Anda di halaman 1dari 1

Como é um bom líder?

“... se deixas de ouvir a instrução, desviar-te-ás das palavras do conhecimento” (Pv. 19.27)
Coaching, um conceito que há alguns anos vem crescendo em nossa sociedade. Linguagem que
carrega consigo a ideia de conduzir ou instruir alguém a atingir suas metas, levando-o de onde se
encontra para onde se deseja chegar. O primeiro uso da palavra coaching significando instrutor
ou treinador surgiu na Universidade de Oxford, por volta de 1830. Contudo sua origem se remete
a década de 1550, do húngaro Kocsi que significa carro ou “grande tipo de transporte”. Recebeu
essa denominação devido a aldeia onde foi feito (www.etymonline.com).
Coaching é um processo onde o coach (treinador, profissional, instrutor, mediador, mentor) e o
coachee (aluno, atleta, cliente, mentoriado) traçam um objetivo a ser atingido pelo mentoriado
com o apoio, incentivo e acompanhamento do mentor. Não é fato que estamos implementando
uma nova linguagem a um velho conceito? Esse processo de treinamento se dá desde a
antiguidade com os sacerdotes, filósofos, profissionais de todas as matizes do saber, dentre
outros. Há mais de três mil anos o sábio Salomão já escrevera: “Filho meu, se deixas de ouvir a
instrução, desviar-te-ás das palavras do conhecimento” (Prov. 19.27). Qual é a instrução que ele
dava? O sábio conselheiro tratava sobre os aspectos centrais da existência como: trabalho; a sorte
do diligente e do preguiçoso; casamento; a correção dos filhos; as tentações que procuram nos
tirar da direção correta; a ira; a generosidade; o temor de Deus; a sabedoria e a loucura; riquezas;
os perigos da existência; as ilusões; relacionamentos; amizade; conhecimento Divino; orgulho;
contenda; o uso da língua, dentre tantos outros.
Por mais que não percebamos, vivemos no mundo dos tutores. Temos o personal trainer. O
técnico nos diversos esportes. O instrutor para obter a carteira de motorista. O orientador na
graduação, no mestrado, doutorado e Pós Doutorado. Enfim, a grande questão é que vivemos
rodeados de pessoas liderando outras a cumprirem seus objetivos. A partir daqui podemos fazer
algumas observações que se seguirmos contribuirão e muito para nossa caminhada:
1. Procure sempre um coach para cada área de sua vida. Infelizmente nem sempre procuramos
ajuda para nossos problemas relacionais e espirituais, seja você um líder, liderado, ou alguém
caminhando para a liderança. É impossível caminhar bem sem pessoas mais maduras que nos
aconselham. Pessoas sábias que nos amem de verdade e por isso nos instruem nos meandros da
existência. Assim como precisamos do coach nas demais áreas da existência, como nos esportes,
na educação, entre outras, precisamos de pessoas que nos ajudem a crescer em sabedoria, nos
relacionamentos com o próximo e com Deus;
2. Procure sempre um coach visando ajudá-lo(a) nos relacionamentos. Vivendo na era dos
descartáveis, por vezes, achamos que podemos descartar as pessoas. Descremos da possibilidade
de mudanças, dos ajustes e reajustes. Ao menor sinal de problema, abandonamos o barco não
importa quem esteja dentro, ao invés de procurar ajuda e insistir um pouco mais, descartamos
logo as pessoas. Amamos pouco o próximo;
3. Procure sempre um coach para continuar crescendo e não se destruir. Infelizmente alguns
frente às dificuldades da vida, ao invés de procurar um conselheiro (a), vão tentar solução na
bebida alcoólica, seja nos drogativos, nas aventuras sexuais, na malandragem, na mentira, dentre
outros caminhos da antivida. Nesse caso, a perda é grande. O processo de crescimento já obtido
desmorona e os mais próximos sofrerão. Uma boa palavra somada a uma mão amiga, com
interesse genuíno de aprender, poderiam evitar tais tragédias e produzir crescimento.
Lidere bem sua vida, assim você poderá liderar outros. Lidere bem sua existência, ao chamar
Deus e Jesus de Nazaré para liderá-lo. Lidere bem para continuar crescendo e a felicidade te
acompanhará. Rev. Heliel G. Carvalho – heliel.carvalho@unievangelica.edu.br