Anda di halaman 1dari 1

Leishmaniose

BRASIL cutânea e mucosa


2016

Incidência
(100.000 hab.) 13,00
Transmissão
Índice Composto de
Leishmaniose (ICLc)
Intenso

Ocorrência

12690 ICLc
NOVOS CASOS 21,86 - 43,45 (Muito intenso)
9,61 - 21,85 (Intenso)
11928 cutâneas (94%) 3,08 - 9,60 (Alto)

762 mucosas (6%) -0,20 - 3,07 (Médio)


-1,11 - -0,21 (Baixo)

GRUPO DE IDADE SEXO FRONTEIRAS VIGILÂNCIA E


CONTROLE
3,3% < 5 anos 72,8% Masculino Fronteira com 10 47,4% da população em
3,5% ≥ 5 < 10 anos 27,2% Feminino países em 588 áreas de transmissão
92% > 10 anos municípios Participa do PEED
1,2% Não especificado 56,8% homens (Programa Regional de
acima de 10 anos 19,6% dos casos nas Avaliação Externa Direta
6,82% crianças fronteiras de Desempenho para o
menores de 10 anos diagnóstico microscópico)

ESPÉCIES DE VETORES ASSISTÊNCIA AO MEDICAMENTOS


LEISHMANIA LUTZOMYIA PACIENTE DISPONÍVEIS
L. amazonensis L. flaviscutellata, L. reducta, L. Diagnóstico de laboratório: Antimoniato de
olmeca nociva, L. whitmani, L.
L. braziliensis 80,9% (S/I Meglumina
neivai, L. migonei, L. carrerai
L. guyanensis carrerai, L. intermedia, L. complexa, laboratórios que fazem Isetionato de Pentamidina
L. lainsoni L. wellcomei, L. davisi, L. fischeri, L. diagnóstico)
pessoai, L. umbratilis, L. anduzei, L. Anfotericina B Lipossomal
L. lindenbergi Cura clínica: 69,7 (S/I
ubiquitalis, L. antunesi, L. ayrozai, Anfotericina B
L. naiffi unidades de atenção que
L. squamiventris, L. paraensis, L. Desoxicolato
L. shawi edwardsi, L. amazonensis fazem tratamento)

Fonte:
SisLeish - OPAS/OMS - Dados disponibilizados pelos Ministérios de Saúde -
Programas Nacionais de Leishmanioses dos países
Acesso em: 01 de Dezembro, 2017
* S/I: sem informação