Anda di halaman 1dari 44

CARTILHA PARA OS PAIS

SISTEMA SESI-SP DE ENSINO


Serviço Social da Indústria
SESI-SP Prioriza
Educação com Qualidade de Vida
Informação e transparência são marcas do nosso trabalho no
SESI-SP. Esta cartilha foi desenvolvida para apresentar de forma
clara e abrangente o sistema de ensino das nossas escolas. A
ideia é oferecer condições para que o seu filho aproveite, da
melhor maneira possível, todas as oportunidades e benefícios
oferecidos por nossa entidade.

Sabemos que uma boa estrutura de aprendizagem é


determinante para que as crianças e adolescentes tenham
uma boa formação e se tornem cidadãos conscientes e
responsáveis. A participação da família nesse processo também
é fundamental, ajudando no desenvolvimento de competências
e na preparação para enfrentar os desafios do futuro.

Integrante do sistema da indústria paulista, o SESI-SP tem


merecido há mais de seis décadas a confiança de toda a
sociedade. Além de atuar na educação, nossa entidade
mantém consistentes programas nas áreas de saúde,
esportes, lazer, cultura e alimentação.

Assim, somos capazes de desenvolver ações com foco na


qualidade de vida e no crescimento dos indivíduos. Para o
SESI-SP, a responsabilidade social não é apenas um discurso,
mas uma prática vivenciada todos os dias por nossos alunos,
pais, professores e colaboradores.

Boa leitura!

Paulo Skaf
Presidente
ÍNDICE

SISTEMA SESI-SP DE ENSINO


1. Modalidades de Ensino....................................... 05
2. Proposta Educacional.......................................... 09
3. Matriz Curricular.................................................. 11
4. Sistema de Avaliação.......................................... 12
• Educação Infantil........................................... 12
• Ensino Fundamental, Ensino Médio e
Educação Técnica Profissional de
Nível Médio................................................... 13
• Educação de Jovens e Adultos.................... 14
5. Educação Integral em Tempo Integral................ 14
• Alimentação.................................................. 15
6. Lição de Casa....................................................... 18
7. Quadro de Funcionários..................................... 18
8. Horários de Entrada e Saída............................... 19
9. Reunião de Pais................................................... 19
10. Contato com a Equipe Escolar........................... 19
11. Horário de Atendimento da Secretaria.............. 20
12. Reunião de Professores...................................... 20
13. Objetos de Valor................................................... 22
14. Urgências em saúde............................................ 22
15. Formaturas........................................................... 23
16. Atividades Extracurriculares............................... 23
17. Transporte Escolar............................................... 24
18. Uniforme.............................................................. 24
19. Material Escolar................................................... 25
20. Exame Médico para Educação Física................. 25
21. Retenção de Alunos............................................. 25
22. Critérios de Ingresso nas Escolas SESI-SP........ 26
23. Renovação de Matrículas.................................... 27
24. Transferências de Alunos
entre Escolas SESI-SP......................................... 29
25. Permuta de Alunos entre Escolas SESI-SP........ 30
26. Pagamentos de Mensalidades Escolares.......... 31
• Bolsa de Estudos........................................... 32
27. Política de uso das Mídias Sociais do SESI-SP... 33
28. Regimento Comum da Rede Escolar SESI-SP....... 35
• Dos Direitos e Deveres dos Educandos.........35
• Das Sanções.................................................. 37
• Dos Direitos e Deveres da Família
do Educando................................................. 38

APRESENTAÇÃO

Esta cartilha foi elaborada especialmente para os pais ou


responsáveis e alunos, e tem como finalidade oferecer in-
formações sobre o funcionamento das escolas SESI-SP.

A matrícula ou renovação de matrícula de alunos na


Rede Escolar SESI-SP implica na aceitação de todos os
itens apresentados.

1. MODALIDADES DE ENSINO

A Rede Escolar SESI-SP possui Educação Infantil, Ensino


Fundamental (1º ao 9º ano), Ensino Médio (1º ao 3º ano) e
Educação de Jovens e Adultos (na Modalidade a Distância).

A Educação Infantil está implantada apenas no Centro de


Educação Infantil SESI n.º 036, localizado na Capital do Esta-
do, no bairro de Santana.

O Ensino Fundamental é oferecido em período integral, do


1º ao 5º ano, nas unidades escolares localizadas nos Centros
de Atividades e nos prédios próprios, sendo que, nas demais
unidades, ele se dá em período parcial. Do 6º ao 9º ano a
oferta é em período parcial.

O Ensino Médio é oferecido em período parcial, podendo


o estudante cursar a Educação Profissional Técnica de Nível
Médio concomitantemente, a partir do 2º ano, nas escolas
disponibilizadas pelo SENAI-SP.

Sistema SESI-SP de Ensino | 5


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

As escolas do SESI-SP oferecem estrutura apropriada para o


melhor aproveitamento educacional dos alunos.

A Educação Profissional Técnica de Nível Médio do SESI-SP


é oferecida por meio do Curso Técnico de Teatro Musical.
Com a crescente montagem de musicais no Brasil, nota-se
a ausência do profissional capacitado para atuar nesses es-
petáculos. As competências desenvolvidas durante as aulas
visam à realização, à coordenação e ao desenvolvimento de
técnicas e métodos voltados às expressões corporais, à dan-
ça e ao canto, tendo como foco todas as habilidades que
deverão ser desenvolvidas por meio dessas linguagens ar-
tísticas em contextos teatrais.

O profissional habilitado poderá atuar em casas de espetá-


culo, teatros, espaços alternativos de interação social, lazer
e cultura, sets de filmagens, instituições públicas e privadas,
além de festivais e mostras.

6 | Sistema SESI-SP de Ensino


O curso funciona somente no CAT Gastão Vidigal / Vila Leo-
poldina, período matutino, tem 2.400 horas/aula distribuídas
em 3 anos. Ao final, o estudante recebe a habilitação técnica
em teatro musical.

A Educação de Jovens e Adultos destina-se àqueles que não


puderam concluir seus estudos na idade própria. O SESI-SP
atua nessa modalidade atendendo aos estudantes por meio
de Educação a Distância – Ensinos Fundamental e Médio e
também atua nas empresas junto aos funcionários através
do Programa de Alfabetização Intensiva.

