Anda di halaman 1dari 8

PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO SECUNDÁRIO

Prova Escrita de PSICOLOGIA B


Prova 340 | 2016
Decreto-lei n.º 139/2012 de 5 de Julho 1.ª Fase

12.º Ano de Escolaridade Duração da prova: 90 minutos

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.


As respostas são registadas em folha própria, fornecida pelo estabelecimento de ensino (modelo oficial).
Não é permitido o uso de corretor.
Escreva de forma legível a numeração dos grupos e dos itens, bem como as respetivas respostas.
As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos.
Para cada item, apresente apenas uma resposta. Se escrever mais do que uma resposta a um mesmo
item, apenas é classificada a resposta apresentada em primeiro lugar.
Para responder aos itens de escolha múltipla, escreva, na folha de respostas:
• o número do item;
• a letra que identifica a única opção escolhida.

As cotações dos itens encontram-se imediatamente abaixo.

Cotações

Grupo I Grupo II Grupo IIII


1. 5 pontos 1. 20 pontos 1. 50 pontos
2. 5 pontos 2. 20 pontos
3. 5 pontos 3. 20 pontos
4. 5 pontos 4. 10 pontos
5. 5 pontos 5. 20 pontos
6. 5 pontos 6. 10 pontos
7. 5 pontos
8. 5 pontos
9. 5 pontos
10. 5 pontos
50 pontos 100 pontos 50 pontos

Total: 200 pontos

PEF 340 – Página 1 de 4


GRUPO I
Este grupo é constituído por dez itens de escolha múltipla

Selecione a opção correta.

1. Um gene é:
(A) Um segmento indivisível de ADN.
(B) Uma macromolécula conhecida como ADN.
(C) Um segmento divisível de ADN.
(D) Uma micromolécula conhecida como ADN.

2. Considere os seguintes enunciados sobre o sistema nervoso.


1. As mensagens geradas no cérebro chegam aos músculos e glândulas através dos nervos
sensoriais.
2. A medula espinal tem um importante papel contra as agressões do meio, através do ato reflexo.
3. As mensagens recebidas do meio exterior são conduzidas até ao cérebro pelos nervos motores.
4. Os neurónios são células especializadas na receção, condução e transmissão do impulso nervoso.
Deve dizer-se que:
(A) 2 e 4 são incorretos; 1 e 3 são corretos.
(B) 2 e 3 são incorretos; 1 e 4 são corretos.
(C) 1 e 3 são incorretos; 2 e 4 são corretos.
(D) 1 e 2 são incorretos; 3 e 4 são corretos.

3. Considere os seguintes enunciados sobre processos cognitivos e aprendizagem.


1. Reforço positivo e negativo são conceitos fundamentais do condicionamento clássico.
2. No condicionamento clássico, o indivíduo aprende a associar estímulos de forma involuntária.
3. Na aprendizagem social, o indivíduo aprende ao observar o comportamento de modelos.
4. Estímulo neutro e condicionado são conceitos fundamentais do condicionamento operante.
Deve dizer-se que:
(A) 2 e 4 são incorretos; 1 e 3 são corretos.
(B) 2 e 3 são incorretos; 1 e 4 são corretos.
(C) 1 e 4 são incorretos; 2 e 3 são corretos.
(D) 1 e 2 são incorretos; 3 e 4 são corretos.

4. A investigação de Damásio destaca:


(A) A universalidade de seis emoções básicas, primárias ou universais.
(B) A importância da cultura e das regras de exibição na expressão emocional.
(C) A existência de um atalho neural crucial na reatividade emocional ao medo.
(D) O papel das emoções na consciência, na tomada de decisão e no sentido moral.

5. Atualmente, quando os psicólogos falam em relações precoces de vinculação referem-se:


(A) À relação que naturalmente se estabelece entre o bebé e a mãe biológica.
(B) À relação afetiva recíproca que se estabelece entre o bebé e os seus cuidadores.
(C) À relação que naturalmente se estabelece entre o bebé e a sua família.
(D) À relação recíproca que se estabelece entre o bebé e quem o alimenta.

