Anda di halaman 1dari 4

CEEP

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL


EM GESTÃO E TECNOLOGIA
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO RÉGIS PACHECO – IERP
CURSO TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

RESUMO TEXTUAL

ROSEMARY SANTOS SOUZA

Jequié/BA

Dez/2014
ROSEMARY SANTOS SOUZA

RESUMO TEXTUAL

Resumo textual apresentado ao Curso Técnico em Edificações do


Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Gestão e
Tecnologia em Jequié/BA, com fim avaliativo.

Professor: ​Djair Marques

Jequié/BA

Dez/2014
SENRA,  Nelson  de  Castro.  ​O  cotidiano  da  pesquisa.  São  Paulo:  Ática,  2005.  Série 
Príncípios. Caps. 1 a 3.  

O  autor  tem  como  “[...]  finalidade  a  exposição  do  processo  da  pesquisa  voltada  à 
mensuração  do  real”  (p.  7).  O  autor  apresenta  o  ato  de  pesquisar  a  partir  da  ação  do 
homem  sobre  os  fenômenos  inerentes  a  vivência  humana.  Ou  seja,  a  forma  de  agir  do 
homem  sobre  si  mesmo  e  sobre  a  sociedade.  Nesse  sentido, o uso da medida contraria a 
própria teoria conduzindo à sombra da verdadeira medida. 

“[...]  tais  livros,  [...]  tratam  principalmente  da  pesquisa  acadêmica  voltada  à  elaboração 
de  monografias,  se  envolvem  muito  mais  com  a  catalogação  e  a  sistematização  do 
conhecimento  existente  sobre  um  tema  particular  do  que  com  a  mensuração do real que 
lhe é inerente. Evitam, dessa forma, abrir em demasia o leque da ação acadêmica” (p.8). 

Segundo  o  autor,  a  academia  fornece  apenas  um  conhecimento  fechado,  particular  a 


temas  propostos.  Não  considera  a  complexidade  do  lugar  na  qual  o  objeto  de  pesquisa 
está  inserido,  fechando  todo  um  arcabouço  de  informações  e  possibilidades  acerca  do 
mesmo. 

Para  o  autor  a  estruturação  da  pesquisa  e  da  construção  do  projeto  de  pesquisa  não  é 
assim,  de  todo,  fácil  de  ser  elaborado.  Deve  seguir  uma  criteriosa  estrutura  começando 
pelos objetivos, os quais delimitarão os pontos de discussão para dar corpo ao projeto. 

“Tão  complexa  é  essa  tarefa,  quão  vital  para  a  pesquisa  é  seu  resultado,  que  será 
prudente  transcender a oralidade. [...] Ao final, ter-se-á o contorno claro dos objetivos da 
pesquisa,  respeitando  os  cânones  da  ciência,  as  regulações  da  teoria,  as  restrições  da 
técnica” (p. 11).  

Toda  pesquisa  que  se  realiza  espera-se,  portando,  os  resultados,  preferencialmente,  que 
se  aproxime  daquilo  que  já  se  pensava.  Sobremodo,  os  objetivos  traçados  conseguem 
margear e delimitar a metodologia a ser aplicada diante do objetivo ora encontrado. 
Posterior  a  isso,  busca-se  então,  definir  o  objeto  central  da  pesquisa.  Para  tal,  faz-se 
necessário  perceber  e  considerar  a  realidade  de  inserção  do  objeto,  cuja  maior 
compreensão  se  quer  alcançar  pela  medida,  considerando  duas  características 
importantes:  a  interdependência  na  qual  todas  as  coisas  estão  relacionadas  umas  às 
outras; e de fluência em que todas as coisas, a todo momento, se transformam. 

Por  essa  abrangência,  a  realidade  do  objeto  deve  ser  recortada,  tendo-se,  então  um 
isolado da realidade. 

Assim,  pode-se  construir  um  projeto  para  a  pesquisa  ser  realizada  após  a  definição  do 
objetivo,  e  encontro  do  objeto  (isolado  da  realidade),  trata-se  posteriormente  de  sua 
estruturação,  que  segundo  o  autor  compõe-se  de  ​primeira  parte  (registro  das 
discussões  realizadas  sobre  objetivos e objeto): origem e os objetivos da pesquisa, sua 
fundamentação  teórica  na  forma  de  conceitos  e  de  definições;  ​segunda  parte  (ações 
inerentes  à  implantação  e  à  execução  da  pesquisa):  ​não  se  deve,  contudo  considerar 
que  as  partes  que  complementam  o  projeto não são imutáveis. Podendo, o mesmo sofrer 
alteração  à  medida  que  for  necessário,  não  podendo  entretanto,  ultrapassar o delimitado 
nos objetivos.