, no Brasil, metrópoles modernas de grande porte e um
diversificado sistema de cidades.

Sobre a urbanização brasileira, assinale a opção correta.

a) O processo de urbanização se intensificou a partir dos anos 50 do século XX, quando a indústria passou a ditar o ritmo da
economia.
b) Apesar da influência da industrialização, a distribuição da população está concentrada nas pequenas e médias cidades do país.
c) As redes urbanas são verticalizadas, já que a divisão territorial do trabalho está configurada a partir das metrópoles para às cidades
locais.
d) Dentre as cidades com características metropolitanas, destacam-se São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que exercem influência
em todo país.
e) As cidades planejadas pelo Estado não revelam as desigualdades criadas pelo processo urbano-industrial, fato comum nas demais
cidades.
Comentário: O processo industrial brasileiro que se efetivou após a Segunda Guerra Mundial determinou a concentração de
população no Sudeste do Brasil, reforçando o contexto do êxodo rural, que rapidamente ocupou o núcleo e as periferias das grandes
cidades, efetivando a urbanização acelerada (macrocefalia urbana). A resposta correta é a letra a.

03) TEMA: Biomas do Brasil.


No mês de março de 2006, o Brasil sediou a 8a Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica,na qual os países
signatários discutiram a necessidade de atingir a cota de 10% de áreas naturais protegidas e preservadas até 2010.

Em relação ao quadro da situação dos principais biomas brasileiros, é correto afirmar que

a) mesmo com desmatamento alarmante, a Amazônia é o bioma mais protegido e com presença de elevadas taxas de espécies
endêmicas.
b) a Mata Atlântica é o único bioma e alcançar a meta de 10% em virtude de boa parte das terras estar localizada em áreas públicas.
c) o Cerrado é o bioma mais protegido devido à implantação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) que associam
a economia às práticas de preservação.
d) o alto número de áreas alagadas no Pantanal impede que os proprietários de terra desenvolvam ali práticas econômicas rentáveis.
e) a elevada fiscalização nas unidades de conservação do Pampa vem limitando o uso intensivo de suas terras, perpetuando espécies
e diminuindo as perdas de solo.
Comentário: O bioma equatorial da floresta Amazônica ainda é considerado o mais protegido com grandes taxas de espécies
endêmicas que representam organismos com uma distribuição limitada a habitats especializados, nativos de uma área geográfica
restrita. Quando uma espécie é extinta, ela desaparece em definitivo do planeta, deixando a Terra mais pobre em sua riqueza natural.
A resposta correta é a letra a.

04) TEMA: Arranjos Produtivos Locais (APLs) no Brasil.


Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) tem implementado novas formas de produtividade e desenvolvimento do território brasileiro,
favorecendo a oferta de trabalho e acesso a novas tecnologias.

Sobre os APLs, assinale a opção INCORRETA.

a) Funcionam como conglomerados de empresas da mesma cadeia produtiva, instaladas na mesma cidade ou Estado.
b) A iniciativa é somente privada sem o incentivo de políticas institucionais.
c) A formalização dessas empresas permite o combate ao trabalho infantil nos APLs de baixa produtividade.
d) A formalização dessas empresas possibilita vender os produtos fora do estado produtor, evitando, assim, ser considerado
contrabando.
e) A implantação do arranjo produtivo favorece a criação de empregos longe das metrópoles e o aumento da renda da população
local.
Comentário: A iniciativa pode ser pública ou privada ou até com uso de parceria público-privada, onde ocorrem incentivos do setor
público para a o aumento e desenvolvimento da produtividade. A resposta exigida é a letra b.

05) TEMA: Mudanças Produtivas nas Áreas Rurais do Brasil.


As mudanças espaciais e de produtividade nas zonas rurais do Brasil mostram a influência da industrialização no setor que

a) apesar de incorporar modernas tecnologias, não rompe com a grande dependência em relação aos ritmos da natureza.
b) ao incorporar novas técnicas, torna os produtores independentes do fornecimento de insumos provenientes das fábricas.
c) promove maior integração entre os pequenos e grandes produtores, favorecendo a democratização nas decisões do que produzir.
d) vem diminuindo as desigualdades de renda entre os produtores, já que a tecnologia está disponível a todos, independentemente
do tamanho da terra.
e) torna o campo e a cidade cada vez mais integrados, A tal ponto de não ser possível mais analisá-los como realidades separadas.
Comentário: A aproximação maior da produtividade das cidades às estruturas produtivas das áreas rurais com elevado usa de
tecnologia no campo, possibilita a integração das duas realidades, tornando-se impossível uma interpretação isolada de cada uma
dessas realidades produtivas. A resposta correta é a letra e.

06) TEMA: Comércio Exterior do Brasil.


Os processos da globalização implementaram mudanças na divisão internacional do trabalho, levando o Brasil a transitar de um
modelo de substituição de importação para um de maior abertura comercial.

Quanto à participação do Brasil no comércio exterior, pode-se afirmar que

a) reduziu os fluxos de intercâmbio com a América Latina em detrimento das aberturas de mercados da Europa, Estados Unidos e
em países da Ásia Oriental.
b) fortaleceu a sua posição de “GLOBAL TRADER”, adotando o compromisso defender os princípios do multilateralismo nas relações
comerciais.
c) incentivou a criação do MERCOSUL em um sistema de regionalismo aberto, delegando às instituições do Bloco soberania na
resolução de questões comerciais.
d) defendeu maior integração entre o Mercosul e a União Europeia, porque este bloco apresenta as menores barreiras agrícolas para
os nossos produtos.
e) coordenou a inserção incondicional da América Latina à ALCA, visando ao fortalecimento geopolítico da região nas decisões dos
organismos do comércio internacional.
Comentário: O governo brasileiro sempre defendeu uma política multilateral de comércio, que possibilita participação maior de todos
os países no grande comércio mundial. Diferente dos EUA que defendem bilateralismos com protecionismo de sua produção
agrícola. O Brasil fatiou seu mercado com grupos da Ásia, Europa, África e na América Latina criou o MERCOSUL, para planos de
mercado mais aberto. A resposta correta é a letra b.

07) TEMA: Dívida Externa do Brasil.


Os empréstimos contraídos pela economia brasileira, para sustentar seu modelo desenvolvimentista, acabaram acentuando a
dependência do país à economia internacional.

Em relação a dívida externa brasileira, analise as afirmativas abaixo.

I - O processo de endividamento externo se acelerou a partir dos anos 50 do século XX, com a intensificação da industrialização do
Plano de Metas do governo Juscelino Kubitschek.
II - Na década de 70 do século XX, o endividamento nacional assumiu um caráter essencialmente financeiro devido às altas taxas
de juros internacionais.
III – O uso de regras determinadas pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) contribuiu para sanear nossa economia e “congelar” os
juros da dívida.
IV – O país estimulou, nos anos 80 do século XX, as exportações e restringiu as importações como forma de obter divisas para o
pagamento dos juros da dívida.
V – Os elevados preços dos produtos primários, em relação aos produtos importados, não foram suficientes para reequilibrar a
situação, obrigando o país a novos empréstimos.

Assinale a opção correta.

a) Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.


b) Apenas as afirmativas II e V são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
d) Apenas as afirmativas I, IV e V são verdadeiras.
e) Apenas as afirmativas III, IV e V são verdadeiras.
Comentário: O FMI não saneou nossa economia, pelo contrário, elevou os juros da dívida brasileira. Erro da afirmativa III. Os
produtos primários sempre apresentaram preços menores no mercado internacional em relação aos produtos industrializados. Erro
da afirmativa V.
A resposta correta é a letra c.

08) TEMA: Participação das Drogas nas Esferas Político-Econômicas Brasileiras.


Uma pesquisa realizada por 16 pesquisadores intitulada “Globalização, Drogas e Criminalização”, que a UNESCO publicou em 2002,
ressaltou, durante cinco anos, os aspectos geoeconômicos e geopolíticos do tráfico na estruturação social de quatro países, dentre
eles o Brasil.
(Trecho adaptado do Jornal Folha de São Paulo, 008/09/2002).

Sobre a participação das drogas na esfera político-econômicas brasileiras, assinale a opção correta.

a) Algumas atividades ilícitas chegam a concorrer com o poder oficial e ocupar o espaço de atividades econômicas em locais
decadentes.
b) A ação conjunta com os países vizinhos tem desmantelado o tráfico na Amazônia, reduzindo sua participação nas estatísticas
nacionais.
c) O aumento da fiscalização sobre o papel das drogas no país evitou que elas aparecessem associadas às atividades legais.
d) Os recursos financeiros liberados pelos Estados Unidos à Colômbia e ao Brasil favoreceram o envio de drogas para o mercado
norte-americano.
e) A assinatura de acordos internacionais de quebra de sigilo bancário propiciou o combate à “lavagem de dinheiro” e a repatriação
de grande parte desse capital ilícito.
Comentário: De modo geral, as atividades chamadas ilegais ou ilícitas enfrentam as decisões do poder oficial, chegando a substituir
esse poder por influências de grupos manipuladores denominadas traficantes ou líderes do narcotráfico. Onde as autoridades oficiais
não agem, o narcotráfico toma as decisões sobre a funcionalidade daquela região (cria-se o poder paralelo). A resposta correta é a
letra a.

09) TEMA: Variações no Espaço Metropolitano.


As metrópoles estão em constante mudança em virtude de intensos movimentos de valorização e desvalorização de seus espaços,
estimulando, constantemente, a implementação de grandes negócios.

Pode-se observar, nos espaços das metrópoles, que

a) a implementação de lojas, bancos e escritórios na área central tem desestimulado a formação de subcentros comerciais para
população de alta renda.
b) a expansão horizontal intensificou a construção de Shopping Centers, que são aglomerações espontâneas, em torno das vias
expressas.
c) a formação de “corredores culturais”, em áreas degradas, vem incentivando a remodelação das áreas pobres circundantes e a
construção de empreendimentos modernos.
d) já não é mais possível identificar a segregação urbana, pois os novos empreendimentos imobiliários estimulam uma ocupação
mais democrática das cidades.
e) a implantação do Estatuto das Cidades reduziu as ocupações irregulares e disciplinou a especulação urbana sobre os terrenos e
imóveis desvalorizados.
Comentário: Gradativamente a construção de vários “corredores culturais”, valorizando espaços antes degradados, tem possibilitado
a construção intensiva de empreendimentos modernos com associação ao lazer e facilidades de fluxos de transporte e comércio,
que determinaram valorização de áreas pobres mais próximas. A resposta correta é a letra c.

10) TEMA: Vegetação no Brasil.


A dimensão territorial brasileira favorece uma variedade de domínios morfoclimáticos, dentre eles a Caatinga. Esse bioma apresenta,
como características.

a) espécies vegetais herbáceas e arbustivas em solos de grande profundidade que reduzem a evapotranspiração.
b) grandes amplitudes térmicas durante o ano, com chuvas concentradas nos meses de novembro a março.
c) espécies com folhas decíduas que minimizam a perda de água durante a transpiração.
d) reduzidas atividades econômicas em virtude de suas condições climáticas, fatos que propiciam baixo impacto ambiental.
e) a ausência de lençóis freáticos e a predominância de rios intermitentes, problemas que tornam a seca um elemento exclusivamente
hídrico.
Comentário: As folhas são decíduas, ou seja, caem no período do outono-inverno, também denominadas de caducas. O fato
determina menor possibilidade de perda de água no processo de transpiração. A resposta correta é a letra c.
11) TEMA: Matriz Energética Brasileira.
Os processo combinados de industrialização e urbanização no Brasil ampliaram o consumo energético, obrigando o país a pensar
na estratégia para o aumento da produção associada ao desenvolvimento econômico.

De acordo com a matriz energética brasileira, é correto afirmar que

a) a produção de petróleo não é suficiente para atender à demanda, fato que explica o aumento da produção e consumo do carvão
mineral de alta qualidade produzido no país.
b) as indústrias energointensivas possuem grande destaque na economia, sendo responsáveis pela maior parte de consumo entre
as indústrias brasileiras.
c) a opção pela energia nuclear está vinculada a uma superestimação da demanda de energia elétrica e aos baixos custos ambientais
e de transportes.
d) a ausência de reservas de gás natural em nosso território levou a Petrobrás a fazer convênio de extração junto aos países vizinhos,
principalmente a Bolívia.
e) a opção pelo uso da hidreletricidade, devido aos baixos custos, acentuou problemas no país, principalmente pela ameaça de
esgotamento de sua rede hidráulica.
Comentário: As indústrias são responsáveis pelo maior consumo de energia no território brasileiro, exigindo maiores investimentos
no setor da hidreletricidade, além de energias alternativas para complementar o elevado consumo, segue o setor domiciliar urbano
como o segundo maior grupo de consumo de energia. A resposta correta é a letra b.

12) TEMA: O Papel do Estado na Modernização da Economia Nacional.


a) O governo de Getúlio Vargas centralizou a arrecadação dos impostos e firmou a criação de um parque siderúrgico, buscando
autonomia para as indústrias no Brasil.
b) Nos anos 50 do século XX, as medidas protecionistas fortaleceram o modelo de modernização nacionalista centralizado pelo
Estado.
c) Os planos de desenvolvimento regional e nacional visavam à consolidação do território e se preocupavam com a intervenção do
capital estrangeiro na economia.
d) O fim das barreiras protecionistas, nos anos 80 do século XX, permitiu o Estado diversificar o parque industrial siderúrgico,
garantindo sua autonomia e competitividade internacional.
e) O desmonte do Estado desenvolvimentista, a partir dos anos 90 do século XX, propiciou a estruturação do setor público e o resgate
do Estado do bem estar social.
Comentário: O Governo de Getúlio Vargas organização a centralização da arrecadação e implantou a CSN (Cia. Siderúrgica
Nacional), de base, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, para a expansão das outras indústrias no Brasil. Com isso, possibilitou a
expansão do setor secundário no país, com certa autonomia de funcionalidade na produção nacional. Portanto, a resposta correta é
a letra a.

13) TEMA: Clima no Brasil.


Observe o climograma abaixo.

De acordo com as informações apresentadas, o climograma

a) mostra que o verão é mais chuvoso devido à influência da MEA (Massa Equatorial Atlântica) e apresenta elevadas amplitudes
térmicas anuais.
b) abrange a porção Sul do Trópico de Capricórnio com chuvas bem distribuídas durante o ano e invernos influenciados pela MPA
(Massa Polar Atlântica).
c) Trata de um clima dominado pela MEC (Massa Equatorial Continental), em que, ocasionalmente, ocorrem quedas de temperatura
no inverno devido ao fenômeno da friagem.
d) representa um clima tropical típico, influenciado pela penetração da MTA (Massa Tropical Atlântica), com uma estação chuvosa
no verão e outra seca no inverno.
e) Trata do clima litorâneo úmido, em que a MTA (Massa Tropical Atlântica) exerce maior influência, mas, no inverno, devido à MPA
(Massa Polar Atlântica), ocorre a formação de frentes frias.
Comentário: O clima especificado atinge mais a faixa do litoral nordestino, quando de março até julho, intensificam-se as chuvas na
Zona da Mata, por influência do predomínio da MTA (Massa Tropical Atlântica) e a chegada, no inverno, da MPA (Massa Polar
Atlântica), onde o choque térmico pela diferença de pressão possibilita grande índice pluviométrico (1000 a 2000 mm/anuais),
determinando até enchentes na área. A resposta correta é a letra e.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2007
01) TEMA: A Agropecuária no Brasil.
A modernização da economia brasileira trouxe mudanças nas atividades agropecuárias e na organização espacial das regiões. De
acordo com essa dinâmica espacial, é correto afirmar que

a) a produção agropecuária foi descentralizada em virtude dos baixos preços das terras, permitindo maior produtividade por Estados.
b) o moderno complexo econômico agropecuário localizado no Centro-Sul é vinculado às necessidades industriais, tornando-o
dependente dos fluxos financeiros.
c) os Estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Goiás estão muito integrados à elevada produtividade agrária amazônica em
função da expansão da fronteira agrícola.
d) as práticas agrícolas tradicionais, predominantes na Região Nordeste, impedem que ocorram a presença de áreas de intensa
modernização e acentuado investimento financeiro.
e) a elevada concentração de atividades agrícolas modernas, na chamada “metade sul” do Rio Grande do Sul, tem tornado essa
região na maior produtora de soja do país.
Comentário: Os complexos agroindustriais, a partir de 1985, vão predominar no processo produtivo da agropecuária de maior
desenvolvimento tecnológico, exigido maior qualificação da produção, em função disso ocorre uma maior dependência do campo em
relação aos investimentos financeiros. A resposta correta é a letra b.

02) TEMA: Aquífero Guarani.


O depósito denominado Aquífero Guarani – em homenagem aos povos indígenas que viveram nessa região – se estende nos
subsolos do Brasil, da Argentina, do Uruguai e Paraguai, e vem passando por um processo de mapeamento, com a finalidade de
estabelecer seu uso sustentável.

Assinale a opção correta em relação ao Aquífero Guarani.

a) A sua reposição é feita pelas águas das chuvas, fato que impede o seu esgotamento e favorece o uso intensivo.
b) Ao se estender preferentemente pelas áreas agrícolas do Brasil e dos países vizinhos, o seu uso é inexistente para fins urbanos.
c) Cerca de setenta por cento de sua extensão está localizada no Brasil, situação que garante o uso sustentável de suas águas pelos
brasileiros.
d) O imenso reservatório deve-se à impermeabilidade do arenito que impede a infiltração na rocha e favorece a sua extensão
superficial.
e) A pureza de suas águas é ameaçada pelo uso de adubos e defensivos agrícolas, que se infiltram principalmente no solo do Brasil.
Comentário: Em relação ao Aquífero Guarani, apesar de estar em grande parte no Brasil, não garante o melhor aproveitamento do
mesmo, já que o uso atual da água está bastante ameaçado pela presença de adubos, pesticidas, herbicidas e outros defensivos
agrícolas, que atingem o subsolo. A resposta correta é a letra e.

03) TEMA: A Soberania Sobre a Amazônia.


A Amazônia surgiu antes mesmo da existência do espaço brasileiro, já que, em meados do século XVIII, as disputas entre as coroas
ibéricas procuravam estabelecer a soberania sobre a região.