PEF 340 – Página 2 de 4


6. Considere os seguintes enunciados sobre relações interpessoais e cognição social.
1. As expectativas acabam por influenciar em grande escala o comportamento das partes envolvidas.
2. As atitudes são os comportamentos de um indivíduo face a um determinado objeto social.
3. Nas atitudes, podem distinguir-se três componentes: cognição, emoção e conação.
4. As primeiras impressões são muito importantes para o desenrolar de uma relação pessoal.
Deve dizer-se que:
(A) 1 e 4 são corretos; 2 e 3 são incorretos.
(B) 1 e 3 são corretos; 2 e 4 são incorretos.
(C) 2 e 4 são corretos; 1 e 3 são incorretos.
(D) 2 e 3 são corretos; 1 e 4 são incorretos.

7. Considere os seguintes enunciados sobre a teoria de Bronfenbrenner. Qual ou quais constituem


bons exemplos de macrossistema?
1. As mulheres continuam a estar sub-representadas em cargos de gestão e em centros de decisão.
2. O João decidiu organizar uma festa em sua casa e convidou todos os colegas da turma.
3. O pai da Rita tem andado desanimado e sem paciência, pois perdeu o emprego.
4. Um terço das crianças privadas de frequentar a escola vivem em zonas de conflito.
Deve dizer-se que:
(A) 1 e 3 são bons exemplos de macrossistema.
(B) 3 e 4 são bons exemplos de macrossistema.
(C) 2 e 3 são bons exemplos de macrossistema.
(D) 1 e 4 são bons exemplos de macrossistema.

8. Watson rompeu com a perspetiva wundtiana, ao introduzir o método clínico para estudar o seu
objeto de estudo, o comportamento. Esta afirmação é:
(A) Falsa, pois Watson não escolheu como objeto de estudo o comportamento.
(B) Verdadeira, pois Watson questionava o método introspetivo eleito por Wundt.
(C) Falsa, pois Watson elegeu como método de estudo o método experimental.
(D) Verdadeira, pois Watson considerava que a psicologia era uma ciência objetiva.

9. Segundo Freud, é no estádio oral que o Id se forma. Esta afirmação é:


(A) Falsa, pois o Id é uma estrutura inata.
(B) Verdadeira, pois o Id forma-se no primeiro ano de vida.
(C) Falsa, pois o Id forma-se durante o complexo de Édipo.
(D) Verdadeira, pois o Id desenvolve-se a partir da alimentação.

10. Um psicólogo não é médico e, como tal, não pode medicar. Esta afirmação é:
(A) Falsa, pois o psicólogo é o profissional de saúde mental mais qualificado para medicar.
(B) Verdadeira, pois o psiquiatra é o profissional de saúde mental mais qualificado para medicar.
(C) Falsa, pois o psiquiatra é o profissional de saúde mental mais qualificado para medicar.
(D) Verdadeira, pois apenas os psicanalistas são profissionais qualificados para prescrever fármacos.

PEF 340 – Página 3 de 4


GRUPO II
Este grupo é constituído por dois itens de resposta curta e objetiva e quatro itens de resposta restrita

1. A cultura e a sociedade encontram-se em cada um de nós, mesmo quando explicitamente refutamos


algumas das suas normas de conduta. Caracterize o processo de socialização.

2. A perda da capacidade de recordar ou de reproduzir o que foi aprendido designa-se por


esquecimento. Relacione memória e esquecimento.

3. Paul Ekman é um dos psicólogos pioneiros no estudo das emoções. Exponha as principais teses que
defendeu a propósito das emoções e da expressão emocional.

4. Todos nós temos objetivos e podemos alcançá-los de diferentes maneiras. Defina processos
conativos.

5. As experiências de Harlow com crias de macacos forneceram base empírica para a teoria da
vinculação de Bowlby. Apresente as conclusões a que foi possível chegar.

6. O modelo de Bronfenbrenner envolve o estudo científico dos diversos contextos naturais. Diga o que
se entende por microssistema.