• CURSO LIVRE DE INGLÊS (SESI-SP IDIOMAS)


A inserção dos estudantes em um processo de aproximação e
estudo de outra língua abre horizontes para torná-los cidadãos
mais ativos e mais plurais neste mundo globalizado em que
vivemos, ao mesmo tempo em que os torna mais preparados
para o modelo de vida contemporâneo, assim como para o mer-
cado de trabalho, que, a cada dia, mostra-se mais competitivo.

Sistema SESI-SP de Ensino | 7


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

Com este propósito, o SESI-SP oferece o curso livre de lín-


gua estrangeira-inglês, aos estudantes, instituições conve-
niadas e à comunidade local.

No SESI-SP idiomas, as turmas Kids do curso são formadas


por estudantes da faixa etária de 6 a 10 anos, tendo a carga
horária 80 horas/ano, distribuídas em 32 aulas por semestre.

As turmas Teens são formadas por estudantes da faixa etá-


ria de 11 a 17 anos, de acordo com o nível de conhecimento

As bibliotecas, com acervo diversificado, possibilitam a consulta e


o desenvolvimento das aulas.

8 | Sistema SESI-SP de Ensino


linguístico, com a carga horária de 108 horas/ano distribuí-
das em 36 aulas por semestre.

2. PROPOSTA EDUCACIONAL
A proposta educacional da Rede Escolar SESI-SP, expressa
no Referencial Curricular do Sistema SESI-SP de Ensino e no
material didático próprio, está baseada na concepção de en-
sino, aprendizagem e pesquisa, na perspectiva de que “toda
criança ou adolescente é capaz de aprender se lhes forem
oferecidas boas situações de aprendizagem”.

Essa concepção está em conformidade com a Lei 9394/96,


art.1º, que dispõe: “A educação abrange os processos forma-
tivos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência
humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa,
nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e
nas manifestações culturais”.

Nesse sentido, família e escola devem manter estreito re-


lacionamento na formação do aluno, exercendo cada um o
seu papel na complexa tarefa de educar.

As atividades são planejadas pelos professores a partir do Re-


ferencial Curricular do Sistema SESI-SP de Ensino e do material
didático, como forma de garantir padrão do ensino oferecido
pela Instituição no Estado de São Paulo e respeitar a diversida-
de das diferentes realidades de cada unidade escolar.

Ainda, vale ressaltar que o Sistema SESI-SP de Ensino res-


peita o princípio inclusivo que acolhe as diferenças e propor-
ciona ambiente de aprendizagem adequada. Busca desen-
volver estratégias e modificações do currículo para atender

Sistema SESI-SP de Ensino | 9


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

às necessidades dos estudantes com deficiências, transtor-


nos ou altas habilidades.

Todo estudante que necessita de adaptações curriculares


e, ou estratégias diferenciadas tem o direito de recebê-las,
independente da apresentação ou não de laudo. O laudo é
importante, para auxiliar a escola na compreensão do pro-
blema, mas em hipótese alguma a falta deste deve permi-
tir a exclusão.

É importante que o estudante realize os tratamentos e te-


rapias necessárias para o seu desenvolvimento. Estes aten-
dimentos são de responsabilidade da família e devem ser
mantidos até que o estudante receba alta do profissional
que o atende.

Para os educandos com deficiência ou transtorno que não


atingirem os parâmetros exigidos para conclusão de ensino
será expedido declaração com terminalidade específica.

A Rede Escolar SESI-SP tem por finalidade:


I – O desenvolvimento integral do educando;
II – A formação de educandos com competências funda-
mentais para o exercício da cidadania, para continuar
aprendendo e para progredir no mundo do trabalho;
III – O desenvolvimento de práticas pedagógicas que pro-
porcionem ferramentas para a apropriação de conheci-
mentos, para uma relação competente com as tecnolo-
gias e consolidação de valores e atitudes básicas;
IV – A formação do cidadão produtivo, que possa contri-
buir para a melhoria da sua qualidade de vida e da co-
munidade (Regimento Comum da Rede Escolar SESI-SP).

10 | Sistema SESI-SP de Ensino


O Sistema SESI-SP de Ensino possui supervisão de ensi-
no própria.

3. MATRIZ CURRICULAR
Na Educação Infantil, as crianças estudam os seguintes ei-
xos de trabalho: Oralidade e Escrita, Matemática, Arte, Natu-
reza e Sociedade e Cultura Corporal.

Nos primeiros anos do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano),


são desenvolvidas as áreas de Linguagens (Língua Portu-
guesa, Arte e Educação Física); Ciências da Natureza, Mate-
mática e Ciências Humanas (História e Geografia).

Do 6º ao 9º ano são trabalhados os seguintes componen-


tes curriculares: Língua Portuguesa, Arte, Língua Estrangeira
Moderna – Inglês, Educação Física, Matemática, Ciências,
História e Geografia.

No Ensino Médio, os componentes curriculares a serem


cursados são Língua Portuguesa, Arte, Línguas Estrangeiras
Modernas – Inglês e Espanhol, Educação Física, Matemáti-
ca, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Sociologia
e Filosofia. A Língua Estrangeira Moderna é desenvolvida a
distância, por meio de plataforma virtual e sua realização é
facultativa.

O SESI-SP possui em sua Matriz Curricular o trabalho com o


Eixo Integrador no Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e no En-
sino Médio, que é uma estratégia de interdisciplinaridade de
uma área do conhecimento e interáreas, em que os estudantes
têm a oportunidade de conhecer, integrar e aplicar conteúdos e
experiências, para a solução de problemas.

Sistema SESI-SP de Ensino | 11


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

4. SISTEMA DE AVALIAÇÃO
O processo de avaliação nas Escolas SESI-SP tem como
perspectiva o aprimoramento da qualidade de ensino e da
aprendizagem, subsidiado por diferentes procedimentos de
avaliação e registros.
Para os estudantes com deficiências, transtornos e altas ha-
bilidades a avaliação da aprendizagem será realizada ofere-
cendo os mesmos recursos, estratégias e modificações que
foram disponibilizadas durante o processo de aprendizagem.

Além da avaliação da aprendizagem realizada pelos professo-


res, a equipe escolar avalia o desenvolvimento e os resulta-
dos do trabalho realizado por meio da Avaliação Institucional.

