Anda di halaman 1dari 67

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

FARMACOBOTÂNICA
(FBF-0343)

Profa. Dra. Dominique C H Fischer

2019
Inclusões celulares na
identificação de drogas
vegetais.

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
MONOGRAFIAS

ou

DROGA-PADRÃO

droga em análise
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
ANÁLISES MACRO E MICROSCÓPICAS
Visão, Olfato, Tato, Sabor

Lupa

Lupa estereoscópica

Microscópio Ótico

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Microscópio Ótico
Partes do Microscópio

https://www.youtube.com/watch?v=b8sKWrWuGuY

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Elementos de diagnose

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
INCLUSÕES
ERGÁSTICAS/CELULARES

CONSIDERAÇÕES GERAIS

CONCEITO

IDENTIFICAÇÃO DAS INCLUSÕES

CLASSIFICAÇÃO INCLUSÕES ORGÂNICAS


INCLUSÕES INORGÂNICAS

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Com auxílio da Anatomia Vegetal:

-> Encontrar elementos de diagnose para


confirmação da identidade botânica da
espécie

-> Tecidos e Inclusões celulares

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Interesse da Farmacobotânica
Organelas? parede celular ?
?

Célula de parênquima

[Não são as organelas submicroscópicas]


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Parede celular

COLÊNQUIMA
ESCLERÊNQUIMA

FEIXE VASCULAR
(FLOEMA)
FEIXE VASCULAR
(XILEMA)
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Estudaremos o conteúdo celular
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
INCLUSÕES ERGÁSTICAS
[grego: ERGAZESTHAI = trabalhar]
- São produtos passivos, metabólitos resultantes da atividade
celular do protoplasto (primários /secundários=
subst.bioativas)

PAREDE CELULAR

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


INCLUSÕES ERGÁSTICAS
FUNÇÃO PARA O VEGETAL

- Produtos de armazenamento ou descarte;

- Acúmulo de reservas (metabólitos primários);

- Atração de polinizadores;

- Proteção contra a herbivoria (palatabilidade).

- Limitação: podem aparecer e desaparecer em determinados


momentos da vida da célula*

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


IMPORTÂNCIA das INCLUSÕES CELULARES
NA ANÁLISE DE DROGAS

São elementos auxiliares na identificação botânica


da
droga vegetal

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


∗Durante a diagnose de drogas vegetais ∗

Observam-se, as inclusões, nos tecidos e órgãos vegetais,


quanto a:

• Forma

• Localização

• Freqüência

• Distribuição

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


INCLUSÕES CELULARES

Quanto à natureza química


podem ser:

ORGÂNICAS

INORGÂNICAS

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


INCLUSÕES CELULARES

GRÃOS DE AMILO

GRÃOS DE ALEURONA
ORGÂNICAS
ÓLEOS FIXOS

ÓLEOS VOLÁTEIS

INULINA

OUTRAS

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Natureza química

1- Carboidratos
2- Proteínas
3 – Substâncias Lipofílicas
outras substâncias orgânicas:
Taninos,
outras substâncias fenólicas,
Resinas,
Gomas,
Látex,
Alcaloides,
Pigmentos:
Antocianinas,
Betalaínas
Outros
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
1- Amilo – AMIDO / FÉCULA

amiloplasto
célula parenquimática

Fotomicrografia de Eletromicrografia de
célula parenquimática contendo célula parenquimática contendo
grãos de amilo Amiloplastos / grãos de amilo

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


• Resulta da
polimerização da
glicose

• Estrutura com 2
polissacarídeos:
AMILOPECTINA
AMILOPECTINA
AMILOSE

AMILOSE
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Natureza cristalina do
grão de amido
Cruz de Malta

