Anda di halaman 1dari 2

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA


Prof. Paulo R. Brero de Campos
Disciplina Controle 1: 1_sem_2012

Modelamento de um SISTEMA TÉRMICO

Dada uma câmara isolada termicamente, com a seguinte configuração:

Onde, r = resistência elétrica utilizada para aquecer a câmara.


A variável de entrada é o fluxo de calor, qi, e a variável de saída é a temperatura
dentro da câmara, To, obtida através da tensão do sensor, Vo. Vamos buscar uma
maneira de fazer o modelamento desse sistema.

DEFINIÇÃO DE RESISTÊNCIA TÉRMICA


Dado um material que seja um condutor térmico. Se houver uma diferença de
temperatura em dois pontos distintos, haverá um fluxo de calor do ponto de maior
temperatura para o ponto de menor temperatura.

no qual T=temperatura e q=fluxo de calor. A resistência térmica é definida como:


R=(T1 - T2)/q

CAPACITÂNCIA TÉRMICA
A diferença entre o calor fornecido e o calor perdido através das paredes é
igual ao calor dentro da câmara:
qi -qo = calor armazenado na câmara.
O calor acumulado dentro da câmera é proporcional à taxa de variação da
temperatura na câmara, onde a constante de proporcionalidade (C) é definida
como capacitância térmica do meio dentro da câmara.
Então:

UTFPR DAELN Controle 1 Prof. Paulo R. Brero de Campos


qi - qo = C dTo/dt (1)
onde: qi=calor fornecido pela resistência
O fluxo de calor através das paredes da câmara é:
qo=(To-Ta)/Rt (2)
Rt - resistência térmica da parede
qi Rt
Substituindo (2) em (1): 1 + SCRt
To
qi - (To-Ta)/Rt = C dTo/dt
qi - To/Rt + Ta/Rt = C dTo/dt
Rtqi - To + Ta = RtC dTo/dt 1
Rtqi + Ta = RtC dTo/dt + To Ta
1 + SCRt

Aplicando a Transformada de Laplace:

Rtqi + Ta = SRtC To + To equação 3

Na equação 3, tem-se duas variáveis de entradas: Ta e qi e uma saída To. A


temperatura Ta tem o efeito de uma carga no sistema.
Note que para esse sistema a entrada desejada deveria ser qi e a saída
deveria ser To. Assim, não é possível escrever na forma de função de
transferência devido ao termo Ta.
Para resolver este problema define-se a resistência térmica da câmara
(Rte), como sendo:

Rte= Rt qi + Ta equação 4
qi

Substituindo (4) em (3)

Rte qi = SRtC To + To

To = Rte
qi 1 + SCRt

CRt = constante de tempo térmica da câmara


Este ajuste matemático pode ser feito em situações em que o fluxo de calor
qi é aplicado a uma taxa constante e Ta é constante, ou varia muito lentamente.
Esta equação será utilizada no experimento.
Fluxo de calor (q ou φ) – é a relação entre a quantidade de calor, Q, e o
intervalo de exposição, Δt. A unidade para o fluxo de calor é o Watt, W.
φ =Q/ Δt.

UTFPR DAELN Controle 1 Prof. Paulo R. Brero de Campos