A Rede Escolar SESI-SP também é avaliada por instituição


externa, com o objetivo de conhecer o nível de desempenho
escolar dos alunos matriculados nos Ensinos Fundamental e
Médio, nos respectivos anos a serem avaliados.

A participação dos alunos em avaliações externas é de fun-


damental importância para o monitoramento da qualidade
do ensino ofertado pelo SESI-SP.

• EDUCAÇÃO INFANTIL
Na Educação Infantil, o resultado do processo avaliativo é
apresentado por relatório semestral, elaborado pelo profes-
sor, no qual são registrados os avanços e as dificuldades dos
alunos. Por meio desses registros, os pais poderão conhecer
e participar da vida escolar de seus filhos.

O relatório reflete o processo de observação, reflexão e inter-


venção do professor na trajetória da criança; os avanços mais

12 | Sistema SESI-SP de Ensino


marcantes percebidos em seu desenvolvimento, habilidades
e atitudes; as conquistas; e informações/conhecimentos sig-
nificativos, tendo como referência os objetivos de ensino ex-
pressos nas expectativas de ensino e da aprendizagem.

Conhecer os resultados do processo de ensino e da aprendi-


zagem, além de ser um direito, é um dever dos pais.

• ENSINO FUNDAMENTAL, ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO


PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO
No processo avaliativo do Ensino Fundamental, do Ensino Mé-
dio e na Educação Profissional Técnica as atividades de avalia-
ção são expressas por notas de 1,0 (um) a 10,0 (dez), graduadas
numa escala de 0,5 (cinco décimos) em 0,5 (cinco décimos) e,
ao final de cada etapa, é aferida a média aritmética.

A decisão sobre promoção ou retenção ocorrerá ao final de


cada ano letivo, sendo considerado aprovado aquele que ob-
tiver média aritmética igual ou superior a 7,0 (sete) pontos em
cada componente curricular/eixo de trabalho. O aluno que ob-
tiver média final inferior a 7,0 (sete) em até dois componentes
curriculares será submetido ao Conselho de Classe.

Para cada estudante com deficiências ou transtornos será


analisado qual é o critério de avaliação mais adequado de
acordo com as características apresentadas por cada um.
Pode-se utilizar tanto o critério de notas, quanto análise qua-
litativa por meio de relatório do professor.

O aluno será considerado retido quando obtiver média final


inferior a 7,0 (sete) pontos em três ou mais eixos de trabalho ou
componentes curriculares no Ensino Fundamental, no Ensino
Médio e na Educação Profissional Técnica de Nível Médio.
Os estudantes com deficiências, transtornos e altas habili-

Sistema SESI-SP de Ensino | 13


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

dades após análise de todo processo avaliativo e considera-


ção de todos os aspectos que envolvem o seu desempenho
global poderão ser aprovados ou retidos no ano em curso,
independentemente do diagnóstico apresentado por laudo
ou relatório.

Caso o aluno seja retido no último ano do Ensino Funda-


mental ou do Ensino Médio em até 3 (três) componentes
curriculares, ele poderá, por decisão do Conselho de Classe,
cursar apenas o(s) componente(s) curricular(es) em que fi-
cou retido no ano seguinte.

• EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS


A avaliação do estudante ocorre por meio de provas pro-
cessuais a serem realizadas presencialmente, mediante ca-
lendário divulgado a cada semestre, nas unidades escolares
do SESI-SP (polos e jurisdicionadas) e no AVA – Ambiente
Virtual de Aprendizagem.

5..EDUCAÇÃO INTEGRAL EM TEMPO INTEGRAL


A Educação Integral em Tempo Integral, destinada aos alu-
nos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, ocorre nas uni-
dades da Rede Escolar SESI-SP localizadas nos Centros de
Atividades e em algumas escolas externas.

A ampliação do tempo de permanência dos alunos na esco-


la representa um aspecto novo e relevante para o processo
educacional, pois permite a melhoria do ensino e da apren-
dizagem, de tal forma que possa proporcionar aos alunos
conhecimentos teóricos aliados a experiências, atribuindo a
eles competências e habilidades necessárias para o exercí-
cio pleno da cidadania.

14 | Sistema SESI-SP de Ensino


Além do trabalho realizado nos componentes curriculares,
são desenvolvidas, na Educação Integral em Tempo Integral,
atividades de orientação de estudos que auxiliam os estu-
dantes aprenderem a aprender.

Em todo o trabalho pedagógico desenvolvido, são garanti-


dos, além do respeito à diversidade e aos ritmos de aprendi-
zagem, momentos de diálogo, de exploração e manuseio de
materiais, de observação de fatos e fenômenos e a vivência
de situações pautadas na ludicidade.

Na Educação Integral em Tempo Integral, o horário de per-


manência na escola é de 9h diárias.

Contudo, em 1 (um) dia da semana, normalmente às quar-


tas-feiras, o aluno ficará na escola apenas um período, du-
rante 4h30. Nesse dia, os professores se reúnem para dis-
cutir o processo de ensino e da aprendizagem desenvolvido
durante as aulas.

• ALIMENTAÇÃO
São oferecidas três refeições diárias – lanche da manhã, al-
moço e lanche da tarde, exceto às quartas feiras, onde é ofe-
recido um lanche.
Lanches
Bebida - leite, iogurte ou suco.

Lanche - pão com recheio salgado ou doce, biscoito,


salgado assado, bolo ou torta.

Fruta - período parcial: em todos os lanches; período in-


tegral: somente no lanche da tarde, exceção para quar-
tas-feiras que deverá ser oferecido no lanche da manhã.

Sistema SESI-SP de Ensino | 15


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

Almoço
Cereal - arroz.

Leguminosa - feijão, lentilha, grão de bico, soja, ervilha


ou sopa contendo leguminosa.

Prato principal - carne bovina, frango, peixe ou ovo.

Guarnição e/ou salada - sendo 1 guarnição + 1 salada


ou 2 saladas.

Sobremesa - fruta: 4 x/semana, doce: 1x/semana.

Tendo em vista que o SESI-SP fornece três refeições diárias,


não é recomendado trazer alimentos de casa, devido aos ris-
cos envolvidos com o transporte e conservação dos mesmos.

As dietas especiais são atendidas mediante prescrição médi-


ca ou de nutricionista.