Assinale a opção correta.

a) A questão de soberania nacional do Brasil e dos países da região está resolvida, pois a ausência de conflitos na fronteira
desestimula a implantação de projetos militares.
b) A pressão internacional fez com que o Brasil resolvesse o problema ambiental na Amazônia, pois a adoção de preservam o
equilíbrio ambiental.
c) Os núcleos urbanos na Amazônia brasileira, mesmo representando pequena parcela da área florestal, contribuem com a
devastação através das agressões decorrentes de construções civis, depósitos de lixo e emissões de esgotos sem tratamento.
d) O potencial genético regional encontra-se nas mãos das comunidades que vivem na floresta, tirando o controle das nações
estrangeiras que não pagavam pelo uso da biodiversidade.
e) O Plano Amazônia Sustentável, implantado em 2004, regularizou as unidades de conservação, como forma de frear a devastação
no arco de povoamento adensado, localizado na região Ocidental.
Comentário: A ocupação gradativa da região amazônica com a expansão do processo urbano, intensificado a partir dos anos 70, do
século XX, acelerou o desmatamento, desenvolvendo-se as construções verticais (construções civis), incluindo os depósitos de lixo
e o esgoto sem tratamento, em palafitas e outras habitações desqualificadas na região. A resposta correta é a letra c.
04) TEMA: Grupos Humanos Que Ocupam a Amazônia Brasileira.
A chamada Amazônia brasileira, ainda que esteja passando por uma evolução socioeconômica nas últimas duas décadas, ainda é
conhecida pela presença de alguns personagens característicos.

Analise as opções abaixo e assinale aquela que faz menção e conceitua corretamente tais personagens.

a) Os posseiros são pequenos proprietários de terras, compradas em sua totalidade do governo federal, sendo geralmente as
principais vítimas de fazendeiros e empresas, que tentam, a todo custo, comprá-las a preços inferiores de mercado.
b) Os grileiros, jagunços e pistoleiros, contratados pelas empresas rurais, intimidam os pequenos proprietários de terras com a
intenção de expandir o chamado agronegócio.
c) O peão, trabalhador geralmente recrutado por um intermediário, possui a finalidade de derrubar a mata e a plantação de capim
para as pastagens, atividade que foi de elevada importância para a efetiva exploração regional, a partir da década de 70.
d) O boia-fria, trabalhador que reside na própria localidade de trabalho, vem ganhando espaço cada vez maior na região,
especialmente, após os assentamentos públicos incrementados pelo governo federal, a partir da década de 1980.
e) Os seringueiros, trabalhadores que passaram a se organizar em cooperativas a partir da década de 1930, desenvolvem hoje a
relação entre trabalho e a atividade econômica mais adequada para os padrões regionais.
Comentário: Um dos personagens que se destaca na Amazônia no quadro de ocupação da mesma, pode-se mencionar o peão que
é recrutado por terceiros para derrubar a mata e a plantação de capim para pastagens. Isso se deu mais fortemente a partir da
década de 70 com a expansão da “Fronteira Agrícola”. A resposta correta é a letra c.

05) TEMA: O Crescimento Vegetativo nas Áreas Urbanas e Industriais do Brasil.


Em função do binômio industrialização-urbanização, o crescimento vegetativo brasileiro vem sofrendo mudanças sensíveis. Com
base nesse raciocínio e nas mudanças sofridas pelas taxas de natalidade e de mortalidade.

Assinale a opção correta.

a) As taxas de mortalidade infantil no país só passaram a declinar a partir da década de 1980, quando, então, os meios de
comunicação e de transportes favoreceram as medidas preventivas, protagonizadas pelas esferas pública.
b) A partir do final da década de 1960, a taxa de natalidade começou a cair de forma generalizada, fato que prosseguiu nas décadas
seguintes, puxando para baixo as taxas médias de crescimento natural do país.
c) A diminuição das taxas de natalidade no campo vem se processando numa velocidade maior em relação à cidade, uma vez que
as dificuldades de se manter uma prole numerosa no meio rural acabam induzindo os casais a fazerem um rigoroso planejamento
familiar.
d) O crescimento natural do país vem crescendo gradativamente, resultado do aumento da taxa de fecundidade que ocorre em todas
as regiões do país, ainda que em ritmos diferentes.
e) Em função das melhorias socioeconômicas a que a maioria da população vem sendo acometida, o número de jovens vem
aumentando sensivelmente no país, fato que obrigará o poder público a investir mais nas áreas sociais.
Comentário: A redução da natalidade nos anos 60 se associa ao maior nível de urbanização do Brasil, principalmente, após 1964,
quando país se torna mais urbano do que rural. Com isso, nas décadas seguintes, a mortalidade menor e o declínio gradativo da
natalidade possibilitam à redução do crescimento vegetativo no Brasil. A resposta correta é a letra b.

06) TEMA: Mercosul.


A tendência mundial nos anos 1990 foi marcada pela constituição de blocos econômicos, cujas economias procuraram tornar-se mais
competitivas frente aos processos da globalização.

Em relação ao Mercosul, é correto afirmar que

a) o Brasil tem o setor agrário mais desenvolvido entre os países membros, fato que torna a região o maior mercado para as uas
exportações de produtos primários.
b)a elevada produtividade dos trabalhadores ampliou a competitividade dos seus produtos no mercado internacional e beneficiou
principalmente o Brasil no comércio com os países europeus.
c) a paralisação da ALCA (Área de Livre Comércio das Américas) prejudicou as transações econômicas da região com os Estados
Unidos, já que, com a concretização dessa área comercial, a indústria brasileira ampliaria o seu mercado.
d) a desvalorização sofrida pelo Real no final dos anos 1990 contribuiu para a estagnação das relações econômicas entre Brasil e
Argentina, o que levou este país a estabelecer obstáculos a produtos brasileiros.
e) Os ingressos da Venezuela e do Peru com membros associados ampliaram as perspectivas de comércio regional, possibilitando
à Petrobrás a instituição de acordos no âmbito dos combustíveis fósseis.
Comentário: Depois de 1998, com o “Ataque Especulativo” nas bolsas latinas realizado pelos países desenvolvidos da América do
Norte e Europa, o real desvalorizou e tornou a exportação brasileira mais interessante no mercado internacional do que aquela
realizada pela Argentina. Com o declínio econômico argentino houve uma restrição de compras que o governo daquele país realizou
em relação ao comércio com o Brasil. A resposta correta é a letra d.

07) TEMA: Geologia e Relevo do Brasil.


Dentro do chamado arcabouço geológico, pode-se fazer uma correlação entre as chamadas eras geológicas e as principais
formações de relevos encontrados no território brasileiro.

Partindo dessa correlação, assinale a opção correta.

a) As províncias Mantiqueira, Borborema e Tocantins, dominadas por massas rochosas da Era Proterozoica, formaram-se, ao longo
do ciclo brasiliano, no qual pode-se destacar vários relevos serranos complexos, os quais são vestígios atuais dos dobramentos
originais.
b) As bacias sedimentares brasileiras surgiram, embrionariamente, apenas no final da Era Mesozoica, mas configuraram-se
plenamente durante a Era Cenozoica, podendo-se citar as bacias do Paraná e do Parnaíba.
c) As sucessivas camadas de rochas magmáticas contam a história dos ambientes do passado. Assim sendo, no final da Era
Proterozoica, o ciclo dessas rochas marcou a substituição dos ciclos de sedimentação marinha em detrimento do continental.
d) No final da Era Arqueozoica, através de fendas e fissuras, ocorreram vastos derrames de lavas vulcânicas no norte dos estados
de São Paulo e do Paraná, ficando conhecido como TRAPP Paranaense.
e) A Bacia Amazônica, por possuir uma formação mais recente, exige sedimentos apenas da Era Cenozoica, formando faixas de
contato com as estruturas cristalinas mais recentes, ao norte e ao sul.
Comentário: As províncias geológicas pré-cambrianas, de onde se destaca a Era Proterozoica, pode-se incluir o complexo cristalino
brasileiro, com a Mantiqueira, Borborema e a faixa interior do Tocantins. Os dobramentos antigos, assim chamados, com rochas
magmáticas e metamórficas constituem o relevo original do país. A resposta correta é a letra a.

08) TEMA: Hidrografia do Brasil.


Denomina-se bacia hidrográfica a área abrangida por um rio principal, sua rede de afluentes e subafluentes. Assim, detectamos
cinco bacias hidrográficas principais n Brasil: a da Amazônica, a do Tocantins, a do São Francisco, a do Paraná e a do Uruguai, as
quais possuem importâncias singulares em nível regional. Nesse sentido, analise as afirmativas abaixo:

I – O Amazonas, típico rio de planície, é considerado principal via de escoamento regional. No entanto, especialmente alguns
afluentes da margem direita possuem capacidade de gerar energia hidrelétrica, podendo-se citar os rios Xingu, Tapajós e Curuá-
Una.
II – O rio São Francisco, apesar de ser um rio de planície, o que favoreceu o desenvolvimento comercial de cidades como Petrolina
(PE) e Juazeiro (BA), possui vários afluentes com elevado potencial hidrelétrico, podendo-se citar as usinas de Três Marias e
Sobradinho.
III – A bacia do Paraná, com papel destacado na bacia Platina, possui grande importância, tanto em termos de navegação (hidrovia
Tietê-Paraná) como na geração de hidreletricidade, destaque para a usina de Itaipu.
IV – O rio Uruguai percorre trechos típicos de planalto em seu curso superior, podendo-se citar as usinas de Garibaldi (rio Canoas) e
Socorro (rio Pelotas), no Rio Grande do Sul, onde é utilizado para navegação.

Assinale a opção que apresenta as afirmativas corretas.

a) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.


b) Apenas as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
d) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
e) Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.
Comentário: O rio São Francisco é um rio de planalto, com trechos navegáveis (de planície) entre Pirapora (MG) e Juazeiro (BA).
As hidrelétricas de Três Marias, em Minas Gerais, e Sobradinho (Bahia) não ficam nos afluentes, mas sim no próprio curso do rio
São Francisco. A afirmativa II está incorreta.
A resposta correta é a letra c.

09) TEMA: Clima no Brasil.


No Brasil, o critério de temperaturas revela a presença de dois vastos conjuntos climáticos: os climas quentes ou tropicais e os climas
mesotérmicos ou subtropicais. Neste sentido, analise as afirmativas abaixo e assinale a opção correta sobre o tipo climático brasileiro.

a) O clima equatorial exibe elevadas temperaturas e pequenas amplitudes térmicas anuais, as quais comparadas com as amplitudes
térmicas diárias são menores.
b) O clima tropical, com duas estações definidas, exibe menor variedade térmica que o equatorial, com amplitudes térmicas anuais
que não chegam a ultrapassar 30C.
c) O clima semiárido distingue-se do tropical pela forte atuação da MEC (Massa Equatorial Continental) no sertão, a qual condiciona
estiagens mais prolongadas e totais pluviométricos concentrados no inverno.
d) O clima tropical atlântico, que abrange a fachada oriental nordestina, incluindo as planícies litorâneas e as vertentes ocidentais
dos planaltos, apresenta um total pluviométrico bastante elevado, com chuvas concentradas nos meses de primavera e verão.
e) O clima subtropical, que domina toda a Região Sul, distingue-se de todos os demais climas brasileiros pelos padrões da circulação
atmosférica, em função das amplitudes térmicas diárias, que giram em torno de 2 0C, superarem as amplitudes térmicas anuais.
Comentário: O clima equatorial característico da Região Norte do Brasil, apresenta grande umidade e elevadas temperaturas, sendo
que a amplitude térmica anual varia em 30C, na média, que atinge a variação entre 250C e 280C. No caso da amplitude térmica diária,
essa variação é maior entre o dia e a noite. A resposta correta é a letra a.

10) TEMA: Abastecimento de Água no Brasil.

“Não faz muito sentido discutir em termos globais a crise de escassez de água que, na opinião dos especialistas, deverá acontecer
ainda no decorrer deste século. É que a questão do acesso cotidiano à água para beber só pode ser enfrentada em nível local, numa
miríade de constelações particulares, que não se somam. Para o retirante nordestino, compelido ao êxodo porque o poço secou,
faltou (para ele) água n açude, e o gado morreu de sede, não adianta saber qual o volume de água doce que o Amazonas despeja
no Oceano”. (SACHS, Ignacy. O gato de Alice e outras crônicas. São Paulo: Cortez, 2002. P.128-129)

Com base no texto acima e na realidade que envolve a questão do abastecimento de água no Brasil, assinale a opção correta.

a) Com o aumento da participação estatal junto à economia nacional, a partir da década de 1990, percebe-se que a água começa a
deixar de ser uma mercadoria para se transformar em um bem público.
b) Ainda que a escassez de água seja consequência do processo político, econômico, social e ambiental, a sua resolução deve se
dar em nível local, em detrimento da escala nacional.
c) Num país urbanizado, a questão da escassez de água é relativa, uma vez que a população rural é a principal responsável por este
problema.
d) Na visão capitalista atual, para racionalizar o uso da água e eliminar os desperdícios, decorrentes da sua quase gratuidade, propõe-
se uma gestão baseada nos mecanismos de mercado.
e) No caso do semiárido brasileiro, a questão da seca é muito mais uma consequência das condições naturais do que da ação
política.
Comentário: A gestão hídrica é considerado o modelo de administração mais efetiva para conseguir equacionar os desperdícios e
o melhor aproveitamento do fluxo de água no mundo. A racionalidade dos gastos de água ficariam a cargo de cada cidade, com
responsabilidades específicas para manutenção da potabilidade da água e o melhor nível de fluxo dessa água para as populações
de cada área. A resposta correta é a letra d.
11) TEMA: Matriz Energética Brasileira.
O debate sobre o aquecimento global tem reforçado a necessidade do mundo buscar uma outra matriz energética. Tal fato ressaltou
a importância do etanol brasileiro com alternativa às exigências do mercado.

Sobre a matriz energética brasileira, é correto afirmar que

a) a ausência de impacto ambiental tornou o uso do etanol a melhor opção para a substituição dos combustíveis fósseis.
b) a produção brasileira de etanol é originária da cultura do milho, a qual é mais barata, frente à produção custosa da cana de açúcar.
c) o desenvolvimento de uma tecnologia própria para motores a álcool tem aumentado o interesse de vários países pelo Brasil,
favorecendo futuros negócios para à economia do país.
d) o desenvolvimento da matéria prima do etanol, em propriedades de baixa fertilidade, diminuiu os conflitos de terras e propiciou o
aumento da produção de alimentos do país.
e) a priorização do uso do álcool, como combustível em substituição do petróleo, alterou o modelo de desenvolvimento do Brasil,
beneficiando os transportes coletivos.
Comentário: O Brasil domina a tecnologia da produção de álcool derivado da cana de açúcar, fabricando o etanol combustível.
Desta forma, outros países também se interessam em obter esse desenvolvimento energético produtivo, o que aumenta negociações
favoráveis no exterior. A resposta correta é a letra c.

12) TEMA: Rede de Transportes no Brasil.


As redes de transporte são espelhos dos modelos de organização da economia. No caso brasileiro, em função das imposições do
grande capital, as malhas de escoamentos sofreram constantes mudanças, inclusive marginalização de alguns setores, fato que
parece mudar, ainda que de forma tímida, a partir da década de 1990. Assim sendo, dentro desse raciocínio, analise as afirmativas
abaixo e assinale a opção correta.

a) A ferrovia Norte-Sul e a projetada Hidrovia Araguaia-Tocantins são empreendimentos complementares destinados a promover a
valorização agropecuária de uma vasta área de influência, que se estende pelo oeste baiano, por Goiás e Tocantins e pelo nordeste
de Mato Grosso.
b) A Hidrovia Tietê-Paraná-Paraguai, conhecida como hidrovia do Mercosul e inaugurada no início do século atual, é um marco dentro
do conceito das parcerias entre o capital público e privado.
c) A construção das chamadas estações intermodais se efetivou no início da década de 1970, ocasião na qual onde o papel estatal
foi fundamental para programar a integração dos diferentes modos de transporte.
d) Dentro do Programa de parceria público-privado (PPP), há a ideia de se construir, no rio Madeira, além de usinas hidrelétricas,
uma via de escoamento de grãos fato que irá criar um importante elo, via fluvial, entre a Amazônia Ocidental e o Sudeste do país.
e) A Usina Hidrelétrica de Balbina, no Rio Uatumã, situada a 200 quilômetros de Manaus, além de gerar a maior parte de energia
consumida na Zona Franca de Manaus, acabou por possibilitar, em função da construção de várias eclusas, grande parte do
escoamento de manufaturas regionais.
Comentário: A ideia da ferrovia Norte-Sul, caso fosse realmente efetivada, seria de grande valia para integração com as Regiões
Norte e Centro-Sul, além da navegabilidade da rede hidrográfica do Tocantins-Araguaia. Entretanto, como as obras não foram
totalmente efetivadas, o aproveitamento deixa a desejar nessas áreas de influência. A resposta correta é a letra a.

13) TEMA: A Dinâmica Industrial Brasileira na Nova Ordem Mundial.


Atualmente o Brasil, juntamente com Argentina, México, Índia, China e África do Sul, fazem parte de um grupo de países considerados
industrializados.

De acordo com a dinâmica industrial brasileira, pode-se afirmar que

a)o complexo siderúrgico deslocou-se para a região Sul, em virtude das reservas carboníferas regional e do aumento das exportações
para o Mercosul.
b) os novos investimentos impulsionaram a integração regional dos ramos eletrônicos e mecânico que estavam concentrados no
Nordeste do país.
c) a sua descentralização espacial teve, entre 1930 e 1945, o seu apogeu, em função do desenvolvimento dos meios de transportes
e de comunicações.
d) a deficiência de densidade dos objetos técnicos e informacional favoreceu a sua descentralização do Sudeste para as outras
regiões do país.
e) o crescimento nordestino deveu-se à política de incentivos dos governos estaduais, como forma de atrair empresas de setores
como calçados, têxteis e eletrônicos de outras regiões.
Comentário: Nos últimos anos, os governos estaduais nordestinos incentivaram uma política de isenção de impostos e doação de
terrenos para empresas interessadas em se instalarem na região. As facilidades fiscais atraíram várias empresas dos setores de
têxteis, calçados e produtos eletrônicos para o Nordeste, aumentado o PIB da região, favorecendo, também, as migrações de retorno.
A resposta correta é a letra e.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2008

01) TEMA: Produção Brasileira de Energia Hidrelétrica.


