Anda di halaman 1dari 1

Centro Sul, 03 de julho de 2019 - Nº 1145 DESTAQUE 05

IRATI

Baixa participação no debate sobre o uso do


dinheiro público afasta cidadãos e governo
Poucos iratienses estiveram presentes na audiência realizada na sexta-feira (28) que discutiu metas e prioridades para o uso do dinheiro público.
Especialistas comentam causas e efeitos desse desinteresse popular por participar de decisões políticas

Karin Franco

E xpectativa menor de

Karin Franco/Hoje Centro Sul


receita e dificuldades
de realização de obras
foram alguns dos temas dis-
Obras
cutidos durante a audiência
pública da Lei de Diretrizes Atrasos em obras, aditivos e cumprimento de
Orçamentárias (LDO) para o licitações foram alguns dos principais assuntos
exercício de 2020. A audiên- durante a audiência, especialmente quando as obras
cia aconteceu na manhã de em andamento foram apresentadas.
sexta-feira (28), na Câmara O secretário Juarez Miguel da Silva recebeu
Municipal de Irati. questionamentos e esclareceu como é o processo.
Apesar de discutir metas Segundo o secretário, a prefeitura depende dos
e prioridades para o próximo repasses estaduais ou federais para repassar às
ano, a audiência registrou obras. Ao mesmo tempo, a empresa realiza o traba-
uma participação baixa da lho de acordo com a quantidade do repasse. “Eles
população. fazem um condicionamento: ‘Se eu receber bem, eu
Para Gerson Musial, trabalho bem. Se eu receber razoável, eu trabalho
membro do Observatório razoável’”, disse.
Social de Irati, é importante O desafio é que o repasse federal ou estadual pode
que a população se faça pre- demorar a acontecer e a empresa acaba diminuindo
sente em momentos como o ritmo de trabalho. A consequência é que a empresa
esse e por isso a entidade específicos que o benefi- acaba pedindo aditivo, porque o valor da obra precisa
tem discutido como incen- ciem), as audiências públicas ser corrigido, já que se passou algum tempo desde
tivar a participação. “Temos orçamentárias ocupam um o seu início e o valor dos materiais aumentou. No
discutido muito internamente espaço de grande importân- entanto, o governo federal ou estadual acaba não
como vamos mobilizar a
população. Ainda não acha-
LDO cia dentro do debate sobre as
contas. Mas, infelizmente, a
arcando com este custo do aditivo. “Esse é um custo
do município”, disse. “O governo federal só aceita
mos uma forma de como participação popular é muito o aditivo, mas não paga. A maioria dos convênios
trazer a população aqui para A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), como o irrisória dada a importância é assim”, disse.
dentro, para se interessar próprio nome fala, dispõe de diretrizes para o orça- que essa audiência desempe- Outra situação é que os municípios não podem
pelas questões do munícipio. mento do próximo ano. Nesta lei, são dispostas, por nha dentro do debate socioe- mais reprogramar o valor dos recursos recebidos. O
Acho que se cada vez mais exemplo, metas e prioridades que a gestão deverá ter conômico”, relata. secretário explicou que antigamente, se o município
as pessoas participarem, nós no próximo ano. Carlos destaca que é pre- recebia R$ 1 milhão e a licitação desse um valor
vamos ter grandes efeitos nas A LDO ajudará na elaboração da Lei Orçamentária ciso tornar essas audiências menor, como R$800 mil, o município poderia pedir
decisões”, disse. Anual (LOA), que é feita todo ano, e que é considerado públicas mais acessíveis à uma reprogramação e pegar o restante para aditi-
Um dos meios de ampliar o orçamento municipal. A LOA segue o Plano Plurianual população. “[A baixa parti- vos. No entanto, hoje o município precisa devolver
a participação popular, defen- (PPA), feito a cada quatro anos. cipação] se dá pelo pouco o valor restante, ficando apenas o da licitação. “Hoje
dido pelo representante do investimento e empenho dos eu tenho que devolver R$ 200 mil, mesmo que gaste
Observatório Social, seria órgãos públicos, responsá- mais de R$ 700 mil em aditivos”, contou. A devolução
através das associações, que veis por essas audiências, em inclui os rendimentos que o valor possa ter gerado
representam diversos grupos tornar o debate mais acessí- enquanto estava guardado.
vel e próximo do cidadão. O secretário ainda revelou que o município con-
Investimento em publicidade seguiu aplicar uma multa em uma obra, por falta de
Karin Franco/Hoje Centro Sul

