Anda di halaman 1dari 4

Análise Matemática II E

Departamento de Matemática FCT-UNL

Ficha de Exercı́cios: “Espaços vectoriais de dimensão finita”


1. Para cada uma das equações quadráticas identifique a secção cónica e determine os vértices e os focos:

(a) x2 = 4y − 2y 2 ; (b) y 2 − 8y = 6x − 16; (c) y 2 + 2y = 4x2 + 3.

2. Determine as intersecções com os planos coordenados de cada uma das seguintes superfı́cies, identificando-
a e elaborando um seu esboço:

(a) x = y 2 + 4z 2 ; (e) −x2 + 4y 2 − z 2 = 4; (i) y = z 2 − x2 ;


(b) 9x2 − y 2 + z 2 = 0; (f) 4x2 + 9y 2 + z = 0; (j) x = y 2 − z 2 .
(c) x2 = y 2 + 4z 2 ; (g) 36x2 + y 2 + 36z 2 = 36;
(d) 25x2 + 4y 2 + z 2 = 100; (h) 4x2 − 16y 2 + z 2 = 16;

3. Considere a superfı́cie definida em R3 por z = x2 + y 2 . Escreva uma equação e elabore um esboço da


superfı́cie que se obtém por reflexão desta segundo o plano:

(a) z = 0; (c) y = 0; (e) x = z;


(b) x = 0; (d) y = x; (f) y = z.

4. Identifique cada uma das superfı́cies quadráticas esboçando-as:


p
(a) z = x2 + y 2 ; (e) 4x2 + y 2 + 4z 2 − 4y − 24z + 36 = 0;
p
(b) z = 1 + 4x2 + 4y 2 ; (f) 4y 2 + z 2 − x − 16y − 4z + 20 = 0;
p
(c) x = − 2y 2 + 3z 2 ; (g) x2 − y 2 + z 2 − 4x − 2y − 2z + 4 = 0;
p
(d) z = 1 − x2 − y 2 ; (h) x2 − y 2 + z 2 − 2x + 2y + 4z + 2 = 0.

p
5. Esboce a região limitada pelas superfı́cies de equação z = x2 + y 2 e x2 + y 2 = 1, para 1 ≤ z ≤ 2.

6. Esboce a região limitada pelos parabolóides z = x2 + y 2 e z = 2 − x2 − y 2 .

7. Determine uma equação da superfı́cie obtida pela rotação da parábola y = x2 em torno do eixo dos y.

8. Determine uma equação da superfı́cie obtida pela rotação da recta x = 3y em torno do eixo dos x.

9. Represente geometricamente e indique as coordenadas cartesianas dos pontos cujas coordenadas polares
são as seguintes:

(a) (1, π); (b) (2, − 2π


3 ); (c) (1, 5π
2 ); (d) (2, − 7π
6 ).

10. Em cada uma das alı́neas esboce a região do plano que consiste no conjunto de pontos cujas coordenadas
polares satisfazem as condições dadas:

5π 7π
(a) 1 ≤ r ≤ 2; (c) 2 < r < 3, 3 ≤θ≤ 3 ;

(b) 0 ≤ r < 4, − π2 ≤ θ < π


6; (d) r ≥ 1, π ≤ θ ≤ 2π.
11. Identifique a curva indicando uma equação cartesiana para cada uma das seguintes condições:

(a) r = 2; (b) r cos θ = 1; (c) r = 3 sin θ; (d) r = 2 sin θ + 2 cos θ;

12. Encontre uma equação polar que represente a curva definida por cada uma das seguintes equações carte-
sianas:

(a) x = 3; (c) x = −y 2 ; (e) x2 + y 2 = 2cx;


(b) x2 + y 2 = 9; (d) x + y = 9; (f) xy = 4.

13. Considere a região R descrita pelas seguintes condições: x2 + y 2 ≤ 4, x − y ≥ 0 e x ≤ 0. Faça um esboço


da região e descreva-a em coordenadas polares.

14. Considere a região R do plano dada pelas condições: y ≥ 0 e (x − 21 )2 + y 2 ≤ 14 .

(a) Faça um esboço da região R.