Devem conter as seguintes informações: Nome completo do


estudante, diagnóstico da patologia, data ou período de vali-
dade, assinatura, carimbo do médico, e encaminhada ao nu-
tricionista do Centro Educacional. Anualmente a prescrição
deverá ser atualizada, caso em algum momento haja a libe-
ração da dieta especial, a mesma irá ocorrer somente após a
apresentação da prescrição de alta médica.

Alimentações diferenciadas devido à religião, aversões, pre-


ferências alimentares ou filosofia de vida, não são conside-
radas dietas especiais.

16 | Sistema SESI-SP de Ensino


São realizadas ações que estimulam uma alimentação sau-
dável e consciente, por meio de campanhas no refeitório,
oficinas culinárias, horta escolar, entre outras.

O nutricionista da escola disponibiliza o cardápio para co-


nhecimento dos pais ou responsáveis. Em caso de dúvida
sobre a alimentação, consulte-o.

O SESI-SP oferece alimentação saudável com acompanhamento


de nutricionistas nas escolas da rede.

Sistema SESI-SP de Ensino | 17


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

6. LIÇÃO DE CASA
A lição de casa caracteriza-se como atividades que representam
oportunidades de autoaprendizagem, reflexão e crescimento
pessoal do aluno. São situações planejadas pelo professor para
que o aluno possa pensar e ser desafiado sobre o conhecimento
dos conteúdos que estão sendo desenvolvidos em sala de aula.

O ato de estudar também é entendido como lição de casa, pois


o desenvolvimento dessa competência é essencial para que se
possa continuar a aprender ao longo da vida de forma autônoma.

Nesse sentido, os pais e familiares podem contribuir, princi-


palmente nos anos iniciais, pois, nessa faixa etária as crian-
ças tendem a apresentar dificuldades em realizar as ativida-
des sozinhas.

Nos anos seguintes, auxiliam na organização do tempo e do


local para a realização da lição de casa, acompanhando a
execução das atividades.

7. QUADRO DE FUNCIONÁRIOS
Na Educação Infantil e nos cinco primeiros anos do Ensino
Fundamental, há um professor por classe. No caso da Educa-
ção Integral em Tempo Integral, muitas vezes os professores
dobram o período, permanecendo com a turma o dia inteiro,
além de haver a presença de estagiários de diversas áreas da
Educação. Nos quatro últimos anos do Ensino Fundamental
e no Ensino Médio, há professores especialistas atuando por
componente curricular e nos Eixos Integradores.

Na Educação Profissional Técnica de Nível Médio, a escola


conta com Supervisor Pedagógico, Coordenadores Técnicos,

18 | Sistema SESI-SP de Ensino


Especialistas em Teatro Musical e Assistente Técnico.

Há, também, outros profissionais que atuam nas unidades:


Professor Auxiliar Docente, Analista de Suporte de Informá-
tica, Bibliotecário, Inspetor de Aluno, profissionais de apoio
para a Educação Inclusiva, Coordenador Pedagógico e Dire-
tor de Escola, além do pessoal de apoio da Secretaria e da
Conservação e Manutenção. Os Auxiliares de Cozinha têm a
supervisão de nutricionista.

8. HORÁRIOS DE ENTRADA E SAÍDA


Os horários de entrada e saída são determinados pela unidade
escolar e é responsabilidade da família cumpri-los, inclusive
em compensações de dias letivos realizadas aos sábados e em
datas de reuniões. Não existe a possibilidade de a escola adap-
tar horários de acordo com a necessidade de cada família.

9. REUNIÃO DE PAIS
Durante o ano letivo, são programadas algumas reuniões
para que os pais possam aprofundar os conhecimentos so-
bre o projeto político pedagógico e a metodologia de ensino,
confirmando a compatibilidade entre os ideais apresentados
pela escola e os da família, além de permitir à escola com-
partilhar o desempenho dos alunos e os resultados obtidos.

10. CONTATO COM A EQUIPE ESCOLAR


A comunicação entre família e escola ocorre por meio de
comunicados impressos ou eletrônicos.

Sistema SESI-SP de Ensino | 19


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

Atendimento pessoal é realizado com agendamento prévio


por telefone ou e-mail e somente emergências são atendi-
das sem agendamento.

Desta forma, cabe aos pais manterem atualizados seus da-


dos, tais como endereço, telefone, e-mail, celular, etc. atra-
vés do site, no momento da renovação da matrícula ou sem-
pre que necessário, junto à unidade escolar.

Os pais dos estudantes com deficiências e transtornos se-


rão convocados com maior frequência às reuniões, pois
acreditamos que a parceria da escola, família e terapeutas
é necessária para escolha das melhores estratégias para a
aprendizagem. A família sempre deve comunicar atualiza-
ções e entregar os relatórios dos profissionais de saúde que
realizam atendimentos clínicos.

11. HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA SECRETARIA


Cada unidade escolar organiza o horário de atendimento de
sua secretaria.

Esse horário encontra-se afixado em lugar visível na escola e,


para o bom funcionamento administrativo, é preciso obser-
vá-lo rigorosamente.

12. REUNIÃO DE PROFESSORES


Durante o ano letivo, há reuniões com os professores como:
• Formação continuada: para aprimoramento da prática docente;
• Encontro pedagógico: para discussão de demandas da uni-
dade Escolar;

20 | Sistema SESI-SP de Ensino


• Conselho de classe: para discussão do grupo de professo-
res sobre o desempenho dos alunos;
• Discussão pedagógica coletiva: para os professores da
Educação Integral em Tempo Integral.

Nessas datas, as aulas poderão ser suspensas integral ou


parcialmente. Os pais serão comunicados antecipadamente
sobre as datas e os horários, de acordo com o calendário
escolar homologado.

A Rede SESI-SP dispõe de laboratórios de informática com equi-


pamentos de alto desempenho.

Sistema SESI-SP de Ensino | 21


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

13. OBJETOS DE VALOR


Não é permitido usar celular, portar objetos de valor ou equi-
pamentos sofisticados durante as atividades escolares. O
SESI-SP não se responsabiliza por esses objetos nem tam-
pouco indenizará o aluno caso esses objetos sejam perdidos
ou furtados. Caso o aluno insista em utilizá-los, estes serão
retirados e devolvidos ao final do dia letivo.

Se o aluno precisar portar dinheiro, recomendamos que os


pais orientem a melhor forma de guardá-lo (por ex.: bolso
com zíper, etc.).