A maior parte do potencial energético instalada nas usinas do país provém de geradores hidráulicos. Paralelo a isso, encontramos
vários problemas que dificultam o seu maior aproveitamento. Com base nesta realidade, assinale a opção que contém a informação
correta sobre a produção nacional de energia hidrelétrica e um problema que vem contribuindo para dificultar tal aproveitamento.

a) a bacia Amazônica contribui com mais da metade da geração de energia instalada no território nacional, ainda que o seu custo de
transmissão seja muito elevado para os principais centros consumidores do país.
b) Apesar da bacia do São Francisco possuir o maior potencial hidrelétrico do Nordeste, sua capacidade geradora esgotou-se na
década de 1960, em virtude dos grandes projetos de irrigação regional.
c) A bacia do Araguaia-Tocantins, maior geradora de energia do Centro-Oeste, vem perdendo seu potencial em função do decréscimo
de sua vazão, reflexo dos desvios hídricos para as plantações de subsistência na região.
d) A bacia do Paraguai, maior geradora de energia do Centro-Sul, encontra-se limitada em função de embargos ambientais,
decorrentes de políticas de proteção do ecossistema regional.
e) A bacia do Paraná possui o maior potencial hidrelétrico instalado, no entanto, encontra dificuldades para sua expansão energético,
em função do elevado crescimento urbano do Centro-Sul e das exigências de leis ambientais.
Comentário: A bacia do Paraná apresenta a maior hidrelétrica do Brasil (Itaipu), desta forma, pode-se afirmar que o potencial
hidrelétrico instalado se verifica nessa bacia hidrográfica. Entretanto, para sua expansão existem restrições espaciais do grande
crescimento urbano e dos possíveis desequilíbrios ambientais que possam ser gerados da ocupação de áreas para reserva de água.
A resposta correta é a letra e.

02) TEMA: Conflitos nas Áreas Rurais do Brasil.


Leia o fragmento a seguir.

Essa cova em que estás com palmos medida, é a conta menor que tiraste em vida. É de bom tamanho, nem largo, nem fundo, é a
parte que te cabe deste latifúndio. Não é cova grande, é cova medida, é a terra que querias dividida.
(Extrato do auto dramático do poeta pernambucano João Cabral de Mello Neto, Morte e Vida Severina.)

O texto narra o enterro de um provável agricultor morto em um conflito pela posse de terra. Escrito na década de 1950, ainda hoje
se mantém atual. As ocorrências de tensões e conflitos pela posse da terra são travadas em todas as regiões do Brasil, segundo
dados de 2007, apresentados pela Pastoral da Terra. É correto afirmar que a região brasileira com maior incidência de tensões e
conflitos atualmente é a região.

a) Norte.
b) Nordeste.
c) Sul.
d) Sudeste.
e) Centro-Oeste.
Comentário: Em função da expansão da “Fronteira Agrícola” do Sul para o Centro-Oeste e Norte, além do surgimentos dos CAIs
(Complexos Agroindustriais), em meados dos anos 80, que determinou a deterioração do bioma do cerrado e a expansão da produção
da soja, que já atinge a Região Norte (em Rondônia), com fortes conflitos de terras entre índios, posseiros, mineradores, grileiros e
latifundiários. A resposta correta é a letra a.

03) TEMA: Estrutura Rural Brasileira.


Segundo o INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), os imóveis rurais brasileiros possuem classificações com
base em suas dimensões e tipo de uso. Assim sendo, assinale a opção que faz menção correta ao tipo de imóvel rural descrito.

a) MÓDULO RURAL – área insuficiente para garantir ao trabalhador do campo um máximo rendimento, de tal forma que não lhe
garanta a sobrevivência e progresso econômico e social.
b) LATIFÚNDIO POR DIMENSÃO – utilizado exclusivamente para fins especulativos, corresponde aos imóveis de grandes
extensões, cuja produção atende necessariamente o mercado interno.
c) EMPRESA RURAL – propriedade explorada racionalmente que domina junto às propriedades médias, as quais obedecem aos
padrões capitalistas de produção.
d) LATIFÚNDIO POR EXPLORAÇÃO – imóvel onde a exploração econômica ocorre de forma intensa e nacional, o qual utiliza
técnicas aprimoradas de cultivo, cuja produção se volta para o exterior.
e) MINIFÚNDIO – pequena extensão de terra, onde tanto a produção quanto a produtividade superior a média nacional, em virtude
dos fortes subsídios recebidos do poder público.
Comentário: Empresa rural é a unidade de produção em que são exercidas atividades que dizem respeito a culturas agrícolas,
criação de gado ou culturas florestais, explorada racionalmente, com a finalidade de obtenção de renda. Qualquer tipo de empresa
rural seja familiar ou patronal é integrada por um conjunto de recursos, tais como: Terra, Capital e Trabalho. De forma mais efetiva,
associada aos padrões capitalistas de produção. A resposta correta é a letra c.

04) TEMA: Clima no Brasil.


Analise o climograma abaixo, assinalando a opção que faz uma correlação correta entre o tipo climático e a região brasileira de
ocorrência.

a) Tropical – Norte.
b) Subtropical úmido – Sul.
c) Tropical semiárido – Nordeste.
d) Litorâneo úmido – Nordeste.
e) Tropical de altitude – Sudeste.
Comentário: O verão chuvoso (dezembro, janeiro, fevereiro e março) juntamente com inverno mais seco (junho, julho, agosto,
setembro) é característico de clima tropical. Como a temperatura pode chegar à mínima de 14 0C, a altitude pode determinar a menor
temperatura. Neste caso, o clima acima é Tropical de Altitude, na Região Sudeste do Brasil. A resposta correta é a letra e.

05) TEMA: Movimentos Populacionais no Brasil.


O Brasil, especialmente a partir da década de 1950, passou a apresentar uma forte mobilidade populacional interna, em função do
seu desenvolvimento econômico. Assina a opção correta sobre o movimento populacional.

a) TRANSUMÂNCIA – movimento sazonal, comum no Nordeste brasileiro, onde o trabalhador se desloca de sua região de origem
para outra, retornando após um período de trabalho.
b) ÊXODO RURAL – movimento diário, comum entre os trabalhadores rurais, que trabalham durante o dia nos centros urbanos e
retornam à noite para suas cidades de origem.
c) PENDULAR – movimento em que o trabalhador se desloca do campo em direção à cidade, fixando-se na mesma, em busca de
melhores condições sociais e econômicas.
d) MIGRAÇÃO DE RETORNO – movimento diário em que o trabalhador se desloca de uma localidade rural em direção aos grandes
centros urbanos, apenas com fins econômicos.
e) MIGRAÇÃO URBANO-RURAL – movimento periódico em que o trabalhador se desloca de grandes centros urbanos em direção
às pequenas cidades do interior em busca de melhores condições socioeconômicas.
Comentário: A transumância é determinada por estações (influência do clima), por isso denominada sazonal. É bastante comum
no Nordeste brasileiro. Caracteriza-se pela saída do trabalhador do Sertão para Zona da Mata (no período de seca), ocorrendo o
retorno no período de chuvas. A resposta correta é a letra a.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2009
01) TEMA: Fusos Horários no Brasil.
O território brasileiro, em função de sua grande extensão longitudinal, apresenta diferentes fusos horários. Com base nesta realidade,
assinale a opção correta.

a) O horário oficial do país é o de Brasília, atrasado duas horas em relação a Greenwich.


b) O Brasil possui quatro fusos horários, todos atrasados em relação a Greenwich, com exceção das ilhas oceânicas.
c) O segundo fuso brasileiro, que abrange a maior parte do país, encontra-se quatro horas atrasado em relação a Greenwich.
d) O Estado do Acre, porção mais ocidental do país, encontra-se seis horas atrasado em relação a Greenwich.
e) A Região Sudeste, por encontrar-se integralmente no segundo fuso nacional, possui três horas atrasadas em relação a Greenwich.
Comentário: A Região Sudeste pertence ao fuso de 450 em relação a Greenwich, o que representa três horas de diferença em
relação ao meridiano central (150 x 3 fusos). Entretanto, em relação ao quadro nacional, a Região Sudeste é o segundo fuso, após
Fernando de Noronha (10fuso). A resposta correta é a letra e.

02) TEMA: Principais Fluxos Migratórios Internos do Brasil.


À dinâmica interna da população brasileira acelerou-se após a Segunda Guerra Mundial, no entanto, entre as décadas de 1970 e
1980 houve uma grande mobilidade populacional nesse sentido. Assim sendo, com base no período envolvido, assinale a opção
correta em relação aos principais fluxos migratórios internos no país.

a) Em vista da concentração da propriedade da terra na Região Sul e no Estado de São Paulo, gaúchos, catarinenses, paranaenses
e paulistas migraram em direção às regiões Centro-Oeste e Norte.
b) Em função da desconcentração espacial industrial, verificada na Região Sudeste, os maiores fluxos de migrantes desta região
deslocaram-se em direção ao Agreste e ao Sertão nordestino.
c) Os fluxos de nordestinos, em direção à Região Norte, ocorreram somente na década de 1980, pois com o “Projeto de Integração
Nacional” houve a necessidade de grandes levas de trabalhadores para a região.
d) Os projetos oficiais de desenvolvimento para a Região Norte transformaram o Estado de São Paulo no grande fornecedor de
trabalhadores para a mesma, já que foi o único capaz de fornecer trabalhadores qualificados.
e) A decadência da Zona Franca de Manaus, em decorrência da competição com as manufaturas sulistas, fez da Região Norte a
grande dispersora de trabalhadores em direção à Região Sudeste.
Comentário: As “Frentes Pioneiras Agrícolas”, nos anos 70 a 80, favoreceram os fluxos de migrantes nacionais provenientes da
Região Sul e Sudeste, destacadamente gaúchos, catarinenses, paranaenses e paulistas, para as Regiões Centro-Oeste e Norte do
Brasil. A resposta correta é a letra a.

03) TEMA: O Complexo Regional Nordestino Brasileiro.


Em 1967, o geógrafo Pedro Pichas Geiger, com base em critérios diferentes adotados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatísticas), propôs uma divisão regional alternativa para o Brasil, dividindo-o em regiões geoeconômicas ou complexos regionais.
Essa divisão regional não leva em consideração os limites político-administrativos dos estados, mas sim, as formas de ocupação e a
apropriação do território, utilizando critérios como as características econômicas do espaço, resultando em três complexos regionais:
o Nordeste, o Centro-Sul e a Amazônia. Nesse sentido sobre a realidade geoeconômica nordestina, assinale a opção correta.

a) A Zona da Mata, tradicionalmente voltada para as atividades ligadas ao setor secundário, vem presenciando nas últimas décadas,
uma desconcentração espacial de suas industriais, especialmente para o Agreste e o Sertão.
b) O Sertão possui grande desenvolvimento junto às atividades agrícolas, favorecido pela disposição do relevo, clima e vegetação,
além de programas oficiais que priorizam as médias e, especialmente, as pequenas propriedades rurais.
c) O Agreste, sub-região caracterizada por uma policultura comercial voltada para os grandes centros regionais do Centro-Sul,
atualmente vem recebendo grandes levas de migrantes, especialmente em função da expansão dos projetos de fruticultura irrigada
voltados à exportação.
d) O Meio Norte, sub-região de transição entre o Sertão e a Amazônia, também conhecido como Mata dos Cocais, possui no
beneficiamento do babaçu e na pecuária, boa parte do seu suporte econômico.
e) O complexo regional nordestino, em função das suas multiplicidades econômicas, sociais e políticas, historicamente sempre foi
marcado por uma economia agroindustrial, voltada para o abastecimento dos grandes centros consumidores do Centro-Sul.
Comentário: O Meio Norte que inclui Maranhão e Piauí se destaca pelo aproveitamento da Mata de Cocais com babaçu e carnaúba
para extração de velas, ceras etc. De outro modo, o criatório de caprinos e ovinos no Piauí representa atividade de destaque na sub-
região. A resposta correta é a letra d.

04) TEMA: Massas de Ar que Atuam no Brasil.


Observe o mapa a seguir:
Fonte: Adaptado de Atlante geográfico metódico Novara, Instituto Geográfico de Agostine, 1997

As variações de tempo atmosférico, que podem ser muito bruscas num único dia ou em períodos longos, são causadas pelos
deslocamentos das massas de ar que existem na atmosfera. O Brasil é influenciado por várias massas de ar, representadas no
mapa acima, as quais possuem características singulares durante todo o ano. Nesse sentido, assinale a opção correta em relação
às massas de ar que atuam no Brasil.

Nesse sentido assinale a opção correta em relação às massas de ar que atuam no Brasil.

a) A massa representada pelo número 1 é a MEA (Massa Equatorial Atlântica), quente e úmida, sendo a grande responsável por
chuvas na Região Norte.
b) A massa representada pelo número 2 é a MPA (Massa Polar Atlântica), fria e úmida, provoca chuvas frontais na Região Sudeste,
especialmente no inverno.
c) A massa representada pelo número 3 é a MTA (Massa Tropical Atlântica), de origem fria e seca, restringe sua ação somente ao
Centro-Sul do país, pois sofre forte influência das massas tropicais.
d) A massa representada pelo número 4 é a MTC (Massa Tropical Continental), quente e úmida, provoca chuvas no sul e centro-
oeste brasileiro, especificamente durante o verão.
e) A massa representada pelo número 5 é a MEC (Massa Equatorial Continental), quente e úmida, provoca chuvas na Amazônia e
em boa parte do país durante vários meses do ano.
Comentário: A MEC (Massa Equatorial Continental) se apresenta quente e úmida, determinando as chuvas convectivas comuns na
região Amazônica, além de atuar no Centro-Oeste com chuvas no período de verão, chegando, inclusive, no interior da Região
Sudeste. A resposta correta é a letra e.

05) TEMA: Transformação do Brasil Rural para o Urbano Industrial.


A partir de 1930, o eixo econômico brasileiro começou a muda de forma mais efetiva, ou seja, o país deixou gradativamente de ser
uma economia agrária para se transformar em uma nação urbana industrial. Com relação a essa evolução, assinale a opção
INCORRETA.

a) Até 1930, em função da fragilidade estrutural e econômica do país, as poucas indústrias existentes se voltavam basicamente para
atender as necessidades da própria população.
b) Antes da Segunda Guerra Mundial, o papel estatal junto ao setor secundário era inexpressivo, ficando as indústrias transnacionais
responsáveis pela geração de infraestrutura no país.
c) Na década de 1960, houve uma forte participação do capital externo na economia nacional, especialmente nas atividades ligadas
às indústrias de bens de consumo duráveis.
d) Na década de 1990, a participação estatal, com suporte industrial, passa a sofrer limitações, facilitando a expansão do capital
privado em diversas atividades do setor secundário.
e) Durante a primeira metade do século XX, as indústrias nacionais foram beneficiadas pela ação protecionista estatal, além do fato
das indústrias de base terem ficado praticamente sob a tutela governamental.
Comentário: As indústrias eram incipientes até 1930, não existindo nem condições de atender de forma eficiente o mercado interno
brasileiro. A resposta exigida é a letra a.

06) TEMA: Estrutura Populacional Brasileira.


A pirâmide etária é o nome que se dá aos gráficos de distribuição da população por idade e sexo num determinado momento, sendo
importante também no auxílio analítico socioeconômico de uma sociedade. Observe a pirâmide etária brasileira abaixo.

Fonte: IBGE. Pesquisa em População. Disponível em www.ibge.gov.br

Com base nos dados apresentados, analise as afirmativas a seguir.


I – A base larga, resultado de uma taxa de natalidade ainda elevada, confere ao Brasil uma população com grande número de jovens.
II – O corpo muito estreito mostra uma sensível diminuição na concentração de riquezas do país, o que vem contribuindo no aumento
dos adultos.
III – O seu topo evidencia entre outros fatores, que ainda há no país uma taxa de mortalidade alta.
IV – O formato da pirâmide em questão é igual à de todos os países mais pobres do planeta, pois fazem parte do grupo de países
do Sul.

Assinale a opção correta.

a) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.


b) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas III e IV são verdadeiras.
d) Apenas as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
e) Apenas as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
Comentário: O corpo da pirâmide brasileira já é considerado convexo (mais largo), com maior número de população adulta em
relação ao número menor de jovens da base. Erro da afirmativa II.
O Brasil apresenta agora uma estrutura de pirâmide populacional em transição com base estreita (reduzindo o número de jovens),
um corpo convexo (predomínio de adultos), além de um ápice ou topo com crescente número de velhos. Portanto, o nosso país não
pode ser comparado aos países pobres do Hemisfério Sul, com base larga, corpo côncavo e ápice estreito. Erro da afirmativa IV.
A resposta correta é a letra a.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2010
01) TEMA: Comércio no Brasil.
A economia brasileira, entre os anos de 1950 e 1990, passou por transformações sensíveis, fato que condicionou uma mudança
gradativa em nosso comportamento comercial, ou seja, deixamos de ser um mero exportador de matérias-primas e passamos a
exportar também uma gama de manufaturados. Em função dessas transformações, as quais obedeceram e obedecem a imposições
políticas e econômicas internas e externas, assinale a opção correta.

a) Na segunda metade dos anos 1950, em função do país se fechar ao capital externo, exatamente para proteger as indústrias
nacionais, houve forte desenvolvimento das indústrias de bens de consumo duráveis, as quais tiveram grande apoio estatal.
b) Nos anos de 1960, o capital privado externo passou a ocupar espaços cada vez maiores no cenário industrial brasileiro,
especificamente junto às indústrias de base, deixando para os investidores nacionais o suporte tecnológico.
c) Nos anos 1970, com um fluxo comercial intenso, o país passou por um grande desenvolvimento econômico, uma vez que os
crescentes saldos positivos em nossa balança comercial possibilitaram fortes investimentos junto às indústrias ditas de altas
tecnologias.
d) Nos anos 1980, em função do crescimento do mercado de consumo no país, possibilitado pelo incentivo ao crédito dado pelo
governo, associado à competitividade das indústrias de bens de consumo duráveis, o parque industrial nacional tornou-se
extremamente competitivo.
e) Nos anos 1990 presenciou-se um incremento na competitividade do parque industrial nacional, reflexo dos grandes investimentos
externos em quase todos os segmentos produtivos, aliados aos incentivos fiscais e à concorrência estimulada pelo governo.
Comentário: Com a aceleração do processo industrial com mais competitividade no mercado mundial, o Brasil ampliou seu comércio
no quadro nacional e internacional. Outro fator importante de grande destaque foi o incentivo fiscal que o governo brasileiro estimulou
no quadro geral, o que intensificou o fluxo de investimentos internacionais no país. A resposta certa é a letra e.

02) TEMA: Massa de Ar que Atuam no Brasil.


O território brasileiro sofre a influência de cinco massas de ar, as quais contribuem decisivamente para que o país possua uma
oscilação térmica e pluviométrica muito singular durante o ano. Sobre as referidas massas de ar que atuam no Brasil, é correto
afirmar que,

a) a MEC (Massa Equatorial Continental), quente e seca, além de possuir o seu centro de origem no noroeste da Amazônia, provoca
grande estabilidade térmica no chamado Brasil Central durante o período primavera-verão.
b) a MPA (Massa Polar Atlântica), fria e muito úmida, além de se formar na Antártica, durante o período primavera-verão é a grande
responsável por provocar chuvas convectivas no litoral nordestino.
c) a MTA (Massa Tropical Atlântica), quente e úmida, que possui seu centro de formação próximo ao Trópico de Capricórnio, além
de atuar em extensas faixas do litoral brasileiro, na Região Sudeste contribui para a formação de chuvas orográficas durante o verão.
d) a MEA (Massa Equatorial Atlântica), quente e úmida, cujo centro de origem é o Atlântico Sul, contribui na formação dos alísios de
sudeste, os quais propiciam chuvas frontais nos litorais das Regiões Nordeste e Sudeste.
e) a MTC (Massa Tropical Continental), quente e superúmida, forma-se na região do pantanal mato grossense e influencia
decisivamente os elevados índices pluviométricos no centro sul do país.
Comentário: A MTA (Massa Tropical Atlântica) é predominantemente quente e úmida, gerada próximo ao Trópico de Capricórnio,
favorece a intensificação de chuvas no litoral Sudeste do Brasil, caracterizando as chuvas do tipo orogenéticas (por influência das
elevações na região). A resposta correta é a letra c.

