Anda di halaman 1dari 57

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SERGIPE

DISCIPLINA: Produção de Ruminantes II Ovinocultura


e Caprinocultura

Exterior dos caprinos e sua


importância zootécnica
José Adelson Santana Neto
Prof. voluntário do Departamento de Zootecnia/UFS
Plano de aula
1. Importância do exterior dos animais
2. Padrões raciais
3. Comportamento típico e as características de um caprino

nov-18
saudável
4. Avaliação da idade através da dentição
5. Caráter mocho e intersexualidade
6. Seleção de reprodutor e matrizes caprinas.
1. Seleção dos machos para reprodução
2. Seleção dos fêmeas para reprodução
Qual animal

nov-18
comprar?
Importância do exterior dos animais

• A avaliação do exterior e o julgamento de caprinos


consiste na comparação dos animais com um “ideal”
para a espécie/raça

nov-18
• Só que não existe um animal ideal ou perfeito

• Através das diferenças entre os animais, deve-se


selecionar aquele que pode desempenhar bem sua
função
Importância do exterior dos animais
A avaliação do exterior dos animais pode ser
utilizado para:

nov-18
1. Registro genealógico
2. Exposições
3. Selecionar machos reprodutores
4. Selecionar fêmeas para reposição
5. Planejar programas de cruzamentos
6. Determinar o momento de venda dos animais
Avaliação das características fenotípicas
apresentadas pelos animais

Finalidade produtiva Padrões raciais

nov-18
Características fenotípicas
• Conjunto de características físicas, morfológicas
e fisiológicas de um organismo

nov-18
• Expressão do genótipo

Fenótipo (P) = Genótipo (G) + Ambiente (E) + G x E


Expressão do genótipo

• Não se conhecendo o meio ambiente que cada animal


recebeu, fica imprecisa uma escolha (seleção) entre eles, pois

nov-18
não sabemos se um animal é melhor porque teve melhor
meio ou porque tem melhor genótipo

• Um cabrito mais desenvolvido pode ter atingido melhor


desempenho por ser filho de cabra mais velha que as outras
mães ou porque sua mãe era melhor produtora de leite ou
porque foi desmamado mais tarde ou ainda porque recebeu
melhores tratos
Finalidade produtiva
• Produção de pele

nov-18
• Duplo propósito (raças mistas, dupla aptidão,
etc.)

• Produção de carne

• Produção de leite

• Genética
Finalidade produtiva
• De acordo com a finalidade produtiva cada raça
irá apresentar padrões fenotípicos considerados

nov-18
ideais

• O julgamento de caprinos tem por objetivo


identificar indivíduos que apresentem as
características desejáveis
Padrões raciais
• Padrões aceitáveis

nov-18
• Padrões permissíveis
• Dependem de sua intensidade para
desclassificação

• Padrões desclassificatórios
• Características que resultam na eliminação dos
animais em provas ou concursos
Padrões raciais
• Eliminação dos animais em julgamentos

nov-18
• Apresentação de defeitos raciais
desclassificatórios, defeitos congênitos ou
adquiridos que comprometam sua função
zootécnica
Padrões raciais: Defeitos
• Defeitos de aprumo;

nov-18
• Desvio da coluna vertebral: lordose, cifose e escoliose;

• Malformações bucais: prognatismo, retrognatismo e


agnatismo;

• Ausência de chifres;

• Criptorquidismo, monorquidismo, hipoplasia, hiperplasia


ou acentuada assimetria testicular
Padrões raciais: Defeitos de aprumo

nov-18
Padrões raciais: Defeitos

nov-18
Padrões raciais de acordo com a finalidade

Produção de carne
• Constituição robusta, ossatura forte, musculatura
compacta e bem distribuída por todo o corpo

nov-18
• Principal característica: CONFORMAÇÃO MUSCULAR
Padrões raciais de acordo com a finalidade

Produção de leite
• Constituição leve, ossatura forte, musculatura limpa,
firme e bem distribuída pelo corpo, sem excessos

nov-18
• Principal característica: MORFOLOGIA DO ÚBERE
Comportamento típico e as
características de um caprino saudável
• Para que seja capaz de identificar de forma rápida e precisa um
animal com algum tipo de distúrbio ou alteração no estado de
saúde

nov-18
• Principais características dos caprinos saudáveis:
• Apresentam bom apetite e selecionam o alimento oferecido, seja no
cocho
• Animais jovens são bastante ativos e curiosos
• Pelos devem ser sedosos e brilhantes
• A pele deve ser integra, sem presença de lesões, cortes ou descamações
• Adequado escore de condição corporal
• Tamanho e estado do úbere
• As fezes são de consistência firme e em forma de síbalas
• Integridade dos cascos
Comportamento social típico da espécie (em grupo)
• Comportamento gregário: por sua natureza vivem em
grupo com demais animais do rebanho

nov-18
• Atenção para animais isolados
• Pode estar ligada a alguma alteração no estado de saúde do animal
(miíase, toxemia da gestação, verminose, entre outros).
Apresentam bom apetite e selecionam
o alimento oferecido
• Apresentam bom apetite e selecionam o alimento oferecido,
seja no cocho (silagem, feno, concentrado, entre outros) ou a
pasto.

