Anda di halaman 1dari 3

Frases com citações de freud

[…] o sonho é uma realização (disfarçada) de um desejo (suprimido.ou


recalcado.) (FREUD, 1996, p.193)

Um forte egoísmo protege contra o adoecimento, mas afinal é preciso começar


a amar, para não adoecer, e é inevitável adoecer, quando, devido à frustração,
não se pode amar. (FREUD, 2010, p. 29)

Anódino
adjetivo
FIGURADO (SENTIDO)•FIGURADAMENTE
pouco eficaz; sem importância ou interesse; banal, insignificante, medíocre.

Ao cantar na escuridão, o andarilho nega seu medo, mas nem por isso enxerga
mais claro. (p.26) Vol 17 - Inibição, Sintoma e Angústia (1926 1929) Original

Na verdade, os pervertidos são, isto sim, pobres-diabos que pagam um preço


bastante alto pela satisfação duramente obtida. (p. 426) Vol 13 - Conferências
introdutórias à psicanálise (1916-1917) Original

A ciência não pode competir com a religião quando esta acalma o medo que o
homem sente em relação aos perigos e vicissitudes da vida, quando lhe garante
um fim feliz e lhe oferece conforto na desventura. Novas Conferências sobre a
Psicanálise (1933)
Não sei se existe algum modo de prevenir isso inteiramente; no momento, posso
apenas sugerir um remédio caseiro: que cada um de nós dê mais atenção à sua
própria neurose do que à do próximo. (correspondência de freud e Jung p. 599)

O ciúme é um dos estados afetivos que, como o luto, podem ser designados
como normais. Quando parece estar ausente no caráter e na conduta de alguém,
justifica-se concluir que sofreu uma forte repressão e, por isso, tem um papel
tanto maior na vida psíquica inconsciente. Os casos de ciúme anormalmente
intenso, encontrados na análise, mostram-se constituídos de três camadas.
Esses estratos ou estágios do ciúme podem receber os nomes de : 1)
competitivo ou normal; 2) projetado; 3) delirante – (Vol 15 - Psicologia das
massas e análise do Eu (1920 1923) Original, p. 210)
Referências

FREUD, Sigmund. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud: edição


standard brasileira / Sigmund Freud: com comentários e notas de James
Strachey; em colaboração com Anna Freud; assistidos por Alix Strachey e Alan
Tyson. Rio de Janeiro: Imago, 1996. Traduzido do alemão e do inglês sob a
direção geral de Jayme Salomão.

Citação com autor incluído no texto: Freud (1996)

Citação com autor não incluído no texto: (FREUD, 1996)

FREUD, Sigmund. Introdução ao narcisismo: ensaios de metapsicologia e


outros textos (1914-1916). São Paulo: Companhia das Letras, 2010. (Obras
completas volume 12). Tradução e notas Paulo César de Souza