03) TEMA: Domínio Morfoclimáticos no Brasil.


O geógrafo brasileiro Aziz Ab’Saber utilizou o conceito de domínio morfoclimático para identificar os domínios paisagísticos
brasileiros. Domínio morfoclimático refere-se ao um conjunto espacial de grandes dimensões caracterizado por uma interação
coerente entre as feições do relevo, os tipos de solo, as condições de clima e hidrologia e as formas de vegetação. Em função da
sua extensão territorial e de suas características físicas, o Brasil possui vários domínios morfoclimáticos. Nesse sentido, destacando-
se alguns, é correto afirmar que o domínio

a) de mata Atlântica, além de possuir uma grande variedade de vegetações latifoliadas, possui solos muito férteis e profundos,
resultado das fortes oscilações térmicas diurnas.
b) das Araucárias, ainda preservado na Região Sul, especialmente na chamada Campanha Gaúcha, encontra-se consorciada com
várias espécies, visto a abundância de solos ricos em húmus.
c) da mata dos Cocais, que separa o domínio amazônico do domínio da caatinga, possui nas palmeiras como a carnaúba e o babaçu
seus grandes representantes.
d) do Pantanal Mato grossense, extensa planície drenada pelo rio Paraná, possui uma grande heterogeneidade de vegetais,
mesclando características de todos os domínios naturais brasileiros.
e) dos manguezais apresenta uma pequena variedade de espécies vegetais, em virtude dos seus solos salinos e pobres em oxigênio,
fatores que acarretam pouca importância desses domínios para o ecossistema marinho e costeiro.
Comentário: A mata de Cocais é caracterizada como uma vegetação de transição entre a faixa do Sertão no Piauí e faixa mais
úmida no Maranhão, onde se destaca a exploração de palmáceas como o babaçu e a carnaúba, de onde se extrai óleo e cera para
comercialização. A resposta correta é a letra c.

04) TEMA: A Hidrografia na Amazônia Brasileira.


O Brasil possui uma grande potencial hidrográfico, destacando-se, nesse contexto, a porção setentrional do país. Em função das
condições naturais que o território nacional apresenta, a Região Norte contribui com uma parcela singular junto a esse potencial, o
qual pode ser utilizado de diversas formas. Sobre a bacia hidrográfica amazônica e suas potencialidades, assinale a opção correta.

a) É tipicamente planáltica e possui um grande poder hidroenergético, destacando-se neste contexto o Rio Amazonas, no entanto,
ainda é pouco explorada, visto as grandes distâncias dos grandes centros consumidores.
b) Por possuir afluentes tanto no hemisfério norte quanto no hemisfério sul, durante o ano o rio Amazonas apresenta grandes vazões,
visto as estações chuvosas se alternarem em ambos os hemisféricos, contribuindo assim para o seu grande potencial hídrico.
c) O Rio Amazonas, com regime tipicamente pluvio nival, durante o ano possui sua vazão comprometida, uma vez que afluentes de
margem direita perdem suas capacidades de vazões durante o verão no hemisfério sul.
d) A construção da Hidrelétrica de Balbina, no Rio Tocantins, em especial para atender o complexo mineral de Carajás, conjugou o
fato desse rio possuir grandes vazões durante o ano com a proximidade da capital paraense, a qual demanda grandes quantidades
energéticas.
e) As elevadas pluviosidades sobre esta região, decorrentes das evapotranspirações excessivas, dotaram o Rio Amazonas com o
maior potencial hidroenergético instalado do país, especialmente após a construção da hidrelétrica de Tucuruí.
Comentário: O fenômeno da transferência ou interferência possibilita, em hemisférios diferentes, períodos de cheias e vazantes,
comum na bacia Amazônica. Com isso, o Rio Amazonas apresenta um grande volume de água em períodos alternados. A resposta
correta é a letra b.

05) TEMA: Os Tipos de Solo no Brasil.


Uma rocha submetida à ação de água, às oscilações de temperatura e à atuação de seres vivos. Irá, com o tempo, desintegrar-se e
decompor-se. Os minerais que a compõem irão se fragmentar e se separa em pedaços cada vez menores, até dar origem ao solo.
No caso brasileiro, em função da sua localização geográfica e de suas características físicas, encontramos uma gama de solos, cada
um com suas especificidades. Nesse sentido, analise as afirmativas abaixo, referentes aos diversos tipos de solos existentes no
Brasil.

I – O solo de várzea, argiloso e tipicamente das áreas meridionais do país, possui grande riqueza de materiais orgânicos, os quais
são utilizados pelas populações ribeirinhas para cultivos de gêneros agrícolas de subsistência.
II – O solo de massapê, arenoso e encontrado em todo o litoral brasileiro, concentra grandes quantidades de nitrogênio e potássio, o
que acabou favorecendo o desenvolvimento de cultivos agrícolas destinados majoritariamente para exportações.
III – O solo de terra roxa, argiloso e comum no norte do Paraná e oeste de São Paulo, em função da decomposição de rochas
magmáticas, resultaram em nutrientes importantes, favorecendo a sua utilização no plantio de culturas como o café.
IV – O solo conhecido como salmorão, arenoso e com grande gradiente de fertilidade, especialmente por sua decomposição química
e riqueza de materiais orgânicos contribui para que a região Nordeste se tornasse grande produtora e exportadora de cana de açúcar.

Assinale a opção correta:

a) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.


b) Apenas as afirmativas I e IV são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.
d) Apenas a afirmativa III é verdadeira.
e) As afirmativas I, II, III e IV são verdadeiras.
Comentário: Os solos de várzea são mais comuns no Norte e Nordeste do Brasil, e não na faixa meridional (SUL) do país. Erro da
afirmativa I.
O solo de massapê de origem calcária é muito comum na chamada Zona da Mata Nordestina, e não em todo o litoral brasileiro. Erro
da afirmativa II.
O solo de Salmorão, comum no centro-sul do Brasil, tem origem granítica, com pouco fertilidade para o desenvolvimento de uma
ampla agricultura. Erro da afirmativa IV.
A resposta correta é a letra d.

06) TEMA: O Processo de Urbanização no Brasil.


Observe a charge abaixo:

A charge expressa um drama histórico na formação do espaço urbano no Brasil: o processo de ocupação irregular, provocado pela
distribuição desigual da riqueza e pela não priorização da melhoria nas condições de habitação das populações mais pobres.
Com base na análise da charge, é correto afirmar:

a) as políticas públicas, voltadas para melhoria na ocupação do espaço urbano, não encontram obstáculo no contigenciamento de
verbas destinadas para este fim, pois com as ações afirmativas, tomadas por todas as estâncias governamentais, elas têm total
prioridade.
b) os recentes deslizamentos de terras, em todo o estado do Rio de Janeiro, soterrando centenas de pessoas e descobrindo uma
realidade mórbida de desinteresse pela vida dos mais desvalidos, são lembrados nas políticas públicas apenas em períodos pré-
eleitorais e em políticas antinatalistas, como as reformistas.
c) o confronto entre as classes mais abastadas das zonas urbanas com aqueles menos favorecidas se faz presente na apropriação
dos espaços de moradia, onde os mais ricos, além de se apoderarem dos melhores lugares, apoiam políticas de controle de
natalidade implementada no país.
d) a charge sintetiza algo incomum nas cidades brasileiras, ou seja, o deficit habitacional, que é a diferença entre as moradias de
pessoas de baixa renda e aquelas que estão situadas em áreas nobres, as quais não possuem legalização por parte dos
departamentos municipais de ocupação fundiária.
e) a ocupação desordenada dos espaços urbanos é oriunda de políticas de combate à pobreza pouco eficazes. Nunca no Brasil se
privilegiou o ordenamento urbano, apesar de se manifestar no espaço das grandes cidades uma integração bastante significativas,
nas relações de produção e distribuição da renda.
Comentário: O que se observa na charge é a presença de uma favela ocupada pela população menos abastada, em áreas de menor
infraestrutura para essa população local. Em contrapartida, é comum os representantes das classes mais ricas se mostrarem
favoráveis ao controle de natalidade, para resolução dos problemas de pobreza em seus países. Daí a colocação da pílula como
forma de diminuir essa influência (típica posição neomalthusiana). A resposta correta é a letra c.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2011
01) TEMA: Migrações Internas no Brasil.
O Brasil não é um país com fortes tradições no tocante as migrações internacionais. No entanto, no que diz respeito às migrações
internas, especialmente a partir da década de 1940, esse quadro mudou, principalmente com a migração dos nordestinos para
diversas regiões brasileiras. Em relação às migrações internas, analise as afirmativas abaixo.

I – Após a década de 1950, verificaram-se no Brasil grandes fluxos de migrantes nordestinos em direção à Região Sudeste, com
grande destaque par ao Estado de São Paulo.
II – Após a década de 1960, ocorreram vários fluxos migratórios nordestinos para a Amazônia, em direção às novas áreas agrícolas
e aos garimpos.
III – Entre as décadas de 1960e 1970, principalmente em razão da construção de Brasília, vários fluxos migratórios do Sudeste e
Nordeste ocorreram em direção ao Centro-Oeste.
IV – A partir da década de 1970, ocorreram fluxos migratórios dos estados do Sul, além de São Paulo e Minas Gerais, para o Centro-
Oeste e o Norte.

Assinale a opção correta.

a) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.


b) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas III e IV são verdadeiras.
d) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
e) Apenas as afirmativas I, II, III e IV são verdadeiras.
Comentário: Na década de 1950, o intenso fluxo de migrantes nordestinos para o Sudeste, principalmente para o estado de São
Paulo, deve-se à concentração industrial. Entre 1960 e 1970 o Centro-Oeste receberia um grande fluxo migratório das regiões sul,
sudeste e nordeste, em função da demanda por mão-obra para a construção de Brasília, dos projetos minerais, agropecuários,
rodoviários e de colonização.
Para a efetiva integração da Amazônia ao território nacional, a partir da década de 1960 o governo militar implantaria uma série de
projetos agropecuários na região, através da política de incentivos fiscais, atraindo significativo contingente populacional.
A resposta correta é a letra e.

02) TEMA: Atividades Econômicas do Centro-Sul do Brasil.


O Centro-Sul é o espaço mais dinâmico do território brasileiro. Nessa região estão instalados os maiores e mais desenvolvidos
setores de comércio e serviços. O Centro-Sul lidera a produção nacional em todos os setores de atividade econômica. Em relação
às atividades econômicas exercidas nesta região, é INCORRETO afirmar que:

a) a região também é marcada por fortes contrastes espaciais. O dinamismo econômico da região contrasta com a pobreza e a
miséria nas áreas urbanas e rurais, com índices elevados de violência nas metrópoles e grandes cidades, com grande quantidade
de subempregados.
b) a partir da década de 1970 ocorreu um profundo processo de modernização da agricultura brasileira e, consequentemente, uma
série de transformações econômicas ambientais e sociais no meio rural, as quais se manifestaram mais intensamente no Centro-Sul.
c) a introdução do uso intensivo de fertilizantes, adubos químicos e agrotóxicos de máquinas (tratores, colheitadeiras, semeadeiras)
e de outros equipamentos fizeram a produtividade do campo crescer. Essas tecnologias elevaram as exportações brasileiras de
vários produtos, como a soja, a laranja, o fumo, o açúcar e o álcool.
d) a laranja é cultivada mais intensamente no estado de São Paulo, nas regiões de Ribeirão Preto, Campinas, Limeira, Araraquara e
Bebedouro, onde existem grandes grupos empresariais produtores de suco que exportam sua produção principalmente para os
Estados Unidos e Europa.
e) a expansão da agricultura de cana de açúcar no Centro-Sul ganha destaque na década de 1970. Apesar de São Paulo liderar a
produção nacional dessa lavoura, nos últimos anos vem perdendo terreno neste setor, uma vez que os estados do Mato Grosso e
da Bahia estão produzindo etanol extraído do milho, o qual além de possuir a mesma produtividade da cana de açúcar, é menos
oneroso.
Comentário: A partir de 1970 verifica-se a expansão da lavoura de cana de açúcar no Centro-Sul, com destaque para São Paulo,
com claro objetivo de produção de etanol, em razão da elevada produtividade, bastante superior a do milho. A resposta exigida é a
letra e.

03) TEMA: A Região Norte do Brasil.


A Região Norte é considerada por diversos estudiosos como a última grande fronteira brasileira a ser ocupada. Essa região tornou-
se a fronteira econômica do país, pois a demanda por novas áreas para o desenvolvimento agropecuário e industrial levou o governo
federal a incentivar sua ocupação. Sobre o incentivo em questão, é correto afirmar que:

a) a criação da SUDAM (Superintendência para o Desenvolvimento da Amazônia) contribuiu para a ocupação dessa região, onde a
criação da Zona Franca de Manaus ocupou papel de grande importância, especialmente no desenvolvimento do setor secundário.
b) o crescimento das malhas ferroviárias, especialmente na Amazônia Ocidental, favoreceu a ocupação dessa área, especialmente
em função da ocupação de suas margens através das chamadas agrovilas, as quais passaram a gerar uma policultura de
subsistência.
c) a abertura de áreas para a exploração mineral de grande porte, especialmente na Amazônia Ocidental, onde se localiza a
hidrelétrica de Tucuruí, promoveu grandes fluxos migratórios para essa região, destacando-se os polos siderúrgicos ligados ao ferro
e ao alumínio.
d) a implantação de projetos agropecuários, destacando-se o grande Projeto Carajás, acabou favorecendo os grandes proprietários,
uma vez que o BASA (Banco da Amazônia Sociedade Anônima) priorizou uma ocupação mais seletiva, exatamente para se evitar
impactos ambientais regionais.
e) os grandes polos minerais e siderúrgicos instalaram-se, sobretudo, ao longo das rodovias Belém-Brasília e Cuiabá-Porto Velho,
promovendo nessas áreas um intenso desmatamento e afluxo populacional, além de uma irregular ocupação urbana.
Comentário: A criação da Sudam e da Suframa, com um amplo programa de incentivos fiscais, reflete o estabelecimento de uma
política de planejamento regional que contribuiu para a ocupação da região norte. Entre os desdobramentos econômicos, pode-se
indicar o impulso à expansão do setor secundário (com expansão da Zona Franca de Manaus). A resposta correta é a letra a.

04) TEMA: A Região Nordeste do Brasil.


Além de uma variedade de aspectos físicos, a Região Nordeste apresenta também grandes diferenças socioeconômicas que
acabaram por subdividi-la em várias sub-regiões. Em relação a essas sub-regiões, é correto afirmar que:

a) na chamada Zona da Mata, porção mais oriental, dominada pelo clima tropical úmido e por grandes áreas de cobertura vegetal
nativa, destaca-se as atividades de policultura de subsistência.
b) o Agreste possui como características marcantes baixos índices pluviométricos, domínio da vegetação de caatinga e o predomínio
de uma pecuária caprina intensiva.
c) na maior parte da área conhecida como Sertão, com chuvas ocorrendo geralmente entre os meses de dezembro a abril, a escassez
e a distribuição irregular da pluviosidade são marcas singulares.
d) o chamado Meio Norte, composto pelos estados do Maranhão e Piauí, além de dominado pelo clima equatorial, destaca-se por
uma pecuária intensiva por plantations de carnaúba e babaçu.
e) O Cerrado, dominante na porção meridional dessa região, possui uma pluviosidade concentrada no inverno, a qual favorece o
desenvolvimento da pecuária extensiva e das lavouras de soja.
Comentário: Entre as sub-regiões nordestinas, pode-se apontar o sertão, de clima tropical semiárido, com chuvas escassas e
irregulares, em razão da atuação particular das massas de ar, incluindo a dispersão de ventos, e, em menor proporção, a presença
do planalto da Borborema. A resposta correta é a letra c.

05) TEMA: Estrutura de População no Brasil.


IBGE traça perfil do idoso brasileiro

Uma pesquisa divulgada (...) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) esmiúça o perfil da população da terceira
idade e revela sua participação na sociedade brasileira. (Luciana Nunes Leal. Obtido em www.estadao.com.br. Acessado em: 23-09-
2008)

A chamada população da terceira idade vem ocupando um papel cada vez mais destacado junto ao contingente populacional
brasileiro. Em relação à realidade que envolve essa camada da população, assinale a opção INCORRETA.

a) O Brasil segue uma tendência mundial do aumento da longevidade com a queda das taxas de natalidades.
b) Com a nova face da população brasileira, um dos grandes desafios para o poder público será adaptar as cidades para proporcionar
aos mais velhos melhores condições de vida.
c) O percentual de idosos vem aumentando gradativamente, consequência direta do elevado incremento da proporção de jovens, o
que acaba gerando uma reposição crescente de indivíduos na terceira idade.
d) Enquanto a proporção de adultos e idosos está aumentando, a de jovens está declinando, pois vem ocorrendo uma nítida queda
na taxa de fecundidade e um aumento da expectativa de vida do brasileiro.
e) O crescente número de idosos no país vem provocando uma reorganização da chamada Previdência Social, pois o número de
aposentadorias vem crescendo muito.
Comentário: Pode-se mencionar que o Brasil realiza sua transição demográfica, com a redução das taxas de natalidade e
mortalidade, com a ampliação da expectativa de vida. A resposta exigida é a letra c.

06) TEMA: A Região Nordeste do Brasil.


A formação socioespacial do Nordeste e seus contrastes históricos mostram que apesar das melhorias em alguns setores da
economia nos dias atuais, principalmente no ramo industrial, ainda persistem no Nordeste, questões socioeconômicas históricas,
como pode ser analisado na figura a seguir.