e empenho em fazer com que execução de contrato. “10% do valor do contrato


a sociedade tenha interesse com a empresa. Nós multamos porque a empresa
nos assuntos e encontros”, não cumpriu o contrato”, contou.
argumenta. Membros do Observatório Social de Irati elogia-
Para o analista político, ram a ação e destacaram a necessidade de haver
Eduardo Negrão, a parti- uma maior discussão sobre o processo licitatório
cipação é importante e a para tentar encontrar soluções. Eles sugeriram que
internet pode ser um meio os vereadores levassem a discussão aos deputados.
de aproximar o cidadão das Os vereadores comentaram que já entraram
audiências públicas. “Num em contato com deputados e que devem procurar
formato novo usando redes tentar realizar uma agenda, especialmente com os
e mídias sociais - a presença deputados votados em Irati, para que sugestões e
física em Câmaras ou Assem- ideias sejam discutidas.
bleias nunca foi da natureza
brasileira e agora está supe-
dentro dos municípios. “Se reda, Rogério Kuhn e Roni em outros municípios brasi-
rada”, comenta.
essas associações funcio- Surek, membros do Execu- leiros também. O cientista
O analista ainda destaca as audiências públicas mais sido planejado. Em 2018, o
narem, nós começamos tivo de Irati, membros do político e jornalista, Carlos
que incredulidade do brasi- acessíveis. Audiências em cenário se repetiu: com uma
a trabalhar: vai lá, faz as Observatório Social de Irati Irineu, conta que essa parti-
leiro em relação à política horários fora do expediente expectativa baixa de R$ 148
audiências, busca conversa e imprensa. cipação é importante, mesmo
também é um dos fatores que e aos finais de semana fazem milhões, o município conse-
e daí traduz tudo isso num Baixa participação que existam divergências.
levam à baixa participação. com que um maior número de guiu aumentar a receita, mas
projeto global”, conta. A baixa participação “Apesar de não haver consen-
“Porque o Estado Brasileiro, cidadãos estejam presentes. É continuou abaixo do espe-
Estiveram presentes na popular em audiências públi- sualidade da sociedade civil
nas 3 esferas (municipal, preciso informá-los sobre a rado, tendo apenas gerado
audiência pública da LDO cas ligadas a orçamentos (pois cada cidadão anseia
estadual e federal), legisla sua relevância e importância apenas R$134 milhões, uma
os vereadores Alberto Sche- públicos é uma constatação e diverge sobre assuntos
em causa própria”, explica. dentro desses debates que diferença de R$ 13 milhões.
Para conseguir reverter vão refletir e muito para o Em 2019, a expectativa é que
Karin Franco/Hoje Centro Sul

isto, o analista destaca que é seu futuro dentro do campo o município gere durante todo
necessária uma comunicação civil”, comenta. ano R$ 155 milhões.
eficiente: “É uma missão Receita Para 2020, o município
difícil, mas só é possível com Durante a audiência baixou a expectativa de
uma comunicação eficiente e pública da LDO, o secretário receita para R$ 150 milhões.
com políticas públicas que de Finanças de Irati, Juarez Desses, R$148,5 milhões irão
visem efetivamente o bem Miguel da Silva, comentou para o Executivo e Legisla-
da comunidade”. as metas e prioridades do tivo, e R$1,5 milhão irão para
Já o cientista político, Executivo e das secretarias. uma reserva de contingência.
Carlos Irineu, frisa que as Ele mostrou também que Na audiência, o secretário
audiências precisam ser reali- nos últimos anos, a receita do ainda mostrou que a tributação
zadas em horários acessíveis município tem sido menor do é uma das principais fontes
para a população, mas que que a expectativa. Em 2017, de receita do município.
também é necessária uma por exemplo, foi estimada Contudo, as transferências
conscientização explicando a uma receitas de R$ 155 correntes, como por exemplo,
importância da participação. milhões, mas o município emendas parlamentares e
“Dada à atenção necessária conseguiu apenas R$ 122 verbas federais ou estaduais,
em publicidade e empenho, milhões, faltando alcançar são as maiores geradoras de
vejo que é possível tornar R$ 32 milhões como havia receita do município.

Rua Trajano Grácia, nº 636 - centro


Telefone: (42) 3422-4648 ou (42) 99954-3379 (plantão aos fins de semana).