Anda di halaman 1dari 7

Exercícios:

1. O movimento semanal de venda de pão de diversos tipos é dado a


seguir, em quilogramas para as últimas 12 semanas.

Pede-se:

a) Aplicar à série uma média móvel simples (MMS) com n = 3.


b) Aplicar à série uma média móvel ponderada (MMP) com n = 3 (com os
seguintes pesos 0,2; 0,4; 0,4).

Solução:

Calcular a previsão do 13º período utilizando os 02 métodos.

a) Média Móvel Simples = (907+655+558)/3 = 2.120/3 = 706,67

b) Média Móvel Ponderada = (907 x 0,2) + (655 x 0,4) + (558 x 0,4) =


181,40 + 262,00 + 223,20 = 666,60

2. Retomar os valores das vendas semanais da rede de padarias do


exercício anterior, e aplicar a Média Ponderada Exponencialmente
Ponderada de 1º Ordem (MMEP1), com valores de β = 0,1; 0,2; 0,3 e
0,4. Apontar o valor de β que fornece a melhor previsão.

1
Fórmulas:

Dt = Dt-1 + β.(Yt-1 - Dt-1)

Solução:

3. Na manufatura de 02 produtos A e B existe certa operação de


prensagem. Para o produto A, a operação toma 08 minutos, enquanto
para o produto B toma apenas 02 minutos. Estima-se que a demanda
mensal seja de 500 unidades para o produto A e 1.000 unidades para o
produto B. Determinar a capacidade produtiva (da prensa) que está
sendo usada, supondo um mês de 22 dias úteis de 08 horas diárias.
Supor que a prensa é usada apenas com os dois produtos A e B e
descontar do tempo disponível uma folga para manutenção e reparos no
valor de 10% desse tempo disponível.

Solução:

A capacidade produtiva bruta da prensa, sem descontar o tempo parado para


manutenção e reparos, é de:

22 (dias/mês) x 08 (horas/dia) = 176 horas/mês.

Descontando 10% desse tempo para manutenção e reparos, a capacidade


produtiva será:

176 – 176.(0,1) = 158,40 horas/mês

Transformando em minutos:

2
158,40 horas/mês x 60 minutos/hora = 9.504 minutos/mês.

Agora, iremos calcular qual o tempo exigido para a prensagem dos 02


produtos, A e B, o que pode ser feito através da tabela seguinte:

Logo, a capacidade da prensa que está sendo utilizada para os 02 produtos é


de:

Capacidade usada (%) m = (6.000/9.504) x 100 = 63,13%.

4. Um supermercado deseja determinar o número de atendentes de


máquina registradora (caixas) que deve ser dimensionado para atender à
demanda prevista de 800 clientes por dia de 08 horas. Estima-se que
cada cliente demora, em média, 05 minutos para passar pelo caixa.
Considerar que 20% do tempo dos caixas são dedicados a descanso e
refeições.

Solução:

Para o cálculo do número n(i) de atendentes em uma dada atividade i aplica-se


a Equação: n(i) = t(i)xN(i)/60xTxe

Variáveis:

t(i) = Duração média do atendimento = 05 minutos


N(i) = Demanda diária da atividade = 800 clientes
T= Duração do dia de trabalho = 08 horas
e = Eficiência média do pessoal = 1 – fraca do tempo parado = 1 – 0,2 = 0,8.

Aplicando a Equação temos:

n(i) = (5)x(800) /60x8x0,8


n(i) = 10, 4 caixas.

Portanto, 11 caixas serão necessárias com alguma ociosidade.

3
5. Uma metalúrgica produz apenas 03 produtos, com os seguintes custos
diretos de fabricação:

Os custos fixos sobem a R$ 200 mil por ano. Supondo que seja invariável
a proporção na qual a demanda ocorra (dada pela tabela acima), pede-
se:

a. Definir um custo variável (direto) médio, usando as quantidades


produzidas e os custos diretos unitários;
b. Definir um preço médio de venda, sabendo-se que, para cada
produto, esse preço é o dobro do custo direto por unidade;
c. Se a empresa estivesse operando com um lucro anual de R$ 150
mil, qual seria a demanda agregada? E a demanda de cada
produto individualmente? (Nota: trabalhar com o custo direto e o
preço médios).