Em relação à formação socioespacial do Nordeste, é correto afirmar que:

a) a cultura da cana de açúcar tinha por base o latifúndio (grande propriedade) e a escravidão. A princípio utilizou-se o indígena
como mão de obra e, posteriormente, o imigrante trazido das zonas setentrionais da África, principalmente os povos mediterrâneos.
b) a sociedade nordestina era formada pelos senhores de engenho e suas famílias, pelos escravos, índios ou negros, que
correspondiam à maior parcela da população, e por alguns assalariados.
c) apesar de dominar a vida econômica e social, os senhores de engenho detinham pouco poder político, ou seja, não estavam no
centro das decisões políticas, decisões estas que eram centralizadas na metrópole portuguesa.
d) os reflexos dessa organização socioeconômica, favorável apenas aos interesses de uma pequena parte de seus componentes,
quase não são sentidos na sociedade nordestina nos dias atuais, pois as políticas públicas são bastante efetivas no sentido de
minimizar a concentração de poder.
e) paralelamente ao cultivo de cana de açúcar, foram introduzidas na colônia as primeiras cabeças de gado, que serviam tanto para
a alimentação quanto para movimentar os engenhos, mas não para o transporte, pois os animais eram lentos e indóceis para tal
função.
Comentário: Sobre a formação socioespacial do Nordeste, deve-se indicar que a sociedade nordestina era formada pelos senhores
de engenho e suas famílias, pelos escravos índios ou negros, maior parcela da população, e alguns assalariados. A resposta correta
é a letra b.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2012
01) TEMA: Conflitos fundiários no Brasil.
Analise a manchete a seguir.
“Governo desapropria 12 mil hectares para a Reforma Agrária”. (Diário de Cuiabá, 31 de outubro de 2007).

O governo brasileiro ainda não resolveu inúmeros problemas na área rural, tornando o Brasil um dos países mais violentos no que
diz respeito aos conflitos fundiários. Em relação aos problemas fundiários brasileiro, assinale a opção INCORRETA.

a) Os conflitos fundiários envolvem trabalhadores rurais que, para pagar dívidas, tiveram que vender suas pequenas propriedades
aos bancos ou aos grandes fazendeiros e, hoje, buscam novamente um pequeno pedaço de terra para plantar.
b) O chamado MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), cuja organização recebe apoio de partidos políticos, de
entidades religiosas e de outras parcelas da sociedade, atua em diversos estados brasileiros, o que, geralmente, gera conflitos com
os latifundiários.
c) A implantação de uma reforma agrária abrangente tem a finalidade de reorganizar a estrutura fundiária do país, diminuindo a
concentração de terras improdutivas, que, nas mãos de poucos proprietários, são utilizadas como um bem especulativo, a espera de
valorização.
d) A carência de recursos financeiros, provenientes dos grandes capitalistas privados, os maiores interessados na reforma agrária,
emperra a desapropriação das terras improdutivas, impedindo a promoção dos assentamentos rurais, os quais acabariam com as
tensões no campo.
e) Apesar de o campo brasileiro passar por um processo de modernização, parte das propriedades rurais do país ainda adota técnicas
agropecuárias bastantes rudimentares, fato que contribui para agravar o número de desempregados rurais e os conflitos no campo.
Comentário: A questão envolve as dificuldades que o governo encontra para fazer uma reforma agrária. Existe no país uma grande
concentração de terras que apesar de ser intensamente discutida e de terem sido criados órgãos governamentais que deveriam
implementá–la, o último foi o instituto nacional de colonização e reforma agrária (INCA) e os movimentos ruralistas como o MST
(movimento dos trabalhadores rurais sem terra), que foi fundado no final da década de 1970, durante conflitos pela posse de terras
ocorrida no interior do Rio Grande do Sul, que com o passar dos anos foram recebendo apoio da igreja e de partidos políticos como
o PT. A resposta exigida é a letra d.

02) TEMA: Transposição do Rio São Francisco.


Um dos grandes projetos de irrigação do Sertão Nordestino prevê a transposição das águas do rio São Francisco. Isso que dizer
que parte das águas deste rio seria usada par abastecer rios intermitentes das bacias hidrográficas nordestinas, o que vem gerando
muita polêmica.

Em relação à realidade natural e socioeconômica que envolve a transposição do rio São Francisco, assinale a opção correta.

a) Aqueles que são contrários ao projeto afirmam que os principais beneficiados serão as empresas e os donos das grandes
propriedades que produzem para a exportação, e não a população mais pobre do Sertão.
b) A chamada revitalização do rio São Francisco é condição primeira defendida pelos latifundiários e pelo governo federal, pois a
agricultura de subsistência deverá ser a grande beneficiada exatamente para se evitar o êxodo rural.
c) A quantidade de água, que será utilizada no processo de transposição do rio São Francisco, garantirá tanto a geração de energia
quanto a irrigação dos minifúndios, especificamente do chamado Meio-Norte, onde se encontram os mais pobres da região.
d) A vazão do rio São Francisco não será comprometida, uma vez que as políticas ambientais oficiais do governo federal e dos
governos estaduais estão reconstituindo as chamadas matas ciliares, as quais são as responsáveis pelo seu abastecimento hídrico
deste rio.
e) A vertente mais ocidental da Região Nordeste conhecida como Zona da Mata, é a que mais se beneficiará com a transposição do
rio São Francisco, pois ganhará um novo impulso em sua agropecuária, atividade que compõe o eixo da economia desta sub-região.
Comentário: A questão pede: “Em relação à realidade natural e socioeconômica que envolve a transposição do Rio São Francisco”,
assinale a opção correta: A opção escolhida fala apenas das questões socioeconômicas,” aqueles que forem contrários ao projeto
afirma que os principais beneficiados serão apenas as empresas e os donos das grandes propriedades que produzem para a
exportação, e não a população mais pobre do sertão.”. Portanto, neste caso, a resposta correta é a letra a.

03) TEMA: A Industrialização da Região Sudeste.


No Brasil a Região Sudeste, em função dos fatores de natureza política, social e econômica, foi pioneira no processo de
industrialização, fato que se materializou a partir da década de 1940.

Levando em consideração a realidade que envolve o processo de desenvolvimento do setor secundário nacional, assinale a opção
correta.

a) Especialmente em relação às indústrias de base, a concentração industrial, presente nas principais capitais da Região Sudeste,
está, gradativamente, sendo reforçada, em tais capitais.
b) O ABCD paulista, designação dada aos municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema,
atualmente concentra a maior parte dos aparatos industriais, fruto da chamada “guerra fiscal”.
c) No estado de São Paulo, duas cidades se destacam em termos de atração e aglutinação industrial: a capital do estado e a Baixada
Santista, as quais, com ótima articulação viária entre si, concentram atualmente os maiores investimentos do setor no Centro-Sul.
d) A porção norte do estado de Minas Gerais, especialmente no Vale do Jequitinhonha, apresenta índices de crescimento industriais
acima da média nacional, condicionados por uma política econômica que visa a desconcentração industrial do país.
e) Apesar de nos últimos anos se verificar um processo de desconcentração industrial possibilita que as empresas dessa região
controlem a produção à distância.
Comentário: Essa questão especificamente cita o processo de desenvolvimento do setor secundário no Brasil e da descentralização
industrial na região Sudeste. O assunto abordado nessa questão foi o avanço nos meios de comunicação que permitem controle do
capital por meio de informações e dados estatísticos de outras regiões e até mesmo de outros países. A resposta correta é a letra e.

04) TEMA: A Degradação do Bioma do Cerrado no Centro-Oeste do Brasil.


Especialmente a partir da década de 1960, os esforços de expansão da ocupação do Centro-Oeste brasileiro trouxeram muitas
alterações ao ambiente do Cerrado, provocando destruição em larga escala, sendo este bioma atualmente um dos mais degradados
do país.

Em relação às particularidades naturais, sociais e econômicas que envolvem a ocupação e a degradação do bioma do Cerrado,
assinale a opção correta.

a) Como o solo do cerrado possuía uma grande fertilidade natural, ele atraiu muitos migrantes, especialmente para desenvolverem
atividades ligadas à agropecuária, destacando-se, neste contexto, o estado de Mato Grosso.
b) O predomínio de uma vegetação herbácea favoreceu o desenvolvimento de carvoarias e indústrias moveleiras na região, que
atraíram muitos trabalhadores, especialmente a partir da década de 1980.
c) A prática da queimada induzida, associada ao crescimento da agropecuária comercial, contribuiu para degradas este bioma, uma
vez que a vegetação nativa, adaptada ao ambiente, ao se substituída acaba rompendo o equilíbrio natural.
d) A área do Pantanal, com predomínio de uma vegetação homogênea, adaptada a um ambiente úmido com elevadas pluviosidades
o ano todo, vem perdendo áreas para a produção de arroz e para a pecuária, especialmente com fins comerciais.
e) O Cerrado é considerado um grande celeiro agrícola, reflexo de suas particularidades naturais, destacando-se a abundância de
nutrientes em seu solo e a levada concentração de alumínio, consequência das cheias sazonais do rio Paraná.
Comentário: O impacto ambiental no cerrado devido à expansão das fronteiras agrícolas e do gado, o cerrado é uma das vegetações
mais devastadas das ultimas décadas. O estado do Mato Grosso apresenta um dos maiores grupos de soja do país (Maggi) que
chega a ter um corredor de exportação que liga o centro Oeste até a região Norte. A resposta correta é a letra c.

05) TEMA: A Região Sul do Brasil e o Processo de Ocupação.


Na Região Sul, o processo de colonização foi bem diferente do que ocorreu nas Regiões Nordeste e Sudeste. No início, a Região
Sul ficou quase abandonada, havendo algumas missões jesuítas e praticando-se na região dos Pampas, a criação extensiva de gado.
Até em Laguna, cidade onde passava a linha de Tordesilhas, foi construído um forte somente em 1688.

Levando em consideração a dinâmica que envolve o processo de ocupação da Região Sul brasileira, assinale a opção correta.

a) já no século XVI, em função dessa região oferecer minérios como ouro e prata, além de ótimas condições climáticas para cultivos
cobiçados na Europa, o seu interior foi amplamente explorado e colonizado, especialmente por alemães e italianos.
b) No século XVIII, a Coroa portuguesa decidiu evitar que os espanhóis estendessem seus domínios pela Região Sul. Parte desta
região pertencia aos espanhóis até 1750, quanto foi revogado o Tratado de Tordesilhas.
c) No litoral, houve predomínio de imigrantes italianos, os quais fundaram a cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis,
desenvolvendo atividades vinícolas e de processamento de pescado.
d) No Vale do Rio Tubarão, localizado no norte do Paraná, e na Serra Gaúcha, concentrando-se os alemães a partir da segunda
metade do século XIX, os quais fundaram cidades como Blumenau e Brusque.
e) No Vale do Rio Itajaí, localizado no norte do Rio Grande do Sul, instalaram-se os colonos poloneses, responsáveis pela fundação
da cidade de Criciúma, onde desenvolveram importantes atividades ligadas à mineração.
Comentário: Essa questão utiliza a interdisciplinaridade entre geografia e história, relacionando a divisão territorial e a ocupação dos
imigrantes no território brasileiro. O conhecimento sobre a ocupação dos imigrantes (italianos, alemães e poloneses) foi iniciada em
grande quantidade a partir da abolição da escravidão e o período da Segunda Guerra Mundial. Como os únicos imigrantes que
estavam em território Brasileiro no século XVIII, eram os portugueses e espanhóis a questão torna-se coerente sobre o que ocorreu
na região sul do Brasil. A resposta correta é a letra b.

06) TEMA: A Região Norte do Brasil.


A Amazônia apresenta-se, atualmente, como a mais vasta região de fronteira econômica do país. Para esta região, deslocam-se as
frentes mais recentes de ocupação e povoamento do território, especialmente a partir da década de 1960. Para a Amazônia, avançam
também atividades econômicas dinâmicas, vindas do Centro-Sul.

A participação governamental, junto ao processo de povoamento da Amazônia, tem sido fundamental na implementação de grandes
projetos voltados par ao desenvolvimento desta região. Entre essas destaca-se a

a) abertura de grandes eixos viários, como as rodovias Belém-Brasília, Cuiabá-Santarém e Cuiabá-Porto Velho, formando extensas
vias de penetração pelo interior da floresta.
b) implantação de grandes projetos de exploração mineral, como o projeto Grande Carajás e Trombetas, no Pará; o da Serra do
Navio, no Acre; e o de exploração de cassiterita, em Manaus.
c) construção de grandes usinas hidrelétricas, como Tucuruí, no Rio Araguaia, a qual desempenha papel fundamental junto aos
projetos minerais e agropecuários da chamada Amazônia Ocidental.
d) Criação da Zona Franca de Manaus com o objetivo de estimular o desenvolvimento da agropecuária regional, uma vez que as
isenções fiscais incrementaram esta atividade de agropecuária na capital amazonense.
e) implantação de assentamentos rurais, sobretudo ao longo dos igarapés, uma vez que os ciclos de cheias e vazantes dos rios
garantem a produção de diversos gêneros de subsistência, os quais são vendidos nos centros urbanos.
Comentário: A integração do Brasil iniciada com JK na década de 1950, com a construção da BR 153, teve continuidade no governo
militar com a criação do plano rodoviário nacional (década de 1960), que permitiu a criação de rodovias, corredores de exportação e
transporte intermodal. O governo militar desenvolveu um projeto com o título de “Governar é abrir estradas”. Como o objetivo era
diminuir o deslocamento de migrantes para a região Sudeste a construção de rodovias para a região norte foi à solução encontrada.
A resposta correta é a letra a.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2013
01) TEMA: A Questão Ambiental no Brasil.
"Em todas as partes do mundo, a propaganda nos incentiva a adquirir novos produtos, a substituir os mais antigos pelos mais novos.
Os objetos que têm uma durabilidade menor são substituídos rapidamente por outros. Alguns produtos são fabricados para serem
utilizados uma única vez (copos descartáveis, fraldas, guardanapos e lenços de papel), o que acaba gerando muitas toneladas de
lixo." Novo passaporte para Geografia/Cláudia Magalhães ... [et aI.]. 2. Ed. São Paulo: Editora do Brasil, 2009, pg.32

Há muita discussão sobre quando envolve a chamada sustentável. Nesse sentido, a questão ambiental, principalmente ação
antrópica e o desenvolvimento analise as afirmativas a seguir.

I - A maior parte do lixo no Brasil é depositada em lixões a céu aberto, trazendo sérios riscos à saúde humana. Por serem focos de
doenças, os mesmos representam um dos mais graves problemas ambientais.
II - dentre outros fatores, a reciclagem poupa energia e até água, como o observado no caso das latinhas de alumínio, o que contribui
na redução de subprodutos que causam contaminação ao meio ambiente.
III - A preciclagem é muito importante nessa questão, pois significa que o consumidor deve pensar antes de comprar, ou seja, levar
em consideração o resíduo que será gerado, evitando produtos que produzam muitos resíduos.
IV - Os aterros sanitários são bons exemplos de sustentabilidade ambiental, uma vez que os resíduos resultantes de sua
decomposição, conhecidos como chorume, favorecem a vida microbiana do subsolo e ajudam a purificar o lençol freático.

Assinale a opção correta.

a) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.


b) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
d) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
e) As afirmativas I, II, III e IV são verdadeiras.
Comentário: Das afirmativas apresentadas, a única incorreta é a IV, visto que, ao contrário do que a afirmativa diz, o chorume é uma
substância líquida resultante do processo de decomposição do lixo orgânico e altamente contaminante, podendo causar séria
degradação em solos, lençóis freáticos e rios. A resposta correta é a letra c.

02) TEMA: Fatores Climáticos Atuantes no Brasil.


Ao analisar as temperaturas médias e o índice de chuvas de diferentes localidades da Terra, percebe-se que em algumas regiões
predominam altas temperaturas, determinando climas quentes, enquanto em outras, ao contrário, predominam temperaturas mais
baixas, determinando climas mais frios. Os chamados fatores climáticos exercem papel fundamental nesse processo.

Com relação aos fatores climáticos, atuantes no Brasil, assinale a opção correta.

a) Na Amazônia, onde predominam as baixas latitudes, a incidência dos raios solares é direta, o que torna as temperaturas elevadas
e as estações do ano muito distintas.
b) Com predomínio de elevadas altitudes, as quais induzem uma maior capacidade de retenção de calor da atmosfera, a Região Sul
apresenta as maiores temperaturas média do país.
c) Em função da maritimidade, o litoral brasileiro apresenta as maiores amplitudes térmicas diárias quando comparado ao interior do
território nacional.
d) As massas de ar que atuam no Brasil são predominantemente continentais, podendo citar a massa Equatorial continental, quente
e seca, a qual contribui para focos de queimadas na Amazônia.
e) Sob a ação de duas correntes marítimas: a corrente do Brasil e a corrente das Guianas, o litoral do país é influenciado por
temperaturas elevadas.
Comentário: As correntes marítimas quentes do Brasil e da Guianas são importantes fatores que favorecem a maior elevação de
temperaturas em faixas próximas ao litoral. A resposta correta é a letra e.

03) TEMA: Ocupação da Amazônia Brasileira.


Na década de 1950, o governo brasileiro começou a tomar algumas medidas para integrar a Amazônia ao restante do pais e, assim,
impedir sua internacionalização, isto é, a exploração econômica estrangeira. Inúmeras foram as dificuldades para tal empreitada, no
entanto, as ações públicas foram imprescindíveis nesse sentido.

Sobre as ações públicas, que contribuíram na ocupação da Amazônia, assinale a opção correta.

a) As rodovias Belém-Brasília (BR 153) e Cuiabá-Porto Velho (BR 364) destacam-se entre as estradas construídas na região, ao
longo das quais foram surgindo vilarejos e novas cidades.
b) Com o lema "levar os homens sem terras do sudeste para as terras sem homens do norte", os governos da década de 1950
estimularam, através de incentivos fiscais, a migração.
c) Na década de 1940, o governo federal já havia criado a Superintendência para o Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM), órgão
responsável pelas primeiras ocupações regional.
d) Em função do forte nacionalismo da época, todos os projetos e obras realizadas na região contaram exclusivamente com os
capitais estatais e privados nacionais, excluindo os capitais transnacionais.
e) Os projetos de subsistência, voltados às lavouras de soja e a criação de gado, foram aqueles que mais atraíram investidores para
a região, uma vez que o governo incentivou o desmatamento e criou incentivos fiscais.
Comentário: A ocupação dispersa e linear do Centro-Oeste e Norte do Brasil prosseguiu nos anos 50 em diante, em função da
abertura das rodovias de integração, onde os vilarejos e cidades criadas acompanhavam o alinhamento das rodovias. As rodovias
implantadas na Amazônia, como a Belém-Brasília e a Cuiabá-Porto Velho, serviram como eixos de circulação, mas também de
povoamento, o que permitiu o surgimento de núcleos rurais e urbanos ao longo delas. A afirmativa correta é a letra a.
04) TEMA: Processo de Industrialização na Região Sudeste do Brasil.
O processo de industrialização que se desenvolveu no Sudeste provocou várias transformações no espaço geográfico dessa região.

