Anda di halaman 1dari 2

I

Marta tem 16 anos, estuda e ajuda um tio em trabalhos de computador. Desde há


algum tempo que vem poupando os pequenos quantitativos que, irregularmente, de
acordo com os trabalhos que realiza, lhe são pagos pelo tio, pois tem o sonho de
arranjar uma casa para si própria. Com o dinheiro acumulado, acrescido de 90 euros
que lhe foram dados pelo avô no aniversário, arrendou uma pequena casa de duas
divisões, pela renda mensal de120 euros. Quando, tendo decidido mudar se para lá, os
pais tiveram conhecimento do facto, ficaram muito zangados e pretendem saber se
têm algum meio de obstar à subsistência do arrendamento.

II

Hugo, empreiteiro, fez com Ivone um contrato pelo qual se obrigava a construir
para esta um prédio em Lisboa contra certo preço.
Seis meses depois foi publicada uma lei que proíbe a construção em Lisboa por
empreiteiros que não se encontrem dotados de preparação profissional específica, de
que Hugo não dispõe.
O contrato é afectado na sua validade? Se não, tem esta lei algum efeito sobre ele?

III

Duarte realizou com Elsa, por documento particular, um mútuo válido, tendo
ficado estabelecido que o juro remuneratório era de 15% ao ano.
Suponha que posteriormente uma alteração legal veio impor a escritura pública
para os mútuos de valor daquele que fora celebrado por Duarte e Elsa. Esta teme que
Duarte venha invocar a nulidade do contrato. Tem motivo jurídico que fundamente o
seu receio?
Entretanto, uma nova lei veio declarar usurários e reduzidos os juros,
convencionais estabelecidos em mútuo, superiores a 10%. O contrato será afectado?

IV

Luís, administrador de uma sociedade comercial importante e muito conhecida no


Porto, dirige se a um stand da Mercedes, afirmando desejar comprar um carro do topo
da gama. Invoca várias vezes a sua qualidade de administrador da sociedade, dando a
entender que o carro se destina a ele enquanto administrador, embora nunca o diga
expressamente. O automóvel é lhe vendido por 95 000 euros sendo lhe entregue. Luís
não paga o respectivo preço. O vendedor quer saber de quem pode exigir o
pagamento: se de Luís, da sociedade de que este é administrador ou de ambos?

V
António, carpinteiro, nasceu em Janeiro de 1990. Em Fevereiro de 2006 adquiriu,
com o salário que recebera da oficina onde trabalhava, uma valiosa aparelhagem
sonora.
Em Maio de 2007 vendeu uma mota de que era proprietário, mas não recebeu o
respectivo preço.
Em Novembro de 2006, comprometeu-se a executar uma obra que estava muito
além das suas possibilidades, recebeu parte do pagamento, mas agora sabe que não
vai poder cumprir o compromisso estabelecido.
Quid iuris?

VI

Alberto, menor de 15 anos de idade, comprou um automóvel com o produto do seu


trabalho de carpinteiro. Para tal, falsificou o seu BI e colocou umas barbas postiças
para se apresentar no stand de automóveis como tendo 18 anos. Passados alguns
meses António vem a falecer num acidente de viação, e os seus pais pretendem
anular a compra do referido automóvel. Quid iuris?

VII

Tiago, marido de Vera, foi com o filho de ambos, Xavier, comprar um berço para o
bebé que estava para nascer.
Já com o berço no carro, Tiago tem um acidente, fatal para pai e filho.
Para efeitos sucessórios, quem faleceu em primeiro lugar?

Minat Terkait