(b) Descreva a região por meio de inequações da forma:
(
r1 (θ) ≤ r ≤ r2 (θ)
θ1 ≤ θ ≤ θ2

onde (r, θ) são as coordenadas polares de um ponto do plano.


√ √
3
15. Considere a região do plano R = {(x, y) ∈ R2 : y − 9 − x2 < 0 e 3 − x < y ≤ 3 x}.

(a) Represente geometricamente a região R.


(b) Descreva a região R em coordenadas polares.

16. Represente geometricamente e indique as coordenadas cartesianas dos pontos cujas coordenadas cilı́ndricas
são as seguintes:

(a) (1, π, e); (b) (2, − 2π


3 , 5); (c) (1, 5π
2 , −1); (d) (2, − 7π
6 , 0).

17. Em cada uma das alı́neas esboce a região do espaço que consiste no conjunto de pontos cujas coordenadas
cilı́ndricas satisfazem as condições dadas:

(a) 0 ≤ r ≤ 2, − π2 ≤ θ < π
2, 0 ≤ z ≤ 2; (b) 0 ≤ θ ≤ π
2, r ≤ z ≤ 2.

18. Identifique a superfı́cie indicando uma equação cartesiana para cada uma das seguintes condições:

(a) z = r; (b) z = 4 − r2 ; (c) 2r2 + z 2 = 1; (d) z = r sin θ.

19. Encontre uma equação em coordenadas cilı́ndricas que represente a superfı́cie definida por cada uma das
seguintes equações cartesianas:

(a) z = x2 + y 2 ; (c) 3x + 2y + z = 6; (e) x2 + y 2 = 1 − z;


x2 +y 2
(b) x2 + y 2 = 2y; (d) z 2 = 2 ; (f) −x2 − y 2 + z 2 = 1.

2
20. Considere o domı́nio D de R3 definido pelas condições x2 + y 2 ≤ 5, 0 ≤ y ≤ x e −1 ≤ z ≤ 1. Caracterize
D utilizando coordenadas cilı́ndricas, completando os espaços.

D = {(x, y, z) = ( , , ):r∈ ,
θ∈ , z∈ }

p p
21. Considere o sólido E = {(x, y, z) ∈ R3 : − x2 + y 2 ≤ z ≤ x2 + y 2 , x2 + y 2 ≤ 1, y ≥ 0}. Descreva a
região S por meio de inequações da forma:

 z1 (r, θ) ≤ z ≤ z2 (r, θ)


r1 ≤ r ≤ r2

 θ ≤θ≤θ

1 2

onde (r, θ, z) são as coordenadas cilı́ndricas de um ponto do espaço.

22. Represente geometricamente e indique as coordenadas cartesianas dos pontos cujas coordenadas esféricas
são as seguintes:

(a) (1, 0, 0); (b) (2, π3 , π4 ); (c) (5, π, π2 ); (d) (4, 3π π


4 , 3 ).

23. Obtenha as coordenadas esféricas dos pontos com coordenadas cartesianas:


√ √ √ √
(a) (1, 3, 2 3); (b) (0, −1, −1); (c) (0, 3, 1); (d) (−1, 1, 6).

24. Em cada uma das alı́neas esboce a região do espaço que consiste no conjunto de pontos cujas coordenadas
esféricas satisfazem as condições dadas:

π π 3π
(a) ρ ≤ 2, 0 ≤ φ ≤ 2, 0≤θ≤ 2; (c) ρ ≤ 1, 4 ≤ φ ≤ π;
π 1
(b) 2 ≤ ρ ≤ 3, 2 ≤ φ ≤ π; (d) ρ ≤ 2, ρ ≤ cos φ .

25. Identifique a superfı́cie indicando uma equação cartesiana para cada uma das seguintes condições:

π
(a) φ = 3; (c) ρ = sin θ sin φ;
(b) ρ = 3; (d) ρ2 (sin2 φ sin2 θ + cos2 φ) = 9.