nov-18
• Caprino alimentando-se: apetite e seleção do alimento
Animais jovens são bastante ativos e
curiosos

• Animais jovens explorando o ambiente

nov-18
A pele deve ser integra,
Os pelos devem ser sem presença de lesões,
sedosos e brilhantes cortes ou descamações

nov-18
Adequado escore de condição corporal

• Compatível com a idade, o estado fisiológico


(gestação, lactação, reprodução, entre outros) e

nov-18
a raça.

• Animais muito magros ou obesos são indicativos


de inadequado manejo nutricional e/ou doença

nov-18
As fezes são de consistência firme e em
forma de síbalas (bolotas)

Fezes com consistência normal Fezes diarreica (mole a líquida)

nov-18
Caprino com acumulo
de fezes na região
posterior: indicativo de
diarreia
Integridade dos cascos
• Essencial para o bom desenvolvimento das atividades normais
• Deslocamento, alimentação, reprodução...

nov-18
• Animais com bons cascos conseguem se sustentar e se
locomover normalmente sem sinais de dor ou incômodo
(claudicação)

Casco: lesão interdigital


Integridade dos cascos
• Os cascos dos caprinos crescem continuamente
• Caso o crescimento seja maior que o desgaste
• Ocorre a formação de dobras que facilitam o acúmulo

nov-18
de matéria orgânica e o desenvolvimento de bactérias
• Enfermidades no casco, como a "podridão do casco"

Animal com crescimento excessivo do


casco pode levar a dificuldade de
locomoção e deformação de aprumos.
Avaliação da idade

nov-18
através da dentição
Avaliação da idade através da dentição

• Os ruminantes possuem os dentes incisivos (da frente) apenas


na arcada inferior (mandíbula)
• Na arcada superior (maxilar) apresentam uma "almofada"

nov-18
chamada de pulvino dentário


Avaliação da idade através da dentição

Caprinos apresentam duas dentições

nov-18
1. Uma decídua (de leite ou temporária)

2. Uma definitiva (permanente)

• A erupção dos dentes de leite ocorre nos primeiros dias


de vida do cabrito/cordeiro e são substituídos
gradualmente por dentes definitivos à medida que o
animal envelhece.

Avaliação da idade através da dentição
• Os dentes de leite são mais delicados, menores, mais finos e
mais claros.
• Os dentes permanentes são maiores, amarelados e com
estrias

nov-18
Figura - Dentição decídua (de leite) em animal jovem
(A) e definitiva em animal adulto (B).
Avaliação da idade através da dentição
• Dentição de leite:
• 8 dentes incisivos (somente na arcada inferior)
• 12 molares, totalizando 20 dentes.

nov-18
• Dentição permanente (após todas as trocas)
• é formada por 32 dentes
Avaliação da idade através da dentição

• Por meio da avaliação da arcada dentária e da evolução


dos dentes incisivos (troca do decíduo pelo permanente e
desgaste)

nov-18
• Avaliação é muito importante para rebanhos que não
fazem controle zootécnico dos animais.

• Sempre que se pretende comprar um animal é muito


importante fazer essa avaliação para verificar a real idade
do animal.

Avaliação da idade através da dentição
Processo relativamente simples
1. Conter adequadamente o animal
2. Levantar o lábio superior e abaixar o inferir, expondo os

nov-18
dentes incisivos
Avaliação da idade através da dentição

• Dentes incisivos (inferiores)


• São utilizados para determinação da idade aproximada
dos animais.

nov-18
• São classificados em:
• pinças (dentes da frente)
• primeiros médios
• segundos médios
• cantos

• Não se esqueça de que os caprinos possuem incisivos


apenas na arcada inferior (mandíbula)!
Avaliação da idade através da dentição
• Os cabritos nascem sem dentes
• 3-4 dias de idade: nascem as pinças e os primeiros médios
• 10-14 dias de idade: nascem os segundos médios

nov-18
• 25-30 dias de idades: nascem os cantos

Figura - Animal recém-nascido sem dentes (A) e início do


aparecimento das pinças com dois dias de idade (B).
Avaliação da idade através da dentição
• 1 ano de idade:
• Inicia a primeira troca da dentição de leite pela permanente
• O primeiro par de dentes a ser substituído é a pinça (dente

nov-18
da frente)

