Anda di halaman 1dari 7

Equações diferenciais-exercícios

1. Escreva a equação diferencial que modelize as seguintes situações:


1.1 Considere que P, em cada instante t, indica o número de indivíduos de uma dada
população. Sabe-se que a variação da população no tempo é proporcional à raiz
quadrada de P.
1.2 A aceleração de um determinado carro é proporcional à diferença entre 300Km/h e a
velocidade do carro.

2. Classifique as seguintes equações diferencias:


2.1 (y0 )2 + xyy0 = senx;
2.2 y00 + exy = tgx;
2.3 (y0 )2 + y00 = x.

3. Verifique qual das funções abaixo é solução do problema:


 
y0 − 2xcos x2 y = 0, y(0) = 1
2
y = 2esen(x ) ;
sen(x2 )
y=e ;
2
y = cos x2 esen(x ) .


2018/19 Dina Seabra 1/7


Equações diferenciais de 1a ordem - exercícios
1. Resolva o problema de valor inicial y0 − e2x y = 0, y(0) = 1;
2. Determine a solução geral das seguintes equações diferenciais:
2.1 y0 (x − 1) = y2 ;
2
xex
2.2 2y0 − 2 2 = 0;
y
2.3 xy0 − x2 − x2 y = 0;

3. Numa certa cultura de bactérias a taxa de aumento é proporcional ao número


presente. Sabendo que o número duplica ao fim de 2 horas, quantas bactérias
pode esperar ao fim de 6 horas?
4. De acordo com a lei de Newton a velocidade de arrefecimento de um corpo é
proporcional à diferença entre a temperatura T desse corpo e a temperatura
ambiente T0 .
4.1 Escreva e equação diferencial e determine o seu integral geral.
4.2 Sabendo que uma das substâncias se encontra à temperatura 100◦ C e é colocada num
ambiente à temperatura 20◦ C tendo arrefecido até 60◦ C ao fim de 5 minutos, determine o
tempo necessário para atingir 40◦ C.

5. Determine a equação da curva que tem a propriedade do declive da tangente em


qualquer dos seus pontos ser n vezes maior que o declive da reta que une esse
ponto à origem das coordenadas.

2018/19 Dina Seabra 2/7


Equações diferenciais de 1a ordem - exercícios (cont.)

1. Dada a equação diferencial x2 + xy dy − y2 dx = 0:




1.1 Prove que se trata de uma equação homogénea;


1.2 Apresente a equação diferencial de variáveis separáveis cujo integral geral seja o
mesmo que o da equação dada.
1.3 Integre a equação dada.

2. Verifique que as equações diferencias são homogéneas e determine o seu integral


geral:
2.1 xdy = (x + y)dx;
y
2.2 xy0 = y − xe x ;

3. Determine a solução geral de cada uma das seguintes equações diferenciais:


3.1 x + y + y0 = 0;
2
3.2 xy0 + 2y = 4ex ;
3.3 xy0 + 2y = senx.

2018/19 Dina Seabra 3/7


Equações diferenciais de 2a ordem

Equação homogénea associada y00 + a1 y0 + a2 y = 0, com r1 e r2 raízes da equação


característica ; −→ yh
i) r1 e r2 raízes reais com r1 6= r2 ; yH = C1 er1 x + C2 er2 x ,
ii) r1 = r2 ; yH = C1 er1 x + C2 xer1 x .
iii) r1 = α + β i, r2 = α − β i; yH = eαx (C1 cos(β x) + C2 sen(β x)) .
Exercícios
1. Um móvel desloca-se sobre o eixo Ox com aceleração proporcional à diferença
entre a velocidade e a posição. Determine a posição x = x(t) do móvel supondo que
x00 (0) = 2, x0 (0) = 1 e x(0) = 0.

2. Determine a solução do problema y00 − 9y = 0, y(0) = 1 ∧ y0 (0) = −1

2018/19 Dina Seabra 4/7


Equações diferenciais lineares de 2a ordem completas

Equação diferencial linear de 2a ordem de coeficientes constantes

y00 + a1 y0 + a2 y = b(x)

Coeficientes indeterminados; −→ y = yh + yp
Equação completa y00 + a1 y0 + a2 y = b(x) ; solução particular; yp

b(x) yp
eαx α não é raiz da equação característica, yp = meαx
α é raiz simples da equação característica, yp = mxeαx
α é raiz dupla da equação característica, yp = mx2 eαx
Pn (x) a2 6= 0, yp = qn (x)
a2 = 0 ∧ a1 6= 0, yp = xqn (x)
a0 cos(αx) a1 6= 0, yp = c1 cos(αx) + c2 sen(αx)
a1 = 0 e se αi for solução da equação homogénea
yp = c1 xcos(αx) + c2 xsen(αx)

2018/19 Dina Seabra 5/7


exercícios

1. Determine a solução geral das seguintes equações:


1.1 y00 − 3y0 + 2y = x2 ;
1.2 y00 − 3y0 = 3x2 ;
1.3 y00 − 2y0 + y = 5e2x ;
1.4 y00 − 4y = e2x ;
1.5 y00 − 3y = cos(3x);
1.6 y00 − 9y = sen(3x),
1.7 y00 − 2y0 = 5;
1.8 y00 + 4y = cos(2x);

2. Um modelo matemático de um dado circuito é dado pela equação diferencial


d2 Q
+ 9Q = 3e2t .
dt2
2.1 Apresente a solução geral da equação homogénea associada à equação.
2.2 Determine uma solução particular da equação dada.
dQ
2.3 Sabendo que a carga e a corrente iniciais são ambas zero, isto é, Q(0) = 0 e (0) = 0,
dt
determine a carga no instante t.

2018/19 Dina Seabra 6/7


Equações diferenciais lineares de 2a ordem completas

Método da variação das constantes;


y = C1 (x)φ1 (x) + C2 (x)φ2 (x)

0 φ2 (x) φ1 (x) 0
b(x) φ20 (x) φ10 (x) b(x)


C10 (x) = , C20 (x) = .
φ1 (x) φ2 (x) φ1 (x) φ2 (x)
φ10 (x) φ20 (x) φ10 (x) φ20 (x)

Exercícios
Determine a solução geral das seguintes equações:
1. y00 − 4y = xex
2. y00 + y = secx;
3. y00 + y = tgx.

2018/19 Dina Seabra 7/7