26. Encontre uma equação em coordenadas esféricas que represente a superfı́cie definida por cada uma das
seguintes equações cartesianas:

(a) z 2 = x2 + y 2 ; (c) x2 − 2x + y 2 + z 2 = 0;
(b) x2 + z 2 = 9; (d) x + 2y + 3z = 1.

p
27. Considere o sólido D de R3 definido pelas condições x ≥ 0, y ≥ 0, 0 ≤ z ≤ x2 + y 2 e x2 + y 2 + z 2 ≤ 1.

(a) Caracterize D utilizando coordenadas esféricas, completando os espaços.

D = {(x, y, z) = ( , , ):
ρ∈ , θ∈ , φ∈ }

3
(b) Descreva a região D por meio de inequações da forma:

 r1 (θ, z) ≤ r ≤ r2 (θ, z)


z1 ≤ z ≤ z2

 θ ≤θ≤θ

1 2

onde (r, θ, z) são as coordenadas cilı́ndricas de um ponto do espaço.

28. Considere o sólido S = {(x, y, z) ∈ R3 : z 2 ≤ 31 (x2 + y 2 ), x2 + y 2 + z 2 ≤ 4, x2 + y 2 ≥ 1, y ≥ 0}. Descreva


a região S por meio de inequações da forma:

ρ1 (θ, φ) ≤ ρ ≤ ρ2 (θ, φ), φ 1 ≤ φ ≤ φ2 , θ 1 ≤ θ ≤ θ2 ,

onde (ρ, θ, φ) são as coordenadas esféricas de um ponto do espaço.

29. Represente geometricamente a região do espaço limitada pelos parabolóides z = x2 + y 2 e z = 2 − x2 − y 2 .


Descreva essa região em coordenadas cilı́ndricas.

30. Escreva em coordenadas esféricas ou cilı́ndricas os seguintes conjuntos:

(a) {(x, y, z) ∈ R3 : 1 ≤ x2 + y 2 + z 2 < 2, x2 + y 2


(c) {(x, y, z) ∈ R3 : z 2 ≤ , 0 < z < 2};
z ≥ 0, y ≥ 0, x > 0}; 2

(b) {(x, y, z) ∈ R3 : x2 + y 2 = 4, −y ≤ x ≤ y}; (d) {(x, y, z) ∈ R3 : x2 + y 2 ≤ 2, 0 < z < 8 − y}.

31. Um ponto P que tem coordenadas (x, y) em relação ao sistema de eixos xOy, após uma rotação de eixos
θ assume coordenadas (x0 , y 0 ) em relação ao novo sistema de eixos x0 Oy 0 . A relação entre as coordenadas
nos dois sistemas de eixos é dada pelas equações de rotação:

x0 y0
x = x0 cos θ − y 0 sin θ
x cos θ − sin θ
y = x0 sin θ + y 0 cos θ
y sin θ cos θ

A tabela da direita pode ser usada como mnemónica para obter as coordenadas de (x, y) a partir de (x0 , y 0 )
e vice-versa (note que a última coluna é a derivada da coluna central).
Considere um sistema de coordenadas x0 Oy 0 obtido através da rotação por um ângulo de 45◦ de um
sistema de coordenadas xOy.

(a) Determine a coordenada no sistema de eixos x0 Oy 0 do ponto cuja coordenada no sistema de eixos
xOy é (1, 1).
(b) Determine uma equação da curva 7x2 + 7y 2 − 10xy = 18 no sistema de coordenadas x0 Oy 0 .
(c) Represente geometricamente a curva da alı́nea (b), indicando ambos os sistemas de coordenadas.

32. Dada uma equação quadrática Ax2 + Bxy + Cy 2 + Dx + Ey + F = 0, com B 6= 0, o termo xy pode ser
A−C
eliminado mediante uma rotação de eixos correspondente a um ângulo θ tal que cot θ = B (demonstre).
Para cada uma das equações quadráticas determine uma rotação dos eixos xOy de modo a eliminar o
termo xy. Identifique a cónica e esboce-a.

(a) 5x2 − 4xy + 2y 2 − 6 = 0; (b) x2 + 4xy − 2y 2 − 12 = 0; (c) x2 +2xy+y 2 −2x+2y+3 = 0.