Anda di halaman 1dari 2

Antero cidadão angolano, em conluio com Mamadou

cidadão Senegalês decidiram assaltar o armazém de


Bento que fornecia os produtos para a cantina de
Mamadou, aonde Antero trabalhava.

Da idealização a prática da acção passaram-se 3 dias,


tendo assim ambos subtraído produtos diversos
avaliados em KZ 5 000 000 00 (cinco milhões de
Kwanzas) que procederam a venda e se locupletaram
do produto da venda.

Deparando-se com a situação, Bento apresentou


queixa, tendo sido instaurado um processo criminal,
vindo-se a saber que Antero tinha fugido para
Portugal, local aonde foi detido.

Por sua vez, um agente da Polícia Nacional de Angola


que possuía um mandado de captura contra Mamadou
reconhece-o abordo de um avião da Taag que
sobrevoava o território da Africa do Sul e detém-lhe
com o objectivo de lhe levar de volta para Angola a fim
de ser julgado.
a) Que crime cometeu Antero? Terá Angola alguma
legitimidade para que os seus tribunais julguem
Antero? Se sim, qual seria o fundamento para a
punição e de que mecanismos Angola se
socorreria? Justifique legal e doutrinariamente.
b) E quanto a Mamadou que sobrevoava o espaço
aéreo Sul africano, quid iuris?
c) Imagine agora que, após a aterragem da aeronave,
Mamadou conseguiu escapar do agente da Polícia,
foge para Namíbia e neste país por estar a fugir da
Polícia local, atravessa a fronteira e a partir do
lado de Angola dispara um tiro contra um dos
agentes da Polícia da Namíbia que é socorrido
para um hospital sul africano onde morre. Que
crime cometeu? Determine o local da infracção de
acordo com as doutrinas estudadas.