As escolas possuem armários para que os alunos guardem


seu material escolar. O aluno é responsável pela chave, pelo
seu conteúdo e pelos cuidados com seus pertences.

14. URGÊNCIAS EM SAÚDE


Nos casos de urgências em saúde, a equipe escolar acionará
o SAMU ou o Serviço de Socorro Municipal para o enca-
minhamento do estudante ao pronto-socorro. Na impossi-
bilidade de contato com os serviços de emergência, o trans-
porte do estudante será realizado por táxi e acompanhado
por um funcionário da escola. Os pais serão comunicados
imediatamente da ocorrência.

Em outros casos não urgentes, os pais ou responsáveis se-


rão chamados a comparecer na unidade escolar para buscar
a criança ou adolescente e levar ao atendimento médico.

O SESI-SP não possui profissional na área da saúde para o


diagnóstico ou atendimento aos estudantes. A unidade es-

22 | Sistema SESI-SP de Ensino


colar não ministra qualquer tipo de medicamento, por via
oral, sem receita médica e autorização dos pais por escrito.

15. FORMATURAS
Cabe à unidade escolar realizar a entrega de declaração de
conclusão com a participação dos alunos concluintes do En-
sino Fundamental, Ensino Médio e da Educação Profissional
Técnica de Nível Médio.

De acordo com os pais desses estudantes, poderá ser for-


mada uma comissão de formatura, que será constituída e
acompanhada pelo Diretor da Escola e por representantes
legais dos alunos. Tal comissão será eleita em reunião pré-
-agendada para esta finalidade, cujo horário de realização
deverá conciliar com a disponibilidade da maioria dos pais.

Para a realização de festas de formatura, não é permitida,


respeitando-se a legislação vigente, a arrecadação de valo-
res provenientes de rifas, bingos, ações entre amigos, sor-
teios, ou seja, jogos de azar.

16. ATIVIDADES EXTRACURRICULARES


A realização de excursões com os alunos será previamente pla-
nejada pelos professores e autorizada pelo Coordenador Peda-
gógico e Diretor da Escola, mediante verificação da pertinência
e segurança do passeio, seja ele cultural ou de lazer. Sempre
existirá acompanhamento de profissionais da unidade escolar.

Os pais serão avisados antecipadamente e deverão autori-


zar, por escrito, a participação do filho no evento.

Sistema SESI-SP de Ensino | 23


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

17. TRANSPORTE ESCOLAR


A Rede Escolar SESI-SP não possui transporte escolar e
não mantém convênio com empresas que prestam esse
serviço, sendo este contrato feito entre família e condutor
de escolares, exclusivamente.

Os horários de entrada e saída dos alunos que utilizam o


transporte escolar são os mesmos dos demais alunos e o
cumprimento do horário escolar é de responsabilidade da
família, que tem que informar ao prestador de serviço, no
ato do contrato, os dias de aulas e horários de entrada e sa-
ída do seu filho na escola, pois não há exceção. Sugere-se
verificar o transporte escolar antes de efetuar a matrícula.

18. UNIFORME
Para a Educação Infantil, o Ensino Fundamental, o Ensino
Médio e a Educação Profissional Técnica de Nível Médio -
SENAI, o uso diário do uniforme completo e do tênis é obri-
gatório, por questões de segurança e identificação. O aluno
do Ensino Médio poderá, como alternativa, utilizar calça je-
ans. O SESI-SP não comercializa os uniformes e não possui
convênio com malharias.

O modelo padrão do uniforme da Rede Escolar SESI-SP po-


derá ser verificado através do site www.sesisp.org.br e sua
aquisição ficará sob responsabilidade dos pais.

Ao aluno que se apresentar na escola sem o uso de uniforme


completo, caberá aplicação de sanções conforme disposto
no Regimento Comum da Rede Escola SESI-SP, Art.49.

24 | Sistema SESI-SP de Ensino


19. MATERIAL ESCOLAR
O material didático do Sistema SESI-SP de Ensino configura-
-se como um dos recursos metodológicos que contribui com
o fazer pedagógico do docente e com a aprendizagem dos
estudantes. De uso obri­gatório para todos os alunos da Rede
Escolar, deve ser ad­quirido no início de cada ano letivo.

Outros materiais solicitados pelos professores para desen-


volvimento das atividades deverão, da mesma forma, ser
providenciados pelos responsáveis.

20. EXAME MÉDICO PARA EDUCAÇÃO FÍSICA


É de responsabilidade dos pais ou responsáveis legais o
cuidado com a saúde do(a) aluno(a), prevenindo eventuais
problemas, sejam eles, clínicos ou dermatológicos, durante
a prática de qualquer atividade física. Para tanto, no início de
cada ano letivo deverá ser assinado TERMO DE COMPRO-
MISSO entre as partes.

21. RETENÇÃO DE ALUNOS


Conforme Deliberação CEE 120/13, alterada pela Deliberação
CEE 155/17, nos casos de retenção em que os pais ou res-
ponsáveis não concordem com os resultados, os mesmos
deverão seguir o disposto:
• Pedido de reconsideração: deverá ser protocolado na
escola em até 10 dias, contados a partir da data de divul-
gação dos resultados;
.• A direção da escola terá 10 dias de prazo, após o retorno
às aulas, para informar sua decisão;
• Após decisão da unidade escolar, o estudante e seu respon-

Sistema SESI-SP de Ensino | 25


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

sável poderá protocolar na escola recurso da decisão, obe-


decendo ao prazo de 10 dias, contados da ciência da decisão;
• A escola encaminhará ao órgão de Supervisão Delegada
em até 05 dias, contados a partir de seu recebimento;
• O órgão de Supervisão Delegada emitirá sua decisão
sobre o recurso interposto no prazo máximo de 15 dias,
contados de seu recebimento.

Os prazos a que se refere a presente Deliberação ficarão


suspensos durante os períodos de recesso escolar e férias
dos docentes.

A inobservância dos prazos anteriormente citados acarreta-


rá, para o interessado, o indeferimento do pedido.

22. CRITÉRIOS DE INGRESSO NAS ESCOLAS SESI-SP


Os critérios para ingresso nas unidades escolares priorizam os
dependentes de industriários e são fixados, anualmente, pela
Superintendência e ratificados pelo Conselho Regional do SE-
SI-SP, sendo rigorosamente cumpridos por todas as unidades.

