Anda di halaman 1dari 1

Saudação à bandeira.

As Testemunhas de Jeová
acreditam que saudar a bandeira ou curvar-se diante
dela, geralmente quando se toca um hino nacional, seja
um ato religioso que atribui salvação, não a Deus,
mas ao Estado ou a seus líderes. (Isaías 43:11;
1 Coríntios 10:14; 1 João 5:21) Um desses líderes foi
o Rei Nabucodonosor, da antiga Babilônia. Para
impressionar as pessoas com sua majestade e fervor
religioso, esse poderoso monarca construiu uma enorme
imagem e obrigou seus súditos a se curvar diante
dela enquanto se tocava uma música, similar a um
hino nacional. No entanto, três hebreus — Sadraque,
Mesaque e Abednego — se recusaram a se curvar
diante da imagem, mesmo sabendo que poderiam
morrer por causa disso. — Daniel, capítulo 3.
os hinos nacionais “são expressões de sentimentos
patrióticos e muitas vezes incluem pedidos de orientação
e proteção divinas para o povo ou seus governantes”.
Embora não participe de cerimônias que considera
antibíblicas, o povo de Jeová com certeza respeita o
direito dos outros de fazer isso. Também respeita as
bandeiras nacionais como símbolos e reconhece que os
governos devidamente constituídos são “autoridades
superiores” que ‘estão a serviço de Deus’.