Grão de amido sob efeito de luz polarizada

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


hilo AMIDOS E FÉCULAS
lamelas

esférico cupuliforme
FORMATO DO GRÃO ovóide riniforme
poliédrico halteriforme

ESTRUTURA homogêneo
estratificado

puntiforme estrelado
FORMATO DO HILO linear circular
cruciforme poliédrico

central
POSIÇÃO DO HILO excêntrico

simples ou isolado
ESTADO DE AGREGAÇÃO composto
pseudocomposto

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


“impressão digital”

amido de feijão

reativo: Lugol
amido de milho

fécula de batata

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


DETECÇÃO

Reativo de Lugol = solução IODO-IODETADA

IMPORTÂNCIA

- auxílio na identificação de drogas


- excipientes farmacêuticos
- detecção de adulterações

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


1-Inulina
- polissacarídeo resultante da polimerização da frutose
- dissolvida no suco vacuolar,
- para observação ao microscópio, deve ser cristalizada ( forma de
esferocristais

http://www.cermav.cnrs.fr/pages_perso
/images/inulin2
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Inulina

esferocristais

Ocorrência Monocot/Dicot (Ex. Liliaceae/Asteraceae)

Acúmulo em órgãos subterrâneos (> ocorrência) [ Em folhas e


caules a frequência é <]
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Inulina
Para a planta:

- confere resistência a fatores desfavoráveis


- reserva e proteção das membranas
celulares contra a seca e o frio

Importância

- Indústria de alimentos: aditivo


[aumenta a viscosidade dos produtos (textura, aparência) – bebidas,
iogurtes, sorvetes]
- suplemento de dietas
- produção de xaropes de frutose
- Análises Clínicas: teste de função renal

Asega, AF. Enzimas do metabolismo de frutanos em Vernonia herbacea (Vell.) Rusby, 2003. [Dissertação.
Escola Superior de Agricultura “ Luiz de Queiroz”, USP]

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


2- Grãos de Aleurona
Reserva proteica, corpos proteicos, que ocorrem em sementes

Formam-se no interior do vacúolo

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Estrutura do Grão de Aleurona

Membrana limitante
Substância fundamental
Cristalóide

Gl
Cr
ML

reativo: Lugol

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


3- Inclusões lipofílicas

Óleos fixos

Na célula,
são observados
na forma de gotículas Lp
Lp
(Lp)

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Óleos fixos

= produtos de reserva, ésteres de ácidos graxos e


glicerol

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


ÓLEO FIXO

sementes
grão de aleurona óleo fixo

frutos

Detecção: Sudam III

Esfregaço de semente de Ricinus communis L.

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


ÓLEOS VOLÁTEIS
- misturas complexas de substâncias voláteis, lipofílicas, geralmente,
odoríferas e líquidas

Quimicamente, a grande maioria é constituída de:

Derivados fenilpropanóides Terpenóides (>)

Detecção: Sudam III

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Localização células secretoras

cutícula
TRICOMAS óleo volátil

estruturas secretoras externas


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
CÉLULA SECRETORA

célula oleífera

óleo volátil

estruturas secretoras internas

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Estrutura secretoras em drogas vegetais

Matricharia chamomilla L.

Eucalyptus sp.
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
4- TANINOS

com reativo
de FeCl3

compostos
alaranjados

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
INCLUSÕES CELULARES
INORGÂNICAS

Formatos Natureza química

DRUSAS

CRISTAIS PRISMÁTICOS
OXALATO DE CÁLCIO
RAFÍDEOS
INORGÂNICAS
AREIA CRISTALINA

CRISTAIS ESTILÓIDES

CISTÓLITOS CARBONATO DE CÁLCIO

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Natureza química

OXALATO
DE
CÁLCIO

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Importância na diagnose

beladona
trombeteira

meimendro

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


I - OXALATO DE CÁLCIO

- cálcio do solo + ácido oxálico (planta) [detoxificação/acúmulo de cálcio]


- proteção contra herbivoria
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
DRUSAS
cristais em roseta, ou em ouriço, agregados de microcristais piramidais

Comumente encontradas em Dicotiledôneas

estramônio, jaborandi, maracujá, malva, camomila, anis, funcho,


cravo-da-India

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Droga contendo drusas

Nomes Vulgares: Saia-branca, trombeteira, babado, trombeta-de-anjo,


copo-de-leite, zabumba-branca, sete-saias.

FOLHA

Brugmansia suaveolens (H.et B.ex Willd) Bercht. et Presley

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


RÁFIDES
cristais aciculares , geralmente,formando feixes

idioblasto

Principalmente, encontradas em Monocotiledôneas.

- escamas dos bulbos da cila, mesocarpo da baunilha, raízes de


ipecacuanha

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Droga contendo ráfides

RAIZ

Cephaelis ipecacuanha (Brotero) Richard

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


AREIA CRISTALINA
aglomerados de microcristais , geralmente, de formato piramidal

idioblasto

Principalmente, encontradas nas Solanaceae e Rubiaceae

folhas de beladona, cascas de quina

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


drogas contendo areia
cristalina

Atropa beladonna L.

Cinchona calysaya
Quina amarela

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


CRISTAIS PRISMÁTICOS
Podem ocorrer isolados ou em grupos, em células ou bainhas
cristalíferas, que envolvem grupos de fibras ou esclereídeos e nos
feixes vasculares

folhas de meimendro, cascas de amieiro-negro e cáscara sagrada

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Drogas contendo cristais
prismáticos

Rhamnus purshiana DC.

Secção transversal
Secção longitudinal

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


CRISTAIS ESTILOIDES

Apresentam formato alongado e secção transversal prismática

Pouco freqüentes. Ocorrem em espécies da família


Petiveriaceae e Phytolaccaceae

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Natureza química

CARBONATO
DE
CÁLCIO

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


CISTÓLITO
Ocorrência restrita litocisto
Ex: Famílias Moraceae, Urticaceae, Acanthaceae

CaCO3 istólito

Mesofilo de folha

Mesofilo de folha

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


CISTÓLITO

- Localização subepidérmica ou epidérmica


- Formatos (cacho de uva, agulha de bússola)
Litocisto

Cistólito

Secção longitudinal de folha Secção paradérmica de folha


Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
CISTÓLITO

cistólito

Cannabis sativa L.
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
Caracterização química das inclusões de
oxalato e de carbonato de Cálcio
Reativo “ de Oxalato”
Ácido sulfúrico........ 3 partes
Cloral hidratado....... 5 partes
Etanol............... .. 2 partes

CaCO3 + H2SO4 CaSO4 + CO2 + H2O

Inclusões de carbonato de cálcio


(cistólitos)

CaSO4 
CaC2O4 + H2SO4 CaSO4  + H2C2O4

Inclusões de oxalato de cálcio


(drusas, cristais prismáticos,etc.)
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
CARACTERIZAÇÃO DE INCLUSÕES CELULARES

SENTIDO DE SECÇÃO PARA OBSERVAÇÃO MICROSCÓPICA

eixo do órgão
vegetal
Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP
CARACTERIZAÇÃO DE INCLUSÕES CELULARES

REATIVOS HISTOQUÍMICOS

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


REATIVOS HISTOQUÍMICOS

Profa Dra. Dominique C H Fischer - FARMACOBOTÂNICA- FCF/USP


Microscópio Ótico

Como usar

https://www.youtube.com/watch?v=b8sKWrWuGuY

https://www.youtube.com/watch?v=QodzqzYflWQ

https://www.youtube.com/watch?v=CReyEhnL9VY
OLIVEIRA, F.; AKISUE, G. AKISUE, MK. Fundamentos de
Farmacobotânica e de morfologia vegetal. São Paulo: Atheneu.

OLIVEIRA, F.; AKISUE, G. AKISUE, MK. Farmacognosia. São Paulo:


Atheneu,

Fotos, desenhos, esquemas: Google/ internet/OLIVEIRA, F./ FISCHER,


DCH

Micrografias : Internet , FISCHER, DCH

FISCHER, DCH, 2019