O ingresso de novos alunos ocorre através de inscrições re-


alizadas on line em período preestabelecido e amplamente
divulgado. De acordo com a demanda, ocorre sorteio públi-
co (para candidatos da Educação Infantil e do 1º ano do En-
sino Fundamental) ou processo seletivo (do 2º ao 9º ano do
Ensino Fundamental e Ensino Médio).

O processo seletivo dos estudantes com deficiências ou


transtornos é regulamentado de acordo com a Lei Brasilei-
ra de Inclusão da Pessoa com Deficiência (lei nº 13.146/15)
que assegura condições de igualdade para realização das

26 | Sistema SESI-SP de Ensino


provas, no que se refere ao local de aplicação das provas e
acessibilidade em todos os níveis.

O responsável pelo estudante deve informar no ato da ins-


crição a condição do candidato e entregar o relatório médico
que comprove o tipo de deficiência apresentada, bem como
a orientação de especialistas em saúde sobre quais as ne-
cessidades que o candidato necessita para realizar a prova.

O laudo médico (relatório, declaração) deve conter: nome


do estudante, idade, tipo de deficiência, transtorno ou alta
habilidade, data de expedição que não seja maior que seis
meses anteriores à data da inscrição, assinatura e indicação
do número de inscrição no Conselho Profissional.

Para ingresso no Curso de Teatro Musical - Educação Profis-


sional Técnica de Nível Médio, o candidato deve apresentar a
conclusão do Ensino Médio, ter 18 anos completos e passar
pela avaliação de aptidão. As inscrições são realizadas on line.

23. RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS


A renovação de matrícula do aluno na Rede Escolar SESI-SP
é uma decisão da família, realizada por sistema eletrônico
on line, no site https://portal.sesisp.org.br, em prazo previa-
mente estabelecido e amplamente divulgado.

Ao final do processo, o sistema disponibilizará o Contrato de


Prestação de Serviços Educacionais, que deverá ser impres-
so e assinado pelo responsável em duas vias e entregue na
unidade escolar dentro do prazo estabelecido. A renovação
da matrícula somente será confirmada pela unidade após o
recebimento do contrato assinado.

Sistema SESI-SP de Ensino | 27


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

A não renovação no prazo estabelecido significa que os pais


não se interessam pela continuidade de seu filho na escola
SESI-SP para o ano seguinte, em caráter irrevogável e irre-
tratável. O acesso ao sistema só será possível para os alunos
que estiverem em dia com os pagamentos.

Algumas observações:
a. Os alunos matriculados na última etapa da Educação
Infantil do Centro de Educação Infantil SESI n.º 036 têm
continuidade garantida no 1º ano do Ensino Fundamental
na unidade escolar de opção dos pais;
b. No caso de maior número de candidatos do Ensino
Fundamental para cursar o Ensino Médio em relação às
vagas, haverá classificação pelo desempenho do aluno,
considerando o somatório dos pontos obtidos nas duas
etapas iniciais do 9º ano do Ensino Fundamental nos com-
ponentes curriculares: Língua Portuguesa, Matemática, Ci-
ências, História e Geografia;
c. Os alunos matriculados no 9º ano do Ensino Fundamen-
tal em unidades escolares que ministrem o 1º Ano do Ensi-
no Médio concorrerão obrigatoriamente às vagas existen-
tes na unidade em que estão matriculados;
d. Os alunos matriculados no 9º ano do Ensino Fundamen-
tal em unidades escolares que não ministrem o 1º ano do
Ensino Médio poderão optar pela continuidade dos estu-
dos na escola de sua escolha e concorrerão às vagas re-
manescentes após atendimento total dos alunos matricu-
lados no 9º ano do Ensino Fundamental daquela unidade;
e. A opção por cursar a Educação Profissional Técnica de
Nível Médio no SENAI, concomitantemente ao Ensino Mé-
dio, ocorre ao final do 1º ano e estará sujeita a processo
seletivo, caso o número de vagas ofertadas para os cursos
seja menor que o número de candidatos.

28 | Sistema SESI-SP de Ensino


24.TRANSFERÊNCIAS DE ALUNOS ENTRE ESCOLAS SESI-SP
A transferência de alunos de uma unidade escolar SESI-SP
para outra poderá ocorrer mediante solicitação dos pais ou
do responsável, desde que haja vaga na escola de destino e,
ainda, considerando-se a adimplência de todos os pagamen-
tos referentes ao aluno.

Para transferências durante o ano letivo, os pais deverão ca-


dastrar a unidade escolar de interesse no endereço eletrôni-
co https://portal.sesisp.org.br, podendo ser solicitada a partir
do 1º dia letivo, tendo validade até o dia 31 de agosto.

As transferências entre unidades escolares para o próximo


ano letivo deverão ser solicitadas em período preestabele-
cido e amplamente divulgado, por meio de inscrição a ser
realizada no endereço eletrônico citado acima.

Existindo vagas, as transferências dos alunos serão atendi-


das segundo a ordem de prioridade descrita a seguir:
a. Mudança de município;
b. Aluno que possui irmão matriculado na unidade escolar
de interesse;
c. Doença que impeça o aluno de frequentar a escola
de origem;
d. Mudança de residência com proximidade da escola de
interesse, no mesmo município;
e. Aluno matriculado na Rede Escolar SESI-SP que não se
enquadra nas prioridades acima.

Havendo mais de uma solicitação enquadrada no mesmo cri-


tério, será realizado sorteio, com a presença dos pais ou res-
ponsável pelos alunos inscritos no processo de transferência.

Sistema SESI-SP de Ensino | 29


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

Na Educação Profissional Técnica de Ensino Médio não é


possível a realização de transferências.

25. PERMUTA DE ALUNOS ENTRE ESCOLAS SESI-SP


A permuta de alunos entre escolas da Rede Escolar SESI-SP
pressupõe a troca entre alunos de diferentes unidades es-
colares que cursam o mesmo ano de escolaridade. Poderá
ocorrer mediante solicitação dos pais e considerando-se a
adimplência de todos os pagamentos referentes aos alunos
envolvidos no processo.
Para a permuta será utilizado o cadastro efetuado pelos pais
ou responsável através de endereço eletrônico para fins de
transferência e dependerá da anuência dos Diretores das Es-
colas de origem e de destino.

A permuta poderá ser processada entre dois interessados


de duas unidades escolares ou entre vários interessados de
duas escolas.

Existindo mais de um interessado para a mesma Escola, no


mesmo ano de escolaridade, com apenas um aluno da outra
unidade pleiteando a troca, a permuta será realizada segun-
do a ordem de prioridade descrita a seguir:
a. M
. udança de município;
b..Aluno que possui irmão matriculado na unidade escolar
de interesse;
c..Doença que impeça o aluno de frequentar a escola de origem;
d..Mudança de residência com proximidade da escola de in-
teresse, no mesmo município;
e..Aluno matriculado na Rede Escolar SESI-SP que não se
enquadra nas prioridades acima.

30 | Sistema SESI-SP de Ensino


O SESI-SP oferece ambiente que possibilita a socialização de
seus alunos.

Havendo mais de uma solicitação enquadrada no mesmo


critério, será realizado sorteio, com a presença dos pais
ou responsáveis.

Na Educação Profissional Técnica de Nível Médio não é pos-


sível a realização de permutas.

26. PAGAMENTOS DE MENSALIDADES ESCOLARES


A cobrança dos serviços educacionais representa uma parti-
cipação da família do aluno para o financiamento da Educa-
ção Infantil, do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.

Sistema SESI-SP de Ensino | 31


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

De acordo com a Lei n.º 9870/99, a escola deverá apresentar


aos responsáveis a Tabela de Preços dos Serviços Educacio-
nais 45 dias antes da data final para a matrícula.

Os valores poderão ser pagos da seguinte forma:


⇒ Para a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino
Médio - pagamento à vista com 5% de desconto ou em 12
parcelas mensais e consecutivas (de janeiro a dezembro).

É possível aos pais solicitarem isenção de pagamento me-


diante comprovação de renda e apresentação de documen-
tos requeridos pela escola, conforme disposto na Instrução
de Serviço publicada anualmente e em cumprimento ao Arti-
go 69 do Regulamento do Serviço Social da Indústria – SESI.

Para o Curso Técnico de Teatro Musical a forma de pagamen-


to está prevista em Instrução de Serviço da Entidade.

• BOLSA DE ESTUDOS - 1º ANO DO ENSINO MÉDIO

1..O SESI-SP concederá, por liberalidade, bolsa de estudos


para os dois melhores alunos do 9º ano, oriundos da Rede
SESI-SP em 2018, desde que tenha frequentado o ano letivo
completo, que se matricularem no 1º ano do Ensino Médio
em 2019, sendo duas bolsas para cada turma.

2..A classificação para o 1º ano será realizada pelo desem-


penho do aluno, considerando o somatório dos pontos
obtidos nas três etapas do ano de 2018 nos componentes
curriculares: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, His-
tória e Geografia.

32 | Sistema SESI-SP de Ensino


3..Em caso de empate, o desempate se dará pela maior nota
de cada um dos componentes listados no item acima, con-
forme a ordem apresentada. Permanecendo o empate será
realizado sorteio manual

27. POLÍTICA DE USO DAS MÍDIAS SOCIAIS DO SESI-SP


As mídias sociais são atualmente um dos meios de comu-
nicação mais eficientes entre pessoas ou grupos, das quais
muitas participam ativamente.

Algumas delas são:


. Sites de redes sociais (Facebook, Myspace, Google+, Insta-
gram, Whatsapp, Snapchat, etc.);
Sites de microblogging (Twitter, etc.);
Blogs;
Vídeos e sites de compartilhamento de fotos
(Flickr, Youtube, Picasa, etc.);
Fóruns de discussão (Yahoo, Groups, etc.);
Enciclopédias on line (Wikipedia, etc.).

A seguir são apresentados os fatores que os pais devem ob-


servar para utilização dessas mídias quando seus filhos ci-
tam, comentam, discutem ou divulgam assuntos relativos à
escola, funcionários ou colegas:
a. Responsabilidade – O que for postado é de inteira respon-
sabilidade do aluno e, em pela condição de menor de idade,
extensivo aos pais e/ou responsáveis legais;
b. Respeito para com os outros e a si mesmo;
c. Idoneidade da informação: O aluno deve se certificar do as-
sunto antes de publicá-lo – a honestidade ou desonestidade é

Sistema SESI-SP de Ensino | 33


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

notada rapidamente no ambiente das mídias sociais;


d. Cuidado e prudência: Uma vez que as palavras foram pos-
tadas, dificilmente poderão ser corrigidas ou apagadas;
e. Cuidado com a linguagem escrita, não utilizando, por exem-
plo, palavras de baixo calão;
f. .Privacidade: O aluno deve garantir a sua e a dos outros. To-
dos têm direito à privacidade pessoal, de manter suas opi-
niões, crenças, pensamentos e emoções particulares. Deve
certificar-se de usar esse seu direito sem violar o direito de
privacidade de outras pessoas. Não divulgar fatos privados,
comentários, imagens, áudios, vídeos ou informações nos ca-
nais de mídia social que possam violar direito à privacidade
de outra pessoa;
g. Criação de identidade própria: Não utilização do nome da
escola ou da entidade para identificação.

Os docentes do SESI-SP são sistematicamente preparados e for-


mados para atuarem junto aos alunos.

34 | Sistema SESI-SP de Ensino


28. REGIMENTO COMUM DA REDE ESCOLAR SESI-SP
O Regimento Comum da Rede Escolar SESI-SP é composto
pelos princípios e objetivos gerais da Rede Escolar SESI-SP
em todas as modalidades e está disponível na unidade esco-
lar e no site www.sesisp.org.br. Neste documento, destacam-
se os itens que se referem aos direitos e deveres dos alunos e
das famílias, que devem ser devidamente observados.

Esse destaque se justifica porque a família e a escola de-


vem se preocupar com a socialização dos alunos, apresen-
tando regras sociais presentes nas relações estabelecidas
com as outras pessoas. A família faz isso quando, no dia a
dia, mostra as autoridades materna e paterna, construindo o
respeito pelo diálogo, quando insere limites sobre as ações
dos filhos. Eles devem saber que regras são importantes
para o convívio em sociedade. Portanto, é relevante que os
pais acompanhem a vida escolar de seus filhos atuando em
cooperação com a escola.