Solução:

A) Custo variável médio:

Pode ser calculado fazendo-se a média ponderada dos custos variáveis


unitários de cada produto, usando, como pesos de ponderação, as
respectivas demandas.

Temos:

CV = (6)x(10.000) + (20)x(5.000) + (15)x(20.000)/10.000 + 5.000 + 20.000


CV = 13,14 por unidade agregada (refere-se a valores médios)

B) Preço médio de venda:

Seja PV o preço. Podemos encontrá-lo de maneira idêntica ao que


fizemos para CV por meio a média ponderada dos preços de venda dos
03 produtos. Entretanto, como para todos eles o preço de venda é o

4
dobro do custo unitário, o cálculo resume-se em multiplicar o custo
unitário CV por 2.

Assim:

PV = 2xCV = 2x(13,14) = R$ 26,28 por unidade agregada.

C) Demanda agregada e individual para um lucro de 150 mil reais:

Equação:

q = (L + CF)/(PV – CV)
q = (150.000 + 200.000)/(26,28 – 13,14)
q = 26.636 unidades agregadas.

Agora, devemos repartir essas 26.636 unidades agregadas em unidades


individuais para os 03 produtos. Lembrando que as demandas estão em
uma proporção invariável, temos que a fração de cada produto na
demanda agregada será o quociente de sua demanda pela demanda dos
03 produtos:

Produto I: 10.000/35.000 = 0,286


Produto II: 5.000/35.000 = 0,143
Produto III: 20.000/35.000 = 0,571

A demanda individual de cada produto é então obtida multiplicando a


sua fração na demanda total pelas 26.636 unidades agregadas, que
correspondem ao lucro de R$ 150 mil.

Produto I: 26.636 x (0,286) = 7.618


Produto II: 26.636 x (0,143) = 3.809
Produto III: 26.636 x (0,571) = 15.209
Total = 26.636

6. As vendas dos últimos 10 meses de bicicletas da empresa “Bike” têm


valores da tabela a seguir. Determinar a previsão de vendas para o mês
11 utilizando o modelo da média móvel dos 10 últimos meses.

5
Solução:

Previsão para o período (11):

Média Móvel (11) = 3.015/10 = 301,50.

7. Vamos imaginar que mensalmente tenhamos os dados das vendas reais


do Exercício 6. Utilizando o mesmo modelo da média móvel dos 10
últimos meses, determinar as previsões de venda para os meses 12 a 16.

Solução:

Previsão para o período (11) já foi calculada anteriormente.

Previsão para o período (12): Para o cálculo da média móvel consideram-se


os meses 2 a 11, inclusive.
Logo, a média é: (288 + 310 + ... + 300 + 302)/10 = 303,20.

Previsão para o período (13): Para o cálculo da média móvel consideram-se


os meses 3 a 12, inclusive.
Logo, a média é: (310 +290 + ... + 300 + 304)/10 = 304,80.

Previsão para o período (14): Para o cálculo da média móvel consideram-se


os meses 4 a 13, inclusive.
Logo, a média é: (290 + 305... + 304 + 303)/10 = 304,10.

Previsão para o período (15): Para o cálculo da média móvel consideram-se


os meses 5 a 14, inclusive.
Logo, a média é: (305 + 299+... + 303 + 305)/10 = 305,60.

Previsão para o período (16): Para o cálculo da média móvel consideram-se


os meses 6 a 15, inclusive.
Logo, a média é: (299 +315+ ... + 303 + 308)/10 = 305,10.

8. A quantidade de carga embarcada no aeroporto de uma cidade tem


apresentado os dados da tabela a seguir. Utilizando o modelo da média

6
móvel dos últimos 03 anos, calcular a previsão para os próximos
períodos a partir do ano de 1994.

Solução: