Anda di halaman 1dari 3

EDITORIAL

SUMÁRIO
A FELICIDADE
ABRIL 2019/03

DE CADA UM!

O
Bem-aventurado José Allamano deu aos mis-
sionários e às missionárias da Consolata o
segredo para alcançar a felicidade. Em uma
carta de 2 de outubro de 1910 aos missionários
no Quênia falava do método de apostolado,
onde recordava uma frase do papa Pio X: "é neces- Indígena Guarani Mbyá, da
sário tornar os indígenas homens trabalhadores para Aldeia Mata Verde Bonita,
Maricá, RJ.
os tornar cristãos: mostrar a eles os benefícios da Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
civilização para os atrair para além das promessas de
outra vida, uma religião que os faça mais felizes sobre
esta terra". Em busca de tal felicidade, a edição traz
ecos da Bolívia de Stefania Raspo. A missionária da
Consolata traz seu testemunho de missão naquele  ATUALIDADE----------------------------------------------03
país, agradecendo pelo dom da missão com o povo No Cazaquistão e no Quirguistão
quéchua. Lembra que o Bem-aventurado Allamano Benildes Clara Capellotto

afirma que a vocação missionária é o presente maior  JUVENTUDE----------------------------------------------04


Interculturalidade real
que Deus pode dar, e seria preciso colocar-se de joe- Bruno Santana Aguiar
lhos, agradecendo a Deus toda a vida.  MISSÃO EM CONTEXTO-------------------------------07
Também no campo da missão, as missionárias da Experiência na Amazônia
Jean Tuluba Mwanokunza
Consolata apresentam o Cazaquistão e o Quirguistão
 VOLTA AO MUNDO ------------------------------------08
como os próximos desafios missionários a partir do Folha de S.Paulo / O São Paulo
ano de 2020. Estes dois países foram avaliados e  INTENÇÃO MISSIONÁRIA-----------------------------09
escolhidos porque reúnem as características e possi- Joseph Kihiko
bilidades, segundo o carisma missionário Ad Gentes.  ESPIRITUALIDADE----------------------------------------10
Sobre a missão Ad Gentes, o Seminário Teológico Conversão Ecológica
Ronaldo Lobo
“Pe. João Batista Bísio” apresenta a sua comunidade
internacional e multicultural, onde os professos vão se  TESTEMUNHO-------------------------------------------12
O dom da Missão
aprofundando enquanto vivem o carisma da missão. Stefania Raspo
Padre Alfredo Gonçalves partilha conosco o tema da  FORMAÇÃO MISSIONÁRIA----------------------------14
Campanha da Fraternidade deste ano. Em seu artigo, Políticas Públicas à luz do Ensino Social da Igreja
Alfredo J. Gonçalves
podemos entender que as políticas públicas que se
 FÉ EM AÇÃO---------------------------------------------16
opõem às privadas, surgiram e se desenvolveram para Economia Circular
compensar os efeitos negativos da política privada exa- Marcus Eduardo de Oliveira
cerbada pela exploração capitalista. Na mesma linha,  FAMÍLIA CONSOLATA-----------------------------------17
Amem uma religião que os faça mais felizes na terra
o economista e ativista ambiental Marcus Eduardo Ugo Pozzoli
apresenta o desafio da implantação da “economia  MISSÕES RESPONDE-----------------------------------21
circular”. Afinal de contas estamos num mundo cada Respeito canônico pela liturgia
Edson Luiz Sampel
vez mais com falta de matéria-prima e energia.
Por fim, não podemos nos esquecer que estamos  ESPECIAL--------------------------------------------------23
Assembleia da CNBB discute novas Diretrizes
em um país onde os Povos Indígenas somam cerca de Maria Emerenciana Raia
900 mil brasileiros espalhados em mais de 118 milhões  DESTAQUE------------------------------------------------24
de hectares demarcados. É diante desta realidade que Educação Indígena
Paulo da Conceição Mzé
a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil)
 OPINIÃO--------------------------------------------------28
tem agendada a sua 57ª Assembleia com a finalidade Cristo ressuscitou
de estabelecer novas Diretrizes Gerais para a Ação Fábio José Bortoni Dias
Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019-2022).   VOLTA AO BRASIL-----------------------------------------30
CPT / Vatican News