• DOS DIREITOS E DEVERES DOS EDUCANDOS


Art. 44. Cabe à escola, observada a legislação pertinente,
com a participação dos professores e educandos, elaborar
as normas disciplinares específicas da sua unidade para o
corpo discente, respeitados os princípios éticos da autono-
mia, da responsabilidade, da solidariedade, da equidade e
do respeito humano.

Art. 45. Os direitos do educando derivam dos direitos e ga-


rantias fundamentais dispostos na Constituição da Repú-
blica, no Estatuto da Criança e do Adolescente e na Lei de
Diretrizes e Bases da Educação Nacional em vigor.

Art. 46. São direitos do educando, além dos estabelecidos

Sistema SESI-SP de Ensino | 35


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

em legislação específica:
I. –ter asseguradas as condições necessárias ao desenvolvi-
mento de suas potencialidades nas perspectivas individu-
ais e sociais;
II. –ter condições favoráveis de aprendizagem;
III. – ter acesso aos recursos materiais e didáticos da unidade;
IV – receber acompanhamento pedagógico sistematizado;
V. – ser respeitado por todos os agentes do processo educativo;
VI – participar na definição de normas disciplinares da sua
escola, recebendo orientações explícitas sobre sua conduta

Art. 47. São deveres do educando, além daqueles estabele-


cidos nas normas disciplinares específicas da unidade:
I – conhecer e respeitar as normas administrativas e pe-
dagógicas inerentes às modalidades ou níveis de ensino;
II. – comparecer pontual e assiduamente às atividades es-
colares nos horários determinados pela escola, justifican-
do as ausências;
III – apresentar-se devidamente uniformizado;
IV – responsabilizar-se pelo seu desempenho escolar de
forma satisfatória;
V. – praticar a civilidade no relacionamento com funcioná-
rios e colegas;
VI – cooperar e zelar pela conservação dos equipamentos,
bens patrimoniais e prédio escolar, concorrendo, igual-
mente, para as boas condições de higiene das dependên-
cias da unidade;
VII – responsabilizar-se por apropriação indébita, danos
materiais causados à unidade ou a objetos de propriedade
alheia, repondo-os quando necessário;

36 | Sistema SESI-SP de Ensino


VIII – não portar material ou substância que represente pe-
rigo para saúde, segurança e integridade física própria ou
de outrem;
IX – cumprir as normas estabelecidas pelo código discipli-
nar da escola e as determinações superiores;
X. – observar rigorosa probidade na execução das ativida-
des escolares;
XI – não participar de movimentos de indisciplina coletiva;
XII – observar as normas de prevenção de acidentes, utili-
zando os equipamentos de segurança quando necessário.

Art. 48. É vedado ao educando:


I – servir-se de palavras ásperas, provocações e maus tratos
no relacionamento com professores, colegas e funcionários;
II – introduzir, nas dependências da escola, bebidas alcoó-
licas, substâncias tóxicas e qualquer tipo de arma, objetos
pontiagudos e outros;
III – vestir-se com trajes inadequados ao ambiente escolar;
IV – fumar nas dependências da escola;
V.– utilizar telefone celular durante as aulas;
VI – utilizar aparelhos eletrônicos, sonoros e de comunica-
ção quando não solicitados;
VII – frequentar a escola alcoolizado ou drogado;
VIII – danificar o patrimônio da escola;
IX – perturbar a disciplina nos vários setores da escola;
X. – denegrir a imagem do SESI-SP, dos profissionais e
educandos, por meio de diferentes mídias.

• DAS SANÇÕES
Art. 49. O educando que infringir as normas disciplinares da

Sistema SESI-SP de Ensino | 37


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

escola ou deste regimento receberá orientação e será passí-


vel de advertência verbal, escrita ou afastamento temporá-
rio, de até três dias, de todas as atividades escolares.
§ 1º- As penas de advertência escrita e de afastamento tem-
porário deverão ser aplicadas pelo responsável da escola,
com a ciência dos pais ou responsáveis.
§ 2º- Casos de extrema gravidade serão passíveis de desli-
gamento da escola, o que ocorrerá somente depois de ou-
vida uma comissão, constituída especialmente pela direção
da escola para a apuração dos fatos.

Art. 50. Toda e qualquer penalidade prevista neste regimen-


to somente poderá ser aplicada se a decisão estiver funda-
mentada na legislação vigente, salvaguardados:
I – direito à ampla defesa e recurso aos órgãos superiores,
quando for o caso;
II – assistência dos pais ou responsáveis, no caso de alunos
com idade inferior a dezoito anos;
III – direito à continuidade de estudos, na mesma escola ou
em outro estabelecimento.

• DOS DIREITOS E DEVERES DA FAMÍLIA DO EDUCANDO


Art. 51. São direitos da família do educando:
I – ser informada a respeito da proposta pedagógica, do pla-
no escolar, do regimento escolar e do resultado da aprendi-
zagem dos alunos;
II – ter acesso às informações sobre a conduta inadequada
do educando, imediatamente após a ocorrência;
III – ser ouvida em seus interesses, expectativas e proble-
mas que concorram para a compreensão do desenvolvi-
mento do educando;

38 | Sistema SESI-SP de Ensino


IV – ser respeitada pela escola em suas convicções políti-
cas, religiosas, condições sociais e características étnicas.

Art. 52. São deveres da família do educando:


I – colaborar com a elaboração da proposta pedagógica da
escola;
II – zelar por si e pelos seus dependentes no cumprimento
dos deveres previstos neste regimento escolar;
III – comparecer, de acordo com as convocações da escola,
às reuniões, para que seja informada ou esclarecida sobre
a vida escolar dos educandos;
IV – comunicar à escola a ocorrência de moléstia contagio-
sa, que possa colocar em risco a saúde e o bem-estar da
comunidade escolar.

Art. 54. Para os que não puderem atingir os parâmetros exi-


gidos para conclusão de ensino, as escolas expedirão decla-
rações com Terminalidade específica, quando plenamente
justificadas, ouvidos o (s) docente (s) da classe.

SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA – SESI


DEPARTAMENTO REGIONAL DE SÃO PAULO
GERÊNCIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO
2019

Sistema SESI-SP de Ensino | 39


SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

40 | Sistema SESI-SP de Ensino


Sistema SESI-SP de Ensino | 41
SISTEMA SESI-SP DE ENSINO

www.sesisp.org.br
42 | Sistema SESI-SP de Ensino