GRUPO III
Este grupo é constituído por um item de resposta extensa

1. Considere o documento que se segue na sua resposta à questão 1.1.

Um tribunal brasileiro condenou este domingo 23 polícias militares a 156 anos de prisão cada um pelo seu envolvimento
na morte de 13 presos durante o massacre da prisão de Carandiru, em São Paulo, ocorrido em 1992, onde morreram
111 reclusos. (…) No conjunto do processo irão ser julgados 76 agentes pelo massacre que aconteceu quando a polícia
entrou na prisão de Carandiru para acabar com uma luta entre fações rivais. Nenhum polícia morreu durante o motim. O
caso do Massacre de Carandiru é tão complexo que só 26 dos 83 acusados estão atualmente a ser julgados. Os
advogados de defesa dizem que os agentes estavam a cumprir ordens e que não há provas forenses para determinar
quem matou os prisioneiros. A acusação do Ministério Público diz que muitos dos presos foram assassinados à queima-
roupa dentro das suas celas. (…) Segundo a acusação, as mortes foram praticadas por uma ação coletiva, comandada
pelo então capitão Ronaldo Ribeiro dos Santos, na qual todos contribuíram igualmente “para praticar a barbaridade que
praticaram”, disse o procurador Márcio Friggi.
«23 Polícias brasileiros condenados a 156 anos pelo Massacre de Carandiru»,
Público em linha, 21/04/2013, in http://www.publico.pt/mundo/noticia

1.1. Os grandes crimes da humanidade não são cometidos por monstros, mas por gente comum que
aceita ordens superiores.

Desenvolva o tema analisando:


 O fenómeno de influência social;
 Os estudos clássicos sobre obediência;
 O conceito de desindividuação.

PEF 340 – Página 4 de 4


Critérios de classificação
PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO SECUNDÁRIO
Prova Escrita de PSICOLOGIA B
Prova 340 | 2016
Decreto-lei nº 139/2012 de 5 de Julho 1.ª Fase

12.º Ano de Escolaridade Duração da prova: 90 minutos

Cotações
Grupo I Grupo II Grupo IIII
1. 5 pontos 1. 20 pontos 1. 50 pontos
2. 5 pontos 2. 20 pontos
3. 5 pontos 3. 20 pontos
4. 5 pontos 4. 10 pontos
5. 5 pontos 5. 20 pontos
6. 5 pontos 6. 10 pontos
7. 5 pontos
8. 5 pontos
9. 5 pontos
10. 5 pontos
50 pontos 100 pontos 50 pontos

Total: 200 pontos

Nos itens de escolha múltipla (itens de seleção), a cotação do item só é atribuída às respostas que
apresentem de forma inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero
pontos.

Nos itens de construção (itens de resposta curta e objetiva, de resposta restrita e de resposta extensa), os
critérios de classificação apresentam-se organizados por níveis de desempenho. A cada nível de
desempenho corresponde uma dada pontuação. No caso de, ponderados todos os dados contidos nos
descritores, permanecerem dúvidas sobre o nível a atribuir, deve optar-se pelo mais elevado de entre os
dois tidos em consideração. No caso de a resposta não atingir o nível 1 de desempenho no domínio
específico da disciplina, a classificação a atribuir é zero pontos.

Nível Descritor
Composição bem estruturada, sem erros de sintaxe, de pontuação e/ou de ortografia, ou com
3
erros esporádicos, cuja gravidade não implique perda de inteligibilidade e/ou de sentido.
Composição razoavelmente estruturada, com alguns erros de sintaxe, de pontuação e/ou de
2
ortografia, cuja gravidade não implique perda de inteligibilidade e/ou de sentido.
Composição sem estruturação aparente, com erros graves de sintaxe, de pontuação e/ou de
1
ortografia, cuja gravidade implique perda frequente de inteligibilidade e/ou de sentido.

PEF 340 – Página 5 de 4


GRUPO I

Este grupo é constituído por dez itens de escolha múltipla

1. (A) – 5 pontos
2. (C) – 5 pontos
3. (C) – 5 pontos
4. (D) – 5 pontos
5. (B) – 5 pontos
6. (A) – 5 pontos
7. (D) – 5 pontos
8. (C) – 5 pontos
9. (A) – 5 pontos
10. (B) – 5 pontos

GRUPO II

Este grupo é constituído por dois itens de resposta curta e objetiva e quatro itens de resposta restrita

1. 20 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Define socialização como processo através do qual, ao longo da vida, o indivíduo
4 5 6
adquire e transmite uma dada cultura.
 Caracteriza a socialização primária como um processo que ocorre durante a
5 6 7
infância, permitindo a aquisição de um conjunto de saberes básicos.
 Caracteriza a socialização secundária como um processo que acompanha toda a
5 6 7
vida, permitindo ajustamentos do indivíduo em função de alterações significativas.

2. 20 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Define memória como habilidade para adquirir e conservar informação com base
4 5 6
nos processos mentais de codificação, retenção e recuperação.
 Compreender que o esquecimento, regra geral, não é uma doença da memória,
5 6 7
mas uma característica inerente ao seu funcionamento.
 Referir que existem várias explicações e teorias para o justificar o esquecimento e
5 6 7
diferentes consequências.

PEF 340 – Página 6 de 4


3. 20 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Apresenta a tese 1: Algumas emoções são inatas. Por isso, estão presentes e são
reconhecidas universalmente. São elas a tristeza, a alegria, o medo, o nojo, o 5 6 7
espanto e a ira.
 Apresenta a tese 2: As expressões faciais associadas a cada emoção são distintas
4 5 6
entre si, involuntárias, previsíveis e relativamente fáceis de ler.
 Apresenta a tese 3: A universalidade de algumas emoções e das suas respetivas
expressões faciais não exclui a existência de regras de expressão, culturalmente 5 6 7
definidas.

4. 10 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Define processos conativos como o conjunto de processos psíquicos associados à
motivação e às intenções que mobilizam o comportamento em direção a um 8 9 10
objetivo específico.

5. 20 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Apresenta a conclusão 1: Existe uma necessidade inata de conforto de contacto. 5 6 7
 Apresenta a conclusão 2: A necessidade de conforto de contacto e a tendência
5 6 7
primária para estabelecer laços afetivos são independentes da alimentação.
 Apresenta a conclusão 3: As relações afetivas que se estabelecem precocemente
ou a sua ausência têm consequências no desenvolvimento socioafetivo dos 4 5 6
indivíduos.

6. 10 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Diz que o microssistema corresponde ao ambiente imediato que rodeia a pessoa
em desenvolvimento, incluindo atividades, papéis e relações experienciadas face a 8 9 10
face.

PEF 340 – Página 7 de 4


GRUPO III

Este grupo é constituído por um item de resposta extensa

1. 50 pontos

Níveis
Descritores
1 2 3
 Mostra que a influência social engloba tudo o que gera mudança das perceções,
juízos, atitudes ou comportamentos de um indivíduo a partir do seu conhecimento 4 5 6
das perceções, juízos e atitudes dos outros.
 Explica que quando as pessoas recebem ordens de uma autoridade que
reconhecem como legítima e não se sentem responsáveis pelas ações que levam a 4 5 6
cabo, acontece a obediência, um fenómeno de influência social.
 Refere que Milgram demonstrou a tendência para não resistir às exigências da
4 5 6
autoridade, mesmo sabendo que estas são incorretas ou eticamente condenáveis.
 Expõe sumariamente a experiência da máquina de eletrochoques de Milgram. 4 5 6
 Menciona que Zimbardo se propôs descobrir como é que pessoas comuns se
comportariam se fossem colocadas na situação de autoridades com poder 4 5 6
discricionário.
 Expõe sumariamente a experiência da prisão de Stanford, de Zimbardo. 4 5 6
 Caracteriza o conceito de desindividuação como um fenómeno que ocorre quando
as pessoas, inseridas em grupos ou multidões, perdem a sua individualidade, 4 5 6
deixando de seguir padrões pessoais de regulação da conduta.
 Mostra que o exemplo do massacre da prisão de Carandiru pode ser lido como
6 7 8
consequência de processos de obediência cega e de desindividuação.

PEF 340 – Página 8 de 4