Figura -Troca completa das duas pinças


Avaliação da idade através da dentição
• Troca completa das pinças e primeiros médios
• 1,5 a 2 anos

nov-18
Avaliação da idade através da dentição

• Troca completa das pinças, primeiros médios e segundos


médios
• 2,5 à 3 anos

nov-18
Avaliação da idade através da dentição

• Troca completa de todos os dentes incisivos


• 3,5 à 4 anos

nov-18
Avaliação da idade através da dentição

• A partir dos 4 anos de idade


• Todas as trocas de dentes de leite pelos

nov-18
permanentes já foram realizadas
• O animal é chamado de "boca cheia"

• Nessa fase a estimativa da idade deve ser


feita pela avaliação do desgaste ou
arrasamento dos dentes
• Até por volta dos 6 a 7 anos
Avaliação da idade através da dentição
• O desgaste ocorre pelo desaparecimento da parte
superior e o surgimento do avale (arrasamento do dente)

nov-18
Desgaste
(arrasamento) dos
dentes incisivos

• Animais que recebem alimentos mais grosseiros e com


alto teor de fibra podem apresentar maior desgaste dos
dentes, o que dificulta a avaliação nessa fase.
Avaliação da idade através da dentição
• Após ocorrer o desgaste de todos os dentes incisivos
(utilizados para avaliação da idade), por volta dos 6 a 7 anos,
começa o afastamento aparente dos dentes.

nov-18
• Este afastamento inicia das pinças para os cantos,
apresentando-se em todos os dentes por volta dos 9 anos.

Afastamento dos dentes em animais com idade avançada (entre 8 e 9 anos).


Avaliação da idade através da dentição
• Animais com idade avançada podem apresentar perdas
de dentes.
• Diretamente relacionadas com a dieta, o estado

nov-18
nutricional e sanitário do animal.
Queda de dentes em animal com
idade bastante avançada (entre
10-12 anos).
Avaliação da idade através da dentição
• Idade de erupção da dentição permanente e de desgaste em
caprinos.

nov-18
Seleção de reprodutor e matrizes caprinas

• Atentar para a finalidade da produção: carne,


leite ou pele

nov-18
• Optar pela raça ou tipo mais adequado para a
obtenção do produto escolhido.

• Nunca adquirir animais de rebanhos com


qualidade genética inferior ao rebanho atual
Seleção de reprodutor e matrizes caprinas

Emprega-se em situações como, escolha de


animais para:

nov-18
1. introdução no rebanho ou para serem
descartados;
2. inscrição em sociedades de registro
genealógico;
3. participação em exposições,
4. provas zootécnicas ou programas de
reprodução e;
5. destinados à venda.
Seleção de reprodutor e matrizes caprinas

• Os critérios a serem utilizados nesta avaliação;


1. Dados da genealogia

nov-18
2. Conformação corporal
3. Desempenho
4. Teste de progênie

• A ideal seleção de reprodutores e matrizes fundamenta a


garantia de alta eficiência produtiva da exploração.

• Machos e fêmeas são responsáveis a transferência de


material genético para suas crias e consequente
desempenho do rebanho futuro.

Seleção de reprodutor e matrizes caprinas

Seleção pela genealogia


• Consiste em diferenciar animais pelo nome dos seus ascendentes (ex.: pais,
avós, bisavós).
• A utilização deste instrumento deve auxiliar a seleção, sendo interessante

nov-18
sua associação aos dados de desempenho.

Seleção pela conformação


• Julgamento do exterior do animal,
• Características mais aplicadas a esta seleção são: raciais, aprumos, número
de pares de tetas (fêmeas), aparelho genital (machos e fêmeas), harmonia
das formas, e capacidade corporal.
• Características como tórax largo e profundo (bom arqueamento de costelas),
podem indicar boa capacidade respiratória e circulatória, assim como uma maior
capacidade digestória.
• ângulo e a largura da garupa facilitam o parto e; a melhor implantação e maior
volume do úbere.
• Aparelho genital: devem apresentar-se bem desenvolvidos, sadios e sem a
presença de defeitos.
Seleção de reprodutor e matrizes caprinas
Seleção desempenho
• Utiliza os dados de produção dos mesmos
• As avaliações são realizadas ao longo da vida dos animais
• idade ao nascimento, ao desmame e ao primeiro ano; ganho de peso; conversão ou

nov-18
eficiência alimentar; e características da eficiência reprodutiva.

Seleção pela progênie


• avalia o animal reprodutor pelo desempenho de seus
descendentes
• São escolhidos os animais cujos filhos apresentaram os
melhores resultados nas características de interesse.

A escolha de animais pelo desempenho e pela progênie é, sem


dúvida, as que permitem mais confiabilidade, entretanto, só
podem ser utilizadas tardiamente.
Características consideradas desclassificatórias
na seleção dos animais
• Defeitos desclassificatórios aos reprodutores:

- albinismo;
- cegueira parcial ou total;

nov-18
- retrognatismo ou prognatismo;
- lordose, escoliose e cifose acentuadas;
- membros fracos ou maus aprumos;
- monosquidismo ou criptorquidismo;
- testículos atrofiados;
- hipo ou hiperplasia testicular uni ou bilateral;
- politetia;
- intersexo;
- feminilidade
- defeitos que impeçam a reprodução.
Características consideradas desclassificatórias
na seleção dos animais

• Defeitos desclassificatórios as matrizes:

- albinismo;

nov-18
- cegueira parcial ou total;
- retrognatismo ou prognatismo;
- lordose, escoliose e cifose acentuadas;
- membros fracos ou maus aprumos;
- úbere com assimetria acentuada ou excessivamente pendulosos;
- tetas extras funcionais;
- vulva infantil e ancas estreitas;
- masculinidade
- esterilidade comprovado ou defeitos que impeçam a reprodução.
Seleção dos machos para reprodução
• A seleção dos machos para reprodução deve basear-se em
rigorosos critérios já que o macho produz mais filhos que qualquer
fêmea do rebanho.

nov-18
• O reprodutor deverá ser saudável, em condições de acasalar e,
principalmente, não ter nenhuma doença transmissível pela
cópula.

• Os machos destinados à reprodução devem advir de outras


propriedades, tentando-se assim evitar a consanguinidade
(endogamia).

• Para a escolha de reprodutores, independentemente do critério de


seleção utilizado é fundamental associar o exame andrológico e
avaliação da libido
Seleção dos machos para reprodução
• Algumas características devem ser observadas:
1. Padrão racial característico da raça escolhida (quando do uso de animais
registrados);
2. Aspecto masculino bem definido;

nov-18
3. Cascos sadios e bons aprumos;
4. Boa libido e capacidade sexual;
5. Ausência de defeitos hereditários, como hérnias, prognatismo etc.;
6. Adquirir machos sem cornos, porém com sinais de que tenham sido
descornados, pois machos mochos podem portar características ligadas
ao hermafroditismo;
7. Possuir testículos morfologicamente normais (simétricos, ovóides e
presentes na bolsa escrotal)
8. Características seminais compatíveis com macho de sua espécie e idade
(importante realizar espermograma antes da aquisição do animal);
9. Ausência de lesões prepuciais ou penianas;
10. Ausência de caroços (linfadenite caseosa) ou outros sinais de
enfermidades.
Seleção dos fêmeas para reprodução
As características básicas a serem consideradas são:

1. Padrão racial característico da raça escolhida (em rebanhos de


animais registrados);

nov-18
2. Aspecto feminino bem definido;
3. Boa conformação de úbere, com apenas duas tetas, devendo
ser evitado fêmeas com tetas muito grandes ou grossas;
Seleção dos fêmeas para reprodução
As características básicas a serem consideradas são:

4. Cascos sadios e bons aprumos;

nov-18
5. Idade compatível com a reprodução (evitar adquirir
cabras/ovelhas com idade superior a três anos e que nunca
tenham parido);
6. Ausência de enfermidades ou defeitos físicos;
7. Aquisição de fêmeas já paridas: histórico de gestação e partos
normais, boa habilidade materna (traduzida em potencial
leiteiro para atender suas crias e boa aptidão para criar),
fertilidade e prolificidade satisfatórias;
8. Exames adicionais podem ser realizados a fim de evitar-se a
aquisição de fêmeas com problemas reprodutivos.
Seleção de reprodutor e matrizes caprinas

• Contudo, é importante ter sempre em mente que nenhum


animal desempenhará todo seu potencial se as condições

nov-18
gerais de criação referentes à sanidade, alimentação,
instalações e manejo não forem adequadas.

• Da mesma forma, a introdução ou permanência de animais


improdutivos ao rebanho afetará a rentabilidade do sistema
de produção. Portanto, a melhor forma de avaliação e escolha
dos animais está baseada em uma boa escrituração
zootécnica.