O avanço da atividade industrial desencadeou grandes mudanças, tanto no espaço rural como no espaço urbano, principalmente nas
áreas onde a industrialização ocorreu de maneira mais intensa.

Com relação às transformações causadas pelo processo de industrialização ocorrido no Brasil, assinale a opção correta.

a) Somente a partir da década de 1980 a industrialização chegou ao campo, quando as fortes demandas de gêneros agropecuários
estimularam a produção próxima aos grandes centros consumidores rurais.
b) Ao mesmo tempo em que a produção agropecuária cresceu, o mesmo ocorreu em relação à subordinação do campo para com a
cidade, pois os grandes centros urbanos passaram a comandar a produção rural.
c) Na medida em que a urbanização se efetiva na Região Sudeste, as atividades agroindustriais se enfraquecem gradativamente,
especialmente no Estado de São Paulo, onde as indústrias avançaram sobre as áreas rurais.
d) Nas áreas próximas aos centros urbanos, especialmente junto às Regiões Metropolitanas, verificam-se as maiores concentrações
de grandes propriedades rurais, as quais se beneficiam da infraestrutura gerada pela industrialização.
e) No Sudeste, o desenvolvimento do setor primário contribuiu para que diversas áreas urbanas, de municípios vizinhos, se unissem
e gerassem o surgimento de diversas aglomerações conhecidas como megalópoles.
Comentário: Da mesma forma que o Sudeste sofreu forte influência da industrialização, dos anos 50 em diante, a produção agrícola
se tornou mais mecanizada com a “Revolução Verde”, com uso de adubos químicos, pesticidas, herbicidas etc, subordinando as
ações rurais ao desenvolvimento industrial urbano, além do maior consumo dos produtos agropecuários, verificado no período. A
resposta correta é a letra b.

05) TEMA: O Sistema de Transporte no Desenvolvimento Industrial da Região Sudeste do Brasil.


O desenvolvimento industrial na região Sudeste brasileira dependeu da expansão dos sistemas de transporte e, ao mesmo tempo,
estimulou-a. No entanto, ao longo da evolução do binômio industrialização/transporte, várias questões, de ordem política, social e
econômica surgiram, influenciando decisivamente essa realidade.

Nesse contexto, assinale a opção correta.

a) A partir da década de 1950, com o desenvolvimento industrial nacional, o governo estimulou e priorizou o transporte ferroviário,
especialmente no eixo Rio - São Paulo, onde houve uma maior demanda por transportes públicos e de qualidade para atender as
necessidades da população.
b) Nos últimos anos, grandes investimentos foram realizados na implementação de hidrovias no Sudeste, onde a hidrovia do Tietê-
Paraná é um bom exemplo, pois além de baratear o frete contribui para uma maior integração econômica com outros estados da
federação e até mesmo com alguns países vizinhos.
c) O transporte rodoviário, apesar de gerar uma menor demanda por combustíveis no país, quando comparado ao ferrovíário, é mais
oneroso e mais poluente, assim sendo, se tornou inviável ampliar essa modalidade de transporte a partir da década de 1990,
ficando o mesmo voltado para o transporte urbano.
d) A prioridade dada ao sistema de transportes rodoviário e ferroviário, na reglao Norte do Brasil, foi fundamental no processo de
ocupação e povoamento da mesma, pois fortaleceu e promoveu a integração das diversas áreas dessa região, acabando por
impulsionar todas as suas atividades econômicas.
e) Os governos brasileiros, das décadas de 1950 e 1960, priorizaram os chamados “transportes de massas", fato que acabaram por
incentivar e priorizar investimentos públicos junto aos meios de transportes fluviais e ferroviários, negligenciando os transportes
rodoviários.
Comentário: Associou-se o conhecimento histórico da implantação dos modais de transportes rodoviário, ferroviário e hidroviário
(ou aquaviário) no Brasil e suas características. O sistema de transporte hidroviário apresenta algumas vantagens, como ter grande
capacidade de carga e ser adequado para médias e longas distâncias. A hidrovia Tietê-Paraná é a principal hidrovia da região
Sudeste, e além de apresentar as vantagens pertinentes a um modal de transporte hidroviário, também promove uma maior
integração econômica entre Estados brasileiros e países vizinhos, como Paraguai e Argentina. Daí os grandes investimentos
realizados na implementação desse modal de transporte no Sudeste. A resposta correta é a letra b.

06) TEMA: Turismo na Região Nordeste do Brasil.


A Região Nordeste possui elevado potencial turístico, no entanto, alguns estados dessa região estão muito aquém dessa realidade,
reflexo da carência de infraestrutura básica, de operadoras e de serviços adequados.

Com base nas informações, assinale a alternativa que contenha atividades que, implementadas em áreas com condições físicas
singulares, podem contribuir para dinamizar o quadro turístico nordestino.

a) Incentivo ao fluxo de turistas, baseado na riqueza ambiental do Delta do Parnaíba e no potencial arqueológico do Parque Nacional
da Serra da Capivara, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO (organização das Nações Unidas para Educação,
a Ciência e a Cultura).
b) Programas oficiais de isenções de impostos, os quais incrementem investimentos nacionais e estrangeiros para o chamado
Recôncavo Baiano, área tradicionalmente voltada para atividades náuticas e cultivos irrigados, com a produção de uvas e melão
junto ao Vale do Rio São Francisco.
c) Estímulo aos minifúndios, os quais dão sustentabilidade econômica à Zona da Mata, fato que reestruturaria as atividades artesanais
desta sub-região, ao mesmo tempo em que contribuiria para se evitar os grandes fluxos migratórios para os centros urbanos sulistas.
d) Aproveitamento da Mata Atlântica junto ao chamado ecoturismo, uma vez que essa região mantém preservada essa vegetação
nativa, ou seja, um bioma que além de poder gerar recursos nesse tipo de atividade, poderia também estimular, economicamente, o
uso farmacológico dessa flora.
e) Apoio técnico e econômico aos chamados polos têxteis, comuns no Sertão, onde várias cooperativas poderiam estimular o
comércio de jeans e de tecidos voltados à confecção de redes, estimulados pela mão de obra barata e qualificada encontrada nessa
sub-região.
Comentário: De todas as alternativas, a única que apresenta tais atividades em áreas com condições físicas singulares é a que
indica o incentivo ao fluxo de turistas, baseado na riqueza ambiental do Delta do Parnaíba (MA/PI) e no potencial arqueológico do
Parque Nacional da Serra da Capivara (PI). A resposta correta é a letra a.

PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL - 2014


01) TEMA: Agricultura brasileira
Na tentativa de contribuir para a sustentabilidade ambiental, hoje está sendo difundida a chamada agricultura orgânica, cuja maior
preocupação é não utilizar produtos químicos durante o cultivo. Assinale a opção que apresenta corretamente as características
desse tipo de agricultura.

a) Pouca mão de obra, muita tecnologia, cultivos voltados para o mercado interno e uso de adubos oriundos da compostagem.
b) Muita mão de obra, pouca tecnologia, cultivos voltados para a exportação e uso de herbicidas
c) Muita mão de obra, pouca tecnologia, cultivos voltados para o mercado interno e uso de adubos oriundos da compostagem.
d) Pouca mão de obra, pouca tecnologia, cultivos voltados para exportação e uso de herbicidas.
e) Muita mão de obra, muita tecnologia, cultivos voltados para a exportação e uso de adubos inorgânicos.
Comentário: A agricultura orgânica se desenvolve em pequenas propriedades, emprega mão de obra de base familiar, tecnologias
tradicionais, tais como adubação orgânica ( compostagem ), manejo biológico de pragas ou manejo manual de pragas, não emprega
fertilizantes químicos e nem agrotóxicos. A produção tem como destino o mercado interno. Os alimentos são considerados mais
saudáveis etc. A resposta correta é a letra c.

02) TEMA: Migrações inter-regionais


Sabe-se que o número de pessoas vivendo fora de seu estado de origem é crescente no Brasil e que o principal objetivo do
deslocamento dessas pessoas é a busca de trabalho e, consequentemente, melhores condições . Sendo assim, sobre os principais
fluxos migratórios inter-regionais brasileiros ocorridos, pode-se afirmar que, entre os anos de

a) 1930 e 1940, deram-se do Nordeste para o Sudeste, em função da decadência econômica daquela região, agravada pela falta de
projetos que atendessem as populações oriundas de áreas mais pobres, como as do semiárido.
b) 1950 a 1970, ocorreram grandes deslocamentos de trabalhadores das regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro para
a Amazônia Ocidental, atraídospelo garimpo de ouro e diamante, amplamente subsidiados pelo governo federal.
c) 1970 a 1990, verificou-se um crescimento populacional expressivo no Sul, especialmente por parte daquela propulação proveniente
do Nordeste, a qual passou a se fixar em pequenas propriedades, produzindo gêneros de subsistência.
d) 1900 a 1920, presenciou-se no Centro-Oeste forte participação de grupos provenientes do Norte, os quais se dedicaram as
atividades ligadas a pecuária intensiva e ao cultivo da soja, cuja produção estaria voltada para o consumo interno do país.
e) 1990 a 2000, deu-se do sul para o Sudeste, especialmente para as atividades ligadas ao cultivo de cana-de-açúcar, uma vez que
essa cultura agrícola necessita de grande número de trabalhadores especializados para a execução do seu plantio.
Comentário: A Região Nordeste tem sido ao longo da história a principal região de repulsão ou saída de população do Brasil. Tal
fato se deve a manutenção de uma estrutura econômica arcaica, incapaz de gerar empregos suficientes para toda população, da
forte concentração fundiária, da elevada pressão demográfica e sobretudo da pobreza que atinge, sobretudo as regiões semiáridas
do sertão nordestino. A resposta correta é a letra a.

03) TEMA: Região Sul - Aspectos físicos, características gerais


Em quase todo o Brasil, não é preciso se preocupar muito com o clima. Em alguns meses chove mais, em outros chove menos, mas,
em geral, o tempo é quente em qualquer época do ano. A exceção é a Região Sul. Em relação a essa Região, é correto afirmar que:

a) apresenta as menores amplitudes térmicas anuais do país, especialmente no interior da região.


b) a área dos Pampas é marcada por elevadas altitudes, destacando-se as serras do Mar e Geral.
c) a hidrografia regional converte para a Planície Platina, que abrange os territórios do Brasil, da Argentina e do Paraguai.
d) a maior parte da cobertura vegetal nativa foi destruída, restando poucas áreas arbóreo-arbustivas, como as pradarias.
e) a sua maior pluviosidade se concentra no inverno, ficando o restante do ano em plena estiagem.
Comentário: A maior parte dos rios da Região Sul convergem para Planície Platina. São rios que pertencem as Bacias dos rios
Paraná e Uruguai, porém vale a pena ressaltar que os rios que pertencem a Bacia Secundária do Sul, convergem direto para o
Oceano Atlântico. A resposta correta é a letra c.

04) TEMA: Fontes de energia


Leia o trecho a seguir.
Um dos graves problemas que o Brasil vem enfrentando desde 2001, é a crise de energia com ameaças dos "apagões". Para
minimizar tal preocupação, muito se fala na necessidade de diversificar a matriz energética brasileira. Assim, com relação aos
biocombustíveis, assinale a opção correta.

a) A limitada disponibilidade de espécies de plantas no uso da produção de bioenergia, torna o país refém da cana de açúcar, que
possui custos elevados na produção do etanol.
b) Embora o Brasil apresente condições naturais favoráveis para a produção de cana-de-açúcar, a deficiência tecnológica para a
produção do biocombustível coloca o país entre os menores índices mundiais de produtividade.
c) A expansão de áreas agricultáveis para o cultivo da cana-de-açúcar e de oleaginosas com fins energéticos ocorre em áreas de
pastagens abandonadas, por isso, não causam a diminuição no cultivo de alimentos.
d) A produção de biodiesel realizada com matéria prima cultivada em pequenas propriedades familiares foi responsável por abastecer
o mercado interno e favorecer parte da exportação do produto ao mercado norte-americano.
e) O projeto do Proálcool, ao privilegiar os usineiros, produziu alterações na organização espacial do campo, agravando os problemas
relacionados à concentração de terras e ao êxodo rural, além do incentivo à monocultura.
Comentário: O Proálcool foi criado em meados da década de 1970, como uma das estratégias do governo brasileiro para enfrentar
a crise do petróleo. O Programa trouxe como principais consequências o aumento da concentração fundiária, o que contribuiu para
o crescimento do êxodo rural. A monocultura canavieira espalhou-se por áreas que anteriormente eram empregadas na produção de
alimentos, o que contribuiu para a elevação dos preços dos alimentos básicos, prejudicando a população de menor poder aquisitivo.
A resposta correta é a letra e.

5) TEMA: Mercado de trabalho


Sabe-se que o desemprego é um dos principais problemas enfrentados pela população brasileira, e que depende de fatores
conjunturais e estruturais. Sobre a dinâmica socioeconômica brasileira, especialmente a partir da segunda metade da década de
1940, assinale a opção correta com relação aos fatores conjunturais e estruturais.
a) Os fatores conjunturais estão ligados aos avanços tecnológicos que promoveram a mecanização e a automação dos processos
de produção, o que ganhou destaque a partir da década de 1980.
b) Os fatores estruturais estão ligados às crises econômicas, que provocam recessão das atividades do país, podendo citar os
elevados índices inflacionários verificados nos anos 1970.
c) Os fatores conjunturais ganharam destaque na década de 1990, quando a competitividade ganhou espaço no cenário global e a
robotização suprimiu vários postos de trabalho.
d) Os fatores conjunturais e estruturais são independentes, sendo, o primeiro, de origem política e, o segundo, de origem econômica,
portanto não possuem nenhuma correlação entre si.
e) Como fatores de ordem conjuntural, podem-se citar as ditas crises econômicas, quando várias empresas são obrigadas a demitir
parte de seus funcionários.
Comentário: O desemprego conjuntural está relacionado as crises econômicas, que geram recessão e fechamento de postos de
trabalho nos mais diferentes setores produtivos da economia. A resposta correta é a letra e.

6) TEMA: Industrialização brasileira


Embora o processo de industrialização brasileira tenha sido iniciado na segunda metade do século XIX, o país passou a diversificar
o seu parque fabril a partir da década de 1930.
Com relação ao desenvolvimento industrial brasileiro, assinale a opção correta.
a) A adoção de medidas fiscais e cambiais pelo governo do General Eurico Gaspar Dutra possibilitou a planificação da política
econômica estatal, a qual privilegiou os setores de bens de consumo produzidos pela indústria nacional.
b) A política nacional-desenvolvimentista do governo de Getúlio Vargas procurou estimular os investimentos em transportes,
comunicações, energia e bens de produção, apoiando a criação da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico
e Social ( BENDES ).
c) O Plano de Metas do governo de Juscelino Kubitschek inaugurou a política de substituição de importações com forte aporte de
capital estrangeiro, que se voltava, preferencialmente, para os setores de bens de produção e de bens de capital.
d) A política industrial do governo de João Gooulart procurou aprofundar a produção de bens de consumo duráveis, para isso, atraiu
o capital estrangeiro através de amplas reformas do sistema tributário e bancário, que permitiram aquele capital, remessas de lucros
ao exterior.
e) Os governos militares favoreceram os investimentos externos nos setores de mineração, agricultura, química e farmacêutica.
Essas medidas aumentaram a competitividade da indústria brasileira e permitiram que se elevasse o padrão tecnológico do país.
Comentário: A Era Vargas se destacou no processo de industrialização do Brasil ao promover grandes investimentos em
infraestrutura de transportes e energia, ao criar inúmeras empresas estatais, com destaque para a Petrobras, Vale do Rio Doce,
BNDE, CSN entre tantas outras. Destacou-se na implantação de inúmeras indústrias de base. A resposta correta é a letra b.

PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL - 2015


1) TEMA: Industrialização brasileira
A indústria brasileira ocorreu tardiamente se comparada aos Estados Unidos, Europa Ocidental e Japão. De acordo com as mudanças
estruturais das dinâmicas econômica, social e política, o país teve que se adequar à competitividade internacional. Sendo assim,
coloque F ( Falso ) ou V ( Verdadeiro ) nas afirmativas abaixo, com relação à trajetória da indústria brasileira, assinalando a seguir a
opção correta.
( ) O período marcado entre 1930 e 1950, não mais recebeu investimentos provenientes do setor cafeeiro no desenvolvimento da
logística do país. O financiamento das ferrovias e rodovias foi proveniente do capital internacional que promoveu também a criação
da Companhia Siderúrgica Nacional ( CSN ) e da Petrobras.
( ) O governo de Getúlio Vargas financiou a construção da indústria de base, com destaque para os setores de energia e de
transportes; enquanto que, no governo de Juscelino Kubitschek, a prioridade foi o setor automobilístico apoiado no capital estrangeiro.
( ) O capital internacional foi o principal responsável pela industrialização brasileira, já que canalizou recursos por todas as regiões
do país com o objetivo de desenvolver os sistemas de transporte, de comunicação e de energia necessários ao "salto
qualitativo"nacional.
( ) No período neoliberal, o Brasil passou pelo processo de desconcentração industrial. Assim, muitas indústrias procuraram outros
espaços geográficos, onde os custos de produção eram menores, como por exemplo, os incentivos fiscais, a mão-de-obra barata e
a atuação sindical pouco organizada.
( ) O fim das políticas neoliberais no Brasil possibilitou o retorno do modelo de substituição de importações. Por conseguinte, a
adoção de medidas protecionistas do Estado sobre importações de bens industriais tem protegido a produção nacional da
concorrência internacional.
a) (V) (F) (V) (F) (F)
b) (V) (V) (F) (F) (V)
c) (F) (F) (V) (V) (V)
d) (F) (V) (F) (V) (F)
e) (F) (V) (V) (F) (F)
Comentário: A primeira afirmativa é Falsa, uma vez que a criação da CSN e da Petrobras foi fruto da ação estatal e não multinacional.
A terceira afirmativa é Falsa quando diz que o capital internacional foi responsável pelo desenvolvimento da infraestrutura de
transportes energia e comunicações. Tais setores foram desenvolvidos a partir da ação estatal. A quinta afirmativa é Falsa ao afirmar
que as políticas neoliberais acabaram no país e também quando afirma que a política de substituição das importações foi retomada.
A resposta correta é a letra d.

2) TEMA: Estudo dos solos


Chamamos de solo a camada superficial que recobre a litosfera. Essa camada é formada de materiais decompostos de rochas sob
a ação combinada das outras três esferas da Terra: atmosfera, hidrosfera e biosfera. Com relação à realidade que envolve a formação
e os tipos de solos existentes, assinale a opção correta.

a) À transformação que a porção superficial da crosta terrestre sofre resultante da interação com elementos climáticos - água e seres
vivos, tanto física ( desagregação ) como química ( decomposição ) -, damos o nome de intemperismo.
b) As formações dos solos resultam de combinações independentes das condições geológicas, geomorfológicas, climáticas e
biológicas. Tais fatores implicam o predomínio de solos arenosos no país.
c) A decomposição química exerce pouca influência na formação dos solos ricos em material orgânico, por isso se observa no Sertão
nordestino o domínio de solos ricos em materiais dessa natureza, onde a ação das elevadas temperaturas comprovam essa realidade.
d) O solo descende diretamente da "rocha mãe", o que implica dizer que o mesmo tipo de rocha dá origem sempre ao mesmo tipo
de solo, pois as condições físicas, químicas e biológicas, apesar de serem importantes, são secundárias nessa formação.
e) O conjunto de sedimentos que surge de uma rocha decomposta torna-se solo mesmo antes da ação dos ditos agentes externos (
ar, vento e água ), pois o solo para se formalizar, depende somente da junção de vida microbiana em sua composição.
Comentário: Os solos são formados pelo intemperismo ou meteorização das rochas, que por sua vez corresponde ao processo
físico, químico e biológico que age sobre a superfície da rocha promovendo a sua desagregação e decomposição. O intemperismo
químico é mais atuante em áreas dominadas por climas úmidos, dando origem a solos mais profundos. O intemperismo físico atua
com maior intensidade nas áreas dominadas pelos climas mais secos, dando origem a solos mais rasos e pedregosos. A resposta
correta é a letra a.

3) TEMA: Bacias hidrográficas e aproveitamento energético


Analise as informações a seguir.
Por suas condições físicas, o Brasil possui inúmeras bacias hidrográficas, muitas das quais aproveitadas como fonte de produção
energética, fator imprescindível ao incremento socioeconômico nacional.

Sobre as principais bacias hidrográficas brasileiras, são feitas as afirmativas a seguir.

I - Localizada integralmente no território nacional, a Bacia Amazônica, cujo potencial hidroelétrico é pouco explorado em função da
sua natureza tipicamente de planície, acaba por dificultar o desenvolvimento regional.
II - A Bacia do Tocantins-Araguaia, considerada a maior bacia genuinamente brasileira, ocupando quase 9% das terras do país,
possui grande importância na geração de energia, destacando-se a usina hidrelétrica de Tucuruí.
III - Inserida totalmente em território nacional, a Bacia do São Francisco, tipicamente planáltica, pouco contribui para a produção
energética nacional, uma vez que atravessa o semiárido, sendo suas águas destinadas a irrigação de lavouras de subsistência.
IV - Com grande participação junto a produção hidroenergética nacional, a Bacia do Paraná também se destaca por possuir uma
importante hidrovia, Tietê-Paraná, que é uma importante via de escoamento de uma das mais produtivas regiões agrícolas do país.

Assinale a opção correta.


a) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.
b) apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.
c) Apenas as afirmativas I e IV são verdadeiras.
d) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
e) Apenas as afirmativas III e IV são verdadeiras.
Comentário: A afirmativa I está errada, a Bacia Amazônia não se encontra integralmente no território nacional, ela ocupa terras do
Peru, Bolívia e Colômbia. Os afluentes das margens direita e esquerda possuem um longos trechos de planalto, o que lhe confere o
maior potencial hidrelétrico do país, porém, o mesmo ainda é subexplorado. A afirmativa III está errada, uma vez que a Bacia do rio
São Francisco possui o 4º maior potencial hidrelétrico do país, sendo responsável pela maior parte da energia elétrica que abastece
a Região Nordeste. Suas águas também são largamente empregadas para projetos de irrigação da fruticultura comercial, sobretudo
no município de Petrolina (PE). A resposta correta é a letra d.

4) TEMA: Urbanização brasileira


As cidades brasileiras têm tamanhos e número de habitantes muito diferentes e também desempenham variadas funções urbanas.
Para um agrupamento ser considerado cidade é necessário que se observem os seguintes aspectos: população, densidade
demográfica, infraestrutura e equipamentos urbanos, como rede de transportes e assistência médico-hospitalar, escolas, comércio,
bancos, áreas de lazer, etc.
Sobre a dinâmica urbana brasileira é correto afirmar que

a) as primeiras cidades brasileiras surgiram somente na década de 1930, quando o desenvolvimento do setor secundário possibilitou
a formação de pequenos núcleos urbanos e de uma economia compatível para tal.
b) até os anos 1950 ocorreu no país um forte fluxo imigratório, especialmente para São Paulo, visto que este estado reúne condições
de infraestrutura para receber grande contingente populacional, fazendo essa unidade da federação se tornar a mais urbanizada do
país.
c) a partir dos anos 1940, com o avanço do setor secundário, da queda na produção cafeeira, da geração de infraestrutura urbana e
da migração campo cidade, especialmente de nordestinos, ocorreu um notável crescimento urbano do Sudeste.
d) a partir do início dos anos 1960 ocorreu no país a chamada desconcentração industrial, ou seja, estados como o de São Paulo
deixaram de ser atrativos para a fixação industrial, estimulando uma reordenação do crescimento das cidades em direção ao interior
do país.
e) a urbanização brasileira deu-se de forma muito lenta, consequência do tardio processo de desenvolvimento dos setores secundário
e terciário, fato que desencadearia nos seus grandes centros urbanos inúmeros problemas socioeconômicos.
Comentário: O processo de urbanização do Brasil intensificou-se a partir da década de 1940, em decorrência do êxodo rural e do
desenvolvimento industrial brasileiro. A Região Sudeste, foi a região brasileira onde o processo de urbanização avançou mais
rapidamente, não só em função do êxodo rural, mas também em razão do seu rápido desenvolvimento industrial. A região se destaca
por ter recebido um grande fluxo migratório proveniente da Região Nordeste. A resposta correta é a letra c.

5) TEMA: Mercosul
O MERCOSUL - Mercado Comum do Sul - é um bloco econômico criado pelo Tratado de Assunção, em 1991, tendo como países-
membros o Brasil, a Argentina, o Uruguai, o Paraguai e, mais recentemente, a inclusão da Venezuela. Posteriormente, há promessas
de adesão de outros países sul-americanos como Colômbia, Peru, Bolívia, Equador e Chile. Com relação aos objetivos e aos dilemas
desse bloco econômico, assinale a opção correta.
a) a redução das assimetrias econômicas entre seus membros possibilitou a unificação dos mercados na década de 1990 e a
expansão da economia regional. Esse cenário elevou o intercâmbio de trocas intraregional e a participação da América do Sul na
Organização Mundial do Comércio ( OMC ).
b) os acordos estabelecidos entre os países-membros permitiram a livre circulação de bens e serviços, além do estabelecimento de
uma Tarifa Externa Comum ( TEC ), no entanto, as liberalizações não foram estendidas às pessoas que são impedidas de circularem
e trabalharem em qualquer outro país do MERCOSUL.
c) O MERCOSUL vem enfrentando dificuldades nas relações comerciais entre as economias maiores. A argentina viu diminuir suas
exportações porque o Brasil implementou barreiras sobre o setor automobilístico e o de linha branca ( geladeiras, micro-ondas, fogões
), provenientes do mercado argentino.
d) A entrada da Venezuela no MERCOSUL contribuiu para a superação das dificuldades de integração regional, já que o país, além
de apresentar os maiores índices de crescimento sul-americano, também funciona como porta voz de interação com outros blocos
econômicos, como o NAFTA ( Acordo de Livre Comércio da América do Norte ) e a CAN ( Comunidade Andina das Nações ).
e) O MERCOSUL representou para o Brasil a oportunidade de diversificar seu comércio exterior, adotar estratégias de enfrentamento
à concorrência externa, ser instrumento de atração de investimentos internacionais e funcionar como contraponto à dependência da
região a influência norte-americana.
Comentário: A criação do MERCOSUL promoveu a diversificação das relações comerciais brasileiras, fortaleceu a economia
regional, o que foi de grande importância para ampliar o fluxo de investimentos estrangeiros no Brasil, além de reduzir a dependência
externa da economia brasileira em relação aos EUA. A resposta correta é a letra e.

6) TEMA: Agricultura brasileira

Observe o mapa e leia o texto a seguir

"De grão em grão - transgênico ou não - o cultivo da soja espalhou-se por todas as regiões do Brasil nas três últimas
décadas. Ocupa hoje uma área cinco vezes e meia superior à da Holanda. O Brasil foi, em 2003 e 2004, o maior
exportador mundial de soja e vem mantendo a posição de segundo maior produtor, após os Estados Unidos. A previsão
é de que esta condição de maior exportador mundial vote a ocorrer em breve, consolidando-se ao longo dos próximos
anos".
( SCHLBSINGER, S., NORONHA, S. O Brasil está nú! O avanço da monocultura da soja, o grão que cresceu demais. Rio de Janeiro: FASE, 2006 ).

Com relação às características da cultura da soja e seus reflexos no espaço brasileiro, assinale a opção INCORRETA.

a) a expansão da soja do Sul para o Centro-Oeste acentuou a concentração fundiária, expropriando camponeses que se deslocaram
tanto para as áreas de fronteira agrícola Amazônica quanto para os principais centros urbanos.
b) embora a soja incorpore somente terras improdutivas do Centro-Sul, com a mecanização agrícola o país elevou a produtividade
por hectare, tornando-se o segundo maior produtor mundial.
c) o avanço da soja em direção a grandes porções do território brasileiro deixou um rastro de destruição ambiental, representado
pelos desmatamentos principalmente sobre os biomas dos campos limpos, no sul do país; do cerrado, na parte central; e da
Amazônia.
d) A inserção da soja no Centro-Oeste brasileiro foi favorecida pela expansão do sistema de transporte regional, pela constituição do
relevo com pequenas elevações que possibilitou o uso da mecanização e pelo desenvolvimento das agroindústrias.
e) A expansão da soja no Brasil foi favorecida pelas pesquisas produzidas por empresas agrícolas, como a EMBRAPA; pelos
incentivos fiscais dos governos federal e estadual para a incorporação de novas áreas de produção e pelo avanço dos investimentos
em máquinas e na construção de silos e armazéns.
Comentário: A afirmativa b está errada, pois afirma que a soja só incorpora terras improdutivas do Centro-Sul. As lavouras de soja
estão presentes nas três grandes regiões geoeconômicas do país: Centro-Sul, Nordeste e Amazônia. A expansão das fronteiras
agrícolas na Amazônia tem contribuído para ampliação da área cultivada e da produção, o mesmo vem ocorrendo no sul do Maranhão
e Piauí, onde a partir da década de 1990 a produção de soja cresceu muito. A resposta correta é a letra b.
PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL - 2016
QUESTÃO 1 - Tema: Geografia física do Brasil

O conhecimento do território brasileiro e de suas bases físicas é importante para compreender que o país possui
potencialidades econômicas e sociais, mas também vulnerabilidades ambientais.
Com relação às bases físicas do território brasileiro e suas correlações com o contexto econômico, social e ambiental, é
correto afirmar que:

A) a sua gênese geológica, majoritariamente antiga, gerou a supremacia de uma estrutura com predomínio de Escudos Cristalinos,
ricos em minerais fósseis, o que contribuiu para a autossuficiência brasileira em combustíveis dessa natureza.
B) por sua grande extensão territorial, especialmente em sua porção setentrional, o país não consegue criar uma legislação ambiental
severa, a qual geraria sérias punições para aqueles que cometem crimes ambientais.
C) a sua variância latitudinal lhe confere uma grande diversidade de vegetais, onde o Cerrado, na Região Centro-Oeste, se destaca
por possuir um solo fértil, chuvas bem distribuídas durante todo o ano e grande produção de oleaginosas.
D) A Região Sudeste, maior força econômica do país, em sua evolução econômica se beneficiou de seu território com predomínio
de planícies, solos férteis, grande mercado consumidor e incentivos fiscais.
E) o planalto Meridional se destaca junto ao relevo da Região Sul e, na Campanha Gaúcha, são encontradas excelentes pastagens
naturais, tornando a pecuária a principal atividade econômica dessa área.

(A) AFIRMATIVA ERRADA - A estrutura geológica brasileira não é composta predominantemente por Escudos cristalinos. Os
terrenos cristalinos são ricos em minerais metálicos e não fósseis.
(B) AFIRMATIVA ERRADA - A afirmativa diz que o país não consegue criar uma legislação ambiental severa e faz a associação do
fato com a grande extensão territorial, sobretudo na porção setentrional. O país possui um legislação ambiental rigorosa, porém a
aplicação da mesma deixa a desejar, por falta de material humano e recursos técnicos para exercer uma melhor fiscalização.
(C) AFIRMATIVA ERRADA - O erro da afirmativa está relacionado ao fato da mesma citar que o Cerrado está associado a solo fértil,
quando na verdade o tipo de solo dominante é o Latossolo, que é pobre e ácido. O outro erro da afirmativa diz respeito a afirmação
de que as chuvas são bem distribuídas. A Região apresenta duas estações bem definidas: verão chuvoso e inverno seco.
(D) AFIRMATIVA ERRADA - O erro da afirmativa está relacionado ao fato da mesma afirmar que o relevo da Região Sudeste é
constituído predominantemente de planícies.

RESPOSTA CORRETA = E

QUESTÃO 2 Tema: Formação da População Brasileira

A característica mais marcante da população brasileira é seu alto grau de diversidade étnica. Isso é resultado da nossa
história, pois recebemos povos de todos os continentes.
Com relação à diversidade étnica brasileira e ao contexto socioeconômico que a envolve, analise as afirmativas a seguir.

I - Pela Constituição brasileira de 1988, os povos indígenas têm direito de viver em suas terras, falar sua língua e praticar livremente
sua cultura, o que, na prática, os isenta de se envolverem em lutas pela demarcação de suas terras e pelo respeito aos seus direitos.
II - Segundo o IBGE, pelo seu censo demográfico de 2010, mais da metade da população brasileira se declarou "preta" ou "parda",
sendo a presença de descendentes africanos mais forte nas regiões Nordeste e Sudeste.
III - A partir da segunda metade do século XVIII, o Brasil recebeu muitos imigrantes, sobretudo portugueses, italianos, alemães,
chineses e coreanos, os quais se fixaram na Região Sul do país, pelo fato de a mesma ter facilitado a reprodução de seus costumes.
IV - O mameluco, miscigenação entre o índio e o negro, sofreu muito com a discriminação imposta pela sociedade brasileira, a qual
era majoritariamente composta por brancos, até o início do século XX.

Assinale a opção correta:

A) Apenas a afirmativa I é verdadeira.


B) Apenas a afirmativa II é verdadeira.
C) Apenas a afirmativa III é verdadeira.
D) Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.
E) Apenas as afirmativas I e IV são verdadeiras.

AFIRMATIVA I ESTÁ ERRADA - O erro da afirmativa relaciona-se ao fato da mesma citar que os índios ficam isentos de se
envolverem em lutas pela demarcação de suas terras e pelo respeito aos seus direitos, que na verdade constituem as suas principais
reivindicações.
AFIRMATIVA III ESTÁ ERRADA - O erro identificado na afirmativa diz respeito a chegada de uma grande quantidade de imigrantes
alemães, chineses e coreanos, que se fixaram na Região Sul na segunda metade do Séc. XVIII. O governo alemão proibiu a vinda
de imigrantes alemães no período e a imigração de chineses e coreanos ocorre no final do Séc. XX e Séc. atual.
AFIRMATIVA IV ESTÁ ERRADA - O mameluco também conhecido como caboclo não deriva do cruzamento do índio e o negro e
sim do índio com o branco. Um outro erro da afirmativa diz respeito ao predomínio da população branca até o início do século XX.

RESPOSTA CORRETA = B

QUESTÃO 3 - Tema: Estudos dos climas brasileiros


Em função de sua localização geográfica e particularidades físicas, diversos fatores podem modificar o comportamento dos
elementos que caracterizam o clima brasileiro. Sendo assim, é correto afirmar que

A) apesar da altitude ser um importante fator climático, somente sua influência não é um fator muito marcante no Brasil, porque mais
de 95% do relevo nacional está a menos de 1.200 m de altitude.
B) a variância latitudinal brasileira é inexpressiva, influenciando pouco na diversificação climática do território nacional, fato que torna
o clima tropical o mais abrangente no país.
C) a extensão leste-oeste do território nacional lhe confere pouca influência na continentalidade e maritimidade, fato que explica as
grandes amplitudes térmicas das áreas situadas próximas aos litorais.
D) as temperaturas, ao longo da faixa litorânea setentrional nacional, sofrem influência direta de duas correntes marinhas durante o
ano: a corrente quente do Brasil e a corrente fria das Malvinas.
E) a Região Sul, por apresentar as maiores altitudes do país, somadas à sua localização latitudinal, apresenta as menores amplitudes
térmicas anuais, proporcionando a essa área do país invernos muito frios e verões muito quentes.

(B) AFIRMATIVA ERRADA - O Brasil possui uma variação latitudinal acima de 40º, portanto a afirmativa cita que o país possui uma
variância latitudinal inexpressiva, influenciando pouco na diversificação climática, quando na verdade a existência de diversos tipos
de climas está também associado a extensão latitudinal do país.
(C) AFIRMATIVA ERRADA - Ao estabelecer uma relação entre a grande extensão territorial no sentido leste-oeste, afirmando que
tal fato confere pouca influência da continentalidade e maritimidade, fato que explica as grandes amplitudes térmicas das áreas
situadas próximas aos litorais. Quanto maior for a proximidade do litoral, maior será a influência da maritimidade, portanto, como os
oceanos são reguladores térmicos, a amplitude térmica será mais baixa.
(D) AFIRMATIVA ERRADA - O erro da afirmativa está relacionado a citação de duas correntes marinhas no Litoral Setentrional do
Brasil, as Correntes do Brasil e das Malvinas. O Litoral Setentrional é banhado pela Corrente das Guianas.
(E) AFIRMATIVA ERRADA - As maiores altitudes médias do Brasil não se localizam na Região Sul e sim na Região Sudeste e os
pontos mais elevados do relevo brasileiro estão localizados na Região Norte.

RESPOSTA CORRETA = A

QUESTÃO 4 - Tema: Fontes de Energia

Entende-se por energia a propriedade que possuem certos corpos de produzir trabalho ou gerar força. Com relação às fontes de
energia brasileiras, assinale, assinale a opção INCORRETA.

A) A nossa procura por fontes energéticas renováveis surge como alternativa importante para superar dois problemas sérios: a
escassez de fontes de energia não renováveis, principalmente o petróleo, e a poluição ambiental causada por essas fontes, sobretudo
pelos combustíveis fósseis.
B) Em 1975, o programa de substituição da gasolina pelo álcool etílico - o chamado Proálcool - e o incremento da utilização de
energia elétrica em certos setores industriais que antes utilizavam o óleo diesel reforçaram essa mudança no perfil das fontes de
produção e consumo de energia.
C) O carvão mineral, que ocupa papel destacado em nossa matriz energética, possui suas maiores jazidas no Estado do Paraná,
São Paulo e Minas Gerais, o que acabou beneficiando a Região Sudeste em seu desenvolvimento industrial, especialmente a partir
dos anos 1940.
D) O aproveitamento do potencial hidrelétrico ( inventariado e estimado ) é pequeno no país, evidenciando um subaproveitamento
no setor; no entanto, representa uma garantia para a sustentação de nosso desenvolvimento econômico, ainda que o impacto
ambiental gerado por essa modalidade energética gere muita polêmica entre os ambientalistas.
E) Datam do ano 1956 as primeiras intenções de implantar centrais nucleares de pequeno porte para a produção de energia elétrica
no Brasil; no entanto, foi somente a partir de 1967 que o programa nuclear brasileiro começou a ser definido, exatamente pelas
particularidades políticas e econômicas da época.

(C) AFIRMATIVA INCORRETA - O carvão mineral não ocupa papel destacado em nossa matriz energética, participando com
aproximadamente 4% da mesma e as maiores jazidas não se encontram nos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais e sim
no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, respectivamente.

RESPOSTA CORRETA = C

QUESTÃO 5 - Tema: Urbanização brasileira

Somente na segunda metade do século XX, o Brasil tornou-se um país urbano, realidade que se materializou em função da
sua dinâmica política e socioeconômica. Com relação à desenvoltura urbana nacional, é correto afirmar que

A) o crescimento da população urbana em relação à rural coincidiu com o período de consolidação da industrialização do país, sendo,
em 1980, a primeira vez em que houve mais habitantes nas cidades do que no campo.
B) a rede urbana de uma região envolve as relações entre o campo e a cidade e as relações entre os diferentes tipos de cidades,
onde a existência de uma rede de transportes e de comunicação é fundamental para sua integração.
C) a primeira cidade tecnológica ou tecnopolo surgiu no início dos anos 1940, em Campinas, no interior de São Paulo, e foi concebida
a partir da iniciativa privada e tinha suas atividades concentradas na chamada química fina.
D) a megalópole que se formou no eixo Rio de Janeiro - São Paulo - Belo Horizonte, demonstra o rápido crescimento urbano ocorrido
no país a partir dos anos 1930, resultante do acelerado processo industrial da região Sudeste.
E) o conceito de Região Metropolitana, surgido em 1973, ocorreu para designar o conjunto de municípios contíguos, porém
desintegrados socioeconomicamente a uma cidade central, os quais passaram a competir entre si por melhores ofertas de
infraestrutura e serviços.

(A) AFIRMATIVA ERRADA - A população urbana ultrapassou a população rural na segunda metade da década de 1960 e não na
década de 1980.
(C) AFIRMATIVA ERRADA - A afirmativa estabelece uma relação com o surgimento do primeiro tecnopolo brasileiro na década de
1940, onde destaca a química fina. Os tecnopolos estão associados a Terceira Revolução Industrial, que teve início em meados da
década de 1970. Tal processo é recente no Brasil, sendo a química fina, um dos setores relacionas a Revolução Tecnológica e
Científica e o Brasil é importador de produtos derivados desse setor.
(D) AFIRMATIVA ERRADA - A megalópole brasileira não se formou no eixo Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Existem
duas correntes: a primeira afirma que a megalópole brasileira englobaria as Regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro
e as cidades localizadas no seu eixo de ligação. A segunda corrente afirma que a megalópole brasileira seria constituída pelas
Regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas e alguns autores acrescentam nesse caso a Região metropolitana da Baixada
Santista a essa megalópole.
(E) AFIRMATIVA ERRADA - O erro da afirmativa está na afirmação que uma região metropolitana é formada por um conjunto de
municípios contíguos, porém desintegrados socioeconomicamente a uma cidade central. O erro está nos municípios desintegrados.
Tais regiões metropolitanas apresentam serviços e infraestrutura comuns.

RESPOSTA CORRETA = B

QUESTÃO 6 - Tema: Industrialização brasileira

Uma das características da indústria brasileira é ter grande parte do seu parque industrial concentrada na Região Sudeste.
No entanto, nas últimas décadas, teve início uma nova tendência: a desconcentração industrial. Sendo assim, com relação ao Modelo
Econômico Brasileiro, assinale a opção correta.

A) Até os anos 1930, a economia brasileira possuía uma forte integração nacional, uma vez que o parque industrial se encontrava
concentrado no estado de São Paulo, que comandava o eixo econômico do país.
B) Em relação ao modelo de industrialização clássica, tal qual ocorreu na Europa, a industrialização brasileira aconteceu de forma
tardia, tendo como ponto de partida o desenvolvimento das indústrias de bens de produção.
C) Nas décadas de 1930 e 1940, várias montadoras multinacionais de automóveis se instalaram no ABC Paulista, cuja ampla malha
ferroviária ofereceu o principal suporte para o recebimento de matérias-primas e escoamento da produção.
D) A partir da década de 1950, seguindo as imposições neoliberais, e na tentativa de reduzir custos, as indústrias que antes se
concentravam no entorno das cidades menores, estão se deslocando para os centros metropolitanos.
E) O neoliberalismo, a partir dos anos 1990, associado à expansão da rede de transportes do país, possibilitou a várias cidades de
médio porte se tornarem mais atrativas aos interesses de complexos industriais cada vez mais ávidos por lucros.

(A) AFIRMATIVA ERRADA - A economia brasileira não apresentava forte integração até os anos 1930, pelo contrário, até esse
período o país possuía a chamada economia de arquipélago. A integração do espaço brasileiro só ocorre a partir da década de 1930.
(B) AFIRMATIVA ERRADA - A industrialização brasileira não teve como ponto de partida o desenvolvimento das indústrias de bens
de produção ou de base e sim as indústrias de bens de consumo não duráveis.
(C) AFIRMATIVA ERRADA - As montadoras de automóveis não ingressaram no Brasil nas décadas de 1930 e 1940 e sim a partir
do Plano de Metas, desenvolvido no governo JK na segunda metade da década de 1950 e daí por diante.
(D) AFIRMATIVA ERRADA - A Doutrina Neoliberal surgiu no mundo na década de 1970 e o Brasil só passou a adotar os princípios
da Doutrina Neoliberal a partir do início da década de 1990. O outro erro da afirmativa está na citação das concentrações industriais
entorno das cidades menores, quando na verdade as mesmas se encontravam nos grandes centros urbanos, sobretudo da Região
Sudeste.

RESPOSTA CORRETA = E

PROVAS COMENTADAS DE GEOGRAFIA DO COLÉGIO NAVAL – 2017


QUESTÃO 01 Tema: Vegetação brasileira

“Uma das alterações produzidas recentemente, causada pela incorporação do elemento ambiental no discurso do desenvolvimento,
foi o estabelecimento de novas diretrizes para o uso da terra. A Amazônia, um dos principais objetos de preocupação dos
ambientalistas, voltou à cena e tornou-se objeto de disputa pela sua significação.”
( Rabello, Antônio Cláudio. ( 2013 ). Amazônia: uma fronteira volátil. Estudos Avançados, 27(78), 213-235. https://
dx.doi.gor/10.1590/S010340142013000200014

Sobre os problemas ligados à ocupação do espaço amazônico que vem preocupando os ambientalistas, assinale a opção
correta.

(A) O avanço do chamado “arco de devastação” teve seu período mais intenso durante o governo de Getúlio Vargas, fase de
grande expansão da indústria regional, principalmente depois da criação da Superintendência do Plano de Valorização Econômica
da Amazônia ( SPVEA ).
(B) Para além da dimensão aparente do desmatamento o “arco de devastação” amazônico dá conta de um processo mais amplo e
menos visível, como uma intrincada e oculta teia de tráfico clandestino de animais, de biopirataria, de garimpo e de madeira
acontecendo sob as copas das árvores.
(C) Os modos de vida tradicionais dos chamados “povos da floresta” tem sido determinantes na configuração da catástrofe
ambiental amazônica devido, principalmente, à ligação indissociável entre o baixo nível tecnológico das atividades que
desenvolvem e a degradação ambiental.
(D) A província mineral da serra dos Carajás, no sudoeste do Pará, é a maior reserva de minério de ferro do mundo, sendo
administrada, desde o início de sua operação, pela hoje privatizada Companhia Vale do Rio Doce, e é considerada modelo de
extração mineral sustentável.
(E) Em 2006, foi aprovada a Lei de Gestão das Florestas Nacionais ( Flonas ), que estabelece critérios para o manejo da floresta,
como limites para a derrubada de árvores e estímulo ao manejo múltiplo, associando a proteção da floresta ao uso econômico
sustentável, o que impedirá, definitivamente, o avanço do desmatamento.

Comentário: O problema da devastação da Amazônia não se limita ao avanço do Arco do Desmatamento, também chamado Arco
do Desflorestamento, Arco do Fogo ou Arco da Devastação, região fortemente impactada pelo avanço das fronteiras agrícolas,
sobretudo do binômio, soja/gado, além da exploração predatória das madeiras nobres. A região sofre com o tráfico clandestino de
animais e plantas exóticas, além dos garimpos, sobretudo os de baixão, que transforma certas áreas da Amazônia em verdadeiros
queijos suíços.

RESPOSTA CORRETA: LETRA B

QUESTÃO 02 Tema: Indústria

Observe o fragmento de texto em destaque e a tabela abaixo:


A nova divisão do trabalho industrial ( no Brasil ) é acompanhada de uma nova repartição geográfica.
SANTOS. M e Silveira, ML O BRASIL, Territórios Sociedade no início do século XXI

REGIÃO SUL ESTADO DE SÃO PAULO


1970 14,79% 50,97%
1990 36,49% 15,35%

O texto e a tabela acima tratam do reordenamento espacial da indústria brasileira a partir da segunda metade do século XX. Sobre o
espaço industrial brasileiro e suas recentes transformações, assinale a opção correta.

(A) O reordenamento do espaço produtivo no Brasil é resultado da combinação entre novas formas de produção e de organização
social surgidas a partir dos anos 1970, somadas ao planejamento estatal.
(B) O processo de desconcentração das atividades produtivas para fora da região Sudeste culminou com uma indiscutível perda
de comando dessa região sobre o sistema industrial nacional.
(C) Seguindo a tendência percebida nos países centrais, a desconcentração industrial brasileira produziu espaços que se destacam
como a vanguarda tecnológica do país, como é o caso da região Nordeste.
(D) A desconcentração industrial brasileira atingiu, de forma mais contundente, o estado de São Paulo, que perdeu sua posição de
liderança no parque industrial brasileiro no início do século XXI.
(E) Entre 1964 e 1985 foram criados pelo Estado órgãos de planejamento e desenvolvimento regional cuso propósito único era
fomentar o aproveitamento apenas das potencialidades naturais das macroregiões.

Comentário: O reordenamento do espaço produtivo brasileiro teve forte participação do Estado, responsável pelo desenvolvimento
de políticas de desconcentração da atividade industrial, como forma de reduzir as profundas disparidades regionais existentes no
país. Devemos destacar ainda que a maior dispersão da indústria no espaço geográfico nacional foi motivada pelas políticas de
incentivos fiscais, implantação de novos distritos industriais, melhoria na infraestrutura de transportes, energia e comunicações, a
busca de mão de obra mais barata, municípios com menor organização sindical, áreas com menor concorrência, terrenos mais
baratos e muitas vezes doados etc.

RESPOSTA CORRETA: LETRA A

QUESTÃO 03 Tema: Sistemas de transportes

“ Hoje não basta produzir. É indispensável pôr a produção em movimento, pois agora é a circulação que preside a produção” (
SANTOS, M. & SILVEIRA, M.L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. São Paulo, Editora Record, 2001. )

Em tempos de economia globalizada e alta competitividade internacional, o crescimento econômico brasileiro vem
esbarrando em dificuldades impostas pela inadequação de seu sistema de transporte, ainda predominantemente rodoviário. A
respeito das políticas de transporte de cargas no Brasil, assinale a opção correta.

(A) As dimensões continentais do país, associadas a algumas de suas condições naturais, como um relevo fortemente acidentado,
impediram a implantação de uma matriz de transporte multimodal.
(B) O transporte ferroviário é pouco utilizado no território brasileiro por se tratar de um sistema caro e complexo, incompatível com
o nível de desenvolvimento econômico contemporâneo do país.
(C) O transporte de carga por caminhões tem um custo mais elevado do que o realizado por outros meios, como trens e navios, isto
que o volume de mercadorias trasportado por litro de combustível é menor.
(D) O transporte ferroviário tem se apresentado como principal substituto do sistema rodoviário em função dos maciços
investimentos estatais na expansão desse modo no fim do século XX.
(E) A opção pelo transporte rodoviário ainda predomina no Brasil devido à queda do preço dos combustíveis no pais, em especial
após a descoberta de gransdes reservas de petróleo conhecidas como pré-sal.

Comentário: O transporte rodoviário é um dos sistemas de transportes mais caros existentes, sobretudo no que diz respeito ao
transporte de cargas, sendo mais barato somente em relação ao transporte aéreo.

RESPOSTA CORRETA: LETRA C

QUESTÃO 04 Tema: Crescimento demográfico

Observe a imagem a seguir:

A dinâmica do crescimeto da população brasileira se alterou substancialmente ao longo do século XX.


Sobre a transição demográfica brasileira, assinale a opção correta.

(A) A queda da taxa de fecundidade brasileira está relacionada à crise econômica e às altas taxas de desemprego que atingiram
o país durante as décadas de 1980 e 1990.
(B) A população brasileira aumentou significativamente durante o século XX em virtude da entrada maciça de imigrantes que
vieram atender à expansão da demanda de mão de obra industrial.
(C) O incremento populacional no país durante o século XX pode ser explicado pelo predomínio de políticas de controle de
natalidade por parte do governo federal, reconhecidamente neomalthusiano.
(D) A redução do número de filhos é uma mudança demográfica característica dos países em processo de industrialização devido,
essencialmente, aos movimentos nacionais de emancipação feminina.
(E) A vida urbana apresenta maior custo, um número crescente de mulheres no mercado de trabalho, além da disponibilidade de
métodos contraceptivos, o que resulta na redução da taxa de fecundidade.

Comentário: A queda da taxa de fecundidade está relacionada a maior participação das mulheres no mercado de trabalho, a difusão
dos métodos anticoncepcionais, a concentração da população em áreas urbanas, onde é maior o custo de criação e as pessoas tem
mais acesso a informação, o retardamento na idade do casamento.

RESPOSTA CORRETA: LETRA E

QUESTÃO 05 Tema: Atividades agrárias

“ As precárias condições de trabalho ainda são uma realidade marcante no campo brasileiro. Atualmente estima-se em 12 anos a
vida útil de um trabalhador rural, ou seja, o período no qual é produtivo; e o salário, muitas vezes, não é suficiente para sustentar sua
família.”
( SAMPAIO, Fernando dos Santos; MEDEIROS, Marlon Clovis. GEOGRAFIA: Para viver juntos. São Paulo, Edições SM, 2012. )

Sabendo que as condições acima descritas são produzidas pela forma como a produção e o trabalho estão orgganizados
na agricultura brasileira, analise as afirmativas abaixo.

I – O latifúndio, ou seja, as grandes propriedades dedicadas a uma produção exclusivamente voltada para o mercado externo,
absorve a imensa maioria da população empregada no campo brasileira.
II – O trabalhador assalariado no campo brasileiro, assim como na cidade, é aquele que recebe um pagamento mensal por seu
trabalho, tendo ou não registro formal.
III – As unidades familiares de subsistência são pequenas propriedades nas quais, por meio do trabalho familiar, busca-se garantir a
total autossuficiência e independência do grupo diante do mercado.
IV – O trabalho temporário, apresentado sob a forma do boia-fria ou do trabalhador volante, tem ainda hoje, presença marcante no
campo brasileiro, representando importante fator de deterioração das condições de trabalho.

Assinale a opção correta:

(A) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.


(B) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras
(C) Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.
(D) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
(E) Apenas as afirmativas III e IV são verdadeiras.

Comentário: A afirmativa I possui dois erros grosseiros quando afirma que os latifúndios tem uma produção voltada exclusivamente
para o mercado externo e absorve a maior parte da população empregada no campo. Os latifúndios também produzem para o
mercado interno e a maior parte da população rural está trabalhando em pequenas propriedades.
A afirmativa III está errada quando afirma que as unidades familiares de subsistência buscam garantir a total autossuficiência e
independência do grupo diante do mercado. O setor agrário mantém uma relação de dependência em relação ao mercado, não só
pelo fato da necessidade dos implementos e insumos agrícolas que são procedentes da indústrias, assim como dos mercados que
absorvem parte do que é produzido no campo, além das linhas de financiamento procedentes do PRONAF ( Programa Nacional de
Agricultura Familiar. As pequenas propriedades são responsáveis por cerca de 70% dos alimentos consumidos nas cidades.

RESPOSTA CORRETA – LETRA D

QUESTÃO 06 Tema: Urbanização - conceitos

32) “ A urbanização é um dos traços fundamentais da modernidade. Há urbanização quando o crescimento da população urbana
supera o da população rural – um fenômeno que se verifica Há mais de dois séculos na Europa e que adquiriu contornos mundiais
ao longo do século XX.”
( MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o ensino médio. São Paulo. Atual, 2008, p.225 )

O Brasil inicia sua caminhada rumo à modernidade industrial notadamente a partir da década de 1930. O crescente êxodo
rural, além de uma drástica aceleração no ritmo do crescimento vegetativo, resultaram inevitavelmente, em uma rápida e, por vezes,
desorganizada urbanização. Sobre esse processo, assinale a opção que apresenta corretamente o conceito e sua respectiva
definição.

(A) Megalópole – local, no sentido topográfico, onde nasceu a cidade.


(B) Rede urbana – posição que uma cidade ocupa em relação aos fatores naturais ou geográficos da sua região.
(C) Megacidade – conjunto de áreas cont´guas e integradas socioeconomicamente a uma cidade principal.
(D) Conurbação – superposição ou encontro de duas ou mais cidades em razão de seu crescimento
(E) Região Metropolitana – “cidade-mãe”, dotada dos metlores equipamentos urbanos de um país ou de uma região.

Comentário: Megalópole – é um grande aglomerado urbano formado pela conurbação de duas ou mais metrópoles ou duas ou mais
regiões metropolitanas.
Rede urbana – Conjunto de cidades existentes num determinado país
Megacidade – cidade com mais de 10 milhões de habitantes
Região metropolitana – Conjunto de municípios contiguos integrados socioeconomicamente a uma metrópole apresentando serviços
e infraestrutura comuns.

RESPOSTA CORRETA LETRA D