Anda di halaman 1dari 7

“ A adoração a santos e a Maria é bíblica?

"
A Bíblia é absolutamente clara ao dizer que devemos adorar somente a
Deus. As únicas ocorrências na Bíblia de alguém, além de Deus, recebendo
adoração, são em relação a falsos deuses, que são Satanás e seus demônios.
Todos os seguidores do Senhor Deus rejeitam adoração a eles dirigida.
Pedro e os apóstolos se recusaram a ser adorados (Atos 10:25-26; 14:13-14).
Os santos anjos se recusaram a ser adorados (Apocalipse 19:10; 22-9).
A resposta é sempre a mesma: “Adora a Deus!”
Os católicos romanos tentam “fazer vista grossa” a estes claros princípios escriturais
dizendo que não “adoram” Maria ou santos, mas que, ao invés, somente “veneram”
Maria e os santos. Usar uma palavra diferente não muda a essência do que está sendo
feito. Uma definição de “venerar” é “olhar com respeito e reverência”. Em nenhum
lugar da Bíblia a nós é dito para que reverenciemos qualquer um que não seja Deus, e
apenas Deus. Não há nada de errado em respeitar estes cristãos cheios de fé que nos
antecederam (veja Hebreus capítulo 11).

Não há nada de errado


em honrar Maria como
a mãe terrena de Jesus.
A Bíblia descreve Maria
como “agraciada” do
Senhor (Lucas 1:28). Ao
mesmo tempo, não há
qualquer instrução na
Bíblia para que
reverenciemos aqueles
que já foram para o
Céu. Devemos sim
seguir o exemplo que
deram, mas não adorá-
los, reverenciá-los ou
venerá-los, não isso!
Quando forçados a admitir o que eles fazem, ou seja, adorar Maria, os católicos dizem
que eles adoram a Deus através dela, louvando a maravilhosa criação que Deus fez.
Maria, em suas mentes, é a mais bela e maravilhosa criação de Deus, e louvando-a,
eles estão louvando seu Criador.

Para os católicos, isto


é o mesmo que elogiar
um artista por meio
do elogio a sua
escultura ou pintura.
O problema com isto
é que Deus
explicitamente
ordena contra a
adoração a Ele
através das coisas
criadas. Não devemos
nos curvar e adorar
qualquer semelhança
do que há em cima
nos céus nem
embaixo na terra
(Êxodo 20:4-5).
A maioria dos católicos “venera” Maria e os santos orando a eles. Como demonstra o
artigo seguinte, a oração a qualquer um que não seja apenas Deus é antibíblico - orar
a santos e Maria. Se Maria e/ou os santos recebem orações, ou petições, isto é prática
não-bíblica. A oração é um ato de adoração. Quando oramos a Deus, estamos
admitindo que precisamos de Sua ajuda. Direcionar nossas orações a qualquer um
que não seja Deus é roubar de Deus a glória que é somente Sua.

Outra forma que os católicos têm de


“venerar” Maria e os santos é
criando estátuas e imagens deles.
Muitos católicos usam imagens de
Maria e/ou dos santos como
“amuletos de boa sorte”. Qualquer
leitura superficial da Bíblia irá
revelar que esta prática é evidente
idolatria (Êxodo 20:4-6; I Coríntios
12:2; I João 5:21). Rezar passando os
dedos nas contas do rosário é
idolatria. Acender velas perante uma
estátua ou retrato de santos é
idolatria. Enterrar uma estátua de
José na esperança de vender sua
casa (e outras incontáveis práticas
católicas) é idolatria.
A terminologia não é a questão. Se a prática é descrita como “adoração” ou
“veneração”, ou qualquer outro termo, o problema é o mesmo. A qualquer momento
que creditarmos algo que pertence a Deus a qualquer outro alguém, isto é idolatria.

A Bíblia, em nenhum
lugar, nos instrui para que
reverenciemos, oremos,
confiemos ou
“idolatremos” qualquer
um que não seja Deus.
Devemos adorar somente
a Deus. Glória, louvor e
honra pertencem somente
a Deus. Somente Deus é
digno de “...receber glória,
e honra, e poder...”
(Apocalipse 4:11). Somente
Deus é digno de receber
nossa adoração, exaltação
e louvor (Neemias 9:6;
Apocalipse 15:4).