2 ABRIL 2019 MISSÕES


ATUALIDADE

No Cazaquistão
e no Quirguistão
de Benildes Clara Capellotto

A
s missionárias da Consolata reunidas em Assem-
bleia Geral no ano de 2011 começaram a pensar
e delinear uma nova presença missionária na
Ásia. Assim, após muitas buscas, oração e dis-
cernimento, em 2017 foi possível apresentar As missionárias da Consolata
às Irmãs reunidas novamente em Assembleia Geral, comunicam a abertura de duas novas
o resultado deste processo e com a participação de Missões na Ásia, no Cazaquistão e
todo o Instituto ali representado, os países Cazaquis- Quirguistão.
tão e Quirguistão reuniram todas as características e
possibilidades, conforme o carisma missionário, para As duas aberturas estão previstas para se realiza-
uma nova abertura naquele continente. rem no início de 2020. A partida das oito Irmãs será
No Cazaquistão, uma pequena cidade a 40 km de precedida por um tempo de preparação na Itália que
Almaty que é a capital do país, chamado Janashar. Ali começará no início de setembro de 2019 com a prepa-
existe uma pequeníssima comunidade cristã que se ração individual e de grupo, e estudo da língua local.
reúne numa também pequena capela, e a diocese Irmã Lucia Bortolomassi, missionária da Consolata,
tem um terreno onde agora está sendo construída a com uma longa e significativa presença missionária na
futura casa das missionárias, além de um local para Mongólia, nos traz algumas de suas impressões quando
atividades. esteve em visita a estes dois países da Ásia no processo
Por outro lado, no Quirguistão o início da Missão de discernimento sobre as aberturas missionárias: "a
está previsto numa pequena cidade ao sul do país, presença de católicos nestes países é pequeníssima,
chamada Dzalal Abad, distante cerca de 600 km de perto de 500 no Quirguistão. É pequena, mas viva, com
Biskek, a capital. Ali residem dois sacerdotes jesuítas uma grande fé. Os jesuítas presentes no Quirguistão
muito acolhedores e disponíveis a fazer um caminho estão muito próximos às pessoas, eles acompanham
com as irmãs no processo de inserimento nesta nova esta pequena Comunidade e estão atentos a todas as
realidade. suas necessidades. Encontrei neles um acolhimento
e uma abertura muito grande e uma grande paixão
Início de 2020 por Deus e pelas pessoas. Eu sonho a nossa presença
No dia 2 de março deste ano, as irmãs que com- missionária nestes dois países como próxima às pes-
põem a Direção Geral do Instituto das Missionárias da soas, presença que se doa plenamente. Sonho uma
Consolata se encontraram em Roma com Monsenhor casa aberta, acolhedora para com todos, assim como
José Luís Mumbiela Sierra, bispo de Almaty e padre vive a Igreja nestes lugares. Sonho que mais com a
Antony Corcoran, sj, Administrador Apostólico do vida do que com as palavras, estas irmãs possam dizer
Quirguistão que ali estavam para a Visita Ad Limina como é bom crer em Deus que ama cada um. Sonho
com outros oito bispos da Ásia Central. Durante este uma presença "pequena", simples, viva, generosa não
encontro tiveram a oportunidade de dialogar com eles com muitas atividades mas que seja significativa para
e apresentar os passos concretos até aqui realizados o povo". 
inclusive com a escolha das oito irmãs que já estão
destinadas e preparando-se para esta nova abertura Texto traduzido e elaborado por Ir. Benildes Clara Capellotto a partir de documentos e
missionária. revista “Posta da Casa”.

ABRIL 2019 MISSÕES 3